FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Festa do Dia dos Namorados


Fic: A Tradição do Visgo


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Era dia dos namorados, e os alunos ganharam permissão pra fazer uma festa nos seus salões comunais. O salão comunal da Grifinória estava decorado com vários cupidos, visgos estrategicamente espalhados, e muitos corações. Havia sido montado um bar e havia uma mesa cheia de guloseimas em forma de coração, casais, beijos e tudo o que lembrasse o dia dos namorados. Como havia poucos casais da casa, a maioria estava a caça .

-Harry, posso falar com você? –Hermione fala pra Harry que conversava com Neville, Dino e Simas.

-Claro Mione, o que é? –fala com um sorriso simpático.

-Em particular. –ele entende e pede licença aos amigos, indo pra um canto mais atrás do sofá onde estavam –O Rony pra variar sumiu com uma garota, desde que virou um Don Juan, ta saindo com qualquer uma! –fala com tom cansado.

-E daí? Ta com ciúme é? –Harry fala em tom brincalhão.

-Claro que não! Mas o irmão dela ta, e se ele achar o Rony, eu não quero nem ver! –fala em tom preocupado e Harry vendo que era sério se aproxima pra saber detalhes.

Mas antes que ele pudesse perguntar algo, uma luz acende sobre eles e a música da festa muda bruscamente pra uma música bem romântica todos olham pros “felizardos”, Harry fica confuso e uma Hermione com cara de quem foi atingida por bomba de bosta aponta pra cima. Harry olha e vê o visgo em cima deles com alguns cupidos voando em volta.

-Fiquei tão preocupada que esqueci de olhar pra cima! –fala com as mãos no rosto.

-Tudo bem Mione, quer dizer ta todo mundo olhando, então é melhor fazer logo isso antes que reclamem. –fala como se tivessem sido condenados à morte. Alguns sons de beija logo são ouvidos.

Harry vendo que Hermione estava além de muito corada, completamente estática e sem saber o que fazer se aproxima devagar e põe, gentilmente, uma das mãos no rosto dela, que fecha os olhos ao sentir o leve toque. O moreno então leva a outra mão a cintura dela enquanto seus rostos estão tão próximo que os narizes se tocam, e ambos sentem a respiração quente e ofegante do outro. Ela ainda está imóvel e de olhos fechados sentindo apenas a suave caricia no seu rosto, a respiração quente, e o hálito fresco de menta que vinha da boca de Harry. Ele está um pouco vacilante, mas ao vê-la passando discretamente a língua nos lábios, ele fecha os olhos e passa suavemente seus lábios nos lábios dela. Ambos sentem um arrepio e um frio na espinha, e logo a seguir pressionam devagar seus lábios um no outro, iniciando assim, um beijo carinhoso, onde no começo as bocas se tocam e se conhecem. Hermione que agora já levava uma das mãos a nuca e deixava a outra nas costas dele, entreabre levemente os lábios dando passagem à língua do moreno. No começo as línguas se tocam timidamente, e depois começam a explorar a boca do outro, mas conforme iam se acostumando e encontrando o ritmo, o beijo ia ficando mais urgente e apaixonado.

Todos que pararam olhando o casal inusitado que o visgo tinha formado, ficaram meio impacientes e descrentes no começo, depois passando a ficarem curiosos e agora estavam surpresos e assustados com a paixão que aquele beijo tímido e vacilante tinha ganhado. Era como se fossem namorados que a muito tempo não se viam, Harry bagunçava-lhe o cabelo enquanto apertava-a contra si, e Hermione puxava-o pelo nuca e pelas costas, ambos num ritmo constante e sincronizado.

O beijo acaba quando os pulmões de ambos já não suportam mais a falta de ar, fazendo-os se afastarem um pouco, mas ainda mantendo as testas juntas. Eles ficam alguns segundos de olhos ainda fechados, e quando abrem se assustam se empurrando e afastando com um tímido até mais tarde.

Algumas horas depois Harry está encostado na parede com um dos braços apoiados no balcão do bar segurando um copo de suco de abóbora e a outra mão nos lábios como se tentando descobrir o porque do gosto dela não sair dali.

-Se anima Harry! –Gina que acabara de chegar fala pra ele que desperta e a olha com o olhar meio cansado –Nem me olha assim, até a Mione ta mais animada que você hoje! –fala apontando Hermione conversando, animadamente com um rapaz de quase 1,80m, cabelos castanhos e que parecia bem forte.

-Quem é o cara? –Harry pergunta com um misto de ciúme e curiosidade, enquanto olha fixamente Hermione sorrindo pro tal sujeito.

-Acho que é Anthony Carson, do sétimo ano. –Gina fala pensativa, mas vendo Harry sair apressado na direção dos dois.

Harry chega com cara de poucos amigos e interrompe a conversa.

-Vem comigo um instante. –fala tentando disfarçar o ciúme na voz, mas lançando um olhar frio ao rapaz que retribui. Ele a leva pra um canto mais atrás.

-O que foi Harry, aconteceu alguma coisa? O que Voldemort fez? –ela fala preocupada, reconhecendo a expressão zangada dele.

-Voldemort não fez nada, ao contrario de você né! –ela o olha entre curiosa e confusa –O que você pensa que ta fazendo conversando daquele jeito, com aquele cara que você mal conhece? –fala não conseguindo disfarçar o ciúme.

-Ah, francamente Harry! Já basta o Rony bancando o irmão ciumento! Não preciso de outro, aliás, não preciso de nenhum irmão ciumento! –fala um pouco alterada e andando até o lado oposto onde estava a mesa com doces.

Harry furioso a segue e quando a alcança puxa-a pelo braço, fazendo-a girar e ficar de frente pra ele, mas nesse momento em que eles se aproximam, uma luz aparece sobre eles e uma música romântica toca.

-Ótimo Harry, muito obrigada por... –fala furiosa e olhando dele pro braço dela que ele segurava.

Antes que ela terminasse de falar ele a puxa pra um beijo que ao contrario do outro não tem nada de inocente e gentil, esse também é urgente só que cheio de paixão, desejo e também um pouco de raiva e ciúme. Harry a puxava pra si com um dos braços e com a outra mão segurava-lhe o cabelo, Hermione também o puxava pra si pela nuca com uma das mãos, e com a outra lhe tentava arranhar as costas por cima do paletó. Dessa vez ambos sentiam o corpo queimar e um impulso que eles não sabiam de onde de ter um ao outro, era um beijo ardente, intenso e selvagem, onde o moreno percebendo que o lábio inferior dela estava entre seus dentes, morde-lhe de leve, mas o suficiente pra fazê-lo sangrar. Hermione ao invés de se incomodar parece perder o pouco de controle que ainda tinha, aprofundando ainda mais o beijo.

Todo mundo que riu ao ver que novamente o casal havia ido parar em baixo de um visgo, já riam da situação, quando viram o cavalheiro tímido e gentil, puxar a CDF, certinha e igualmente tímida pra um beijo que muitos ali nunca tinham nem visto, era completamente diferente do anterior e exalava desejo, sensualidade, e uma intensidade acima do normal , mesmo pra casais apaixonados. Novamente todos se surpreenderam, mas dessa vez por ver algo realmente inesperado e que deixou muitos ali bolando planos pra ficarem em baixo de um visgo com Harry ou Hermione.

Hermione, já arranhava as costas de Harry por entre o paletó e a camisa, quando ele se afasta um pouco dela.

-Eu não sou seu irmão! –fala num sussurro ofegante e logo após saindo em direção a seu dormitório deixando uma Hermione perdida e confusa.

Hermione ainda estava no mesmo lugar tentando voltar a conseguir raciocinar, quando sente algo em sua boca e ao passar o dedo vê que seu lábio ainda sangrava indo então até o dormitório feminino.

Mais tarde, nenhum dos dois conseguia dormir ainda pensando nos beijos trocados aquela noite, e no caso de Hermione a voz rouca e grave de Harry ecoando em sua cabeça, dizendo num sussurro que ele não era seu irmão.

No dia seguinte pela manhã Rony, Harry e Gina já estavam tomando café da manhã quando Hermione aparece.

-Bom dia Rony, Gina...Harry –a morena fala o último nome bem baixo e sem encará-lo, sentando-se a frente de Rony, que estava a direita de Harry.

Todos respondem educadamente, mas só Gina nota o jeito distante de Harry e Hermione.

Com licença, gostaria de pedir um minuto da atenção de todos! –Dumbledore fala se levantando de seu lugar, todos se calam e olham-no curiosos –Gostaria de primeiramente dar os parabéns a todos os organizadores das festas das quatro casas, e de elogiar o bom comportamento de todos, o que futuramente facilitará a aceitação de um pedido pra alguma festa em algum dos salões comunais! –Todos sorriem contentes e já pensando em outra festa –Também gostaria de comunicar-lhes que a escola recebeu quatro convites para que quatro casais fossem a inauguração de um novo restaurante em Hogsmeade, será na próxima sexta-feira, e apenas convidados de alto nível estarão presentes, e aproveitando o dia dos namorados o dono cedeu esses quatro convites, pra darmos a alguns casais, mas como há muitos aqui na escola e não poderíamos escolher qualquer um, decidimos fazer isso aproveitando as festas de ontem. Mas devido a uma idéia da professora Sprout, ao invés de darmos a um casal de namorados, vamos dá-los a casais que poderão vir a namorar, -alguns muxoxos são ouvidos dos que estavam namorando, mas a de solteiros comemorou –esses casais serão escolhidos através dos visgos cedidos pra ornamentar cada salão comunal, eles gravaram a imagem de cada beijo dado sob eles e através desse visgo-mãe –mostra um visgo grande em sua mão esquerda –mostraremos os beijos mais “apaixonados” por assim dizer, sendo um casal de cada casa.

A maioria que tomou cuidado pra não passar em baixo dos visgos reclama. Ao mesmo tempo em que Dumbledore pede silêncio e com um aceno de varinha faz o visgo ficar envolto por uma luz vermelha.

-Casal da Sonserina! –fala em alto e bom som, tocando o visgo com sua varinha. A imagem de duas pessoas aparece em tamanhos real flutuando entre as mesas da Lufa-Lufa e da Corvinal, mas de modo a todo mundo ver. -Os escolhidos são Draco Malfoy e Belatriz Adams -os sonserinos aplaudem um Draco cheio de si pelo beijo que arrancou alguns suspiros de garotas das quatro mesas. -Casal da Corvinal! –o mesmo gesto é repetido e dessa vez aparece a imagem de Antonio Goldstein e Luna Lovegood, sendo que nenhum dos dois parecia à-vontade debaixo do visgo, mas depois mostrando ela sem paciência puxando-o pra um beijo que deixou todos chocados.

-Cara, não sabia que a Luna beijava tão bem! –Rony diz admirado enquanto Dumbledore anunciava o nome dos escolhidos e estes eram timidamente aplaudidos.

-Casal da Lufa-Lufa! David McGinity e Lindsey McCoy! –o casal da lufa-lufa se beijava apaixonadamente, mas na mesa ela olhava com raiva e ele com otimismo, pois ambos já haviam sido namorados, mas estavam separados há três meses.

-Só porque a nossa mesa é a última ficamos nessa agonia!

–Acha que pode ser você Gina? –Mione pergunta entre um gole e outro de suco.

-Eu caí duas vezes no visgo, mas só tive sorte com o Alex do sétimo ano! –fala sorrindo e Rony tenta disfarçar o ciúme da irmã.

-Casal da Grifinória! – dois vultos se formam –Parece que eles caíram duas vezes no visgo! –fala divertido, então os dois beijos de Harry e Hermione aparecem, fazendo os dois se engasgarem e ficarem furiosamente corados.

-Mas o que é isso! –Rony exclama entre furioso e surpreso.

-Você conhece os visgos? –Hermione fala irônica, apesar de muito sem jeito.

-Não é tanta surpresa assim, afinal aquele primeiro beijo já foi um escândalo, o segundo então, deixou as garotas locas pra ficarem debaixo do visgo com o Harry, mas vocês sumiram da festa! –Gina fala deixando seus amigos ainda mais sem jeito.

Mas Harry e Hermione, assim como todos os professores e alunos, estavam olhando fixo a hora onde, no primeiro beijo, eles começaram a ficar mais urgente, e no segundo, Harry mordia o lábio de Hermione e eles acabavam se entregando mais. Os protagonistas estavam roxos e não acreditaram que eram eles, os que já tinham visto suspiravam vendo aquilo novamente, e os que ainda não tinham visto simplesmente observavam chocados.

-Bom, o casal da Grifinória é Harry Potter e Hermione Granger, vocês deverão procurar os diretores de suas casas para maiores informações e pra pegarem os convites após o café da manhã.

Após o pronunciamento todos só comentavam sobre o último casal, enquanto estes ficaram olhando as torradas e tentando comer e beber, mas sem se encararem em nenhum momento.

N/A: Oi, essa é minha primeira shortific! Ela vai ter 2 caps, então espero que gostem! Mandem comentários dizendo o que acham.

N/A²: Tenho mais 3 fic's no ar no momento, então vou terminar de escrever o cap 2 e último, só no próximo sábado.

N/A³: Pra quem não conhece minhas fic's dêem uma olhadinha nelas que vale a pena, muito romance e ação em todas! rsrsrsrsrsrs

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2019
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.



 

 




 
                           

 


Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /nfs/c10/h06/mnt/147811/domains/fanfic.potterish.com/html/includes/cache.php on line 39