FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. "Blame not to blame" ou "De vo


Fic: Sweet Revenge - Não temos nada a perder!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

As quatro seguiram Midori e Dorothy indo para a parte de trás do castelo e, depois de passar por dentro de um arbusto gigante, elas finalmente chegaram.
- Nossa! - Loren exclamou olhando o local. Elas estavam em uma espécie de jardim misturado com uma sala de estar. Com várias flores e árvores que, de tão altas e cheias, criavam um muro fazendo uma espécie de caverna.
- Então... - Carly começou, se escorando em uma das árvores. - O que vocês - ela apontou para Robin, Rock e Loren - têm a dizer? - as três entreolharam-se e começaram a explicar.
- Pensa bem! Todas essas coisas, todos esses anos, fazendo com que nos odiássemos e não fizemos, realmente, nenhuma delas.
- É, mas então como... - Carly se hesitou. - EU NÃO ACREDITO! - ela deu um tapa na árvore, nervosa. - Vocês estão me dizendo que James, meu irmão, Wallace, Joey e Danny...
- Sim. Foram eles esse tempo todo. - Loren começou.
- Nos manipulando, aprontando conosco. - Rock continuou.
- Nos fazendo achar que devíamos nos odiar e nos atacar quando quem estavam se "divertindo", na verdade, eram eles. - Robin completou.
- Caramba! - Midori exclamou. - Eles são piores do que eu me lembrava.
- Pois é, Ojean. Mas isso já deu o que tinha que dar. - Loren passou a mão pelos cabelos.
- Concordo. - Carly respondeu seca. - Meninas eu realmente sinto muito por tudo que eu já disse ou fiz. Eu sei que não foram vocês quem criaram essa situação, mas eu não fazia ideia antes.
- Não precisa se desculpar, Malfoy. - Robbie sorriu - Eles precisam.
- Detesto interromper o momento "odeio macho" de vocês, mas falar com eles não adianta em nada. - Dothy revirou os olhos. Loren, Robbie, Carly e Rock bufaram.
- Olha, você não entende... - Rock começou.
- Ah, ela entende. - Midori interrompeu recebendo uma cotovelada de Dorothy.
- O que aconteceu? - Carly perguntou, curiosa.
- Seu irmão aconteceu. - Dorothy desabafou. Não era típico dela confiar assim, mas algo a fez acreditar que, naquele momento, isso já não importava.
- Thomas?
- Sim.
- Você gosta do meu irmão? - perguntou chocada.
- Não! Há algum tempo atrás eu comecei a receber cartas na biblioteca. Fui respondendo e quando a Midori descobriu, ela ficou curiosa pra saber quem era e eu também. Eu passei a noite na biblioteca, esperando. - ela olhou pra baixo, irritada - Foi quando eu vi seu irmão lá, e eu percebi que era tudo uma piada. - Dorothy escorou-se na árvore e foi deslizando até cair sentada ao chão.
- Malfoy? - Robbie olhou significativa pra Carly.
- É possível... Meu irmão consegue ser bem idiota às vezes. - Carly olhou a ruiva sem graça, se juntando Dorothy. As quatro suspiraram, cansadas. Logo, todas estavam sentadas, conversando, desabafando todas as dores dos últimos anos como se tirassem um hipogrifo das costas. Riam, choravam. E, algumas horas depois, lá estavam. Seis garotas, completamente diferentes, com vestidos de baile amassados, cabelos bagunçados e maquiagens borradas,aos poucos,se tornando seis amigas.
- Então parece que somos seis otárias no final das contas. - Rock riu frouxo.
- É... - Robbie concordou, fazendo o mesmo.
- Não! Não somos! - Midori se levantou rapidamente, assustando as outras. - Vamos simplesmente ficar sentadas reclamando? E daí que eu fui - ela hesitou - objeto de aposta, - continuou - a Malfoy foi feita de idiota pelos dois caras que ela já se importou, a Dothy foi motivo de piada, a Lupin foi traída, a Weasley foi perseguida por um tarado (que na verdade um gato) e a Potter tem uma paixão óbvia não correspondida?
- Ai. - Loren respondeu fingindo enfiar uma faca na barriga.
- Onde você quer chegar, Ojean? - Rock ergueu uma sobrancelha.
- Se tem uma coisa que eu aprendi em Beauxbatons é que somos melhores do que aparentamos. - respondeu confiante. As cinco a olharam confusas. Midori revirou os olhos. - Eu tô dizendo que nós também sabemos brincar! Podemos devolver no mesmo galeão!
- Tá... Eu acho que sei onde você quer chegar! - Loren se levantou pensativa. Fez-se um silncio enquanto Loren andava de um lado para o outro.
- O que ela... - Dothy começou.
- Não fala, só deixa acontecer. - Robbie riu lembrando dessa mesma cena vista tantas vezes quando eram crianças.
- Meninas! - a ruiva exclamou, parando de andar. Sorriu marota. - Eu já sei como chegar lá.
~~~~
No dia seguinte, Midori, Carly, Dorothy e Robbie se encontraram na biblioteca e já era quase duas da manhã.
- Elas estão atrasadas. - Carly reclamava, as quatro escondidas atras de um grande sofá preto no canto empoeirado da biblioteca, espiando por cima do mesmo, o lugar vazio e mal iluminado.
- Oi, gente. - uma voz sussurrou, fazendo Carly cair pra trás.
- Droga! - Carly exclamou esparramada no chão.
- Quem falou isso? - Midori olhou em volta.
- Eu disse. - Loren saiu de baixo da capa de invisibilidade.
- Pensei que a capa fosse do seu irmão. - Carly comentou se levantando e arrumando as vestes.
- Digamos apenas que ele "perdeu". - ela riu.
- O que vocês fazem aqui a essa hora? - a monitora da Sonserina Emilia Berthworck, do último ano, loira e bem alta, surpreendeu as cinco.
- Ah... E-eu... - Loren gaguejava, surpresa. Mas a monitora começou a rir se transformando na boa e velha imagem conhecida da Rock: cabelos castanhos, olhos grandes e pele clara.
- Te peguei, Potter. - ela piscou pra ruiva que lançou um olhar de reprovação na morena mas logo em seguida sorriu, aliviada. As seis entreolharam-se.
- Potter, eu não sei, não. - Dottie desviou o olhar.
- Cormich, esse é o único jeito. Confia em mim. - ela sorriu colocando a mão no ombro da garota.
- Trouxe a carta? - Robbie perguntou e Dothy afirmou com a cabeça.
- Sim, mas eu acho que ele nem deve vir. Quer dizer, isso é ridículo. Não é possível que ele insista nessa ideia! Já faz dias que eu...
- Amiga, olha. - Midori sussurrou olhando, do outro lado da biblioteca, a porta se abrindo.
- Rápido, a carta! - Loren sussurrou para Dorothy que puxou um envelope selado das vestes e entregou para ela. - Wingardium leviosa! - cochichou o feitiço, levitando a carta até ela se encaixar sobre os livros da seção trouxa, na última estante, perto delas. - Se abaixem. - todas se esconderam atrás do sofá, enquanto o loiro caminhava entre as estantes, parando, surpreso, ao avistar a carta. Dorothy prendeu a respiração olhando a cena. Ela pegara a carta. A luz estava fraca, mas percebia-se que ele sorria. Diferente de todas as outras vezes, ele não leu a carta ali mesmo. Não. Ele guardou a carta no bolso da calça e, rapidamente, deixou a biblioteca.
- Não entendi... - Midori disse, confusa.
- Ele não... Ele... Só... - Dorothy apontava pra prateleira.
- Bom, ele pegou a carta. É isso que importa. - Loren concluiu. - Você está de volta no jogo. Agora... Fase dois. - ela olhou para a garota de olhos pequenos e puxados.
- É... - ela disse pouco confiante. As seis concordaram e saíram de lá.
~~~~
Na manhã seguinte, elas se encontraram na entrada do Salão Principal.
- Já olhou a biblioteca? - Loren perguntou à Dorothy.
- Nada ainda. - respondeu.
- Muito bem. Ojean, sua vez. - ela olhou a asiática que estava um pouco pálida.
- Não sei não, Potter. - ela começou.
- Ei! Não foi você quem disse "Podemos devolver no mesmo galeão"? - Robbie indagou, rindo.
- É, mas... Isso é diferente.
- Relaxa, Midi. - Dorothy abraçou a amiga. - Se eu consegui começar isso, você também consegue. - A asiática sorriu.
- Tudo bem. Garotas, se afastem! - ela respirou fundo, voltando a cor natural e colocando um sorriso no rosto.
- Pronta? - Carly perguntou, rindo.
- Espera! - Midori parou. Ela jogou o cabelo para um lado, abriu os dois primeiros botes do uniforme e alargou a gravata. Depois de colocar a camisa pra fora e subir um pouco a saia, ela estava pronta. As cinco a olhavam assustadas. - Que foi? Eu aprendi muita coisa em Beauxbatons. - deu de ombros, fazendo as meninas rirem. - Vamos lá. - (para melhor visualização dessa cena, favor ouvi-la no ritmo de Can‘t feel my face do The Weeknd) ela começou a andar calma e confiantemente e, assim que atravessou a porta do Salão Principal, sorriu e jogou o cabelo de volta pro lugar, chamando atenção da população masculina. Parou bem no meio do salão, recebendo vários assovios assanhados. Olhou em volta e parou o olhar sobre um certo loiro que estava boquiaberto. Sorriu e colocou uma mecha atrás da orelha caminhando em direção a ele. Ele não conseguia se mexer. Ela estava tão próxima, tão...
- Uau... - deixou escapar quando ela parou na sua frente, sorrindo. Sim, ela o queria, ele tinha certeza.
- Com licença. - ela riu baixo apontando para o pequeno espaço vazio entre ele e James. - Se importa? - perguntou mordendo o lábio inferior.
- N-não. Quer dizer... Pode... E-eu. - ele tentava, mas nada com muito sentido saia de sua boca. Então James o empurrou com um chute, abrindo espaço, rindo do amigo. Ela se sentou, agradecendo.
- Então... - Ela começou pegando um morango da mesa. - Eu estava pensando se... - ela admirava o morango, debruçando os dois braços sobre a mesa enquanto o fazia. - Você não gostaria de... Qualquer dia desses... sei lá... - ela riu, fingindo uma certa timidez. - "Estudar"... - ela sorriu com uma sobrancelha erguida. Wallace encheu os pulmões, não conseguia acreditar. - ...James? - ela se virou, jogando o cabelo na cara do pobre Weasley, encarando um James perplexo enquanto mordia o suculento morango. James engoliu em seco, mal conseguia pensar. Praticamente a escola inteira prestava atenção na conversa. Todos os olhares caíram em James que abria e fechava a boca várias vezes, sem resposta. - Por favor? - ela pediu fazendo um leve bico, como uma "criança" que pede doce.
- Eu... Eu... - ele tentou falar alguma coisa sentado de frente pra ela. Midori colocou a mão sobre o ombro de James e sorriu arqueando as sobrancelhas. - Claro? - ele respondeu meio perdido.
- Isso. - ela confirmou com a cabeça. Wallace perdera a cor. Ela colocou ambas as mãos sobre os joelhos do moreno e aproximou seu rosto do dele, sorrindo. Passou perto da boca e chegou até o ouvido. - Mal posso esperar. - sussurrou e antes que ele pudesse dizer qualquer coisa, ela beijou sua bochecha e se levantou. - Tchau, James. - Piscou para ele e saiu da mesma forma que chegou: com todos os olhas sobre si.
- Joey... Eu acho que ele desligou... - Danny comentou se aproximando do Weasley a sacudindo a mão perto de sua face.
- O que... o... Ela estava... E eu... e-eu... - James balbuciava olhando pro vazio onde antes estava a oriental.
- Vamos, vamos. - Joey disse calmo, puxando James e Wallace pra fora do Salão.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.