FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Quem é você e o que fez com el


Fic: Transformações


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________







 


"Por que você não me deixa fazer as



Coisas que eu quero fazer?



Eu só quero ser eu



E não entendo



Porque você quer me colocar pra baixo



Se eu estou apenas me divertindo



Eu vou viver a minha vida (não do jeito que você quer)"



('Rumors', Lindsay Lohan)



 



   Liberta. Era exatamente assim que Hermione estava se sentindo, o que era uma loucura, visto que ela estava chorando torrencialmente. Mas porque estava chorando mesmo? Ela esqueceu.



   Secou o rosto com as costas das mãos, respirou fundo, ajeitou os cabelos e se encaminhou em direção ao castelo, pensando mil coisas na cabeça.



    Chegou ao Salão Comunal da Grifinória desperta. Harry se aproximou pra perguntar o que estava acontecendo, mas ela o repeliu com um gesto.



 _ Agora não, Harry _ ela disse, seca, e subiu para o dormitório.



    Se viu sozinha e gostou; ia fazer o que queria fazia tempo: abriu o malão e começou a reorganizar todas as roupas que tinha. O que era menina demais ela dispensava, precisava se vestir como mulher. Isso não significava decotes ou roupas ousadas, mas roupas que definitivamente lhe tiravam a cara de menininha indefesa. Ela não machucaria ninguém, a não ser que tentassem lhe impedir de fazer tudo o que queria dali por diante. Tipo Colin.



    Pegou-se dando um sorriso maldoso; Colin, de certa forma, adiantou seu trabalho, mas precisava descobrir o que ele tava aprontando naquela noite pra tê-la visto com Draco. E ia descobrir, mas não antes de colocar uma boa roupa.



    Vestiu um jeans ajustado, que realçava as curvas adquiridas há um tempo atrás, uma blusa preta justa com mangas curtas de renda e uma sapatilha também preta. Simples, mas diferente o bastante pra notarem que ela não estava brincando. Fez uma nota mental de que precisava fazer um estoque de maquiagens, pra parar de usar aquele batom vermelho pra sempre. Sorriu maldosamente mais uma vez. Ela ia ter o cuidado de fazer um estoque de batons vermelhos, pra ocasiões extra-oficiais. Desceu, e chamou Harry.



_ Harry, precisamos descobrir o que Colin anda aprontando _ ela foi direta.



_ É, eu tô sabendo, mas antes de mais nada, dá pra explicar o que houve entre você e Rony?



_ Claro que sim: eu terminei com ele _ ela lhe respondeu com displicência.



      Ele não pôde conter a surpresa e a confusão.



 _ Há algumas semanas vocês estavam apaixonados, e aí... _ Hermione o interrompeu. Queria ser clara e objetiva, não remoer passado.



_ Isso, Harry, estávamos. Algumas coisas aconteceram, e bem... _ ela titubeou um pouco, sob o olhar atento do amigo _ foi melhor assim. É melhor assim.



_ Tudo bem, não vou perguntar mais nada sobre isso.



_ Obrigada, Harry. Depois conversamos, preciso fazer uma coisa agora _ ela disse, saindo para os corredores. Precisava encontrar Malfoy.



    Foi até ao corujal enviar um bilhete a ele. Não dava pra correr riscos enviando bilhete por outra pessoa, era quase que subestimar a própria inteligência. Depois se encaminhou para a sala dos monitores, mas logo viu que não estava sozinha: Luna se encontrava em uma poltrona, pensativa.



_ Luna?



_ Oi, Hermione, eu vim deixar alguns relatórios das rondas aqui, e parei pra descansar.



_ Tá um belo dia lá fora _ a morena disse, apreensiva. Precisava do local vazio.



_ É, eu vi, tá mesmo _ Luna respondeu, as expressões vazias. Hermione percebeu.



_ Tá tudo bem, Luna?



_ Eh... tá sim, tá sim _ disse a loira, sem convicção.



    Ouviram a porta se abrir, e Hermione olhou pra trás, avistando Draco entrar, esbaforido. A menina havia entendido tudo, era a única que percebia a real situação, além de Gina. Mas era uma boa amiga, não alguém que empata conversas particulares.



_ Bem, eu vou indo _ disse Luna se levantando.


_ Obrigada _ Hermione sussurrou pra ela quando a loira passou perto.


     Viu Luna sumir porta afora e Draco fechando-a atrás de si. Encarou Hermione.


_ Saudades? _ perguntou o sonserino com um sorriso irônico.


_ Não, Malfoy, nem um pouco _ mentiu ela, para sua autopreservação. Queria discutir outras coisas que não fosse 'linguísticas'.


_ Fala, o que quer? _ ele perguntou se jogando na mesma poltrona onde Luna estava sentada.


     Hermione deu um breve suspiro ao ver os cabelos do loiro caírem pro rosto, e teve uma vontade louca de tirar aquelas mechas dali. Porém se conteve.


_ Bom, Colin Creevey viu nós dois ontem _ ela disse, direta. O rapaz fechou a cara na hora.


_ Ah, entendi tudo: Colin deu com a língua nos dentes pro pobretão Weasley, ele se enfureceu e quis tirar satisfações com você, é claro _ raciocinou Draco, de forma não muito agradável.


_ É, foi bem isso. Ele estava aos berros com Colin na sala, e depois eu resolvi conversar com ele.


_ Granger, o que você disse pra ele? Não falou que...


_ Não, não falei, claro que não _ ela se antecipou. Estava agitada e excitada com a possibilidade de ferrar Colin da mesma forma que ele ferrou seu domingo. _ Eu já resolvi o que tinha de resolver com o Ronald, meu negócio é com Colin. Eu quero acabar com ele.


_ Oi? _ ele parecia não ter ouvido ou entendido direito. _ Cadê a Hermione Granger?


      Ela riu.


_ Ela está aqui, oras.


_ Não tá não _ ele confirmou, pensativo. _ Você não pode ser aquela Granger.


_ Aquela Granger não existe mais, Malfoy. A Granger que está na sua frente não tolera subordinações, criancices alheias, falta de objetividade e bondade que torna a pessoa idiota. Cansei daquela imagem, mas quer saber? Não te devo satisfações. _ ela disse, satisfeita com a cara que Malfoy fizera.


_ Eu já posso pedir pro Chapéu Seletor te mandar pra Sonserina, né?


_ Não, esqueceu que não tenho sangue-puro?


_ Ah, claro. Mas já que você matou a Granger de antes, me fala o que a Granger de agora quer.


_ Duas coisas: quero o Colin na minha mão. E bom... _ ela começou, se aproximando dele devagar _ talvez queira uma compensação por estar solteira nesse exato momento.


    Draco pulou da poltrona, sem acreditar no que ouvia. Era muita coisa pra assimilar, mas aquela em questão era especial.


_ Você e o pobretão... terminaram?


_ Eu terminei com ele.


_ O que isso significa?


_ Ainda não sei.


     O loiro não ficou muito satisfeito com o que ela disse; queria tornar diário os amassos que trocavam, queria Hermione de algum e qualquer jeito. Mas não podia se esquecer de que era um Malfoy e que não dava pra escancarar seu caso com ela assim, pra escola inteira, sem que saíssem ilesos. Sentiu o orgulho ferido pela resposta dela, na verdade, por ela não ter dito o que realmente queria. Mas, mais uma vez ela o surpreendeu naquele dia.


_ Eu disse que quero uma compensação por estar solteira. Malfoy, você não é burro! _ exclamou ela, quase colada a ele. Aí que entendeu o assunto.


_ Claro que não, mas quero saber quem é você afinal.


_ No momento eu sou apenas sua.


    Foi a deixa que ele precisava pra agarrá-la ali mesmo.


&*&*&*&*&


      Harry discutia táticas de jogo com a equipe da Grifinória com Gina, Rony e Simas.


_ A temporada vai começar com o clássico, e precisamos estar bem preparados _ começou Harry, andando de um lado pro outro, enquanto olhava Rony de soslaio, cuja cara estava mais vermelha que cereja fresca.


_ Você precisa rabiscar uma tática pra mostrar pros outros, meu amor _ disse Gina, animada. _ A Sonserina tá se preparando já tem uns dias, vi quando Malfoy levou o time pra treino anteontem.


_ Não fala nesse cara _ disse Rony, resolvendo abrir a boca.


_ Weasley, não se deixa levar pelo o que Colin falou, cara _ aconselhou Simas, dando um tapinha breve nas costas do amigo.


_ Ah não? A Hermione terminou comigo, terminou! Do nada! De repente parece que a garota que conheci aos 11 anos foi sequestrada por ela mesma. Mudou, sabe? _ ele despejou, transtornado.


_ Confesso que não tô reconhecendo a Hermione de antes _ disse Harry, respeitando a raiva e tristeza do ruivo. _ Ela parece mais... maligna, não sei.


_ Gente, vocês estão exagerando _ Gina retrucou. _ Muito normal ela estar confusa, sabiam? Tudo foi de repente, ela está perdida, se descobrindo, Merlin, ela fez 18 anos! É uma mulher! E se vocês se recusam a tentar entender meninas que crescem, então eu prefiro sair desse papo _ ela disse, se levantando.


_ Gina! _ chamou Harry, chateado por não entender a situação.


_ Depois, Harry, depois _ ela disse, indo embora do local.


&*&*&*&*&


      Hermione estava sentada do lado de Draco, sem se encostar nele.


_ Você faz ideia do que Creevey apronta? _ perguntou o rapaz, curioso.


_ Não sei, mas ele quase se entregou _ ela respondeu, pensando em mil coisas.


_ Eu ouvi outro dia ele falar com Marlon sobre um plano, não ouvi bem, mas... _ ele se lembrou, mas vagamente. Talvez aquilo ajudasse.


_ Ouviu mais alguma coisa?


_ Só que eles tinham pouco tempo até o jogo que abre a temporada da competição da Taça das Casas.


_ Quantos dias faltam?


_ Uma semana.


_ Ótimo, bom saber _ ela disse, se levantando, pronta pra sair.


_ Onde você vai?


_ Armar o meu plano.


_ Seu plano? Sem mim?


_ E desde quando preciso de você, Malfoy? _ e saiu com um sorriso malvado, batendo a porta.


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>


N/A: Yeeeeeaaaah! Cap novo, finalmente!


Não me amaldiçoem por colocar uma Hermione malvada nesse capítulo, mas é a história, né? Eu disse que a mocinha ia dar muito trabalho pro Draco, e é só o começo. Quem sentiu falta de NC's, não se entristeçam, o próximo vai ser cheio de emoções, aguardem! Só precisava desenrolar a história, néam? haha


O Colin é um idiota, no próximo cap cês vão ver porquê. Mas realmente, essas coisas todas fizeram aflorar coisas dela que não fazem parte da Hermione original, mas ouçam a Gina, hehe.


Espero que gostem e que comentem muito, quero saber o que estão achando, viu? Até a próxima!



 



 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Landa MS em 31/03/2013

Gostei dessa Hermione malvada, mas cuidado pra não exagerar demais e deixar ela repugnante.
 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.