FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Capítulo 1


Fic: O Trio e Gina lendo Fanfics - IM BACK . 02.07.12


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

O TRIO E GINA LENDO FANFICS


 


 


 


Capítulo 1

Tudo está em paz na Toca. Hermione, Gina e Harry estão todos sentados em volta do fogo. Gina e Harry estão sentados de mãos dadas, somente encarando o fogo, enquanto Hermione está fixada em seu Laptop Bruxo, sem piscar. Rony entrou no cômodo, lentamente, comendo um sanduíche.

- Ei, Hermione, o que você está lendo dessa vez? Por favor, não me diga que é sua versão On-Line de Hogwarts, uma História, mais uma vez? – completou o ruivo.

- Não, Ronald – disse Hermione exasperada -, não é o livro que vocês insistem em não ler, mas cansam de me perguntar sobre ele. Hoje eu estou lendo um pouquinho de fanfics. – completou mais para si mesma do que para os amigos.

Harry, com as palavras da amiga, a encarou com um olhar confuso, preparado para mais uma briga que viria a seguir. Sua curiosidade, no entanto, foi mais rápida que a de seu amigo ruivo, e ele perguntou:

- Que diabos é isso, Hermione?

Hermione lançou um olhar de desprezo, e o encarou com um ar superior.

- Você não sabe? São histórias de pessoas que escrevem sobre nós, mas da maneira que eles querem, lógico. – finalizou a morena, sorrindo de lado com a falta de conhecimento do amigo.

- Pessoas que escrevem histórias? Sobre nós? Mas o que haveria de interessante para escrever? – o moreno perguntou.

- Oh, não fique tão surpreso. Honestamente, Harry, às vezes você é completamente cego sobre o quanto você é famoso, não sei como a Gina agüenta você. – completou Hermione, com um sorriso maldoso nos lábios.

Gina, por sua vez, limitou-se a gargalhar ao lado de Harry, que pareceu extremamente ofendido com a afirmação, e a conseqüente gargalhada da namorada.

- Vocês deveriam ver o que algumas pessoas fazem conosco, e os casais que elas criam, é uma loucura. – Hermione afirmou aos amigos, esperando a reação que viria a seguir.

- Ahn? Você quer dizer, hmm, que eles não põem eu e a Gina juntos? – e Harry encarava a amiga com os olhos esbugalhados, como se tivesse recebido a notícia de que Snape seria seu padrinho de casamento.

Gina havia parado de rir, e olhava agora ultrajada para a amiga, com uma das sobrancelhas levantadas, e as orelhas vermelhas.

- Deixem eles comigo. Eu irei mostrar para esses estupidos pré-adolescentes de 13 anos como uma azaração de Bixo-Papão realmente funciona. – disse enfurecida.

Foi a vez de Rony rir, fazendo caretas e provocando seu amigo, que parecia cada vez mais confuso e ofendido com esses novos episódios.

- Mas… Com quem eles me põem, afinal? – Harry perguntou mais uma vez, olhando a amiga e desejando não ouvir o que viria a seguir.

- Oh, deixe-me ver, comigo principalmente, depois Luna, Cho, Parvati, Susan, Tonks, Fleur, Bellatrix... – Hermione enumerou nos dedos.

- Lestrange?! – Harry agora parecia aterrorizado.

- Isso não é o pior. Você deveria ver os pares slashes que eles colocam... você e Rony, Malfoy (Pai e Filho), Hagrid, Zabini, praticamente qualquer professor, hmm, você e Lord Voldemort... – e ela parou de falar com a cara que o amigo fez a ela.

Harry parecia prestes a vomitar, e suas maiores caretas foram quando mencionados Hagrid e Voldemort, ambos por motivos distintos, mas bizarros entre si. Rony agora estava a ponto de ter uma convulsão de tanto rir, imaginando Harry e Voldemort... juntos. E a simples idéia de Hagrid, um meio-gigante, era demais até mesmo para tirar sarro do amigo, então Rony se concentrou no “cara-de-cobra”.

Hermione, misericordiamente, decidiu parar por ali, pensando que se ela dissesse para Harry sobre o casal Harry e Dumbledore, ele talvez desmaiasse. Ou morreria de choque. Ou começaria a bater a cabeça contra a parede, quem sabe qual seria a reação do amigo.

- Pelas Barbas de Merlin, Hermione, porque você lê esse tipo de... lixo? – Gina questionou a amiga.

- Oh, não…não, eu não leio slash! Eu só citei algumas idéias que eu vi nos sumários dessas histórias. – defendeu-se Hermione.

Gina parecia um pouco aliviada.

- Então, você quer saber com quem eles colocam você? – a morena perguntou, erguendo uma sobrancelha em questionamento.

Gina mordeu seu lábio nervosamente, com uma expressão indefinível no rosto, mas finalmente a curiosidade venceu, e ela acenou que sim com a cabeça.

- Bem, por algumas coisas, um punhado de pessoas não gostam de você depois do sexto livro. Eles acham que você é uma, ahn, vaca por ter tido dois namorados durante o “curto” período de dois anos, e ter terminado com os dois, e em seguida agarrando o terceiro, que pelo menos até hoje, não conseguiu escapar de você. – e a garota não conseguiu reprimir o riso.

Gina estava indignada agora!

- Miguel era um babaca! Simplesmente perdedor demais para aceitar ser derrotado pela nossa casa no Quadribol. E Dino foi quem sugeriu primeiro que queria terminar comigo! – a ruiva tentava se defender da simples idéia que passava em sua mente.

Hermione estava tentando se controlar da risada disse entre soluços:

- Eu sei, eu sei… diga isso para os estúpidos que estão bravos que eu e o Harry não estamos juntos, pobres coitados. Me disseram que no Brasil, um país da América Latina, eles são chamados de abóboras, e amam a Warner por me fazer parecer uma popstar com um imenso carisma e química com o Harry, que de fato é interpretado por um ator tão ruim que dá náuseas, e que nem olho verde tem.

- O QUÊ? – Rony pronunciou de um salto. – Eles acham isso mesmo? E o que é esse tal de Warnor?

- Warner, Rony, Warner. Eles são a indústria cinematográfica responsável por filmar a nossa história, e nos filmes, os atores que interpreta a mim e ao Harry são praticamente jogados um sobre o outro para parecer que existe uma relação afetiva, mas se quer saber, aquela Emma nem parece comigo. – Hermione bufou.

- Então - disse Gina, cortando o irmão, que estava ficando vermelho. -, com quem eu fico nessas… coisas? – e a ruiva fez questão de sublinhar bem a última palavra.

- Usualmente, Dino, Zabini, Zacarias, Neville ou Malfoy. – a amiga respondeu.

Gina balançou a cabeça, como tentando se livrar dos incômodos pensamentos que esses casais geravam nela.

- Eu prefiro sair com uma horda de gigantes do que com aquela doninha albina. – Gina disse mais alto do que deveria, o que assustou Harry, que estava observando atentamente a conversa, com cara de poucos amigos.

- Sim, é o que eu disse também a primeira vez que li uma fic em que eles me colocaram juntos. – a morena respondeu.

- Você? Eles colocaram o Malfoy com você?! – Gina agora parecia estar sendo transportada para outra realidade, tamanha a sua expressão de choque. –Rony praticamente expulsou as palavras.

Hermione acenou que sim com a cabeça.

- Infelizmente, sim… Há milhares de fics Dramione. É revoltante, mas é o par favorito de muitos deles. – disse Mione a contragosto.

Gina olhava completamente desgostosa, mas Hermione ria.

- Eu estava revoltada no começo, mas agora eu acho as histórias engraçadas. – completou suavemente.

- Ei!!! – o ruivo finalmente se pronunciou novamente.

Hermione piscou afetuosamente para o namorado antes de continuar.

- Oh, Rony, lógico que eu nunca poderia, nem em outro mundo, ter sequer algum sentimento pelo Malfoy, mesmo se ele fosse o último ser humano da terra. Eu estava somente dizendo que as histórias são divertidas, só isso. Quero dizer, esses “pré-aborrecentes” não fazem idéia de quem o Malfoy realmente é. Eles sempre o retratam como uma pessoa que sofre com a falta de afeto, que somente me chama de sangue-ruim porque ele está perdidamente apaixonado por mim. Eu acho que todos podemos descartar essa teoria, certo? – a amiga disse em tom de certeza.

Todos concordaram sem hesitar.

- Mesmo sendo impossível que nós dois fiquemos juntos, eles insistem em escrever histórias absurdas sobre como nos envolvemos, veja só; Malfoy e eu acordamos um dia e estamos casados; Malfoy e eu nos apaixonamos em nossas tarefas de monitor; Os parentes de Malfoy ordenados por Voldemort o obrigam a se casar com uma nascida trouxa por causa de uma doença que está afetando os puro-sangue; Eu fico bêbada e durmo com Malfoy na véspera do casamento de Rony com outra mulher, engravido dele, e cinco anos mais tarde Malfoy reaparece querendo a criança, e se unindo a nós na caça pelas Horcruxes...

Rony não achou nada disso engraçado, a julgar pela sua expressão.

- Malfoy é um otário. Ele não deveria nem ter sobrevivido a Batalha de Hogwarts. Puta dum covarde... – começou o ruivo.

Ele parecia prestes a pegar sua varinha e aparatar na residência de Malfoy, para matá-lo lenta e sofregamente. Gina notou o sorriso assassino no rosto do irmão, e tentou mudar o foco.

- Então, Hermione, quem mais eles colocam comigo? – a mais nova dos Weasley perguntou suavemente, numa voz que não parecia sua.

Hermione congelou, perdida em pensamentos.

- Hmm… Sirius, Krum, Lupin…

Gina estava espantada como um adolescente de 13 anos poderia sonhar com a possibilidade de ela se apaixonar por um professor ao menos 20 anos mais velho que ela, estava tão chocada que a única coisa que conseguiu fazer foi resmungar para si própria.

- Não esquenta, nem é muito comum vocês dois juntos. É mais provável achar histórias comigo e Lupin juntos. – a morena constatou.

Harry começou a rir somente com o absurdo da idéia.

- Você e Aluado? Sem chance. – Harry disse em tom firme.

- Não é tão ruim, na verdade, porque a maioria das histórias eu volto no tempo e me apaixono por ele na época que ele ainda está em Hogwarts. – Hermione constatou.

- Você diz quando meus pais estavam lá? É impossível! Nem mesmo Dumbledore poderia enviar uma pessoa para um passado tão distante. – Harry outra vez parecia contrariado com os absurdos que ele ouvia.

- Eu sei… É fisicamente impossível viajar mais que um ou dois dias de volta no tempo, mesmo com o mais sofisticado vira-tempo, ou mais que uma ou duas semanas com a ajuda de um bruxo poderoso como Dumbledore, mas você sabe...

-Aquelas malditas crianças não tem mais o que fazer? Porque eles não vão a... – mas o ruivo não completou a frase, pois Hermione apontava a varinha para ele ameaçadoramente, o que o fez desistir de continuar a sentença.

Gina ainda parecia conturbada com a idéia de que ela um dia poderia namorar alguém que costumava ser seu professor.

- Que pares estranhos esses loucos colocam. Ainda mais alunos e professores. Eu e Lupin... honestamente... – bufou a ruiva.

- Bom, é melhor que eu e Snape. – Hermione disse sem pensar no que acabara de dizer.

- O QUÊ? – gritaram os três em uníssono.

Hermione rolou os olhos.

- Snape. S-N-A…

- Hermione, nós sabemos como soletrar o nome dele. É melhor você ter uma boa explicação do porque você acabar junto com... argg... Snape. – e agora Harry parecia enjoado, leves colorações esverdeadas marcando seu rosto.

- Nas histórias, Harry querido, não na vida real. E não, eu não tenho uma boa explicação! Eu já disse a você, são os adolescentes... E nesse caso é acompanhado por alguns mais velhos, que comeram muitos ovos de fada-mordente, e ficam ilusionando as coisas. Essas pessoas, no caso as mais velhas, estão usando o que um autor trouxa chamado Freud diria ser um complexo, onde espelhadas por desilusões e desejos amorosos elas refletem em fics o desejo delas próprias. – Hermione agora parecia aquela garota de Hogwarts, ensinando a eles como fazer uma poção do morto-vivo.

- Na verdade, são as assanhadas de 17 anos, que estão apaixonadas pelo Alan Hickman. – Gina falou, em um tom de auto-constatação.

Harry e Rony engasgaram ao olhar para ela. Hermione estava impressionada.

- Gina! Como você o conhece? – a amiga perguntou.

- Bem, ele interpreta o Snape nos filmes, não? – a ruiva questionou.

- Que filmes? Você não havia dito que era um filme? – Harry perguntou.

- Honestamente, Harry, você não é cego, parece mais o resultado de alguns feitiços que lhe atingiram durante sua vida “tranqüila”. – disse Gina, num sorriso maldoso, e Rony passou a gargalhar agarrado ao sofá.

- E você está soando como uma Hermione – disse Harry, visivelmente contrariado com a namorada. – E isso não é uma boa coisa. Gina, você tá se sentindo bem? Você acabou de falar o nome de um ator Trouxa.

Hermione parecia extremamente ofendida agora.

-Um ator trouxa que interpreta o Snape nos filmes, que aliás, é muito fofo. – Gina desafiou o namorado.

Gina e Hermione trocaram sorrisinhos bobos, para desespero dos garotos.

- Como você assistiu os filmes, Gina? – Mione agora estava curiosa.

- Denis me levou… não Harry, eu não estou traindo você. – Gina completou ao olhar a expressão que começava a se formar no rosto do namorado. - Você estava fazendo entrevistas com o Profeta e eu estava entediada... Eu fui amiga do Colin e do Denis em Hogwarts, lembra? Então, Denis me pegou e fomos ao cinema assistir ao quinto filme... Ele me levou para ver os outros também, num aparelho trouxa de aparência estranha. Naturalmente, ele estava desapontado que Colin fora esquecido no quinto filme, mas ele está esperançoso que Colin terá uma morte heróica em cena, como no sétimo livro, algo como um tributo para lembrar o quão corajoso ele foi na batalha de Hogwarts.

Todos ficaram em silencio por algum tempo, lembrando o quanto ele fora corajoso…

- Então… você vai nos dizer como essas “pessoas” - e disse com o máximo possível de desprezo que ele conseguiu - tiveram a brilhante idéia de colocar você e aquele seboso como um bom casal? – o ruivo tinha mais uma vez um sorriso assassino no rosto, mas para o alivio de Hermione, ele não poderia ir atrás de Snape, uma vez que ele já estava morto.

- Você não esquece, né, Ronald? Ok. Eles acham que Snape é apenas mal compreendido, e ele está apaixonado por mim porque eu sou sensível e brilhante... Oh, e ele sempre achou que eu sou terrívelmente linda e sexy nas histórias...

Harry e Rony tentaram em vão reprimir a risada, engasgando com seus sucos de abóbora. Gina tentou abafar o riso com as mãos, mas falhou miseravelmente. Hermione lhes lançou um olhar que poderia congelar o inferno em poucos segundos, visivelmente furiosa..

- Não… Não era o que eu queria dizer, Mione! Você é linda e sexy, e inteligente e… - tentou se justificar o namorado.

Gina se rendeu, e agora estava submersa em gargalhadas. Harry finalmente tinha recuperado o fôlego, e mais uma vez ria sem parar, soluçando e limpando as lágrimas que escorriam dos olhos, encarando o que seria uma boa briga entre Rony e Hermione.

- Ronald, pare, antes que você diga algo que você se arrependerá.
- Então, Hermione, Você e Snape… bem, fizeram? – Gina estava um pouco mais controlada, e lançou um olhar cúmplice para a amiga, talvez afim de se redimir das risadas anteriores.

Hermione refletiu um momento, pensando em como seria divertido ver Rony e Harry imaginando a cena. Ela concordou alegremente.

- Sim, muitas vezes. Você sabe, Gina, na história, ele é um homem bem fogoso...

Rony e Harry pareciam que iam desmaiar a qualquer minuto. O rosto de Rony se tornou dez vezes mais vermelho que seus cabelos.

Gina ergueu uma sobrancelha, se deleitando com a situação.

- Crianças? – arriscou a amiga.

- Sim, e todos eles possuiam cabelos negros escorridos, pertenciam a Sonserina e eram gênios em poções... – disse a morena maldosamente.

Rony e Harry estavam petrificados.

- Terrivel visão! Muito, muito ruim! Por favor, faça isso sumir! Prefiro as visões da mente de Voldemort. – e Harry sorriu para o ruivo, aproveitando também para tirar a sua casquinha, afinal, ele rira dele.

Hermione e Gina trocaram outro olhar. As duas começaram a rir incansavelmente. Rony e Harry as olhavam de modo medonho.

- Isso tudo foi uma piada? – o moreno perguntou primeiro.

Hermione deu a eles um olhar superior.

- Oh, não… Essas histórias realmente existem… Eu estava apenas me divertindo um pouco… Foi engraçado ver vocês dois surtando. – respondeu.

- Nunca mais faça isso! – o ruivo disse de supetão.

- Você sabe, Hermione… para alguém que só leu os sumários dessas fanfics sobre você e o Snape, você tá bem interada dos detalhes... – e o amigo sorriu maldosamente.

- Não seja idiota, Harry, lógico que eu as li! Eu pensei que elas seriam divertidas... ao menos renderam umas boas risadas.

Rony não gostou nem um pouco disso. Na verdade, ele estava ficando mais vermelho a cada segundo, se isso fosse possível, só de imaginar o fato de que sua namorada gostou de ler fics sobre ela com aquele Seboso... ele puxou a varinha e apontou para o laptop de Hermione.

- Avada Ke... – começou Rony.

Hermione rugiu e tirou a varinha da mão dele com um feitiço convocatório.

- Rony! – disse Hermione devolvendo-lhe a varinha após alguns segundos. - Não se atreva a explodir o meu computador.

Rony encostou no sofa e cruzou os braços, parecendo muito mal-humorado.

- Que inferno, Hermione, ninguém gostaria de ouvir sua namorada falando claramente sobre histórias dela e Snape juntos, apaixonados, e tendo FILHOS!

Hermione olhou docemente para ele e chegou mais perto.

- Awwwww… Rony… Você é tão meigo.- e Mione deu a ele um sorriso tão doce que parecia extremamente falsificado, na visão de Harry.

Ela debruçou e deu um beijo no namorado. Harry e Gina olharam-se e concordaram que era hora de partir.

- Hum… Nós temos que ir andando… - disse Harry meio constrangido com a situação.

- Sim, então, passamos mais tarde, ok? – Gina completou.

Hermione se afastou suavemente de Ron e olhou inocentemente para eles.

- Oh, mas vocês não querem ouvir as idéias dos autores sobre com quem o Roniquinho tem um envolvimento romântico? – Hermione disse, sem olhar para o ruivo.

Rony tinha os olhares fixos na namorada. Harry e Gina perderam todos os pensamentos de ir embora.

- Tá esperando o que? Nos diga logo! – completou Gina, sentando-se novamente no sofá, deleitando o momento.

- Deixe-me ver… a maioria das pessoas acham que o Rony e eu não fomos feitos um para o outro, principalmente os que me querem com o Draco. Eles sempre colocam o Rony com Parvarti, Padma, Lavander, Cho, Mandy, Hannah, ou Luna...

- Luna? Rony nunca ficaria com ela! – exclamou Gina, parecendo um pouco exaltada.

Hermione sorriu.

- Evidentemente muitas pessoas acham que o casal foi produzido pelos céus... – e agora havia um quê de sarcasmo no sorrisinho que ela deu.

Rony estava pasmo, com um olhar horrorizado, definitivamente pensando na idéia absurda de ele e Luna ficarem juntos...

Hermione estava adorando imensamente a situação reversa. Agora Rony estava sob os holofotes. Ela não resistiu a um último golpe.

- Oh, mas não existe nenhuma melhor que aquela sobre Rony e Pansy Parkinson…

Isso obviamente foi demais para Rony, pois Hermione viu Gina e Harry rolando no tapete de rir, junto com um alto barulho, e um ruivo desmaiado no chão. Hermione suspirou.

- Eu acho que foi uma boa idéia eu não ter dito sobre a fic Rony/Minerva McGonagall que eu li a semana passada...


----


 


Obrigado People.


Beijosmeliguem

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por LilyLuppin2 em 05/12/2013

Rolei de rir! Amei a fic!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 29/01/2012

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Se eu morri lendo esse capitulo ??? Muiiiiiiiito amei amei amei!!! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.