FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. O salvador =]


Fic: *Reflexo do nosso amor* |T/L| Hiatus|


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Os três marotos estavam indo em direção a aula de Poções, todos estavam muito calados, certamente pensando em Pedro. Eles queriam acreditar de verdade no amigo, mas no fundo estavam meio desconfiados. Quem quebrou o silencio foi Remo, dizendo que tinha esquecido um material na torre da Grifinória.

- Mas nós vamos chegar atrasados. – Tiago falou.

- E desde quando você se preocupa com isso, Pontas??

- Eu não me preocupo... mas é ultima aula Alua...

- Pontas! Eu não acredito no que estou ouvindo! – Sirius disse incrédulo, interrompendo-o – Marotos nunca se preocupam com isso, com exceção do ‘’Reminho’’, é claro.

Remo automaticamente revirou os olhos.


- Sirius, me faz um favor: cala a boca! – Tiago falou, irritado.

Sirius fez uma cara de quem ficou realmente magoado com o comentário, mas quando olhou para o amigo resolveu ficar calado. É melhor não mexer com um veado furioso - Pensou.

- Olha só, se vocês não quiserem ir, tudo bem. – Remo disse, dando de ombros. – É bem rápido. Vão entrando logo e guardem um lugar pra mim.

Sem esperar a resposta, ele saiu correndo em direção a Torre. Tiago não sabia por que, mas estava receoso com a ida de Remo, alguma coisa o incomodava. Com o barulho do sinal, o maroto logo saiu de seus devaneios e entrou na sala.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Remo estava correndo, quando escutou alguns gritos. Logo parou e ficou escutando o falatório. Espera aí! Eu conheço essa voz. É da Lílian!

O maroto desviou-se de seu caminho, e viu Lílian Evans discutindo com uma sonserina, que ele logo reconheceu como uma prima de Sirius, Bellatriz Black.

- Pois eu acho que deveria ter! –disse furiosa. - Vocês sangue-ruins serão os primeiros a morrer, quando o Lorde das Trevas alcançar o auge.

Ele percebeu que a ruiva tremeu um pouco, mas logo depois se recuperou.

- Acho que vou me esconder debaixo da minha caminha! –disse ironicamente.
– Eu não me importo com isso, garota.

Aha!! Essa é a Lily que eu conheço! – Pensou feliz. Só um pouco depois ele percebeu que Lílian não deveria ter falado isso, o semblante da sonserina era de assustar até Dumbledore.

-Você já está me deixando sem paciência. CRUCI...


Ele não estava acreditando, Bellatriz ia lançar uma maldição imperdoável!
Remo não esperou mais nada, correu em direção a ela e a estuporou.
Como era muito bom em feitiços não verbais, não precisou pronunciar o Estupefaça.

Olhou para Lílian, a ruiva estava em estado de choque. Seu olhar estava focado em Black, que estava inconsciente no chão.

Andou calmamente em direção a ela, que despertou do transe e olhou para os lados procurando seu salvador.


*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Tiago já estava preocupado com a demora de Remo. Cutucou Almofadinhas que estava perdido em seus pensamentos.

- Ei! Sirius... – Sussurrou o maroto.

Ele chamou mais umas duas vezes. Hum... ele está assim desde que esbarrou naquela Gabriela. Hahaha, o Almofadinhas gamou! Depois vou ter uma conversa muito séria com esse cachorro.

Tiago tinha razão, Sirius estava diferente, o que uma menina não fazia com um maroto.

O moreno o chamou mais uma vez e, parecendo que tinha acordado do transe, Sirius disse monotonamente:
- O que é, Pontas?

- Onde será que o Remo está, hein? - falou sem deixar transparecer um sorrisinho. - Já faz vinte minutos que essa aula começou e nada.

- Deixa ele... Deve estar se agarrando com alguma monitora. – Disse sorrindo marotamente.

- Nada disso, Sirius! – Ele falou sério.- O Aluado nunca deixaria de assistir uma aula para ficar com alguém.

- Ah Tiago, desencana... Deve ter acontecido alguma coisa.

- Isso que me preocupa.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Lílian logo o viu, estava praticamente do seu lado, mas ela não tinha percebido.

- Remo!!

A ruiva sentia uma gratidão inexplicável, sempre sentira um carinho especial por Remo, mas era um carinho diferente, não de namorado, mas sim de irmão.
Sempre confiou no maroto e acreditava que ele também confiava bastante nela.

Logo tratou de agradecer:

- Remo, eu não sei nem o que dizer! Obrigada mesmo... se não fosse por você, e-eu...
Vendo que a ruiva ainda estava assustada, ele disse com uma voz doce:

- Calma, Lily. Não fica assim... Já passou.

Ele abraçou-a, acariciando de leve seus cabelos. Esta se sentia confortada.
Ficaram um tempo abraçados, não precisavam de palavras.

Se separando calmamente dele, ela perguntou:

- O que nós vamos fazer com a Black?

- Eu pensei que você iria falar com o Dumbledore sobre isso. – Disse ele supreso.

- Acho melhor não, Remo... O diretor já tem problemas suficientes. – Falou dando de ombros.

- Lílian!! Ela lançou uma maldição imperdoável! O nome já diz... Bellatriz poderia até te matar...

- Eu sei... não duvido disso. Mas eu não queria me envolver com mais problemas, amanhã começam os exames(n/a: eu sei que esta meio tarde pra começar os N.I.E.M.S, mas no próximo capitulo eu vou explicar.), falta menos de uma semana para a gente se formar... Não queria mais confusão.

- Quem lança uma maldição assim pode ir pra Askaban... Você vai deixá-la impune, Lílian? – Disse estupefato.

- Não é isso... Só não quero me meter... Deixa ela aí... daqui a pouco um de seus ‘’amiguinhos’’ vão encontrá-la.

- Por acaso você está protegendo a Bellatriz? – Perguntou, levantando uma sobrancelha.

- NÃO!


Ela por impulso gritou, mas o garoto estava irritando-a. Será que ele não entendia que o que ela menos queria era problemas, confusões? Disso a sua vida estava cheia. Vendo que foi um pouco grossa com o amigo, Lily disse num tom mais doce:
- Olha esquece isso, ´tá legal? Vai ficar tudo bem.

Remo então não contestou. Se a mais atingida fora ela, e a mesma não queria se pronunciar, quem era ele pra se meter?

Ele não conseguia entender, a ruiva sempre tivera um senso de justiça fora do comum. Sirius e Tiago tinham razão quando comentavam isso. Ela sempre protegia quem a insultava, normalmente os sonserinos.

Lílian se virou pro garoto e viu que ele exibia uma feição pensativa.

Suspirou.

Remo começou a andar devagar, sem rumo, não poderiam mais entrar na aula de Poções, mesmo Lílian sendo a queridinha do professor.

- Remo...- começou timidamente. Quando viu que o moreno se virou para encará-la, decidiu continuar.- Me diz uma coisa, como você sabia que eu estava naquele corredor. Você não devia estar na aula?

- Você também, Lily...

- Eu sei... Ai meu Merlin!

Vendo a feição desesperada da garota, ele não agüentou segurar o riso.
Lílian olhou pra ele com uma cara indignada.

- Que foi? – perguntou.

- Você fez uma careta muito cômica!

Vendo o olhar irritado dela, decidiu explicar:

- Eu lembrei que tinha que pegar um papel no dormitório. Avisei aos marotos e vim correndo pra cá, aí eu escutei seus gritos e vi vocês discutindo, quando Bellatriz ia te atingir eu a estuporei.

- Ah...

Ficaram em silencio uns segundos até a ruiva falar:
- Vamos para sala de Poções, podemos esperar seus amigos lá. Não tem mais necessidade do papel, né?

- Não... Só espero que aqueles dois tenham prestado atenção na aula.

- Sinceramente Remo, isso é meio difícil.

- Não custa nada sonhar...

Lílian sorriu, e continuou:

- Vamos logo...

- Para onde??

- Pra sala, ué. Em que mundo você estava?

- Esquece, Lily... Vamos. – Dizendo isso puxou a ruiva pra si, pela cintura.

Ela, em resposta, olhou pra ele com uma expressão interrogativa.

- Você sabe que é minha melhor amiga... Não se preocupe, eu sei que o seu coração já tem dono. – Parou e disse bem baixinho. - E o meu também.

Não foi suficiente, pois a ruiva escutou, mas vendo que ele estava literalmente, “aluado”, decidiu não comentar.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Faltava uns dez minutos para a aula terminar e Tiago estava curioso com a demora de Remo. Desistiu de fazer sua poção, já sabia aquilo de trás pra frente, e decidiu procurá-lo, mas como ele iria sair da sala sem que o professor visse? Teve, então, uma idéia.

- É... Professor Slughorn?

- Sim, Sr Potter.

- Será que eu poderia ir na enfermaria? Não estou me sentindo muito bem. – Disse com uma expressão de quem realmente estava mal.
Sirius o olhou desconfiado, mas após uma piscadela marota de Tiago, ele sorriu balançando de leve a cabeça.

O professor assentiu e continuou andando pela sala, vendo as poções.

Sirius estranhou, Slughorn ainda não tinha perguntado por Remo e nem por Lílian.

- Muito bom, Sr. Black! Dez pontos para Grifinória. Espero que faça corretamente nos N.i.e.m.s.

- Não se preocupe! Vai ser moleza. – Disse sorrindo.

- Me diga uma coisa, onde está a senhorita Evans? – Perguntou interessado.

Tava demorando.... Pensou o garoto num revirar de olhos.

- Não sei, senhor. Deve estar doente... Ela nunca falta aula nenhuma aula.

- Hum... Uma pena...

Sirius ficou pensando em suas palavras. Era verdade, Remo e Lílian quase não faltavam. Onde será que eles estariam? Se Alice estivesse na sala, com certeza saberia da amiga. Mas nem ela, nem Frank compareceram. Por que será hein? - Pensou maroto.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Tiago andava rapidamente, quando esbarrou numa garota que ele conhecia muito bem, era Patrícia Shelton, uma Lufa-lufa que ele já namorara por cinco meses, no sexto ano. Eles terminaram porque Tiago não conseguia esquecer Lílian e achava que estava usando a garota. A Lufa-Lufa dizia que não se importava, mas mesmo assim, ele decidiu terminar o romance.

- Ah... me desculpe, Patrícia. – Ele disse ajudando-a a levantar.

- Que isso, Ti! – Ela disse melosa. - Não tem problema nenhum.

- Eu tenho que ir... A gente se vê.

- Mas já?? Ah... não! Assim você me deixa magoada!

Ele percebeu que ela estava mais atirada do que nunca, fazia uma ‘’carinha’’ de abandonada, mas o maroto fingia que não estava percebendo as “diretas” dela.

- Sério, Shelton. É importante.

Diante do sobrenome, a loira fez uma careta, mas continuou:

- Já disse que você tem que me chamar de Patty. – Falou se aproximando.- Eu duvido que esse assunto seja mais importante do que eu.

O garoto ficou sem resposta, queria sair dali o mais rápido possível. Já Patrícia vendo que ele não respondeu, deu um sorriso vitorioso. Agora você não me escapa, Tiago Potter. Não tem ruiva nenhuma para me atrapalhar.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*


Remo e Lílian caminhavam calados, ele ainda a segurava pela cintura.

- Lilian?

- Sim.

- Posso te fazer uma pergunta? – Disse ele, receoso.

- Duas até. –A ruiva disse num sorriso.

- E o Tiago? – Disse baixinho.

- O que tem ele?

Ele percebeu que o coração da garota acelerou um pouco e que ela se fingiu de desentendida. Que orgulho, hein?! - Pensou rindo.

- Você entendeu, Lily... – Falou com uma voz entediada.

- Ah, Remo... Sei lá...
- Lílian, pelo amor de Merlin! Pára de ser orgulhosa uma vez na vida e vai falar com ele.


Ela pensou nas palavras dele, até que tinha razão. Mas ela ainda não tinha tomado uma decisão, estava confusa sobre o que fazer. Tinha certeza dos seus sentimentos, mas não da declaração.

O maroto viu que Lílian não iria se manifestar, então decidiu encerrar o assunto.

Quando dobraram um corredor, eles viram duas pessoas bem próximas uma da outra. Remo reconheceu instantaneamente Tiago e pela expressão da ruiva, ela também.

Parou de andar na mesma hora. Não queria se aproximar muito daqueles dois. Mas Lílian não parou. Continuou andando e puxou Remo, para ele a acompanhar.

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

Tiago viu Patrícia se aproximando mais e mais. Mesmo não sentindo nada por ela, não podia negar que era bem atraente, loira, com um belo corpo, dotado de belos olhos verdes. Não como os da Lily, claro.. Tentou pensar na sua ruivinha, mas logo lembrou que ela o odiava, uma tristeza logo invadiu.

Andava de costas, meio que fugindo da loira. Quando olhou para trás, viu duas pessoas se aproximando. Era Remo, mas ainda não dava pra ver a menina.

Conforme foram andando Tiago a viu, reconheceu os cabelos rubros, sabia quem era mais não queria acreditar, não podia ser, Remo estava com... Lílian. Eles não foram à aula pra ficarem, hum... juntos.

Ele virou para frente e viu que Patrícia estava com um semblante que podemos chamar de irritado. Também pudera, era sempre a mesma ruiva que atrapalhava os seus momentos com o maroto.

Um sentimento de ódio surgiu em Tiago. Olhou novamente para os dois, que já estavam bem próximos. Percebeu que Remo segurava Lílian pela cintura. Coisas próprias de namorados. - Pensou irritado.

Ele, então, entendeu tudo. Errado. Mas mesmo assim entendeu.

E foi aí que o maroto...

*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*=*

N/A: Oiiee!! Esse capitulo foi mais uma explicação... e tbm como eu quero aumentar um pouco a fic, decidi terminar essa capítulo assim. XP Eu já tinha escrito a parte posterior a essa, soh que não fiko muito bom ^^ e como faz muito tempo que eu não posto (explicação embaixo), resolvi deixar assim...

Ah... uma coisinha:

Pensaram que o salvador da Lílian fosse o Tiago neh? Eu ate tinha escrito com ele, só que pra continuar a fic, eu tive que mudar. Então fiquei pensando em quem botaria. Quem me deu a idéia do Remo, foi uma autora muito fofa e que escreve pacas: Livy Malfoy, agora Mah Lupin... eu falei cm ela pelo msn e ela me disse isso e talz... bjaoo amiga. ;**

Voces tbm podem dar sugestoes viu? meu msn eh Luh.92@hotmail.com

Falando dos comentários agora... *emocionada* Eu fiquei TAO feliz!! Serio gente eu amei amei amei amei amei amei cada um... (tah tudo bem que eu sempre falo isso, mas eh sinceramente meesmo! XD ).

No último capitulo eu vou agradecer aos coments de todos!!

Agora a explicação:
Bom... primeiramente 1000000 de desculpas*mtooo corada* ... eu não sou de demorar muito, só, obviamente, qnd ocorrem imprevistos. E foi o que aconteceu, eu sei que a maioria dos leitores não lêem isso aki, mas eu vou explicar... eu enrolei um poko pra escrever esse capitulo, eu admito, mas dps eu viajei e faltava uma parte, e eu não tinha gostado do que tinha escrito (pra vcs terem uma idéia eu escrevi umas duas vezes, e nm gostei mto do resultado, mas faze o que??) aí eu não postei... Quando eu volto, o que que me acontece?? O PC TAH QUEBRADO. Fala serio neh?

Queria agradecer principalmente a paciência de vocês leitores... Como eu tbm sou uma, eu sei mto bem o que eh isso...

Beeeijinhos Luh Comentem!! =]

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.