FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. A Carta, o Professor e a Poção


Fic: Trio de Ouro e a Nova Profecia


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A:Eba! Pra recompeçar o grande atraso da ultima vez, trago um novo capítulo bem rapido para vocês agora.
Este foi o primeiro capítulo que eu fiz e gostei, espero que gostem tambem.
Responderei os comentarios no Final. 
Eu não tive tempo de revisarr, então peço a vocês que se acharem algum erro me avise nos comentários. 
-----------------------------------------------------------------------------------
Ainda eram apenas 5:00 horas da manhã e Hermione já se encontrava acordada, a empolgação pelo primeiro dia de aula não a deixava dormir tranquilamente. A garota estava encostada na cama lendo um livro sobre DCAT, era estranho perceber que ela já tinha vivenciando várias situações descritas naquele livro, um vez que ao sair em busca das horcrux junto com Harry e Ron os três tiveram um contanto direto com os terrores da magia negra.


Hermione ouve algo bater na janela e corre em vai em direção a ela, o emissor do barulho era uma estranha coruja grande e cinza, ela bicava descontroladamente a janela e trazia em seus pés um envelope amarelado e longo, Hermione abriu a janela e deixou a coruja entrar, está deixou a garota retirar o envelope e logo em seguida voou em direção a janela novamente.


Dentro do envelope havia um pequeno pedaço de papel dobrado e sujo que exalava cheio de cinzas, assim que Hermione desdobrou o papel ela pode ver escrito em letras minúsculas e que brilhavam vermelho as palavras: “Se pensas que estão seguros, comece a duvidar de seus pensamentos”. A primeira sensação que Hermione sentiu após ler foi medo, mas este logo foi suplantado pela dúvida: “Quem teria escrito esse bilhete?”, “Será que foi apenas uma brincadeira.” Embora ela quisesse realmente considerar a opção de ser apenas uma brincadeira idiota, a sua experiência com perigos já havia a deixado alerta.


-Hermione? – Disse uma voz sonolenta. – O que houve? Porque já está fora da cama?


-Nada Gina. – A garota respondeu. – Volte a dormir, eu apenas perdi o sono.


Gina obedeceu prontamente e voltou a dormir, enquanto Hermione se enchia novamente de dúvidas e preocupação, decidiu que iria investigar esse bilhete após as aulas do dia e que não iria contar nada a Harry e nem Ron, não queria preocupar os dois com algo que talvez não passasse de idiotices. Ela guardou o bilhete dentro do livro e se deitou na cama, nem percebeu quando o sono a pegou e enfim dormiu.


*


-Karl Wethan. – O Homem gritou para o espelho, estava em Hogwarts, na sua sala de professor.


Apenas alguns segundos se passaram e Jean viu o rosto de seu mestre surgir no espelho.


-Caro Jean, ótimo que me contatou estava ansioso para saber das informações. – O homem disse com sua voz fria e horripilante.


-Não ocorreu nada de interessante senhor. – Jean falou.


-Você esteve observando o trio? – O outro quis saber.


-Sim mestre eu os observei. – Jean respondeu. – A princípio me parecem ser adolescentes normais que não devem ser temidos e não causarem preocupação.


-Não seja tolo Jean. – O homem gritou com raiva. – Estou começando a duvidar que você seja o principal indicado para essa missão. Como não pode perceber que estes garotos são diferentes, eles possuem grande experiência com magia negra, e sabem realizar feitiços que muito bruxos jamais sonharam em conjurar. E ainda a sangue-ruim do trio possui uma grande perspicácia e uma inteligência, que mesmo desgostoso devo admitir, que é formidável. Viu como eles são sim motivos de preocupação.


-Sim mestre, perdão. – Jean exclamou com a voz fraca. – Realmente eu fui tolo, prestarei mais atenção nos três daqui pra frente.


-Assim espero. – O outro retrucou. – Agora ouça bem, vou lhe dizer qual será sua primeira missão em Hogwarts. Uma fonte fiável me confidenciou que Dumbledore escreveu um livro contendo todas as magias, equipamentos e poções que ele próprio inventou, esse livro deve estar escondido em algum lugar da diretoria. Então sua missão é infiltrar-se na direção e procurar por esse livro. Não fracasse Jean, este livro é muito importante, Dumbledore era um magnifico bruxo e com certeza ele inventou coisas bastantes interessante que me ajudarão muito.


-Sim mestre. – Jean disse. – Eu não fracassarei, encontrarei o livro de Dumbledore.


-Eu espero sinceramente que encontre mesmo, para seu próprio bem. – O homem disse e logo após seu rosto desapareceu do espelho.


*


Hermione acordou lentamente ela estava com muita preguiça e agora se arrependia de ter ido dormir tarde, retirou o livro que estava sobre seu peito e se levantou da cama. Estava sozinha, pelo visto todas as suas colegas já tinha descido. Ela se arrumou rapidamente e foi em direção ao salão comunal, onde encontrou um Harry com uma expressão de muita preguiça também, ele ao vê-la sorriu.


-Bom dia minha linda. –Falou Harry sorrindo para amiga.


-Bom dia meu gatinho. – Hermione retrucou sorrindo também. – Não vai me dar meu beijo de bom dia.


-Olha Mione! Não me provoque. – O garoto disse se aproximando dela e a fazendo corar. – Ou eu posso perder o controle e te beijar de verdade.


-É? Então me beije. – Ela o desafiou.


Harry se aproximou mais ainda dela, levou a mão em direção ao seu rosto e foi diminuído a distância entre eles, Hermione ficou estática ela se sentia a beira de um colapso nervoso. A distância entre os dois agora era mínima, e quando Harry moveu os lábios em direção a ela Hermione quase desmaiou, mas o garoto apenas depositou um leve beijo nas bochechas da amiga.


-Eu não te avisei. – Ele disse rindo.


-Harry você realmente beija muito bem. – Hermione falou assim que recobrou a consciência. Ela e o amigo caíram na gargalhada. - Cadê o Ron?


-Ele já foi há muito tempo. – Harry respondeu. – Disse que queria ver se encontrava aquela garota a tal de Claire.


-Eu realmente não gostei daquela garota. – Hermione disse.


Harry ficou cabisbaixo, parecia que havia ficado triste.


-O que foi Harry? Porque ficou triste de repente? – Hermione quis saber.


-Eu não estou triste. – O garoto respondeu, abrindo um sorriso que não convenceu Hermione. – Mas você parece que está com ciúme do Ron com essa garota.


-Ah Harry não inventa coisas, eu realmente já não sinto mais nada além de amor de irmão pelo Ron, mas essa garota me dá uma sensação muito estranha.


-Ora, ora veja só se não é Hermione Granger a garota cética dizendo que é sensitiva.


-Harry seu bobo. – Hermione gritou dando um leve soco no braço do amigo. – Eu não disse que sou sensitiva, você sabe que eu não acredito nessas besteiras, mas essa Claire realmente não me desce.


-Tá entendi. – Harry falou. – Mas agora deixa isso pra lá e vamos logo tomar café.


-É verdade, eu não quero chegar atrasada ainda mais porque é aula do novo professor de poções. - Disse Hermione.


-Então vamos. – Exclamou Harry puxando Hermione pela mão.


Harry e Hermione chegaram ao salão principal, ele estava realmente muito mais cheio de alunos do que nos anos anteriores. Os dois começaram a andar em direção ao lugar onde Ron se encontrava sentado, mas foram pararam no meio do caminho, pois começaram a ouvir uma salva de palmas e assovios. Hermione não entendeu o motivo até olhar em direção a sua mão e perceber que esta estava enlaçada a de Harry, a garota corou violentamente e para esconder a sua vergonha ela escondeu o rosto no pescoço de Harry que continuava estáticos, mas ao fazer isso as palmas e assovios se intensificaram. Harry enfim liberto do seu choque puxou a garota pela mão até onde Ron estava.


-Que povo idiota. – Harry gritou enquanto se sentava ao lado de Ron.


-Vocês esperavam o que? – Ron indagou. – Com todo esse boato sobre vocês dois, e ainda chegam aqui de mãos dadas. Não podiam dar menos bandeira?


-Cala boca Ronald. – Hermione retrucou. – Você sabe muito bem que eu e Harry não temos nada.


-É eu sei. – Ron falou. – Mas o resto da escola não sabe.



Nem Hermione e nem Harry responderam, eles sabiam que na verdade todos sempre acreditaram que eles iriam namorar, e chegar de mãos dadas em pleno salão principal lotado não ajudava nem um pouco a desmentir essa crença.



 Harry, Ron e Hermione terminaram de comer rapidamente e correram em direção a sala de aula, mas mesmo assim chegaram atrasados, pois o professor Durans já havia começado a dar sua aula.


-Desculpe professor Durans. – Hermione disse. – Nós tivemos alguns problemas e por isso nos atrasamos.


-É claro o poderoso trio de ouro não deixa de ter problemas. – Zombou Draco Malfoy que estava sentado junto a Blazer no canto da sala.


-Sr. Malfoy, acho melhor você guardar suas piadinhas incovenientes para depois da aula. – O professor falou se virando para o loiro, e depois acrescentou para o trio. – Tudo bem podem entrar, mas que isso não vire costume.


-Tudo bem professor. – Harry falou.


Os três se dirigiram a primeira mesa da fila esquerda e Hermione sentou no meio de Harry e Ron.


-Como eu ia dizendo á turma. – O professor começou e logo depois acrescentou. – Começaremos o ano estudando uma das mais complicadas poções de ser preparada, a poção polissuco. Alguém pode me dizer para que serve?


 A mão de Hermione voou para cima de forma mecânica, Harry e Ron abafaram uma gargalhada, eles sentiam falta da mão bem treinada de Hermione.


-Com a palavra a Srta. Granger. - O professor falou sorrindo amigavelmente para a garota.


-Obrigado professor. –Hermione disse. – A poção polissuco quando preparada de modo correto transforma quem a bebe em uma perfeita réplica de uma pessoa pré- determinada. Algum pedaço dessa pessoa deve ser acrescentado a poção.


-Perfeito Srta. Granger. – O professor disse sorrindo mais uma vez para garota. – Dez pontos para Grifinória. Como a senhorita Granger bem explicou a poção polissuco pode nos transformar fisicamente em outra pessoa, o preparo desta poção é proibido para alunos, mas eu consegui um aval com o ministério para deixar vocês a prepararem como forma de estudo. Como já estão sentados em trio, podem faze-la com os colegas que estão sentados com vocês. Quem sabe quanto tempo ela demora para estar pronta?


A mão de Hermione se suspendeu novamente em uma velocidade desconcertante.


-Um mês professor. – Ela respondeu.


-Muito bem Srta. Granger. Mais dez pontos para Grifinória. – O professor disse enquanto pegava alguns livros muito grossos de cima da sua mesa. – Eu vou distribuir um livro para cada trio, nesse livro tem os ingredientes e o modo de preparo da poção, entregarei um para cada trio. Vocês terão exatamente o prazo de um mês para me devolverem o livro e trazerem a poção pronta.


-Isso vai ser moleza. – Ron cochichou para os amigos. – Mione você já fez essa poção quando tinha apenas 12 anos, com certeza consegue fazer novamente.


-Mas dessa vez eu não irei fazer sozinha Ronald. – Hermione retorquiu.


-Mas Mione se você já sabe fazer qual o problema? - Harry quis saber.


-O problema é que a poção é para ser preparada de trio. – Ela respondeu.


-Ah meu amor! será que você não pode fazer isso pelo seu namorado? – Harry perguntou sorrindo para garota.


-Não meu bebê eu não posso. – A garota retrucou também sorrindo.


-Nem se eu te der um cheiro? – Harry quis saber.


-Ah, eu não posso resistir a essa proposta.


Harry então levou seu rosto em direção ao pescoço de Hermione, os dois pareciam ter esquecido que estavam em meio a uma sala cheia de alunos. Quando Hermione sentiu a respiração de Harry ir de encontro a seu pescoço, toda sua pele se arrepiou involuntariamente, seu coração entrou em descompasso e sua respiração se tornou totalmente irregular.


-Hem, Hem. – O professor pigarreou alto olhando em direção a Harry e Hermione, os dois então se separaram completamente desconcertados, toda sala olhava para eles. – Os dois estão muito ocupados.


-Não professor me desculpe. – Hermione disse envergonhada.


-Ai o amor é lindo. – Lilá gritou alto e ao receber um olhar mortal de Hermione, se recolheu na cadeira.


-Pois bem como eu ia dizendo. – O professor falou. –Quem ousar usar esta poção de modo impróprio será expulso do colégio.


Hermione virou-se para o lado onde Ron estava esperando alguma piadinha do amiga sobre o que havia acabado de acontecer, mas ele parecia nem ter visto o que aconteceu, pois seus olhos estavam vidrados em outro canto da sala onde estava sentada Claire Walker, esta sorria largamente para o garoto, um sorriso lindo e ingênuo.


-Ron! Ron! Ei Ronald volta pra vida. – Hermione disse enquanto balançava o amigo.


-Han? O que houve? – O garoto perguntou desconcertado.


-Você está dando muita bandeira cara. – Harry entrou na conversa. – Desse jeito vai acabar assustando a garota.


-Você acha? – Ele perguntou e Harry confirmou com a cabeça.


-Já eu acho que você nem deveria dar atenção a essa garota. – Hermione exclamou. – Ela não me parece ser boa pessoa.


-Com ciúmes de mim Mione? – O garota perguntou sorrindo de modo convencido.


-Nem morta Ronald. – A garota retrucou.


-A aula acabou. -Anunciou o professor. – Podem se retirar.


A multidão de alunos começou a sair da sala, eles tinham que correr, pois agora teriam aula com o também novo professor de DCAT, e a sala dele ficava algumas escadaria acima.


Hermione se levantou e retirou o livro de DCAT que estava dentro de sua mochila, e desprevenidamente o bilhete que ela havia recebido mais cedo caiu de dentro do livro, e Harry foi mais rápido que ela e agarrou o bilhete do chão e rapidamente o leu.


-Quem te mandou isso Mione? – O garoto perguntou olhando de modo curioso para a amiga.
----------------------------------------------------------------------------------
N/A:
Stehcec:Ah, você denovo, é tão bom poder contar com você pra ler minha Fic, Obrigada mesmo. Ainda bem que você entendeu meus motivos, fazer TCC é realmente cansativo. E ai você já tem alguma ideia de qual dos dois professores é o espião infiltrado? Que bom que você gostou do capítulo espero que esse tambem te agrade. Eu garanto a você que quando as aventuras deles realmente começarem vai ser muito legal. Olha eu não sei o que esses dois tão esperando pra admitir que se amam, porque isso já tá mais que evidente né? mas eu acho que em breve eles admitem, assim eu espero. Bjs!

Hermione-Love-Granger: Ai que bom que você tambem continua lendo e comentado a Fic, obrigada. Obrigada tambem por me perdoar, eu prometo que vou tentar ao maximo não demorou tanto navamente. Olha eu ainda não sei se o Ron vai se apaixonar por ela, o que você acha? Bjs.

Luna Good Love Weasley: Que bom que você gostou tanto assim, minha intenção realmente era deixar vocês curiosos.Bjs.

Luiz Eduardo Melo: Ah, faz tempo que você não comentava né?  Você não sabe o quanto seu coemntario me deixou feliz, é otimo saber que tem gente que acha que você escreve bem, muito obrigada. E você tem alguma ideia de qual dos dois é o vilão? Um abraço!

N/A: Pessoal eu queria fazer um pedido desesperado de uma autora kkk, por favor vocês que leem me ajudem a divulgar a Fic eu agradeceria muito. Bjs, e até o proximo capítulo. 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MioneandHarry em 29/05/2014

Ai capitulo excelente.
Estou curiosa sobre a historia da Claire, conte mais sobre ela por favor.
Bjs, linda!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Luiz Eduardo Melo em 29/05/2014

Realmente fazia tempo que eu não comentava, mas na verdade fazia tempo que eu nem entrava na FeB.
Gostei bastante do capítulo, essa carta me deixo curioso, eu tenho uma certa ideia de quem a mandou.
Ainda não sei qual dos dois é o vilão, mas estou ansioso para descobrir.
Abraço! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Stehcec em 28/05/2014

Ola
pode ter certeza q continuarei até o fim com você.
ainda não sei quem é o vilão e estou curiosissima. Esperar pra ver se o próximo cap revela.
E como vc pediu, encontrei muitos erros na fic, mas são muitos, não dá pra colocar aqui. É bom vc reler q não dá pra comentar. 
Cap muito bom, ótimo ver esse prof meio q tirando o Draco. Apesar q isso meio q mostra q pode ser ele o vilão, pois se finge de bonzinho de fachada.
É aguardar. Acho q demora mais uns 2 cap ainda pra esses dois se assumirem logo.

P.S. estava esperando atualização só no final de semana. Fiquei feliz de ver q atualizou 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mateus Guilheme em 26/05/2014

Eba, primeiro a comentar.
Capitulo muito bom, parabens. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.