FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

29. Noite


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-Como você é apressadinho.. em menos de duas horas já roubou três beijos meu.

-E você ainda me deve mais dois.

-Não lembro de ter dito nada disso.

-Não tem problema, eu me lembro por você – disse ele antes de beijá-la mais uma vez.


Capitulo 29
Noite


-Você tem que parar com isso! – disse ela dando um meio sorriso enquanto se distanciava um pouco dele.

-Não vejo por quê.

-Você não vê nada mesmo, seus olhos estão fechados, já eles – disse ela apontando para as pessoas a sua volta - eles vêem tudo meu bem.

-Meu bem? – disse ele maroto abraçando-a novamente.

-Você não presta atenção em nada do que digo não é? – perguntou ela fingindo indignação.

-Claro que presto! É só que eu estranhei o ‘meu bem’, não sabia dessa sua faceta possessiva.

-Não vi nenhuma indicação de possessão na frase. – disse ela irritadiça, falsamente, é claro.

-Que tal o meu de meu bem? – perguntou ele, porém não deixou-a responder – Não né.. nenhum pouco possessiva.

-Eu cuido do que é meu, é diferente.

-Isso me inclui nos seus pertences?

-Não sei.

-Alguma vez eu disse que era seu? – perguntou ele querendo irritá-la.

-Você não deveria ter dito isso. – respondeu ela séria.

-Por quê? – perguntou ele.

-Porque é uma mentira feia e deslavada, agora vamos dançar? – perguntou ela fechando o assunto, ela sabia que pelo menos naquela noite ele era dela.

-Você quem manda, eu sou seu. – disse ele divertido a seguindo.

-Vejo que aprende rápido James, melhor assim! – disse ele dando um sorrisinho para ele.

Estava tocando uma música em espanhol, Lily prestou atenção na letra e gostou, era um tanto quanto sugestiva, não muito, mais a lembrava certas coisas e a fazia querer dançar.

E não paro de pensar
Tanta coincidência
A gente ter se encontrado hoje

Ela aproximou-se de James e eles dançaram mais juntos, porém Lílian sentia que precisava de espaço, então gentilmente afastou-se dele, de modo com que parecia que ela estava o seduzindo e não o afastando.

E não paro de pensar
Que algo vai acontecer
Se meu coração acorda.

Novamente ela se aproximou, mordia levemente o canto da boca, tinha um olhar de leve inocência, então mais próxima ainda, deu uma leve mordidinha em seu lábio, deixando-o impressionado.

Rápido demais,
Esta noite vou dizer que não.
Quero que isso não seja só algo sexual.
E apesar da paixão
Quero ver se há algo entre nós dois,
Mais além de um beijo e um goodbye.

Ele sorriu quando ela cantou essa parte em seu ouvido, ela sorria radiante, parecia que o natal, a páscoa, o dia da crianças e o seu aniversário tinham todos chegados mais cedo, e apesar de tudo, ela tinha um ar verdadeiramente inocente.

Trata de não me seduzir
Esta noite está incrível
Vamos devagar

Me deixa beijar os seus lábios
Ficar em seus braços
Não diga nada

Quero sentir o calor
Que há entre você e eu.
Mas esta noite não
Mas esta noite não,
Por favor

E a música acabou e logo outra começou um pouco mais calma, porém a ruiva queria dançar, não importando qual fosse o ritmo.

James sorria de orelha a orelha, não acreditava realmente que por aqueles minutos eles estavam se dando tão bem, e diferente do que acontecera naquela noite, eles estavam conversando – e não se agarrando desesperadamente. O que queria dizer que eles podiam se dar bem juntos, é claro que a combinação dos dois era explosiva, mas era algo que se podia controlar, e ele estava disposto a isso, porém sabia que o “controlar” significava - apenas bons amigos – e talvez não fosse só isso que ele iria querer.

-Um dólar por seus pensamentos! – disse ela parando um pouco de dançar.

-Quinhentos pelo seu – rebateu ele sorrindo, então ela decidiu alfinetar.

-Vai me pagar com o dinheiro que quer emprestado? O meu dinheiro, a propósito. – Ela sorria falsamente, porém ele notou que ela não estava perguntando o que ele iria fazer, apenas lembrou do fato.

-Na verdade, eu iria pagar em beijos.. – disse ele fingindo pensar, apenas para depois sorrir com a cara dela.

-Então você vai montar uma barraquinha do beijo e vai cobrar por isso? Está disposto a beijar todas as barangas daqui pra juntar 500 dólares? – perguntou ela irônica, mas ele notou um pouco de ciúme em sua voz.

-Bem, eu estava pensando em pagar com beijos na sua boca, mas é um bom meio de ficar rico... você me deu um boa idéia ruiva. – Ele sorriu ao ver a cara indignada dela.

-E quem disse que eu aceitaria o seu pagamento? – Ela começou a dançar como antes, queria aparentar levemente irritada, porém tinha adorado a idéia.

-E não ia? – perguntou ele a virando de frente para ele.

-Eu quero receber em dinheiro vivo – disse ela simplesmente, estava morrendo de vontade de rir, mas queria parecer séria.

-Bem, você poderia vender meus beijos para.. anh... como você disse mesmo?

-Barangas.. – disse ela impaciente, queria ouvir logo o que ele tinha a dizer.

-Isso, as barangas, você poderia vender meus beijos pra elas, o que acha? Poderia cobrar um dólar por cada e ainda sairia com um lucro de 500 dólares.. ou.. – começou ele maroto.

- O que?

-Poderia tê-los todos pra você!

-E deixar o resto do mundo sem seus encantos? Que egoísmo! – disse ela irônica.

-Uma ruivinha altruísta era tudo o que eu estava procurando. – disse ele mudando o rumo da conversa.

-Isso é uma declaração?

-Não, isso é um fato... sabe.. é de família. – disse ele sorrindo, tinha quase certeza que isso afetaria o comportamento dela, e mesmo sabendo que poderia estragar a noite, ele queria ver o que ela diria.

-Realmente, mas não culpo seu pai, não existiu uma única Evans que não fosse extremamente encantadora, bem, existiu, uma única, porém não vem ao caso mencioná-la.

E ele se surpreendeu pelo fato dela não ter se esquivado com a pergunta, não ter “recobrado a razão” ao mencionar seus pais, isso o deixou mais animado.

-Surpreendente. – disse ele pensativo, e ela já ia perguntar o que era, só que foram interrompidos.

-Então ai estão vocês? O Vinicius já estava começando o ficar preocupado! – disse Lucy completamente consciente de que estava interrompendo algo no momento certo, pois James parecia levemente constrangido com o que quer que fosse que Lily tinha o perguntado e sorria ao ver a morena.

-Viu Lily, ele acreditou mesmo que eu iria fazer maldades com você. – disse ele piscando para ela, tentando desconversar.

-Bem, eu não queria dançar mais mesmo, onde está todo mundo? – perguntou Lily com um bico levemente visível.

-Logo logo vocês voltam a dançar... a noite ainda nem começou.. – disse Lucy no ouvido da ruiva, que corou com o comentário. – O pessoal ta ali, vamos?

-Vamos! – disse Lily seguindo Lucy, a morena estava na frente e tinha uma cara amarrada, ela realmente não queria atrapalhar o casal, mas Vinicius realmente parecia disposto a ir procurá-los e não seria nada bom que ele encontrasse os dois aos beijos, pois o moreno parecia realmente convencido de que eles tinham deixado os dois sozinhos para tentar criar uma amizade entre eles.

-Eles estão ali Lily, será que eu poderia falar com James um minuto? – pediu Lucy apontando para onde os amigos dele estavam, Lily apenas acenou e foi em direção aos amigos, porém estava morrendo de curiosidade.

-Bem James, eu vou ser direita... o Vinicius acha que vocês estão apenas tentando ser amigos e ele ficaria horrorizado realmente se visse algo mais acontecendo entre vocês, eu nem iria atrás dos dois se ele não tivesse sugerido caçá-los ele mesmo depois da Lily não atender o celular, e ele ficou realmente irritado e disse a todos que você só queria ser amigo da Lily quando o Sirius sussurrou baixinho no meu ouvido que apostava cinco dólares que você agarraria a Lily, e eu nem faço idéia de como ele conseguiu ouvir isso, então.. bem.. eu só estou avisando, acho que as coisas piorariam com a Lily se o Vinicius decidisse mostrar o irmão ciumento que há dentro dele. – disse Lucy rapidamente, ela não queria repreender nenhum pouco os dois, mas para ela, dizer aquelas palavras era como se ela estivesse ameaçando-os e isso era a última coisa que faria.

-Valeu Lucy, brigadão, você é uma amiga e tanto, mal conhece a gente e já é tão atenciosa, valeu mesmo, realmente estragaria tudo se o Vini decidisse ir atrás da gente, brigadão mesmo. – James não conseguia demonstrar o quanto estava agradecido, ela realmente tinha feito um grande favor.

-Que isso, é o mínimo que eu poderia fazer por vocês – disse ela sorrindo enquanto eles caminhavam em direção aos amigos – E pode deixar que eu falo com a Lily, vou tentar explicar para ela sem assustá-la.

-Valeu Lucy, brigado mesmo, eu nem sei como agradecer.. – disse ele sinceramente.

-Apenas faça minha amiga feliz, isso já é o melhor agradecimento que eu poderia receber. – disse ela piscando para o moreno enquanto ia em direção de Lily.

-Olá Lily, bem, eu tenho algo pra te dizer.. então vou ser direta.. anh.. o Vinicius acha que você e James são apenas bons amigos, por isso eu fui tirá-los de lá.

-Valeu Lucy, eu conheço meu irmão o suficiente pra saber que ele acha que James é nosso irmão, realmente muito obrigado por não deixá-lo ir lá.. era isso o que você foi falar para James né?

-Aham, e me desculpe Lily, não queria ser eu que tivesse que reprimir algo, e se quiser, eu posso sumir com ele daqui, rapidinho eu mando ele e a Anna pra um lugar onde eles irão adorar, é só você pedir.

-Realmente não precisa, eu não quero que todos fiquem sabendo do que está acontecendo, só você e o Sirius, acho que é melhor lidar com isso dessa forma por enquanto, e bem.. é um bom lembrete ver o meu irmão aqui, cuidando de mim. – disse Lily sorrindo.

-Okay, você é quem sabe, e lembre-se, eu poderia mandá-los a um lugar especial se você quiser, é só pedir Lily! – disse a morena piscando, então Lily se lembrou de algo.

-Hey, e o professor? Cadê ele?

-Deve estar por ai, logo logo eu o acho.. – disse a menina com um brilho malvado nos olhos.

-Vai ficar mesmo com ele?

-Hoje não, ele se acha demais, acho que o mestre vai ter que rastejar um pouco, sabe.. eu adoro me fazer de difícil, e ele vai dar muito mais valor quando eu o recusar essa noite.

-Então você vai o recusar?

-Claro, e ele não vai chegar nem um pouco perto dessa boquinha rosada essa noite - disse Lucy passando o dedo pela canto da boca de modo sensual.

-Bem, se você não vai ficar com ele, quer dizer que você vai ficar na seca? – perguntou Lily juntando os pontos.

-Acha mesmo? Claro que não Lily, logo após ele me deixar em frente de casa eu irei me certificar de que ele foi para a dele e vou á caça, a minha noite só termina quando eu decido. – disse ela marota.

-Você não presta! Agora me diz, quem vai ser o sortudo?

- James.. – disse ela sorrindo de orelha a orelha, então percebeu que a ruiva havia ficado branca.

-JAMES? – perguntou ele boquiaberta.

-Aham ,mais não se preocupe, não é o seu James, é aquele loirão ali ó! – disse Lucy apontando para o um loiro magnífico que estava conversando com uma menina qualquer.

-Ah bom, nossa, eu quase morri agora.. hahahaha, mas ele está acompanhado não ta?

-Eu vou me certificar que não.. hoje eu já escolhi minha presa e não vai ser uma loira que vai tirá-la de mim. – disse Lucy sorrindo maquiavelicamente, só para então completar - Ele é muito parecido com o Ollie, e eu não poderia deixá-lo ir embora sem sabe se ele é tão bom quanto o original. – disse a menina de uma forma apaixonada.

-Então se ele não fosse parecido com esse Oliver você nem correria atrás? – perguntou Lily intrigada.

-Não, afinal ele faz um belo par com a loirinha ali, mas ele está extremamente parecido com o Ollie, principalmente quando sorri.. – disse ela intrigada, analisando criticamente o loiro.

-Ah, e como sabe o nome dele?

-Eu perguntei... – respondeu a menina simplesmente.

-Simples assim! – adicionou Lily irônica, Lucy era realmente uma comédia.

-Hahahahaha, é como você diz Lily, eu não devo prestar, hahahahaha. – finalizou a morena indo em direção a Vitor que estava no bar, não antes sem piscar para a ruiva, que apenas sorriu e incentivou a morena.

-Hey Lily, se acertou com o James? – perguntou Vinicius se aproximando da irmã e desviando sua atenção de Lucy e Vitor.

-É, eu concordei em não brigar com ele por hoje! – disse a ruiva tentando parecer irritada.

-Que isso maninha, o Jay é um cara legal e agora ele é nosso irmão, você tem que tratá-lo melhor.

-É verdade, você tem razão, e quer saber.. vou chamar ele pra dançar.. quem sabe assim a gente não vira amigos né? – disse ela inocentemente, e o irmão havia caído como um patinho, era incrível como ele não via o que não queria ver.

-É, mas não vai estragar o rolo dele agora, aquela menina acabou de chegar nele, você não vai lá atrapalhar né? – disse Vinicius apontando para uma menina que conversava alegremente com James.

Lily nem respondeu o irmão, apenas caminhou decidida na direção do moreno.

-Oi! – cumprimentou Lily os dois, dessa vez ela mudaria de tática.

-Oi! – disse a menina que estava com ele.

-Lily, essa é a Laila, Laila, essa é a Lily de quem eu estava falando. – disse James apresentando-as, e Lily ficou feliz de não ter chegado lá como havia sido da outra vez.

-Prazer Laila! – cumprimentou a ruiva gentilmente.

-Então você é a irmã do James? – perguntou a menina interessada, pelo visto ela já deveria ter ouvido falar da ruiva.

-Na verdade não, sinceramente. – disse a ruiva pegando na mão de James e sorrindo para a menina, essa corou até a raiz dos cabelos e pediu desculpas, Lílian apenas sorriu e observou a menina sair dali de fininho.

-Você é do mal Lily, tadinha da Laila.. – disse James sorrindo para a ruiva.

-Porque você não vai lá com ela então? A sua irmãzinha está indo se divertir, boa noite! – sisse Lily virando as costas para o moreno e indo pro meio da pista.

-Hey Lily, você é muito possessiva, acho que eu prefiro passar a noite com a minha irmãzinha se você não se importa. – disse ele segurando firmemente em sua mão.

-É incrível isso, eu não posso te deixar sozinho um segundo que uma vadia louca aparece pra tentar te tirar de mim.. – disse a ruiva ainda de costas para James, então ela o puxou e eles começaram a dançar.

-Não me deixe mais, duvido alguém se aproximar com uma ruiva tão ciumenta e protetora ao meu lado.

-Eu acho bom mesmo, sociedade não é comigo. – disse ela enquanto dançava.

-Isso significa que você vai ficar o resto da noite comigo?

-Se você me quiser eu ao seu lado eu poderia ficar. – falou a ruiva enquanto passava os braços em torno do pescoço dele, agora era uma música lenta que tocava.

-Por essa noite apenas, não é?

-É. - disse ela enquanto encostava a cabeça no peito do maroto e sentia ele enlaçá-la pela cintura.

-Eu adoro a noite! – disse ele apenas, enquanto depositava um beijo no topo de sua cabeça e a abraçava mais forte. Lily tentava não criar esperanças nem nada com a frase dita, tentou apenas vê-la como uma frase solta, uma frase qualquer, então disse:

-Eu também. – É o único momento em que eu posso me sentir viva, completou ela em pensamento.
__________________________________
N/b-Oieee!!!!
Td bem???
Então...a autora num colocou nota no cap então eu fikei responsável por agradecer a todos os comentários !!!OBRIGADA!!!vc fizeram a Vanessa muito feliz!!!sério mesmo...
Eu amei esse cap...vc num???O.o..
Ai meu deus...eu soh kero ver oq vai dah essa noite do James e da Lily depois dessa pegação..O.o.aksoaskoaksoksoaksoaksoaksoas...
E olhem que milagre...a Vanessa num terminou na parte mais emocionante do cap!!!!kaoskaoskoaskoaksokasokasokasoksoksoaksoks...
Ainda bem neh???
Bem gente..plixxx comentem MUITOOOOO pq vcs sabem a Vanessa merece!!!
Beijoooooooooo!!!!!!!
Lethicya Black

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.