FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. O grande erro de tia Guida


Fic: Marotos Lendo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

– Quem é tia Guida? – Alice perguntou confusa.
– Você não tem uma tia Guida. – Tiago disse a Harry categórico – Sou filho único e pelo que sei a única irmã de Lily é Petúnia...
– Pode ser tia por casamento... – Remo disse pensativo – Então deve ser irmã daquele idiota do Válter.
– Deve ser tão detestável quanto ele. – Sirius bufou.
– Quero saber qual foi o grande erro dela... – Frank disse curioso.
    Remo limpou a voz antes de começar a ler.


Harry desceu para o café na manhã seguinte e já encontrou os três Dursley sentados à mesa. Estavam assistindo a uma televisão novinha em folha, um presente de boas-vindas para as férias de verão em casa de Duda, que andara se queixando, em várias vozes, sobre a grande distância entre a geladeira e a televisão da sala. Duda passara a maior parte do verão na cozinha, seus miúdos olhinhos de porco fixos na telinha e sua papada em cinco camadas balançando enquanto ele comia sem parar.


– O garoto é tão preguiçoso que não pode andar da cozinha até a sala sem reclamar. – Severo disse com desgosto.


Harry sentou-se entre Duda e tio Válter, um homem grande e socado, com pescoço de menos e bigodes de mais. Longe de desejarem a Harry um feliz aniversário, os Dursley não deram qualquer sinal de que tinham reparado em sua entrada na cozinha, mas o menino estava mais do que acostumado com isso para se importar. Serviu-se de uma fatia de torrada e em seguida olhou para o repórter na televisão, que já ia adiantado na transmissão de uma notícia sobre um fugitivo da prisão.
“Alertamos os nossos telespectadores de que Black está armado e é extremamente perigoso. Se alguém o avistar deverá ligar para o número do plantão de emergência imediatamente.”


– Black? – Frank perguntou entre confuso e curioso, olhando para Sirius. – Parece que alguém da sua família foi preso em uma cadeia trouxa.
– Deve ser um dos abortos da minha família, ou um descendente deles... – Sirius disse sem dar muita atenção àquilo. – A família Black tem um ramo trouxa bem grande, apesar dos meus pais alegarem que esses trouxas não tem nada haver com a família.


— Nem precisa dizer quem ele é — riu-se tio Válter, espiando o prisioneiro por cima do jornal.
— Olhem só o estado dele, a imundice do desleixado! Olhem o cabelo dele!
E lançou um olhar de esguelha, maldoso, para Harry, cujos cabelos despenteados sempre tinham sido uma fonte de grande aborrecimento para o tio. Comparado ao homem da televisão, porém, cujo rosto ossudo era emoldurado por um emaranhado que lhe chegava aos cotovelos, Harry se sentiu, na verdade, muito bem penteado.
O repórter reaparecera.
"O Ministério da Agricultura e da Pesca irá anunciar hoje...”
— Espere aí! — berrou tio Válter, olhando furioso para o repórter, — Você não disse de onde esse maníaco fugiu! De que adiantou o alerta? O louco pode estar passando na minha rua neste exato momento!
Tia Petúnia, que era ossuda e tinha cara de cavalo, virou-se depressa e espiou com atenção pela janela da cozinha. Harry sabia que a tia simplesmente adoraria poder ligar para o telefone do plantão de emergência. Era a mulher mais bisbilhoteira do mundo e passava a maior parte da vida espionando os vizinhos sem graça, que nunca faziam nada errado.


– Minha irmã devia passar mais tempo cuidando do filho dela e menos tempo vigiando a vida dos outros... – Lily bufou.


— Quando é que eles vão aprender — exclamou tio Válter, batendo na mesa com o punho grande e arroxeado — que a força é a única solução para gente assim?
— É verdade — concordou tia Petúnia, que ainda procurava ver alguma coisa por entre a trepadeira do vizinho.
Tio Válter terminou de beber a xícara de chá, deu uma olhada no relógio de pulso e acrescentou:
— É melhor eu ir andando, Petúnia. O trem de Guida chega às dez.
Harry, cujos pensamentos andavam no andar de cima com o Estojo para Manutenção de Vassouras, foi trazido de volta à terra com um tranco desagradável.
— Tia Guida? — o garoto deixou escapar. — É... Ela não está vindo para cá, está?
Tia Guida era irmã de tio Válter. Embora não fosse um parente consanguíneo de Harry (cuja mãe fora irmã de tia Petúnia), a vida inteira ele tinha sido obrigado a chamá-la de "tia". Tia Guida morava no campo, em uma casa com um grande jardim, onde ela criava buldogues. Raramente se hospedava na Rua dos Alfeneiros, porque não conseguia suportar a ideia de se separar dos seus preciosos cachorros, mas cada uma de suas visitas permanecia horrivelmente nítida na cabeça de Harry.
Na festa do quinto aniversário de Duda, tia Guida tinha dado umas bengaladas nas canelas de Harry para impedi-lo de vencer o primo em uma brincadeira. Alguns anos mais tarde, ela aparecera no Natal trazendo um robô computadorizado para Duda e uma caixa de biscoitos de cachorro para Harry. Na última visita, um ano antes do garoto entrar para Hogwarts, ele pisara sem querer o rabo do cachorro favorito da tia. Estripador perseguira Harry até o jardim e o acuara em cima de uma árvore, mas tia Guida se recusara a recolher o cachorro até depois da meia-noite. A lembrança desse incidente ainda produzia lágrimas de riso nos olhos de Duda.


– Pelo visto ela consegue ser pior do que o irmão. – Alice disse com um suspiro.


— Guida vai passar uma semana aqui — rosnou tio Válter — e enquanto estamos nesse assunto — ele apontou um dedo gordo e ameaçador para Harry — precisamos acertar algumas coisas antes de eu sair para apanhá-la.
Duda fez ar de riso e desviou o olhar da televisão. Assistir a Harry ser maltratado pelo pai era sua diversão favorita.
— Em primeiro lugar — rosnou tio Válter — você vai falar com bons modos quando se dirigir a Guida.
— Tudo bem — disse Harry com amargura — se ela fizer o mesmo quando se dirigir a mim.


– Que orgulho – Sirius disse fingindo emoção – cada dia mais parecido com o pai...


— Em segundo lugar — continuou o tio, fingindo não ter ouvido a resposta de Harry —, com Guida não sabe nada da sua anormalidade, não quero nenhuma... Nenhuma gracinha enquanto ela estiver aqui. Você vai se comportar, está me entendendo?
— Eu me comporto se ela se comportar — retrucou Harry entre dentes.


    Sirius e Tiago fingiam enxugar lágrimas de felicidade.


— E em terceiro lugar — disse tio Válter, seus olhinhos maldosos agora simples fendas na enorme cara púrpura — dissemos a Guida que você frequenta o Centro St. Brutus para Meninos Irrecuperáveis.


– Quê? – Lily, Tiago e Sirius gritaram revoltados.
– Esse verme de bigodes diz às pessoas que você é um delinquente juvenil? – Remo perguntou rangendo os dentes.
– É a maneira que ele encontrou para explicar meus sumiços durante o ano... – Harry deu de ombros sem se importar muito com aquilo.


— Quê?— berrou Harry.
— E você vai sustentar essa história, moleque, ou vai se dar mal — cuspiu tio Válter.
Harry ficou sentado ali, o rosto branco e furioso, encarando o tio Válter, sem conseguir acreditar no que ouvia. Tia Guida vinha fazer uma visita de uma semana — era o pior presente de aniversário que os Dursley já tinham lhe dado, incluindo nessa conta o par de meias velhas do tio.
— Bom, Petúnia — disse tio Válter, levantando-se com esforço —, vou indo para a estação, então. Quer me acompanhar para dar um passeio, Dudoca?
— Não — respondeu o menino, cuja atenção se voltara para a televisão agora que o pai acabara de ameaçar Harry.
— O Dudinha tem que ficar elegante para receber a titia — disse tia Petúnia, alisando os cabelos louros e espessos do filho. — Mamãe comprou para ele uma linda gravata-borboleta.


– A imagem de um porco, de peruca loira e gravata borboleta, acabou de aparecer na minha cabeça. – Remo disse sem conseguir segurar as gargalhadas e contagiando a todos os presentes.


Tio Válter deu uma palmadinha no ombrão de porco de Duda.
— Vejo vocês daqui a pouco, então — disse ele, e saiu da cozinha.
Harry que estivera sentado numa espécie de transe de horror, teve uma ideia repentina. Abandonando a torrada, ele se levantou depressa e acompanhou o tio até a saída.
Tio Válter estava vestindo o paletó que usava no carro.
— Eu não vou levar você — rosnou ele ao se virar e ver Harry observando-o.
— Como se eu quisesse ir — disse Harry friamente. — Quero lhe perguntar uma coisa.
O tio mirou-o desconfiado.
— Os alunos do terceiro ano em Hog... Na minha escola às vezes têm permissão para visitar o povoado próximo — disse Harry.
— E daí? — retrucou o tio, tirando as chaves do carro de um gancho próximo à porta.
— Preciso que o senhor assine o formulário de autorização — disse Harry depressa.
— E por que eu iria fazer isso? — falou o tio com desdém.
— Bom — respondeu Harry, escolhendo cuidadosamente as palavras — vai ser duro fingir para tia Guida que eu frequento o Saint não sei das quantas... — E Harry ficou satisfeito de ouvir uma inconfundível nota de pânico em sua voz.


– Não gosto de ver meu filho chantageando outra pessoa... – Lily disse cruzando os braços sobre o peito, nervosa.
– Ele é realmente muito parecido com o pai. – Severo murmurou com desdém, apenas Hermione e Rony ouviram, mas preferiram permanecer em silêncio.


— Centro St. Brutus para Meninos Irrecuperáveis! — berrou.
— Exatamente — disse Harry, encarando com toda a calma o rosto púrpura do tio. — É muita coisa para eu me lembrar. Tenho que parecer convincente, não é mesmo? E se eu, sem querer, deixar escapar alguma coisa?
— Vou fazer picadinho de você, não é mesmo? — rugiu o tio, avançando para o sobrinho com o punho levantado. Mas Harry aguentou firme.
— Fazer picadinho de mim não vai ajudar tia Guida a esquecer o que eu poderia contar a ela — disse em tom de ameaça.


– Ótima jogada! – Sirius falou extasiado.


Tio Válter parou, o punho ainda levantado, a cara de uma feia cor marrom-arroxeada.
— Mas se o senhor assinar o meu formulário de autorização — apressou- se Harry a acrescentar —, juro que vou me lembrar da escola que o senhor diz que frequento, e vou me comportar como um trou... Como se fosse normal e todo o resto.
Harry percebeu que o tio estava considerando a proposta, mesmo que seus dentes estivessem arreganhados e uma veia latejasse em sua têmpora.
— Certo — disse por fim, bruscamente. — Vou vigiar o seu comportamento muito de perto durante a visita de Guida. Se, quando terminar, você tiver andado na linha e sustentado a história, eu assino a droga do formulário.


– Você devia ter insistido e obrigado ele a assinar antes... – Tiago disse franzindo a testa – Eu não confiaria na palavra desse ai...


E, dando meia-volta, abriu a porta e bateu-a com tanta força que uma das vidraças no alto se soltou.
Harry não voltou à cozinha. Subiu as escadas e foi para o quarto.
Se ia se comportar como um trouxa de verdade, era melhor começar já.
Devagar e com tristeza, reuniu seus presentes e cartões de aniversário e escondeu-os debaixo da tábua solta do soalho com os deveres de casa. Depois, foi até a gaiola de Edwiges. Errol parecia ter-se recuperado; ele e Edwiges estavam dormindo, com a cabeça enfiada embaixo da asa. Harry suspirou e cutucou as corujas; para acordá-las.
— Edwiges — disse deprimido —, você vai ter que dar o fora por uma semana. Vá com Errol. Rony cuidará de você. Vou escrever um bilhete para ele explicando.
— E não me olhe assim — os grandes olhos âmbar de Edwiges se encheram de censura —, não é minha culpa. É o único jeito que tenho de conseguir uma autorização para visitar Hogsmeade com Rony e Hermione.


– Mas precisava ser tão drástico? – Neville perguntou a Harry – Ela não ia entrar no seu quarto, ia?
– Com ela, nunca se sabe... – Harry deu de ombros – Os Dursley gostam de fingir que não existo, então não me perturbavam, ela prefere me manter por perto...
– Harry. – Hermione chamou em tom de repreensão – Pare de falar do que ainda não aconteceu.
– Que mal pode ter? – Neville perguntou confuso – Ele está apenas falando da tia...
– Não podemos falar sobre nada. – Hermione disse categórica fazendo sinal para Remo continuar lendo.


Dez minutos depois, Errol e Edwiges (que levava um bilhete para Rony amarrado na perna) saíram voando pela janela e desapareceram de vista. Harry, agora se sentindo completamente infeliz, guardou a gaiola vazia dentro do armário.
Mas não teve muito tempo para se entristecer. Não demorou quase nada e tia Petúnia já estava gritando lá embaixo para Harry descer e se preparar para dar as boas-vindas à hóspede.
— Faça alguma coisa com o seu cabelo! — disse tia Petúnia bruscamente quando o sobrinho chegou embaixo.
Harry não via sentido em tentar fazer seu cabelo ficar penteado.
Tia Guida adorava criticá-lo, por isso, quanto mais desarrumado, mais satisfeita ela iria ficar.
Demasiado cedo, ouviu-se um ruído de pneu triturando areia quando o carro de tio Válter entrou de marcha a ré pelo caminho da garagem, depois, batidas de portas e passos no jardim.
— Atenda a porta! — sibilou tia Petúnia para Harry.
Com uma sensação de grande tristeza e depressão na boca do estômago, Harry abriu a porta.
Na soleira encontrava-se tia Guida. Era muito parecida com o tio Válter; corpulenta, alta, socada, a cara púrpura, tinha até bigode, embora não tão peludo quanto o do irmão. Em uma das mãos ela trazia uma enorme mala, e, aninhado sob a outra, um buldogue velho e mal-humorado.


– A vida de Harry com esses trouxas não é ruim o suficiente sem essa tia chata? – Sirius perguntou revoltado.
– Pela descrição ela parece intragável... – Frank disse com um suspiro pesaroso.


— Onde está o meu Dudoca? — bradou tia Guida. — Onde está o meu sobrinho fofo?
Duda veio gingando em direção ao hall, os cabelos louros emplastrados na cabeça gorda, uma gravata-borboleta quase invisível sob a papada quíntupla. Tia Guida largou a mala na barriga de Harry, deixando-o sem ar, agarrou Duda num abraço apertado com o braço livre e plantou-lhe uma beijoca na bochecha.
Harry sabia perfeitamente bem que Duda só aguentava os abraços da tia porque era bem pago para isso, e não deu outra, quando os dois se separaram, Duda levava uma nota novinha de vinte libras apertada na mão gorda.


– A mulher é tão intolerável que até o sobrinho dela precisa ser pago para aturá-la. – Severo disse revirando os olhos.


— Petúnia! — exclamou tia Guida, passando por Harry como se ele fosse um cabide de chapéus. As duas se beijaram, ou melhor, tia Guida deu uma queixada na bochecha ossuda de tia Petúnia.
Tio Válter entrou nesse momento, sorrindo jovialmente e fechou a porta.
— Chá, Guida? — ofereceu. — E o que é que o Estripador vai tomar?
— Estripador pode beber um pouco de chá no meu pires — respondeu tia Guida enquanto seguiam todos para a cozinha, deixando Harry sozinho no hall com a mala.


– Minha irmã deve achar essa mulher insuportável. – Lily disse com um sorriso – Ela normalmente mataria alguém que tentasse usar um pires dela para dar de comer para um cachorro.
– Qual o problema com cachorros? – Sirius perguntou parecendo ofendido.
– Nenhum... – Lily respondeu confusa.
– Cachorros geralmente são os animais mais companheiros, mais fiéis do mundo. – Sirius disse categórico – Os trouxas o chamam de o melhor amigo do homem.
– Eu sei... Minha irmã que não gosta de sujeira... – Lily respondeu encarando Sirius sem entender o motivo daquele discurso.
    Remo voltou a ler rápido, antes que perguntas surgissem.


Mas o menino não ia se queixar; qualquer desculpa para ficar longe da tia era bem-vinda, por isso começou a carregar a pesada mala para o quarto de hóspedes, demorando o máximo que pôde.
No momento em que voltou à cozinha, tia Guida já fora servida de chá e bolo de frutas e Estripador lambia alguma coisa, fazendo muito barulho, a um canto.
Harry viu tia Petúnia fazer uma ligeira careta ao ver gotas de chá e baba pontilharem o seu chão limpo. Ela detestava animais.


– Sua irmã deve odiar receber essa mulher em casa... – Alice disse pensativa.
– Com certeza. – Lily disse – Conheço Petúnia...


— Quem ficou cuidando dos outros cachorros, Guida? — perguntou tio Válter.
— Ah, deixei o coronel Fubster tratando deles — ribombou em resposta Guida. — Ele entrou para a reforma agora e é bom ter alguma coisa para fazer. Mas não pude deixar o coitado do Estripador, tão velho. Ele fica doente de tristeza quando viajo.
Estripador recomeçou a rosnar quando Harry se sentou. Isto atraiu a atenção de tia Guida para Harry, pela primeira vez.
— Então! — vociferou ela. — Ainda está por aqui?
— Estou — respondeu o menino.
— Não diga "estou" nesse tom ingrato — rosnou tia Guida. — É uma grande bondade Válter e Petúnia acolherem você. Eu não teria feito o mesmo. Eu o teria mandado direto para um orfanato se alguém largasse você na minha porta.


– E eu teria preferido passar a vida em um orfanato. – Harry bufou com os braços cruzados.
– Todos nós. – Gina disse categórica.


Harry estava doido para responder que preferia viver em um orfanato do que com os Dursley, mas a lembrança do formulário de Hogsmeade fez com que se calasse.
Ele se esforçou para dar um sorriso constrangido.
— Não me venha com sorrisinhos! — trovejou tia Guida. — Estou vendo que não melhorou nada desde a última vez que o vi. Tive esperanças que a escola lhe desse educação à força, se fosse preciso. — Ela tomou um grande gole de chá, limpou o bigode e continuou — Aonde mesmo que você o está mandando Válter?
— St. Brutus — respondeu o tio prontamente. — É uma instituição de primeira classe para casos irrecuperáveis.
— Entendo. Eles usam a vara em St. Brutus? — vociferou ela do lado oposto da mesa.
Tio Válter fez um breve aceno de cabeça por trás de tia Guida.
— Usam — respondeu Harry. Depois, sentindo que devia fazer a coisa bem-feita, acrescentou: — o tempo todo.
— Ótimo — aprovou tia Guida. — Eu não aceito essa conversa fiada de não bater em gente que merece. Uma boa surra de vara resolve noventa e nove casos em cem. Você já apanhou muitas vezes?


– Que grande absurdo! – Gina disse irritada – Não é com tapas que se educa uma criança, mamãe criou sete filhos sem nunca levantar a mão para ninguém.


— Ah, já — respondeu Harry —, um monte de vezes.
Tia Guida apertou os olhos.
— Não gosto do seu tom, moleque. Se você consegue falar das surras que leva com esse tom displicente, obviamente não estão lhe batendo com a força que deviam. Petúnia, se eu fosse você escreveria à escola. Deixaria claro que os tios aprovavam o uso de força extrema no caso desse moleque.
Talvez tio Válter estivesse preocupado que Harry pudesse esquecer o acordo que tinham feito; o caso é que ele mudou o assunto bruscamente.
— Ouviu o noticiário hoje de manhã, Guida? E aquele prisioneiro que fugiu, hein?
Enquanto tia Guida começava a se fazer em casa, Harry se surpreendeu pensando quase com saudade na vida na Rua dos Alfeneiros, nº. 4 sem ela.


– Para sentir falta da maneira como era tratado antes, ela deve ser ainda pior do que parece. – Alice disse preocupada.
– Muito pior. – Harry murmurou nervoso, sabia que faltava pouco para o livro mostrar exatamente o que tinha feito Harry perder o controle, ele não havia contado tudo o que aconteceu nem para Rony e Hermione.


Tio Válter e tia Petúnia em geral encorajavam Harry a ficar fora do caminho deles, o que o menino fazia com a maior satisfação. Tia Guida, por outro lado, queria Harry debaixo dos seus olhos o tempo todo, para poder fazer, com aquele vozeirão, sugestões para melhorá-lo. Adorava comparar Harry a Duda, e tinha o maior prazer de comprar presentes caros para Duda enquanto olhava feio para Harry, como se o desafiasse a perguntar por que não recebera um presente também. Além disso, ela não parava de soltar piadas de mau gosto sobre as razões de Harry ser uma pessoa tão deficiente.
— Você não deve se culpar pelo que os meninos são hoje, Válter — comentou ela durante o almoço do terceiro dia. — Se existe alguma coisa podre por dentro, não há nada que ninguém possa fazer.


– O que ela quer dizer com podre por dentro? – Tiago perguntou trincando os dentes.


Harry tentou se concentrar na comida, mas suas mãos tremiam e seu rosto começou a arder de raiva. Lembre-se do formulário, disse a si mesmo. “Pense em Hogsmeade. Não diga nada. Não se levante...”
Tia Guida esticou a mão para a taça de vinho.
— Isso é uma das regras básicas da criação, disse ela. — A gente vê isso o tempo todo com os cachorros. Se tem alguma coisa errada com uma cadela, vai ter alguma coisa errada com o filhote...


– Essa bruaca com bigodes acabou de chamar a Lily de cadela? – Alice perguntou com os punhos cerrados de raiva.
    Tiago e Sirius estavam tão irritados que emitiam sons indistintos. Entre os murmúrios raivosos deles podiam-se distinguir alguns palavrões e azarações.
– Remo – Lily disse com um suspiro – continue lendo por favor.


Naquele momento, a taça de vinho que tia Guida segurava explodiu em sua mão. Cacos de vidro voaram para todo lado e ela gaguejou e piscou, a caraça vermelha pingando.


– Harry? – Lily sussurrou cuidadosa – Foi você?
– Não consegui me controlar. – Harry respondeu dando de ombros.
– Esse tipo de coisa não costuma acontecer depois que se aprende a controlar a magia... – Severo disse preocupado.
– Ranhoso tem razão. – Sirius disse um pouco mais calmo – Você devia estar muito descontrolado para isso acontecer... Ou você tem mais poder do que imaginamos...


— Guida! — guinchou tia Petúnia. — Guida, você está bem?
— Não se preocupe — resmungou tia Guida, enxugando o rosto com o guardanapo. — Devo ter segurado a taça com muita força. Fiz a mesma coisa na casa do coronel Fubster no outro dia. Não precisa se preocupar, Petúnia, tenho a mão pesada...
Mas tia Petúnia e tio Válter olharam desconfiados para Harry. Por isso o menino resolveu que era melhor não comer a sobremesa e se retirar da mesa o mais depressa que pudesse.
No corredor, apoiou-se na parede e respirou profundamente. Fazia muito tempo desde a última vez que se descontrolara e fizera uma coisa explodir. Não podia deixar que isso acontecesse de novo. O formulário de Hogsmeade não era a única coisa em jogo — se ele continuasse a agir assim, ia se encrencar com o Ministério da Magia.
Harry ainda era um bruxo menor de idade, portanto, pela lei dos bruxos, ele era proibido de fazer mágica fora da escola. A ficha dele não era muito limpa. Ainda no verão anterior recebera uma carta oficial em que o avisavam muito claramente que se o Ministério tomasse conhecimento de qualquer magia ocorrida na Rua dos Alfeneiros, ele seria expulso de Hogwarts.


– O que aconteceu com audiência disciplinar antes de expulsão? – Tiago perguntou retoricamente. 


Harry ouviu os Dursley se levantarem da mesa e correu escada acima para sair do caminho.
Harry conseguiu sobreviver os três dias seguintes forçando-se a pensar no manual de Faça a Manutenção da sua Vassoura sempre que tia Guida implicava com ele. A coisa funcionou muito bem, embora seu olhar parecesse vidrado, porque tia Guida começou a ventilar a opinião de que ele era mentalmente deficiente.
Finalmente, um finalmente muito demorado, chegou a última noite da estada de tia Guida. Tia Petúnia preparou um jantar caprichado e tio Válter abriu várias garrafas de vinho. Eles conseguiram terminar a sopa e o salmão sem mencionar nem uma vez os defeitos de Harry; quando comiam a torta merengue de limão, tio Válter deu um cansaço em todo mundo com uma longa conversa sobre Crunnings, sua empresa de brocas; depois tia Petúnia preparou o café e o marido apanhou uma garrafa de conhaque.


– Ou seja, todos ficaram um bocado bêbados. – Frank disse preocupado – Isso não é nada bom...
    Severo concordou com a cabeça em silêncio, nem ao menos gostava de pensar no que as pessoas podiam fazer quando estavam bêbadas.


— Posso lhe oferecer essa tentação, Guida?
Tia Guida já bebera muito vinho. Sua cara enorme estava muito vermelha.
— Só um pouquinho, então — disse ela rindo. — Um pouquinho mais... Mais... Aí, perfeito.
Duda estava comendo o quarto pedaço de torta. Tia Petúnia bebericava café com o dedo mindinho esticado. Harry realmente queria desaparecer e ir para o quarto, mas deparou com os olhinhos zangados do tio Válter e viu que teria de aguentar até o fim.
— Aah — exclamou tia Guida, estalando os lábios e pousando o cálice de conhaque. — Um senhor jantar, Petúnia. Normalmente só como uma coisinha rápida à noite, com uma dúzia de cachorros para cuidar... — Ela soltou um gostoso arroto e deu umas palmadinhas na grande barriga coberta de tweed. — Me desculpem. Mas gosto de ver um menino de tamanho saudável — continuou ela, dando uma piscadela para Duda. — Você vai ter tamanho de homem, Dudoca, como seu pai. Sim, senhor, acho que vou querer mais um pouquinho de conhaque, Válter... Agora esse outro ai...


– Por que essa vaca leiteira não podia ficar calada? – Alice bufou.
– Não xingue as vacas. – Sirius disse categórico.


Ela virou a cabeça para indicar Harry que sentiu um aperto no estômago. O manual, pensou depressa.
— Esse aí tem um jeito ruim e mirrado. A gente vê isso nos cachorros. Pedi ao coronel Fubster para afogar um no ano passado. Era um ratinho. Fraco. Subnutrido.
Harry tentou se lembrar da página doze do seu livro Feitiço para Reverter Feitiços Persistentes.
— A coisa toda está ligada ao sangue, como eu ia dizendo ainda outro dia. O sangue ruim acaba aflorando. Mas, não estou dizendo nada contra a sua família, Petúnia — ela deu umas pancadinhas na mão ossuda da cunhada com sua mão que mais parecia uma pá —, mas sua irmã não era flor que se cheirasse. Isso acontece nas melhores famílias. Depois, fugiu com aquele imprestável e aí está o resultado bem diante dos olhos da gente.


    Sirius e Tiago não conseguiam controlar a raiva. Ambos balbuciavam feitiços e azarações entre xingamentos.
– Como essa mulherzinha ousa falar assim! – Alice disse nervosa, suas mãos tremiam em seu colo.
– Tiago. – Lily falou com calma segurando a mão de Tiago com carinho – Se acalma. – acrescentou acariciando o ombro dele – Não me importo com o que essa mal-amada pensa.
    Severo teve que segurar a própria mão para impedi-la de pegar a varinha ao ver o carinho com que Lily estava falando.


Harry olhava fixamente para o próprio prato, sentindo uma zoeira engraçada nos ouvidos. “Segure sua vassoura pela cauda com firmeza”, pensou. Mas não conseguiu se lembrar do que vinha depois. A voz de tia Guida parecia perfurá-lo como se fosse uma das brocas do tio Válter.
— Esse Potter — continuou tia Guida bem alto, agarrando a garrafa e derramando mais conhaque no copo e na toalha da mesa —, você nunca me contou o que ele fazia.
Tio Válter e tia Petúnia tinham uma expressão extremamente tensa. Duda chegara a levantar os olhos da torta para olhar os pais, boquiaberto.
— Ele... Não trabalhava — disse tio Válter, sem chegar a olhar de todo para Harry. — Desempregado.
— Era o que eu esperava — disse tia Guida, bebendo um enorme gole de conhaque e limpando o queixo na manga. — Um parasita preguiçoso, imprestável, sem eira nem beira que...


    Remo segurava o livro com tanta força que parecia prestes a rasgá-lo. Sirius tremia, parecia que ele mesmo não conseguiria se controlar se continuassem a falar mal de Tiago daquele jeito.


— Não era não — exclamou Harry inesperadamente. Todos à mesa ficaram muito quietos. Harry tremia da cabeça aos pés.
Nunca sentira tanta raiva na vida.
— MAIS CONHAQUE! — bradou tio Válter, que empalidecera sensivelmente. Ele esvaziou a garrafa no cálice de tia Guida. — Você, moleque — rosnou para Harry. — Vá se deitar, ande...
— Não, Válter — soluçou tia Guida, erguendo a mão, os olhinhos injetados e fixos em Harry. — Continue, moleque, continue. Tem orgulho dos seus pais, é? Eles saem por aí e se matam num acidente de carro (imagino que bêbados)...
— Eles não morreram num acidente de carro! — protestou Harry, que percebeu que se levantara.
— Morreram num acidente de carro, sim, seu mentiroso infeliz, e jogaram você nos ombros de parentes decentes e trabalhadores! — gritou tia Guida, inchando de fúria. — Você é um ingrato, insolente e...


    As unhas de Lily feriam as palmas das próprias mãos, como aquela mulher ousava falar daquele jeito de Harry e Tiago. Ela tremia da cabeça aos pés, assim como Tiago, Sirius, Remo e Rony.
    Hermione e Gina encaravam Harry com lágrimas nos olhos, sabiam o que havia acontecido, mas nunca souberam exatamente o que a mulher havia dito.


Mas repentinamente ela se calou. Por um instante pareceu que tinham-lhe faltado palavras. Parecia estar inchando, engasgada de tanta raiva... Mas não parou de inchar. Sua cara enorme e vermelha começou a crescer, os olhos miúdos saltaram das órbitas, e a boca se esticou tanto que a impedia de falar — no segundo seguinte vários botões simplesmente saltaram do seu paletó de tweed e ricochetearam nas paredes —, ela inflou como um balão monstruoso, a barriga transbordou o cós da saia, os dedos engrossaram como salames...


– Ela mereceu! – Neville murmurou.
– Harry, você... – Lily encarou Harry boquiaberta.
– Perdi o controle. – Harry disse com um suspiro.
– Ela mereceu! – Sirius disse com selvageria – Ela merecia coisas piores!
– Muito piores. – Remo completou tentando recuperar o próprio controle.


— GUIDA! — berraram tio Válter e tia Petúnia juntos quando o corpo dela começou a se erguer da cadeira em direção ao teto. Estava completamente redonda agora, como uma enorme boia com olhinhos porcinos, e as mãos e os pés se projetaram estranhamente do corpo que flutuava no ar, dando estalinhos apopléticos. Estripador entrou derrapando na sala, latindo enlouquecido.
— NÃÃÃÃÃÃÃO!
Tio Válter agarrou Guida por um pé e tentou puxá-la para baixo, mas quase foi erguido do chão também. Um segundo depois, Estripador avançou, e de um salto abocanhou a perna do tio Válter.
Harry se precipitou, para fora da sala de jantar antes que alguém pudesse impedi-lo, e correu para o armário sob a escada. A porta do armário se abriu magicamente quando ele se aproximou.


– Eu sei que você ainda estava com raiva, – Remo disse pensativo – mas isso é uma baita demonstração de poder, a maioria dos bruxos não conseguem fazer coisas assim conscientemente sem varinha...


Em segundos, o garoto tinha arrastado o seu malão para a porta da rua. Subiu aos saltos a escada e se atirou embaixo da cama, levantando a tábua solta do soalho, agarrou a fronha cheia de livros e presentes de aniversário. Arrastou-se para fora, passou a mão na gaiola vazia de Edwiges, correu de volta ao lugar em que deixara o malão, na hora em que tio Válter irrompia da sala de jantar, com a perna da calça em tiras ensanguentadas.


– Você vai fugir? – Tiago perguntou nervoso – Para onde você vai? Rony está no Egito! Hermione está na França!
– Não pensei em nada disso... – Harry respondeu com um suspiro.


— VOLTE AQUI! — urrou. — VOLTE AQUI E FAÇA-A VOLTAR AO NORMAL!
Mas uma raiva que não media consequências se apoderara de Harry. Ele deu um chute no malão para abri-lo, puxou a varinha e apontou-a para o tio Válter.
— Ela mereceu — disse ofegante. — Ela mereceu o que aconteceu. E o senhor fique longe de mim.
Depois, tateou as costas à procura do trinco da porta.
— Vou-me embora. Para mim já chega.
E no momento seguinte Harry estava na rua escura e silenciosa, puxando o malão pesado, a gaiola de Edwiges debaixo do braço.


– Você não foi expulso por isso, não é? – Lily perguntou nervosa.
– Claro que não! – Frank disse categórico – Isso foi completamente acidental!
– Vamos ler logo? – Lily disse inquieta – Quero saber o que vai acontecer com Harry, para onde ele vai...
– Eu também quero. – Sirius disse pegando o livro da mão de Remo e abrindo-o no capítulo seguinte – Capítulo III – O Nôitibus Andante.




Olá meus leitores mais queridos! Estou muito feliz em postar para vocês o segundo capítulo de MLHPPdA. Espero que tenham gostado do capítulo. 
- Luiza Snape: Sempre que alguém me diz que chorou lendo algo que eu escrevi eu fico emocionada, obrigada pelo seu comentário em Natal da Família Weasley. Não acho que Snape saiba sobre horcruxes, mas desconfio que ele tenha alguma noção do que está acontecendo, talvez ele descubra o que é antes dos outros... Mas ainda não sei. E esse é exatamente o motivo por que Pettigrew não está lendo os livros, é estranho que eu ache que Snape tem salvação, mas não ache que Pedro tem?
- ste_panza: Sinceramente, CS era um dos livros que eu menos gostava na saga, o único que eu gosto menos é CdF, mas por incrível que pareça adorei escrever MLHPCS. Eu mudei minha própria visão sobre o livro... Acho que você vai gostar dos livros que te indiquei, não deixe de me contar depois de ler! Você nem tem ideia de quantos sinonimos para insuportável eu tive que procurar para conseguir escrever sobre a tia Guida. Muito obrigada pelo abraço virtual. Me senti abraçada de verdade!
- Mary Potter Malfoy: Muito obrigada pelos elogios às minhas outras fics, fico muito feliz em saber que vocês gostaram. Dessa vez acho que ninguém acertou o dono da frase da semana... Será que alguém acerta na próxima? Espero que esteja conseguindo se manter na minha frente na leitura, se não, não é legal ler a fic com comentários sem ter lido o livro antes, né?
- Day Caracas: Apesar de não ser meu livro favorito eu adorei escrever CS e fico feliz que isso tenha transparecido para vocês! Os Marotos são um dos motivos para eu ser apaixonada por PdA também, isso e o vira-tempo juntos fazem deste o meu livro favorito. Esse livro vai ser difícil para eles mesmo, muitos conflitos estão por vir... Nessa fic teremos mais momentos Tiago/Lily, espero que gostem.
- Izabella Bella Black: Eu sempre fico emocionada quando alguém diz que chorou quando leu alguma coisa que eu escrevi, de verdade. Eu teria muitos bichinhos, mas moro em apartamente e não ia gostar de ver eles confinados, minha cachorrinha não é grande e é feliz aqui, mas acho que ela não se daria bem dividindo o espaço com outros. Acho que se não estivessem presos pelo juramento que fizeram a Dumbledore Tiago já teria matado Snape lá pelo oitavo capítulo de PdA... Não vou dar spoilers, então é esperar para ver! 
- Aylinn: Sei bem como é, as vezes não consigo logar para postar e fico desesperada para não atrasar o post de vocês, mando até e-mail para a moderação! Prometo para você que em PdA Snape participa bem mais, o que acontece é que em PF a história toda girava muito em torno de Snape, por isso resolvi dar um descanso para a imagem dele em CS e focar mais em Alice que em PF quase não apareceu... 
- Milly Lovegood Black: Adoro mimar vocês um pouquinho, sei que não posso fazer isso sempre, mas é sempre bom ver a felicidade de vocês! Quanto ao Sirius ser seu, há controversias, hehe, eu e Sirius temos um relacionamento de longa data... 
- sasa lovegood: No momento a única fic que estou postando é MLHP, que são muitas fics e me da muito trabalho, mas prometo que assim que postar alguma outra coloco o link para vocês aqui e no grupo! Sei exatamente como você se sente, hoje tenho amigas que são mais próximas de mim do que minha família (você deve ter visto a garota que postou uma foto da minha tatuagem no grupo). Vocês nunca falam demais nos comentários, eu adoro ler cada um deles!
- Stehcec: Eu também sou curiosa demais com coisas que gosto, não consigo esperar... Mas espero que seu namorado não tenha achado ruim você ler no mesmo dia!
- Clara Black Potter: Que bom que você não acha abuso eu querer que você faça a capa de novo! É que gostei tanto da de CS, até usei no grupo! Espero que tenha gostado dos comentários sobre a tia Guida, passei um tempão pesquisando sinonimos para insuportável, hehe. Esse livro só não vai ser o mais difícil para Tiago por causa do que acontece no final do quinto livro... Ahhh, me ensina a colocar foto no meu perfil do FeB? Não consigo nunca!
- Natália Suaris: Pode deixar que não vou abandonar a fic, mesmo que eu demore a postar vou continuar por aqui. E eu sei bem o que quer dizer, já vi muitas fics em que mudam completamente a personalidade dos personagens, e isso me incomoda muito, continue comentando sempre!
- Marlene.M.Black: Ahhh sim, eu pretendo colocar mais conversas paralelas por ai. Já fiz isso um bocado em PF, e vai acontecer mais em PdA também. 
- Nath Tsubasa Evans: Esse seria o livro mais difícil para Tiago se não fosse o final de OdF... Ele vai passar por muitos momentos de desconfinça e dúvida, mas se você o conhece bem sabe mais ou menos como ele vai reagir no final, não é? Ah o Snape vai aparecer mais nessa fic, acontece que em PF ele apareceu muito, então dei um descanso pra ele em CS, coloquei outra pessoa para gerar conflito, mas agora vamos voltar para os probleminhas do Snape.
- Mary Lilian Potter: Fico muito feliz que tenha gostado tanto de CS. Não vou te falar exatamente quem está brigando, mas posso te dizer que a briga entre essas pessoas acontece por causa do Sirius... Tiago vai ter problemas para ler esse livro, mas conhecendo ele como eu conheço, não imagino que ele vá se deixar levar pela desconfiança.
- LULU789: Do mesmo jeito que o primeiro livro foi muito difícil para Lily e Tiago (que descobriram que morreram e deixaram Harry orfam com aqueles trouxas irritantes), e o segundo foi duro para Gina, esse vai ser o pior para Sirius, mas vai ser ruim para Tiago e Remo também. Ter todos os seus segredos revelados sem nenhuma cerimonia no meio de todo mundo é muito difícil... 
- Gabi O. Potter: O diálogo entre Tiago e Lily no final de CS era uma coisa que eu estava ensaiando há algum tempo, quero tornar eles dois mais próximos, mais amigos antes deles se relacionarem. 
- Maria Eduarda Rieg Weasley: O Tiago e a Lily estão criando uma amizade mais forte antes de terem seus primeiros momentos mais intimos... Mas não vai demorar muito mais... Eu não acho nenhum comentário que eu recebo xoxo. Adoro receber cada comentário de vocês, todos eles me deixam muito feliz.
- Guilherme L.: Minha intenção é postar no mínimo um capítulo por semana. Não gosto de ninguém esperando. Mas ainda vai demorar para EdP mesmo, ainda nem tenho ideia de como vou fazer o descobrimento das horcruxes. 
- Clenery Aingremont: Eu terminei o sétimo capítulo e no momento estou escrevendo o oitavo. Os capítulos de PdA são mais difíceis que os dos outros livros. Alice é muito ingênua mesmo, mas nessa fic acho que ela vai ser mais aquela garota bobinha que acredita em tudo do que a garota irritante de CS... 
- MionGinnyLuna: Finalmente chegamos em PdA! Estou muito feliz que vocês ainda estejam ao meu lado!
- Bia Ginny Potter: O grupo ta facilitando muitas coisas mesmo, principalmente para mim que posso conversar mais com vocês. Nessa fic vamos focar principalmente em Sirius, Remo e Tiago, os segredos deles e as desconfianças envolvendo a estadia de Sirius em Azkaban. A questão do Tiago ser monitor-chefe já te expliquei lá no grupo né? 
- Luiza Granger Malfoy: Sei bem como é a questão de provas da faculdade. Depois de PdA as coisas ficam um pouco deprimentes. Não coloquei Rabicho na leitura por que não acho que ele possa mudar, é esquisito não é? Eu achar que o Snape pode mudar e não achar que o Rabicho pode? Ainda vou tentar continuar com uma vez por semana, então me deseje sorte, hehe.
- Akemi Lilith Homura: Tiago não vai reagir nada bem, mas acho que ele vai reagir bem melhor do que reagiria se fosse o Sirius mesmo, não é? Por algum motivo eu acho que uma pessoa que trai os amigos não tem volta.
- Leo Weasley: Por causa disso mesmo que o Rabicho não está lendo com eles, não é? Se não eles não aguentariam e teriam que torturá-lo com certeza.
- Lidiane Ruiz: Fico tão feliz de saber que temos mais uma Potterhead a caminho. Espero que ela devore cada linha dos livros. Eu comecei a ler HP quando eu tinha 9 anos, numa noite que acabou a luz na cidadezinha em que eu morava minha mãe sentou na minha cama no escuro e contou para mim a parte em que Harry recebe as cartas de Hogwarts e os Dursley tentam fugir, ela tinha lido o inicio do livro apenas, uma colega de trabalho dela tinha comprado para o filho. Logo me apaixonei, e ela comprou o primeiro livro para mim. Depois disso eu li cada um deles antes dela, lemos juntas, conversavamos sobre isso, era nosso momento especial. O último livro fiquei tão ansiosa que fiz minha mãe comprar em inglês, mas como ela não sabe inglês traduzi o livro para ela. Concordo com você, é melhor deixar ela ler tudo primeiro, até por que há muitas coisas nos livros que não existem nos filmes, não é? Ela tem que entender bem o enredo da história antes de ler a fic. Mas um dia, quem sabe?
- NathaliaHelena: Snape vai usar a lingua de serpente dele nesse livro... Mas não sei se ele vai conseguir afastar o Tiago da Lily... A parte do Harry com a Cho garante um certo divertimento para alguns e raiva para outros. 
- Mari Weasley Greengrass: Por causa disso que não coloquei o Rabicho para ler com eles. Não consigo acreditar que ele possa se arrepender e mudar as atitudes dele. Ele é um rato afinal, um rato sempre será um rato. Harry ainda vai ficar muito constrangido nesses livros.
- Ivanice: Seja bem-vinda então! Fico feliz que tenha gostado das outras fics e que vá acompanhar essa. A Lily é bastante participativa, muito mais do que a maioria das pessoas. E a Gina vai ficar mais falante agora que a depressão de CS passou. Já escrevi o Tiago reparando que a Gina e o Harry trocam alguns carinhos, mas não sei bem em que momento isso acontece. Não vou colocar mais ninguém na história, já é bastante difícil só com quem já está lendo.
- Maria Coelho: Também é meu livro favorito, gosto de como mostra bastante os Marotos e seus segredos. Adoro particularmente a parte do vira-tempo... Espero que goste das reações deles aos comentários ferinos da Guida.
- IzabelR: Te perdoo por ter sumido se você prometer que sempre vai aparecer de novo! Hahahahah, nem precisa dizer mais nada, entendo completamente sua paixão por PdA. Sou apaixonada pelo Sirius há anos. hahaha.
- Carol Schneider: Espero mesmo que você apareça aqui em todos os capítulos, não quero saber de sumiços!
- Ineez: Acho que esse foi seu primeiro comentário, então seja bem-vinda à minhas fics. Espero mesmo te ver até o final, comente sempre!
- Lily Proongs: Espero não decepcionar. Acho que esse foi o primeiro comentário seu que vi, então espero te ver comentando sempre.
- Tanisa: Seja muito bem-vinda! Fiquei muito honrada com todos os seus elogios. Espero te ver comentando sempre! 


É isso então pessoal, não deixem de comentar.
Ahh, e para o pessoal do grupo, alguém acertou o autor da frase da semana? Surpreendi todo mundo não é?
No grupo eu posto prévias, conto como está o andamento da fic e faço de tudo para conhecer vocês um pouco melhor. Entre no grupo:
https://www.facebook.com/groups/742689499098462/

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 27

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por M_sinistra em 02/03/2018
queridos Eu acho que os mau tem que ser preso e sofrem antes de morre porque ser eles só morrem eles não aprenderam nada. Porque os maus infernizaram os Mocinhos até o fim e no final eles só morrem eles não pagaram nem um decimo que fez os Mocinhos e mocinhas passarem. Sinistra
Nota: 0

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por M_sinistra em 18/02/2018
Juh Nunes E
Nota: 0

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por M_sinistra em 18/02/2018
Juh Nunes Essa fan parece que nem o filme Príncipe da Pérsia que lindo
Nota: 0

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Luiza Granger Malfoy em 27/04/2014

Quero só ver a reação deles quando descobrirem que o Black em questão é o Sirius... Duvido que o Tiago vá acreditar que o Sirius tenha traído a confiança deles. Do jeito que ele é esperto, deve fazer a associação de que o Pedro não foi chamado pra leitura e que o Harry não trataria o padrinho tão bem se fosse verdade de fato =)
Quanto à tia Guida.... Só perde pra Umbridge em questão de personagem mais odiada hahahaha
Cap muito bom, louca pelo próximo! Beijosss 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Gabi O. Potter em 26/04/2014

Juh! Desculpa a demora para comentar, fui ler o cap hoje, pq nos últimos dias a faculdade consumiu todo o meu tempo! O cap tá maravilhoso como sempre, adorei que foi o Remo que falou a frase! Louca pra ver a reação de todos quando descobrirem que o Sirius é o prisioneiro.... Beijões

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por ste_panza em 25/04/2014

OOOOLÁÁ!!!
Eu sei, demorei para postar meu comentário dessa vez, mas estava na casa dos meus pais e, depois, soterrada com coisas da faculdade...

Maais um capítulo ótimo... Ainda morro de rir só de imaginar Tia Guida como um balão... E, juro, nunca esperava que o Lupin fosse falar aquela frase... Acho que é verdade, vemos ele controlando tanto os outros marotos que, ás vezes, esquecemos que ele mesmo é um maroto e pensa como tal... Talvez age com menos frequência como um, talvez só é mais controlado...

Acho tão fofo o Tiago se estressando todo por causa do que a Guida falava dela e dele mesmo... E a Lily acalmando ele, para mim, este é um dos casais mais perfeitos de todos. 

Aiai... Esse capítulo marca a volta das comparações irônicas do Snape sobre o Tiago e o Harry e sua obsessão pela Lily. Juro que não sei se tenho raiva quando ele faz os comentários dele ou dó, no fim das contas, não deve ser fácil ficar trancafiado numa sala, 24 horas por dia, vendo seu pior inimigo pegar a garota que você ama e todo mundo destruindo tudo o que você acredita que é certo (mesmo que o seu certo as vezes esteja errado)...  

OMG, sábado é dia da primeira aparição do Sirius!!! *--* Mal posso esperar para ver como cada maroto vai reagir sobre o fato do Sirius ter fugido de Azkaban. Aposto como o Snape vai dizer algo como: "Eu já sabia que ele iria virar um criminoso".

Até imagino o quanto de sinônimos de insuportável para descrever a Guida você deve ter pesquisado... Apesar que insuportável chega a ser eufemismo para ela.

Assim que ler, te digo o que eu achei... Agora minhas provas deram um tempo, mas estou com pouco tempo por causa de um dos grupos da faculdade do qual faço parte, mas estou acabando de ler Merlin, A Queda de um Império. É bom, e achei interessante o fato que, mesmo sendo sobre um curandeiro meio "místico", a história do livro realmente aconteceu...

Mal posso esperar pelo próximo capítulo... Uma ótima semana para você.
Até mais 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por MilaPotter em 24/04/2014

Muito ansiosa para o próximo capítulo! Acompanho a fic desde a pedra filosofal 
cada vez me,surpreendendo mais, uma pergunta você nao escreve em oito site?
bjss aguardo ansiosamente  

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Luiza Snape em 22/04/2014

Cara o cap foi show, eu não acho que Petter tenha salvação pq acho que ele nunca amou alguém como o Snape ama/amou a Lílian. 
Acho que o Sirius vai ficar muito triste quando souber q foi preso por ¨trair¨ os potter. E eu n vejo a hora do Remo descobrir que vai ser o Professor de DCAT, acho que o Snape vai ficar com um certo RECALQUE, mas quero ver a cena que o Snape protege o trio na floresta proibida contra o lobisomen 

 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Marlene.M.Black em 21/04/2014

É, notei que esse já teve um pouco mais de ‘conversas paralelas‘, mas enfim, o capítulo ficou ótimo, muito bom mesmo. Estou esperando pelos próximos.

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Ivanice em 21/04/2014

Eu amei esse cap! Ninguem deu importância ao Black do noticiário, quero ver quando eles descobrirem que o Sirius foi preso e que ele foi o primeiro bruxo a fugir de lá kkk E pensamentos do Harry livro achando que o Sirius era um presságio de morte imagino que o Sirius vá ficar meio indignado... Eu estou com medo é do Tiago sair de si e fazer alguma bobagem contra o Sirius, fale pra ele não o machucar tanto ok? E quanto a tia Guida, gostaria que o Harry tivesse feito algo pior com ela, as vezes, só as vezes, mas sinceramente a mulher só não é pior que a Umbrige, falando na Umbrige o quinto livro...Não sei se torço pra ele chegar ou não. 
Gostei especialmente dos comentários desse cap, a Hermione dando bronca no harry, a Lily tipo porque vpcês ligam pro que essa coisa diz e depois defendendo o Tiago, afinal esses dois estão cada vez mais fofos.
continue !!
bjsbjs 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por MionGinnyLuna em 21/04/2014

Descupa não ter comentado antes, meu F&B bugou. Flor, eu queria ter o seu talento para desenvolver personagens! (Já tive 1.000.000 defics do gênero lendo, mas não sei desenvolver e buga o negócio todo! Vamos vefr se a que eu estou fazendo agroa se salva) Mas enfim, amo seu jeito de escrita, para mim você está em algum lugar entre meus divos (J.K, Tio Rick, Stephenie Meyer, J.R.R Tolkien, Lewis e Cassandra Clary) e isso é muita coisa, pq eles são meus favoritos! Beijos, e continuem sendo a escritora perfeita (E não ouse dizer que nada é perfeito: A sua escrita fugiu à regra) que você é, e vamos que vamos!

#Morrendo#De#Ansiedade

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Stehcec em 21/04/2014
Olá Juh Li desde domingo, mas só hoje tive mais tempo pra comentar! Adorei o cap. MUITO bom msm. Super ansiosa pras reações deles, cada cap. fico mais ansiosa.
Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Milly Lovegood Black em 20/04/2014

OH MEU BOM DEUS. Eu já falei que amo você? Sério. Escreve um livro? Eu deixo! Ficou muito perfeito esse cap. mas eu estou esperando anciosamente pelo próximo. Genteeeee o - MEU - Sirius vai descobrir que está preso/vai ser preso/ estava preso (Esso negócio de espaço/tempo sempre foi meio complicado pra mim, mesmo eu sendo uma timelady) 
PS: Guria, tome tento! Você não já é casada? Eu até aguento dividir alguns maridos meus, mas será que teu marido aguenta dividir a mulher? kkkkkkkkkkkkkkkk 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Arthur lacerda em 20/04/2014

EXCELENTE!!!! Mais um sucesso, com certeza.

Ansioso para o próximo. 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Clara Black Potter em 20/04/2014

Eu AMO essa parte do livro. Tia Guida inflando feito uma fusão de Sapo Boi com Baiacu é uma das melhores demonstrações de magia de todos os livros kkkkkkkkkkk

AMEI esse capitulo. Tipo assim, muito mesmo.  Os comentario do James e o Sirius são os melhores kkkkk "Que orgulho" *enxuga lagrima falsa* kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei

O Sirius todo defencivo cquando se trata de cachorros é melhor kkkkkk

Estou ansiosa pelo proximo capitulo. As reações de todos com o "assassino Black". Ja estou imaginado os comentarios de todos e a incredulidade dos marotos. Naõ que em algum momento eles irão areditar nisso. Até porque se o Sirius fosse mesmo um traidor o Harry não demonstraria gostar tanto dele quanto demonstra.

Esse livro vai ter inumeras partes tensas. Eles descobrindo que o Remo é um lobisomem, a traição do Pettigrew, eles descobrindo sobre os marotos serem animagos, os dementadores... Nossa vai ter muita agitção. Acho que esse é um dos livros que tem agitação do começo ao fim.


Enfim.. ansiosa pelo proximo capitulo. Não demore a postar, please.

Quanto a foto do perfil é só você se cadastrar nesse site ( https://en.gravatar.com/site/signup ) com o mesmo e-mail que você usa aqui e colocar o avatar que você quiser.

OBS: te mandei a capa da fic pelo facebook. Espero que goste :)

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Thally Grantter em 20/04/2014

To adorando...  PRimeiro pq adoro reler os livros, esegundo que essa ótica é maravilhosa... Tô muito ansiosa pela parte que eles descobrem que o Remo é professor... Vc é demais...

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por LuLu Weasley Potter em 20/04/2014

AAAAAAAAMEEEEEEEIIIII O CAP JUH...
PERFEITO COMO SEMPRE...
NÃO ACERTEI O AUTOR DA FRASE, VOTEI NO SIRIUS, ME SURPREENDI QUANDO LI QUE FOI O REMO...
ESSE CAP REALMENTE FOI DURO PARA A LILY E O JAMES, OUVIR ALGUEM QUE NÃO OS CONHECEU FALAR ASSIM DELES DEVE SER MUITO RUIM...
E O PROXIMO CAP ENTÃO, AS COISAS VÃO COMEÇAR A COMPLICAR...
COM A DESCOBERTA DE TUDO O QUE ACONTECEU COM O SIRIUS...
SUPER ANCIOSA POR ELE...
BJS JUH ATÉ O PROXIMO... 

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Nádia Lestrange em 20/04/2014

Eu já li as outras fics desse gênero e essa e a melhor! Amei mesmo

Nota: 1

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Drama Joker em 20/04/2014

Olá!
Leitora nova aqui, quer dizer, nem tão nova, eu comecei a ler lá em PF, só que pensei que a história seria como outras em que a autora sempre abandona ou não sabe desenvolver a personalidade dos personagens, porém você me surpreendeu com toda a sua dedicação e carinho com as personagens.
Bem, o que dizer do capítulo... Primeiramente, esse é o meu livro preferido, pois é o meu primeiro contato que eu tenho com os Marotos - meus maridos - então já pode perceber minha empolgação para com essa "temporada". Segundo que eu fico imaginando a reação dos Marotos na hora que eles descobrem que o Sirius é que é o Prisioneiro de Azkaban, eu não acho que eles vão ficar contra ele, claro que vai haver aquela desconfiança, só que eu acho que com as deduções ninjas do James - prefiro os nomes em inglês - e com o faro de lobisomem do Remus eles não vão apedrejar o Sirius antes de saber a situação toda, e também acho que o Harry não deixaria isso acontecer.
Olha, eu não curto muito o Snape. Tá legal que ele protegeu o Harry e tal, porém precisava ser tão pé no saco com o Harry? Na minha opinião ele poderia ser um pouco mais tolerante com o Harry, indepentede se ele é a cara cuspida e escarrada do James.
Então, flor... Provavelmente a Alice, o Snape e talvez o Frank vão acreditar que o Sirius é um criminoso, devido a isso eu espero que quando eles começarem a acusar o Sirius, o Harry não fique lá parado e tome as rédeas da situação, defendendo o Sirius, independentemente se ele pode ou não revelar o futuro.
Espero que a Lily também não julgue o Sirius.
Até o próximo capítulo, sweetheart.

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

Enviado por Maria Coelho em 20/04/2014

Eufórica aqui com capítulo novo! Não posso dizer que adorei cada reação, mais ou menos. Por que essas reações sucediram ofenças, e tipo eu odeio quando falam mal do James e da Lily, principalmente do James (grande parte dos potterhead o odeiam por ele fazer bulling no Snape, já deve ter percebido né?). Mas lendo cada sensação que eles tiveram, pensei que em um momento, todos iriam atrás da Guida para machuca-lá, e eu também ia. Mas infelizmente, só imaginei mesmo, por que é meio impossível de acontecer, mas deu essa impressão pra mim. Maior das reações vai ser: Sirius é o Prisioneiro de Azkaban (<3) e que o Pedro é o traidor que entregou os Potter para o Tom. Escrevendo o nome do Pedro, eu errei e escrevi Peeta (me perdoa Peeta, _III_). Bom, como sempre eu amei o capítulo, e sua boa escrita. Espero o próximo, e Feliz Páscoa!  

Nota: 5

Páginas:[1][2]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2020
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.



 

 




 
                           

 


Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /nfs/c10/h06/mnt/147811/domains/fanfic.potterish.com/html/includes/cache.php on line 39