FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. A festa


Fic: Remember Why


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Remember Why – Capitulo VI – A festa

Passou se quase um mês depois da morte de Luna. Hermione entrou no caso. E uma investigação fortíssima começou.
Harry foi absolvido no mundo trouxa, mas ainda estava sendo indiciado no mundo bruxo.

20 de dezembro 10:30 PM ( Phoenix’s Garden)

Gina acordou bem disposta, coisa rara nos últimos dias, desde que descobriu que estava grávida a ruiva não teve sossego. Passou noites em claro, perdeu peso ao invés de ganhar. Harry estava muito preocupado, pois toda essa investigação estava fazendo muito mal a Gina.
Harry acordava toda manhã as 7 horas e fazia um café da manha bem caprichado e levava pra Gina na cama, e ela não comia nem a metade. Ela tomava litros de poção para enjôo e estava de licença não aparecia no Ministério nem pra visitar.
Para não deixar Gina sozinha Molly Weasley ia todo dia para Phoenix’s Garden para cuidar de sua filha grávida.
Mas nesse dia excepcionalmente Gina se sentiu incrivelmente bem, comeu tudo no café da manhã e passeou no café da manhã e passou no jardim para tomar sol. Não teve nenhum enjôo, nem dor, nem tontura, nem insônia, e sem sono excessivo.
-Tem certeza que está bem queria? – perguntou Harry antes de sair – Posso esperar sua mãe chegar.
-Oh! Não meu bem, não se atrase, já te dei trabalho suficiente por hoje – ela o olhou apreensiva - Não vou atrapalhar seu trabalho.
-Eu vou... Não se preocupe comigo é um prazer cuidar de você – ele sorriu – Fique bem e cuide de nosso bebê – disse ele beijando a testa de Gina e alisando a barriga dela.
-Eu vou cuidar – disse Gina sorrindo.
Gina foi para a sala de estar, sentou-se na poltrona que Harry comprou pra ela quando descobriu que estava grávida. Ela passava a maior parte do tempo sentada ali, ou lendo, ou descansando, ou apenas relaxando.
-Como está você hoje bebê? – perguntou Gina alisando a barriga – Esta tão calmo hoje, você gostou do banho de sol não foi?
Ela ficou comentando sei dia e cantarolando para o seu bebê, até que uma coruja entrou com um envelope dourado preso na perna.
Cara Srta Weasley,
O ministério da magia fará uma confraternização de natal para funcionários e convidados especiais. A festa será realizada no dia 22 de dezembro no salão de festas do Ministério. Este é um convite especial, e nós esperamos a sua presença.
Atenciosamente, Darkey MacRow, Ministro da Magia

-Uma festa! - gritou Gina ao terminar de ler - Vamos a nossa primeira festa bebê.
-Festa?! – exclamou a Sra. Weasley abrindo a porta.
- Não me assuste desse jeito, mãe – disse Gina encabulada.
-Que festa é essa Gina?! – perguntou ela irritada.
-Confraternização do Ministério, para o natal...
-Ah! Sim! Seu pai mencionou, mas pensei que você não podia sair – disse a Sra. Weasley preocupada.
-Estou me sentindo tão bem. Preciso de distração... – ela mordeu os lábios – Vamos ao Beco fazer compras? – perguntou docemente.
-Você tem certeza?
-Claro! – Gina sorriu.

21 de Dezembro 1:30 PM ( Beco Diagonal)

Gina experimentou várias roupas e acabou escolhendo um vestido bege, bem simples, porém que deixou ela linda.
-Você experimentou tantas roupas bonitas, por que vai levar essa tão simples? – perguntou Molly.
-Achei esse bonito, e é barato... Eu não posso esbanjar nas roupas, logo elas não darão mais em mim... – disse Gina divertida.
-Oh! Claro então vamos?
-Vamos deixe eu só... – Gina pegou sua bolsa e vasculhou-a – Oh! Eu esqueci o dinheiro...
-Não se preocupe – disse Molly – Vou em Gringotes tiro o dinheiro e você fica aqui para não perder o vestido.
-Obrigada – disse Gina sem graça.
-Ora querida, mães vão ser sempre mães – disse ela abraçando Gina carinhosamente.
Gina ficou olhando as pessoas entrarem e saírem da loja, esperando sua mãe voltar. Ela encostou-se à parede no fundo da loja olhando alguns enfeites de natal quando ouviu uma voz rouca falar:
-Olá Weasley
-Olá Malfoy. – respondeu ela olhando friamente em direção ao loiro.
-Gostaria de dizer coisas cordiais, como sinto falta de você no trabalho, mas não sinto. – disse ele encostando-se na parede ao lado dela.
-Digo o mesmo.
-Não vim discutir, já soube do seu estado.
-Uau! - exclamou Gina - E qual é o meu estado?
-De cúmplice!
-O quê?
-É. Eu estava no caso da morte dos Dursley, quando a sangue ruim me acusou! – A voz de Draco soava como um trovão.
-Oh! Você está revoltado por que agora é um suspeito também? – riu-se Gina.
-A culpa foi sua Weasley! – bradou Draco.
-É claro que a culpa foi minha. Eu matei aquelas pessoas e botei a culpa em você. – Gina sorriu.
-Não brinque comigo Weasley, não quero ser suspeito de mais uma morte.
-Desculpe – disse ela rindo baixinho – Eu realmente não deveria... – Gina olhou para Draco – Eu não sou mais uma criança. Não posso me esconder como antes.
-Você está bem? – perguntou Draco de repente – Você está pálida.
-Eu...
Gina viu tudo girar e tudo ficou preto de repente. Ela desmaiou antes de terminar a frase. Draco segurou a ruiva antes que ela caísse e levou-a para o St. Mungos.

21 de dezembro 5:15 PM (St. Mungos)

Gina acordou atordoada, Draco Malfoy estava ao seu lado.
-Onde eu estou?
-Você está no St. Mungos, logo estará indo pra casa, querida – disse Molly segurando a mão da filha.
- Onde o Harry está?
-Está a caminho.
O silencio pairou no quarto. Molly olhava para Gina preocupada, Gina olhava intrigada para Draco e ele retribuía o olhar.
-Posso conversar com ela a sós? – perguntou Malfoy calmamente a Molly.
-Claro – respondeu ela sorrindo – E mais uma vez obrigada.
Ela se retirou silenciosamente do aposento, e assim que a porta se fechou atrás dela Draco disse:
-Me desculpe...
-O que você...
-Você desmaiou, eu não ia deixar você lá. – Disse Draco interrompendo Gina e respondendo sua pergunta inacabada – Eu te trouxe pra cá.
-Meu bebê... Está bem? – perguntou ela passando a mão na barriga levemente.
-Está vocês estão bem. Foi apenas queda de pressão.
-Queda? – Gina estava confusa.
-Você estava sem comer o estresse tomou conta de você, ai você desmaiou.
-Obrigada – disse ela sorrindo – Se meu bebê esta bem é por sua causa.
-Eu te devia essa. – disse ele sem graça.
-Nunca imaginei que você ia salvar a minha vida.
-Eu não salvei sua vida apenas prestei socorro...
-Salvou sim. – disse Gina teimosamente.
-Nunca imaginei que você ia precisar – eles trocaram sorriso – Preciso ir agora.
-Obrigada.
Draco se retirou da enfermaria quase vazia deixando Molly, Fred, Jorge e Harry entrarem. Eles ficaram ao redor da cama dela.
-Como você está? – perguntou Harry.
-Estou bem – ela olhou pro lado para o tubo que estava ligado a sua veia – Eles estão me alimentando.
-Que susto você nos deu Gin. – disse Fred.
-Pensei que o novo Weasley não ia chegar ao mundo. – disse Jorge.
-Que coisa horrível de se dizer! – exclamou a senhora Weasley fazendo careta.
Todos riram.

22 de dezembro 10:37 PM (Ministério da Magia)

Harry e Gina chegaram no grande salão reservado para a festa. O salão estava cheio, enfeitado com visgos, luzes, árvores de natal e tudo que tinha direito.
-Que maravilha! – exclamou Gina – Não perderia isso por nada.
-Ainda acho que nós não deveríamos vir – disse Harry emburrado.
-Não vai acontecer nada, é só eu me manter bem alimentada – ela sorriu – A nós – ela corrigiu passando a mão na barriga.
Eles andaram pelo salão, conversaram com alguns grupos e sentaram em uma mesa próxima da pista de dança. A primeira hora da festa foi só conversa apresentações e na segunda as pessoas começaram a dançar.
Gina ficou sentada apenas observando a grande festa. Harry ficou alternando entre sua namorada e um grupo do trabalho. Draco se aproveitou de umas das saídas de Harry para conversar com Gina.
-Não seria melhor você ter ficado em casa? – perguntou ele docemente.
-Me sinto bem.
-Mas uma grávida no seu estado... – começou ele.
-Malfoy eu estou bem. Desde quando você se preocupa comigo? – disse Gina em um tom cortante.
-Desde que você desmaiou do nada em meus braços – disse ele desconfotavel.
-Oh! – Gina levou a mão à boca.
-Como anda o seu guri? – perguntou ele singelamente.
-Bem.
-Que trabalhão ele dá não é?
-Um pouco...
-Mas por que tanto trabalho?
-Eu... Eu não sei... Parece que eu estou doente e perdendo forças, tem dias que estou bem e tem dias que eu estou muito mal...
-Olá – interrompeu Cho Chang
-Olá - disse Gina.
Draco não respondeu.
-Melhoras Gina – disse Cho sorrindo.
-Daqui a alguns meses eu melhoro – Gina sorriu abertamente para Draco.
-Meses é tão grave assim? Você não deveria esta em casa descansando? – perguntou Cho horrorizada.
-Oh! Talvez.
Draco riu.
-O que é tão engraçado? – Cho perguntou com um tom cortante.
-Nada – respondeu Draco no mesmo tom.
-Onde está o seu marido? – perguntou Cho maliciosamente.
Draco olhou fixamente para Cho que sorriu fingindo inocência.
-Harry? – ela perguntou confusa – Bem nós não...
-Ah! É mesmo. Desculpe a minha indelicadeza eu havia esquecido que você não tem competência para segurar um homem – disse Cho rindo alto.
-O quê?! – Gina derrubou levantando a cadeira.
-Olha queridinha – disse Cho – Nunca fui com a sua cara! E não é por você esta doentinha que eu vou te tratar bem!
-Nem eu vou com a sua! – urrou Gina.
-Não vim aqui ficar ouvindo uma cadela latir! Vim apenas falar com o Draco. – disse Cho virando as costas para Gina.
-Eu não tenho nada para falar com você –disse Draco friamente.
-Olha aqui sua vagabunda – disse Gina apontando sua varinha para Cho – Retire o que disse!
-Pobre Gina esta ficando louca! – Cho sorriu.
-Não duvide de mim você não sabe do que eu sou capaz! – rosnou Gina.
-E nem você.
Cho tirou a sua varinha virou-se rapidamente para Gina e disse silenciosamente estuperfaça, mas antes que o raio vermelho pudesse atingir Gina, Draco se jogou na frente.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.