FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

27. "Atrás da arquibancada"


Fic: Sweet Revenge - Não temos nada a perder!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Os garotos estavam se formando. O último ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts dos Marotos finalmente chegara ao fim e, claro, seria celebrado em grande estilo com uma “festinha secreta” que os garotos estavam organizando logo após tocarem no evento da escola. Aliás, era também aniversário de Midori, então todos decidiram juntar as comemorações. As seis estavam justamente conversando sobre os preparativos pra pequena celebração quando Midori decidiu interromper o assunto.



 - Wallace e eu nos beijamos. – ela declarou em meio a uma conversa animada sobre levar whisky de fogo do estoque secreto do James pra festa. As cinco ficaram em silêncio encarando Midori enquanto a oriental procurava decifrar a expressão de cada uma. – Gente? – nenhuma resposta e nenhuma expressão que conseguisse ler. – Ai, meu Deus. – ela começou a entrar em pânico. – Vocês tão me julgando agora, né? Eu também to. Se isso for ajudar, eu não falo com ele desde o beijo e eu não faço ideia do que fazer. Isso é tão confuso...



 - PAGA O GALEÃO, POTTER! – Robbie cobrou animada a amiga. Logo, as cinco falavam ao mesmo tempo e a pobre garota as encarava, confusa.



 - Oi? – Midori murmurou. Carly pediu silêncio.



 - Bom, desde que você sumiu ontem a tarde depois de encontrarmos os meninos no campo, nós nos reunimos e ficamos divididas entre “eles se mataram” e “eles se beijaram”. – a Malfoy explicou. A expressão de Midori passou de um pouco perdida pra extremamente confusa.



 - Como é que é? Vocês apostaram?



 - Bom, mais ou menos... – Loren tentava se explicar.



~~~~~



 - Meninas, eu acabei de ver a Midori indo pra debaixo da arquibancada com o Weasley. – Robbie contava, animada.



 - Ai, meu Merlin. Lá vamos nós de novo. – Loren revirou os olhos.



 - Como assim, Loren? – Rock cruzou os braços – Eles podem estar se acertando ou, pelo menos, conversando.



 - É, Loren. – Robbie concordou – Para de ser tão pessimista.



 - Fala sério, gente. – Loren arqueou uma sobrancelha – Eles são piores que dois hipogrifos famintos disputando um bife.



 - Eu concordo. – Carly apoiou a ruiva – Não teve um ‘Bom dia’ deles que não terminasse em ‘Eu te odeio e espero que você morra com uma mandrágora enfiada no...’



 - A gente tava lá, Carly. Mas isso não significa muita coisa. – Robbie a interrompeu.



 - Bom, eu acho que vamos ter que pagar pra ver. – Rock declarou.



 - Um galeão que eles brigaram de novo. – Loren comentou sarcástica. Robbie se virou para a amiga.



 - Um galeão que eles se beijam. – Robbie devolveu a aposta.



 - Fechado. – a Potter afirmou e ambas apertaram as mãos.



~~~~



 - ...Foi basicamente isso. Enfim. – a ruiva completou.



 - O que importa é que vocês vão ter que se encarar uma hora. E, nós duas sabemos que não tem como fugir dele na festa depois de amanhã. – Dorothy segurou a amiga pelos ombros. – Midori, você precisa escolher se vai seguir seu coração ou se vai seguir em frente. – As palavras da garota a atingiram como um tapa. A mais pura verdade era que a hora de terminar esse assunto de vez era agora e ela tinha uma decisão a tomar.



~~~~



 - Então vocês voltaram? – Thomas o perguntou com uma sobrancelha arqueada.



 - Não exatamente. – Wallace respondeu, mas parou para pensar – Não. Na verdade, não.



 - Mas vocês ficaram? – foi a vez de Daniel perguntar.



 - É, sim. Tecnicamente.



 - Como assim, Wallace? Vocês se beijaram ou não? – Ramon indagou. Wallace deu um leve sorriso.



 - Sim.



 - E vocês não se falam desde o beijo por...? – James o encarava confuso. Wallace franzira a sobrancelha.



 - Ela meio que... Saiu correndo depois. – ele bufara. Ramon, James, Thomas e Daniel se entreolharam. Wallace percebera o confuso olhar que os quatro trocavam e decidiu se explicar melhor. – Olha, aconteceu assim... Nós estávamos no fim do jogo e as meninas chegaram. Isso vocês já sabem já que estavam no campo, mas quando eu vi a Midori lá, agindo como se nem me conhecesse e o mundo fosse um mar de rosas, eu sabia que já estava mais do que na hora de tentarmos conversar. Então, sabendo que ela não iria querer falar comigo tão fácil assim, eu peguei a mão dela e a levei até atrás da arquibancada, aonde vocês não iam podem bicar e as meninas não iriam interromper...



~~~~



 - Precisamos conversar. – Wallace anunciou para a garota, logo antes de pegar sua mão a guiando.



 - Eu não tenho nada pra conversar com você. – ela declarou após chegarem atrás de uma arquibancada, soltando sua mão.



 - Midori, desde a nossa briga no salão comunal você simplesmente finge que não aconteceu nada. E nunca nem me deu a chance de explicar, eu jamais...



 - Não precisa. – ela o interrompeu – Eu não quero ouvir desculpas esfarrapadas, Weasley. Incrível como o tempo passa, mas você continua exatamente igual. – Wallace respirou fundo.



 - Midori, você não entende que...



 - Tanto faz. – ela o ignorou, se virando de costas pra sair dali. O garoto sentiu cada gota de sangue em seu corpo esquentar.



 - Por que você nunca escuta? – ele quase gritara. Midori parou. – Você tem ideia do que aconteceu depois que você foi embora? Você sequer tem a mínima noção de como foi pra mim quando você voltou do nada quando eu achei que nunca mais fosse te ver? – ele hesitou por um momento a olhando de costas. Midori não conseguia se mexer. Então o que ela pensou estava certo, afinal. Ele não a perdoou por ir embora. – Eu fiquei com medo, Midori. Medo de te encarar, de descobrir que, de fato, você foi embora porque eu não fui bom pra você. Por esses anos que você ficou fora, eu passava os dias ansioso... Aguardando qualquer menção do seu nome, qualquer notícia sua. Qualquer chance de te encontrar, de você voltar, de te pedir desculpas por não ter sido um namorado melhor, uma pessoa melhor. E, quando você voltou, eu tive medo que você fizesse exatamente o que você tá fazendo agora. – a garota se virou, o encarando. Seus olhos marejados, assim como os do ex. – E-eu... – ele sentiu sua voz falhar ao encarar seu rosto.



 - Wallace. – ela o interrompeu mais uma vez. Uma leve onda de choque atravessou seu corpo ao ouvir a garota chamar seu nome. – Nós dois éramos muito novos. – ela começou – Não tinha como saber uma forma de lidar com tudo. Foi um erro do passado e tá tudo bem. Mas eu fui embora. Eu fiz minha escolha. Eu fui pra outra escola crescer, entender melhor como eu estava me sentindo e tudo o que aconteceu. Depois de alguns meses, muita coisa ficou clara e, como você já ficou sabendo, muita coisa aconteceu. – ela enfatizou. – Mas eu não me arrependo de ter voltado. Dentre todos os meus erros, este foi o meu único acerto.



 - O que aconteceu na França, o que eu fiquei sabendo, não importa. Eu sei que eu tenho culpa de tanta coisa. Não te dar o devido valor, isso foi um erro. Mas eu não me arrependo de termos ficado juntos. Quem sou eu pra te dizer como se sentir? Mas acho que nem você deveria. – ele revelou. Midori deu um discreto sorriso.



 - Não me arrependo. – ela declarou. Wallace caminhou confiante até a garota, colocando a mão direita em sua nuca e finalmente a puxando para um beijo, a surpreendendo. Um beijo doce, cheio de saudade e arrependimentos. Era tanta coisa passando pela cabeça da oriental e o simples toque dos seus lábios a fez esquecer de toda a dor naquele momento. Sim, é verdade... Ela retribuiu o beijo. Sentiu-se desarmada, como se ele tivesse achado o ponto fraco da sua muralha e bombardeado. Seus rostos se separaram, por fim. Com os olhos ainda cerrados, mas perto o suficiente pra que Midori pudesse sentir o coração acelerado do garoto, uma lágrima começou a percorrer seu rosto. Isso não poderia ter acontecido, poderia? Eles realmente acabaram de se beijar? Depois de tanto tempo, tanta briga, tanto ódio e rancor. ‘O que eu to fazendo?’ Midori se perguntou pelo menos umas cinco vezes antes de abrir os olhos e se deparar com Wallace a olhando de volta. O pânico tomou seu corpo. Ela se sentia exposta. Como se todos os sentimentos que ela tentara tantas vezes enterrar estivessem escancarados como um quadro em um museu. Ela realmente não sabia o que dizer, o que fazer, o que sentir. Seu primeiro instinto foi fugir, algo que ela já estava tão acostumada a fazer que era frustrante. Ela não queria fugir. Midori Ojean sabia que precisava enfrentar aquilo, mas o que ela deveria fazer?



~~~~



 - ...E ai eu fiquei lá parado, vendo ela correr e, caramba, essa mulher corre rápido. – ele terminou de contar, frustrado. James começara a rir, seguido pelo resto dos marotos. – Hilário, James. Realmente.



 - Sinto muito, Wally. – o moreno confortara o amigo, parando de rir.



 - É, cara. – Danny deu um tapinha nas costas do garoto.



 - A propósito... – Ramon interrompeu – Que horas a gente toca? A diretora disse que vamos poder tocar sete músicas. – James o olhou incrédulo.



 - Sete? – o moreno indagou. Ramon riu com o questionamento abraçando o amigo.



 - Temos uma fã, James. – ele disse e James riu concordando. – A gente decide agora e confirmamos com o Joey quando ele voltar da detenção.



 - Enfim, tocamos às sete horas. E as nove começa a festa de verdade. Como são sete músicas, vocês querem tocar o que? Sugiro cinco agitadas e duas mais lentas. Talvez uma acústica, no caso. – os marotos entreolharam-se. Ficaram em silêncio algum tempo antes de Danny decidir se pronunciar.



 - Eu voto em começar com Bad Habits. – todos concordaram.



 - Vocês precisam terminar com Basket Case! – Thomas pediu.



 - Que tal Bad Habits, That Girl, I Bet That You Look Good On The Dance Floor, Can’t Stop e Basket Case pra agitadas, então? – Ramon sugeriu e todos apoiaram.



(https://www.youtube.com/watch?v=ett_aS0E1AM https://www.youtube.com/watch?v=3tUh-x-fp8Q https://www.youtube.com/watch?v=NUTGr5t3MoY )



 - Então pra lenta tem Mercy. Eu terminei e com certeza dá pra tocar com a banda toda. – James se lembrou da música que havia feito pra Carly cerca de dois meses atrás.



 - Beleza. – Danny concordou – Falta uma.



 - Gente, eu sei que isso é papo da banda e tals... – Wallace se pronunciou - E é a música de vocês, despedida da escola e blablabla...



 - Mas...? – Daniel o incentivou.



 - Mas é aniversário da Midori também. E bom... Posso não tocar guitarra ou bateria, mas eu tenho uma música pra ela no piano. Tudo bem se eu tocar? – ele pediu. James, Ramon e Danny entreolharam-se por um momento, como se conversassem com os olhos.



 - Essa é a sua versão de “conversar com ela”? – Ramon brincou. Wallace sorriu sem graça.



 - Você vem no ensaio de hoje e toca, ok? Ai a gente te ajuda. – James sugeriu. Wallace sorriu em resposta. Thomas fez uma careta.



 - Nossa, eu me sinto tão sem talento perto de vocês. Credo. – ele resmungou fazendo os outros rirem.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.