FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

30. Lene fria.


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



-Eu adoro a noite! – Disse ele apenas, enquanto depositava um beijo no topo de sua cabeça e a abraçava mais forte. Lily tentava não criar esperanças nem nada com a frase dita, tentou apenas vê-la como uma frase solta, uma frase qualquer, então disse:

-Eu também. – É o único momento em que eu posso me sentir viva, completou ela em pensamento.




Capitulo 30
Lene fria.



-Sabe – começou ele enquanto sentia o cheiro doce do cabelo dela – isso me lembra um livro, chama Morto Até o Anoitecer.. se um dia tiver tempo, leia-o pois eu posso apostar que será uma experiência agradável...

-Como é? – Perguntou ela levantando a cabeça para olhá-lo nos olhos., era engraçado como mesmo de óculos ele ficava tão bonito.

-Conta a historia de uma garçonete qual podia ler pensamentos que se apaixonou por um vampiro, é bem legal, e até virou uma série e pelo que sei ela é bem fiel ao livro, até nas cenas calientes. – Disse ele sorrindo maroto, ela tinha vontade de morder ele quando ele sorria daquele jeito.

-Ta me mandando ler um livro erótico? – Perguntou ela desconfiada enquanto sorria, aquilo seria bem a cara dele.

-Não é erótico, é realista, apesar de tudo.. e é bom.. agoora.. se eu tivesse mandando você ler um livro erótico, bem.. você ficaria horrorizada.. inocente como é. – Disse ele sorrindo quase que maquiavélico, fazendo a ruiva sentiu um frio na espinha, ele era tão.. indescritível.

-Você é um pornográfico. – Disse ela fingindo estar brava enquanto corava.

-Que ultraje, você está me ofendendo ruiva! – Respondeu ele ironicamente.

-Você é chato! – Disse ela mostrando a língua para ele e fazendo uma careta.

-Então agora você está listando os meus defeitos? – Perguntou ele presunçoso, ela adorava quando ele fazia aquela cara – tinha descoberto agora que adorava.

-Você é bobo! – Continuou ela virando de costas para ele e encostando-se em seu peito enquanto ele passava os braços por sua cintura.

-Calunia! – Disse ele sorrindo.

-Você não toma banho.

-Huahauhauahua, okay Lily, você forçou agora.

-Mais é verdade.. – Disse ela defendendo sua tese com unhas e dentes, ela parecia um bebezinho dizendo isso e ele imaginou como ela deveria ser quando bebe.

-Huauahuahua, ai Lily, OK, suponhamos que seja verdade, de onde você tirou essa idéia? – Perguntou ele divertido, ela era tão estranha.

E Lily, sorrindo loucamente, o abraçou e colocou as mãos dentro do bolso traseiro de James, deixando-o levemente impressionado, então, olhando-o nos olhos e sorrindo inocentemente ela sussurrou em seu ouvido.

-Sua cueca é preta, exatamente como a de uns dias atrás. – A voz da ruiva escorria diversão, ela parecia estar rindo internamente com aquilo.

-Sabe quantas cuecas pretas eu tenho, minha flor? – Respondeu ele mordendo de leve seu queixo.

-Não.

-Nem eu, mas são muitas.. qualquer dia desses eu posso te mostrar a minha coleção..

-Ah.. isso derruba o meu argumento, apesar deu já desconfiar disso,- sabe, você é cheiroso, poréeem, eu até aceito sua proposta, contanto que você coloque elas, eu posso apreciar a sua coleção quando quiser.

-Hoje? – Perguntou ele maroto.

-Tsc tsc, hoje eu tenho um compromisso super importante e não pretendo chegar em casa antes das duas da tarde, acho que hoje não dá. – Respondeu ela seriamente, como se estivesse olhando para sua agenda.

-Duas da tarde? Onde a senhorita pensa que vai? – Perguntou ele intrigado.

-Sei lá, que você acha? – Perguntou ela despreocupada enquanto arrumava sua blusinha.

-A gente poderia ir pra um motel. – Disse ele sorrindo maroto.

-Ah claro, com certeza.

-Foi só uma sugestão. – Disse ele sorrindo enquanto se defendia dos tapas da ruiva.

-Então você tava falando sério? Seu cachorro... – Disse ela enquanto dava mais um tapa nos braços dele.

Então a ruiva começou a rir, sendo acompanhada por James.

-Estamos rindo do que exatamente? – Perguntou ele quando já não ria mais.

-Você é um aproveitador! – Disse ela marota.

-Voltamos pra lista? – Perguntou ele enquanto passava as mãos pelo cabelo.

-Fica quieto, eu to me concentrando. – Disse ela sorrindo enquanto fingia concentração.

Ele até ficou em silencio, porém começou a mordiscar o lóbulo de sua orelha, deixando a ruiva sem nenhuma concentração.

-Você consegue se concentrar com uma doida pendurada no seu pescoço mordendo a sua orelha? – Perguntou ela casualmente.

-Geralmente não.

-Sério? – Perguntou ela irônica – É, eu também não!

-Isso é ruim pra mim.. – Disse ele fazendo uma observação – Mas sabe, você é tão boazinha, não vai me negar isso vai?

-Você é manhoso!

-Isso doeu.

-Você é dramático.

-Nem tanto.

-Você beija bem! – Disse ela sorrindo.

-Muito bem. – Corrigiu ele.

-É modesto, que coisa não. – Continuou a ruiva como se ele não tivesse dito nada.

-São seus olhos.

-Ahá.. achei um ponto crucial... – Disse ela marota, enquanto virava para ele e sorria.

-O que é?

-Não vou te falar – Disse ela simplesmente.

-Por quê?

-Porque a curiosidade matou o papagaio, o gato, o camelo, o cachorro e o viado.

-Nossa, que massacre, você deveria ser presa pela ONG do Panda.

-ONG do Panda? – Perguntou ela intrigada.

-É, a que tem um panda bunitinho, você nunca viu na TV? – Perguntou ele, porém ela só prestava atenção no biquinho que ele tinha feito enquanto falava “bunitinho”.

-Ah sim, eu vi.. – Disse ela avoada.

-Bom, agora poderia me dizer o que é?

-Não – Disse ela corando enquanto enfiava o rosto em seu peito.

-Oho, é besteira.. você pensou besteira, por isso não quer me contar né? – Perguntou ele divertido.

-É claro que não! – Disse ela tirando o rosto de seu peito e o olhando irritada, pra depois colocar o rosto lá novamente.

-É sim ruiva, você não pode me enganar.

-Você é cheiroso! E não, isso não faz parte da lista, eu vou terminá-la um dia quando você não estiver me atrapalhando.
-Okay, mas eu vou querer uma cópia, vai ser bom dar umas boas risadas enquanto a leio.

-Você vai é chorar, então aí você vai virar um ser do bem e vai abraçar uma árvore.

-Você vai me transformar num ativista? – Perguntou ele enquanto distribuía beijos pelo seu rosto e a levava discretamente para longe das vistas do irmão da ruiva.

Ela sorriu maroto com a pergunta e decidiu alfinetar.

-Prefere ser o passivo? – Ela tinha mudado totalmente o rumo da conversa, parecia que esse era seu dom.

-Depende. – Disse ele rindo da cara da ruiva.

-Eca! – Soltou a ruiva enquanto imaginava coisas horrendas, uma delas era James com uma langerie rosa.

-Sabe, eu gosto quando a menina toma conta da situação.

-Espero que isso seja só com as meninas, eu imaginei coisas horrorosas agora.

-Credo! – Disse ele arrepiando, não gostava de ter sua masculinidade contestada.

-Huahuahua, você precisava ver como fica sexy de langerie rosa.

-Hãn? – Perguntou ele assustado, vasculhando a mente tentando lembrar de algum dia ter bebido o suficiente pra tal loucura.

-Nos meus pensamentos você estava de langerie rosa. – Disse ela olhando para as unhas antes de cair na gargalhada.

-Que horror! – Disse ele caindo na risada junto com ela, mas completou – Por favor, o Sirius não pode nem sonhar com isso..

-Seu segredo ta bem guardado comigo, porém não pense que eu não percebi, você me tirou da onde estávamos né? Por um acaso pretende me seqüestrar e me levar pro escuro? – Perguntou a ruiva irônica, ela mexia nos primeiros botões da camisa do moreno enquanto cogitava o quão boa era a idéia.

-Oh não, você descobriu... agora terei que reformular o plano. – Falou ele com a voz preocupada, fazendo uma grande encenação.

-Não precisa, eu posso ser boazinha e esquecer de tudo... – Disse ela sorrindo abertamente – contanto que ele realmente a seqüestrasse ela poderia esquecer até de mais coisas, se ele preferisse assim.

-Oh, fazendo assim você seria mais que boazinha, você seria uma espécie de Madre Teresa...

- E isso é ruim... – Concluiu ela.

-Ruim porque? – Perguntou ele pegando na mão da ruiva e entrelaçando-a com a dele.

-Você beijaria uma madre? Isso é pecado. –Explicou ela apertando a mão do moreno.

-Oh sim, claro, tem razão.

-Eu sempre tenho razão.

-Realmente.. – Disse ele antes de beijá-la, então outra musica começou a tocar e Lily sentiu seu estomago despencar.

-Ah não, essa musica não.. eu não agüento mais ouvir Buttons, acho que vou ficar traumatizada pra sempre. – Disse a ruiva fazendo careta, ela estava totalmente saturada da musica.

-Concordo com você..

-Sabe, essa musica é torturante e eu acho que tem um buraco negro no meu estomago, vamos ver se tem algo realmente sólido para comer? – Sugeriu Lilian enquanto passava a mão pelo estômago.

-Meu deus, depois de dividir um lanche com o Sirius você ainda ta com fome? – Perguntou ele divertido, e a ruiva corou, mais não era nada relacionado ao fato de ter comido bastante.


_______

-Quer beber alguma coisa Lene? – Perguntou Sirius, ele e a morena estavam sentados na mesa e ela não parecia muito feliz.

-Não. – Respondeu ela secamente, virando o rosto pro lado.

-Quer dançar? – Perguntou ele sorrindo, era visível que ele estava tentando agradar a menina e que ela não estava dando a mínima para isso.

-Também não! – Respondeu ela olhando para o outro lado, ele já estava ficando angustiado com a atitude da morena.

-Quer ir embora? – Ele estava preocupado, achando que a menina estava passando mal, pois essa seria a única explicação plausível para o seu repentino mal humor.

-Não, mas que saco Sirius, eu to bem.. não dá pra ver? – Soltou ela irritada, ele se calou com isso, sentindo o gosto amargo da rejeição.

-Desculpe. – Disse ele afastando-se um pouco da morena, ela estava agindo tão secamente nos últimos tempos que Sirius já não sabia mais o que fazer.

Eles ficaram em silencio, Lene bufava de cinco em cinco minutos e a cada bufada Sirius se encolhia mais, não estava entendendo o que estava acontecendo, porque ela estava tão fria desse jeito?

Passaram-se meia hora e eles não diziam uma palavra, Sirius estava pensando seriamente em tentar discutir a relação, pois aquilo estava o deixando louco, porém Lene finalmente deu sinais de vida.

A morena avistou os amigos - era James e Lilian, realmente alguém que ela queria ver, então disse.

-Vamos dançar, vem. – Ela nem olhou pra ele enquanto falava, porém o maroto sorria pensado que as coisas estavam voltando ao normal.

-Claro. – Então eles foram dançar, Lene nem olhava para Sirius, porém ele também estava distraído vendo um cara afogar as magoas em um copo de wiskhy enquanto paquerava inutilmente uma garçonete.

Mal a musica acabou e Sirius e Lene estavam do lado de Lilian e James, que pareciam realmente felizes.

-Oi pessoal! – Disse Lene sorrindo, agora ela parecia de bom humor, Sirius sorriu ao ver o sorriso da morena.

-Oi! – Responderam os outros dois, eles eram outros que sorriam de orelha a orelha.

-Ah Lily, já que vocês estão aqui, dança com o Sirius.. – Disse Lene empurrando o namorado para o lado de Lily, cujo sorriso morreu com o espanto, porém não disse nada.

Lene pegou James pelo braço e saiu de perto dos dois, ela voltou com o moreno para a mesa, então sentaram e começaram a conversar. Nesse ponto Lily já estava com o queixo no chão, porém decidiu não comentar nada, Sirius parecia levemente intrigado.

-Esquisito.

-O que? – Perguntou a ruiva encostando a cabeça no ombro do amigo.

-Ela não queira dançar, então você e o James apareceram e ela decidiu que era isso que queria, daí nem dançamos e ela já foi sentar.

-Ah Six, relaxa, ela provavelmente que saber o que eu e o James estávamos aprontando. – Disse a morena tentando relaxar o amigo, porem um gelo desceu pela sua garganta e caiu direto em seu estomago, ela teve um pressentimento ruim, porém ignorou-o e decidiu que tinha pedido toda a fome.

-Ela poderia ter chamado você. – Disse ele ainda olhando para o amigo e a namorada na mesa.

-Acho que ela vai conseguir arrancar mais detalhes com o James e bem, você queria dançar não é? –Falou ela se virando para o amigo e pegando em sua mão.

-Anh.. é. – Ele parecia realmente confuso, Lily tentou quebrar o gelo.

-Ah.. você queira dançar com ela então? Isso significa que você não quer dançar comigo né senhor Sirius Black? – Ela fingia estar brava porem tinha um sorriso nos lábios, ele finalmente tinha desviado a atenção dos dois.

-Na verdade não.. eu estava pensando em te roubar do Jay quando visse vocês. – Ele sorria conquistador agora, a ruiva ficou mais aliviada de ver que ele estava voltando ao normal.

-Mentira, você só ta falando isso pra me agradar.. sei Sirius Black, eu conheço o seu tipinho.. – Disse ela rindo da expressão do maroto, ele parecia ofendido com a expressão “tipinho”, afinal, ele era no mínimo um tipão.

-Verdade.. – tento justificar ele - eu só não te chamei pra dançar porque você sumiu com o James e a Lene parecia estar passando mal.

-Passando mal? – Agora era ela que estava concentrada na amiga.

-É.. ela não queria dançar, não queria falar, não queria beber.. na verdade.. ela nem queria eu perto dela.. acho que deve ser TPM. – Disse o menino por fim, e a expressão de Lily mudou totalmente, ela estava visivelmente lívida de raiva. – Que foi Lily? – Perguntou Sirius preocupado, a ruiva estava ficando vermelha e isso era um sinal – um mau sinal.

 Paramore - Fences


-Nada não Six.. vem.. vamos dançar – Disse ela arrumando a expressão e colocando um sorriso no rosto enquanto dançava com o moreno, era uma musica agitada, ela adorava essa musica.

Não olhe, só deixe que eles pensem
Não há outro lugar que você gostaria de estar.

Você está sempre na tela
Para que todos assistam e aprendam
Você não sabe que agora
Você não pode mais voltar atrás
Porque essa estrada é só o que você vai ter

É óbvio que você está morrendo, morrendo
É a prova viva de que a câmera está mentindo
E oh oh se solte
Porque esta é sua noite, então sorria
Porque você irá sair com estilo
Você irá sair com estilo

Se você me deixasse eu poderia
Eu mostraria a você como construir seus muros
Impor restrições
Separadas do mundo
A constante batalha que você odeia lutar
Culpa os holofotes


Ele a rodopiava enquanto eles riam, a ruiva parecia se divertir tanto quanto o moreno.

-Sim, sim, você está pedindo isso por cada vez que você respira ,apenas inspire isso – Cantou ela no ouvido do maroto para depois ser rodopiada mais uma vez, ele sentiu os cabelos da nuca arrepiarem, era diferente com a Lily, ele não tinha vontade de fazer com ela o que queria fazer com as outras, porem isso não o impedia de reagir como uma pessoa normal aos toques dela, a única diferença é que ele apenas não a queria para ele.

É, é, bem você é só um problema
Você fala tanto
Então vamos ver você fazer
Eu disse vamos ver você fazer!

É, é, bem você é só um problema
Você fala tanto
Então vamos ver você fazer
Eu disse vamos ver você fazer!


-Nós estamos totalmente fora do ritmo da musica Sirius, principalmente quando você me rodopia. – Informou a ruiva enquanto o moreno sorria, okay, talvez se ele não se sentisse como o irmão mais velho dela e não apostasse que ela e o amigo nasceram um para o outro, ele iria realmente querê-la para ele.

-Quem se importa? Seu cabelo fica lindo quando você roda, parece um leque, não.. uma cascata.. aah, eu não sei explicar.. – Disse ele simplesmente, antes de puxá-la para perto e engatá-la em mais um rodopio.

-Sirius, isso daqui já esta virando rumba, que tal sermos normais e dançar como todo mundo? – Por mais que ela dissesse isso, não parecia realmente que ela queria parar.

-Eu adoro uma rumba. – Disse ele enquanto a abraçava e a rodava para depois puxá-la de volta ainda rodando, realmente aquilo parecia ser um passo de rumba.

-Percebe-se! – Disse a ruiva dançando como ele. – Deixa eu te rodar? - Perguntou ela um segundo depois, uma idéia maluca passando pela cabeça.

-Igual eu estava te rodando? – Perguntou ele, ela afirmou então ele disse – Nem pensar, é muito gay, e eu sou muito maior que você pra te dar alguma chance de conseguir.

-Claro que não, ta pensando que? Eu tenho um metro e setenta. – Ela levantou o pescoço de uma forma esnobe quando terminou de falar, fazendo ele rir mais ainda.

-Eu tenho um e oitenta e nove Lily, eu sou bem maior que você. – Ela engoliu um comentário pervertido e apenas disse:

-Você não parece ter um e oitenta e nove. – Que grande, pensou ela.

-É que você é grande, a Lene é alta e a Dorcas e a Anna também , a Lucy então? Ela deve ter um e oitenta, por ai, por isso você não vê tanta diferença.

-Deve ser, mais eu não te imaginava tão grande assim. – Agora era ele que engolia um comentário pervertido.

-Também, olha pro seu saltinho básico, nem deve ter muita diferença entre nós agora. – Ele chegou mais perto para medir seu tamanho com o da ruiva.

-Verdade, é por isso que eu amo salto. – Concluiu a ruiva olhando para seu pé, então outra musica começou a tocar.

 Beyoncé - Baby Boy


-Conheço essa musica. – Disse Sirius ao ouvir os primeiros acordes, mas ele não conseguia se lembrar de onde.

-É, eu também , todo mundo conhece, é antigona , Baby Boy da Beyoncé. – Disse ela vendo que ele tentava lembrar o nome pela cara de concentração.

-Pelo visto você conhece bem hem. – Ele ficou aliviado em saber o nome, era angustiante tentar lembrar de algo.

-Eu fiz uma apresentação dessa musica na sétima série – a ruiva sorria abertamente agora, então disse – Acompanhe-me se puder Sirius. – A ruiva começou a dançar de forma provocativa.

-Isso é um desafio? – Ele sorria extremamente sexy agora.

-É mais que isso... – Disse a ruiva sorrindo marota, então começou a cantar junto com a letra.

-Baby Boy, você permanece na minha mente esta em minhas fantasias.. – A ruiva rebolava em um ritmo igual o da musica, então ela virou de costas pro maroto e permaneceu com a sua dança.

-Eu só consigo pensar em você, te vejo nos meus sonhos.. – Continuou Lily enquanto fazia uma adaptação da sua antiga coreografia, ela adorava a letra da musica, e apesar de fazer tempo que não ouvia ela estava clara em sua mente.

-Ruiva, todo mundo está te olhando! – Acrescentou o maroto enquanto a ruiva rebolava mais e mais, ela parecia ter gostado da atenção, então aproximou-se mais de Sirius, era mais legal dançar pertinho assim de alguém.

-Nos imagine dançando juntinhos em um canto escuro da festa, sempre fecho meus olhos. É como se não tivesse mais ninguém, somente eu e você, em nosso próprio mundo imaginário, a música é como o sol, a pista de dança se transforma no mar, isso é um verdadeiro paraíso para mim – Cantou a ruiva, ela tinha adorado essa parte da musica, só que não conseguia decidir para quem exatamente esse trecho se dirigia, se era para Sirius ou James.

____
Lene e James observavam o pequeno showzinho de Lily, a ruiva parecia realmente feliz, ela e Sirius se destacavam entre as pessoas dançando, então a morena disse:

-Eles fazem um belo casal, não? – James tentou ignorar o modo como Lene tinha dito aquilo, ela parecia estranha.

-Ela é fabulosa. – Ele disse apenas isso, não estava enciumado pelo fato da ruiva estar dançando com seu melhor amigo, ele estava é feliz de vê-la tão bem, porém não deixou de notar o tom de voz de Lene, era como se ela nem se importasse com isso, como se Sirius não fosse seu namorado.

_______

-O James ta olhando, acho que ele vai querer me decapitar depois! – Disse Sirius para a ruiva, e Sirius não parecia estar brincando.

-Serio? – Ual, isso era melhor do que ela esperava.

-Aham.

-Isso é melhor do que eu pensava.. – Reproduziu ela, seria bom ele ter o troco.

-É bom eu seu decapitado? – Perguntou o maroto falsamente assustado.

-Não.. ele estar olhando.. bem, acho que está na hora de dar um troco, ninguém mandou ele conversar com aquelas barangas..

-Como assim? – Isso é melhor que novela mexicana, pensou Sirius enquanto sorria para a ruiva.

-Seja bonzinho Six, coopere comigo. – Coopere com meus planos malignos, pensou ela diabolicamente, sentindo-se pro um minuto uma vilã de algum filme barato.

-Okay, como posso ajudar? – Perguntou ele se sentindo idiota pela pergunta.

-Coloca a mão na minha cintura. – Um brilho estranho passou pelos olhos da ruiva, a sobrancelha de Sirius levantou levemente.

-Hãn? – Perguntou maroto sem entender o porque daquilo.

-Vai Sirius, seja bonzinho, eu poderia pedir pra você colocar a mão na minha bunda. – Okay, agora ele realmente estava assustado.

-Ruiva você está brincando com fogo. – Disse Sirius colocando a mão na cintura dela antes de dá-la a chance de pedir algo mais.

-Como se ele fosse fazer alguma coisa. – Disse ela, então pediu – Segure firme! – E o moreno obedeceu, porém continuou.

-Eu não estava falando dele. – Ele estava tentando manter a voz uniforme, mas ela saiu levemente rouca.

-Então o perigo é você? – Perguntou ela marota, mordendo o canto dos lábios.

-Provavelmente sim. – Ele decidiu assustá-la um pouco, então sua voz saiu totalmente rouca, e era geralmente assim que ele falava quando ia conquistar a próxima vitima, como James insistia em dizer.

-Como se você fosse fazer algo... – Disse ela sem medir as palavras, ele sorriu ao ver que não afetava ela como as outras.

-Você confia demais no meu auto-controle ruiva. – Ele tinha parado de tentar ser sexy, ela não se alterava mais com isso, ela parecia ficar mais intimidada quando ele falava sério.

-É claro, se eu não confiar em você vou confiar em quem? – Disse ela marotamente, então ele percebeu que tinha mais coisa vindo, ela sempre sorria torto quando queria algo.

-E.. – Incentivou ele, era melhor saber tudo de uma vez.

-E eu vou virar e vou dançar até o chão..

-E... – Continuou ele, sabia que o piro ainda estava por vir.

-E você vai ficar ai paradinho enquanto eu faço isso. – Concluiu ela sorrindo abertamente.

-Ah entendi, você vai em usar de apoio. – Ele tentou parecer sério.

-Eu disse quietinho, Sirius! – Disse ela colocando o dedo sobre a boca e virando-se de costas para o moreno, encostando em seu peito. - preparado? – Perguntou ela, mas nem esperou resposta.

Então a ruiva fez o que o maroto havia dito, ela olhava James nos olhos enquanto o fazia e viu a cara do maroto, ela iria rir dele quando eles se falassem depois.

- James vai cortar minha mão fora depois disso ruiva, e se eu der sorte ele vai cortar o meu pescoço junto, se é que me entende. – Ele tentou não parecer grosseiro, porém ela apenas riu do que ele disse.

-Eu não vou deixar ele fazer maldades com você. – Disse a ruiva piscando para o moreno, então eles mudaram de assunto, ele não queria pensar no quão irritado a amigo estaria.

Sirius ria muito com a ruiva, mas Lily percebia que ele olhava para Lene de minuto em minuto, ele deveria estar realmente preocupado com ela.

-Vocês brigaram? – Perguntou Lily abruptamente, eles estavam falando de filmes antes da pergunta esquisita da ruiva.

-Não, estamos bem, sabe, ela ficou fria só depois de ontem, antes estava tudo normal, por isso eu acho que é TPM.

-É, você ta certo, ela ta na época de estar de TPM mesmo. – Tentou tranqüilizar Lily, porém ela estava se chutando por dentro por ter que mentir para o amigo, ela sabia que aquilo não era TPM coisa nenhuma, pois, Lene raramente ficava de TPM e ela conhecia os ciclos da amiga melhor que os seus, então decididamente outra coisa havia acontecido.

Lily e Sirius continuaram conversando, só que Lily viu a deixa que estava precisando, Lene tinha acabado de ir para o bar, então a ruiva decidiu ir falar com a amiga.

-Hey, eu vou ir beber alguma coisa, vai lá falar com James, com sorte você convence ele de que eu te forcei a tudo. – Disse ela marota enquanto se dirigia em direção à amiga.

Lily rapidamente chegou por trás de Lene e disse:

-O que foi aquilo?

-Aquilo o que? – Perguntou a morena virando para olhar a amiga.

-Você me jogar para cima do Sirius sem mais nem menos. – Acusou Lily.

-Eu não sei do que está falando Lily. – Disse Lene dissimuladamente.

-Não sabe? Pois eu vou te dizer.. se você pensa que vai fazer o que quiser com o Sirius e depois deixá-lo do jeito como ele está agora, você está muito enganada, apesar de ser tanto amiga sua quanto dele, eu não vou deixar você fazê-lo de idiota e muito menos deixar você jogar ele pra cima de outra garota. Sabe, eu não sei o que está pensando Lene, mas acho bom você tirar qualquer idéia maluca que esteja passando pela sua cabeça, para o seu próprio bem, porque com certeza você vai se arrepender disso depois. – Disse a ruiva, então virou as costas e saiu de perto de Lene, deixando-a envergonhada e com remorso.

Lily rapidamente chegou perto de James e Sirius então disse:

-Vamos dançar Sirius! – Ela não olhou para ninguém ao dizer isso.

_______________

N/ª Gentee.. ta ai mais um cap. E quase que ele não sai hem.. ta chovendo loucamente aqui e eu entrei na net só pra mandar pra beta porque o negocio ta feio aqui..
Eu queria muito responder todos os recados mais não deu tempo ¬¬’ só que eu já tinha lido todos e ameei eles *-* e nhaain! Tenho tantas leitoras novas.. isso é tão boom.. aihsiuasiahsi
Bom amoures.. é isso.. esse cap. Ficou esquisito eu nem revisei ele nem nada.. mandei direto pra beta e ela acabou onde ao era pra acabar.. desculpem qualquer coisa.. acho que ele está meio confuso.. mais espero arrumar algumas coisas no próximo cap.
Aah.. só pra constar... FELIZ ANIVERSÁÁÁRIO JESSICA! .. ashaishuas.. é isso gente.. beeeijos.


Tchaaaau:**

N/b-Oie gente...fikei tão triste por ontem que decidir pegar o meu descanso depois do almoço para tentar betar esse cap e posta-lo,graças a deus eu pedia para uma amiga minha abrir o anexo e me mandar no corpo do e-mail,ai eu conseguir betar e postar ele...mas jah toh indo pq eu tenho muita coisa para fazer...jah que estou a menos de um mês para o meu vestibular...desculpem qualquer coisa e qualquer errinho jah sabem de quem eh a culpa(minha)...Amei o cap..
Beijoo
Lethicya Black







~

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.