FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Capítulo 11


Fic: Suck me, James. UA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 Shining Star - Get far


PhotobucketCapítulo 11. Photobucket

Photobucket
Photobucket Narrado por: Remus Lupin.
Photobucket Indo embora daquele show idiota e do camarim idiota... :@


- Vamos embora desse lugar. - Eu disse puxando a Dora pelo braço.

- Ai, você 'tá me machucando. - Ela disse quando chegamos até meu carro.

- Desculpa. - Eu disse soltando-a.

Afinal de contas, o que eu estou fazendo?
Ela não é minha namorada e nem nada do tipo. Então por que eu fiquei com ciúmes?
Droga, eu acho que eu agi sem pensar, mais uma vez.

Entramos no carro, e comecei a dirigir em silêncio.

- Alô? - Dora disse antendendo o celular. - AHH! Dougie, que bom que você ligou.

Ah que bom. Agora esse cara tem o número dela. Era só oque me faltava.

- Mas o que esse panaca quer hein? - Eu disse olhando furioso para ela.

- Cala a boca, Remus. - Ela disse me apontando o dedo (?) e voltando a falar com aquele estúpido.

- Dora, desliga esse celular! - Eu disse acelando mais ainda o carro.

Eu estou nervoso, porra.

Mas ela apenas me ignorou e continuou falando. E eu? Continuei acelerando.

- Remus, vai mais devagar, você 'tá me assutando. - Ela disse quando percebeu que eu tinha passado por um sinal vermelho.

- Então desliga esse celular. - Eu disse acelerando mais uma vez.

- Não. Remus, para! - Ela disse nervosa.

Ui, parece que eu 'tô deixando alguém com medo aqui.

- REMUS, PARA ESSE CARRO. - Ela gritou destravando a porta.

- O que você pensa que 'tá fazendo? - Eu perguntei travando novamente.

Já pensou se a porta abre e ela cai?

- Se você não parar esse carro agora, eu vou abrir essa porta. - Ela disse colocando a mão na maçaneta.

E sem escolha, eu parei o carro bruscamente.

- Feliz agora? - Eu disse depois do impulso que tomamos.

- Dougie, me liga depois, ok? - Ela disse no celular, e logo desligou se virando para mim. - VOCÊ É LOUCO!?

Fiquei espantado com a raiva que se estampava naquele rosto que eu me acostumei a ver feliz e suave.

- HÃ? QUER ME MATAR? - Ela gritava me encarando furiosa.

- Claro que não, eu nunca ia querer uma coisa dessa pra vo...

- MAS VOCÊ QUASE CONSEGUIU! - Ela gritou e se encostou no banco do carro. - Me leva pra casa, porque eu não quero ficar mais nenhum segundo com você.

- Mas..

- Me leva pra casa Remus, é a única coisa que eu te peço. - Ela disse me encarando, e a tristeza se espantou em seu rosto.

Que droga. Por que eu tinha que ser tão burro?

Se tivesse algum jeito de compensá-la, eu faria tudo que fosse capaz.

Ah, já sei!

Comecei a dirigir, mas dessa vez não era para a casa da Dora.
E ela nem pareceu perceber que eu estava levando-a para o outro lado da cidade.

Dirigi enquanto no carro o silêncio reinava.

Parei o carro em frente do lugar movimentado, onde a fila era gigante.

- Por que parou? E onde estamos? - Dora perguntou olhando pela janela.

- Eu só quero te compensar. Eu sei que isso não é o bastante, mas por favor. Vem comigo. - Eu disse estendo minha mão, e ela me encarou.

- Me compensar? É, bela recompensa, me embebedar, e depois me comer. Obrigada, mas não. - Ela disse colocando o cinto dentro do carro.

- Confia em mim. Eu não quero te embebedar, e muito menos te comer, não ser que você queira. Mas por favor Dora, confia em mim. - Eu disse entendendo minha mão novamente.

Eu não sei como e nem porque, mas essas palavras que sairam da minha boca, foram as mais sinceras que eu já me ouvi dizendo.

Dora olhou profundamente nos meus olhos, e aceitou minha mão.

- Já são três horas. Até nós entrarmos já vai ter acabado a balada. - Ela disse olhando para a gigante fila.

- Relaxa eu tenho minhas fontes. - Eu disse levando-a até os fundos da boate.

Falei com alguns seguranças e entramos.

- Uau, você conhece eles? - Ela perguntou me seguindo, e então chegamos á pista de dança.

- Quem eu não conheço? - Eu disse abraçando-a pela cintura e começamos a dançar.

Dançavamos alegremente, e nem parecia que ela estava tão nervosa comigo á poucos minutos atrás.

- Olha.. me desculpa por...

- Tudo bem, não precisa se deculpar. - Dora me enterrompeu. - Eu que fui uma tola. Eu beijei o Doug por puro desejo.

- Eu entendo. - Respondi me aproximando mais dela. - Assim como eu vou fazer agora...

E então eu a beijei. Um beijo igual á aquele dia na cozinha, aquele dia no ármario das vassouras.
E eu adoro aquele beijo.

Nos separamos depois de algum tempo, e ela me olhou sorridente.

- Então você só me beija por desejo? - Ela perguntou sorrindo marota.

- Não. Eu só falei pra ficar mais rômantico mesmo. - Eu disse, e ela riu. Mas quando fui beijá-la denovo, algo começou a vibrar.

- Alô? Dougie? E-Eu não 'tô ouvindo. Quê? - Ah não, aquele carinha denovo! 'Tô vendo que eu vou ter que dar um jeito nele. - Hã? Quê? Doug passa pra Lily por favor.

- Desliga na cara desse viadinho. - Eu disse segurando-a pela cintura e me colando em seu corpo.

- Lily? Eu 'tô na Raven com o Remus. Vem pra cá quando vocês sairem dai. - A Dora disse no telefone, mas o resto eu não pude entender, porque outra coisa do outro lado da pista me chamou a atenção.

Me soltei da Dora, e fui andando automaticamente até o outro lado.

Atravessei a pista, e aquelas luzes piscando no meu rosto me deixavam mais nervoso ainda. Ouvi Dora gritar meu nome atrás de mim, mas minha conciência estava apenas ligada á uma coisa.

Finalmente cheguei á loira que beijava um cara. E eu tinha certeza de quem era.

Puxei a loira pelo braço e meu sangue subiu.

- Angelina. - Eu disse com muita muita mais muita raiva daquela vadia. :@

- Remus? - Ela perguntou espantada. - O oque você está fazendo aqui?

- Hey, quem é você? - Perguntou o cara que ela 'tava ficando.

E sem preconceito, mas tinha maior cara de favelado.
Óculos de sol na balada, bermuda, tênis com a meia branca até a canela e pochete.

- E-ele é meu namorado. - Angelina disse nervosa.

- EX-namorado. - Respondi sorrindo. - Agora se me dá licença.

- Remus, espera.. - Angelina disse entrando na minha frente. - Por favor, não faz isso.

- 'Tá acabado. - Eu respondi empurrando-a da minha frente.

- Oi, quem você pensa que é pra empurra ela assim desse jeito? - Disse o tal do favelado lá, antes de eu dar um soco na cara dele.

Photobucket
Photobucket
Photobucket Narrado por: Marlene McKinnon.
Photobucket Chegando na Raven com o povo! *-*


- Lily, nós não vamos ficar nessa fila gigante. Liga pra Dora. - Eu disse furando fila e ouvindo o povo gritando lá de trás, e eu muito educada, mostrei meu dedo do meio.

- Ah, olha só, até que a Lene pensa as vezes. - A Lil disse sorrindo e eu mostrei a língua pra ela. - Alô, Dora?

Ok, e o resto eu adimito que eu não escutei.
Por que? Ah sim... Eu estava muito ocupada olhando para a maravilhisidade do Harry do meu lado. Ah, não falei né? Eles tinham ido com a gente! *-*
E lá estava Danny, Dougie, Harry e Tom com a gente na fila. Preciso dizer que o Sirius e o Jay estão morrendo de ciúmes? haha, vocês precisam ver a cara deles!
Não que seja engraçado deixá-los com ciúmes, mas o Sirius nem é meu namorado. Então o que ele quer?

- E ai? - Perguntei quando a Lil desligou o telefone.

- Vem, já arranjamos um jeito. - Lily disse me puxando para os fundos da boate, e entramos por lá mesmo.

Os meninos nos seguiam, e então chegamos até a pista.

- E ai, Dora. - Eu disse dando um beijinho nela, e eu vi a cara de safado que o Dougie fez quando viu ela.

- Oi. - Ele disse sedutor chegando perto dela (?)

- E ai Doug. - A Dora respondeu passando a mão no peitoral dele.

Ui, nem um poco esperta a menina, hein?

- E o Remus, hein!? - Eu perguntei chegando perto deles e empurrando o Dougie.

Afinal eu não sou burra, e eu vi a cara que o Remus fez, quando teve que tirar a Dora dos braços dele. E o que eu não quero hoje é briga. 'Tá tudo muito bom pra ser verdade, e nenhuma briguinha vai atrapalhar..

- I, olha lá... briga! - James gritou apontando para o meio da pista onde se acumulava uma multidão.
Ê, boca santa. - Falei para mim mesma, e me sentei no balcão das bebidas, enquanto todos foram ver a briga. Povo curioso é foda viu.

Pedi uma batida, só pra começar a noite, e me sentei.

- Como é bom se encontrar depois de tanto tempo hein.. - Ouvi uma voz conhecida do meu lado.

Me virei cautelosamente, e lá estava Harry lindo e maravilhoso.

- Nem foi tanto tempo assim. Apenas um pouco mais de um ano. - Respondi mordendo um morango que veio na minha batida.

- O tempo bastante para me fazer sentir saudades. - Ele disse puxando seu banco mais para perto do meu. Fiquei sabendo que estava namorando.. verdade?

- Estava. - Respondi frizando a palavra. - Terminamos essa semana.

- Uau, sinto muito. - Harry disse.

- Tudo bem. Afinal eu já estou quase me apaixonando denovo. - Respondi sorrindo e olhando para a pista, procurando... Sirius.

Percebi que a briga já havia acabado. Ou seja... ele já deve estar se pendurando com qualquer umazinha por ai.

- Hum.. que pena. - Harry disse erguendo uma das sombrancelhas.

E não querendo me achar, mas eu senti algo triste na voz dele.

- Algo errado? - Perguntei cautelosa.

- Não, é só que... - Ele disse disse meio emcabulado, e bufou. - Nada esquece.

- Não... não vou esquecer. Agora fala. - Eu disse segurando seu queixo e fazendo-o me olhar.

Ele sorriu, com aquele sorriso lindo que me acostumei a ver um ano atrás, e agora eu sentia tanta falta.

- É só que... eu pensei que tinha chances com você denovo, Lene. - Ele respondeu segurando minha mão que estava em seu queixo.

Fiquei petrificada. A carinha que ele fez, foi a mais linda do mundo.

- Mas eu não tenho... tenho? - Ele disse me tirando dos meus devaneios. Eu havia passado tanto tempo olhando-o, que acabei esquecendo de responder.

- Nunca se sabe se não tentar. - Respondi sorrindo e me aproximando dele.

Ele sorriu e me agarrou pelas costas, se levantando do seu banco e se encostando em mim.
E eu estava o beijando novamente.. e que saudades daquele beijo. Quanto tempo eu o provei, mas também quanto tempo eu fiquei sem provar. Isso dá saudades.

Ficamos nos beijando por algum tempo, até eu sentir a necessidade de respirar, e infelizmente tive que me separar dele.

- Que saudades disso. - Harry disse me olhando nos olhos.

O abracei pela cintura e pedi mais uma batida.
Depois de algum tempo conversando e bebendo algumas coisinhas, voltamos a nos beijar. *-*

Photobucket
Photobucket Narrado por: Sirius Black.
Photobucket Indo ver a briiga! (6)


- I, olha lá... briga! - Jay gritou apontando para o meio da pista, onde se acumuvalam pessoas. Povo curioso é foda.

Vi Lene ir pro balcão de bebidas, e segui para o meio da pista.

Adoro uma briga.. alguém ai já percebeu? (h).
Chegamos na pista, e vimos que realmente a briga 'tava feia.
Tinha um loirinho batendo em um cara de pochete.

- Ow, não é o Remus? - Lily disse apontando para o loirinho que tomou um soco no nariz e devolveu uns quinze.

- Remus?! - Gritei.

Mas claro que não houve resposta. Mesmo se fosse o Remus, ele estaria muito ocupado brigando por lá.

- REMUS? - Gritei denovo.

E o loirinho me olhou, e então eu percebi que... cara, aquele é realmente o Remus! Oo.

- REMUS, SAI DAI CARAI! - O Jay gritou tentando entrar no meio pra tirar ele de lá. Mas como a multidão 'tava muito em cima, ele não conseguiu.

Eu e Jay nos enfiamos no meio da multidão, e agarramos o Remus. [ nossa que narração mais GAY! u.u' ]

- Me soltem, deixa eu terminar de bater nesse favela. - Remus disse tentando se soltar de mim e do Jay... mas fracassou.

- O que é que 'tá acontecendo aqui, hein!? - Disse um cara meio gayzinho vestido de rosa com uma roupa colada e dois seguranças do seu lado. Ai, que gay. Deve ser o dono. - Tirem esses briguentos da minha boate. Não quero ninguém dando má fama para a minha boate.

E então, sem o travecão lá poder falar duas vezes os dois seguranças vieram em nossa direção e nos jogaram para fora da boate.

- LENE! - Eu tentei gritar. Mas com aquela música escandalosa, era impossivél. - Me soltem.. eu não 'tava na briga, eu só 'tava tentando separar!!!

Mas os dois seguranças idiotas e surdos, simplesmente nos jogaram para fora.

- VIADOS! - Jay gritou mostrando uma banana para os seguranças quando eles viraram as costas.

- Sirius, onde você 'tá indo!? - Remus perguntou quando me viu voltar para a fila.

- Eu vou buscar a Lene. - Eu disse parando no final da fila.

Não me importa quantas pessoas estão na minha frente. Mas eu VOU conseguir chegar até a Lene.

- Você é louco cara... liga pra Lene e manda ela vir aqui fora. - James disse me emprestando seu celular.

- Não, valeu Jay, mas eu vou lá dentro buscar ela. - Respondi. - Você leva o Remus pra casa ou vai esperar aqui?

- Vamos ficar aqui cara. - Remus respondeu limpando um pouco de sangue que saia da sua boca, com sua camiseta.

- Ok.

- Hey Six. Avisa a Lil pra vir junto, por favor?

- A Dora também. - Remus falou, e eu fiz um sinal positivo enquanto entrava e pagava o meu convite.

Entrei e paguei.

Comecei a andar pela boate, e fui subindo as escadas para onde sabia que Lene estava.

Esbarrei com uma loira e um loiro no maior fogo na escada. Passei reto, antes do meu cérebro funcionar.

- Dora? - Perguntei cutucando a loira nas cotas.

- Oi Six. - Ela respondeu se soltando daquele carinha do McFly. Como é o nome dele mesmo?

- Err... o Remus. 'Tá te esperando lá fora. - Eu disse apontando para a saída.

- Por que você não fala pra ele ir esperar a Angelina, huh? - Ela respondeu brava voltando a beijar o carinha lá.

Ui, tem alguém com ciúmes.

Virei as costas e continuei a subir as escadas.
Avistei o balcão de bebidas, e esbarrei em mais alguém.

- Descul.. Lily? - Perguntei espantado quando a encontrei de mãos dadas com aquele outro babaca do McFly. Aquele um que me copia sabe? Ele tem cabelo meio compridinho e olhos azuis.

- Sirius? Cadê o resto do povo? - Ela disse soltando a mão dele rapidamente.

- O Remus e o Jay estão lá fora, e a Lene, cadê hein? - Perguntei tentando enchergar algo no balcão das bebidas.

- Err.. ali. - Lil disse apontando para o balcão de bebidas.

Mas a única coisa que eu pude ver, foi uma morena se agarrando com um outro moreno. E que pegada ein.
Depois de alguns segundos reparando naquela cena, percebi que.. aquela é a LENE!.

Meus olhos se encheram de lágrimas... mas não foram lágrimas de tristeza, e sim lágrimas de dor.
Envolta dos meus olhos, ficaram vermelhos e meus punhos se fexaram automaticamente.

Mas agora eu vou me controlar.

Caminhei lentamente até onde os dois estavam, e sentei em um banco do lado deles.

- Uma vodka, por favor. - Eu disse com a voz grossa, que foi o bastante para Marlene se virar e me encarar assustada.

Bebi o copo de vodka em um gole, antes de ouvir as seguintes palavras.

- Sirius eu..

Que não puderam ser terminadas, pois eu agarrei e beijei a primeira loira gostosa que passou na minha frente.




n/a: beeeeta não me mata por estar postando novamente sem você.
me desculpa MESMO!
geeente, estou tão animada *-*
obriiiiiiiiigada pelos comentários do capt 10, eu AMEEEI. :)

na sua boca eu viro fruta, chupa que é de uva (8)

Beijão , comentem para a autora que tem disturbio mental *-*
Lê Grint :*

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.