FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. O beijo do Dementador


Fic: Marotos Lendo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

– O beijo do Dementador


– Não! – Tiago murmurou desesperado – Isso não pode acontecer! Vocês não podem permitir que Sirius seja beijado! Ele é inocente!
– Por favor, Tiago, fique calmo. – Sirius disse muito mais tranquilo do que deveria estar – Tenho certeza de que vai dar tudo certo… E se não der, não se preocupe, vamos mudar tudo isso de qualquer jeito.
Hermione olhou de Sirius para Tiago antes de fazer sinal para que Alice começasse a ler.

Harry nunca fizera parte de um grupo tão esquisito. Bichento descia as escadas à frente; Lupin, Pettigrew e Rony vinham a seguir, parecendo competidores de uma corrida de seis pernas. Depois vinha o Profº. Snape, flutuando feito um fantasma, os pés batendo em cada degrau que descia, seguro por sua própria varinha, que Sirius apontava para ele. Harry e Hermione fechavam o cortejo.
Voltar ao túnel foi difícil. Lupin, Pettigrew e Rony tiveram que se virar de lado para consegui-lo; Lupin continuava a cobrir Pettigrew com a varinha. Harry os via avançar lentamente pelo túnel em fila indiana. Bichento sempre à frente. Harry logo atrás de Black, que continuava a fazer Snape flutuar à frente com a cabeça mole batendo sem parar no teto baixo. O menino tinha a impressão de que Black não estava fazendo nada para evitar as batidas.

– Tenho certeza de que eu devia estar fazendo isso de propósito. – Sirius deu de ombros.


— Você sabe o que isso significa? — perguntou Black abruptamente a Harry enquanto faziam seu lento progresso pelo túnel. — Entregar Pettigrew?
— Você fica livre... — respondeu Harry.
— É. Mas eu também sou, não sei se alguém lhe disse, eu sou seu padrinho.
— Eu soube — disse Harry.
— Bem... Os seus pais me nomearam seu tutor — disse Black formalmente. — Se alguma coisa acontecesse a eles...
Harry esperou. Será que Black queria dizer o que ele achava que queria?

– É óbvio que ele quer que você vá morar com ele… E seja finalmente feliz de verdade. – Tiago disse encarando Sirius com gratidão.

– É claro! – Sirius revirou os olhos – Você realmente achou que eu fosse deixar ele com aqueles trouxas horrorosos?

— Naturalmente, eu vou compreender se você quiser ficar com seus tios — disse Black. — Mas... Bem... Pense nisso. Depois que o meu nome estiver limpo... Se você quiser uma... Uma casa diferente...
Uma espécie de explosão ocorreu no fundo do estômago de Harry.
— Quê, morar com você? — perguntou, batendo a cabeça, sem querer, numa pedra saliente do teto. — Deixar a casa dos Dursley?
— Claro, achei que você não ia querer — disse Black apressadamente. — Eu compreendo, só pensei que...
— Você ficou maluco? — disse Harry com a voz quase tão rouca quanto à de Black. — Claro que quero deixar a casa dos Dursley! Você tem casa? Quando é que eu posso me mudar?

– Por favor, – Tiago disse virando-se para Harry com cuidado – Me diz que você foi morar com o Sirius, e que no final deu tudo certo…

– Não posso dizer. – Harry disse passando o dedo em uma cicatriz que tinha nas costas da mão.

Black virou-se completamente para olhar o garoto; a cabeça de Snape raspou o teto, mas Black não parecia se importar.
— Você quer? — perguntou ele. — Sério?
— Sério! — respondeu Harry.
O rosto ossudo de Black se abriu no primeiro sorriso verdadeiro que Harry já o tinha visto dar. A diferença que fazia era espantosa, como se uma pessoa dez anos mais nova se projetasse através da máscara de fome; por um instante ele se tornou reconhecível como o homem que estava rindo no casamento dos pais de Harry.
Os dois não se falaram mais até chegar ao fim do túnel. Bichento saiu correndo à frente; evidentemente apertara o nó do tronco com a pata, porque Lupin, Pettigrew e Rony subiram penosamente, mas não houve ruídos de galhos ferozes.
Black fez Snape passar pelo buraco, depois se afastou para Harry e Hermione passarem. Finalmente todos conseguiram sair.

Remo encolheu-se em seu lugar temeroso. A única esperança que tinha era de que não fosse lua cheia, e sim a véspera.

– Não se preocupe. – Sirius murmurou para o amigo – Tenho certeza de que vai dar tudo certo.

Os jardins estavam muito escuros agora; as únicas luzes vinham das janelas distantes do castelo. Sem dizer uma palavra, eles começaram a andar. Pettigrew continuava a arquejar e, ocasionalmente, a choramingar. A cabeça de Harry zumbia. Ele ia deixar os Dursley. Ia morar com Sirius Black, o melhor amigo dos seus pais...
Sentia-se atordoado... Que iria acontecer quando dissesse aos Dursley que ia morar com o preso que tinham visto na televisão!

– Imagino que seria um momento hilário. – Frank disse com um meio sorriso.

– Minha irmã teria um ataque. – Lily riu satisfeita.

— Um movimento errado, Pedro — ameaçou Lupin que ia à frente. Sua varinha continuava apontada de viés para o peito de Pettigrew.
Em silêncio eles avançaram pelos jardins, as luzes do castelo crescendo com a aproximação. Snape continuava a flutuar de maneira fantasmagórica à frente de Black, o queixo batendo no peito. Então...
Uma nuvem se mexeu. Inesperadamente surgiram sombras escuras no chão. O grupo foi banhado pelo luar. Snape se chocou com Lupin, Pettigrew e Rony, que pararam abruptamente. Black congelou. Ele esticou um braço para fazer Harry e Hermione pararem.
O garoto viu a silhueta de Lupin. O professor enrijecera. Então as pernas de Harry começaram a tremer.

– Ah, não. – Remo escondeu o rosto com ambas as mãos – Por favor, não…

Tiago e Sirius trocaram olhares temerosos, apenas os dois sabiam como Remo era quando se transformava.

— Ah, não! — exclamou Hermione. — Ele não tomou a poção hoje à noite. Ele está perigoso!
— Corram — sussurrou Black. — Corram. Agora.
Mas Harry não podia correr. Rony estava acorrentado a Pettigrew e Lupin.

– Claro que não poderia… – Tiago mordeu o lábio nervoso – Ele nunca poderia deixar Rony em perigo.

– Ele é exatamente como você. – Sirius murmurou preocupado.
– Quando eu me transformar o Pedro vai fugir. – Remo deu um suspiro pesado – E mais uma vez eu vou estragar tudo. Sirius não vai poder ser inocentado, ninguém acreditaria em um lobisomem e três adolescentes…
– Vai dar tudo certo. – Sirius murmurou, Harry não sabia se ele estava tentando convencer Remo ou a si mesmo – Apenas acredite que vai dar tudo certo.

Ele deu um salto para frente, mas Black o abraçou pelo peito e o atirou para trás.
— Deixe-o comigo... CORRA!

– Sirius vai salvar o Rony. – Tiago murmurou – Sirius vai salvar o Remo. Não vai deixar nada de errado acontecer com os dois…

– Eu prometi que nunca deixaria você fazer alguma coisa da qual você se arrependeria. – Sirius murmurou apenas para que Remo ouvisse – Você não vai machucar ninguém.

Ouviu-se um rosnado medonho. A cabeça de Lupin começou a se alongar. O seu corpo também. Os ombros se encurvaram. Pelos brotavam visivelmente de seu rosto e suas mãos, que se fechavam transformando-se em patas com garras. Os pêlos de Bichento ficaram outra vez em pé e ele estava recuando...
Quando o Lobisomen se empinou, batendo as longas mandíbulas, Sirius desapareceu do lado de Harry. Transformara-se. O enorme cão semelhante a um urso saltou para frente. Quando o Lobisomen se livrou da algema que o prendia, o cão agarrou-o pelo pescoço e puxou-o para trás, afastando-o de Rony e Pettigrew. Atracaram-se, mandíbula contra mandíbula, as garras se golpeando...

– Desculpa por isso. – Sirius disse franzindo a testa nervoso.

– Obrigado por isso. – Remo murmurou ainda com o rosto escondido pelas mãos.
– Apenas corra Harry… – Lily murmurou para o livro – Por favor, apenas fuja.
– Ele não pode. – Tiago disse encarando Harry – Ele não vai deixar o Rony lá, sem poder andar…
– Só por que ele é metido a herói. – Snape desdenhou.
– Não. – Tiago disse entredentes – Porque ele sabe o que é amizade. E ele não abandona os amigos dele, não deixa ninguém fazer mal aos amigos dele…

Harry parou petrificado com a visão, demasiado absorto com a batalha para prestar atenção em outra coisa. Foi o grito de Hermione que o alertou...
Pettigrew tinha mergulhado para apanhar a varinha caída de Lupin. Rony, mal equilibrado na perna enfaixada, caiu. Houve um estampido, um clarão... e Rony ficou estirado, imóvel, no chão. Outro estampido... Bichento voou pelo ar e tornou a cair na terra fofa.

Tiago, Sirius e Remo trincaram os dentes. Pedro realmente não era nada do que eles imaginaram.

– Como eu pude julgar alguém tão mal… – Tiago baixou os olhos arrependido.
– Não é sua culpa… – Lily sussurrou com carinho – Você realmente não tinha como saber…
– Mas eu tinha que saber! – Tiago disse exaltado – Eu não podia ter deixado minha família nas mãos desse rato!
Lily deixou uma lágrima grossa cair, ver Tiago sofrendo a fazia sofrer também.

— Expelliarmus! — berrou Harry apontando a própria varinha para Pettigrew; a varinha de Lupin voou muito alto e desapareceu de vista. — Fique onde está! — gritou Harry, correndo em frente.
Tarde demais. Pettigrew se transformara. Harry viu seu rabo pelado passar pela algema no braço estendido de Rony e o ouviu correr pelo gramado.

– Desgraçado! – Sirius rosnou – Ele vai quebrar todas as promessas dele em uma noite… Só por que não tem nada a ganhar mantendo a palavra.


Um uivo e um rosnado prolongado e surdo ecoaram; Harry se virou e viu o Lobisomen fugindo; galopando para a floresta...
— Sirius, ele fugiu, Pettigrew se transformou — berrou Harry.
Black sangrava; havia cortes profundos em seu focinho e nas costas, mas ao ouvir as palavras de Harry ele tornou a se levantar depressa e, num instante, o ruído de suas patas foi morrendo até cessar ao longe.

Remo levantou a cabeça e encarou Sirius com os olhos marejados.

– Me desculpa… – Remo murmurou – Eu nunca devia ter aceitado ser professor em Hogwarts… Como eu pude colocar tantas pessoas em risco… Foi egoísmo meu… Eu nunca deveria.
– Pare com isso! – Lily gritou surpreendendo a todos – Você não tem culpa, nunca teve, foi uma casualidade.
– Você não entende? – Remo trincou os dentes – Eu não posso ser descuidado. Nunca pude e nunca poderei. Um descuido meu pode condenar alguém à morte… ou pior.
– Ser um lobisomem não é pior do que morrer! – Tiago disse entredentes – Pare de se martirizar, você ensinou mais a essas crianças do que qualquer outro professor, você ensinou Harry a se defender dos dementadores… E esse descuido não foi seu, foi meu! Se eu não tivesse entregado meu segredo a Pettigrew nada disso teria acontecido, Sirius não teria passado doze anos em Azkaban, Harry não teria passado doze anos com os trouxas e você teria tomado sua poção nessa noite!
Remo não conseguiu responder, apenas escondeu o rosto com as mãos novamente. Lily chorava copiosamente, Tiago estava sofrendo de verdade, e ela havia apenas piorado tudo com o modo como o tratou, ela não devia ter falado com ele, e naquele momento, ela reconhecia que quem deu abertura para o avanço dele foi ela, até então ele não havia tentado nada…

Harry e Hermione correram para Rony.
— Que foi que Pettigrew fez com ele? — sussurrou Hermione. Os olhos de Rony estavam apenas semicerrados, a boca frouxa e aberta; sem dúvida, estava vivo, eles o ouviam respirar, mas não parecia reconhecer os amigos.
— Não sei.
Harry olhou desesperado para os lados. Black e Lupin, os dois tinham ido embora... Não havia mais nenhum adulto em sua companhia exceto Snape, que ainda flutuava, inconsciente, no ar.

– O que dificilmente poderia contar como um adulto responsável… – Gina disse tentando cortar um pouco a tensão.


— É melhor levarmos os dois para o castelo e contarmos a alguém — disse Harry, afastando os cabelos dos olhos, tentando pensar direito. — Vamos...
Mas então, para além do seu campo de visão, eles ouviram latidos, um ganido; um cachorro em sofrimento...
— Sirius — murmurou Harry, olhando para o escuro.
Ele teve um momento de indecisão, mas não havia nada que pudessem fazer por Rony naquele momento, e pelo que ouviam, Black estava em apuros...
Harry saiu correndo, Hermione em seu encalço. Os latidos pareciam vir da área próxima ao lago. Eles saíram desabalados naquela direção, e Harry, correndo sem parar, sentiu o frio sem perceber o que devia significar...

– Não, não, não… – Tiago murmurou em negação.

– S-são os dementadores? – Alice perguntou encolhendo-se, sentia o frio emanar do livro.
– Eles não podem fazer isso… não podem… – Remo disse entredentes.
– Eles me encontraram. – Sirius disse resignado – Eles foram instruídos a me dar o beijo caso me encontrassem… – as palavras tremiam ao sair de sua boca, sua tentativa de parecer calmo falhando miseravelmente.
– Se você receber o beijo… Sua alma vai estar perdida para sempre. – Tiago disse encarando Sirius temeroso.
– Apenas confiem… – Sirius murmurou – Sei que Harry não deixaria isso acontecer… Sei que Remo o ensinou muito bem.

Os latidos pararam abruptamente. Quando os garotos chegaram ao lago viram o porquê Sirius se transformara outra vez em homem. Estava caído de quatro, com as mãos na cabeça.
— Nããão — gemia —, Nããão... Por favor...
Então Harry os viu. Dementadores, no mínimo uns cem deles, deslizando em torno do lago num grupo escuro que vinha em sua direção. O menino se virou, o frio de gelo seu conhecido, penetrando suas entranhas, a névoa começando a obscurecer sua visão; eles não estavam somente surgindo da escuridão por todo o lado; estavam cercando-os...
— Hermione, pense em alguma coisa feliz! — berrou Harry, erguendo a varinha, piscando furiosamente para tentar clarear sua visão, sacudindo a cabeça para livrá-la da leve gritaria que começara dentro dela... “Eu vou morar com o meu padrinho. Vou deixar os Dursley”.
Ele se forçou a pensar em Black, e somente em Black, e começou a cantar:
—Expecto Patronum! Expecto Patronum!

– Eu sou seu pensamento feliz? – Sirius encarou Harry emocionado – Você pensou em mim?

– Claro… – Harry sorriu para Sirius – Você era o melhor amigo do meu pai, que foi me resgatar para finalmente ter uma vida feliz… Eu não podia deixar eles te tirarem de mim…

Black estremeceu, rolou de barriga para cima e ficou imóvel no chão, pálido como a morte.
“Ele vai ficar bem. Eu vou morar com ele”.
— Expecto Patronum! Hermione, me ajude! Expecto Patronum...

– Você não pode força-la Harry. – Remo disse por entre as mãos – Ela não conhece o feitiço, ela não pode simplesmente conseguir numa situação como essa… Apesar de eu confiar que ela é uma bruxa extraordinária.


— Expecto... — murmurou Hermione — Expecto... Expecto...
Mas ela não conseguia. Os dementadores estavam mais próximos, agora a menos de três metros deles. Formavam uma muralha sólida em torno de Harry e Hermione, cada vez mais próximos...
— EXPECTO PATRONUM! — berrou Harry, tentando abafar a gritaria em seus ouvidos. — EXPECTO PATRONUM!
Um fiapinho prateado saiu de sua varinha e pairou como uma névoa diante dele. No mesmo instante, Harry sentiu Hermione desmaiar ao seu lado. Estava só... Completamente só...

– Você está aguentando! – Sirius disse com orgulho e emoção tingindo sua voz – Cem dementadores vindo de todos os lados e você está aguentando… Você vê, Remo? Ele cresceu tanto desde o trem, ele ficou tão mais forte do que qualquer um poderia imaginar…

– Ele está aguentando por você Sirius. – Tiago disse mordendo o lábio extremamente emocionado – Eu estou tão orgulhoso de você! Obrigado por se esforçar tanto… – ele completou apertando o ombro de Harry com carinho.

— Expecto... Expecto Patronum...
Harry sentiu os joelhos baterem na grama fria. O nevoeiro nublou seus olhos. Com um enorme esforço, ele lutou para se lembrar... Sirius era inocente... Inocente... “Ele vai ficar bem... Eu vou morar com ele...”
— Expecto Patronum! — exclamou.
À luz fraca do seu Patrono disforme, ele viu um dementador parar, muito perto dele. Não conseguiu atravessar a nuvem de névoa prateada que Harry conjurara.
A mão morta e viscosa deslizou para fora da capa. Ela fez um gesto como se quisesse varrer o Patrono para o lado.
— Não... Não... — ofegou Harry. — Ele é inocente... Expecto... Expecto Patronum...
Ele sentia que os dementadores o observavam, ouvia a respiração deles vibrar como um vento maligno ao seu redor, O dementador mais próximo parecia estar avaliando-o. Então ergueu as duas mãos podres... E baixou o capuz para trás.
Onde devia haver olhos, havia apenas uma pele sarnenta e cinza, esticada por cima das órbitas vazias. Mas havia uma boca... Um buraco escancarado e disforme, que sugava o ar com o ruído de uma matraca que anuncia a morte.

Alice tremeu e largou o livro.

– Não vou conseguir… – Ela murmurou com os olhos lacrimejando – Isso é horrível demais…
– Termine o capítulo… – Neville pediu a ela calmamente – Sei que você consegue… Muitas coisas ruins vão acontecer, você precisa ser forte…
Neville segurou sua mão com carinho enquanto ela pegava o livro com a outra mão.

Um terror paralisante invadiu Harry de modo que ele não conseguia se mexer nem falar. Seu Patrono piscou e desapareceu.
O nevoeiro branco o cegava. Ele tinha que lutar...
— Expecto Patronum...
Ele não conseguia ver... Ao longe ouvia os gritos já familiares...
— Expecto Patronum...
Ele tateou pela névoa à procura de Sirius, e encontrou seu braço... Os dementadores não iam levá-lo...
Mas um par de mãos pegajosas e fortes, de repente, se fechou em torno do pescoço de Harry. Forçavam-no a erguer o rosto... Ele sentiu seu hálito... Ia se livrar dele primeiro... Harry sentiu seu hálito podre... Sua mãe gritava em seus ouvidos... Ia ser a última coisa que ele ouviria...

– Não! – Lily gritou em desespero – Eles não podem fazer isso! Eles não podem dar o beijo em Harry!

Harry segurou sua mão com força tentando acalmá-la, Lily deitou a cabeça no ombro de Harry e suas lágrimas de desespero molharam sua camisa.

E então, através do nevoeiro que o afogava, ele achou que estava vendo uma luz prateada que se tornava cada vez mais forte... Ele sentiu que estava emborcando na grama...
O rosto no chão, demasiado fraco para se mexer, nauseado e trêmulo, Harry abriu os olhos. O dementador devia tê-lo soltado. A luz ofuscante iluminava o gramado a seu redor... Os gritos tinham cessado, o frio estava diminuindo...
Alguma coisa estava obrigando os dementadores a recuar... Girava em torno dele, de Black e Hermione... Os dementadores estavam se afastando... O ar reaquecia...
Com cada grama de força que ele conseguiu reunir, Harry ergueu a cabeça uns poucos centímetros e viu um animal envolto em luz, distanciando-se a galope através do lago. Os olhos embaçados de suor, Harry tentou distinguir o que era...
Era fulgurante como um unicórnio. Lutando para se manter consciente, viu-o diminuir o galope ao chegar à margem oposta do lago. Por um momento, Harry viu, à sua claridade, alguém que lhe dava as boas-vindas... Erguendo a mão para lhe dar uma palmadinha... Alguém que lhe pareceu estranhamente familiar... Mas não podia ser...

– Alguém nos salvou? – Sirius murmurou aturdido – Quem?

– O Harry realmente não pode falar isso. – Hermione disse encarando Harry com preocupação.
– Não vou falar… – Harry disse calmo – E se eu falasse eles não acreditariam em mim… Eles tem que ler para entender.
– Por que não acreditaríamos? – Remo perguntou confuso.
– Porque é impossível. – Harry murmurou conformado. Ele sabia a verdade, sabia que ele mesmo o havia salvo, mas sempre pensara que era a parte de seu pai dentro de si que lhe deu a coragem e a confiança para fazê-lo.

Harry não entendeu. Não conseguiu mais pensar. Sentiu que suas últimas forças o abandonavam e sua cabeça bateu no chão quando ele desmaiou.

– Está tudo bem. – Sirius disse pousando a mãos nas costas de Remo – Estamos todos vivos… Vai dar tudo certo…

– Como você pode ter tanta certeza? – Remo trincou os dentes – Eu ainda estou a solta, posso encontrá-los na beira do lago e algo pior pode acontecer.
– Apenas acredite. – Sirius disse tentando acalmá-lo – Vocês acreditaram que eu era inocente durante todo o livro, e estavam certos, agora acredite que vai ficar tudo bem…
Alice entregou o livro a Neville que o abriu no capítulo seguinte:
– Capítulo 21 – O segredo de Hermione.




Hey leitores mais queridos do FeB! Estamos quase acabando PdA e quase começando CdF! Queria agradecer a presença e companheirismo da maioria de vocês, e espero que continuem comigo até o fim!
- Anna Evans Potter: Lily e Tiago conversarem civilizadamente é um passo na direção certa, mas não é muita coisa, então não fique esperançosa. Fico feliz que continue lendo e comentando.
- Izabella Bella Black: Eu também sempre acreditei que se Snape acabou como acabou foi por causa das escolhas dele, ninguém obrigou ele a fazer nada, e apesar dos marotos terem sido idiotas com ele na escola, isso não justifica a maneira como ele trata crianças! Pessoas foram idiotas comigo na escola, e eu não me tornei uma babaca por isso. Além de Pedro ter se escondido como bicho de estimação ele ainda vivia com crianças, fico imaginando que tipo de coisa ele presenciou e fico com ainda mais nojo daquele rato desgraçado. Bichento é um gato muito esperto mesmo, acima da média, mas acho que isso é por que ele é parte amasso. E sim, culturalmente o rato é o simbolo do delator, ou seja daquele que entrega os outros, o traíra. Mas as pessoas não sabiam que o fiel do segredo era o Sirius antes da morte dos Potter, a única pessoa que achava que era o Sirius era o Dumbledore, por que Tiago disse a ele que seria o Sirius e depois eles mudaram de ideia e não falaram para ninguém. E sim, eles acharam que Remo poderia ser o traidor por que ele andava sumido depois de Hogwarts... E a Alice está aprendendo muito com o livro, logo logo ela vai se tornar a pessoa que todos esperam que a mãe de Neville seja.
- NathaliaHelena: A Alice está começando a perceber que as coisas não são do jeito que deviam ser, e isso vai fazer ela se tornar uma pessoa bem mais forte. Não fique muito esperançosa em relação ao relacionamento de Tiago e Lily, eles deram um passo sim, mas ainda não é muita coisa. Tudo bem que não de para comentar sempre, mas fico muito feliz quando você pode gastar uns segundinhos a mais me dizendo o que achou.
- 1988bookworm: Na verdade verdadeira eu ganhei muita coisa escrevendo Greygrey! Ganhei autoconfiança e amigos, e isso é incrível, mas verdadeiramente eu escrevo por amor, e o Rabicho não tem nem ideia do que essa palavra significa. Tinha tantas coisas que eles poderiam fazer para levar o rato para o castelo de maneira mais segura, eles podiam ter nocauteado ele também, eles podiam ter petrificado ele, trancado ele, várias coisas! O Harry realmente é um dos personagens mais esquecidos que já conheci, ele não teria chegado onde chegou sem a Mione. Quando eu li o livro pelas primeiras vezes, eu era criança, então não pensei no que significava o fato do Pedro ter passado a vida toda da Gina como rato de estimação da familia, só depois de um tempo me toquei do que ele pode ter visto e pensado e isso me deu um nojo tão grande dele. Lily e Tiago estão dando passos em direção à reconciliação, mas é apenas isso, um passo. E já estava na hora da Alice aprender um pouco sobre como as coisas funcionam de verdade, isso vai tornar ela uma pessoa bem melhor. Don‘t worry, eu sou apenas tão dramática quanto o Sirius.
- Stehcec: Pelo menos você comentou, quando você comentou não faz tanta diferença assim (faz, por que eu sou ansiosa, mas tudo bem). Eu fico realmente com dó dos outros lobisomens que não encontraram amigos tão bons quanto Tiago e Sirius ao longo da vida, eles não tem culpa de terem sido mordidos e não tiveram apoio nenhum, então de um jeito meio bizarro eu até entendo a raiva que eles sentem dos bruxos "comuns". Eu já li esses livros dezenas de vezes, e ainda assim não percebi tudo o que cada coisa significa, cada vez que leio vejo algo de novo. Talvez Pedro estivesse esperando tudo dar certo antes de sair do esconderijo quando Voldemort estava na escola no primeiro livro, ou ele poderia estar com medo de Voldemort, afinal ele mandou o mestre "à semi-morte". Se está ficando com dó da Alice significa que a raiva está passando então eu estou conseguindo exatamente o que eu quero! Eles não pensaram que Remo era um espião por ele ser lobisomem nem nada do tipo, eles pensaram que ele era o espião por que ele era o que tinha se distanciado mais desde o fim dos estudos deles, ao que parece, Sirius estava sempre presente e Pedro também, é sempre mais fácil desconfiar de quem está longe.
- Mary Lily Potter: Eu nunca deixei de odiar o Snape... Então eu apenas mantenho o mesmo sentimento por ele ao longo dos livros, e se possível, passei a ter mais raiva dele ainda depois dele revelar que sempre amou a Lily, afinal, que tipo de pessoa doente trata daquele jeito o filho da pessoa que ele diz amar? Mas isso não faz dele um personagem ruim, faz dele um ótimo personagem, personagens ruins são aqueles que não despertam nenhum tipo de sentimento. Remo tem muitos conflitos internos por causa de seu probleminha peludo, e imagino que isso tenha piorado muito depois da escola, já que ele não tinha mais os amigos com ele nas transformações. A Alice está começando a ver as coisas um pouco melhor sim, com o tempo ela vai ser a pessoa que todos esperam que ela seja, ela apenas precisava muito crescer. Quando o Harry disse que tem muito o que conhecer do Tiago ainda, ele quis dizer no geral mesmo, por que mesmo ouvindo histórias sobre o pai e etc, ele nunca poderia saber tudo sem conhece-lo pessoalmente.
- Hilary Morgana Juno Soares Lestrange: Eu nunca gostei do Snape, nunca mesmo, e se for usar como argumento que ele sofreu muito durante a escola, eu posso dizer que eu também sofri e não me tornei uma babaca e nem saio por ai descontando minha raiva em pessoas que nunca me fizeram absolutamente nada. Nesse ponto eu concordo com a Greygrey, o Pedro tinha que fazer tudo o que podia para tentar sobreviver, mesmo que com argumentos idiotas e fracos, ele apenas estava jogando todas as suas cartas para tentar viver. O Sirius pode até não gostar das crenças da família dele, mas ele foi criado para ser um verdadeiro Black, e isso inclui ser superior a todo custo, e acho que ele gosta desse lado da criação dele. Eu sempre penso que havia milhares de outras formas de levar o Pedro sem correr tanto risco, não sei por que eles levaram ele dessa maneira tão falível. E a Alice realmente está começando a aprender, e isso não acontece de uma hora para outra, leva tempo, não é?


Não deixem de comentar! 
Quem quiser fazer parte do grupo da fic, onde posto novidades, prévias e enquetes:
https://www.facebook.com/groups/742689499098462/


E para quem é do grupo: Quem acertou a frase da semana?


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 16

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Stehcec em 23/11/2014

Nos acrescimos eu venho comentar! hahaaha
Boa tarde Juh!

Esse cap é trágico na minha opinião!
E sei como o Tiago se sente, todos queremos inocentar o Sirius!
Claro que o Sirius estava fazendo de proposito, acho que ngm tem duvidas disso!
É obvio que o Sirius iria convidar o seu afilhado para morar com ele e ainda sendo filho do seu melhor amigo!
Infelizmente não vai dar TUDO certo, só partes dará certo. :(
Queria MUITO ver a cena do Harry dizendo que vai morar com o assassino da TV. Ia ser realmente MUITO hilário.
O Remo fica tão pesaroso, sempre se culpando de tudo.
O Snape sempre com seus comentários ridiculos, claro que o Harry NUNCA deixaria um amigo para tras, ainda mais machucado.
Eles não tem culpa, ngm vem com uma estrela na testa e o ridiculo do Pedro tbm não. Espero que o Tiago pare de se culpar por não ter percebido antes. E ver a Lily sofrendo pq ele sofre é lindo, isso é amor!
Remo tem q entender q ele não tem culpa, que aconteceu, como a Lily disse uma casualidade!
Acho errado, mas fico feliz de ver que a Lily está sofrendo agora, pois ela fez o Tiago sofrer!
O Sirius o mais otimista da sala nesse momento! Estou gostando de ver essa parte dele. Ele nem imagina as coisas q o Harry fará por ele, vai ficar muito mais emocionado!
Eles vão se surpreender mais ainda quando verem o que ele vai fazer no próximo capitulo. É tão bom pro Harry ter o reconhecimento do Pai. :)
Que bom ver q a Alice tem alma hahahaaa! Tô brincando, mas fico feliz dela sentir pesar pelo que está acontecendo e é lindo o Neville dando força pra ela, pois ele tem razão tem coisa pior por vir.
Acho tão fofo eles adolescente já tratarem o Harry como filho, nem parece q são! A Lily sofre tanto tadinha.
Eu tbm acredito que é uma parte do Tiago no Harry que deu força pra ele salvar o Sirius!
É tão engraçado eu já saber o final da história e torcer para as coisas mudarem.

Juh, comentei meio rápido hoje, porque to indo pro jogo!
Espero o próximo cap quando chegar!

Bjão 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Prado Soares em 23/11/2014

aaai esse cap </3 nao adianta, por mais q a gt saiba q no final fica td marromenos bem, esse cap eh tao foda! acho interessante como da tudo pqpvelmente errado nele, mas acaba dando tudo certo no final... acho isso tao real, sabe? olha qnts merdas acontecem com todo mundo todo dia e uma hora da certo! achei tao bunitinho a preocupaçao do james :3 e olha q foi soh pelo nome do cap! concordo c o sirius, por mais q algumas coisas acabem acontecendo por questoes de ‘‘nem tudo muda‘‘, eles vao mudar ISSO d qq forma, entao... acho super legal como o sirius, msm sem saber o tanto q o harry sofria c a familia, chamou ele pra morar com ele :3 me deu dó do james </3 poxa, claro q nao da pra nao ter esperança d q tudo de certo, mas da dó... adorei a referencia a OdF :3 sacada de genio, jujuba! se ja foi HILARIO qnd o harry disse q tinha padrinho, imagina se fosse morar c ele! UHASUHSAUSAUHASUHA jamais q o harry ia correr e deixar o rony pra tras... se nem o malfoy ele deixou! imagina o melhor amigo!!! achei cute o sirius se desculpar e o remo agradecer pelo mesmo motivo... essa amizade deles eh linda :3 ranhoso invejoso! ngm tava nem ai pra ele! aposto q se o lupin fosse rpa cima dele, o sirius soh n deixaria plo lupin, nao por aquele fdp mal acabado e mal amado! eu realmente fico c dó dos marotos, o pedro era tao nao a pessoa q eles achavam q fosse! n q eu ache q ele fizesse mt diferença pra segurar o lupin, mas, porra, ele tinha prometido! achei lindo a lily brigando c o remo! ela tem razao, sabe? ele n pode nao viver a vida dele por ser um lobisomen! E finalmente ela entendeu o quanto a atitude dela foi errada! :3 sei q eles tinham q passar por isso, mas da dó do james </3 me pergunto uq o sirius ouvia com os dementadores perto... sera q esse seria o caso d lembraças felizes serem tristes? por ter sido ele qm deu a ideia d usar o pedro? algo a se pensar... claro q o pensamento feliz do harry seria sobre o sirius, aquela era a chance dele d escapar do lugar ruim q era a casa dele! bem q eh dito q o unico feitiço q a mione tinha problemas era esse... eu gostaria d saber pq! por ser mt poderoso? por n conseguir se concentrar? odeio essas duvidas q a JK deixou!!! acho q a alice realmente ta melhor! espero q ela n retroceda nos proximos capitulos, d vdd! realmente, se o harry dissesse pra eles q o james o salvou, ngm acreditaria... sim, acredito que tenha sido o james dentro do harry q tenha o salvado... Sem falar na questao louca de ‘‘eu sabia q podia pq tinha feito antes‘‘ :v o proximo cap vai ser pqpvelmente foderoso, ja to ate vendo :3 eu smp digo isso, sei q vc vai postar amanha, mas  consigo evitar de dizer o qnt eu to ansiosa pelo prox! pq eh smp tao foda :3 bjao ju!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Day Caracas em 22/11/2014

Eu ja pedi desculpa, mas eu reforço por não comentar o ultimo capitulo, serio, aquela semana foi corrida e ainda ta sendo, so em dezembro que eu vou ta mais livre, mas vamos lá.

Ohhh isso foi tão dificil para o James, eu me lembro de ter um mini ataque do coração quando li o nome do capitulo, eu ja tava apaixonada pelo Sirius, ai me vem esse nome.

Sempre soube que o Sirius fez aquilo de proposito no Snape, ele não perderia a oportunidade, e eu rio sempre.

Ohhhhhhh Ju, isso é crueldade, eles tao esperançosos que o Harry vai morar com o Sirius, ai acontece tudo isso e lembrar que o Sirius jamais vai ter oportunidade de conviver tanto com o Harry, isso acaba de partir meu coração.

Séria demais quando o Harry contar aos Dusdley, foi demais a espreção deles ao descobrir.

Claro que o Harry não abandonaria o Rony, ele é fiel demais... Ranhoso nojento, ele não entende o valor da amizade.

Sirius é tão bom, protegendo os dois, ele sempre faz isso.

Isso é muitooo triste, o Remo não deve se culpar, ele não tem controle sobre isso, nenhum deles tem culpa, James, Sirius e Remo, nenhum deles deve se sentir culpado, a amizade era e é tudo para eles, o culpado é o Rabicho.

Tava com o coração na mao quand notei os dementadores, deve ter sido insuportavel para James le isso, mas deu tudo certo.

Claro que a Mione não consiguiria, esses bichos para enfrentar pela 1 vez sem nenhuma experiencia...

Sim, Harry fez tudo pelo Sirius, e ele para Harry, a relação deles sempre foi linda.

E eles ja mais acreditariam mesmo em tudo o que eles passaram.


Ameiiiii JU, foi tenso, mas tava maravilhoso. Anciosa para a volta no tempo.
Bjs
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mary Lily Potter em 21/11/2014

AH, capítulo divo demais.
É realmente uma pena que o Harry nao pode morar com o Sirius. Iria ter sido muito legal. Talvez o Sirius teria ensinado a ele como lidar com garotas, porque as vezes o Harry parece pior que o Rony.
Lily e Tiago... Eu realmente shippo demais esse casal. amo demais.
O Harry é realmente um grande bruxo. É incrivel para um garoto de 13 anos aguentar tantos dementadores e ainda fazer um patrono corporeo.
Eu quero só ver a reação de Lily e Tiago quando ele disse que acha que viu o Tiago. Vai ser de partir o coração :(
um bjo juuh 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Juliet Potter em 20/11/2014

Juh, olha eu aqui!!!!!!!!!!!!!
Como sempre, acabo de ler um capítulo perfeito e maravilhoso!
Agora com este, faltam apenas dois capítulos para acabar PdA :( Mas olha pelo lado bom, logo estaremos em CdF!!!!! (meu livro favorito da série)
Eu gosto tanto desse capítulo, eu sei é meio triste por causa dos Dementadores, mas eu gosto deste capítulo. Primeiro porque o Sirius pergunta ao Harry se ele gostaria de morar com ele, e segundo porque o Harry mostra um ato de coragem e amor ao Sirius quando enfrentou os Dementadores.
Coitada da Hermione, não consegui realizar o Patrono hahahaha. Mas era mesmo de se esperar que ela não conseguiria... Isso me fez lembrar das Relíquias da Morte, a parte que eles estão no Ministério fugindo dos Dementadores e a Hermione não conseguia conjurar o Patrono kkkkkkkkk
Enfim, será que a Lily e o Tiago se acertarão ainda nesta fanfic? 
Beijinhos!!!! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tiago Henrique Mejias Balthazar em 18/11/2014

Juh, não deu nem tempo de comentar o outro capítulo. Adorei 2 tão próximos. Agora estou ansioso pelo próximo capítulo. Aposto como o Tiago, Sirius e Remo vão descobrir logo o que aconteceu. O Tiago com certeza sabe que ninguém pode voltar da morte, e se ele está morto não poderia ser ele. Quando descobrirem do vira-tempo será fácil descobrir o que aconteceu.

Quando você vai fazer o Tiago e a Lily se entenderem de novo?

Você escreve exatamente como sempre imaginei a amizade dos 3. Sempre que leio os livros imagino como Tiago (o que apesar de saber que o Sirius é poderoso, sempre vi como o mais forte dos 3) reagiria assim se soubesse. E aposto que se não houvesse provas (o livro) ele ainda defenderia Rabicho.

xD 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Izabella Bella Black em 17/11/2014

Capitulo perfeito, acho que esse foi um dos capitulos que mais me emocionaram. Eu já comecei o capitulo chorando com a fala do Sirius. É eu tambem acho que Sirius estava fazendo com que a cabeça do Snape batesse no teto de proposito. Eu imagino que mesmo que Sirius fosse inocentado Dumbledore não deixaria o Harry sair da casa dos tios pelos motivos sitados em ODF, o que em minha humilde opinião é uma tremenda besteira, pois o Harry sempre sofreu na casa dos tios dele e aparendemente o unico que fazia de conta que não via era Dumbledore e mesmo no sexto livro que ele mostrou que saibia o que acontecia ali, mas nunca fez nada para impedir isso. Fico com dó do Tiago, a Lily acha que ele não prestada, o melhor amigo dele está para receber o beijo do dementador e ele não pode impedir pois esta morto e o filho dele mora com pessoas que o mal tratão, se fosse eu no lugar dele teria enloquecido. Seria muito divertido ver a reação dos tios do Harry ao saberem que ele iria morrar com Sirius, apesar que foi divertido ver a reação deles ao saber quem era o padrinho do Harry. Eu não sei como você consegue, mas eu consegui sentir o desespero do Remo e do Tiago e tambem a confiança que Sirius tentava passar para os amigos, e na minha humilde opinião somente isso já valeu o capitulo, pois eu consegui sentir cada uma das emoções dos personagens, parabéns por isso. A Lily já devia saber que o Harry não iria correr e para ser sincera se fosse minha melhor amiga ali, eu tambem não ia a abandonar ali, mesmo tento uma pessoa para a proteger eu ia tentar ajudar. Realmente Snape não sabe o que é ter amigo, essa reação dele só me faz imaginar que se fosse a Lily no lugar do Rony e ele no lugar do Harry, ele ia deixar a Lily e sair correndo com o rabo entre as pernas. O pior é que por culpa daquele rato Tiago vai ficar se culpando por algo que ele não deve como impedir, pois ele confiava nos amigos e outra se não me engano você disse isso na resposta a outro comentario ou algo assim, era mais facil eles desconfiarem de Remo que estava longe do que de Pedro que estava perto deles. Ai meu merlim agora vão ficar os tres se culpando, Tiago por ter entregado o segredo a Pedro, Sirius por sugerir isso e Remo por ter se transformado, da vontade de gritar para eles que eles não tinham como saber que tudo isso acontecer. E finalmente a Lily percebeu que o erro foi dela, afinal quem deu liberdade ao Tiago foi ela e depois ela o tratou daquela forma, espero que ela aprenda com o erro. Sempre achei emocionante o fato de que Sirius foi o que fez Harry ressistir aos dementadores e tambem por ter sido o pensamento feliz dele. Remo ensinou muito bem ao Harry, Harry aprendeu muita coisa com Remo, afinal ele foi o melhor professor de DCAT. Tiago falando que estava orgulhoso do Harry e o agradecendo por ele ter se esforçado tanto, foi outra cena que me emocionou muito. Eu poço ter passado o segundo e esse livro odiando a Alice, mas concordo com o Neville ela precisa se preparar e ser forte pois apartir do quarto livro as coisa tentem a piorar. Eles não podiam dar o beijo em Harry, mas os dementadores não param para pensar se podem ou não fazer isso, isso é uma coisa que me faz odiar o minsterio eles usarem os dementadores. Cuidado do Remo, como eu queria que ele percebesse que ele não tem culpa de ser um lobisomem. 
Pessoas tambem foram idiotas comigo e nem por isso descontei a minha raiva nas pessoas que não tinham nada a ver com isso. Sobre o que Pedro pode ter visto no tempo em que passou com os Weasley, eu nunca avia parado para pensar nisso, na primeira vez que li era muito criança para perceber isso e nas outras vezes não dei muita importancia ao detalhe dele ter passado tanto tempo como bicho de estimação de crianças e viu muitas coisas que não devia, esse detalhe passou batido só com a fic que me toquei disso, e isso só da mais raiva ainda de Pedro. Pela forma que diz no livro dá a entender que todos sabiam ou pelo menos suspeitavam que Sirius era o fiel do segredo dos Potter, toda vez que leio o livro fico com essa impressão que todos sabiam ou pelo menos suspeitavam que Sirius era o fiel do segredo.Já estou percebendo as pequenas mudanças dela, só queria que ela parasse de julgar as pessoas antes de saber a historia completa é isso que me deixa brava com ela. Beijos e mais uma vez parabéns pelo capitulo. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Luiza Snape em 17/11/2014

Aguardo ansiosamente para o próximo cap!
 

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Flaa em 17/11/2014

Parabéns os últimos capítulos estão ótimos!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Arthur lacerda em 17/11/2014

Voltei a ler agora. A história continua incrível.

Parabéns pelo capítulo. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gi Molly Weasley em 17/11/2014

Oi, oi, oi! Acabei de ler os dois últimos capítulos agora e estão INCRÍVEIS! Mal posso esperar pelos próximos! ;*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por NathaliaHelena em 17/11/2014

Realmente, eu não posso esperar que Lily e Tiago se resolvam de uma hora para outra, um relacionamento não é feito desse jeito, mas eu sempre tenho esperança kkkk‘, acho maravilhosas as demosntrações de amizade que os marotos tem, claro que o valor da amizade é sempre mostrado mas é que dessa forma deixa tudo tão melhor, o jeito como eles cuidam uns dos outros, como não deixam se abalar, como sempre estão lá pra dar a mão quando o outro tem problemas, é simplesmente lindo. Eu sinceramente tenho um problema com Snape, acho que sei lá, as razões dele na "proteção" de Harry são boas, foi por Lily, mas ele precisa mudar seus conceitos, as opiniões dele não demonstram mudança, mas como eles estão lá por tererm uma chance eu espero que ele mude, talvez aí eu olhe pra ele e forma diferente. Semana que vem são minhas ultimas provas na facul, literalmente, finalmente tá acabando õ/ então semana que vem se eu não comentar no dia, comentarei durante a semana, eu dou um jeito, não dá mais pra não comentar kkkkk‘ O Prisioneiro de Askaban sempre foi meu filme preferido ( conheci HP pelos filmes ) e quando ganhei o livro e li ( fiz isso em uma noite kkkk‘ ) definitivamente se tornou meu preferido, então nã dá pra não fazer comentários mais rsrs‘   
Beijos õ/  

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Marinamadson em 16/11/2014

Uhuuul, meu capítulo preferido é o próximooooooooo!

Capitulo ótimo, marivilhoso, explêndido... como sempre!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Marinamadson em 16/11/2014

Tá chegando meu capítulo favoriTo do livrooooo!
Esse capítulo está ótimo como todos os outros! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Talisman José da Silva Moraes em 16/11/2014

Gostei muito da mencão que fizeste aos castigos da umbridge. Foi muito rápido mas preciso. Uma coisa que nunca entendi muito bem: Como é que o harry, sabendo ser o pettigrew um animago, usa um expwlliarmus? Em vez de usar um petrificus totalus...! Ah, posta logo tudo de PdA... Já estás na OdF! Vamos comecar ainda esse ano CdF...

 

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gabi Alves em 16/11/2014

Juro solenemente não fazer nada de bom!

O que dizer desse cap que simplesmente amo tanto? Apenax que o outro vai ser ainda melhor.

Acertei a frase da semana muahahha, esse cap é muito bom, amei a força dos marotos para com o Remo, da pra sentir a afliçao e culpa dele emanando da nossa tela :(

Sempre se superando deary, amei esse, amei todos e amarei ainda mais o resto haushaushaushaushaushau.

Esperando ansiosamente o próximo.

Malfeito feito!

Nox! :3

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2020
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.



 

 




 
                           

 


Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /nfs/c10/h06/mnt/147811/domains/fanfic.potterish.com/html/includes/cache.php on line 39