FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. EPÍLOGO


Fic: A Prometida - UA - HH


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

**RE**: Vlw.. ele é fofo, neh...

Gabriela: o epílogo tah ae...

Hermione.Potter: Vlw... mas naum rola envenenamento nem surra (embora ele mereça...)...

Angel Biby Simon Cullen *** Cereja: "Belas barbas de Merlin e as unhas de Morgana" amei isso... ashashahshshasha... tah ae...

Nick Granger Potter: Ops, acho que a gente vai ter que pegar senha... tem tanta gente qrendo... até eu... hehehe....

Gente, papai noel veio aki e mandou eu postar logo pra vcs... entaum vai lá... se tudo der certo de tarde posto uma nova...

Bjus...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

— Se for menino, Andréas. Se for menina, Jane.
Hermione sorriu.
— Não é muito grego...
Seu marido afastou a objeção com um gesto de mão e afagou o contorno redondo de sua barriga.
— Ele chutou! — a voz de Harry estava maravilhada.
— Ou ela! — disse Hermione, apertando a mão do marido e repousando a cabeça em seu ombro. — Como posso ser tão feliz? — perguntou.
Com a mão livre, ele lhe acariciou os cabelos.
— Porque você merece — disse ele.
Hermione o beijou.
— E você também.

Para Hermione, ainda parecia um milagre serem tão felizes. Desde aquela noite mágica, quando Harry viera para clamar seu coração para si, sua vida virara de cabeça para baixo novamente.
Ele levara ambas para a Grécia e as colocara em uma mansão alugada em uma ilha particular.
— Não quero vocês expostas ao que virá — dissera a Hermione —, será muito feio.
Fora então para Atenas, para enfrentar Yiorgos Coustakis. Sua denúncia foi sem misericórdia, e também a cobertura de imprensa que se seguiu. O escândalo sobre o modo como um dos homens mais ricos da Grécia tratara sua própria neta chocara a nação. Isso, e o cancelamento da fusão esperada com a Potter Inc., causara uma queda abrupta nas ações da Coustakis, o que levara a diretoria da empresa a depor Yiorgos da presidência. Foi forçado a se aposentar, transformado em um pária social.
O ataque que o matou um mês mais tarde fez com que poucos tivessem pena de um homem que não tivera piedade de ninguém.
Toda a sua fortuna passara para a neta desprezada, pois, em sua raiva de seu novo neto, ele destruíra o testamento em que deixava sua fortuna para o bisneto.

— Harry — você tem toda a certeza do que quer que eu faça?
Ele voltou os olhos para ela.
— Completa. A fundação Coustakis será um monumento adequado a seu pai, e sua mãe também concorda. Afinal — ele continuou — nós três sabemos o que é ser pobre, Hermione mou. A fundação dará a chance a muitas crianças prejudicadas pela pobreza de suas famílias.
— Mas ainda podemos manter as ações da Coustakis, e você pode dirigir a companhia, como queria...
Ele balançou a cabeça, decidido.
— Não. Temos mais do que o suficiente, Hermione. Nunca seremos pobres. Para mim, a fortuna de Yiorgos está maculada. Sua negligência em relação a você o prova. Deixe-a ser bem usada agora. Talvez, se a usarmos para o bem, as pessoas possam ter algo agradável para se lembrar dele.
— Ele foi tão mau para mamãe, tão cruel, e ainda assim — a voz dela titubeou —, teve um fim miserável, morrendo só, sem uma alma que se importasse com ele...
— Mas ele também não se importava com ninguém... — Harry respondeu. — Você e sua mãe não foram suas únicas vítimas. Quando a história saiu nos jornais, outras apareceram também, mostrando sua brutalidade e falta de escrúpulos — ele pegou sua mão. — E agora a fortuna é toda sua. Deixe que faça algum bem para outros, como ele nunca fez. Venha — disse ele, passeando pelo deque com ela —, vamos aproveitar nosso cruzeiro de despedida nesse monumento ao mau gosto no design de iates!
Hermione sorriu.
— Eu o amo, Harry — disse ela —, tanto...
Ele parou e a girou em seus braços, beijando-a.
— E eu a amo, Hermione mou. Para sempre.
O futuro, brilhante e dourado como o sol do mar Egeu, sorria para eles, e eles caminhariam juntos em sua direção.

Fim

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Acabou...

snif... snif...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.