FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

28. XXVIII - Epílogo


Fic: Análise Frontal


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-----------------------------------------------------------


::N/A :: A idéia desse capítulo foi muito colaborada por Lina Khane, acho (Tenho certeza) que o capítulo não sairia sem ela dando uns toques aqui e acolá. Mary querida, tem razão, Pavê é uma coisa muito boa. Samarinha, Kathy e Raísa muitos abracinhos pra vocês!




-----------------------------------------------------



..:: EPÍLOGO ::..

"Capítulo XXVIII"




-----------------------


- GINAA, Mamãe mandou avisar que o jantar já está pronto – ouvi a voz abafada atrás da porta.


- Já vou.


- Vai esfriar...


- Tá.


- E todo mundo já esta na mesa.


- Qual é o seu problema? Qual é à parte de “Já vou” que você não entendeu?


Rony ás vezes é tão insuportável...


Havia uma carta de Hogwarts em cima da minha cama. Normal.


Era noite de 29 de julho.


Mas a questão é que não era uma carta de Hogwarts....



-------------------


-------------------




“Não gosto de usar esses tipos de corujas. Quando não se tem uma á mão, não se tem escolha mesmo.




Não importa. Voce deve saber que não te mandaria uma carta pra reclamar sobre isso.


Voce poderia pensar que foi pra te dar noticias.


É que pela primeira vez, um Malfoy quer evitar algum tipo de surpresa.


Tenho o distinto objetivo de lhe informar que sei como você se sentiria em cada situação.


É melhor eu jogar algumas cartas desta vez


Sei que entenderá posteriormente.




Quer tentar adivinhar de novo?



Aposto que leu algumas notas de jornais “interessantes” aí.


Como “Malfoys decidem reaparecer” ou qualquer coisa estúpida do gênero.


Os redatores daquele jornal são todos estúpidos.




Alguns velhos idiotas do Ministério por exemplo criaram caso.


Umas evidências e nada mais. Devo ter deixado certas pessoas bem nervosas.


Me pareceu bem divertido.


Eu não tinha a marca, não puderam fazer nada.


Uma semana depois, parecia que tudo estava recomeçando novamente”.





-------

--------




Sentei na cama ainda com os olhos atentos.


Ele disse mesmo (Eu sei as palavras dele de cor) que o Ministério iria procurá-lo.


Ainda tinha mais.



------

-------





“Tenho certeza que já deve ter analisado muito bem o assunto.


Sabe bem mais que eu o risco.




Para você e sobre você, eu podia ter comprovado melhor sobre eu não ser Comensal.


Não quis fazer, queria que voce confiasse em mim.


Voce tinha feito uma coisa que a maioria das pessoas não fazem.


Voce confiou.




Naquela noite pensava realmente que nunca mais te veria...


Queria somente que ficasse mais segura.


Aconteceu algo á mais com voce aquela noite, não foi?


Sei que não queria me contar.


Suas mãos tremiam tanto que não insisti.




Até você achou também que não me veria mais. Eu li em seus olhos.


Mais uma vez, sei que vai odiar isso, não falarei ao certo.


A pista dessa está anexada ao envelope...




_______________________ “Você sabe”.


_______________________ D.M.




-----------

--------



Draco Malfoy parecia conseguir me surpreender mais uma vez.


Minhas esperanças de carta desapareceram á uma semana atrás.


Busquei com os dedos a tal da “pista”.


Era uma folha rasgada de algum local.


Franzi a cara um pouco. Falava sobre as mudanças no ensino bruxo britânico.


Sobre lecionar, mais especificamente.


Já tinha me acomodado melhor na cama pra ler aquela folha inteira (Estava tão ansiosa que minhas mãos só sabiam tremer mesmo) que então vi naquele mundaréu de letras uma frase grifada.




“Prof. Severo Snape, lecionador experiente de Hogwarts, aposentou-se ...”




Aquele estalo nítido veio-me á mente.


Catherinne Tiegh falando numa biblioteca empoeirada que ele estava pegando livros de Poções.


Algumas frases soltas de “Como sabia” e “Porque”.


Então a verdade subindo á tona de que ele estava estudando para lecionar a matéria de Poções.


Nunca pensei que um papel daqueles, um pequeno pergaminho amarrotado poderia me deixar feliz.


Vontade de gritar.


Não precisaria ficar um ano afastada dele. Parecia que tudo teria um rumo TÃO diferente.


E logo eu que não gosto de coisas assustadoramente diferentes, acabei gostando.


Mas aquele balão de felicidade murchou alguns segundos depois.


A perspectiva de Draco mandar um raios de uma coruja era simplesmente maravilhosa.


É que entendem que tinha lido tudo aquilo, como um diálogo mudo.


Sentia falta de algo.


Olhei melhor a carta. A caligrafia...


Para meu assombro o selo era realmente de Hogwarts.


Revisei ela sibilando as palavras que ainda ecoavam em minha mente.


Á procura de mais algumas coisa, a mão tremendo em si.


Então encontrei num cantinho, manchado, amassado, meio ilegível e esquecido um "sinto sua falta".




-----------

-----------



“Uma folha meio amassada num caderno de anotações. Já ao lado, num pergaminho novo, lia-se algo mais ou menos assim...”





Formas sim, formas não.




Gotas de água formam cubículos nos dias de chuvas.




Sobre todas as coisas que você pensou não dizer




De forças invisíveis. (Acabou dizendo)




Ou sobre as histórias de fadinhas visíveis.




Feche os olhos, ninguém te verá.




Alusões de som algum caíram em direções opostas.




Vi-te sair. Vi você voltar.



E corremos.




E giramos como se tudo fosse a última vez...





Mas era só mais uma.



De tantas outras...



------

-------




"E enfim a “N/A“... "



Foi terrível escrever esse último capítulo. Estava doida pra terminar, e tudo parecia se acumular. Tive crise de branco e dificuldade em algumas partes.


Espero ter agradado pelo menos no final e que nenhum objeto não indentificado (Um tomate!) passe por mim enquanto esteje andando na rua.


Seria terrível, entendam.


E o que eu digo agora?


Final feliz? Não, não. O mundo não é cor de rosa, infelizmente.


Agradeço á todos, todos mesmos, sem exceção, que comentaram, que ajudaram, que revisaram.


Como são muitos não dá pra citar os nomes aqui, mas vocês, ah sim, VOCES tem noção de quem sejam. Já os agradeci entre os capítulos e não queria que se tornasse repetitivo.


Até voce que lê escondidinho e depois talvez achou uma droga.


Desculpas, mas não posso fazer nada por você.


Não sei como terminar essa nota. Só sei que digo muito obrigado á todos. Foi muito importante.


Kisses para vocês, mais uma vez...





----------------------------------------------------


"Enviado por uma coruja especial...."

..:: Angelina Michelle ::..


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.