FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. I - Apenas Capsa Análisys


Fic: Análise Frontal


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-----------------------------------------------------------



Advertência: Isso é uma obra de ficção. Algumas personagens e lugares citados pertencem à J. K. Rowling e foram usados sem permissão. Essa estória foi escrita sem fins lucrativos. Qualquer transgressão a marcas registradas não é intencional. Outras citações serão feitas quando necessário.



::N/A :: Primeira Fanfic é um processo complicado de uma certa forma. Há muitíssimas Fics por aí e é difícil você escrever e sair algo legítimo sem que ninguém tenha tido essa idéia primeiro ou de alguma forma que elas não acabem ficando parecidas. A Idéia do Análise Frontal foi iniciada na primeira terça-feira de Agosto, o dia que inicei a escrever o Análise Frontal. Bem na primeira fic a gente roe as unhas, vendo que não tem mais unhas, roe os dedos, meio Insegura diria que estou é verdade. Porém se uma alma caridosa pudesse deixar um comentário falando o que achou, eu agradeceria e muito. Céus ! Que as almas caridosas se manifestem ! (Sem exageros Angelina ! SEM EXAGEROS !) Kisses para voces.

-----------------------------------------------------



..:: APENAS CAPSA ANÁLISYS ::..

Capítulo I



-----------------------





Sábado, não seria mais um dia comum de férias, estou aqui para tomar algumas decisões. Mesmo que talvez seja um pouco tarde para isso, não sei quantas horas vou demorar, minha cama está coberta de caixas que na verdade não são bem caixas, as coisas começam mais ou menos assim: No fim do 5º período o Ministério faz uma invenção para a Segurança Bruxa, por causa dos ataques dos Comensais e a situação estava um tanto frágil, então uma "inocente" caixinha era o que guardava várias lojas, vilas e até Hogsmeade, era uma Capsa Analysis.


Normalmente é uma caixinha mais ou menos do tamanho de uma de sapatos, quadrada e preta, suponho que seja de estanho, não é tão pesada, porém varia de cor, estilo e só Merlin sabe o quanto queremos nos destacar na frente dos outros, bem, pra você ter idéia, ela funciona como uma Filmadora trouxa, pode até parecer burrice mas como qualquer feitiço que é feito, pode ser quebrado, preferiram tentar.
Porém ela não só "filma" o lugar, ela como uma penseira (que invejinha, sempre quis ter uma!) você pode entrar dentro dela para ver o que está "gravado", até aí tudo certo, só que agora vamos aos pequenos "detalhes", a Capsa Analysis era capaz de praticamente ler pensamentos pois qualquer sinal de brigas nos estabelecimentos, intrusos, ou mesmo feitiços imperdoáveis ela apitava muito alto à ponto de acordar um quarteirão inteiro, sim, vocês adivinharam se acharam que isso tivesse dado muitos problemas, também, mesmo que várias pessoas utilizavam isso para se divertir, invadindo a privacidade dos outros, apesar de ter um custo caro, então a partir daí o uso foi mais restrito.


Eu no início fui muito contra com esse artefato, achei um absurdo, pois nossa vida viraria um "reality show" (é um programa trouxa que a Hermione me falou certa vez...) ainda mais quando eu soube que teria isso em Hogwarts.
Acho que até o Dumbledore não foi muito à favor porque ele falou... Não, não, acho que chegou a hora de abrir as Capsas do meu 6º período.


Isso foi o início para vocês, por que para mim a história começou quando eu estava no vagão de trem que leva os alunos a Hogwarts, onde lia O profeta diário tranqüilamente numa cabine solitária.


É claro que foi nesse dia que soube de tudo sobre a novidade, eu não sei se já falei para vocês mas eu estava sozinha porque em primeiro lugar, eu estava de mal-humor incrivelmente alto, ah sim, Rony também estava assim e a brilhante soma mágica de Gina Weasley mais Rony Weasley não deu certo, ás vezes é muito chato ser a filha caçula.


Já então que meu dia estava péssimo pra que vou me sentar com outras pessoas? Só para estragar o dia "perfeito" delas? Não, muito obrigada.


Não vou falar que a estação estava cheia (mas já falando...) de gente, animais e ruídos porque todo ano aparece um repeteco, isso ás vezes cansa, eu só espero ter uma resposta para mim e que me sustente o suficiente para tomar a atitude certa, ou o que parece certo. Não entenderam?




Entenderão...






- Toc toc toc


Gina que neste momento estava lendo o seu O Profeta Diário abre a porta da cabine com estrondo, um garoto baixo, gordinho e de bochechas rosadas entra na cabine, era Neville.


- Gina, eu e o Colin estávamos te procurando! Onde é que você se meteu?


Neville parecia cansado porém muito animado com a volta à Hogwarts


- Olhe ao seu redor e adivinhe - Gina respondeu rindo.


- Profeta Diário? Neville estava com o jornal entre suas mãos com um ar levemente interessado.


- Sim, é sim você sabia sobre isso que fala na capa? - Ela sentou-se olhando o céu nublado que aparecia lá fora, estava com cara que ia chover.


- Ah sim soube. - disse também se sentando só que agora lendo a matéria da capa. - só que aqui falam bem mais coisas.


Não acredito! Até o Neville já sabia disso, só eu mesma que era atrasada.


- Onde está Colin?


- Vejamos, quando saí pra te procurar, ele estava numa cabine lá na frente do vagão.


- E você deixou ele sozinho?


- Nãããão, a Clarie do Sétimo Período e mais alguns amigos ficaram lá.


- Ah, tá. - Gina falou com a voz levemente entediada.


- Peraí! Vai Ter isso em Hogwarts também? - Perguntou ele surpreso terminando de ler.


- É, acabaram as saídas à noite em Hogwarts, porém acho que só vai funcionar do lado de fora para não Ter problema com Intrusos no castelo, o que acho bem improvável na minha opinião, pois Filch continua lá como sempre, infelizmente. - Respondi fazendo careta.


- Gina, vamos comigo comprar bolinhos de Caldeirão? Não comi nada até agora.


- Claro, não tenho nada pra fazer mesmo, mas não faço a mínima idéia da onde está a moça do carrinho. - disso abrindo a porta e saindo da cabine.


- Ela já deve estar mais pra trás.


E estava certa, só que quando aproximávamos do carrinho ele virou de costa, indo para o sentido contrário.


- Esquece, mudei de idéia.


- Ué o que foi?


- Nada.


Neville simplesmente estava sem nenhum resquício da "alegria" que chegou na cabine, isso já era o suficiente pra saber que o "nada" não era bem isso o que a palavra dizia.


- Fala. - disse cruzando os braços.


- A pessoa que ela está atendendo é o Malfoy.


Era mesmo, bem visível ainda mais pelo cabelo louro platinado, que mesmo de costas era perceptível.


- Olha Neville, ele não vai se atrever à ofender ninguém, mesmo que eu sei me defender muito bem e não vai ser um Malfoy qualquer que vai me meter medo.


- E nem pode, ele é monitor.


- Entããão! Sem problemas, ok? Me dá o dinheiro que eu compro pra você, mas vem comigo.


Não duvido nada que talvez se eu estivesse em condições normais eu não estaria assim tão confiante e minha vontade era falar um monte mesmo para o primeiro Ser que me irritasse, acho que estava pegando algumas manias do Rony, que era inevitáveis, só que era incrível como Neville era medroso!


Então nós dois fomos comprar os tais bolinhos de Caldeirão que tanto Neville queria, falando assim parece que estávamos indo pra guerra.


- Bolinhos de Caldeirão, sim? - falei simpática, Neville estava mudo.


- Finalmente sua família está com dinheiro Weasley? Acho que deve ter assaltado algum banco trouxa...


A mesma voz arrastada, a mesma arrogância, ai como odeio isso! Que falta de bom senso falar isso ainda mais na frente da moça do carrinho.


- E o Malfoy teve que subornar quantos professores para ser monitor? Só o Snape mesmo, ou deixou um cachê para outros alunos Sonserinos? - perguntei com o mesmo sorriso cínico.


"Um á um Malfoy!" Foi o meu primeiro pensamento.


- Aqui está - disse ela á toda covinhas entregando os bolinhos, e algo para o Malfoy, o que parecia ser era uma caixa de sapos de chocolate, não olhei direito.


Então saímos andando para a nossa cabine, Neville continuava mudo, mas tinha um porque, estava com a boca cheia.


- Toma cuidado para não confundir quem é quem Weasley - falou ele arrogantemente alto o suficiente para escutar, é lógico.


- Cala a Boca Malfoy! - disse num ímpeto de raiva.


Neville engasgou.


Não faz o meu estilo mandar os outros calarem a boca tanto que na hora fiquei meio desconcertada.


Não.


Eu não fiquei "meio" desconcertada, acho que foi mais que isso por que ele percebeu.


- Ué Weasley, não consegue nem ofender alguém? - ele falou e simplesmente entrou na cabine ao lado fechando a porta com um estrondo.


Blup blup


O Navio afundou com tudo, pessoas, bancos, mesmo que não houvessem bancos, bagagens, ou mesmo um navio mas era aquele barulho extremamente irritante que ficou no meu ouvido.


- Não se preocupe Neville, vai ter troco! - falei irritada comigo mesma - eu não vou levar desaforo pra casa, vai ser na escola mesmo, mas ainda vou pensar um pouco sobre isso.


- Não se preocupa Gina, já estou acostumado.


- Mas eu não!


- Gina, é melhor voltarmos pra cabine. - falou ele mas eu não prestei atenção nessa frase, uma pessoa vinha pelo mesmo corredor do carrinho, era Hermione.


Ela não estava muito diferente, como sempre com seus cabelos cheios, parecia sorridente.


- Oiiii - começou ela radiante, ultimamente eu andava mais ligada à Mione, porém Neville estava com cara de desanimo - Nossa, Neville aconteceu algo ?


- Gina arrumou briga com o Malfoy.


Ai, porque ele tinha que ter falado isso? Justo pra Mione!


- Não liga Mione, ele é exagerado - disse fazendo cara feia pro Neville - Cadê o pessoal?


- Rony e Harry estão se trocando, daqui á pouco eu volto lá.


- Fica conosco na cabine por enquanto, ela fica mais pra lá - apontei para o corredor - isso se você quiser é claro.


Ela acenou e voltamos para a cabine, eu pessoalmente acho a Mione uma pessoa muito legal, e muito boa de lógica; Em todas as situações que eu pedi uma ajuda ela soube dar conselhos muito bons, porém eu me sinto uma intrusa até hoje quando Rony, Harry e Mione estão juntos, afinal eles sempre andam grudados.


Os três se sentaram, realmente não tínhamos um assunto específico, então começamos à conversar sobre as férias e as expectativas para esse ano, Mione estava indecisa sobre o que queria ser, mas iria se especializar em Aritmancia, Neville em Herbologia e eu em Transfiguração, mas era só eu que queria se tornar professora, isso no meu próximo período, se eu não mudasse de idéia mas já tinha alguns planos.


- Nossa, mais atentados em povoados bruxos da Escócia!


Hermione falou escandalizada, agora quem estava lendo O Profeta Diário era ela.


- Mesmo? - disse dando uma olhadela para as mãos dela, onde lia a noticia - não tinha reparado...


Parecia que tinha adivinhado estava já escurecendo e caía uma chuva com vento forte.


O trem já estava com indícios que ia reduzir a velocidade, foi quando Hermione se levantou de súbito entregando o jornal nas minhas mãos, nem precisava ela falar o que ia fazer mas...


- Eu vou com Rony e Harry ok? Nos encontramos em Hogwarts. - disse ela já saindo da cabine.


- Ok. - respondi


- Bem, eu vou ter que pegar minhas coisas lá na cabine do Colin, Gina?


- Eu não vou, faz o seguinte, nos vemos lá em Hogwarts, aproveito e guardo lugares pra mim, você e o Colin, está bem?


- Certo - confirmou Neville


O trem então começou à parar, rapidamente preparei minha capa e segui já para a porta, os corredores agora estavam cheios, pois quase todos tinham saído de suas cabines e esperavam ansiosamente a abertura das portas.


Susana Bones mais suas amigas da Lufa-Lufa conversavam alegremente no meio do corredor, Pansy Parkinson com seus amigos sonserinos olhava para minha com cara de descrença, como sempre, é claro, Jonnathan um grifinório do quinto ano fala sobre os N.O.M.S para Lilá Brow que não estava muito lá animada com o assunto e Teo Boot com um grande grupo de Corvinais se encontravam na minha frente praticamente escorado na porta, pois cada vez mais chegavam alunos.


As portas se abriram.


Foi uma barulheira, estávamos desembarcando naquela estação escura, com um vento gelado e a chuva caía mais forte, me dirigi o mais rápido possível para uma das carruagens sem cavalos, tive a sorte de estar compartilhando-a com Susana Bones e a Anna Abbot, as mesmas alunas que já tinha visto no trem com exceção de Lisa Turpin, uma Corvinal que estava no sétimo período, ambas foram simpáticas mas não puxaram assunto.


No mesmo instante que fecharam a porta com um baque, instantaneamente a carruagem começou à andar, um cheiro de terra molhada, então vi os javalis alados ao lado dos portões, não demorou muito e então finalmente saímos da carruagem, a visão de Hogwarts continuava a mesma, de um castelo grande e imponente.


Comecei à subir as escadas molhadas, e entramos, pois tinha muitos alunos juntos, o salão principal tinha um aspecto esplêndido com suas inúmeras velas flutuantes, passei pelas mesas da Sonserina, Convinal e Lufa-Lufa, e sentei-me na mesa da Grifinória, Neville e Colin não deveriam demorar muito, logicamente estava guardando os lugares, até que duas alunas entraram no salão.


Eram Any Glaids e Catherinne Tiegh, as duas eram muito minhas amigas.


Elas vinham em minha direção, a Any era mais ou menos como eu, só que mais branca e seus cabelos eram castanhos claros, ama Runas, e como seus pais são trouxas ela adora Shakespeare, um fascínio incrível por Histórias Românticas, já Catherinne tinha os cabelos bem pretos, um pouco mais alta e tinha os olhos azuis profundos, é mais ou menos uma Segunda Mione só que não tão aficcionada pelos estudos, Any veio correndo, ela é sempre melosa, então quando temos férias pinga mais mel ainda.


- Ginaaaaa - ela praticamente se jogou no meu pescoço, francamente Any, que exagero! - que saudades de você!


- Neville tava te procurando mas só voltou depois, quando o trem já tinha chegado em Hogwarts, fiquei morrendo de raiva, disse Catherinne rindo. Ambas se sentaram.


- Ok, mas então, novidades? - perguntei animada, afinal, na toca eu não tenho nenhuma amiga para conversar e elas sempre me deixam de alto astral, só Any respondeu minha pergunta, porém muito timidamente.


- Bem...


----------------------------------------------------


"Enviado por uma coruja especial...."

..:: Angelina Michelle ::..

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.