FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Descobertas


Fic: Labirinto


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Os dias longos e preguiçosos na Toca estavam chegando ao fim. Harry lamentava o final das férias porque estava se divertindo como há muito tempo não acontecia. Por outro lado, queria voltar a Hogwarts. Distraia-se com esses pensamentos enquanto o trio, acompanhado de Gina, se dirigia a um lago que ficava a uma hora de caminhada da casa dos Weasley. Harry e Hermione nunca tinham ido para lá e reclamaram com os amigos por terem esquecido desse passeio.
- A gente mesmo não vai lá faz séculos. Minha mãe disse que as fadas do lago tinham se mudado para um rio que fica mais distante. Ela acha que nós perturbamos demais a paz das pobrezinhas - observou Gina. A garota prendera o cabelo em duas tranças e andava descalça sobre uma cerca baixa e larga de madeira, equilibrando-se com cuidado. Rony notou na irmã que o jeito de menina estava sendo substituído pelo de moça. Percebia claramente que Gina crescera e adquirira formas de mulher. Tinha ainda um ar moleque e atrevido que incorporara dos gêmeos. Mas suspeitava que o estilo poderia se transformar num desafio para os rapazes. Eles talvez quisessem dobrar alguém com um perfil tão provocante. Em seguida, voltou sua atenção para Harry. Ele também se detinha em Gina. Acompanhava de perto o movimento das pernas da garota nos vãos da cerca.
- O que é que você está olhando, Harry?
- Hein? Eu? Nada. Estou distraído - disfarçou. - É bem bonito o campo por aqui.
- É até romântico - sorriu a garota, virando o rosto para os três. Foi uma lástima porque errou a passada, desequilibrou-se e caiu sobre Harry. O rapaz não conseguiu ampará-la e nem ficar de pé. Os dois acabaram de cara na terra. Gina se levantou rapidamente, explodindo em tons avermelhados. Estava envergonhadíssima, com o rosto sujo e os joelhos esfolados. Rony deu uma gargalhada e Hermione disfarçou o riso. Tinha sido uma cena patética. Harry sacudiu o pó da roupa.
- Você pode ser pequena, mas não deu para agüentar o seu peso.
- Está me chamando de gorda? - replicou, ofendida.
- Nunca diria isso. Seu corpo é perfeito, só que...
- Olha o respeito com a minha irmã - cortou Rony, um tanto irritado.
- Ah, vá. Não falei nada demais.
- Não acham que estão começando a discutir por bobagem? - intrometeu-se Hermione, devolvendo as sandálias de Gina, que vinha carregando desde que a ruiva decidira andar na cerca. - O Harry fez um elogio inocente. Disse a verdade. Sua irmã tem um corpo lindo.
- Não quero ninguém olhando o corpo da minha irmã - respondeu um mal-humorado Rony. Gina fez uma careta para o garoto, dando a entender que não estava nem aí para o que ele pensava. E notou que Harry a encarava. Desviou o rosto, sentindo um calor intenso se irradiar por dentro dela. Todos ficaram em silêncio até encontrar o lago.
Era como um espelho d’água. As margens estavam repletas de moitas floridas e havia um pequeno deck de madeira, bastante gasto pelo tempo, mas que acomodava perfeitamente os quatro. Hermione e Gina retiraram os vestidos, pois já estavam com biquíni por baixo. Ficaram um pouco tímidas, mas fingiram não se incomodar. Nunca antes tinham se visto em roupas de banho. Hermione sentou-se para prender os cabelos num rabo de cavalo. Gina permaneceu de pé, sem saber onde estender sua toalha. Rony e Harry apenas despiram as camisetas. O constrangimento pesava no ar.
- Caramba, como sou transparente. Mais um pouco e me confundem com o Nick-Quase-Sem-Cabeça - brincou Rony.
- Você só precisa de um pouco de sol. Sua pele deve ficar dourada como a da Gina - disse Hermione. Mas se arrependeu do comentário porque com isso atraiu a atenção de Rony para si. Harry, por sua vez, virou-se para Gina, que estava debruçada sobre a toalha, esticando as pontas. Observada daquele modo, ela sentiu as pernas amolecerem. “Tomara que ele tenha tirado os óculos, tomara que tenha tirado os óculos, tomara...”
- É verdade. Você tem a pele dourada, Gina. Costuma tomar sol?
Harry, ainda de óculos, deu um tom indiferente à pergunta, mas seu interior estava em brasas. Alguma coisa estranha vinha acontecendo com ele desde que chegara à Toca. Gina, às vezes, o desafiava a falar quando mergulhava em silêncio. Fazendo isso, pensava ajudá-lo a sair da solidão. Se outra pessoa o desafiasse, ele ficaria bastante aborrecido e responderia secamente. Ou se a própria Gina o importunasse dessa maneira alguns meses atrás, não hesitaria em despachá-la. Agora, porém, ouvir a voz dela, mesmo em tom petulante, provocava-lhe uma sensação que não conseguia definir qual era. Ultimamente, tinha prazer em receber suas reprimendas.
Gina fez que não ouviu. Deitou-se de bruços, fechou os olhos e torceu para que ninguém falasse mais de seu corpo. Rony não escutara a pergunta de Harry. Estava absorto com a visão de Hermione, pele morena, silhueta delgada, busto firme e cheio, olhos brilhantes, cabelos castanhos, bochechas coradas, boca vermelha. De repente, tomou consciência do que fazia e decidiu pular na água para refrescar as idéias. Deu várias braçadas até parar no meio do lago.
- Quem me segue?
Sem resposta, continuou a nadar. Ainda pensava em Hermione. Mergulhou, querendo afastar a imagem da amiga da cabeça. Lembrou-se de Vitor Krum e subiu à superfície já sem fôlego. O búlgaro podia ser melhor do que ele no quadribol, mas nunca na natação. Iria mostrar isso. Rony estava alto, com braços e pernas fortes. Compleição física digna de um atleta. Ao menos, comparado com Harry. O amigo tinha crescido e atingira uma boa estatura para a idade. Porém continuava magro. Rony atravessou o lago, aquecendo os músculos. Atingiu a outra margem a tempo de ver Gina preparando-se para pular na água. Sua irmã tinha realmente um belo corpo. Cintura fina, quadris arredondados, pernas bem desenhadas, seios médios. É, tinha motivos para ficar atento aos colegas. Não permitiria que homem nenhum se aproveitasse de Gina, uma garota inocente, embora de personalidade forte.
- Entrem logo. Tá uma delícia - gritou Gina na água. Harry não esperou um segundo e saltou. Hermione demorou um pouquinho, mas cedeu à vontade geral. Gina e Rony começaram uma guerra de água. Harry entrou na brincadeira e depois deu um caldo na ruiva. A diversão prosseguiu por minutos, Harry e Gina se alternando nas estripulias. Uma hora, ele puxava-lhe o pé por baixo d’água. Outra, ela pulava sobre suas costas. De vez em quando, Rony surgia por baixo, fingindo-se de tubarão e atacava os dois. Hermione se movimentava apenas o suficiente para ficar flutuando. Assistia a tudo sem se atrever a participar da guerra. Tinha ficado abalada com a secada de Rony. Pouco a pouco, no entanto, começou a reparar na brincadeira de Harry e Gina. Já não parecia a hora do recreio. “Será impressão minha ou eles estão aproveitando para ficarem se tocando? Nesse mato tem coelho”, matutou.
- Vamos apostar uma corrida. Do deck até a margem oposta. Vem, Hermione - propôs Rony.
Os quatros se alinharam imitando competidores. Hermione ria da cara de desafio de Rony. Harry olhava fixo para Gina, garantindo que ganharia facilmente. A ruiva debochou e tirou a língua para ele. Aquilo fez com que uma agradável onda de energia percorresse o corpo de Harry. “Vou te ensinar a zombar de mim”, provocou falando entre dentes. Gina desdenhou. “No dia em que fizerem uma Weasley de boba...”.
Antes que terminassem a discussão, Rony gritou já. Por ser o mais alto do grupo, ficou na dianteira logo de cara. Harry dava braçadas vigorosas, sem conseguir alcançar o amigo. E Gina vinha logo atrás. Hermione desistiu no meio do caminho. Tinha certeza de que seria a última colocada. E parou para admirar a envergadura dos ombros de Rony. Com essa envergadura, só podia mesmo ser um ótimo goleiro. Devia ser bom também receber abraços dele. “O que é que estou pensando? Ai, pára com isso!” Rony venceu a prova com folga. Harry estava em segundo, até diminuir o ritmo e virar a cabeça em busca de Gina. A garota aproveitou o deslize e num mergulho atingiu a margem antes do rapaz. Assim que saiu da água, abriu um largo sorriso.
- Ganhei.
- Ganhou nada. O Rony é o vencedor.
- Ganhei de você, tolinho - comemorou, simulando uma dança na água e dando-lhe as costas. Harry não teve dúvidas. Agarrou Gina e a prendeu entre os braços. Ela tentou se soltar, sem sucesso. A ruiva se debatia, mas o rapaz não a largava, as mãos firmes envolvendo a cintura da garota. Ficaram assim durante segundos que atiçaram os sentidos de ambos. Pele colada à dele, Gina estremeceu. Aquilo estava muito bom, gostoso, arrepiante. Harry apertava fortemente os lábios. Era delicioso prendê-la assim. Não a deixaria escapar. Não depois de sentir a maciez do corpo da irmã de Rony contra o seu. “Irmã do Rony?! Tenho de soltá-la!” E abriu os braços, abandonando-a na água. Deixou o lago e andou pela margem até se aproximar de Rony e Hermione que estavam no deck, enxugando-se com as toalhas.
- Está esfriando. Vamos para casa - disse Rony, alheio ao que tinha acabado de acontecer na água. Harry concordou com a cabeça, pegou sua toalha e secou o tórax. Estava perturbado. Ouviu os passos de Gina e tratou de enxugar o rosto, escondendo-se. Precisava recuperar o sangue frio. A garota não deu sinal de ter percebido nada. Retirou uma garrafa de suco de abóbora da mochila e ofereceu ao trio. Quando terminaram a bebida, recolheram tudo e pegaram a estrada de volta. Caminharam conversando pouco. Às vezes, o silêncio imperava por um minuto ou dois, até que alguém se aventurasse a comentar o final de tarde. Hermione falou das suas expectativas para o último ano em Hogwarts. Rony pediu, por favor, que não o lembrasse dos exames enquanto aproveitava o final das férias. Gina estava ansiosa por descobrir quem seria o novo professor de Defesa Contra a Arte das Trevas. No ano anterior, tinha sido Shacklebolt. E, então, recordaram-se tristemente da morte do amigo.
Nuvens escuras se formavam no céu. Harry deu um longo suspiro. Achou que era o momento de abrir o coração. Guardara o segredo da profecia por todo aquele tempo. Interrompeu o silêncio com a surpreendente declaração de que precisava contar algo que somente ele e Dumbledore conheciam. Por um minuto, olhou para Gina, indeciso. A garota se encrespou.
- Atreva-se a não falar na minha frente. Já dei provas suficientes de que mereço sua consideração.
Harry concordou. Após explicar a profecia em detalhes, ele se sentiu aliviado. Compartilhar o segredo tirava-lhe um peso extraordinário dos ombros. Hermione o abraçou, comovida, dizendo confiar no destino. Rony deu-lhe mais um tapa amistoso nas costas.
- Quando é que vamos acabar com Você-Sabe-Quem para podermos te ver animado como no passado? Está na hora de sair desse casulo em que você se trancou. E, Harry, pode contar conosco para o que der e vier. Tenha certeza de que falo em nome da família toda - completou. Gina assentiu com a cabeça. Tremeu de pensar nas palavras da profecia. Seu coração se estreitou, lágrimas teimavam em subir aos olhos. Fariam tudo para que Harry vencesse a batalha e saísse vivo da tormenta.
E a tormenta veio. Gotas pesadas de chuva desabaram sobre o grupo. Rony gritou que corressem. A Toca estava perto. Hermione disparou, seguindo o rapaz.
- Eu não vou. Já estou molhada mesmo - disse Gina, pouco se importando com o aguaceiro, gotas deslizando pelo seu rosto, pingando do queixo, da ponta do nariz, das tranças, o vestido grudando no corpo.
- Impervius- disse Harry, retirando a varinha da mochila e a apontando para os óculos. Camiseta molhada agarrada ao tórax, ele sorriu para Gina, que baixou os olhos envergonhada, mas feliz. - Você não tem idéia de como desabafar fez bem para mim. - E seguiram andando tranqüilamente sob a chuva.







Esta é a minha segunda fic. A primeira que escrevi é "Para Sempre". Vou tentar postar a cada final de semana. Espero que gostem desta.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Linni Weasley em 11/09/2013

Que FIC Linda! É a minha favorita, é a segunda vez que leio essa fica ^.^

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isa Weasley Granger Black em 10/09/2013

I lovely!!! *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por asonserina em 08/01/2013

muito boa sua FIC
e maravilhosa parece que estou lendo um livro
muito boa mesmo voce deve escrever mais
esse capitulo esta otimo viu 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dih Potter em 27/06/2012

Maravilhaaa...
 Adorando a sua FIC, sério msm..
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.