FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. Um Natal a La Marotos


Fic: Novos Tempos --- BREVE CAP 37


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Preciso que vcs comentem, po se naum , naum saberei oq acham da Fic, então plz comentem!!!!
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------





Uma jovem ruiva saia do banho com a toalha enrolada no corpo, e foi em direção de seu armário, onde escolheu um vestido que sua mãe havia lhe dado no aniversário, era um vestido verde, que combinava com seus olhos. Ela se vestiu, quando ouviu uma batida na porta.
-Entra. – Falou pondo as sandálias.
Um moreno entrou, ele vestia uma blusa social preta, e uma calça jeans preta também, seus cabelos estavam despenteados, não por falta de tentativas, mas sim, por força do destino.
-Você vai para a festa assim? – Perguntou Harry olhando a irmã.
-Sim, por que? – Perguntou prevendo a resposta do irmão.
-Não acho que ficou legal. – Ele foi até o armário e voltou com um sobretudo preto. – Isso fica bem melhor.
-Eu não acho, vou assim mesmo. – Falou sorrindo. – Ainda mais que o Allan e o Edward vão adorar esse vestido.
-Repete, por favor. – Retrucou Harry incrédulo.
-Vou assim, pois o Allan e o Edward vão adorar. – Repetiu sorrindo.
-Não vou discutir com você, é perda de tempo. – Falou mais calmo. – A mamãe pediu para você descer.
-Vou descer agora. – Falou isso, e abraçou o irmão, os dois desceram juntos. – Harry.
-Fala, maninha. – Respondeu avoado.
-Você tá falando da minha roupa. – Ele olhou para ela. – Espera para ver a da Alicia.
Nicole podia jurar que ficou cega por um momento, pois o sorriso de seu irmão era de tamanha felicidade, que chegava a ofuscar.
-Nossa, quase fiquei cega agora. – Falou rindo.
-Haha, gracinha. – Falou Harry abraçando mais a irmã. –você não tá com frio? – Harry tentou mais uma vez.
-Não Harry, o papai ligou o aquecedor. – Falou sorrindo, entendendo a indireta bem direta do irmão.
Ao chegarem na sala que tinha uma linda e imensa árvore de natal montada ali, que tinha muitas lusinhas, enfeites, entre eles, um cachorro preto, um cervo branco e um lobo cinza, que ficavam correndo pela árvore, e de vez em quando, derrubavam um enfeite no chão, e por fim, a estrela dourada no alto da árvore. Seus pais estavam ali terminando de arrumar a mesa com a ajuda de Dobby.
-Oi mãe, oi pai. – Falou Nicole feliz.
-Oi minha filha, você tá linda com esse vestido. – Falou abraçando a filha.
-Oi Nick, você vai passar o natal vestida assim? – Perguntou levantando a sobrancelha.
-Sim papai, e não adianta reclamar. – Falou sorridente.
-Eu já tentei. – Resmungou Harry. – Mas ela é cabeça dura igual à mamãe.
-Harry. – Esbravejou Lílian que estava ao lado de Tiago. – Olha o respeito com a sua mãe!
-Desculpa mamãe, mas que você é cabeça dura é. – Falou sorrindo.
E assim começou mais uma “batalha” entre os Potters e as Potters, era comum eles discutirem assim, e sempre Harry do lado do pai e Nicole da mãe, não por gostarem mais um do que do outro, mas por pura semelhança. Harry era Tiago em todos os aspectos, não se deixava entristecer por nada, sempre sorrindo, aprontando, inteligente, mas ainda assim responsável. Já Nicole, era Lílian tanto na aparência quanto nas atitudes, sempre alegre, meiga, estudiosa, e esforçada, mas quando irritada, virava uma fera, só uma coisa ela puxou de Tiago, a “marotice”, assim ficaram por um tempo até se ouvir três batidas na porta, eles pararam e Dobby foi abrir a porta.
Por está entrou os Black e os Longbottons, todos sorriram e se cumprimentaram, ficaram numa animada conversa até a campainha tocar novamente, dessa vez eram as outras famílias, após adentrarem, todos ficaram comendo, bebendo e conversando, um grupo conversava animadamente.
-Então vocês são Fred e Jorge? – Falava Tiago sorrindo. – Uma dupla que apronta muito em Hogwarts?
-Sim, somos nós. – Respondeu Jorge sorrindo também. – Mas nos tornamos isso graças a vocês.
-Como assim? – Perguntou Sirius interessado.
-Bem, é que foi graças a vocês que nós conhecemos cada canto daquele castelo. – Falou Fred, mostrando um pergaminho em branco, os rostos dos três marotos se iluminaram.
-Mas o que esse pergaminho velho tem haver? – Perguntou Rony sem entender.
-Olhe o respeito, essa foi nossa maior obra de arte. – Falou Tiago sério.
-Sim, isso Rony... – Começou Sirius.
-É o Mapa do Maroto. – Terminou Lupin sorridente. – um mapa do castelo, que mostra tudo e todos.
-Então é por isso que não encontramos Allan. – Falou Harry entendido.
-Claro por que, Fred e Jorge o pegaram. – Falou Allan sorrindo agora.
-Tão simples, mas despercebido por nós. – Completou Edward.
-Ah... Droga. – Falou Rony.
-O que foi? – Perguntaram todos.
-Agora eles vão querer sair para aprontar sempre com esse mapa. – Falou desanimado, no que todos sorriram.
-Tomem o mapa. –Falou Fred.
-Mas e vocês? – Perguntou Harry
-Temos todas as passagens décor na cabeça. – Retrucou Jorge sorrindo.
Assim, eles começaram a explicar as passagens que os garotos não deveriam usar, porque estavam inacessíveis, e discutiram sobre outras coisas como quadribol, traquinagens e mulheres.
Não muito longe dali, um grupo de mulheres compostas por Lílian, Anna, Lisa, Molly e Alice, conversavam, foi quando o assunto da árvore surgiu.
-Nossa Lílian que árvore linda. – Falou Alice calma. – Quem montou?
-Tiago, Sirius e Remo. – Ela, Lisa e Anna riram.
-A história dessa árvore é engraçadíssima. – Retrucou Lisa.
-Conte-nos então, Lisa. – Falou Molly curiosa.
-Tudo começou, quando eles trouxeram essa árvore para cá, Sirius cismou que colocaria lusinhas dançantes nela, Tiago dizia para usar as que tinham, assim não precisavam sair no frio para comprar, eles ficaram nessa discussão por meia hora, quando terminaram. Remo já havia colocado as lusinhas, eles ficaram indignados, mas não puderam fazer nada. Após esse fato, eles começaram a colocar os outros enfeites, colocaram as bolas, a neve, tudo, colocaram até uma miniatura deles para correr pela árvore, quando foram enfeitiçá-la, a árvore começou a pegar fogo. – Lisa parou nessa parte e começou a rir. – Bem, desculpe continuando, eles fizeram tudo de novo no outro dia, a árvore ficou pronta, faltava por a estrela no alto, Remo resolveu que ele faria isso, pois Sirius ficou distraído olhando os outros enfeites da caixa e Tiago brincava com uma vela escrevendo no ar, Lílian Potter, bem, lá foi o coitado do Remo, ele subiu na árvore e estava quase colocando a estrela no lugar, quando viu que ele ia cair, ele começou a gritar, só tivemos tempo de ver o Remo se espatifar no chão e o Tiago e Sirius segurando a árvore. – Lisa ria mais ainda.
-Bem, como ela dizia. – Interveio Lílian, vendo que a amiga não conseguiria. – Bem, Remo começou a esbravejar por eles não segurarem ele, ai os dois respondem: “Arrumar essa árvore de novo ia dar trabalho, você, a gente manda pro St. Mungus que resolve”, e riram da cara irritada do Remo. Assim, termina mais uma história marota, eles nunca crescem. – Falou Lílian rindo e olhando para o marido e seus amigos conversando com seus filhos e Fred e Jorge.
Enquanto isso, o Sr. Weasley conversava em um sofá com o Pai de Neville, e as meninas estavam sentadas do outro lado da sala em círculos cochichando, animadas.
-Qual o seu tipo de garoto Gina? – Perguntou Ângela.
-Ah, não sei, ele não precisa ser muito alto, tem que ser muito animado, brincalhão e me tratar com carinho. – Falava enquanto lançava olhares a Harry, o que não passou despercebido por Nicole.
-Tipo o Harry? – Perguntou, instigando a menina que não respondeu, apenas ficou vermelha como seus cabelo. – Iiii, Alicia você ganhou uma rival.
-Repita isso, Nicole Evans Potter. – Retrucou Alicia.
-Com todo prazer, você Alicia Lisses Black, ganhou uma rival pelo amor do meu lindo, fofo, inteligente, gato e gostoso irmão. – Falou sorrindo.
-Olha Nicole. – Falou frisando a última palavra. – eu só não te mato por esse comentário, pois além de pacífica como sou, ainda é natal.
-Ok, depois a gente discute isso. – Falou calma. – E vocês duas?
-Ah, eu gosto mais dos garotos inteligentes, calmos, educados e que não liguem para a beleza.- Falou Ângela muito tranqüila, um sorriso se formou nos rostos de Nick e Alicia, mas foi despercebido pelas outras.
-Para mim, o garoto tem que me fazer me sentir bem, apenas isso. – Falou Mione curta e grossa.
- Mas e você Nick? Não adianta disfarçar. – Falou Alicia maliciosa.
-Eu o que? – Perguntou sorrindo
-Que tipo de garoto você gosta? – Perguntou Gina, vermelha ainda.
-Do tipo de garoto igual ao meu irmão, lindo, inteligente, que sabe provocar, maroto. – Falou sorrindo.
-Em outras palavras, o Allan. – Foi Mione que falou antecipando-se as outras.
-Se vocês acham que é assim. – Falou ainda rindo. – Olha, minha mãe está chamando para cearmos.
Todos se juntaram em uma imensa mesa, que tinha todo tipo de comida, sentaram-se, e Tiago se levantou batendo com sua colher no copo, fez-se silêncio na mesa, Tiago deu um pigarro e começou:
-Sugiro que façamos uma oração. – Falou sorrindo, todos assentiram. – Bem vou começar, quem quiser depois pode agradecer por algo.
-Queria agradecer, por ter nossos amigos aqui conosco, por minha adorável esposa, que Merlin sabe o quanto sofri para ter ao meu lado, mas a ruivinha não resistiu. – Tiago nessa hora tomou um beliscão de Lílian. – Desculpe, bem, agradeço pelos meus adoráveis filhos e sobrinhos, agradeço pelo meu time ter sido campeão, pela Lily não ter descoberto...- Ele olhou para a mesa. -...Bem terminei.
-O que Tiago, que eu não descobri? –Perguntou com a sobrancelha erguida.
-Nada querida, está atrapalhando a oração dos outros, pode ir Sirius. –Falou sorrindo.
-Eu queria agradecer, bela minha beleza, inteligência, sabedoria, capacidade...-Ele foi interrompido.
-Sua humildade. – Completou Remo, todos riram.
-Isso, e acima de tudo minha humildade. – Falou sorrindo.
Harry e Allan se levantaram juntos, sorrindo.
-Queremos agradecer, pelo Snape nos dar aula. – Falou Harry.
-Pelo Mapa do Maroto. – Completou Allan
-Pela minha linda Alicia. – Harry disse piscando para a menina, que o olhava emburrada.
-Pelos próximos anos de traquinagem que teremos. – Terminou Allan.
Após a “oração”, avançaram na comida, todos conversavam e comiam alegremente, discutiam-se na mesa os mais diversos assuntos, desde comida até livros.
Duas horas depois, Tiago, Sirius e Remo se levantaram e saíram, mas nada que afetasse a conversa alheia, após uma hora da saída dos três, foi ouvido um sino, e todos olharam para a porta onde entrou um Tiago e um Remo vestidos de renas, sendo o primeiro com um grande nariz vermelho, e Sirius com uma roupa vermelha e um saco de presentes nas costas, as pessoas acharam interessante essa cena.
-Pai, você tá lindo de rena. – Falou Nicole rindo do pai.
-É Tiago, você fica uma graçinha de rena. – Falou Lílian não deixando passar a oportunidade.
-Que engraçadas vocês duas. – Falou ele, com tom de deboche e uma cara de poucos amigos.
-Que isso Pontas, você tá lindo de veadinho. – Falou Sirius sorrindo, nessa hora um sorriso apareceu no rosto de Tiago.
-Que idéia. – Falou, nem dando chance dos outros perguntarem logo se transformou em um lindo cervo branco.
-Tiago, se destransforme já. – Falou Lílian brava, o Cervo apenas disse que não com a cabeça.
-Deixe-o Lily. – Falou Sirius rindo. – Ele gosta muito de ser cervo. – Sirius tomou um coice na bunda.
-Desculpa Sr. Sensível. – Retrucou Sirius rindo. – Bem crianças, quem quer presente?
Todos foram animados até Sirius receberem seus presentes, Harry recebeu uma capa de seu pai, sabia muito bem o que era ela, agradeceu ao pai, de Nick ele recebeu um pomo de treino, ele queria muito aquilo, de sua mãe e Hermione um livro sobre quadribol (Lílian) e Hogwarts Uma História (Hermione), de Sirius e Lisa uma vassoura Nimbus 2000, de Remo e Anna um livro sobre animagia (Idéia de Remo), de Ed e Allan uma tampa de privada de Hogwarts, e recebeu muitos outros, mas o que ele mais gostou foi um cordão de prata com um H entrelaçado em um A, o mesmo que ele deu a ela, ele apenas sorriu, e assim foi o natal, e logo viria o ano novo e estariam de volta a Hogwarts.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.