FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. A fuga da mulher gorda


Fic: Marotos Lendo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

– A fuga da mulher gorda.



– Esse capítulo deve ser bom. – Frank disse ansioso – A mulher gorda está protegendo a entrada da torre da Grifinória a séculos, o que poderia fazê-la fugir?

– Imagino que um certo assassino fugitivo tentando entrar nos dormitórios poderia fazer isso. – Severo disse encarando Sirius com maldade nos olhos.

    Tiago levantou-se e sua mão estava a poucos centimetros de sua varinha quando uma onda de cabelos ruivos passou por ele em direção ao seu alvo.

– Olha aqui! – Lily gritou com o dedo apontado para o rosto de Snape com os dentes trincados e lágrimas nos olhos – Você é um ser completamente desprezível, eu não acredito que um dia eu fui sua amiga, eu não acredito que eu defendi você no primeiro livro, você é podre. Eu devia deixar Tiago transformar você em uma barata, por que nojento você já é! – Lily parou por um segundo para respirar e secar as lágrimas que teimavam em cair – Só não deixo Tiago acabar com você, por que isso faria ele descumprir o juramento que fez a Dumbledore.

    Lily voltou ao seu lugar e puxou Tiago para se sentar com ela, mesmo assim Tiago apontou a varinha para Severo.

– Nada do que prometi a Dumbledore me impede de fazer o que vou fazer agora. – Tiago disse olhando para Lily com mais amor do que jamais olhou antes – Mas fiz uma promessa ao meu melhor amigo, e preciso cumprí-la.

    Tiago sacudiu a varinha e todos olharam para Severo com ansiedade, por um segundo não viram nada de diferente nele, até que de repente seu nariz em forma de gancho começou a ficar arredondado e vermelho, no final da transformação o nariz de Severo era um perfeito tomate maduro. A maioria dos presentes soltou risadinhas baixas, mas Lily olhava de Severo para Tiago completamente espantada.

– Se alguém tiver mais alguma coisa para falar do Sirius, estou aqui esperando. – ele disse com os olhos cheios de fúria, batendo a varinha no joelho ameaçador. Sirius olhou para ele e sorriu satisfeito, seu amigo nunca havia descumprido uma promessa.



Não demorou nada e a Defesa contra as Artes das Trevas se tornou a matéria favorita da maioria dos estudantes. 



– Estou tão feliz por você Remo. – Sirius disse com um grande sorriso.

– Eu sabia que todos iriam gostar das suas aulas. – Tiago disse completamente satisfeito.

    Severo não conseguia parar de tocar o próprio rosto sentindo o nariz com desgosto.



Somente Draco Malfoy e sua patota de alunos da Sonserina tinham alguma coisa de ruim a dizer do Profº. Lupin.

— Olha só as vestes dele — Malfoy dizia num sussurro bem audível quando o professor passava. — Ele se veste como um velho elfo doméstico.



– Não dou a mínima para o que esse aguado pensa. – Remo disse dando de ombros. Ele estava completamente feliz em saber que era um bom professor e que a maioria dos alunos adorava sua aula.



Mas ninguém mais se importava se as vestes de Lupin eram remendadas e esfiapadas. Suas aulas seguintes tinham sido tão interessantes quanto a primeira. Depois dos bichos-papões, eles estudaram os "barretes vermelhos", criaturinhas malvadas que lembravam duendes e rondavam os lugares onde houvera derramamento de sangue, masmorras de castelos e valas dos campos de batalha desertos à espera de abater a porrete os que se perdiam. Dos barretes vermelhos eles passaram aos kappas, seres rastejantes das águas, que lembravam macacos com escamas, palmípedes cujas mãos comichavam para estrangular os banhistas desavisados que penetravam seus domínios.

Harry só desejava que fosse tão feliz com outras matérias. A pior delas era Poções. Snape andava com uma disposição bem vingativa ultimamente, e ninguém tinha dúvidas do que motivara isso. A história do bicho-papão que assumira a forma dele, e a maneira com que Neville o vestira com as roupas da avó, correra a escola como fogo espontâneo. Snape não parecia ter achado graça. Seus olhos faiscavam ameaçadoramente à simples menção do nome de Lupin e ele andava implicando com Neville mais do que nunca.



– Ranhoso nunca foi capaz de entender uma brincadeirinha inocente. – Sirius disse malicioso.

– A maioria das suas brincadeirinhas inocentes são mortais. – Severo disse tentando usar seu tom desagradável de sempre, mas sua voz saiu completamente fina por causa do nariz ainda atomatado e a única coisa que ele conseguiu gerar na sala foram gargalhadas.

    Frank e Alice estavam particularmente satisfeitos em observar aquele grande tomate vermelho no rosto do odioso Snape.



Harry também estava começando a temer as horas que passava na sala sufocante da Profª. Sibila, decifrando formas e símbolos enviesados, tentando fingir que não via os olhos da professora se encherem de lágrimas todas as vezes que olhava para ele. Não conseguia gostar de Sibila, embora ela fosse tratada, por muitos alunos da turma, com um respeito que beirava a reverência. Parvati Patil e Lilá Brown passaram a rondar a torre da professora na hora do almoço, e sempre voltavam com irritantes ares de superioridade, como se soubessem de coisas que os outros desconheciam. Tinham começado também a usar um tom de voz abafado sempre que falavam com Harry, como se estivessem em seu velório.

Ninguém gostava realmente de Trato das Criaturas Mágicas que, depois da primeira aula repleta de ação, tornara-se extremamente monótona. Hagrid parecia ter perdido a confiança em si mesmo. Os alunos agora passavam aula após aula aprendendo a cuidar de vermes, que eram uma das espécies de bichos mais chatas que existem no mundo, e não era por acaso.



– Pobre Hagrid, – Gina disse com um suspiro – sofrendo por causa daquele garoto nojento.

– Ele estava tão feliz em finalmente ser professor. – Lily disse tristemente – Espero que ele não desista por causa disso...



— Por que alguém se daria o trabalho de cuidar deles? — exclamou Rony, depois de mais de uma hora enfiando alface fresca picada pela goela escorregadia dos vermes.

No início de outubro, porém, Harry teve algo com que se ocupar, algo tão prazeroso que mais do que compensou as aulas chatas. A temporada de Quadribol se aproximava e Olívio Wood, capitão do time da Grifinória, convocou uma reunião para uma noite de quinta-feira com a finalidade de discutirem as táticas que adotariam na nova temporada.

Havia sete jogadores num time de Quadribol: três artilheiros, cuja função é marcar gol fazendo a goles (uma bola vermelha do tamanho de uma bola de futebol) passar por um aro no alto de uma baliza de quinze metros de altura fincada em cada extremidade do campo; dois batedores, armados com pesados bastões para repelir os balaços (duas bolas pretas maciças que voavam para todos os lados tentando atacar os jogadores); um goleiro, que defendia as balizas e um apanhador, que tinha a função mais difícil de todas, a de capturar o pomo de ouro, uma bolinha alada do tamanho de uma noz, cuja captura encerrava o jogo, e garantia para o time do apanhador cento e cinqüenta pontos a mais.

Olívio era um rapaz forte de dezessete anos, agora no sétimo e último ano de Hogwarts. Tinha uma espécie de desespero silencioso na voz quando se dirigiu aos seis companheiros de equipe nos gelados vestiários, localizados nas pontas do campo de Quadribol, agora quase escuro.



– Wood precisa realmente vencer o campeonato das casas esse ano. – Tiago disse repentinamente esquecendo o resto do mundo – As pessoas vão começar a duvidar da capacidade dele, ainda mais por que ele mantem o mesmo time a três temporadas consecutivas...

– Tiago. – Lily disse como um aviso.

– Ok. – Tiago suspirou desanimado e parou de falar sobre quadribol antes que alguém o silenciasse.



— Esta é a nossa última chance, minha última chance, de ganhar a Taça de Quadribol — disse andando para lá e para cá diante dos colegas. — Vou-me embora no fim deste ano. Nunca mais terei outra oportunidade. Grifinória não ganha a taça há sete anos. Tudo bem, tivemos o maior azar do mundo, acidentes, depois o cancelamento do torneio no ano passado... — Olívio engoliu em seco como se aquela lembrança ainda lhe desse um nó na garganta. — Mas também sabemos que temos o time... Melhor... Mais irado... Da escola — disse ele, dando um soco na palma da mão, o velho brilho obsessivo nos olhos. — Temos três artilheiros da melhor qualidade. 

Olívio apontou para Alicia Spinnet, Angelina Johnson e Katie Bell. — Temos dois batedores imbatíveis.

— Pode parar, Olívio, você está encabulando a gente — disseram Fred e Jorge juntos, fingindo corar.

— E temos um apanhador que até hoje nunca deixou de nos levar à vitória nas partidas que jogamos — falou Olívio em tom retumbante, encarando Harry com uma espécie de orgulho ardoroso. — E temos a mim — acrescentou, pensando melhor.

— Nós também achamos você muito bom Olívio. — disse Jorge.

— Um goleiro do caramba! — disse Fred.

— A questão é — continuou Olívio retomando a caminhada — que a Taça de Quadribol devia ter tido o nome do nosso time gravado, nesses dois últimos anos. Desde que Harry se juntou a nós, achei que a taça já estava no papo. Mas não ganhamos, e este ano é a última chance que teremos de finalmente ver o nosso nome na taça...



– Conhecendo você como nós conhecemos, – Hermione disse encarando Harry – tenho certeza de que nesse momento você se sentiu muito culpado por Grifinória não ter ganhado a taça nos outros anos.

– No primeiro ano foi completamente culpa minha. – Harry disse com um meio suspiro – Se eu não estivesse na ala hospitalar durante o último jogo...

– Ah Harry, fala sério. – Gina bufou – Você estava desacordado. Como ia agarrar o pomo se não conseguia nem levantar da cama.

– E você livrou o mundo da volta de Voldemort naquele ano. – Rony disse dando de ombros – Isso é mais importante do que uma taça de quadribol.

– Há controversias... – Harry disse encarando Tiago e esperando que ele falasse que a taça era mais importante.

– Você salvou o mundo bruxo naquele ano. – Tiago disse categórico – Isso é mais importante do que quadribol em qualquer época.

    Lily sorriu orgulhosa para Tiago e acariciou seu cabelo com carinho.



Olívio falou tão desolado que até Fred e Jorge o olharam com simpatia.

— Olívio, este ano é o nosso ano — animou-o Fred.

— Vamos conseguir, Olívio! — disse Angelina.

— Sem a menor dúvida — confirmou Harry.

Cheio de determinação, o time começou os treinos, três noites por semana. O tempo estava ficando mais frio e mais úmido, as noites mais escuras, mas não havia lama nem vento nem chuva que pudesse empanar a visão maravilhosa de Harry de finalmente ganhar a enorme Taça de Quadribol de prata.

Harry voltou à sala comunal da Grifinória certa noite depois do treino, enregelado, os músculos endurecidos, mas satisfeito com o aproveitamento do treino, e encontrou a sala mergulhada num vozerio excitado.



– Isso sim é importante! – Tiago disse orgulhoso – Determinação é o que vai colocar o nome de vocês na taça!



— Que foi que aconteceu?— perguntou ele a Rony e Hermione, que estavam sentados em duas das melhores poltronas ao lado da lareira terminando uns mapas estelares para a aula de Astronomia.

— Primeiro fim de semana em Hogsmeade — respondeu Rony, apontando para uma nota que aparecera no escalavrado quadro de avisos. — Fim de outubro. Dia das Bruxas.



    Tiago, Sirius e Remo suspiraram em unissono.

– Não acredito que com tantas maneiras de chegar a Hogsmead, Harry vai ficar preso em Hogwarts. – Sirius disse com um suspiro deprimido – E tudo por minha culpa...

– Não é sua culpa. – Harry disse sem conseguir resistir.

– Harry. – Hermione o repreendeu nervosa – Por favor, você não pode falar sobre isso.

– As vezes não poder falar é difícil demais Hermione. – Gina disse compreendendo Harry completamente.

– Mas esse foi o nosso compromisso. – Hermione disse determinada – Para eles entenderem toda a história eles precisam vê-la como Harry viu. Poderiamos ter enviado só os livros, mas vindo junto com os livros nos comprometemos a não revelar nada que não tenha acontecido no livro. Isso é essencial.

– Desculpa. – Harry disse com um suspiro e baixou os olhos.



— Ótimo — comentou Fred que seguira Harry na passagem pelo buraco do quadro. — Preciso visitar a Zonko"s. Meus chumbinhos fedorentos estão quase no fim.

Harry se atirou em uma cadeira ao lado de Rony, sua animação esfriando. Hermione pareceu ler seus pensamentos.

— Harry tenho certeza de que você vai poder ir na próxima visita — disse a garota. — Vão acabar pegando o Black logo. Ele já foi avistado uma vez.

— Black não é louco de tentar alguma coisa em Hogsmeade — argumentou Rony. — Pergunte a McGonagall se você pode ir Harry, a próxima vez talvez demore um tempão para acontecer...



– Se eu realmente estiver atrás de Harry, – Sirius disse pensativo – Hogsmead é o lugar ideal para isso... Não há apenas a rua principal, eu poderia esperar na casa dos gritos por exemplo...

– Você acha que foi isso que fez? – Alice perguntou com cuidado.

– Só acho que essa seria a maneira mais simples. – Sirius disse dando de ombros.



— Rony! — exclamou a garota. — Harry tem que ficar na escola...

— Ele não pode ser o único aluno de terceiro ano que vai ficar — disse Rony. — Pergunta a McGonagall, anda, Harry...

— É, acho que vou perguntar — disse Harry se decidindo. Hermione abriu a boca para protestar, mas naquele instante Bichento pulou com leveza em seu colo. Trazia uma enorme aranha morta pendurada na boca.

— Ele tem que comer isso na frente da gente? — perguntou Rony aborrecido.

— Bichento inteligente, você apanhou a aranha sozinho? — perguntou Hermione.

Bichento mastigou a aranha vagarosamente, os olhos amarelos fixos insolentemente em Rony.

— Vê se ao menos segura ele aí — disse Rony irritado, voltando a atenção para o seu mapa estelar. — Perebas está dormindo na minha mochila.

Harry bocejou. Queria realmente ir se deitar, mas ainda tinha o mapa para terminar. Puxou a mochila para perto, tirou um pergaminho, tinta e caneta e começou a trabalhar.

— Pode copiar o meu, se quiser — ofereceu Rony, escrevendo o nome da última estrela com um floreio e empurrando o mapa para Harry.

Hermione, que desaprovava colas, contraiu os lábios, mas não disse nada. Bichento continuava a mirar Rony sem piscar, agitando a ponta do rabo peludo. Então, sem aviso, atacou.

— AI! — berrou Rony, agarrando a mochila na hora em que Bichento enterrava nela as garras das quatro patas e começava a sacudi-la furiosamente. – DÊ O FORA DAI SEU BICHO BURRO!



– Ele ouviu Rony dizendo que o Perebas estava na mochila. – Alice disse chocada.

– Deve ser um gato realmente inteligênte. – Sirius disse pensativo.

– Vocês acham que ele é um... Vocês sabem? – Remo perguntou a Sirius e Tiago cuidadoso.

– Acho que não... Por que ele se fingiria de bichinho de estimação se fosse?  – Tiago respondeu confuso.

– Deve ser apenas um gato mágico, os poderes dele devem dar a ele uma inteligência fora da média. – Sirius disse dando de ombros.

– Do que vocês estão falando? – Lily, que ouvia a conversa entre eles com atenção, perguntou confusa.

– Nada, Lily. – Tiago respondeu abraçando a garota com carinho enquanto ela bufava e revirava os olhos.



Rony tentou arrancar a mochila das garras de Bichento, mas o gato não a largava, bufando e unhando.

— Rony, não machuca ele! — gritou Hermione; toda a sala observava; Rony girou a mochila, Bichento continuou agarrado, e Perebas saiu voando pela abertura...

— SEGURE ESSE GATO! — berrou Rony quando Bichento se desvencilhou dos restos da mochila e saltou para a mesa perseguindo o aterrorizado Perebas.

Jorge Weasley deu um salto na direção de Bichento mas errou; Perebas disparou entre vinte pares de pernas e sumiu embaixo de uma velha cômoda. Bichento parou derrapando, se abaixou o mais que pôde nas pernas arqueadas e começou a fazer furiosas investidas com a pata dianteira no vão da cômoda.

Rony e Hermione correram para acudir; Hermione agarrou Bichento pelo meio e carregou-o para longe; Rony se atirou no chão de barriga para baixo e, com grande dificuldade, puxou Perebas para fora pelo rabo.

— Olha só para ele! — gritou o garoto furioso para Hermione, balançando Perebas diante da amiga. — Está pele e osso! Segura esse gato longe dele!

— Bichento não entende que isso é errado! — defendeu-o Hermione, a voz trêmula. — Todos os gatos caçam ratos, Rony!



– Eu acho que ele sabia exatamente o que estava fazendo... – Frank disse franzindo a testa – Ele só foi atrás da mochila de Rony quando Rony disse que o Perebas estava dentro...

– Isso foi realmente esquisito, parece até que o Bichento entendeu exatamente o que o Rony disse. – Alice concordou antes de continuar lendo.



— Tem uma coisa esquisita nesse animal! — acusou Rony, que estava tentando persuadir um Perebas, que se contorcia freneticamente, a voltar para dentro do seu bolso. — Ele me ouviu dizer que Perebas estava na mochila!

— Ah, deixa de bobagem — retrucou a garota. — Bichento sabe farejar, Rony, de que outro modo você acha...

— Esse gato está perseguindo o Perebas! — disse Rony, fingindo não ver os colegas em volta, que começavam a dar risadinhas abafadas. — E Perebas estava aqui primeiro, e está doente!

Rony atravessou a sala decidido e desapareceu na subida da escada para os dormitórios dos garotos.

Rony continuou de mal com Hermione no dia seguinte. Quase não falou com a garota durante a aula de Herbologia, embora ele, Harry e Hermione estivessem trabalhando juntos na mesma tarefa.



– Vocês dois paravam de se falar por cada bobeira. – Gina disse revirando os olhos para o irmão.

– O bichinho de estimação das pessoas não é uma bobeira. – Alice disse tomando as dores do Rony do livro – Eu não ia gostar se um amigo meu tivesse um bichinho que tenta engolir o meu...



— Como é que vai o Perebas? — perguntou Hermione timidamente enquanto colhiam gordas vagens rosadas das plantas e esvaziavam seus feijões luzidios em um balde de madeira.

— Está escondido no fundo da minha cama tremendo — respondeu Rony com raiva, errando o balde e espalhando feijões pelo chão da estufa.

— Cuidado, Weasley, cuidado! — exclamou a Profª. Sprout quando os feijões desabrocharam diante dos olhos de todos.

A aula seguinte era Transformação. Harry, que resolvera perguntar à Profª. McGonagall depois da aula se podia ir a Hogsmeade com os colegas, entrou na fila do lado de fora da sala tentando decidir como é que iria defender o seu caso. Foi distraído, porém, por uma confusão no início da fila.

Pelo jeito, Lilá Brown estava chorando. Parvati abraçava-a, e explicava algo a Simas e Dino, que pareciam muito sérios.

— Que foi que aconteceu, Lilá? — perguntou Hermione, ansiosa, quando ela, Harry e Rony se reuniram ao grupo.

— Ela recebeu uma carta de casa hoje de manhã — sussurrou Parvati. — Foi o coelho dela, Bínqui. Foi morto por uma raposa.

— Ah — disse Hermione sinto muito, Lilá.

— Eu devia ter imaginado! — exclamou Lilá, tragicamente. — Você sabe que dia é hoje?

— Hum...

— Dezesseis de outubro! "Essa coisa que você receia, vai acontecer na sexta-feira, 16 de outubro!" Lembram? Ela estava certa, ela estava certa!

A turma inteira agora rodeava Lilá. Simas sacudia a cabeça, sério. Mione hesitou; em seguida perguntou:

— Você receava que Bínqui fosse morto por uma raposa?

— Bem, não necessariamente por uma raposa — respondeu Lilá, erguendo os olhos, dos quais as lágrimas escorriam sem parar —, mas obviamente eu receava que ele morresse, não é?

— Ah — exclamou Hermione. Ela fez outra pausa. E depois... — Bínqui era um coelho velho?



– Que falta de delicadeza. – Alice desviou os olhos do livro e encarou Hermione de cara feia – A garota perdeu o bichinho dela. Para que esse interrogatório todo?

– Talvez por que é ridículo a garota achar que a professora de adivinhação previu que o coelhinho morreria... – Tiago disse dando de ombros.

– E de qualquer forma o coelho nem morreu naquele dia. – Remo disse revirando os olhos – A garota que recebeu a notícia naquele dia.



— N... Não! — soluçou Lilá. — A... Ainda era um bebezinho!



– Se o coelho era só um filhote por que a garota temeria a morte dele? – Sirius disse revirando os olhos – Ela só está associando isso à previsão da professora por que acredita que ela é realmente uma vidente.



Parvati apertou o abraço que dava em Lilá.

— Mas, então, por que você tinha receio que ele morresse? — perguntou Hermione.

Parvati fez uma cara feia para a colega.

— Bem, vamos encarar isso logicamente — falou Hermione, virando-se para o restante do grupo. — Quero dizer, Bínqui nem ao menos morreu hoje, não é? Lilá foi que recebeu a notícia hoje... — Lilá abriu um berreiro — e ela não podia estar receando isso, porque a notícia foi um choque para ela...



– Pelo menos Hermione é uma garota sensata. – Remo disse admirando a garota que seria um dia sua aluna.



— Não ligue para Hermione, Lilá — disse Rony em voz alta —, ela não acha que os bichos de estimação dos outros têm muita importância.

A Profª. Minerva abriu a porta da sala de aula naquele momento, o que talvez tenha sido uma sorte; Hermione e Rony estavam se fuzilando com os olhos e quando entraram na sala se sentaram um de cada lado de Harry, e passaram a aula inteira sem se falar.



– Vocês não tem ideia de como é irritante ficar entre vocês dois quando não estão se falando. – Harry bufou.

– Desculpa. – Rony murmurou.



Harry ainda não decidira o que ia dizer à professora quando a sineta tocou anunciando o fim da aula, mas foi ela quem levantou o assunto de Hogsmeade primeiro.

— Um momento, por favor! — pediu quando a turma se preparava para sair. — Como vocês todos fazem parte da minha Casa, deverão entregar os formulários de autorização para ir à Hogsmeade a mim, antes do Dia das Bruxas. Sem formulário não há visita, por isso não se esqueçam.

Neville levantou a mão.

— Por favor, professora, eu... Eu acho que perdi...

— Sua avó mandou o seu diretamente a mim, Longbottom — disse Minerva. — Parece que ela achou mais seguro. Bem, é só isso, podem ir.



– Minha mãe não confia mesmo em você, não é? – Frank perguntou a Neville com um suspiro consternado.

– Sempre fui esquecido. – Neville deu de ombros.



— Pergunta a ela agora — sibilou Rony a Harry.

— Ah, mas... — começou Hermione.

— Manda ver — disse Rony insistindo.

Harry esperou o resto da turma desaparecer e se dirigiu, nervoso, à escrivaninha da professora.

— Que foi, Potter?

Harry inspirou profundamente.

— Professora, minha tia e meu tio... Hum... Se esqueceram de assinar a minha autorização.

A Profª. Minerva olhou-o por cima dos óculos quadrados e não disse nada.

— Então... Hum... A senhora acha que haveria algum problema... Quero dizer, que estaria Ok se eu... Se eu fosse a Hogsmeade?

Minerva baixou os olhos e começou a mexer nos papéis em cima da escrivaninha.

— Receio que não, Potter. Você ouviu o que eu disse. Não tem formulário, não tem visita ao povoado. Essa é a regra.

— Mas, professora, minha tia e meu tio... A senhora sabe, eles são trouxas, não entendem realmente para que servem... Os formulários de Hogwarts e outras coisas daqui — explicou Harry, enquanto Rony o animava a prosseguir com vigorosos acenos de cabeça. — Se a senhora disser que eu posso ir...

— Mas eu não vou dizer — falou a professora se levantando e arrumando os papéis na gaveta. — O formulário diz claramente que o pai ou guardião precisa dar permissão. — Minerva se virou para olhá-lo, com uma estranha expressão no rosto. Seria pena? — Sinto muito, Potter, mas esta é a minha palavra final. É melhor você se apressar ou vai se atrasar para a próxima aula.



– Pelo menos você tentou. – Sirius murmurou chateado – Mas tenho certeza de que se eu não tivesse fugido de Azkaban ela deixaria você ir...

– Pare de se culpar Sirius. – Tiago disse categórico – Tenho certeza de que logo todos vão ver que você não é um perigo para o Harry.



Não restava nada a fazer. Rony xingou a Profª. Minerva de uma porção de nomes, o que deixou Hermione muito aborrecida; a garota assumiu um ar de "foi-melhor-assim” que fez Rony ficar com mais raiva e Harry teve que suportar os colegas na aula discutindo, alegres e em altas vozes, o que iam fazer primeiro, quando chegassem a Hogsmeade.

— Sempre tem a festa — disse Rony, num esforço para animar Harry.

— Sabe, a festa do Dia das Bruxas, à noite.

— Sei — respondeu Harry, deprimido —, que ótimo.

A festa do Dia das Bruxas era sempre boa, mas teria um sabor muito melhor se fosse depois de uma visita a Hogsmeade com os colegas. Nada que ninguém disse fez Harry se sentir melhor com relação à idéia de ser deixado para trás.

Dino Thomas, que era jeitoso com uma caneta, se oferecera para falsificar a assinatura do tio Válter no formulário, mas como Harry já dissera à Profª. Minerva que os tios não haviam assinado, não adiantava nada. Rony, meio desanimado, sugeriu a Capa da Invisibilidade, mas Hermione eliminou essa possibilidade, lembrando a Rony que Dumbledore avisara que os dementadores podiam ver através da capa. Possivelmente foi Percy quem disse as palavras que menos consolaram.

— O pessoal faz um estardalhaço sobre Hogsmeade, mas eu garanto, Harry, o povoado não é tão fantástico quanto dizem — falou ele, sério. — Tudo bem, a loja de doces é bastante boa e a Zonko's — Logros e Brincadeiras é francamente perigosa e, ah, sim, a Casa dos Gritos sempre vale a pena visitar, mas, verdade, Harry, tirando isso, você não vai perder nada.



– Seu irmão realmente não é bom nesse negócio de animar os outros, não é? – Sirius perguntou a Rony e Gina franzindo a testa.

– Ele nunca foi muito bom com pessoas em geral na verdade. – Gina disse dando de ombros – Ele sempre achou que a revolução dos duendes era um assunto interessante para um jantar...

– É incrível imaginar que Fred, Jorge e Percy tiveram exatamente a mesma criação... – Sirius disse pensativo.

– Não tão incrível se você levar em consideração que você e Regulo viveram a vida toda na mui antiga e nobre casa dos Black... – Tiago deu de ombros.

– E que Petúnia e Lily são irmãs... – Alice disse concordando com Tiago.

– Mas meu caso com a Tuney é diferente. – Lily disse encarando os próprios pés desconfortável – Eramos melhores amigas, até que eu descobri que era uma bruxa e ela não... 

– Parece que o horror que ela tem à magia é inveja. – Remo disse com um suspiro.



Na manhã do Dia das Bruxas, Harry acordou com os colegas e desceu para tomar café, sentindo-se totalmente arrasado, embora se esforçasse ao máximo para agir normalmente.

— Vamos lhe trazer um monte de doces da Dedosdemel — prometeu Hermione, sentindo uma pena desesperada do amigo.

— É, montes — concordou Rony. Ele e Hermione tinham finalmente esquecido a briga por causa do Bichento diante do descontentamento de Harry.



– Isso só me dá ainda mais certeza de que você tem os melhores amigos que poderia encontrar. – Tiago disse sorrindo para Rony e Hermione.

– Tiago tem razão. – Lily disse passando a mão nos cabelos de Harry com cuidado – É bom saber que você sempre pode contar com eles.

    Harry fechou os olhos por um segundo e permitiu-se sentir o carinho de sua mãe.



— Não se preocupem comigo — disse Harry no que ele imaginava ser uma voz displicente. — Vejo vocês na festa. Divirtam-se.



– Não foi nada displicente. – Rony disse sorrindo para Harry – Só para você saber.



Ele acompanhou os amigos até o saguão da escola, onde Filch, o zelador, estava postado à porta de entrada, verificando se os nomes constavam de uma longa lista, examinando cada rosto cheio de desconfiança, e certificando-se de que ninguém que não devia ir estivesse saindo escondido da escola.

— Vai ficar na escola, Potter? — gritou Malfoy, que estava na fila com Crabbe e Goyle. — Medinho de passar pelos dementadores?

Harry não lhe deu atenção e se dirigiu, solitário, para a escadaria de mármore, seguiu pelos corredores desertos e voltou à Torre da Grifinória.

— Senha? — perguntou a Mulher Gorda, acordando assustada de um cochilo.

— Fortuna Major — disse Harry apático.

O retrato se afastou e ele passou pelo buraco que levava à sala comunal que estava repleto de alunos do primeiro e segundo ano que tagarelavam e de alguns alunos mais velhos, que obviamente já tinham visitado Hogsmeade tantas vezes que a novidade se desgastara.


 

– Para mim a novidade nunca se desgasta. – Sirius disse dando de ombros – A dedosdemel e a Zonko's sempre tem novidades.

– Ainda me lembro de quando chegaram aquelas moscas de chocolate com menta. – Remo disse sorrindo saldoso.

– Prefiro os chicles de baba-bola. – Sirius disse procurando nos bolsos internos de suas veste e encontrando apenas embalagens vazias – Não acredito que já acabei com meu estoque de verão.

– Você tem um estoque de verão? – Alice perguntou espantada.

– É claro. – Sirius disse revirando os olhos – Muito mais fácil estocar enquanto estou aqui do que encomendar quando estou em casa...

– Considerando que agora você mora na Mansão Potter, – Remo disse com um sorriso de lado – seu estoque deve ter dobrado.

– É claro! – Tiago falou rindo – Ele rouba meus doces durante a noite!



— Harry! Harry! Oi, Harry!

Era Colin Creevey, um colega do segundo ano que tinha uma profunda admiração por Harry e nunca perdia uma oportunidade de falar com o seu ídolo.



– Essa é uma descrição bem simpática de Colin. – Gina disse com um meio sorriso ligeiramente triste – Faria mais sentido dizer que ele era completamente obcecado pelo Harry.



— Você não vai a Hogsmeade, Harry? Por que não? Ei, — Colin olhou com ansiedade para os amigos — pode vir se sentar conosco, se quiser, Harry!

— Hum... Não, obrigado, Colin — disse Harry que não estava a fim de ter um bandão de gente olhando, curiosa, para a cicatriz em sua testa. — Tenho... Tenho que ir à biblioteca, preciso fazer um trabalho.



– É muito legal saber que você nem ao menos percebeu que eu estava sentada com Colin. – Gina disse levantando a sobrancelha para Harry ameaçadora.

– Eu nem ao menos olhei para os amigos dele. – Harry respondeu passando uma mão pelos cabelos desconfortável.



Depois disso, ele não teve escolha senão dar meia-volta e se dirigir ao buraco do retrato para sair.

— Para o que foi então que me acordou? — comentou rabugenta, a Mulher Gorda quando ele, depois de passar, foi se afastando.



– A Mulher Gorda deve ter fugido por que Harry não parava de perturbar seus cochilos. – Frank disse fazendo piada.

    A maioria dos presentes esboçou um sorriso. Severo checou novamente seu nariz, nesse momento ele estava apodrecendo um pouco, por isso estava mole e melado. Ele até havia tentado alguns feitiços não-verbais para retirar o feitiço, mas nenhum de seus contra-feitiços funcionou, ele não era tão bom em transfiguração quanto Tiago e ele obviamente havia feito um bom trabalho.



Harry caminhou, desalentado, em direção à biblioteca, mas no meio do caminho mudou de idéia; não estava com vontade de trabalhar. Deu meia-volta e deparou com Filch, que obviamente acabara de despachar o último visitante para Hogsmeade.

— Que é que você está fazendo? — rosnou Filch, desconfiado.

— Nada — respondeu Harry com sinceridade.

— Nada! — bufou Filch, a queixada tremendo desagradavelmente. — Que coisa improvável! Andando, sorrateiro, sozinho, por que é que você não está em Hogsmeade comprando chumbinho fedorento, pó de arroto e minhocas de apito como os seus outros amiguinhos intragáveis?



– Essa é a parte ruim de ir a Hogsmead com permissão. – Tiago disse insinuante – O Filch só falta fazer uma revista intima quando a gente volta.

– Mal sabe ele que vocês não precisam disso para manter o estoque, não é? – Lily perguntou sorrindo para Tiago.

– Há anos que não compramos artigos na Zonko's durante os passeios permitidos. – Sirius disse orgulhoso.

– Um dia ainda quero descobrir como vocês saem e entram na escola quando querem. – Frank disse com um sorriso.



Harry sacudiu os ombros.

— Muito bem, volte para sua sala comunal que é o seu lugar! — mandou Filch, com rispidez e ficou parado olhando até Harry desaparecer de vista.

Mas o garoto não voltou à sala comunal; ele subiu uma escada, pensando vagamente em visitar o corujal para ver Edwiges, e estava andando por outro corredor quando uma voz que vinha de uma das salas o chamou:

— Harry?

O garoto se virou pata ver quem o chamara e deparou com o Profº. Lupin, que espiava para os lados à porta de sua sala.



– Pelo menos você arrumou uma companhia melhor do que Filch. – Gina disse dando de ombros e fazendo Remo abrir um grande sorriso.



— Que é que você está fazendo? — perguntou Lupin, embora num tom de voz diferente do de Filch. — Onde estão Rony e Hermione?

— Hogsmeade — respondeu Harry num tom que ele pretendia que fosse descontraído.

— Ah — comentou Lupin. Ele observou o garoto por um momento. — Por que você não entra? Estive aguardando a entrega de um grindylow para a nossa próxima aula.



– Você realmente deu tudo de si como professor, Remo. – Lily disse feliz – Harry deve ter aprendido mais nesse ano do que nos dois anteriores juntos.

– Se considerar que ele não aprendeu nada nos dois anteriores. – Remo disse com humildade.

– Nada disso. – Tiago o interrompeu – Você é um bom professor. O melhor que meu filho poderia ter.

    Remo baixou os olhos e sorriu envergonhado.



— De um o quê? — perguntou Harry.

Ele entrou na sala de Lupin com o professor. A um canto havia uma enorme caixa de água. Um bicho de cor verde-bile e chifrinhos pontiagudos comprimia a cara contra o vidro, fazendo caretas e agitando os dedos longos e afilados.

— Demônio aquático — explicou Lupin, examinando o grindlow pensativamente. — Não deve nos dar muito trabalho, não depois dos kappas. O truque é deixar as mãos deles sem ação. Reparou nos dedos anormalmente compridos? Fortes mas muito quebradiços.

O grindylow arreganhou os dentes verdes e em seguida se enterrou num emaranhado de ervas a um canto.

— Aceita uma xícara de chá? — ofereceu Lupin, procurando a chaleira. — Eu estava mesmo pensando em preparar uma.

— Tudo bem — aceitou Harry sem jeito.

Lupin deu alguns golpes de varinha na chaleira e na mesma hora saiu do bico uma baforada de vapor quente.

— Sente-se — convidou Lupin, tirando a tampa de uma lata empoeirada. — Receio que só tenha chá em saquinhos... Mas eu diria que você já bebeu chá em folhas que chegue.

Harry olhou para ele. Os olhos do professor cintilavam.

— Como foi que o senhor soube disso? — perguntou Harry.

— A Profª. McGonagall me contou — respondeu Lupin, passando a Harry uma caneca lascada cheia de chá. — Você não está preocupado, está?

— Não.

Por um instante Harry pensou em contar a Lupin a história do cão que ele vira na Rua Magnólia, mas decidiu não fazê-lo.



– Você devia ter falado. – Tiago disse a Harry categórico – Ele te diria que o cão não era um Sinistro.

– E como você pode saber que o cão não era um Sinistro? – Alice perguntou levantando as sobrancelhas para Tiago.

– Primeiro por que não existe Sinistro. – Tiago disse olhando para Alice maldosamente – Segundo por que Remo é uma pessoa completamente sensata que sabe que não existe Sinistro. E terceiro... – Tiago fez uma pausa e pensou melhor – Dois motivos são suficientes.

– Ficou sem argumentos? – Alice perguntou maliciosa.

– Você não é inteligente o bastante para entender meu terceiro argumento. – Tiago disse levantando uma sobrancelha para Alice que ficou espumando de raiva, mas achou melhor não discutir.



Não queria que Lupin pensasse que era covarde, principalmente porque o professor já parecia pensar que ele não era capaz de enfrentar um bicho-papão.

Alguma coisa dos pensamentos de Harry devia ter transparecido em seu rosto, porque Lupin perguntou:

— Tem alguma coisa preocupando-o, Harry?

— Não — mentiu o garoto. Depois bebeu um pouco de chá observando o grindylow que o ameaçava com o punho. — Tem — disse ele de repente, pousando a xícara de chá na mesa do professor — O senhor se lembra daquele dia em que lutamos contra o bicho-papão?

— Claro.

— Por que o senhor não me deixou enfrentar o bicho? — perguntou Harry abruptamente.

Lupin ergueu as sobrancelhas.

— Eu teria pensado que isto era óbvio, Harry — disse ele parecendo surpreso.

Harry, que esperara que o professor negasse ter feito uma coisa dessas, ficou perplexo.

— Por quê? — tornou ele a perguntar.

— Bem — falou Lupin, franzindo de leve a testa —, presumi que se o bicho-papão o enfrentasse, ele assumiria a forma de Lord Voldemort.


 

– O que seria bem óbvio para você se você tivesse pensado melhor... – Hermione disse dando de ombros – Eu mesma poderia ter te falado isso, se você tivesse dito alguma coisa.

– Até eu poderia. – Rony deu de ombros.



Harry arregalou os olhos. Não somente esta era a última resposta que poderia esperar, como também Lupin dissera o nome de Voldemort. A única pessoa que Harry já ouvira dizer esse nome em voz alta (além dele próprio) fora o Profº. Dumbledore.

— Pelo visto eu me enganei — desculpou-se o professor, ainda franzindo a testa. — Mas eu não achei uma boa idéia Lord Voldemort se materializar na sala dos professores. Imaginei que os alunos entrariam em pânico.

— Logo no começo, eu realmente pensei em Voldemort — disse Harry honestamente. — Mas depois, eu... Eu me lembrei daqueles dementadores.

— Entendo — falou o professor, pensativo. — Bem, bem... Estou impressionado. — Ele sorriu brevemente ao ver a expressão de surpresa no rosto do garoto. — Isto sugere que o que você mais teme é o medo. Muito sensato, Harry.



    Severo se remexeu em seu lugar desconfortável, havia dito exatamente o mesmo que Lupin pouco tempo atrás. Seu nariz de tomate estava aos poucos se desfazendo escorrendo pelo rosto e caindo na roupa.



Harry não soube o que dizer ao professor, por isso bebeu mais chá.

— Então você andou pensando que eu não acreditava que você tivesse capacidade para enfrentar o bicho-papão? — perguntou Lupin astutamente.

— Bem... É. — Harry de repente estava se sentindo muito mais feliz. — Profº. Lupin, o senhor sabe que os dementadores...

O garoto foi interrompido por uma batida na porta.

— Entre — convidou o professor.

A porta se abriu e Snape entrou. Trazia um cálice ligeiramente fumegante e parou, apertando os olhos negros, ao ver Harry.

— Ah, Severo — exclamou Lupin sorridente. — Muito obrigado. Podia deixar aí na mesa para mim?



– Eu fiz uma poção para você? – Severo perguntou descrente – Por que eu faria isso?

– Provavelmente por que foi obrigado por Dumbledore. – Tiago disse malicioso – Afinal você nunca teria coragem de enfrentar o diretor... 

– Isso é óbvio, mas que poção seria essa? – Frank perguntou desconfiado.

– Provavelmente um tônico... – Remo disse dando de ombros.

– A saúde de Remo sempre foi fraca. – Sirius disse se apegando à mentira que contaram por anos.



Snape pousou o cálice fumegante, os olhos indo de Harry para Lupin.

— Eu estava mostrando a Harry o meu grindylow — disse Lupin em tom agradável, indicando o tanque de água.

— Fascinante — comentou Snape sem sequer olhar para o tanque. — Você devia beber isso logo, Lupin.

— É, é, vou beber.

— Fiz um caldeirão cheio — continuou Snape. — Se precisar de mais...

— Provavelmente eu deveria tomar mais um pouco amanhã. Muito obrigado, Severo.

— De nada — disse o colega, mas havia uma expressão em seus olhos que não agradou a Harry. O professor se retirou de costas para a porta, sem sorrir, vigilante.

Harry olhou, curioso, para o cálice. Lupin sorriu.

— O Profº. Snape teve a bondade de preparar esta poção para mim — explicou ele. — Nunca fui um bom preparador de poções e esta aqui é particularmente complexa. — Ele apanhou o cálice e cheirou-o. — É pena que o açúcar estrague o efeito da poção — acrescentou, tomando um golinho e estremecendo.



– Isso não é um tônico. – Severo disse limpando o tomate que escorria pelo seu rosto distraidamente – Tônicos não são nada complexos e em geral não perdem efeito com adição de açúcar...

– Mas o que mais poderia ser? – Lily perguntou curiosa.

– Não existe uma poção para... – Sirius disse trocando um olhar com Remo e Tiago.

– Talvez na época exista! – Tiago respondeu encarando Remo alegremente – Talvez seja por isso que você finalmente se tornou professor!

– Uma poção para que? – Alice perguntou irritada – Vocês são muito chatos falando essas cosas pela metade e não explicando nada!

– Para a minha doença... – Remo disse encarando os próprios pés nervosamente.

– Você não é doente Remo. – Sirius disse categórico.



— Por quê...? — começou Harry.

Lupin olhou para ele e respondeu à pergunta incompleta.

— Tenho me sentido meio indisposto. Esta poção é a única coisa que me ajuda. Tenho a sorte de estar trabalhando ao lado do Profº. Snape; não há muitos bruxos que saibam prepará-la.



– Isso só dá ainda mais de certeza de que não é simplesmente um tônico. – Lily disse coçando a cabeça – Aprendemos tônicos restauradores comuns no quarto ano. É bem simples.

– Vocês tem razão. – Frank disse pensativo – Deve ser uma poção nova, que não existe ainda.



O professor tomou mais um golinho e Harry teve um desejo incontrolável de derrubar o cálice de suas mãos.



– Te entendo! – Sirius e Tiago disseram ao mesmo tempo.

– Não sei se eu resistiria ao impulso de derrubar. – Gina disse rindo.



— O Profº. Snape é muito interessado nas Artes das Trevas — disse o garoto sem pensar.

— É mesmo? — admirou-se Lupin, parecendo apenas levemente interessado, enquanto tomava mais um gole.

— Tem gente que supõe que ele faria qualquer coisa para ocupar o cargo de professor de Defesa contra as Artes das Trevas.

Lupin esvaziou o cálice e fez uma careta.

— Horrível — disse. — Bem, Harry é melhor eu voltar ao trabalho. Vejo você mais tarde na festa.

— Certo — concordou Harry, deixando na mesa sua xícara vazia. O cálice vazio continuava a fumegar.



– Só seria menos sutil se falasse com todas as letras que ele estava tentando me envenenar. – Remo disse sorrindo para Harry com simpatia.



— Segura aí — exclamou Rony. — Compramos o máximo que podíamos carregar.

Uma chuva de doces intensamente coloridos caiu no colo de Harry.

Anoitecia e Rony e Hermione tinham acabado de chegar à sala comunal, as faces rosadas do vento frio e a expressão de que tinham se divertido como nunca.

— Obrigado — disse Harry, pegando um pacote de minúsculos Diabinhos de Pimenta. — Como é que é Hogsmeade? Aonde é que vocês foram?



– Esses são novos. – Sirius disse cobiçoso – Espero que eu tenha dado uma passadinha na dedosdemel depois que sai da cadeia. – completou acenando com as sobrancelhas.

– Vão provar que você é inocente e você vai poder comer quantos doces quiser. – Tiago falou com tanta certeza que ninguém teve coragem de discordar.



Pelo que diziam... A todos os lugares. Dervixes e Bangues, a loja de equipamento de bruxaria, Zonko's — Logros e Brincadeiras, no Três Vassouras para tomar canecas espumantes de cerveja quente amanteigada, e outros tantos lugares.

— O Correio, Harry! Umas duzentas corujas, todas pousadas em prateleiras, todas com código de cores dependendo da urgência com que você quer que a carta chegue!

— A Dedosdemel tem um novo tipo de bombom estavam distribuindo amostras grátis, olha aí um pedacinho, olha...

— Achamos que vimos um ogro, juro, tem gente de todo o tipo no Três Vassouras...

— Gostaria que a gente pudesse ter trazido cerveja amanteigada para você, esquenta para valer...

— Que foi que você ficou fazendo? — perguntou Hermione, com ar preocupado. — Terminou algum dever?



– Eu não sei por que eu ainda perguntava. – Hermione disse revirando os olhos para Harry.

– Realmente, eu acho que nunca vi o Harry e o Rony fazendo deveres de casa por livre e espontanea vontade. – Neville disse rindo.

– Eles provavelmente fizeram uns deveres bem mal-feitos antes de serem amigos da Mione. – Gina disse implicante.

– Não sejam bobos, é claro que nós faziamos deveres sozinhos. – Harry disse com uma sombra de sorriso nos lábios.

– É. – Rony completou – Sempre que a Mione não deixava a gente copiar...

    A maioria dos presentes riu. Hermione no entanto não via graça alguma. 



— Não — respondeu Harry. — Lupin preparou uma xícara de chá para mim na sala dele. Então Snape entrou...

E Harry contou aos amigos tudo sobre o cálice. Rony ficou boquiaberto.

— E Lupin bebeu? Ele é maluco?



– Não acho que Snape me envenenaria debaixo do nariz de Dumbledore. – Remo deu de ombros.

– Contanto que saiba que ele te envenenaria em outras ocasiões. – Sirius disse soturno fazendo Snape ranger os dentes.



Hermione consultou o relógio de pulso.

— É melhor descermos, sabe, a festa vai começar dentro de cinco minutos...

— Os três atravessaram depressa o buraco do retrato e se misturaram à aglomeração de alunos, ainda discutindo Snape.

— Mas se ele... Sabe... — Hermione baixou a voz, olhando, nervosa, para os lados — se ele estivesse tentando... Envenenar Lupin... Não teria feito isso na frente de Harry.

— É talvez — disse Harry quando chegavam ao saguão de entrada e o atravessavam para entrar no Salão Principal. Este fora decorado com centenas de abóboras iluminadas por dentro com velas, uma nuvem de morcegos, muitas serpentinas laranja-vivo que esvoaçavam lentamente pelo teto tempestuoso como parecendo luzidias cobras de água.

A comida estava deliciosa; até Hermione e Rony, que já vinham empanturrados de doces da Dedosdemel, arranjaram lugar para repetir.

Harry olhava constantemente para a mesa dos professores. O Profº. Lupin parecia alegre e o mais saudável possível; conversava animadamente com o miúdo Flitwick, professor de Feitiços. O olhar de Harry percorreu a mesa até o lugar que Snape ocupava. Seria sua imaginação ou os olhos de Snape cintilavam na direção de Lupin com mais freqüência do que seria natural?



– Talvez nesse momento tenha sido só a sua imaginação. – Gina disse dando de ombros.

– Não sei. – Tiago disse encarando Snape e seu nariz de tomate apodrecido – Ele nunca gostou de nenhum de nós. Pode até não ter envenenado o Remo, mas aposto que ele acha que Remo ajudaria Sirius no que ele precisasse.

– Por que eu provavelmente ajudaria mesmo. – Remo disse categórico – Vocês foram os primeiros amigos que tive na vida, faria qualquer coisa por vocês.

– Até ajudar um criminoso a entrar em uma escola cheia de crianças? – Alice murmurou, mas não conseguiu passar despercebida.

    Tiago encarou Alice com verdadeiro odio.

– Você já me irritou o bastante! – Tiago disse apontando a varinha para o rosto de Alice.

– Tiago, não faça isso! – Frank disse se colocando entre Alice e Tiago.

– Você acha isso certo? – Tiago gritou apontando a varinha para o rosto de Frank – Dumbledore falou que não deviamos julgar ninguém antes do fim dos sete livros, e tudo o que ela tem feito são julgamentos precipitados.

– Eu prometo para você que ela não vai falar mais nada! – Frank disse fazendo de tudo para proteger Alice.

– Ela já falou demais! – Tiago disse e um sorrisinho surgiu no canto de sua boca – E que tipo de exemplo eu estaria dando ao meu filho se eu transformasse o nariz do Ranhoso e não o da Alice? E já que estou pensando na educação dos nossos filhos, – Tiago disse encarando os outros sem desviar a varinha do rosto de Frank – esse é um feitiço muito útil que eu prefiro executar de forma não-verbal. Levicorpus!

    Nesse momento Frank ficou pendurado por um tornozelo, com suas vestes escorregando para seu rosto, se não estivesse usando calças seria possível ver sua cueca.

– Esse feitiço ficou bastante popular no nosso quinto ano. – Remo explicou professoralmente – Começou a ser usado em Hogwarts pelo Sirius que aprendeu de seu tio Alphard. Inicialmente usavamos apenas na forma não-verbal para que os outros alunos não descobrissem o feitiço, mas Pedro deixou escapar algumas vezes e a azaração se espalhou.

– E agora, – Tiago disse passando por Frank e alcançando Alice – é a sua vez. – Tiago balançou a varinha e um tomate perfeitamente maduro surgiu no meio do rosto de Alice – Agora espero ver você bem caladinha.

    Alice trincou os dentes, se esforçou para alcançar a varinha, mas foi contida por Neville que muito calmamente levou-a de volta para o sofá. Hermione apontou a varinha para Frank que caiu sobre a mesa de centro.

– Agora pode voltar a ler, Alice, querida. – Tiago disse ironicamente entregando o livro a ela.

    Alice voltou a ler com a voz muito mais fina do que o normal por causa do nariz tomate.



A festa terminou com um espetáculo apresentado pelos fantasmas de Hogwarts. Eles saltavam de repente das paredes e dos tampos das mesas e voavam em formação;

Nick Quase Sem Cabeça, o fantasma da Grifinória, fez grande sucesso com uma encenação de sua própria decapitação incompleta.

Foi uma noite tão agradável que o bom humor de Harry sequer foi afetado quando Malfoy gritou no meio dos colegas, quando deixavam o salão:

— Os dementadores mandaram lembranças, Potter!

Harry, Rony e Hermione acompanharam os colegas da Grifinória pelo caminho habitual para a sua Torre, mas quando chegaram ao corredor que terminava no retrato da Mulher Gorda, encontraram-no engarrafado pelos alunos.

— Por que ninguém está entrando? — perguntou Rony, curioso. Harry espiou por cima das cabeças à sua frente.

Aparentemente o retrato estava fechado.

— Me deixem passar — ouviu-se a voz de Percy, que passou cheio de importância e eficiência pelo ajuntamento. — Qual é o motivo da retenção aqui? Não é possível que todos tenham esquecido a senha, com licença, sou o monitor-chefe...

E então foi baixando um silêncio sobre os alunos a começar pelos que estavam na frente, dando a impressão de que uma friagem se espalhava pelo corredor.

Eles ouviram Percy dizer, numa voz repentinamente alta e esganiçada:

— Alguém vai chamar o Profº. Dumbledore. Depressa.



– Por que esse pavor todo? – Frank perguntou, já recuperado da queda, tentando fazer os animos voltarem ao normal – A mulher gorda as vezes da uma voltinha, ela tem amigas em outros quadros.

– Obviamente há mais alguma coisa errada, ou as pessoas não estariam nervosas. – Severo bufou com a voz ainda anasalada pelo tomate, que nesse ponto já estava completamente podre.



As cabeças dos alunos se viraram; os que estavam atrás se esticaram nas pontas dos pés.

— Que é que está acontecendo? — perguntou Gina, que acabara de chegar.

Instantes depois, o Profº. Dumbledore chegou deslizando, imponente, em direção ao retrato; os alunos da Grifínória se comprimiram para deixá-lo passar, e Harry, Rony e Hermione se aproximaram para ver qual era o problema.

— Essa, não... — a garota agarrou o braço de Harry.

A Mulher Gorda desaparecera do retrato, que fora cortado com tanta violência que as tiras de tela se amontoavam no chão; grandes pedaços do retrato haviam sido completamente arrancados.



– Se foi realmente eu, devo ter ficado com muita raiva... – Sirius deu de ombros – ela nao deve ter deixado eu entrar...

– Mas por que você tentaria entrar na torre da Grifinória no dia das bruxas? – Remo perguntou pensativo – É óbvio que todos estariam na festa.

– Talvez depois de tantos anos em Azkaban ele tenha perdido a noção de tempo... – Lily disse dando de ombros.

– Ou talvez ele tenha feito de proposito, ele não deve estar querendo fazer estardalhaço, entrar na torre vazia é o mais prudente. – Tiago disse – Assim ele poderia acordar o Harry no meio da noite e falar com ele, explicar tudo.

    Sirius sorriu para Tiago, não importava que tudo estivesse contra ele, Tiago estava sempre ao seu lado.



Dumbledore deu uma olhada rápida no retrato destruído, virou-se, o olhar sombrio e viu os professores McGonagoall, Lupin e Snape que vinham apressados ao seu encontro.

— Precisamos encontrá-la — disse Dumbledore. — Profª. McGonagall, por favor localize o Sr. Filch imediatamente e diga-lhe que procure a Mulher Gorda em todos os quadros do castelo.

— Vai precisar de sorte! — disse uma voz gargalhante.

Era Pirraça, o poltergeist, sobrevoando professores e alunos, encantado, como sempre, à vista de desastres e preocupações.

— Que é que você quer dizer com isso, Pirraça? — perguntou Dumbledore calmamente e o sorriso do poltergeist empalideceu um pouco. Ele não se atrevia a atormentar o diretor. Em vez disso, adotou uma voz untuosa que não era nada melhor do que a sua gargalhada escandalosa.

— Vergonha, Sr. Diretor. Não quer ser vista. Está horrorosa. Eu a vi correndo por uma paisagem no quarto andar, Sr. Diretor, se escondendo entre as árvores. Chorando de cortar o coração — informou ele, satisfeito. — Coitada — acrescentou em tom pouco convincente.

— Ela disse quem foi que fez isso? — perguntou Dumbledore em voz baixa.

— Ah, disse, Sr. Diretor — respondeu Pirraça com ar de quem carrega uma grande bomba nos braços. — Ele ficou furioso porque ela não quis deixá-lo entrar, entende. — Pirraça deu uma cambalhota no ar e sorriu para Dumbledore entre as próprias pernas. — Tem um gênio danado, esse tal de Sirius Black.



– Então foi realmente eu. – Sirius disse com um suspiro – Tentei entrar na torre da Grifinória, a Mulher Gorda não deixou e eu simplesmente rasguei ela.

– Tenho certeza de que você tem um bom motivo para querer entrar na torre, sei que não faria mal algum a Harry. – Lily disse encarando Sirius séria.

– E você sempre foi um bocado cabeça quente, – Tiago deu de ombros – é claro que não teria paciência com a Mulher Gorda se ela não te deixasse entrar.

    O tomate de Snape terminou de apodrecer e simples caiu dando lugar ao seu verdadeiro nariz, que ele tocou e ficou feliz em saber que tinha o tamanho e formato normais.

– O seu nariz deve voltar ao normal durante a noite. – Tiago disse apontando para Alice sem encara-la.

– Acho melhor comermos alguma coisa e irmos para a cama. – Hermione disse autoritária.

– Mas... Podiamos ler mais um capítulo depois do jantar. – Sirius pediu com delicadeza. – Preciso saber. 

– Eu sei que às vezes é difícil parar de ler, mas já está tarde, todos já estão caindo de sono... – Hermione disse mais delicada.



– No que está pensando? – Gina perguntou a Harry, depois de todos terem jantado e ido para a cama, sentando-se ao lado dele no sofá.

– Estou com medo do modo como eles vão reagir quando descobriem o motivo real pelo qual Sirius foi preso. – Harry disse com um suspiro – Meu pai já está tendo que enfeitiçar os outros para impedi-los de falar alguma coisa... 

– Snape sempre foi um idiota, não importa o que você diga, e Alice é um bocado tagarela e inconsequente. – Gina disse dando de ombros – Seu pai já teria enfeitiçado os dois antes, mas estava se controlando, mas mexeram com o melhor amigo dele...

– Eu entendo, – Harry disse – eu mesmo não consegui me controlar quando a Guida falou mal dos meus pais...

– Nem me fale naquela bruaca velha bigoduda – Gina bufou irritada e foi abraçada por Harry. – Fora isso as coisas estão indo bem...

– Meu pai é incrível. – Harry disse sonhador abraçando-se um pouco mais à Gina – Ele é ainda mais inteligênte do que eu achava, e não é tão metido quanto parecia...

– Ele amadureceu. – Gina disse fechando os olhos e sorrindo por estar novamente entre os braços de Harry – Todos eles amadureceram muito desde o quinto ano... A não ser Alice, ela ainda precisa amadurecer muito.

– Você tem razão. – Harry disse distraido cheirando os cabelos de Gina – Mas ela vai amadurecer. Todos eles precisam amadurecer ainda mais se queremos que tudo isso funcione.

– É. – Gina respondeu distraida, Harry havia lhe dado um beijo na têmpora, ela virou-se delicadamente e seus lábios se encontraram com ternura.

– Não deviamos fazer isso. – Harry disse sem parar de beijá-la – Alguém pode nos ver...

– Nesse momento eu não me importo com isso. – Gina respondeu beijando-o apaixonadamente.



    Tiago fechou a porta com cuidado e sentou-se na cama de Lily.

– Harry não vem dormir? – Lily perguntou abrindo um pouco de espaço para Tiago.

– Ele está um pouco ocupado agora. – Tiago disse insinuante passando o braço pelos ombros de Lily delicadamente.

– O que quer dizer? – Lily perguntou confusa antes de dar uma olhada ao redor no quarto, onde todos os outros estavam dormindo, e percebendo mais uma cama vazia – Gina? – Ela perguntou e Tiago apenas acenou afirmativamente – Ela e Harry? 

– Com certeza, – Tiago disse com um grande sorriso – mas temos que manter segredo... Não era para nós sabermos.

– Eu adorei ela! – Lily sussurou feliz – Eles formam um casal lindo.

– Tão lindo quanto nós dois. – Tiago disse acariciando os cabelos de Lily com cuidado.

– Tiago, já conversamos sobre isso, não vamos forçar nada... – ela respondeu receosa.

– Não quero te forçar a nada... – Tiago respondeu com um suspiro – Mas estamos tão próximos, estou tão acotumado a você agora. Seu corpo parece que se encaixa perfeitamente entre meus braços...

– Tiago, – Lily disse se desvencilhando com delicadeza – ainda não estou pronta para isso, é muito para absorver em tão pouco tempo. Por favor.

    Tiago deu um beijo na testa de Lily e foi para a própria cama. Naquela noite Severo dormiu com um sorriso nos lábios.



    Na manhã seguinte depois do café da manhã e da higiêne matinal Neville pegou o livro e abriu no capítulo seguinte.

– Capítulo IX - A amarga derrota.





Estou aqui me esforçando para postar, pois passei mal a semana inteira. Isso também significa que não avancei em nada com a fic, ainda estou presa no capítulo 11, e se não conseguir sair dele não sei o que vou fazer. Mas vamos falar de coisa boa, o que vocês acharam do capítulo? O concurso pelo livro também ficou meio parado essa semana, por conta do meu estado, mas vamos voltar a todo vapor assim que eu estiver me sentindo um pouco melhor!

- Tanisa: Eu imagino o Sirius chamando o Remo de Remusco toda vez que ele queria constrange-lo, talvez em frente a garotas como você falou, mas tudo em tom de brincadeira, é claro. Fico feliz que esteja se envolvendo cada vez mais com os personagens, isso quer dizer que estou conseguindo trazer a personalidade de cada um deles a tona. A Alice estava realmente enraivecida e eles são bruxos, eles tem magia neles, mas eu também tomo cuidado com o que falo, morro de medo de me arrepender. Tiago está tendo que se segurar para não perder o controle e simplesmente rasgar o livro virar as costas e ir embora, acho que o que ele está passando é ainda mais difícil do que o que Sirius está passando. Eu também nunca superei a morte de Sirius, não sei como vou chegar lá em OdF. Eu trocaria qualquer aula minha por qualquer aula de Hogwarts, até mesmo adivinhação ou poções! (Você ta com 65 pontos na competição, ainda da tempo de melhorar antes do fim de PdA)

- Inghara: Contanto que você não deixe de comentar sempre posso esperar um pouquinho. De qualquer forma vou contando os seus pontos, que pelo menos quando você tiver um tempinho para participar, não vai estar zerada. Por hora você está com 31 pontos. 

- Marlene.M.Black: Quanto às perguntas que eu fazia nas outras fics, na época nós ainda não tinhamos o grupo, no grupo eu converso com meus leitores, faço jogos e essas coisas, então tenho toda a interação que eu queria ter. Mas se você gosta, por que não me conta um pouco mais sobre você a cada capítulo? Hoje você pode me responder quantos anos tem e de onde é. Snape tentou revelar o segredo de Remo por vingança, ele estava tentando se vingar do Remo do futuro, por tê-lo feito de bobo no futuro. Meu apelido no Pottermore é CauldronSword18790 mas eu não uso muito o site, só quando sai capítulo novo por lá, por que adoro ler as coisas que a JK pensou e tudo mais. 

- Hilary J. S. Lestrange: Já respondi seu comentário lá no grupo, mas de qualquer forma: VAI ARRANCAR SEU DENTE! Fora isso tudo bem, hahahahahaha. Você está com 130 pontos e perdeu a liderança, mas ainda tem muito tempo para recuperar!

- NathaliaHelena: A Alice vai dar uma maneirada em breve, mas primeiro ela precisa de uma boa sacudida da vida. Eu gosto de explorar os romances com o máximo de delicadeza possível, goste de andar bem devagar com eles, para serem mais reais, não é? Acho que já te falei pelo grupo, mas eu coloquei o bicho-papão da Hermione bem ali no finalzinho. A Lily tem um bom coração.

- Cristina: A confiança do Remo era muito baixa, e aos poucos ele vai perceber que apesar de seus problemas ele não é anormal. Ele tem apenas um prbleminha peludo, isso não significa que ele é menos do que os outros. A Alice não tem capacidade de ficar em silêncio. O bom é que ela não consegue enfeitiçar quando quer, por que se não estariam todos ferrados... Tiago não vai deixar o Sirius ficar mal, ele vai se esforçar para ver atraves do que está escrito no livro. Quanto à competição ainda da tempo de você vencer, não desista! 73 pontos.

- Luiza Snape: O Severo ainda vai passar por muitas coisas até o final dessa fic. Ele está começando a repensar suas atitudes, mas é cabeça-dura demais para pedir desculpas, ele tem dificuldade de pedir desculpas até mesmo para Lily... Quanto ao que vai acontecer com ele no final, não posso dizer, mas acho que é um final bem digno, que vai tornar ele o verdadeiro herói da história...

- Clara Black Potter: Hahaha, eu concordo com você, o Snape está precisando de um bom shampoo há muito tempo. Já o Malfo, a Mione conseguiu fazer exatamente o que você queria e lavou a alma de todos nós. Já a Alice, eu ainda tenho esperanças de que vocês voltem a gostar dela depois dela pedir desculpas por tudo de errado que ela fez... Esse livro é tão dinamico que está sendo o mais difícil de escrever... Mas eu vou conseguir, não quero decepcionar vocês de jeito nenhum! Vou ficar esperando você participar mais essa semana então, apesar de não estar participando muito você está com 36 pontos, ainda há tempo para passar a frente de todo mundo!

- EllaBlack: Fico tão orgulhosa quando me dizem que fizeram a conta só para comentar na minha fic, fico até emocionada, sério! A Alice vai ter que crescer muito antes do fim dos livros, espero que ainda de tempo de fazer vocês voltarem a gostar dela... Tiago vai se esforçar ao máximo para ver atraves do que o livro diz e descobrir a verdade sobre Sirius, ele não vai se deixar enganar por nada. 

- Stehcec: Aeee! Conseguiu fazer um comentário detalhado! Adorei! Eu também me surpreendi na primeira vez que li o livro, afinal antes do Lupin só tiveram professores de DCAT péssimos! Eu não sou do time que passou a amar o Snape depois do último livro, vocês sabem, mas eu sinto um pouco de pena dele agora, mas ele ser infeliz não justifica a maneira como ele tratou os outros, então não sinto tanta pena assim. A maldição da Alice pegou muito bem no Snape do livro, mas não pegou só no do livro não... O da sala também vai ficar com alguns resquicios da maldição. O caso do vira-tempo da Mione é que como eles estão prestando bem mais atenção no Sirius e nos problemas dele, eles não deram muita atenção à Hermione ainda, e na verdade o livro ainda não mostrou muito isso, quando o livro falar mais disso eles devem perceber. Ninguém acha graça quando todos em volta estão rindo da gente, nem o Snape jovem poderia achar graça em ver todos rindo da cara dele. Acho que a infância de Harry fez ele ser inseguro dessa forma, ele cresceu sendo tratado como lixo, demorou muito para aprender que não era nada ruim ser ele. Você tem ido muito bem no concurso, muito melhor do que muita gente, tem muita chance de ganhar, já está com 146 pontos. Acho que vocês pensam demais na frase da semana, se você tivesse ido com seu instinto teria acertado a da semana passada. 

- Day Caracas: Continua on Fire! 192 pontos e liderança isolada no concurso, mas não se acomode, continue on fire até o final para vencer! Espero que continuem comigo até depois que MLHP acabar, tenho muitas fics na manga para vocês, e realmente me apeguei a cada um dos meus leitores mais ativos. Eu realmente adoraria que o Remo fosse o professor de DCAT oficial depois que a maldição que Voldemort colocou no cargo cair... Quem sabe? O problema do Draco foi a criação dele, ele cresceu aprendendo o inverso sobre o certo e o errado, o pai dele fez ele ser assim, mas no fim ele mudou e isso é o mais importante, pelo menos ele vai criar o filho dele com valores corretos. Snape ficou com tanta raiva do bicho-papão que quis se vingar do Remo de qualquer jeito, mesmo descumprindo uma outra promessa que fez a Dumbledore... Se não me engano li sobre magia involuntária no Pottermore, mas pode ter sido em outro lugar também (ou talvez tenha saído da minha cabeça, mas acho que não). Eu fico muito feliz em saber que vocês estão achando meus marotos fieis ao que JK disse sobre eles, esse é meu maior objetivo. Quanto à frase da semana, vocês precisam aprender a seguir seu instinto, você teria acertado semana passada se não tivesse pensado tanto.

- sasa lovegood: Acho que o livro vai ajudar muito Remo a perceber que ele é exatamente tão bom quanto Tiago e Sirius e que um probleminha peludo não define ninguém, e não diminui ninguém. Como já falei, sobre o fim de seu relacionamento ou sobre como anda o tempo, qualquer coisa que quiser conversar pode me chamar no facebook que vou estar aqui por você, simplesmente sou assim. Eu estou amando o grupo, estou adorando estar mais perto de cada um de vocês. Espero que consiga fazer mais pontos no concurso, você ainda tem chances, ainda falta muito para acabar, e você está com 68 pontos, melhor que muita gente.

- Monstra das Bolachas: O fuso-horário atrapalha a gente um pouco né? Mas pelo menos você consegue ler. Olha meu orgulho de saber que você está ai em Portugal sonhando com minha fic, fico tão feliz! Acho que todos os meus leitores detestam ela, mas espero que vocês perdoem ela em algum momento, afinal ela ainda vai sofrer bastante antes do fim. Espero que tenha gostado de como Tiago reagiu nesse capítulo!

- Mary Potter Malfoy: Você acertou qual a insinuação de Sirius do capítulo passado, eu fico muito feliz quando vocês percebem o que quero dizer com as coisas. Estou com muita dificuldade de escrever qualquer coisa de ruim contra o Sirius, por isso to demorando cada vez mais a escrever os capítulos, meu medo é vocês me alcançarem e eu ficar sem ter o que postar, mas vou dar um jeito nisso. A questão da magia na voz da Alice tirei de algumas lendas antigas que contam de bruxas em geral malvadas que amaldiçoavam as pessoas, é claro que essas histórias foram escritas do ponto de vista dos trouxas, e não são apenas as bruxas malvadas que tem essa magia. Enfim, não tirei da internet, nem inventei, é coisa antiga. Acho que o Sirius e Tiago vão ficar com mais raiva da Alice que do Severo, todo mundo já espera que ele seja um chato, mas ninguém esperava que a Alice fosse assim. Acho que apesar de Lily achar perigoso o Harry enfrentar os dementadores, é mais perigoso não saber o que fazer se eles aparecerem perto dele, não é? O Frak ser mais neutro mantem o relacionamento deles balanceado. Não deixe de ver os conselhos que te dei em relação à sua fic e você vai ser uma escritora cada vez melhor, já te disse que gostei muito da fic, vou comentar assim que estiver melhor ainda! Você ta indo muito bem no concurso, 95 pontos é bastante bom e ainda da para vencer.

- Bia Ginny Potter: Meu maior medo é a solidão, de verdade, tenho que deixar a televisão de casa ligada o dia todo para dar a impressão de que tem gente em casa, mas se tiver alguém em casa, mas que eu nem veja a pessoa, fico tranquila, então não sei como seria meu bicho-papão. Acho que o bicho-papão do Harry nunca mudou, mas talvez depois do resurgimento de Voldemort as pessoas tivessem bichos-papão como o da Molly, as pessoas que amam mortas, pelo menos seria o meu no meio de uma guerra. Sempre pensei no Frank como o Neville em relação a amizades, amigo de todos, mas não muito, entende? Espero que algum dia pelo menos você consiga participar de algum jogo, enquanto isso vou te dando os outros pontos, está com 37 até agora.

- MionGinnyLuna: Você é muito gentil, eu nunca acho os capítulos tão bons quanto vocês falam. Acho que a Mione nem se tocou que disse alguma coisa que ainda não tinha acontecido, e além disso o bicho-papão dela realmente não tem nenhuma interferencia na história. 

- ste_panza: Esse livro também é um dos meu preferidos, acho que os Marotos fazem isso comigo, adorei conhecer mais sobre eles, e saber que Harry afinal, não estava só no mundo, ele tinha alguém por ele. O Lupin é o melhor professor que poderia existir, ele é atencioso, cuidadoso e bom de verdade, não é apenas um professor, mas um verdadeiro amigo. Acho que você me deu uma boa ideia. Talvez depois que a guerra acabar e tudo mais Sirius se torne professor de Transfiguração em Hogwarts com Remo dando aulas de DCAT, Harry pelo menos já teria acabado a escola... E McGonagall que ficaria maluca sendo diretora com Sirius como professor. Snape vai mudar muito até o fim dos livros, pode ter certeza, mas bonzinho e amigo dos marotos você está pedindo demais tanto dos marotos quando do Snape. Concordo com o que você disse, as ações do Draco são um reflexo direto de sua criação, ele tem os valores completamente trocados, e não acho que ele se veja como errado até chegar ao sexto ano. Esse livro até agora é o mais difícil de todos. Mas vou continuar me esforçando para dar os capítulos da mesma qualidade. Espero que depois que o período acabar você tenha mais tempo para participar do concurso, ainda da tempo, você tem 46 pontos, mas isso não significa nada. 

- Felipe S.: Para começar seja muito bem vindo! Fico muito feliz toda vez que vejo mais um leitor para acompanhar minha história, espero te ver comentando sempre. Eu costumo postar todos os sábados, a não ser em casos especiais. Creio que tenha visto que temos um grupo no facebook, se você entrar e quiser participar temos um concurso valendo um livro no dia que eu postar o capítulo final de PdA. As regras do concurso estão no grupo, se quiser participar me avisa por lá que esse comentário é seu que dou seus pontos.

- Izabella Bella Black: 159! Está em segundo lugar no concurso! Muito bem! Rony nunca perdoou Snape de verdade e não sei se será ou não capaz de perdoar depois da leitura dos livros. O Snape tratou Harry e Hermione muito mal, Rony não conseguiria perdoar isso. Snape tem que abrir os olhos e perceber que ele nunca teria qualquer chance com a Lily se envolvendo com as Artes das Trevas, e quando digo isso quero dizer em relação à amizade principalmente. Hermione usou o vira-tempo para salvar Sirius e Bicuço, não esqueça o Bicuço, sem ele não conseguiriam salvar o Sirius não é? Se Gina e Rony fossem gemios eles não conseguiriam ser apenas um trio. A história seria completamente diferente. Acho que se Harry tivesse sido criado como Rony foi ele morreria de medo de Voldemort, mas essa é uma das vantagens de crescer entre os trouxas, ele não tinha ninguém falando para ele temer Voldemort a vida toda, e Rony apesar de morrer de medo de Voldemort, tem mais medo de aranhas... Vai entender. Acho que apesar de tudo Tiago não ajudaria Harry a se tornar um animago, ele poderia dar umas dicas, mas não faria como fez com Rabicho... Cada um tem o próprio talento e o taleto de Harry é a defesa contra as artes das trevas... 



Por hoje é só leitores mais queridos desse mundo. Espero ver todo mundo comentando e participando de tudo lá no grupo!

Quem quiser fazer parte do grupo da fic, onde posto novidades, prévias e enquetes:

https://www.facebook.com/groups/742689499098462/



E para quem já é do grupo, quem acertou o autor da frase da semana? Lembrem-se que agora a frase da semana também vale pontos para ganhar o livro no fim de PdA!


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 18

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por HarryJ.Potter em 08/06/2014

Capituko muito bom!!!! Adorei os narizes de tomate kkkk! desculpa meus comentarios serem tao curtos :(
 ps: Eu achava que o snape tinha invenado o "Levicorpus"

 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por EllaBlack em 07/06/2014

Amei o que Tiago fez com a Alice e o Snape, eles mereceram.
Acredita que eu tinha esquecido de comentar? Fui ver agora que não tinha comentado.
Adorei o capituo e a cena final com o Harry e a Gina foi perfeita. tava sentindo falta dessas conversas deles *--*
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nath Tsubasa Evans em 06/06/2014

Bom eu não comentei no outro capitulo, desculpe, vou fazer meio que um comentário duplo aqui ahushaush E eu sou a Natália Rocha no grupo no facebook, e pelo que eu lembro acho que estava com 16 mesmo ahushaus Eu nunca consigo participar dos jogos que vc faz D:

Mas enfim...  Vamos ao que interessa!

Well respondendo ao sua resposta ao meu comentário, eu acho que dá sim para ter um respeito pelo lado do Snape também sim, como você mesma disse todos do passado (e do presente também, de certa forma) tem muito a amadurecer durante a leitura dos livros, então o Snape ainda tem uma possiblidade de mudança, inclusive no fato de ele perceber que não adianta fazer tudo de errado para ter algo.

Acho que o próprio Snape da JK percebeu isso, as lembranças que nós vemos dele nos livros é de uma época que ele ainda estava amargurado com tudo que o James e companhia havia feito (porque convenhamos, pelo que a JK deixou implícito é que os Marotos eram um grupo que praticava Bullying com o Snape, não descarto a possibilidade dele em algum momento receber retaliação, mas foi o que pareceu. E convenhamos também que meninos de 15 anos são idiotas em sua maioria) e o fato de ele ter perdido aquela única pessoa que se importava com ele, a Lily. (Eu estou bancando aqui a advogada do Diabo, por assim dizer, não que eu ame o Snape, eu tenho amigas que o amam, mas eu aprendi junto com o Harry dos livros a entender, em parte, o lado dele. Isso também não quer dizer que eu ache correto tudo o que ele fez o pessoal injustamente sofrer durante os livros, pelo contrário.)

Agora, o que eu acho extremamente irônico é que o único que não está completamente julgando as coisas pelas atitudes dos livros é o James, todo o resto, inclusive a Lily, estão, acho que em parte é como a própria Lily disse no capitulo: que ela consegue ver o Snape fazendo aquelas coisas (isso da parte da Lily, porque quanto aos outros ela não está julgando, agora a Alice é outros quinhentos), mas ai eu lembro que eles ainda não tiveram acesso a toda a informação dadas pelos livros, de que o Snape adulto também passou por outras amarguras que o Snape adolescente ainda não passou, isso moldou muito mais o Snape adulto do que se percebe. Isso, no entanto, não justifica nenhuma atitude dele ok? Eu só quis explicar que para mim o Snape adolescente ainda tem salvação, que ele não é um caso perdido ><

Resumindo tudo o que eu disse, é que eu acredito em uma redenção do Snape. E agora eu vou parar de falar nele haushuahsua Eu só quis me expressar sobre isso, e espero que entendam minha posição, eu não quero mudar a cabeça de ninguém... Apenas incitar uma discussão sobre, talvez, mas eu não quero impor nada a ninguém. Só deixando claro.

Agora, porque você acha que se o Dumbby lesse os livros teriam mudanças que não seriam pelo lado bom? (Porque se formos pensar o mesmo principio se aplicaria com a leitura dos adolescentes do passado, bancando a advogada do diabo de novo haushauhsuahs. Enfim, só queria entender o porquê você acha isso XD)

E o que eu posso dizer: O Remo merecia saber disso, do excelente professor que ele foi/será!! E foi tão legal vendo o James, a Lily e o Sirius o parabenizarem, de certa forma e mostrarem seu apoio e contentamento com a aula dada por ele. *--*

Agora vamos ao ultimo capitulo postado...

Primeiro de tudo: BEM FEITO ALICE E SNAPE SEBOSO HAUSHUAHSUHAUS O James colocando eles com nariz de tomate foi LINDO!! Ambos mereceram pelos comentários maldosos u.u

Fiquei tão triste, como sempre, por conta da não ida do Harry a Hogsmeade D: Tão triste, pelo menos ele ficou mais animado depois de conversar com o Lupin :3

Eu ri quando a Gina disse ao Harry que ele nem a notou no grupo de amigos do Colin HAUSHUAS Eu consegui imaginar direitinho ele coçando a cabeça sem graça XD

Aiai, agora começa o momento “tensão Sirius Black”, e vai ficar bem complicado para o Sirius e os supostos crimes que ele cometeu aparecendo, mas pelo menos ele tem aqueles mais importa o apoiando, isso me deixa mais tranquila, porque eu amo o Sirius, chorei horrores no quinto quando ele morre ç.ç  E um detalhe, sempre que e vejo o Johnny Depp eu o imagino direitinho como sendo Sirius Black haushaus, eu adorei o Sirius do Gary Oldman, mas no meu dreamcast o Johnny é o Srius.

Agora, o próximo capitulo vai ser foda! A derrota no quadribol nesse primeiro jogo da temporada vai ser difícil de engolir para o James haushuas, acho que ainda é para o Harry haushuahsua Acho que teremos um momento de exaltação do James no próximo capitulo, e com razão.

Bom, acho que é tudo HAUSHUAHS Nossa esse foi um dos comentários maiores que escrevi ahushaushaus Então, eu estou ansiosa para sábado *--*

E desculpe qualquer coisa, tá? @[email protected] E desculpe por esse monstro de comentário, e qualquer coisa que pareceu muito exaltado >_>

 

Bom, Bom até o próximo!! :3

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Prado Soares em 06/06/2014
Depois de um seculo, estou aqui para comentar o/ (ou, fazendo referencia ao namorado burro da Penny em TBBT “literalmente’’ um seculo UAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA) Entao! ‘’A fuga da mulher gorda’’ <3 isso significa que em breve teremos o pior capitulo do livro – mas nao vou ficar falando dele agora, proximos capitulos é assunto pro final do comentario =P Lily lindona arrasando com o Snape *u* ja disse que ele tem que calar a boca logo, serio, se ele parasse de ser tao babaca, ninguem odiaria ele desse jeito!!! Parece que gosta de ser odiado (provavelmente existe algum estudo falando que algumas pessoas gostam de ser odiadas por algum motivo sem sentido que faz todo sentido =P ) Confesso que na primeira vez que eu li, torci para a Alice falar alguma merda, so para ganhar um nariz de tomate na hora <3 okay, eu sei que depois ela ganha, mas no começo foi tao “vai, babaca, fala alguma merda!!!” UHAUHAUHAUHAUAHUHAHUA O Snape falando que as brincadeirinhas inocentes eram mortais foi muito “BEM FEITO! Se nao tivesse metido o nariz, ninguem mandaria voce encontrar com o Remo’’ kkkkkkkkkkkk E eu errei a porcaria da frase de novo :p sou um desastre para adivinhar qualquer coisa =/ A Hermione tem que parar de ser chata e deixar o Harry ficar falando do futuro u-u pelo o que eu entendi, ninguem ta magicamente proibido de falar – entao vamos tacar um feitiço siilencioso nela e contar pra todo mundo que o Almofadinhas é inocente :D diz que pode, vaaaaiiiii??? #carinhadecachorroabandonadonachuvacomfomeecomfrio Quando li a Alice perguntando o Sirius se ele chava que teria se escondido em Hogsmead toda educadamente me deu uma pontadinha de esperança – PARA VOCE ACABAR COM ELA DEPOIS!!! Malvada!!! Acho interessante – e estupido – como eles pensam no Bichento como animago e nao no Perebas! Da vontade de entar lá e falar pra eles!!! Ok, ok, admito que voce nao colcar isso é brilhante! Fica maravilhoso! Porque, apesar de estar na cara pra gente, pela visao do Harry é impossivel pensar nisso. E eles tb nao ficariam tipo “olha, é um rato, deve ser o Rabicho”! O Sirius é justificavel, ele pe um fugitivo e aparece um cao. Faz sentido, mas nao o Rabicho! Da uma do do Neville dos livros! Acho otimo como ele parece mais seguro e confiante na fic, como se ele realmente tivesse amadurecido! Um motivo pelo qual eu adoro o ator é que ele conseguiu passar a insegurança do Neville novo e mostrar o amadurecimento no final da saga. Acho que para as meninas mais novas que estao lendo a fic, isso pode muito bem ajudar na insegurança delas. Afinal, todo mundo passa pela fase de se sentir pessima =D Sou adepta da teoria de que sangue nao decide nada! Apesar de ser a cara da minha mae – escupida em carrara! – e ter totalmente o jeito dela e, hoje, ter muitas coisas em que concordamos, acho que tem a ver com criaçao e com quem voce é. Minha mae na minha idade nao tinha nada na cabeça, mas ela amadureceu com as pancadas da vida. Meu pai nunca conseguiu aprender com os erros, so fica repetindo ate uma hora dar certo, conscientemente ou nao. E, apesar de morrer de vergonha disso, eu nao conheço ninguem tao desonesto como ele. E, sem querer me gabar, eu aprendi a ser 100% honesta simplesmente por ver que nao lvea ninguem a lugar nenhum. E, francamente, se desonestidade fosse algo bom, nao receberia esse nome (daaaa) =P Ja ouvi falar que a Petunia pediu a Dumbledore para aceitar ela em Hogwarts, sendo verdade ou nao, tb acho que é pura inveja da Lily! Adorie o Frank falando que quer descobrir como eles vao pra Hogsmead! Daqui a pouco vai todo mundo saber kkkkkkkk “– Primeiro por que não existe Sinistro. – Tiago disse olhando para Alice maldosamente – Segundo por que Remo é uma pessoa completamente sensata que sabe que não existe Sinistro. E terceiro... – Tiago fez uma pausa e pensou melhor – Dois motivos são suficientes. – Ficou sem argumentos? – Alice perguntou maliciosa. – Você não é inteligente o bastante para entender meu terceiro argumento. – Tiago disse levantando uma sobrancelha para Alice que ficou espumando de raiva, mas achou melhor não discutir.” HUAAHUHUAHUAHUHUA eu ri! E ri alto! Ate meu namorado riu quando eu contei kkkkkkk (e olha que ele eh chatissimo para rir =P ) serio! Tb acho que o harry deveria ter falado com o Remo. Acho que ele perceberia que o cao era o Sirius e que ele nao tentou atacar o Harry, entao... Achei super lindinho o James ficando feliz pela possibilidade de existir uma poçao para o Remo! A amizade dels eh tao linda!!! <3 Deu um odio da Alice que totalmente entendo o James ter ficado sem paciencia! O Remo tod lindinho falando que ajudaria o Sirius e vem ela e estraga completamente o momento!!! Babaca! O Remo dando aula sobre o Levicorpos foi muito amor <3 UHUAHUAHUAHUHA como voce ja disse, realmente nao faz sentido o Snape ter inventado, pq nesse caso, como cairia nas maos dos marotos? Voce realmente soube deixar essa parte com muito mais sentido :p O Neville acalmando a mae dele tb foi bom. Tipo, ela tem que perceber que se o filho dela – e todos os outros – nao estao morrendo de odio do Sirius, tem mais aí do que parece! E ela ja vacilou nos dois primeiros livros! Fala sério!!! Que bom que alguem percebeu que a torre estaria vazia e que, talvez, o Sirius tenha feito de proposito! Daaaaa! Falando agora sobre o prox cap: QUADRIBOL o/ o/ o/ E o FDP do Snape dando aula no lugar do Lupin! Ahh so imagino como vai ser quando ele começar a falar de Lobisomens!!! UAHUHAUAUHAUHA E a voz da Lily na cabeça do Harry, acho que vai ser bem doloroso para todo mundo ouvir :/ e o james nao vai gostar nada nada do Harry ficar sem a Ninbus foderosa dele =P Fico feliz do cap 10 ser tao grande, mas ter que esperar para chegar nele ta me matando! Olhando pelo lado bom, depois vem o cap da Firebolt <3 Enfim! Com 1.028 palavras ate aqui, vou calar a boca HAHUAHUAHUHUAHUAH Beijo imenso, Ju!!!
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Stehcec em 05/06/2014

Olá
Depois de muita demora, aqui está me comentario do cap.

Snape já começa desagradavel. Como ele consegue não ver que se continuar assim vai perder a amizade da Lily pra sempre?
a Lily brigando com ele foi tipo DEMAIS, eu amei, pq do Tiago já se espera essa defesa, agora vindo dela eu achei fantastico mesmo.
Agora eu vi que foi dúvida de outras pessoas também, pode lançar feitiços como o Tiago lançou? Não quebra a regra de Dumbledore?
Mas q eu achei fantastico um tomatinho na cara do Snape, ah isso eu achei. haahahahahaahaha

Eu tô tão feliz pelo remo, ele ver q TODOS os alunos gostaram da aula dele é muito lindo, eu gosto demais dele, acho q já falei isso. (a opinião do Draco e turminha dele não contam msm).

Toda vez que eu leio que sobre oq o Draco fez em relação ao Hagrid, eu fico realmente revoltada, pois tenho certeza que as aulas do Hagrid seriam bem melhores se não fosse ele. :@
Gosto de ver o Tiago falando de quadribol. Deixe ele falar mais um pouco da próxima vez. 
Harry sempre achando q a culpa de tudo é dele. hahaaha como disse a Hermione, já conhecemos ele (E pra constar errei a frase da semana) hahhaahaha.

Fico doida pra ler o dia que o Harry vai ganhar o mapa, fico tentando imaginar a reação dos marotos. Tipo eles ficam ansiosos pra ele sair do castelo como eles. hahaah
A Hermione é meio chata as vezes, sei q eles nao podem falar do futuro, mas as vezes ela pega no pé demais.

Eles já começam a desconfiar do rato, logo logo vão descobrir que é o pedro msm. ansiosa por esse momento também.
Essa história da Lilá é muito engraçada, eu sou tipo a Mione nisso, não tenho paciencia pra frescuras tipo essas.

Não gosto de ver o Sirius se sentindo culpado, me doí saber q ele ta pensando q ele possa ser um criminoso.
É tão lindinho ver o Harry recebendo carinho da Lily e triste em pensar q ele não teve isso. Mas se tudo correr bem terá no final da Fic /

Gosto muito do Frank, acho ele tão sensato e leve. De bem com a vida. Tenho uma simpatia muito grande com ele, ainda mais namorando a Alice que é uma imatura e chata. Bem q mereceu um tomate na cara tbm. Só nao gostei da brincadeira com o Frank. Mas ta valendo.

O primeiro encontro a sós do remo com o Harry é tão fofinho. Imagino o remo se lembrando do Tiago e da Lily. Qnd li o livro pela primeira vez imaginei q ele estivesse colocando alguma coisa na porção tbm. hahahaaha. Qnd descobrirem do probleminha peludo do remo vai ser dramatico. Ain

A mulher gorda fez um escandalo meio exagerado, acho isso desde q li pela primeira vez, ela é tao teatral e dramatica. hahaahaha
Tiago sempre lindo defendendo o Sirius, isso não é novidade mais.

AAAAAHHHHHHHHH :)
Achei MUITO lindo o momento Hinny. Coloca mais. A Gina é tão compreensiva e ajuda tanto o Harry, isso q é um verdadeiro casal.

AAHHH :(
Menos surpresa, pq queria um momento Tiago/Lily. Mas fica pra próxima. hahaha
e o Snape ainda vai ter uma grande surpresa e vai tirar esse sorrisinho da cara. rum


Ah Juh, to meio sem inspiração pra comentar, hahaah
Nem achei q ficou bom o comentário, mas ta valendo neh!?
Coloquei todas as minhas emoções aqui.

P.S. Como coloquei lá em cima, errei a frase da semana, meio q fiquei na dúvida das 2, Hermione ou Gina e fui na Gina.
P.S. ² To bem no jogo, quero muito ganhar um livro. hahaha Tomara q eu ganhe.
P.S. ³ Torcendo pra vc escrever muito essa semana. Não quero ficar muito tempo sem cap. novos.
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Guilherme L. em 04/06/2014

Não, não, não estou no grupo. Não entro no facebook muito, tive uma época que estava viciado e prefiro me abster de entrar agora, pro vício não retornar kk. Ótimo capítulo, como sempre! Ansioso pela reação do Tiago e da Lílian quando souberem o real motivo do Sirius ter sido preso, acho que eles não vão acreditar, o Tiago sempre defende o Sirius não importa qual motivo seja...vai ser interessante de ver a reação dele

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Day Caracas em 03/06/2014

Primeiro de tudo, você esta melhor, ta tudo ok? Se não, melhora ai depois você continuar, não se preocupa se atrasar, o importante é sua saúde ok? E eu amaria Le outras das suas fics, tenho certeza que serão maravilhosas.

Eu to em segundo nomomento, mas ok, ainda tem muita coisa pra acontecer, so espero conseguir a lderança nessa semana ;) Minhas ferias sao proxima semana, ai o negocio vai rolar, The girl on fire vai vim com tudooooo!!!!!!! 

Agora o capitulo: Ehhhhhhhhhh, é isso ai Lily, mostra quem manda kkkkkkkkkkkk ameiiiiii a reação dela  pro Snape, ele mereceu ¬¬  E é isso ai James, faça isso com quem se atreva a falar mal do meu Sirius, não perdoa não. Eu gargalhei aqui, acho que minha ta pensando em me interna, eu faço tanta molecagem lendo sua fic, ela deve achar que to doida... Mas ok, eu so acho sabe que vai acontecer muitos narizes tomates, mas é isso ai, mostra quanto é importante a amizade para James, e o Snape e Alice mereceram, ora mais, a Alice já me irritou bastante, foi mais que merecido.

O Remo é o melhor sim, iria ser maravilhoso ele ficar como professor fixo depois da leitura, so uma sugetão... ;) Mas to preocupa com que o Snape e Alice vão dizer sobre o probleminha peludo do Remo, olha olha, eles nem se atrevam a o ofender se não eu apoio tudo que o James e o Sirus vão fazer com eles, rum, ninguém fala assim do Remusco.

Eu ate concordo com voce por causa do Draco, mas ainda não gosto dele, ele podia ter sido diferente se quisesse, é so olhar o Sirius, ele se torno bom apesar de tudo que ele teve que passar.  Ahhhh, esse livro vai ser terrível pra ele, acho que ele mesmo vai se culpar :/

Acho que o James vai enlouquecer no final da copa de quadribol, alguem vai ter que jogar um feitiço nele de tão ansioso que ele vai ficar kkkkkkkkkkkk, mas équdribol, eu o entendo.

Tadinho do Harry, ele vai se sentir tão culpado no decorrer do livro por causa do Sirius :( isso é triste por demais, sabe eu entendo porque eles não podem falar do futuro, mas a Mione podia maneirar, é bastante difícil pra todosmuito orgulhosos quando o Mapa do Maroto for pro Harry, quero é ve como vão esconder a reação pra ninguem saber que são eles, vai ser demaissss, tenho minhas duvidas se vão conseguir esconder por muito tempo kkkkkkkkkkk, ai ai Lily,e os outros não se preocupem vocês vão entender essas conversas misteriosas no final, não se preocupe .

Sabe eu nunca pensei que veria um dia os Marotos pensarem como a Mione kkkkkkkkkkkkk, sempre achei essa historia do coelho da Lila sem pe nem cabeça, pq diabos a menina temia que ele morresse? Vai entender... Quer vê se eles vão descobrir sobre o que o Bichento tanto quer

Ohhhh Ju, voce quer me fazer chorar? Como você faz o James dizer que o Sirus vai ser inocentando? Isso partiu meu coração :’(  A amizade deles é muito linda de se ve, ahhh eu odeio a Bellatrix, aquela desgraçada destruiu o meu coração, nem sei como alguém fale que ela é diva, a atriz ok, mas a personagem, poxa ela é horrível e cruel, tanto quanto Voldemort.

 

 Mas ok, tudo bem, ahhhhh foi fofo os momentos da Gina e Harry, Lily e James, tava com saudade desses momentos, mas valeu a pena esperar, foi perfeito. Ahhhhh, eu to com um sorriso bobo no rosto por causa do James e da Lily, eles são tão fofosssss. 

E o momento da Lily e do Harry foi lindo, ele finalmente esta sentindo como uma mae é maravilhosa:D espero que tudo de certo pra essa familia, eles merecem

Ameiiiiiii como sempre Ju, e eu errei de novo a frase, la fui eu fazer a mesma coisa da ultima, fiquei em duvidas e acabei por marcar a Gina, mas ok, ainda to feliz por ta em segundo, ate agora.
 

Ate o proximo Ju

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Luiza Snape em 02/06/2014

Eu quero ver o Thiago tendo que pdeir desculpa pelos feitiços jogados nos colegas, ele se precipitou quis matyar quando ele transformou o nariz do Snape em um tomate. 
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Bia Ginny Potter em 01/06/2014

Além de escrever bem, ainda se dedica à nós... Como assim vc postou doente? Dá próxima vez, descanse u.u Principalmente pq eu sei q vc n gosta de chegar perto de onde vc parou de escrever e está chegando.

Então, eu errei a frase dnv (novidade), mas eu n to ligando pra isso pq teve Hinny *-* Eu perdoo eles desrespeitarem essa regra... Pq acabou de acabar a guerra e eles voltaram né? Imagina q tortura, o Harry ficava procurando o nome dela no mapa do maroto e eles mal se encontram e já são proibidos de "interagir".

Sobre Percy e os gêmios serem irmãos, fazendo uma análise profunda eles devem ter algo em comum, apesar de tudo o Percy acabou se arrependendo e nunca ficou ao lado de voldemort... O Régulo tb acabou se voltando contra voldemort no fim (imagino como o Sirius vai ficar feliz qdo descobrir) e o Sirius pode ter se voltado contra oq a família tem de pior mas não é um santo, e a Petúnia... Ah, sla, no fundo era inveja, e eu costumo crer q ela n é ruim em essência e q aquilo é mais como um teatro pro Dursley, e esse é ignorante mesmo, eu tenho fé na humanidade q ela aceitava aquele tratamento pro Harry pra ele poder ficar na casa e tb por um "pouco" de inveja... eu sou mt sonhadora? Eu sou, eu sei, mas costumo fazer isso, enxergar os defeitos de quem as pessoas só veem o bem e as qualidades das de quem só veem o mal (nunca consegui fazer isso com a Umbridge, nem comigo).

Então dá pra transformar os narizes em tomates? Até onde o juramento vale? É só se for realmente fazer algum mal à pessoa? De qq forma, nd q a Alice n merecesse :D E o Severo, bom, se eu estivesse lendo livros com pessoas q me odeiam e o livro me fizesse parecer mais odiável ainda, eu ficaria quieta e no máximo me protegeria dizendo q ainda n tinha feito aquilo e evitaria todo o possível... Mas imagina como é irritante estar em minoria e receber tdo calado :-/, pq assim como o Sirius, no final vai ficar provada a inocência dele, só q ninguém vai defendê-lo até lá, e no caso dele demora mais. O melhor é q no fim, o nome do filhinho do Harry vai ser Severo kkk como é q vão receber isso? Como é q a Gina deixou? (eu n sei se te disse, mas vi q vc vai colocar o prólogo... isso vai ser lindo *-*, ah, e na sua opinião, pra q casa Alvo, Rose e Scorpius vão? Acho q vai tudo pra grifinória, pq sim)

Eu sei q isso é mt pervertimento da minha parte, mas oq, exatamente, o Tiago qria com a Lily na hora de dormir? Eu n entendi, sério, mas deu a entender coisas feias >,<

Espero q vc consiga avançar na fic e, principalmente, q fique bem :D

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Monstra das Bolachas em 01/06/2014

Olá ♥
Antes de mais, as melhoras!Desculpa só comentar hoje, mas mais uma vez, era demasiado tarde :s Eram mais ou menos três da manhã quando li o capítulo todo :s BTW, hoje o comentário deve de ficar maior-
Enfím, quero dizer que o capitulo começou da melhor forma possível, com a lily a odiar assério o seboso ( toma lá, seu idiota)! Eu estava a ver que nunca mais ela via como é que era o seu precioso amiginho idiota com cabelo oleoso suficente para fazermos pipocas! E depois o James lhe ter transfigurado o nariz anormalmente grande em um tomate (ô_ô) e ainda foi melhor quando ele disse para quem quissese falar do sirius que ele estava lá! Eu cada vez gosto mais da amizade deles, e você está a faze-la mesmo TÃO bem...

Depois melhor ainda foi a reação deles quando souberam que o Remusco (‘u‘) é o melhor professor de DCAT *o*  Você ouve mesmo as vozeszinhas na cabeça ne? quem sabe se são mesmo eles a lançar alguns feitiços Oo

Isso das brincadeiras inocentes é mesmo muita verdade, que mal tem um boggart adequirir a forma do Seboso e depois ficar com roupas velhinhas e muito humilhativas? É fixe, mas não, não dá para entender brincadeiras. E depois ele a tentar parecer o seboso mal humurado mas com a voz fininha porcausa do tomate... muito giro U-U

A lily e a giny tiveram bem quando souberam ue o hagrid perdeu a confiança. Eles são as duas bué gentis com ele *o*

Além disso, eu tenho pena do Tiago... Não pode falar do Quidditch porque é logo ameaçado por feitiços silenciadores T-T Deixem-no falar gente. Melhor não... Ainda ficamos sem ler uma hora coisa mais coisa... Depois disso, temos a hermione sendo hermione e a adivinhar como se sentiu o harry... E realmente, só ele para pensar que Quidditch é mais importante do que salver o mundo dos bruxos.

A hermione tambhém é bem capaz de ser mázinha né? Que mal tem em se dizer que a culpa não foi do Sirius? A culpa foi da cavala e do idiota Dursley, eles é que não assinaram a treta do bilhete!

O sirius é inteligente, só espero que ele entenda que ele foi realemente atráz do Harry para apanhar o ron e tentar matar o wormtail. No entanto, a dona alice pensa sempre que só porque o livro diz que ele é assassino, é mesmo assassino! Aqui onde moro, essas meninas tem um nome, mas não o devo de dzer, aqui há crianças.

E quanto ao gato da hermione, não, ele não é um animago, mas é bem inteligente, né? Ou isso ou o sirius sabe falar com gato. E depois a alice a defender o rato mais imundo e malvado do planeta, ela a defender a treta das adivinhações e a acusar a hermione... até dá uma vontade tão grande de deixar a bellatrix usar o crucio nela! 

E o Rony nunca mais ganha mais sensibilidado de que uma colher de chá né? É claro, o harry não perdeu nada em higsmead senão a casa dos gritos, a dedosdemel, a zonkos... né? não perdeu nada mesmo.

Realmente, agora que penso, é dificil imaginar que os gemeos e Percy são da mesma familia, que o Sirius é um black e quepetúnia e lily são irmãs Oo só agora é que pensei nisso, são todos tºao diferentes Oo

E achei tão fofinho o Tiago dizer que a mione e o ron são os melhores amigos que harry podia ter *o* e depois o memento de Harry com a mãe ♥ O harry deve de ter esperado desde sempre por aquele momento *o*

Claro né? As pessoa nunca pensaram que os marotos tem um estoque de doces e isso né? é que eles são exatamente como o percy, uns santinhos!

Harry, harry, harry! A fazer a dama gorda interromper as sestas? Isso agora! Assim ela foge!

Eu cada vez odeio mais o flich! aquele aborto filho duma mãe só sabe tentar arruinar os alunos! grr! E querido frank, tu vai descobrir mais cedo sobre como eles saiam !

heee, o remusco a dar tudo de si e a ficar envergonhado *u* que fofinho *o* Claro que se o harry lhe dissese que viu um sinistro o remus pensaria logo que era o Sirius, e como ele ainda não sabia do pettigrew pensaria algo máu e depois ia contar ao dumby.

Remusco tem razão, o harry bem podia ter logo dito que o snape podia estar a tentar envenená-lo, era muito mais rápido!

Depois, a terceira melhor parte de fic, quando o tiago enfrentou o frank. Realmente, o Dumbie pediu nada de julgamentes e a sapa nº doi (Alice) só fez julgamentos, logo, foi muito fixe o levicorpus no frank e o tomate na dona alice. Melhor ainda, foi a explicação do Remus sobre o feitiço. Muito á professor.

E depois fechaste o capítulo com a chave de ouro: momento Hinny! *o* tão fofo *o* e depois quando o Tiago viu ainda foi melhor ‘u‘

Em resumu: A-M-E-I este capítulo *o* E estou anciosa para que se saiba do mapa *o*

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Marlene.M.Black em 01/06/2014

Entendo, pelo face tudo realmente deve ficar mais fácil. Enfim... tenho 13 anos e sou de Recife em Pernambuco. Bem, eu adorei o capítulo e principalmente o final dele. Adoro quando vc coloca umas conversas extras. Só não gostei muito do Snape ter ouvido o Tiago e a Lily. Assim ele vai criar esperanças e... Para tudo! Você vai deixar a Lily e o Tiago juntos no final né???? Bem, voltando um pouco, Foi divertido imaginar a Alice e o Snape com nariz de tomate! Eu juro que até ri aqui em casa. Minha mãe me olhou com uma cara bem estranha, aliás. E também gostei do modo como a Lily defendeu o Sirius, ele é meu personagem preferido. E claro, a amizade dos Marotos, que você destaca em cada capítulo... Bem, ficou, como todos os seus capítulos até agora, muito bom! Tipo... Perfeito! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Izabella Bella Black em 01/06/2014

Primeiramente amei o capitulo.
A Lily defentendo o Sirius logo no começo foi simplesmente perfeito, sempre tive a imagem da Lily assim, defentendo as pessoas quanto é preciso.
Severo e seu nariz de tomate foi muito engraçado e de certa forma merecido, tambem Severo não perde a chance de ficar calado, ele sempre tem que falar alguma coisa do Tiago e do Sirius e não vamos esquecer do Remo.
Tiago falando que se tinha mais alguem para falar mal do Sirius ele estava esperando, foi simplesmente maravilhosonesse momento ele mostrou que vai transformar quantos nariz em tomates forem precisos para defenter o Sirius, e eu tenho que falar se eu estivesse no lugar do Tiago faria a mesma coisa.
É claro que todos iam gostar das aulas do Remusco, quem não gostaria?
Não se de o trabalho de se importar com a opinião do loiro azedo do Malfoy, esse é outro que precisa de um tomate no lugar do nariz.
Pode ser que duas bricadeiras dos marotos com o Severo tenha sido mortalmente perigosas, mais não foram todos, geralmente os morotos só o azaravam, apesar de achar errado o que eles fizeram com o Severo, mais não deixo de pensar que se ele ao menos soubesse se defenter direito os marotos não ficariam o azarando.
Quando li Prizioneiro de Azkaban pela primeira vez tambem fiquei com medo de que Hagrid desistiria de dar aulas por causa do loiro azedo do Malfoy, mais fiquei feliz em saber que ele não desistiu.
Tiago como sempre esquece de tudo quando fala em quadribol.
Errei a frase da semana, achei que seria a Gina, mais foi a Hermione.
Me surpreendi com o Tiago falando que o Harry salvar o mundo bruxo era mais importante que quadribol, fiquei surpresa mais gostei muito, isso mostra que Tiago apesar de amar quadribol, sabe colocar outras coisas na frente do jogo.
Nem preciso comentar o fato de que imagino que Tiago ficará estremamente orgulhoso do filho, quando Grifinoria ganhar a taça de quadribol esse ano.
A cada capitulo eu tenho voltade de entrar na fic e contar toda a verdade ao Sirius, entendo o Harry ao falar que não é culpa do Harry, mais tambem entendo a Hermione, se eles se comprometeram a não comentar nada do que ainda não foi lido, então não devem falar nada, por mais dificil que seja e outra temos que nós lembrar que tambem é dificil para ela não poder contar a verdade.
Hogsmead seria o lugar perfeito para o Sirius falar com o Harry se ele estivesse atras dele, mais no momento Sirius esta muito mais preocupado em pegar Pedro, imagino que depois que Sirius conseguisse pegar Pedro, dai sim ele iria atras do Harry para contar a verdade.
Foi engraçado os marotos se perguntando se Bichendo era um animago e ainda o fato de Tiago perguntar por que ele se fingiria de bicho de estimação.
Uma coisa que eu reparei é que no primeiro livro o proprio Sirius desconfiou que Perebas era o Pedro, mais nesse livro eles não pensaram nisso, fico imaginando se eles vão perceber que Pedro é sim o Perebas antes do final do livro.
Penso que Bichento podia ter dado umas mordidas no Perebas, é uma pena que Pedro tenha fugido e isso não tenha acontecido.
Bem eu não posso falar nada sobre o Rony ficar bravo com a Hermione, tambem ficaria no lugar dele, se tem uma coisa que eu defento com unhas e dentes e meus bichinhos de estimação, ja descuti com minha vó e meu padrinho por causa das minhas crianças.
Sobre o coelho da Lilá eu entendo ela, é muito ruim quando perdemos um dos nosso bichinhos, mais acho que foi de mais ela achar que a professora previu que isso aconteceria.
De ser estranho para o Rony e a Hermione verem a historia sobre o ponto de vista do Harry, principalmente a parte das brigas dos dois.
Realmente Neville é muito esquecido.
Tadinho do Sirius, espero que ele não fique se culpando ate o final do livro.
Percy é pessimo para animar as pessoas, mais falando serio acho que Percy é o unico Weasley que eu odeio, contando com a Tia Murriel, não suporto o Percy, já não gosta dele nos primeiros livro, depois do quinto então passei a odia - lo.
Tiago tem razão o Rony e a Hermione são os melhores amigos que Harry poderia ter, sempre achei a amizade do trio bonita, mesmo brigando um sempre esta do lado do outro quando precisa. 
Sirius só pensa em doces e Tiago falando que Sirius rouba os doces dele durante a noite foi muito legal.
Sempre ficou um pouco triste ao ler sobre o Collin sabendo o que aconteceu com ele no final, mais sempre dou risadas com o Collin, ele é muito engraçado nesa obseção que ele tem com o Harry.
Cuidado do Harry, Gina ficou um pouquinho brava por ele não ter percebido que ela estava sentada junto com o Collin.
Tenho que admitir fiquei com um pouco de pena do Severo ao saber que ele ficou com o tomate no lugar do nariz durante toda a leitura do capitulo, mais quem sabe agora ele pense duas vezes antes de falar alguma coisa dos marotos.
Logo logo eles vão descobrir como os marotos entram e saiem da escola sem serem vistos.
A companhia do Remo é mil vezes melhor do que a do Filch.
Achei super fofo o Tiago falando que o Remo é o melhor professor que o Harry poderia ter.
Começei a amar o Tiago ainda mais quando ele disse que a Alice não era inteligente o suficiente para entender o terceiro motivo dele, principalmente por deixar a Alice espumando de raiva.
O Rony falando que ate ele podia responder por que o Remo não deixou o Harry enfrentar o dementador, foi engraçado,  já que ele nessa epoca era um pouquinho lento para entender as coisas, mais afinal é isso que torna o Rony engraçado.
Severo tem que entender que pelo menos a maioria das pessoas iram dizer quase a mesma coisa que ele ao saber sobre o medo do Harry.
Tenho certeza de que Severo só preparou a poção para o Remo por que Dumbledore mandou, se não provavelmente ele ele iria é dar veneno mesmo para o Remo. Queria saber se o pessoal do futuro vai entregar ao Remo a receita da poção Mata Cão? Mas se não quizer responder, por aparecer mais para frente na fic, não precisa responder, só fiquei curiosa.
É claro que o Tiago e o Sirius entendem o Harry, eles tambem não confiam no Severo.
Só faltou o Harry falar que o Severo estava tentando envenenar o Remo, mais sempre é melhor previnir.
Sirius de novo pensando em doces, ele me lembra o Rony quanto o assunto é comida.
Verdade o Harry e o Rony faziam os deveres sozinhos, sempre que a Hermione não deixava eles copiarem ou quanto ela estava brigada com eles.
Sirius esta certo Severo com toda certeza envenenaria Remo em outra ocasião se pudesse.
A Alice não sabe a hora de ficar quieta, tudo bem que a pergunta dela ate que vale, mais teria sido melhor se tivesse ficado quieta, entendo o fato do Frank ter tentado impedir o Tiago, mais ele devia saber melhor. O Nariz/Tomate da Alice foi muito bem merecido, queria ser uma mosquinha para ver essa cena, o Tiago transformando o nariz da Alice.
O mais legal de ver é que ate o Neville que é filho dela, não a defendeu, acho que ate ele esta um pouco chateado com a mãe.
Bem apesar de tudo fiquei feliz em saber que o Frank não ficou bravo com o Tiago.
Acho bonito o fato de que apesar de tudo o Tiago sempre acha um jeito de explicar as aditudes do Sirius do livro. Imagino tambem que a confiança do Tiago é o que da forças ao Sirius para continuar lendo o livro.
Lily esta sempre do lado do Sirius espero que continue assim ate o final do livro e Tiago tem razão Sirius é meio esquentado as vezes.
Ficou super fofo o momento Harry/Gina, sempre achei fofo esse casal.
Tiago como sempre esperto ao perceber que Harry e Gina formam um casal.
E essa Lily que não tem jeito, ate quando ela vai ficar tanto o fora no Tiago?
E Severo pode tirar esse sorriso do rosto, logo logo a Lily vai começar a namorar com o Tiago, assim  espero.
E mais uma vez amei/adorei o capitulo.
Melhoras Juh!
Você te razão eu sempre esqueço do Bicuço e sem ele não deriam conseguido salvar o Sirius.
P.s Desculpe algum erro, mais é que tem um bando de gatos dançando em cima do computador, eu tiro e eles voltam, chega uma hora que eu desisto e deixo eles ficarem em cima do not.
P.s2 Desculpe a demora para comentar, mais é que estava arrumando o meu quarto, não conseguia mais achar nada no meio da minha bagunça.
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por NathaliaHelena em 01/06/2014

Meu Deeeeeeeeeeeeeus, primeira e mais importante... Tiago e Lily sabem de Harry e Gina aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah õ/ fofos cara :}   Segundo eu achei um máximo os tomarizes kkkk‘ na boa, Alice mereceu kkkkk‘, Pobre Sirius, até ele tá se culpando, amo o Tiago defendendo ele, amigos assim são difíceis de encontrar... e por ultimo mas n menos importante... A galera tá percebendo que Remo tem algo de diferente... uuhhh, isso vai dar o que flr, Amei o cap, espero que vc fique melhor logo para voltar n apensas a fic mas as suas outras atividades, beijos õ

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mary Potter Malfoy em 01/06/2014

ju, amei o cap (impossivel nao amar)

1ª coisa  : FINALMENTE ROLOU O BEIJO !!!!!!!!!! TAVA LOUCA PRA ESSE MOMENTO !!!!! e agr q o james e a lily sabem *-* ...

amei o fim do cap com um momento Jily

o james tranformando o nariz do sev em tomate ... ri muito kkk bem feito pra ele

como sempre ele irritando os marotos com o "probleminha peludo" do remo ... o harry bem q podia dar uma de "vidente" prevendo "o seu segredo sera descoberto realmente, como vc desconfia, durante esse livro" kkk pena q ele nao pode

adorei quando o james discordou de harry referente ao quadribol so pra agradar lily. pq, no fundo, sabemos q ele realmente concordava com harry kkk

FINALMENTE ACERTEI A FRASE DA SEMANA !!!!! desculpa a euforia kkk imaginei q ginny nao diria isso pq sabemos q ron e hermione conhecem harry melhor q qualquer um naquela sala. se duvidar, melhor ate q o proprio harry kkk

fiquei com dó do sirius. adoro ele, de longe meu personagem predileto, mas fique com dó dele por ficar se culpando do harry naopoder sair pra hogsmead

as suspeitas dos meninos de Bichento ser um animago deixou todos curiosos. kkk adoro quando eles fazem isso. deiam as frases no meio de uma maneira q so eles, harry, ron e hermione entendam (alem de nós, meros leitores, é claro). adoro tbm quando vc faz isso, escreve insinuações q só nós entendemos kkk

nunca gostei da Lilá, mesmo quando so tinha visto os filmes. eu torci muito pra romione e ai ela chegou e deu aquele beijo no ron, eu fiquei tipo "Sua vadiaaa !!! Sai dai !!!" e quando ele falou hermione na enfermaria eu fiquei tipo "CHUPA !!!!! OTÁRIA !!!!!" ela ficava acreditando nas previsoes da professora, quando qualquer um pode ver o obvio. nao precisa nem ser uma hermione pra perceber q foi mera coincidencia.

 amei cada um sendo comparado com os irmao. realmente é dificil acreditar q sirius é quem é mesmo tendo sido criado na mansao black com todas aquelas pessoas preconceituosas e maldosas

e fred e jorge parecem mais irmaos de james e sirius do q do resto dos weasley.

tadinha da lily, ela gosta muito da petunia ... uma vez li uma curiosidade q dizia q a petunia mandou uma carta para hogwarts querendo ir tbm mas dumbledore recusou pq ela nao era magica. sera verdade ?

sirius fazendo estoque de verão. rachei dessa kkk. se eu fosse ele tbm faria kkk mas so comeria os meus quando ja tivesse comido todos os de james escondidos kkk

"– Um dia ainda quero descobrir como vocês saem e entram na escola quando querem. – Frank disse com um sorriso." mal sabe ele que vai descobrir bem em breve kkk

"– Primeiro por que não existe Sinistro. – Tiago disse olhando para Alice maldosamente – Segundo por que Remo é uma pessoa completamente sensata que sabe que não existe Sinistro. E terceiro... – Tiago fez uma pausa e pensou melhor – Dois motivos são suficientes." é claro q o terceiro argumento dele era q remo saberia q o cão era sirius kkk

agr com as poções do lupin ta ficando mais dificil esconder o segredo dele. tomara q o sev nao conte nada senao a situação dele com a lily so ia piorar ...

eu nao veria graça nenhuma em derrubar a caneca do lupin, mas ja q eles veriam ... fazer oq ? vamos rir junto obvio kkk

adorei a parte do frank defendendo a alice. bem feito, ela mereceu o nariz-tomate kkk

a amizade do sirius e do tiago é muito pft

amei a conversinha depois do final do capitulo kkk

bom, acho q exagerei no tamanho do comentario de novo, mas comentando a sua resposta ao meu comentario anterior : eu tentei melhorar um pouco minha fic, mas como nao sou tao boa quanto vc, ainda ficou razoavel, mas vou tentar sempre melhorar. apesar de eu ser bem azarada e atrasada eu nao vou desistir do concurso. quem sabe acontece um milagre ? kkkkk. se eu fosse vc tbm teria serias dificuldades em escrever coisas ruins para o sirius, principalmente pq eu amo ele de paixão.

como ja ta grande de mais vou deixar so mais dois lembretes importante :

1º vc escreve muito bem. cada dia melhor :*

2° meu nome no face é Maria Eduarda Silva (so pra nao esquecer)

 

Bjus :* e ate o proximo capitulo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MionGinnyLuna em 01/06/2014

Eu tinha escrito um comentario GIGANTE, mas o F&B apagou 90%!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MionGinnyLuna em 01/06/2014

Diz q você ta melhor, to preocupada!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por ste_panza em 01/06/2014

Ahhhh, só eu que achei que esse capítulo começou da melhor forma possível!? Estava me perguntando já quanto tempo demoraria para a Lily se estressar de verdade com o Snape… E esse dia chegou!!! E ele bem que estava merecendo… Não que eu não goste dele (aliás, vivo numa relação de amor e ódio por ele) mas, em geral, ele tem tendência a me irritar… E o Tiago transformando o nariz do Snape em um tomate… OMG, eu ri com essa… 

 

Aliás, o Tiago sabe ser bem persuasivo com o seu: "Se alguém tiver mais alguma coisa para falar do Sirius, estou esperando."  Sei não, mas acho que também não me arriscaria, vai que… Mas parece que tem gente que gosta de viver perigosamente (vulgo Alice e Frank) hahahahhah

 

Outro comentário sobre o Snape (já que estou detonando-o no comentário da fic de hoje): Tudo bem, algumas brincadeiras foram potencialmente mortais, mas de ALGUMAS para TODAS, tem um certo caminho a seguir… Duvido que internamente os marotos queiram matá-lo, são apenas garotos, no fim das contas, que gostam de zoar a primeira pessoa com quem não vão com a cara ou que os dão motivos para isso. A maioria das brincadeiras, creio eu, que os marotos apenas achem engraçadas e "inofensivas", como transformar seu nariz em um tomate… Ou colocá-lo vestido de mulher na frente de todos… Em todo o caso, como levar qualquer coisa que ele diga à sério quando ele está com um tomate na cara!? Se eu estivesse lá, provavelmente ficaria rindo até alguém resolver desfazer isso… 

 

Nossa, já estava com saudades de ver o Tiago falando sobre quadribol… Estava pensando isso essa semana, em quanto tempo fazia que o Tiago estava se controlando sobre o assunto, espero que nos próximos capítulos, vejamos-o estressando todo mundo com isso hahahahah

 

Ok, nesse capítulo, eu esperava que a Lily percebesse que eles estavam desconfiando que o Bichento era um animago… Puxa, eles deram todas as pistas, era só ela completar a frase… Acredito que até o Frank e a Alice já desconfiam! Ela é inteligente e com certeza já ouviu falar de animagia… Quanto ao comentário do Tiago sobre o motivo de alguém ficar como bicho de estimação de alguém, juro que quase ri da ironia dessa fala… Quero muito ver a reação deles quando descobrirem que o Perebas é, na verdade, Pedro. 

 

Acho tão fofo quando tem parte entre a Lily e o Tiago com o Harry. Acho que sempre esperava um pouco disso nos livros, mesmo que fosse quase que óbvio que não teria essas partes, então estou adorando cada trecho que tem essa interação… É tão fofo… 

 

OMG, acho o Colin tão comédia. Ele e sua obsessão pelo Harry é simplesmente hilária. É até surpreendente a paciência do Harry. Não acho muitas pessoas teriam a paciência dele para lidar com o Colin. Aliás, a Gina já está com ciúmes? Imagino como será na parte do beijo do Harry com a Cho. Seria interessante se, por um acaso, alguma pessoa da sala soltasse que achava fofo o Harry com a Cho. Imagino a cara da Gina de: "Você tem 10 segundos para correr antes que eu te transforme em uma doninha".

 

Surtei legal com o fora do Tiago. Aliás, acho que o pessoal estava em um dia bem estressado. Uma briga, dois narizes de tomate, alguém pendurado e um fora épico! Sou fã do Tiago depois dessa (bom, já era fã dele antes, mas eu tinha que destacar isso nesse capítulo). Fiquei até com dó da Alice depois dessa. Coitada, ela só fez uma pergunta ingênua. Ela, como o Snape, já estavam merecendo um fora desses há séculos, mas dessa vez ela só fez uma pergunta cabível.

 

E falando sobre o segundo nariz de tomate e o Levicorpus, diferentemente do fora, esse achei totalmente justo. Concordo totalmente com o Tiago. Alice estava merecendo isso e o casal estava precisando ouvir umas verdades. Já disse o quanto a Alice estava me irritando desde o primeiro livro. Já está na hora dela e do Frank crescerem e pararem de julgar quem está lá dentro. E isso vale também para os marotos e para a Lily, que ficam julgando o Snape. Tudo bem, muitas vezes ele faz por merecer, mas ninguém pensa que talvez tenha um motivo por trás de suas ações e que ele possa ser de grande ajuda um dia. Ainda espero o dia que eles vão cair na real e perceber que cada um que está lá tem um papel muito importante no livro e que não merece ser julgado. Pena que isso provavelmente só será percebido no sexto livro. 

 

Ahhhhh, o Harry falando do Tiago no final do capítulo!!! (Ai ai *---*) Tudo bem, ainda não sou lá muito fã de Harry e Gina, mas tenho que reconhecer que foi um momento fofo… E o Tiago com a Lily também, a maneira deles. Só gostaria que a Lily perdesse um pouco o medo dela. Sei que tudo deve estar acontecendo muito rápido na cabeça dela e que, com certeza, deve ser muita informação para ela processar, mas queria que ela desse uma chance para o Tiago, logo. 

 

Concordo totalmente com Sirius sendo professor de Transfiguração. Os alunos iriam amar, mas acho que a McGonagal iria ficar louca com dois dos marotos dando aula. Seria engraçado ver isso. Fui escrevendo esse comentário enquanto lia o capítulo e, bom, sinto que ficou grande. De novo. Só que um pouco maior dessa vez. Mais duas semanas de tortura e daí eu vou participar dos jogos, com certeza. 

 

Sei que seria muito idealista pedir para o Snape esquecer tudo o que os marotos fizeram e ser amigo deles, mas espero que, pelo menos, ele se torne razoável e tenha uma boa convivência com os marotos e, principalmente, com o Harry, afinal, o menino não tem culpa, no fim das contas. Ele não fez nada para ser odiado por Snape. 

 

Bom, novamente, amei o capítulo. Surtei várias vezes com ele, por sinal. Espero que você melhore logo. Já estou ansiosa pelo próximo.

 

Ps: Provavelmente meu comentário deve ter ficado com a ordem meio bagunçada por estar escrevendo enquanto lia, mas estava com medo de esquecer alguma coisa, então achei legal fazer desta maneira. No entanto, sinto que repeti algumas coisas em alguns momentos. Desculpe-me se isso ocorreu.

 

 Ps 2: Comentei, milagrosamente, cedo dessa vez. hahahahahah

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por sasa lovegood em 01/06/2014

Estou amando a leitura desse livro. Eu gostei dos outros, mas esse está mais perfeito ainda!
E como eu adoro a Gina e sua lingua afiada. HAHAHAHAHA...
E ALice me irrita! Não sei se aguentaria tanto tempo como Tiago aguentou! Coitado do Frank de anomrar uma menina tão mimada!
Gina e Harry juntos! <3 nem preciso dizer mais nada!!! *.*

Quanto a minha pessoa, obrigada por se oferecer, mas estou bem, de verdade. Triste pq perdi um amigo, mas bem.

Espero que vc melhore da dor de cabeça.

Um grande beijo e parabéns! Muito bom como sempre! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2020
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.



 

 




 
                           

 


Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /nfs/c10/h06/mnt/147811/domains/fanfic.potterish.com/html/includes/cache.php on line 39