FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Um pequeno contratempo


Fic: Amamos essas garotas e vamos conquistá-las


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry estava sem entender muita coisa, desceu até o salão comunal para tentar alcançar Rony antes que o amigo fizesse alguma besteira. Chegando perto do retrato da mulher gorda, percebeu que duas garotas vinham em sua direção.

- Mione, Gina, desculpe mas agora não posso conversar, tenho que alcançar o Rony!

Harry passou pelo retrato e saiu em disparada pelos corredores, deixando para traz uma Gina e uma Hermione que se encaravam querendo entender o que estava acontecendo.

Harry sabia que Rony iria direto para o salão principal, então resolveu pegar um atalho e chegar em sua entrada antes dele. Harry correu e ao chegar constatou que o amigo vinha descendo as escadas, correu até o amigo que, ao vê-lo, já foi reclamando.

- Harry, não vem querer me impedir de ver a Michele!

Harry teve vontade de bater em Rony, mas isso não adiantaria, pois o amigo revidaria e ele tinha consciência de que Rony era mais forte que ele. Então, pensando rápido, decidiu afastar Rony do salão para poder ter tempo de fazê-lo voltar a “realidade”.

- Rony, eu só vim te trazer um recado da Michele! – Harry fez cara de ofendido.

- Desculpe Harry, mas qual é o recado?? – Rony estava muito animado.

- Ah... ela mandou avisar que não está te esperando no salão principal e sim no 3º andar!

- A ta, estou subindo então. – Rony já estava se virando para subir em direção ao 3º andar quando Harry o chamou.

- Rony, eu vou com você, não tenho o que fazer mesmo...

- Ok Harry!

Os dois andaram 5 minutos sem falar nada, mas parecia que dava para escutar o cérebro de Harry funcionando, até que uma luz se acendeu em sua cabeça

- Rony?

- Sim?

- É... você lembra do nosso primeiro ano em Hogwarts?

-Sim Harry. Mas porque essa pergunta?

- Por nada, só estava lembrando da primeira vez que vimos a Mione... Lembra? Ela estava atrás do Trevo.

- Verdade... – Rony parara para pensar.

- Você também com certeza se lembra da noite do trasgo, quando viramos melhores amigos, não é?
-Como poderia esquecer? Salvei a Mione, e foi a partir daí que começamos a achar que era o Snape que estava querendo roubar a pedra Filosofal!

- Pois é. Ai acabou que três alunos do primeiro ano resolveram descer no alçapão para tentar proteger a Pedra, e no final das contas se eles estivessem sozinhos não conseguiram chegar até ela e protegê-la, porque um teve que contar com a ajuda do outro. – Harry só estava observando as reações de Rony conforme essas lembranças eram refrescadas em sua mente

- Nossa, fomos corajosos não?

- Com certeza! Mas fomos mais corajosos ainda no segundo ano com o Mistério da Camara Secreta!

- Nossa nem fala, todos achando que você era o herdeiro da Sonserina.

- Uhum, mas nós não teríamos descoberto tudo se não fosse pela Mione, que no final das contas acabou petrificada.

- Nossa eu fiquei desesperado quando a vi deitada na ala hospitalar sem se mexer. Mas fiquei me sentindo pior quando soube que era a Gina que estava na câmara, junto ao Basilisco!

- Mas no final das contas agente conseguiu salvar todo mundo, não foi? – Harry estava sorrindo, estava conseguindo o que queria

- Foi sim!

- E é claro que não podemos esquecer que no 3º ano conhecemos o Sirius! – Harry sentia muito orgulho de telo como padrinho!

-Verdade, mas lembra que no começo ele era um assassino para nós...

- E muita coisa aconteceu até descobrirmos que na verdade o assassino era o Pedro...

Os dois ficaram um tempo em silêncio, Harry ainda tinha muita raiva do comersal e Rony também. Mas, de repente, Harry achou a cartada final. Se isso não despertasse Rony, o jeito seria estupefá-lo para não fazer nenhuma besteira.

- Entre essas coisas que aconteceram teve a “morte” do Bicuço, e eu me lembro muito bem que a Mione te abraçou para não ver... – Harry estava observando Rony atentamente para ver a sua reação – e eu tenho a leve impressão que foi ali que você percebeu que estava gostando dela!

Rony ficou em silêncio, parou de andar e encarou Harry e franziu a testa, encarando-o. Harry parou junto ao amigo e o encarou também, esperando que seu plano tivesse dado certo.

- Harry, o que estamos fazendo parados no inicio do 3º andar? A nossa primeira aula do dia é Herbologia, já tínhamos que estar entrando na estufa!

Harry abriu um sorriso e abraçou Rony, que ficou sem entender nada e com cara de bobo

- Harry, você ta bem? – Rony perguntou quando Harry o soltou e o encarou
- Quem não ta bem é você, Ronald Wesley! – Harry tentou fazer voz de bravo, mas não conseguiu

- O que eu aprontei, Harry?

- Você fez o favor de comer os bombons enfeitiçados com poção do amor que aquelas meninas do 7º ano da Corvinal nos mandaram.

- Mas eu pensei que fossem da Mione e da Gina!

- Mas não eram! – Harry estava sério encarando o amigo

- Harry, fala pra mim que eu não fiz nenhuma besteira, que eu e a Mione continuamos juntos... – Rony estava com cara de desespero e com as orelhas muito vermelhas

- Graças a mim você não fez nenhuma besteira, e as meninas também não sabem o que aconteceu. Mas nós vamos ter que contar para elas, cara. Quando você desceu para se “encontrar” com a Michelle, você passou voando pelas duas sem falar nada e elas ficaram com cara de tacho e eu fiz a mesma coisa quando sai correndo atrás de você, então o melhor é contar a verdade.

- Mas e se a Mione resolver terminar tudo comigo? – Rony morreria se isso acontecesse.

-Cara, ela não vai fazer isso quando eu contar o motivo que te fez voltar do feitiço. – Harry estava certo do que falava para o amigo

- A ta. Mas agora me fala o que me fez voltar do feitiço?

Harry parou e encarou-o sorrindo.

- O amor Rony, o amor - respondeu

- Então você me lembro que era ela que eu amava?

- Basicamente sim! – Harry estava impressionado com o que o amor podia fazer, pois afinal de contas Rony nunca fora tão esperto a ponto de deduzir coisas assim de cara

- E como você fez isso? – Rony estava curioso

- Ta eu te conto, mas vamos indo já para as estufas, porque estamos atrasados

Enquanto os dois caminhavam em direção a aula de Herbologia, Harry narrou tudo desde que havia saído do retrato da mulher gorda, deixando Rony apenas escutar e quando estavam a três metros da estufa, Harry acabara.

- Foi isso que aconteceu, Rony - Harry parara e estava esperando uma reação de Rony

- Ta, entendi. Mas agora a gente vai para a aula, encontra com as meninas e logo de cara falamos que depois contamos o que aconteceu e que elas não se preocuparem que esta tudo bem

- Ok Rony, sem problemas. E pode deixar que no almoço vou narrar a história para elas da mesma forma que narrei para você.

- Combinado então.

Rony deu um sorriso para Harry e os dois seguiram para a estufa de numero 4. Rony estava demonstrando tranqüilidade, mas no fundo tinha muito medo de que Hermione terminasse o namoro que não tinha nem um dia. Lembrando-se disso se tocou que ninguém do colégio sabia da novidade e ficou muito curioso para saber a reação de todos diante desse fato. Rony só acordou quando Harry estava na porta da estufa lhe acenando freneticamente para ir junto a ele. O moreno abriu a porta e viu que a sala estava dividida em grupos e logo na entrada havia um “grupo” de apenas duas meninas que, quando viram os dois garotos na porta, os olharam com cara de “queremos explicações”. Mas antes de falarem alguma coisa, a professora Sprout vinha na direção da porta querendo a mesma coisa que as garotas e os dois amigos, por sua vez, inventaram que se atrasaram por terem ido dormir tarde. Ela, com uma cara de “não acredito mas tudo bem”, permitiu que os dois entrassem na aula.

- Bom dia maninho, bom dia Harry, chegaram cedo na aula hoje... – Gina estava com uma sobrancelha erguida os olhando de cima em baixo

- Há há há, muito engaçado maninha! Bom dia pra você também! – Rony, falando isso, se virou para Hermione - Tudo bem Mione?

Hermione virou para ele, encarou-o e Rony achou que, naquele momento, estaria tudo acabado, que Hermione o esculacharia por ele ter passado reto por ela nessa manhã.

- Ronald Wesley isto é jeito de cumprimentar a sua namorada?

Hermione olhou onde a professora se encontrava e, ao ver que estava entretida com outros alunos, virou-se e deu um beijo no namorado fazendo um Harry e uma Gina arregalarem os olhos, mas sorrirem, e Rony, que fora pego de surpresa, nem acreditava naquilo, mas logo tratou de retribuir o beijo com muito carinho. Depois de alguns segundos os dois se soltaram, Hermione estava vermelha e Rony irradiando alegria e perceberam praticamente todos os alunos da estufa os encaravam, uns de boca aberta, outros cochichando.

- Então Mione, agora, você podia pedir uma explicação para os meninos?

- Gi agora não é hora e nem lugar, vamos fazer o que a professora pediu e na hora do almoço eles nos explicam o que aconteceu, certo garotos?

- Certo! – Harry se pronunciará depois de tanto tempo em silêncio

Ao final da aula os quatro seguiram para um tempo de feitiço. Durante o percurso para chegar a aula, todos os estudantes encaravam Hermione e Rony como se fossem seres de outro mundo.

Mal a aula havia acabado e eles chegado ao salão principal, Gina se pronunciou

- Vamos lá, quem vai contar o que aconteceu?

- O Harry conta – Rony olhou para o amigo

- Ok, vai lá Harry – Dessa vez foi Hermione que também estava curiosa

- Bom, quando eu e o Rony acordamos nos deparamos com presentes no pé da nossa cama, e ao abrirmos constatamos que eram bombons, e antes que eu pudesse dizer alguma coisa o Rony comeu um e logo de cara eu vi que eram bombons que possuíam no seu recheio a poção do amor e que foram enviados por alguma garota. O Rony, por estar enfeitiçado, foi direto para o salão principal encontrar a autora da poção. E, para impedir que ele fizesse burrada, corri atrás dele, e consegui alcançá-lo e, para ele se afastar do salão, dei a desculpa que a garota o estaria esperando no 3º andar. Enquanto nós andávamos, eu estava pensando em uma maneira de fazê-lo voltar ao normal. Assim tive a brilhante idéia de fazer ele lembrar que o seu verdadeiro amor é a Mione – Harry deu uma pausa e encarou as garotas que estavam sentadas, olhando-o com cara de quem comeu e não gostou – e para fazer isso, comecei a falar de tudo que nós três passamos juntos aqui em hogwarts e principalmente coisas que envolviam vocês dois – Harry apontou para Rony e Hermione – e assim teve uma hora que ele voltou a realidade e quis saber o que tinha acontecido, eu contei quando estávamos a caminho da estufa, ai chegamos na porta abrimos, entramos e o resto da História vocês sabem.

Harry terminou e olhou para Rony. Este por sua vez olhava para Hermione, que trocava olhares com Gina. O silêncio estava consumindo Rony, então resolveu manifestar-se

- Mione? O que você achou?

Hermione encarou o namorado por alguns segundos, mas desviou o seu olhar para Harry

- Vocês sabem quem são essas meninas, não sabem? – Hermione estava com uma voz de causar arrepios

- É... você tem certeza que quer saber quem são?

- Claro que ela tem, Harry! A essas garotas vão ver no que dá se meter conosco, ah se não vão. Se não meu nome não é Ginerva Molly Wesley! - Gina estava de pé gritando a plenos pulmões, chamando a atenção de todos que ainda almoçavam

- Eu quero nomes Harry! E Gina vê se senta ta todo mundo olhando – Gina sentou e ficou olhando para Harry, esperando que ele fala-se

- Ok, vocês venceram, elas são da Corvinal e estão no sétimo ano eu sei de dois nomes. Um deles é Michele que foi a que mandou os bombons para o Rony e o outro é Juliet, aquela do primeiro dia de aula, não sei se você se lembra...

- Eu lembro sim e já sei quem são! – Hermione se virou para a mesa da corvinal e constatou que as garotas não estavam lá

- Mione? – Rony estava com uma voz bem doce.

- Não, Rony. Eu não estou brava com você, só um pouco chocada por você não ter pensando logo de cara que eram bombons enfeitiçados, mas no final das contas, você é vitima daquela... daquelas... Ai prefiro não falar o nome que se passa na minha cabeça!

Rony, sem esperar duas vezes, deu um grande beijo na namorada de causar inveja a qualquer um que visse. Pra não ficarem olhando para os colegas, Harry e Gina se viraram, e, nesse instante, seus olhares se encontraram. Gina logo abaixou a cabeça e ficou ainda mais vermelha quando percebeu o sorrisinho que ele esboçou. Ao se separarem, Hermione estava sem fôlego e precisou de um tempo para pegar ar.

- É..., Rony, vamos indo para a aula?

Hermione encarou o namorado que, sorrindo de orelha a orelha, disse sim. Os dois se levantaram e foram em direção a saída e, quando estavam a meio metro da porta do salão, quatro garotas entraram conversando e dando risada. Quando viram Hermione e Rony juntos daquele jeito, param e ficaram de boca aberta. Hermione, ao perceber quem eram, ficou vermelha e resolveu começar a dar o troco na mesma hora

- Hora, hora, hora que honra dar de cara com essas nobres senhoritas, que, por não conseguirem um namorado, ficam tentando roubar o dos outros. (N/A: que fala mais Draco Malfoy...)

As quatro amigas ficaram estagnadas, e após alguns minutos Michele falou.

- Vocês estão juntos?

- Sim, estamos. – Rony abraçou Hermione pela cintura e ficou olhando as garotas que faziam cara de quem comeu e não gostou. Hermione, por sua vez, cruzou os braços e continuou falando– E é por esse motivo que eu acho bom NENHUMA de vocês se meterem novamente com ele ou qualquer amigo meu, ou nós todos da escola vamos descobrir quem é que tem maior agilidade com as varinhas!

Hermione soltava fogo pelos olhos e as garotas estavam a encarando com um ar de medo, mas ao mesmo tempo estavam decididas a responder para a morena

- Ta bom, veremos Hermione Granger!

Um sorriso se abriu no rosto de Hermione

- Veremos sim... – Hermione estava virando as costas e começando a caminhar para a saída quando se virou para elas que começavam a andar também

- Ah, só mais uma coisa - ela se virou de modo a ficar de frente para Rony, que a encarou – É ASSIM QUE SE FAZ – E beijou o namorado do mesmo jeito que ele a havia beijado a alguns minutos

As 4 amigas ficaram com os olhos arregalados, e, para que não fossem mais humilhadas, resolveram seguir em direção a mesa da corvinal e quando passaram pela mesa da grifinória, Gina também não deixou barato. Levantou e as encarou.

- Faço das palavras de Hermione as minhas. Se metam a besta conosco de novo e vocês já eram! - Gina levantou, deu alguns passos em direção a saída e se virou para traz - Você não vem não Harry?

- Ah, claro. Estou indo! – Harry levantou, sorriu e saiu correndo atrás da ruiva que já recomeçara a andar

Os dois seguiram para os dois tempos de defesa contra as artes das treva, encontrando-se com Rony e Hermione. No final da aula foram para a torre da grifinória.

- Coração de dragão – Harry disse entre o riso causado pela piada contada por Rony

- Fazia um tempinho que eu não ria assim, maninho! – Gina fora em direção a sua poltrona preferida e se jogara em cima dela, e o mesmo fizeram os outros três

- Ai, como é bom sentar e descansar! – Rony estava deitado no colo de Hermione que lhe fazia um cafuné.

Eles ficaram uns 10 minutos em silêncio apenas relaxando, foi quando uma coisa se passou pela cabeça de Gina e ela resolveu perguntar a Harry

- Harry?

- Sim – Harry, que estava com os olhos fechados, se assustou ao escutar aquela voz doce que ele tanto gostava chama-lo. Sentou corretamente na poltrona e se inclinou um pouco para ficar mais perto de Gina

- Eu estava pensando, como hoje quando o Rony foi enfeitiçado você sabia que o feitiço passaria quando ele lembrasse que a Mione é o seu amor verdadeiro?

Harry parou, encarou-a e sorriu

- Um dia quando, quando eu ainda era garoto, um mago muito poderoso me ensinuou que o amor é um poder que tem uma magnitude inimaginável, que ele quebra qualquer barreira, que faz acontecer coisas que não temos noção de como acontecem, que é um poder que muitos desconhecem, mas que quando o conhecem tem que saber lhe dar com ele da melhor maneira.

Harry parou sorrindo e encarou Gina que estava com lagrima nos olhos, Hermione já chorava e Rony estava pensativo

- Ele faz falta para você, não é? – Gina perguntou passando as costas da mão no rosto de Harry, que colocou a sua mão sobre a mão da garota para que ela não a tirasse dali, pois aquilo lhe causava uma sensação muito boa.

- Muita Gina... muita. Mas eu tenho certeza que ele sempre estará do meu lado assim como todos os que eu amo muito e já perdi – Dizendo isso Harry tirou a mão de Gina do seu rosto, beijou-a, voltou a se encostar na poltrona e fechou os olhos. Gina pegou a mão que Harry havia beijado e a encarou, deixando assim milhões de pensamentos passarem pela sua cabeça.


*~*~*~*


N/B: OMG!! Que lindo o Harry falando de tudo aquilo sobre o amor *-*
Se eu fosse a Gina... Ahh... vcs sabem o que eu faria neh?!
Eahsuehasuiehasiuehasiuehasiuehias
Parabéns joww!! O cap tah ótimo
N desanima non tah
bjooos

N/A: Oi genteeeee
Ta depois de um século eu postei mais um capitulo!! o/
E como as aulas estão acabando eu vou começar o 6 logo logo! ^^
Bom espero que tenham gostado do capitulo!
Não gstei muito inicialmente... Mas como a minha beta é perfeita ela me deu uma ideias e eu consegui deixar legal!!! Falando nela, eu tenho que agradecer por tudp em betinha! valew, e eu prometo que vou escrever mas ok???
E tambem vou agradecer as minhas novas leitoras, Mih, Duda, Thamis, que bom que vocês gostaram da fic!! ^^ agora to esperando o comentario de vocês para ver o que cahram do capitulo *-*
Mas agora vou parar por aqui, pq eu duvido muito que alguem ainda esteja lendo...¬¬
hahahhahahahahah
Beijossss :*

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.