FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Capitulo III


Fic: A New Life, The New Love. - FIC NOVA POSTADA HHR


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione não cabia em si de tanta excitação! Jamais, em toda sua vida, poderia imaginar que um dia estaria dentro de um museu de arte, e não era qualquer um museu, mais sim O MUSEU! Estava totalmente sem palavras, de boca aberta e imóvel, só poderia deixar que Harry a conduzisse de forma gentil com uma das mãos em suas costas para dentro do estabelecimento.

- Bem vinda ao Museu de Arte Metropolitan!

- Óh Meu deus! É enorme Harry. Eu jamais estive em um lugar assim. – Disse ela com uma das mãos na boca.

- É muito grande mesmo: o maior dos Estados Unidos! Possui mais de dois milhoes de obras de arte, que representam culturas dos ultimos cincos milenios.

- Como diz Gina, estou passada. Nem sei o que dizer... Como você sabe disso tudo?

- Harry também é cultura – Disse dando uma piscadela pra Hermione – Com essa pergunta você até me ofende! Sou muito mais do que um rostinho bonito, dona Granger. – Completou, me guiando entre os enormes corredores do Museu. - Tonks sempre fica feliz quando alguem aparece por aqui pra conferir todo esse arsenal e visita-la. Meu pai aprendeu a gostar muito daqui depois que Sirius se casou com Tonks, então sempre que ele tem um tempo, ou quando saimos para almoçar, damos uma passada por aqui. E alem do que, é um dos pontos turisticos mais visitados por aqui.

- Eu fico imprecionada que com um lugar como esse, as pessoas ainda não gostem de visitar! É incrivel! Tanta gente vem de fora pra visitar, e outros que moram ao lado nem se dão conta do que tem. É inacreditável como tem todo tipo de arte antiga. Eu sempre gostei, mas não tinha muito como ver, a não ser pela internet ou pela televisão mesmo. Pessoalmente é muito diferente, incrível.

- Bem, se você me der a horna, posso falar do pouco que eu sei, ser seu guia por hoje. Mas por favor, não faça pergunta dificil. Outro dia prometo olhar com antecedencia um horario que havera alguma apresentação mais especifica e um passeio pelo museu.– Sussurou no meu ouvido. – Sempre se aprende algo tendo uma tia como gerente de um museu.

- Tudo bem, O que vale é intenção senhor. Prometo não pergunta algo além de sua capacidade. – Ri. – Vou cobrar depois o meu passeio. – Respondi animada.

- Como tenho sorte! Nunca imaginei que seria tão facil agradar uma garota como você. Sempre tão animada pra fazer coisas faceis e simples, faz com que tudo se torne mais agradavel. – Disse olhando-a.

- Nem sempre... Infelizmente garotas como eu, são faceis também de serem magoadas. – Respondeu olhando para o lado.

- Vou guardar isso comigo. Venha! – Disse segurando a mão dela e guiando-a. – Aqui tem uma importante coleção de pinturas europeia dos séculos XII-XX e como você disse também obras de arte antiga, oriental, grega, egipcia que são uma das minhas favoritas.

- Idem!

- Olha ali: ta vendo aquele tanto de velhinhos ricos com cameras e filmadoras nas mãos, sem terem o que fazer e fingindo entender tudo o que o guia esta dizendo? – Comentou baixinho, apontando para um grupo que estava a nossa frente.

- Sim, o que tem? – Murmurou prendendo o riso.

- Acabaram de chegar! Que tal nós irmos la de penetra e fingir que fazemos parte do grupo e ainda de quebra pegar um pouco da explicação. – Falei andando na frente e arrastando-a.

- Harry não! Você é louco? Por acaso não esta vendo que todos tem crachás com identificações? Com certeza é um passeio particular, todos devem estar pagando e além do mais, só tem velhos ricos como você disse. – sussurrou, nervosa.

- E o que importa? Somos jovens com uma enorme vontade de aprender. – Respondeu como uma cara de ofendido. - Se perguntarem algo nós fingimos que somos estrangeiros, e estamos em um passeio muito romantico! Por sinal, vi que alguns que passavam ao nosso lado falavam francês. Além do mais, olha só o que eu trouxe de quebra: uma camera digital! Aposto que os velhinhos ali não tem uma como essa: profissional! Toma, aproveite e tire fotos, pode até tirar minhas também, sou bem fotogênico.

- Você não tem nada na cabeça mesmo! Nem ao menos sei falar OI em francês, você vai nos meter em uma grande enrrascada seu doido.

- Eu sei falar, muito bem por sinal, aposto que é outra qualidade que você não sabia. – Ajeitando a gola da camisa em sinal de convencimento. - Você só tem que sorrir como uma garota educada. – Sussurei puxando-a para que ficasse a minha frente. – Relaxe e aproveite o passeio, o guia é americano, aquele que esta ao lado é o tradutor. – Expliquei apontando para dois senhores a nossa frente.

- Oh meu deus! Vamos ser pegos. – Comentou nervosa com a mão no rosto. – Isso é errado Harry!

- Errado é você perder essa explicação toda. Você é muito certinha, é bom as vezes sair da linha e fazer algo ilegal! – Disse retirando a mão dela do rosto. – Confia em mim. Ok? Vai ficar tudo bem. O que pode acontecer no maximo é sermos expulsos do museu e nunca mais podermos voltar aqui. – Comentei com a mão no queixo com cara de preocupado. – Brincadeira. – Disse olhando para uma Hermione de boca aberta. – Fica quieta, se não ai mesmo que vão nos descobrir.

- Ok! – Respondeu dando por vencida e tentando não parecer tão culpada naquele momento.

Para todas as obras de arte que eu poderia apreciar, nada era mais convidativo e interessante do que ficar olhando para a garota que se encontrava a sua frente. A atençao que ela tinha em cada detalhe que o guia explicava, era como se isso fizesse com que cada palavra ficasse bem guardada em sua mente. Aos poucos, pude perceber que toda aquela tensão e nervosismo que ela sentia ia acabando e pode sentir que a mão que segurava a dela não estava tão apertada, e meu sangue ja começava a fluir naturalmente. Quando ela soltava sua mão para tirar alguma foto, o que acontecia muito constantemente, cruzava meus braços e ficava estatico olhando aquela pequena garota tão deslumbrada e animada. As vezes se animava tanto que andava sem ao menos observar para onde estava indo, e quando sentia que estava um pouco mais a frente e sozinha, olhava para tras a procura de um par de olhos verdes que a olhava com cuidado e atenção, para o mesmo lhe oferecer um sorriso de que estava tudo bem e fazendo um sinal para que continuasse que ele estaria logo atras.

Hermione era como um cristal transparente: sempre tão espressiva e tão clara dos sentimentos que tem. Não deixava duvidas do quanto ela é única. Harry se pegava observando-a constantenemete, não queria perder nenhum novo detalhe, ou qualquer tiqui nervoso que ela dava quando pensava que poderiam ser pegos no meio daquelas turistas. Em um determinado momento Harry pensara que ela teria um ataque quando o guia chegou cuidadosamente e perguntou algo que ela não soube ao menos entender, mais que pelo sotaque francês e pelo modo que Harry respondia poderia ter a certeza de que ele estava inventando alguma desculpa por não estarem com os devidos crachas como todos os outros, deixando-a estática. Hermione só se acalmou quando sentiu que braços longos e fortes a abraçarem por trás.

- Esta tudo bem!

- O que ele queria Harry?

- Só perguntar o porque de não estarmos com nossos crachas. – Susurrei no ouvido dela

- O que você disse? Eu odeio não entender o que as pessoas falam ao meu redor. – Indagou olhando para os pés e deixando que seus cachos caissem em seu rosto.

- Bem, eu falei um monte de mentirinhas, que tenho certeza de que você não vai gostar nada de saber. – Adverti com um sorriso nos labios. – Mas não fique assim pequena. – Disse retirando os fios que cobriam seus olhos para então levantar cuidadosamente seu rosto de modo de ficasse visivel. – Eu posso te ensinar a falar francês se quiser! Bem como o pacote completo se quiser é claro, posso te ensinar muitas outras coisas. – Comentei deixando-a totalmente corada.

- Você não tem jeito mesmo! – Respondeu quase num susurro, retirando com cuidado a minha mão que se encontrava eu seu rosto e sua cintura, para então continuar sua caminhada pelo museu.

Em muitos momentos, queria poder me arrepender do que falava, mas não achava isso tão ruim. Já estava acostumado a falar essas coisas, sempre falara isso para todas as garotas que estavam ao seu redor, tendo como retorno suspiros e avançamentos em cima de si. Mas não poderia agir dessa maneira com ela, sua “meia irmã”, um pequeno detalhe que ele não fazia questão de se lembrar, mas ela não era como todas as outras garotas, e não conseguiria sua confiança e atenção agindo de tal forma. Desde aquela noite onde havia ouvido e conversado com ela sobre assuntos dos quais nunca parou para pensar, soube que gostava de ouvir e sentir que alguem confiava nele para contar coisas sobre as quais não compartilharia como mais ninguem. E percebeu que precisava de alguem com quem pudesse conversar e desabafar.

Ela ainda não havia se acostumado com o calor que fazia em Nova York. Entre uma hora e outra, tirava a franja que teimava em cair em seus olhos. Com cuidado prendera os seus cachos com uma pequena caneta que estava em sua mão deixando que alguns fios delicados caisse. Sorridente ela caminhou na direção de Harry, olhando as fotos da camera.

- Esta gostando? – Perguntei olhando um pouco para baixo pra poder fitar o rosto da garota que era bem mais baixa que ele, sem sair da posição que estava com os braços cruzados.

- Muito! Nossa, acho que ja perdi a conta de quantas fotos tirei. – Respondeu passando as mãos pelo rosto corado pelo calor.

- Você ainda não se acostumou com o clima não é? – Perguntou erguendo sua mão para colocar uma mecha atrás de sua orelha.

- Não, acho que onde eu morava era frio demais! – Explicou fitando-o. – Podemos ver a Tonks agora?

- Claro! Só acho que teremos que procurá-la, passei os olhos pelos corredores e não a encontrei. – Declarei segurando a mão dela e continuando a caminhada.

- Sem problemas! Estou com saudades dela. Desde o dia que cheguei, não a vi mais.

E ficamos por lá até o final do dia. Hermione imendou uma conversa com Tonks que parecia ser infinita e elas ficaram horas e horas conversando



_________________


Cuidadosamente abri a porta do quarto do meu pai pouco iluminado. Via que a cama dele já se encontrava vazia e que por uma pequena fresta da cortina a luz do sol iluminava o espaçoso quarto. Fechando a porta e abrindo todas as cortinas para que o sol preenchesse todo o espaço, comecei a arrumar a cama enquanto ele não saia do banheiro. Sempre organizado, papai era um homem que não dava muito trabalho a sua empregada. Detalhista e organizado, matinha tudo em seu devido lugar, com toda certeza Harry não havia puxado ele, pensou a morena, risonha.

- Bom Dia filha! - Disse papai com um sorriso sempre impecável, mesmo tendo acabado de acordar.

- Bom Dia papai!

- O que foi? Resolveu me bajular arrumando minha cama, pra que eu deixar você ir ao clube com isso que você chama de roupa? - Perguntou sarcástico com uma sombrancelha erguida.

- Bem! Não vou pedir ao senhor para ir, por que ja havia pedido ontem, e caso não se lembre você deixou. - Respondi risonha terminando de arrumar os travesseiros. - E vou ao clube papai, minha roupa esta tão desaproprieda assim?

- Eu tenho um sério problema, sabe, perca de memória recente, então não me lembro desse detalhe de ter deixando você ir. - Disse entrando no closet e separando uma peça de roupa. - Essa roupa esta um pouco curta não acha? - Gritou fazendo com que eu olhasse bem para o que estava vestindo e ficasse corada. Não era sempre que usava roupa desse tamanho, mas havia comprado no shopping com as meninas e adorei o modelo do short jeans curto com a regata branca, que deixava um pouco da barriga a mostra e uma sandália delicada.

- Bem, o senhor não quer que eu vá para o clube de calça, camisa e tenis não é? - Indaguei me sentando na cama.

- Não! Devia ter ouvido Harry quando me disse que não fazia ideia do quanto era dificil ter uma filha mulher. - Murmurou papai. - Você estava sem dinheiro quando comprou isso ontem?

- Por que? - Perguntei confusa olhando para mim mesma.

- Está faltando muito pano ai! Acho que o dinheiro não deu pra você comprar o restante. - Afirmou em frente ao espelho arrumando o cabelo.

- Por Favor papai, não comece... Vamos, vou me atrasar e você ainda tem que me levar ao clube antes de ir pra casa do tio Sirius.

- Por que não espera o Harry?

- Ele deve estar dormindo, e vai chegar lá só mais tarde. Eles vão jogar na quadra do clube enquanto eu vou ficar com as meninas na piscina. Quero aproveitar o sol que esta fazendo hoje papai.

- Ok! Ok princesa. Vamos. - Disse segurando minha mão e saindo pela casa.

- Vai esperar o Harry pra voltar?

- Vou papai, vou! Não se preocupe.

- Melhor assim... Qualquer coisa me ligue, não volte sozinha, e não vá na conversa de Gina pra voltar de carro! Ela é um pouco, vamos dizer, sem direção. - Declarou pegando a chave do carro e trancando a porta de casa.

- Sim senhor comandante. - Respondi risonha batendo continencia.

- Acho que a senhorita e suas amigas estão aprontando alguma coisa sem os respectivos namorados delas e seu irmão.

- Como você é desconfiado, não confia em mim? - Indaguei com uma cara de quem não sabia do que ele estava falando.

- Claro que confio, só não confio nesses adolecentes cheios de hormonios. - Disse parado em frente a garagem e esperando que escolhesse em qual iriamos - Qual vai ser hoje?

- Bem... Eu vou poder ir dirigindo? - Perguntei euforica

- Hoje não, quando tiver mais tempo te ensino.

- Ok! - Bufei entrando no carro. Não sabia o motivo dele sempre perguntar qual eu queria ir, ele sabia que adorava o Audi TT preto, era o carro do sonho de todo mundo.

- Ansiosa pra que o dia passa rapido e chegue amanha?

- Muito! Quero dizer, deve parecer meio loucura, pois com certeza os outros alunos não devem estar gostando tanto, mas estou muito ansiosa, não vejo a hora e ao mesmo tempo não quero. Não sei bem... Acho que é receio por ser tudo tão diferente.

- Não se preocupe, quer eu eu vá com você amanha?

- NÃO! Quero dizer, obrigado mas não quero chegar logo no primeiro dia de aula com meu pai do lado me deixando mais nervosa e ficar parecendo uma menininha. - Ri timida.

- Tudo bem meu anjo, não me importo, Harry vai te ajudar.

- Pai eu sei que você tem boa intenção, mas eu não preciso depender do Harry pra tudo, ele tem a vida dele, e eu agora vou ter a minha! Consigo me ajeitar sozinha, prometo.

- É, eu sei disso! Você é esperta e inteligente. - Disse com um sorriso desolado segurando minha mão. - Só tenho medo de que quando ele não estiver por perto aconteça algo.

- Não vai, eu prometo. - Depositei um beijo no rosto dele e desci do carro. - Vou olhar sempre pro lado antes de atravessar a rua. - Ri ao ver a cara zangada dele. - Beijos. Te amo. Até mais tarde.




_______________________


- Alô? – Bocejei com uma voz sonolenta.

- Harry acorda cara! Que isso, até agora na cama? Pode levantar que já estou chegando a sua casa.

- Fale mais baixo Malfoy, não sou surdo, e que horas são agora? – Perguntei sentando na cama.

- Já são 10 horas, está atrasado POTTER. – Gritou Rony ao fundo do telefone.

- Veja só, o casal madrugou cedo hoje, dormiram juntos? – Indaguei rindo.

- Seu senso de humor é incrível pela manhã Harry, me da vontade até de rir. E ABRE ESSA PORTA LOGO. – Gritou Draco.

- Só bater na porta que Maria abre pra vocês seus idiotas.

Meu Deus! Era quase madrugada e já tinha que acordar... Essas férias haviam passado tão rápido e amanha já começavam as aulas.

– Urh! Bufei. –Engraçado, impressão minha ou a casa estava um silêncio total? Não que ela tenha ficado barulhenta desde a chegada de Hermione, mas sempre pela manha acordava com o som de alguma musica vinda do quarto dela, não muito alta, mas já estava me acostumando com o novo jeito de levantar, era como um aviso... Esta na hora de acordar Harry. – Acho que dormi demais! – Conclui indo ao banheiro para entrar em uma ducha quente e ficar por lá um bom tempo, até Draco e Rony resolverem me perturbar.

- Esse quarto é um lixo. – Disse Rony entrando e desviando de tudo o que estava jogado no chão do extenso quarto.

- Então tratem de levar o menino Harry embora logo pra que eu possa arrumar essa bagunça. – Respondeu Maria saindo e fechando a porta do quarto.

- Olá meninas! – Ri ao pensar na cena de Rony olhando para os troféus que havíamos ganhado em outros campeonatos. Ele sempre entrava e cumprimentava cada um, e até conseguia conversa com os troféus! Ele não era normal mesmo...

- Por Favor Rony, não comece com essas loucuras, cala a boca e para de conversar sozinho. – Mandou Draco ligando o computador. – Pensei que com a chegada de uma mulher na sua casa você ficaria um pouco mais organizado Harry, mas pelo que vejo, se um dia Hermione resolver entrar aqui, vai sair correndo sem olhar pra trás.

- Você também não é um exemplo de organização Malfoy, só entrou na linha com Gina, e depois ela não precisa entrar no meu quarto, ela tem o dela.

- Que com certeza é mais organizado que esse lixo aqui. – Declarou Rony deitando-se na cama. – Acho que vou até lá pra conferir como é. Gina nunca deixou entrar no quarto dela e Luna não me deixa mexer em nada.

- Você vai ficar onde está Rony, ou melhor, desce já da minha cama. – Reclamei saindo do banheiro. – E já que meu quarto é um lixo, por que não volta pra aquele muquifo?

- Como você é mal humorado pela manhã... Por anda a Ashley pra preencher suas necessidades? – Riu Draco ao ver minha cara de quem não tinha gostado nada do assunto.

- Espero que bem longe de mim. – Comentei vestindo uma bermuda e um tênis.

- Como você é mal agradecido, cospe no prato que comeu.

- E espero não comer nunca mais. – Gargalhei com o comentário do Draco. – Então, cadê as patroas?

- Fora bem cedo para o clube, e agora devem estar lá mostrando o corpo pros outros machos. – Bufou Rony, sempre ciumento.

- Calma cara, você tem que dividir a paisagem com os outros, pelo menos eles só olham. – Declarei batendo nas costas dele e rindo.

- Idem! Não só as duas que estão lá, elas levaram uma terceira paisagem pra ser exibida.

- Como? – Perguntei confuso antes de ouvir que meu celular tocava em algum lugar na minha cama. – Hermione. – Constatei ao ver quem estava me ligando.

- Harry! Oi. Bom Dia – riu a morena do outro lado da ligação

- Bom Dia. – Disse ainda meio abobado. – Onde você ta?

- Espere um minuto... Calma Gina eu vou pedir... Eu sei você quer pedir então? - As ouvi conversando do outro lado da linha. – Esqueci um estojo em cima da minha cama, tem como você pegar pra mim? – Pediu ela meio receosa, com certeza estaria mordendo os lábios, nervosa.

- Eu levo, quando sair da quadra nós vamos ai, precisa disso agora, ou pode esperar?

- Não, não, eu espero.

- O que tem lá? – Perguntei curioso.

- Bem, algumas coisinhas só. – As ouvi gargalhando. – Obrigado, agora tenho que ir.

- Hermione? – Chamei-a antes de desligar.

- Sim?

- Cuidado. – Pedi não sabendo o porquê disso

- Tudo bem! Não vou me afogar, prometo. – Responde sorrindo e desligando.

- Óh Hermione! Cuidado meu amor... – Curtiu Rony beijando o travesseiro.

- Cala boca seu idiota. – Disse jogando outro na cabeça dele. – Vamos? Podem ir descendo, vou pegar uma coisa no quarto dela e já volto.

Entrei no quarto e bati a porta na cara de Rony, que vinha logo atrás de mim. Desde o dia que ela havia chegado não tinha entrado mais nesse lugar... Em pouco tempo, ela conseguiu colocar tudo do jeito dela, encheu de fotos e arrumou uma enorme estante com livros e quadros de sua mãe. Em comparação ao dela, o do moreno era um lixo, como dizia Rony. Avistei em uma cima da cama uma daquelas coisas que elas chamavam de nécessaire, com certeza eram coisas de garotas e o que estava lá dentro eu não teria o porquê de olhar, mas a curiosidade era algo que sempre fala mais alto.

Sentei na beirada da cama e abri com cuidado. Tudo bem, me sentia um idiota e sem o porquê de estar fazendo aquilo! Deparei-me com alguns frascos e vidros, embalagens e diversas coisas que não sabia o que era, mas o que me chamou mais atenção, foi algo que se encontrava ao fundo.

– Parece uma foto. – Sussurrei futricando até poder alcançar a foto, tirando com cuidado. Pude ver uma frase escrita no verso. “Você estará sempre no meu coração. Nem a distancia poderá acabar com o que sinto por você. Beijos com carinho, para minha garota. Oliver Wood.” Virando a foto me deparei com Hermione sendo abraçada por trás por um garoto, mais alto e aparentando ser mais velho. Ela estava com um sorriso largo e mostrando os dentes perfeitos e alinhados e ele a olhava com admiração. – Quem é esse cara? – Perguntei para mim mesmo. Uma pontada de raiva e incomodo começavam a tomar conta de mim. Impaciente, joguei sem perceber a foto em cima da cama, fechei o estojo e sai descendo as escadas.

- Cadê o Jack? – Percebi que estava faltando um fedelho no nosso meio.

- Meu caro Harry: Jack acordou até mais cedo quando soube que Hermione ia com as meninas ao clube. Agora deve estar lá só babando. – Respondeu Draco saindo pela porta da frente.

- Moleque, ele ta precisando é arrumar uma namoradinha pra quietar o facho.

- Mais é isso que ele ta pensando desde que a Mione chegou. – Constatou Rony.

- Só o que faltava mesmo! Vocês vão comigo?

- Não! Rony vai comigo, e amanha depois da aula marquei com o cara lá da loja de carros pra gente trocar o nosso e comprar o do Rony. – Explicou Draco.

- Olha só, agora o garotão vai estar motorizado. Parabéns Rony. – Disse segurando o ombro dele.

- Pois é! – Respondeu Rony animado. – Será um longo dia amanha! Vou fazer uma surpresa pra Luna, ela ainda não sabe.

- Agora vou economizar gasolina e meu cunhado vai me carregar pra cima e pra baixo. – Completou Draco brincalhão.

- Como se você precisasse Draco. – Curtiu Rony. – E seu pai Harry, não vai grilar com você trocando de carro de novo não? Ele te deu esse ano passado.

- Ano passado Rony, já começamos outro. Não me apego as coisas materiais meu caro.

- Você não anda se apegando a muita coisa Harry.

- Por enquanto meu querido. – Disse Draco com um sorriso sarcástico.




_______________________


- Não vai jogar bola hoje não cunhadinho? – Perguntou Gina deitada com os olhos fechados.

- Não, já estou bronzeando! olha só a marquinha que já tenho. – Disse Jack abaixando o short de leve pra mostrar a pele branca e arrancando boas gargalhadas das meninas.

- Você não tem jeito mesmo Jack. – Falei abrindo os olhos e fitando-o ao meu lado. – Você é tão branquinho, vai ficar vermelho.

- Como vocês têm paciência em ficar deitadas queimando nesse sol quente? São masoquistas mesmo. – Bufou Jack. – Não tem duas horas que Hermione chegou e olha só a cor dela.

- A Mi já é morena clara Jack, então um solzinho e a cor dela realça e fica linda. – Concluiu Luna sem se dar ao trabalho de nos fitar.

- Só de pensar que as aulas começam amanhã, já fico nervoso.

- Você odeia estudar Jack, então pode ficar um ano de férias que mesmo assim não vai querer voltar. – Concluiu Luna.

- Dois meses é muito pouco! Mais amanhã vai ser bom, depois da aula vou sair com os meninos pro Rony... – Jack se calou na hora que viu Luna levantar apressada e encara-lo seria. Se Rony descobrisse que sem querer ele contasse a surpresa, ele mataria Jack.

- Para o Rony o que? Continue Jack.

- Nada não Luna.

- Jackson Rathbone, fale agora, ou será um garoto morto. – Sussurrou Luna entre os dentes, levantando e se aproximando mais, ameaçadoramente.

- Que tal você ir ali comprar algumas bebidas e algo pra gente comer? – Perguntei a ele. – O calor esta insuportável, compra água também. – Pedi antes que Luna voasse em cima dele.

- Tudo bem! É entediante ficar aqui. Deveria ter ido jogar bola mesmo. – Concluiu saindo correndo antes que não sobrasse nada dele pra contar historias.

- Mi! Mais um pouco e conseguiria arrancar dele o que é. – Falou Luna.

- Poxa vida, mas o Harry esta demorando demais Mi. – Disse Gina se levantando e tirando os óculos escuros do rosto.

- É verdade! Com certeza já terminaram e estão lá jogando conversa fora. – Declarou Luna nervosa.

- Pois é! Esqueci de pegar o bronzeador e os cremes quando sai mais cedo, e se formos esperá-los, o sol vai diminuir.

- Mas a gente não tem bronzeador aqui Mi? – Indagou Luna.

- Temos, mais é um quite diferente que nós compramos ontem naquela loja de artigos de praia.

- Luna! Olha só quem esta ali. – Disse Gina sussurrando e apontando na direção que fica do outro lado das piscinas. - Eca, é a vaca da Ashley.

- Quem? – Perguntei virando-me pra olhar melhor pra onde elas estavam olhando.

- Aquela garota em pé com aquelas duas sentadas a sua frente. Como ela pode ser tão ridícula, que biquíni é aquele, ela pegou da avó dela? - Riu Luna olhando com cara de desgosto pra elas.

- Bem, mas ela tem um corpão. – Respondi

- Pode até ter, mais é muito vulgar e atirada.

- Quem é ela?

- É a Ashley McCartney. Infelizmente estuda no mesmo colégio que a gente e na mesma sala! É prima do Chad, mesquinha como ele. Só podia ser da mesma família. – Explicou Luna.

- Ela parece ser bem solta mesmo! – Afirmei reparando o quanto àquela garota falava alto e exibia o corpo pra qualquer garoto que passasse a sua frente.

- Solta é elogio amiga! Não pode ver um garoto na frente, que é como tiro ao alvo, parte pra cima.

- Por que, ela já deu cima do namorado de vocês? – Perguntei risonha

- Ela não seria louca. – Afirmou Gina. – Ela já ficou algumas vezes com Harry e acha que ainda podem voltar, eles nem namoraram e ela se sente à dona do pedaço.

- Ah sim! – Disse tentando não prolongar aquela conversa, ela me incomodava e não sabia o porquê. – Olha o Jack chegando.

- Bem na hora! – Disse Luna já preparada para atacar o menino.

-Luna, calma! Larga de ser curiosa menina, depois se for uma surpresa, você vai estragar. – Afirmei tentando distraí-la.

- Quer saber? Vou pra piscina, não vou ficar esperando eles chegarem.

- Estou indo também, só espere um pouco. Jack você esta vermelho feito um pimentão menino! Passou protetor?

- Não, e já está começando a arder. – Concluiu, passando a mão pelo rosto vermelho.

- Sente-se aqui na minha frente, me deixa passar protetor no seu rosto.

- Ta bom! Depois pode passar nas minhas costas também? – Perguntou com uma cara de menino pidão.

- Não abuse da sorte Jack. – Gritou Luna da piscina.

Dava pra perceber que com o sol que estava fazendo no domingo de hoje, atraiu todas as pessoas para o clube. Era um clube muito grande, que só sócios entravam. Várias áreas de piscinas e quadras de esportes, academia e um enorme lago, sendo assim um ótimo lugar pra passar o dia. Muita gente bonita.

– E muitos garotos também. – Sussurrei sorrindo comigo mesma com tal pensamento que não ficou quieto e tive que falar.



Estava moído, cansado e com certeza um banho de piscina seria a melhor coisa a se fazer. Só com uma bermuda, e uma chinela nos pés, havia optado por ficar sem camisa, o restante de seus pertences estavam em sua mochila nas costas. Sempre passávamos um pouco do horário e era motivo para ouvir as namoradas de seus amigos reclamando.

- Estamos atrasados! Luna deve estar uma fera.

- Relaxa Rony, você é muito novo pra ter problemas no coração. – Desdenhei rindo dele.

- E espero realmente que quando você arrumar uma namorada, ela cegue você e o faço de gato e sapato. – Afirmou Rony risonho.

- Esse é o meu irmão, puxou a mim. – Gargalhou Draco olhando em alguma direção.

- O que?

- Olhe lá concunhado. – Disse virando meu rosto.

A cada passo que dava, chegava mais perto deles. E lá estava ela: a visão do paraíso, e que visão linda, como sempre. Estava em pé, sorrindo com aquelas covinhas que sem formavam em seu rosto, descalça com apenas uma tornozelera em seu pé delicado e pequeno, com um biquíni branco e detalhes verdes que realçavam mais sua cor morena e deixava a mostra sua lisa barriga e seu corpo, pernas torneadas e firmes, cintura fina e um busto perfeito. Agora entendia como Rony se sentia dizendo que todos os machos aproveitariam da situação para olhá-las, e uma pontada de ciúmes surgia em seu peito percebendo que não era só ele que admirava a pequena garota.

- Pronto. – a ouvi dizer sorridente e se afastando de Jack. – Agora pode ficar no sol sem se queimar tanto pimentãozinho. – Disse divertida.

Acordando do transe, vi um estrondo de alguém pulando na piscina e jogando água em todos que se encontravam ao redor.

- Uhrg Rony! – Bufou Hermione enxugando as gotas d’água que tinham em seu corpo.

- Rony seu idiota. – Gritou Gina se levantando rapidamente da cadeira.

- Olá! Trouxe o que te pedi? – Perguntou com um sorriso tímido, encarando o moreno.

- Oi! Ah... Trouxe sim. – respondi, tirando minha mochila das costas e revirando. – Aqui está.

- Obrigado! Tome. – Declarou jogando o quite na direção de Draco. – Leve pra sua namorada, por que eu já desisti de usar. – Afirmou risonha.

- Aposto que perderam sem a minha presença! – Desdenhou Jack ao lado de Hermione.

- Aposto que você vai perder um dente se não cair fora daqui.

- Quanto estresse... Já chegou atrapalhando meu momento com a Mi, não é verdade? – Perguntou olhando na direção de Hermione.

- Claro Jack! E o seu momento agora é ir direto pra piscina. – Falou Mione empurrando com bastante força Jack para dentro da piscina e dando uma boa gargalhada. – Ele é muito engraçado. – Concluiu olhando pra mim. – O que foi? Você parece meio esquisito, como se estivesse em outro mundo...

- Não, estou bem! Só com uma enorme dor de cabeça, por causa de uma pancada no jogo. – Respondi me sentando e olhando-a.

- Hó, se quiser podemos ir embora... – Disse se virando para pegar sua bolsa.

- Não, tudo bem pequena, estou bem. Vai melhorar. – Afirmei segurando com cuidado seu braço.

- Certeza? Não me importo mesmo. Já peguei bastante sol por hoje, e se depois você passar mal? – Perguntou preocupada. Ah como tinha vontade de soltar uma enorme risada, não por achar isso engraçado, apenas por notar o quanto ela era atenciosa e prestativa. Não era acostumado a ser a preocupação de uma garota, não no sentido do meu bem estar. Ela era tão diferente...

- Estou bem, certeza! E por falar em sol, você esta muito bonita hoje, radiante como um sol.

- Ah! Obrigado. – Respondeu corada e tímida.

- Preparada pra um banho de piscina? – Perguntei me levantando e apenas tirando meu chinelo e a encarando de modo ameaçador.

- Acho que vou ficar aqui mesmo sentada, olhando. – Respondeu sentando-se e fingindo olhar alguma revista.

- Não sabe nadar?

- É claro que sei, não é por que sou do interior que não sei nadar Potter. – Disse com um sorriso sarcástico.

- Então pensa que vai ficar ai olhando todos?

- Bem, eu não penso, apenas tenho certeza! – Antes que ela pudesse continuar puxei seu braço deixando-a em pé

- Você fala demais Granger. – Afirmei arrastando-a para a borda da piscina. – Vai querer contar até três, ou vai precisar de um empurrão?

- Ora seu... - Segurando seus braços, pulei com ela para piscina. Quando senti meus pés batendo no fundo da piscina, segurei sua cintura e emergi para fora.

- Nada mal não acha? – Perguntei sorridente. – Hermione? – Não obtendo resposta, percebi que ela havia se engasgado e puxado ar. – Ok! Respira. – Disse segurando sua cintura e olhando-a preocupado.

- Harry... – Disse engasgando e segurando com força meu braço.

- Calma! Respira Hermione.

- Estou t... Tenta... Ando!

- Isso, ta voltando, só não se apavore. Que burrice a minha! Desculpe-me, não devia ter feito isso.

- Também acho. – Respondeu em meio a tosses, escondendo seu rosto na curva do meu pescoço.

- Me perdoe, nunca mais faço isso. – Pedi alisando seu cabelo e segurando-a forte contra meu corpo.

- Uhum!

- Esta melhor? – Perguntei, olhando melhor pro seu rosto.

- Sim. – Afirmou, se afastando e respirando devagar.

- Só não conte pro meu pai: ele irá me matar, pensando que tentei afogá-la. – Constatei rindo imaginando o sermão da montanha que receberia.

- Ok! Você me deve uma. – Assentiu olhando para os lados e reparando Jack tentando paquerar cada menina que passava e Luna e Rony discutindo.

- Esses dois não cansam de brigar. – Constatei olhando pra eles

- Jack deixou escapar meio que sem querer que amanhã depois da aula vocês vão fazer alguma coisa com o Rony.

- Esse fedelho é muito cabeça oca mesmo! Se Rony descobre isso, mata ele.

- O que é? – Indagou me olhando.

- Você vai contar pra ela! Vocês mulheres contam tudo umas pras outras.

- Por favor, me conte! – Pediu fazendo aquela cara manhosa que era impossível dizer não. – Prometo que não falo nada, ele esta fazendo uma surpresa pra ela?

- É! Amanhã eu e Draco vamos levá-lo pra comprar o carro dele, e ele está muito animado.

- Hó, que lindo! E ela esta insistindo pra ele contar. Coitado do Rony... Olha só a cara dele. – Afirmou risonha. - Que tal nós irmos lá apartar a briga?

- Fique onde está! – Pedi tentando me esconder, encostando-se ao canto da piscina.

- Por quê?

- Estou tentando me esconder.

- Da Ashley? – Perguntou a morena.

- Como você sabe? – Indaguei olhando rapidamente pra ela.

- Não é sua ex-namorada?

- Não! – Respondi rispidamente. – Nunca foi minha namorada e nem vai ser.

- Então não tem o porquê se esconder. – Afirmou ela saindo da minha frente e se afastando pra fora da piscina.

- Obrigado pela ajuda! – Declarei nervoso a seguindo.

- HARRYZINHO! – gritou Ashley, começando a se aproximar.

- Era só o que me faltava mesmo. – Gruni nervoso.

- Ferrou pra você Harry. – Curtiu Draco sentado com os braços em volta de Gina.

- Valeu também Draco! Amigos como vocês eu não preciso de inimigos. – Disse fitando Hermione.

- Boa Sorte Harryzinho. – Desdenhou Hermione saindo.

- Aonde você vai? – Perguntei segurando seu braço.

- Vou ali tentar fazer com que Luna não torture o Rony. Sabe, ajudá-los.

- Custava ter me ajudado quando te pedi?

- Não, não custava apenas não me use como pretexto para fugir das suas fãs. – Disse retirando seu braço e indo direção a Luna e Rony, me deixando parado.

- Harryzinho querido, quanto tempo que não nos vemos meu bem! Sentiu minha falta? – Perguntou Ashley agarrada no meu braço.

- Você não faz idéia do quanto Ashley... – Respondi sarcástico, soltando meu braço e me afastando dela.

- Se soubesse que você viria hoje, tinha te esperado pra ficarmos juntos.

- Se eu quisesse que você soubesse teria te avisado, não acha? – Indaguei nervoso.

- Quanto estresse meu bem... Já esta indo embora?

- Não!

- Que pena, infelizmente tenho que ir... Já peguei muito sol por hoje e isso não faz bem pra minha linda pele. Até amanha Harry querido

- Tchau! – Acenei sem fitá-la. Bem, o meu dia havia acabado ali! A enorme dor de cabeça que sentia voltara e com ela, começava a latejar cada pedaço do meu cérebro. Infelizmente para mim, isso já era comum, mas nada se comparava ao que isso poderia chegar se meu estado de nervosismo aumentasse! Abaixei cuidadosamente minha cabeça para enterrá-la em minhas mãos que se apoiavam na perna. Isso logo passaria, é só questão de alguns minutos quieto. Deitei levemente na cadeira que se inclinava para trás e fechei meios olhos, repousando, quando senti uma mão pequena e macia tocar o meu rosto.

– Harry você está bem? – Perguntou uma voz que para mim era meio distante.

- Uhum! – Foi à única coisa que consegui responder.

- Não parece! Acho melhor irmos embora, o dia passou rápido e esta quase no final da tarde.

- Espera só um pouco e vai passar.

- Vou pedir o Draco pra levar a gente embora. – Ela afirmou se virando.

- Não! – Pedi segurando sua mão. – Larga de ser cabeça dura e me escuta. – Disse sem precisar abrir os olhos pra ver a cara de indignação da garota.

- Ok! Então o senhor relaxa, vou arrumar minhas coisas.



_____________________


O dia havia sido muito bom, e apesar dos pesares fora bem divertido. Estar com a galera era sempre bom, e me acostumaria logo com isso, pois já estava começando a ser um ritual. O sol colaborou muito, como nos outros dias que haviam passado. No começo, quando estava só com as meninas, me senti mais a vontade. Nunca foi muito meu forte ficar de biquíni no meio de tanta gente, mas toda vez que pensava em colocar algo por cima, as meninas não deixavam! Confesso que fiquei menos a vontade com a presença dos garotos, bem, é meio constrangedor, mas ninguém a minha volta estava com qualquer tipo de roupa a mais, um ponto a menos pra mim!

E mais constrangedor foi eu mesma me policiar quando me pegava reparando em Harry. Bem, sei que ele esta em um clube, mais por que ele era tão apelativo para todas as garotas que passavam e se deslumbravam com sua beleza, não tão diferentes dos outros, como Draco e Rony que possuíam um corpo invejável? Mas ele era um pouco mais forte e com braços mais longos que se encaixavam perfeitamente com sua altura.

– Hermione, vamos? – Chamou ele me tirando de todo transe e me guiando para fora do clube. Estava apenas com minha bermuda jeans e minha sandália, carregando no braço minha bolsa e minha blusa. Não que o contato da mão dele na minha cintura fosse ruim, pelo contrario, mas era um tanto que estranho pra mim. Odiava esse sentimento de tudo estranho, de tudo novo e diferente, não sabia como reagir e muitas vezes acabava sonhando acordada me deparando com alguém me chamando do nada.

Harry abriu a porta para que eu pudesse entrar no carro, e esperando me sentar, fechou a porta pra então ir para seu lado e sentar. Na volta ele dirigiu com cuidado e mais devagar do que o normal, quer dizer, bem devagar, sinal de que não estava bem mesmo. Por saber que ele só anda correndo fiquei muito preocupada, bem mais atenta. Ele parecendo perceber a aflição nos meus olhos e acabava puxava um assunto e outro, tentando me entreter.

- Chegamos! – Disse Harry com um sorriso forçado e descendo do carro rapidamente.

Sem deixar que eu protestasse ou mesmo perguntasse algo, ele saiu andando feito um desvairado até a porta da casa, me deixando um tanto que constrangida e atordoada. Devagar, tirei minhas coisas do carro e sai fechando a porta e entrando em casa. Passei pela sala, onde papai se encontrava e subi as escadas para meu quarto, desejando muito tomar um banho e descansar para o dia de amanhã!

Um banho rápido e relaxante, e me direcionei pra minha cama, enxugando meus cabelos. Percebi que havia algo em cima da minha cama, e ao me aproximar, pude perceber que era minha foto com Oliver.

– Mas o que isso está fazendo aqui? – Perguntei para mim mesma, segurando a foto e a olhando melhor. Ah! Como sentia falta do meu melhor amigo, esperava desde o dia que cheguei uma ligação sua, mas nada até hoje... Ouvi alguém batendo na porta - Entre.

- Olá princesa! Tudo bem com você?

- Hó sim! Estou bem. – Afirmei sorrindo e dando espaço pra ele sentar.

- Aconteceu algo? Vi que Harry entrou rápido e depois você entrou sem falar nada.

- Não, esta tudo bem. – Respondi pensativa. Bom, não estava tudo bem. Nem ao menos sabia o porquê daquilo.

- Oliver não te ligou ainda? – Perguntou ele, olhando para a foto que se encontrava em minha mão.

- Não... Ele deve estar muito ocupado, agora que começou a faculdade, acho que não anda tendo tempo. – Declarei num desabafo. – O senhor se importa em me levar na aula amanha?

- Mas você disse...

- Desconsidere o que eu disse. – Disse com um sorriso no rosto. - Queria muito que você me levasse na aula amanhã! Combinei com as meninas de chegar mais cedo, acho que vai ser melhor.

- Tudo bem, como você quiser minha menina! Boa noite!

- Boa Noite papai! Amo você. – Disse depositando um beijo em seu rosto.

- Boa Noite querida, durma bem. – Respondeu saindo pelo quarto e fechando a porta.

Fechei a janela do meu quarto e a cortina, apaguei a luz do quarto, deixando que só a luz do abajur ao lado da minha cama iluminasse um pouco do espaço. Joguei-me na cama e fechei meus olhos com o intuito de dormir. Estava tão ansiosa para o dia de amanha, que acho que não conseguiria dormir direito.

*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*


N/A: Olá pessoal! Estou super feliz de estar postando esse cap, eu gostei bastante dele e estou bem feliz em ver que o pessoal tem gostado da fic e comentado, isso me faz sentir muito contente! Estou adorando escrever tbm, tem sido uma experiencia bem diferente e emocionante! Esper que todos gostei muito desse cap tbm .
E estou HIPERVENTILANDO gente, com a estreia do filme Twilight o/\o fui ver quinta - feira na pré estreia e hoje de novo - hahah . Mais tudo bem, NADA HAVER ESSE ASSUNTO kkkkkkkkk ^^
Quero agradecer de coração a todos os comentarios, vocês são NOTA 10 e muitos especiais mesmo. Beijokas especiais pra:

Joy_
thais lestrange
Karine
Tanne Malfoy
Jessy_Potter
Sther P.
Nick Granger Potter
Hermione.Potter
Jacq Nasci
Mione03
Nety Granger
NandaReis :)
Rha
Betina Black
Paulinha P
Imogen
Angel Biby Simon Cullen *** Cereja
E JOSY MINHA BETA LINDA QUE AMO DE MONTÃO, AMIGA MAIS QUE ESPECIAL - Obrigado pela paciencia e por todas as dicas amiga . Beijos

Obs: Espero realmente que não tenha esquecido de ninguem o.O Beijos de montão - ADORÔOOO ;D

N/B (Josy): Gnte mil perdões, por favor!!! A Sarinha sabe o q aconteceu por ter demorado!!! E o cap ta enoooooorme hein menina... Me deu trabalho hein.. ufa!!! Hehehe mas ta mto show o cap e a fic ao td.. to doida p/conhecer o Oliver, e v6?? Pode escrevendo Sarinha.. hehehe te amuuuu... Bjoks gnte...

Ps : Por favor naum me matem!!! kkkkk



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.