FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

42. Refletindo e aceitando


Fic: Uma brincadeira do destino - Epilogo postado


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Mais tarde



Hermione está em sua casa. A sua mente neste momento é um turbilhão de pensamentos e emoções. Desde que ela chegou, a morena não parou de pensar na proposta de Draco e mesmo que uma grande parte dela ache isso uma loucura, outra parte diz que ele tem muita razão em seus argumentos e que pior que as coisas estão não há como ficar.



Ela sabe que não está em condições de decidir isso sozinha e que talvez seja necessário conversar com uma pessoa isenta e é por isso que ela mandou uma mensagem para Gina pedindo que viesse ao seu apartamento. Ela mesma poderia ir à casa da amiga, mas o medo de ser seguida e abordada fez com que ela pedisse para a amiga vir.



E neste momento a figura ruiva de Gina surge pela lareira – oi Mione – ela diz antes mesmo de sair – fiquei preocupada, você parecia bem nervosa.



- Na verdade eu estou – a morena diz enquanto a amiga sai e faz um feitiço para limpar as vestes – aliás, nervosa não seria bem a palavra, acho que estou mais para confusa.



- O que aconteceu – Gina fala enquanto se senta – é alguma coisa com o bebê?



- Não – Hermione diz – está tudo bem com o bebê, apesar dessa confusão toda.



- Eles ainda estão te perseguindo? – Gina pergunta preocupada – Tentaram alguma coisa?



- Não tentaram nada – Hermione suspira – mas eu e o Draco estamos tomando cuidado e raramente nos vemos e posso dizer que ele não está gostando da situação – a morena faz uma pausa – ele disse que tem um jeito de acabar com isso.



- Ótimo! – Gina sorri, mas ao ver o semblante de Hermione fica séria novamente – por que você não está animada? Se isso acabar vocês poderão retomar a vida normalmente.



- Eu sei – ela diz encarando a amiga – mas o problema é que a ideia do Draco está me atemorizando tanto quanto estas pessoas que estão tentando tirar a nossa foto – ela vê que Gina a encara curiosa – ele propôs que nós mesmos déssemos uma entrevista com fotos nossas, ele disse que isso iria acabar com a perseguição.



- Uau! – Gina diz – eu confesso que não esperava algo assim.



- Claro que você não esperava algo assim! – Hermione diz – a ideia é totalmente sem nexo, mesmo que ele tenha argumentos bons eu não consigo deixar de achar isso uma maluquice.



- E quais seriam estes argumentos? – a ruiva diz buscando toda a sua racionalidade – imagino que o Draco tenha alguns pontos bons.



- Na verdade ele tem – Hermione suspira – argumentos até convincentes, ele diz que quanto antes dermos a foto do dinheiro, mais rápido iremos ser notícia velha e mais rápido vão nos deixar em paz.



- Mas... – Gina diz esperando que a amiga coloque os seus temores



- Mas – Hermione suspira – e se não parar? E se isso apenas colocar mais lenha na fogueira? E depois tem outra coisa – ela olha para a amiga que a encara curiosa – vão fazer perguntas sobre a gente. Como ficamos juntos, vão perguntar sobre o bebê...



- Sim, vão perguntar como vocês acabaram juntos com certeza – a ruiva fala pensativa – mas acho que a respeito do bebê, vão tirar as conclusões óbvias ou vocês pretendem falar no assunto?



- Claro que não, Gina! – a morena diz escandalizada – não vamos tocar no assunto da inseminação, isso seria loucura, a história iria se complicar ainda mais, mas com certeza vão querer especular sobre o romance e não há romance algum.



- Tem certeza? – Gina olha para a amiga de forma inquiridora – pode não ter tido nada no início, mas eu te conheço Hermione. Eu conheço você bem o suficiente pra saber que de alguma forma tem algo a mais entre você e o Draco do que um bebê concebido pela tal inserimação



- Inseminação – Hermione corrige. Não que isso seja assim tão importante, mas é mais forte que ela – a palavra é inseminação.



- Que seja – a ruiva da de ombros, ela encara a amiga – eu te conheço Mione, eu sei que tem alguma coisa a mais, talvez não no início, mas alguma coisa mudou, dá pra notar no seu olhar, no seu tom de voz quando você fala dele.



Hermione olha para a amiga. Ela sabe que isso é verdade, mas nunca pensou que fosse assim tão evidente mesmo com toda a perspicácia de Gina



- Ele está diferente, Gina – ela finalmente diz – agora eu não consigo mais ver aquele sonserino arrogante da época da escola. A arrogância está lá, mas não é mais do mesmo jeito. Eu nunca pensei que diria isso, mas eu sei que o Draco vai ser um pai maravilhoso e que se eu pudesse escolher, eu o escolheria em um piscar de olhos.



- Céus! – Gina fala estupefata – você está apaixonada por ele!



- Não Gina, que ideia! – Hermione rebate – eu só acho que o Draco é um homem gentil, educado, cuidadoso e sim, eu admito, estou atraída por ele – ela baixa os olhos – muito.



- Ah Mione – Gina sorri – se isso não estar apaixonada, eu não sei o que é – ela encara a amiga – se você me perguntasse porque eu amo o Harry eu poderia dar exatamente essa mesma descrição.



É raro a sabe tudo da grifinória perder as palavras, mas é assim que Hermione fica por um instante enquanto a sua boca se abre e fecha como um peixe fora d'água.



- São coisas totalmente diferentes, Gina. Você ama o Harry pelas qualidades dele, pelo que você conhece dele além do menino que sobreviveu, por sua lealdade... O que foi? – ela para ao ver o sorriso na face da amiga.



- Nada – Gina diz sem deixar de sorrir – não vou dizer mais nada ou a gente vai continuar aqui o dia inteiro com você negando o que está óbvio, mas vamos ao que interessa, a entrevista.



- Sim - Hermione diz aliviada por deixar o outro assunto de lado – ele tem pontos bons como eu disse, mas eu sinceramente não sei, eu tenho medo disso só incentivar as pessoas a nos procurarem. Droga! – ela diz exasperada – nós não somos celebridades, isso não era pra estar acontecendo



- Falou a integrante do trio de ouro que vai ter um bebê com seu desafeto de infância, que por sinal é um dos homens mais ricos e desejados do mundo bruxo – a ruiva fala ironicamente. Ela respira fundo – falando sério agora, Hermione. Você não está totalmente errada em achar que isso pode mesmo incitar ainda mais a curiosidade das pessoas. Se formos racionais, temos realmente que pensar que isso pode acontecer.



- Então o que eu faço, Gina? – a morena pergunta desanimada – eu digo para o Draco que a ideia dele é uma loucura? Ele está tão confiante que isso vai dar certo, eu não quero começar uma discussão



- Não – Gina diz parecendo pensativa – eu tenho uma ideia, mas eu preciso que você mantenha a mente aberta.



- A última vez que eu ouvi isso foi com o Draco falando desta ideia estapafúrdia da entrevista – Hermione diz e vê que a amiga rola os olhos – mas continue.



- Digamos que a entrevista e as fotos não sejam o suficiente por um tempo – Gina diz de uma forma que lembra muito a própria Hermione quando quer explicar alguma coisa – e que algumas pessoas queiram seguir vocês para tirar fotos ou algo assim.



- Continue, eu ainda não estou entendendo – Hermione diz meio frustrada. Pra ela é difícil não entender algo.



- Pois bem – a ruiva continua – a melhor forma de acabar com isso é dar a eles toneladas do que eles querem.



- Você está mesmo querendo dizer que eu e o Draco devemos nos deixar sermos fotografados o tempo todo? – Hermione diz assim que o seu queixo volta ao normal.



- Sim – Gina diz e logo completa antes que a sua amiga lhe diga que está louca – eu sei do que eu estou falando, Mione. Esqueceu com quem eu sou casada? Esqueceu que eu tive fotógrafos intrometidos tentando entrar no local do meu casamento, querendo fotografar meus filhos quando nasceram, oferecendo galeões por uma foto da família? Isso agora diminuiu bastante e eu acho que só aconteceu porque nos simplesmente paramos de nos importar.



- Pelo que eu conheço do Harry, eu não acho que ele parou de se importar – Hermione argumenta



- Ah, ele parou – Gina sorri – é claro que ele ainda não gosta, mas não é nem de longe como era no início. Quando a gente nota que algum repórter está por perto, procuramos fazer as coisas mais banais possíveis, carregar compras, tomar sorvete, estas coisas comuns, acaba ficando desinteressante rápido. Demorou um pouco, mas ele finalmente percebeu que uma foto dele tentando azarar um repórter causa muito mais repercussão do que uma foto comprando um brinquedo para o filho, de vez em quando ele até sorri.



- Eu nunca soube disso! – Hermione diz de forma acusatória



- Ora, Mione, não é como se a gente tivesse declarado pra imprensa que a partir daquele momento iríamos ser mais acessíveis pra diminuir o interesse, não foi como se a gente tivesse se sentado e decidido assim, simplesmente aconteceu – Gina explica – eu tenho certeza que vai ser assim com você também – ela olha para a amiga – diga com sinceridade, se você não estivesse grávida ou se o pai da criança não fosse o Malfoy você iria se estressar por causa de uma simples foto?



- Não – Hermione responde depois de pensar um momento – mas o fato é que eu estou grávida e o pai é o Malfoy e nosso relacionamento não é nem de longe o que as pessoas vão pensar.



- Sim, Mione – Gina luta contra a vontade de rolar os olhos – a questão agora não é o que as pessoas vão pensar e sim o que elas querem ver. Pense nisso, ok – ela olha para o relógio – eu tenho que ir agora, o Harry ficou com as crianças, mas hoje ele precisa acompanhar um treinamento noturno de recrutas.



- Obrigada – a morena diz enquanto vê a amiga sumir pelas chamas da lareira.



Hermione senta-se e acaricia a barriga proeminente. Não falta muito tempo agora. Ela pensa e sorri ao sentir um chute. Eu vou fazer o que for preciso, bebê. Ela fala para si mesma e se prepara para encontrar Draco Malfoy...



XXXXX



Na mansão Malfoy



Draco olha para o seu uísque de fogo enquanto seus pensamentos vão para a conversa que teve com Hermione. O loiro sabia que não seria fácil, mas ele não esperava que a mãe do seu filho fosse ter uma reação tão exagerada.



Ele admite que num primeiro momento a sua ideia pode parecer uma loucura, mas se ela conseguir ver além do pânico inicial, Hermione vai perceber que é uma boa solução. Mais ainda, ela vai ver que eles não têm escolha.



Neste momento ele vê uma figura na lareira – oi Draco – Hermione diz meio incerta – eu posso sair?



- Claro – ele diz se levantando – você devia apenas me enviar uma coruja, eu iria até você.



- Isso ia ser muito demorado – Hermione diz enquanto limpa as suas vestes – eu quero resolver logo isso.



- Então você tomou uma decisão – ele diz – eu sei que pode parecer loucura, mas se você pensar bem é uma chance que temos de acabar com isso. Não vai ser tão ruim assim é só você deixar que eu falo sobre nós. Não é por nada, mas eu consigo inventar uma história de modo mais convincente... – ele fala aos tropeços



- Draco! – Hermione o interrompe. Ela respira fundo – eu pensei bem e acho que mesmo sendo uma loucura, pode dar certo.



- Você o que? – ele diz encarando-a com os olhos muito abertos – você está concordando?



- Ora, tire esse sorrisinho da face! – a morena diz mal humorada – eu estou concordando porque não aguento mais ficar sem fazer nada, mas ainda acho uma loucura.



- Tudo bem – Draco diz tentando esconder a sua animação – podemos marcar pra essa semana mesmo – ele diz pensativo – eu tive outra ideia e por favor mantenha a mente aberta.



- Lá vamos nós outra vez, eu tenho medo toda vez que você me diz pra manter a mente aberta – ela diz rolando os olhos – diga



- Eu estive pensando e cheguei à conclusão que uma entrevista com a Luna, embora vá dar brotoejas na Skeeeter não vai resolver o nosso problema, talvez até aumente a perseguição afinal todos os outros jornalistas vão querer uma foto e talvez ela ainda continue com o tão concurso.



- Então vamos cancelar? – ela pergunta sem se decidir se está aliviada ou decepcionada



- Não – o loiro sorri – não vamos cancelar o plano. Minha intenção, ao contrário, é aprimorá-lo.



- Eu sei que posso me arrepender – Hermione diz para si mesmo, ela se volta para o loiro – mas continue.



- O que eu estou pensando – Draco diz calmamente – é em ao invés de dar uma entrevista apenas para Luna, a gente poderia convocar uma coletiva – Draco conclui e prende a respiração esperando o rompante da mãe do seu filho.



Rompante este que não vem. Ao contrário, Hermione permanece quieta olhando ao longe, como se estivesse pensando em algo muito importante.



- Você não vai falar nada? Não vai dizer que eu estou maluco? – ele diz cuidadosamente.



- Eu até pensei nisso – ela diz depois de um momento – e sinceramente eu acho isso do fundo do meu coração, mas eu conversei com a Gina hoje e ela me disse coisas que me fizeram pensar.



- E o que ela disse? – o loiro pergunta curioso e esperançoso que Hermione aceite a sua ideia



- Ela disse que se a gente não se importasse com isso, as pessoas iriam perder o interesse mais cedo – Hermione encara o loiro – eu continuo achando isso uma loucura, mas a Gina sabe do que está falando, afinal ela é casada com o Harry e ninguém recebe mais atenção da imprensa que ele.



- Ah sim, o cicatriz salvador do mundo bruxo – Draco fala ironicamente e recebe um olhar furioso da mãe do seu filho – tá, parei – ele apazigua – mas devo admitir que ele sabe escolher uma mulher inteligente e se isso fez com que a imprensa deixasse eles em paz, acho que vale a pena tentar, você concorda?



- Sim, eu concordo – Hermione diz enquanto respira fundo – pode marcar a entrevista. Eu prefiro ser jogada aos lobos agora que depois que tiver o bebê



- Vai dar tudo certo – ele diz segurando a sua mão – eu prometo que vai dar tudo certo e se as coisas ficarem meio loucas por aqui, a gente sempre pode ficar um tempo no mundo trouxa até tudo se acalmar – ele sorri ao ver que ela o encara de forma intrigada – o que foi? – ele diz – eu me viro muito bem entre os trouxas, sabia? E tem umas coisas que são até legais. Agora vamos comer alguma coisa e nem adianta dizer que não quer, pelo que eu conheço dos meus elfos eles já devem ter preparado tudo o que você gosta.



- Eu ainda não entendo como eles conseguem descobrir o que eu gosto – ela diz intrigada



- Um dia você vai saber – o loiro dá um sorriso enigmático enquanto a acompanha para a sala de refeições...





Eis o capítulo, espero que tenham gostado. Pra quem queria ver a entrevista, eu prometo que no próximo ela sai. Vou tentar postar mais rápido, mas como vou viajar em alguns dias, talvez não seja possível, espero que entendam que um pobre ser humano merece férias e praia ao menos uma vez por ano.



Bjos e até o próximo


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Renata Alvarenga em 27/12/2019
Louca para ler essa entrevista... Boas férias e volte logo!
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.