FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Resoluções


Fic: Transformações


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- dedico esse capítulo a uma leitora que virou companheira de fan fics: Sílvia, adoro compartilhar as ideias com você! - 


"É engraçado, você é quem está em ruínas mas eu era a única que precisava ser salva. Porque quando você nunca vê as luzes é difícil saber quem de nós está desabando." Stay, Rihanna feat. Mikki Ekko


Desabando. Era assim que Hermione se sentia a cada passo que dava pelo corredor. Frio, confusão, e ela não sabia como se estabelecer numa base tão frágil que tinha construído em cima do que ela era até então. Talvez fosse uma crise de identidade, ou qualquer porcaria de crise que um analista resolvesse. Riu. Analistas... 

Foi divagando pelo corredor até quase chegar à sua Casa, mas parou ao ouvir sussurros bem próximo a ela. Olhou pros lados, atenta a direção de onde vinham as vozes. Caminhou devagar, se aproximando de quem fosse que estava atrás daquele armário, e num feitiço não-verbal acendeu a varinha, apontando em direção a eles. Quase deixou o artefato cair, com o choque da visão.

- Colin? - foi tudo o que ela conseguiu dizer ao ver a cena.
- Granger! Merda - exclamou, desesperado. - Granger, eu realmente posso exp...
- PARA - ela disse, alteando a voz. - Vocês dois... tem noção de que horas são? O que fazem fora de suas Casas?

Ambos olhavam assustados pra Hermione sem ideia do que pensar da pergunta, que obviamente não era pra ser aquela. Ela os olhava, desnorteada. COMO ASSIM?

- Você pode ir. Creevey, você vem comigo.
- Mas hermione, eu... - Colin tentou argumentar.
- Agora. - Foi sua palavra final, indicando a frente do caminho pra que ela seguisse atrás. 

Os dois foram em silêncio até a Sala dos Monitores e Hermione ficou surpresa por Draco ainda estar lá. Olhou pra ele um tanto perdida.

-Malfoy, o que faz aqui a... essa hora? - perguntou, quase escorregando.
-Cuidando de coisas que provavelmente não te dizem respeito - respondeu ele seco, escondendo um meio sorriso que Colin não percebeu de tão atônito que estava. Hermione sorriu com o canto dos lábios, e indicou a porta com a cabeça. Draco assentiu, saindo em silêncio.
- Ok, Colin, vamos conversar - disse ela sentando em uma poltrona. Olhou rapidamente pro tapete branco, e um leve arrepio à lembrança da noite anterior percorreu a espinha.
- Você vai me delatar que nem fiz com você, né? - ele perguntou, as mãos esfregando-se uma na outra, e sentando em outra poltrona próximo de Hermione.

Ela ponderou seriamente se o delatava ou não. Afinal, ele tinha antecipado o fim do namoro dela com Rony da pior forma possível, sem resistir à fofoca e às intrigas. Em outras palavras, ele não se preocupou em ver o circo pegar fogo, mas certamente o segredo dele era mais delicado que o dela, embora ela desconfiasse que ambos estivessem praticamnete no mesmo naipe.

- Eu poderia, né? - ela perguntou séria, arqueando uma sobrancelha.
- Hermione, por favor... - ele começou a pedir, mas parou quando ela o silenciou com um sinal da mão.
- Não vou fazer isso, Colin. Você estragou meu namoro fazendo intriga e pouco se lixando se ia machucar outras pessoas, mas ao mesmo tempo você me fez um grande favor. Mas saiba que esse não é o motivo pelo qual vou me manter em silêncio - ela disse, com tom de voz tranquilo.
- Obrigado - ele disse.
- Não me agradeça... confesso que foi um choque pra mim, mas vocês têm meu apoio, pode acreditar. 
- Mesmo? - ele perguntou, incrédulo.
- Mesmo. - Ela sorriu de leve. - Quer conversar sobre isso? 
- Eu... bom, eu tenho vergonha, sabe. Não é muito fácil declarar pra Merlin e o mundo que eu amo outro cara.
- Imagino que não - ela disse, sincera. - Também não é fácil declarar pro mundo que dois inimigos não são tão inimigos assim... - Hermione divagou em seus pensamentos. Tanta coisa ao mesmo tempo, e tão recente.

Os dois se olharam e o olhar era de compreensão. 

- Então é mesmo verdade? Você e... - ele hesitou, mas ela indicou com o olhar que ele podia prosseguir - Malfoy?
- Mais ou menos - ela riu, sem jeito - nem sei direito no quê me tornei por causa dele... e eu ao menos sei definir o que é que eu sinto por ele...
- Pra aceitar que eu era apaixonado por Lucas demorei muito tempo... não podia aceitar minha condição porque ninguém aceitaria - ele concluiu, triste. 
- Não é a coisa mais normal do mundo, Colin, mas é totalmente aceitável se as pessoas se permitirem ter mente aberta. Vocês são um casal como outro qualquer. Mas não podem passar a madrugada aos beijos atrás de armários... - ela ralhou de leve, mas se traiu sorrindo. Ele sorriu pra ela.
- Desculpe, vou tentar. Promete que isso não sai daqui? - ele perguntou, cauteloso.

Ela lhe deu um sorriso bonito e amigável.

- Prometo, mas - ela chamou a atenção - só se o senhor me prometer também que vai ter mais cautela na hora de escolher seus enconderijos.
- Prometo - ele levantou a mão sorrindo. - E prometo que não me meto mais na sua vida.
- Ótimo, quero que fale com alguém agora - ela disse pegando sua mão e arrastando pra saída.
- Quem? - ele perguntou, estranhando a atitude dela.
- Você vai saber, venha!

Seguiram a passos largos para uma das torres, e pararam de frente à gárgula que guardava a entrada. Colin franziu as sobrancelhas, achando o local familiar. Olhou pra Hermione, que parecia concentrada em alguma coisa.

- Hum... éééé... ai droga... - gemeu ela, tentando se lembrar de algo. De repente num estalo deu um tapa na própria testa, com entusiasmo - Isso! Torrão de barata! Ah, ele mudou de novo, hehe - ela se virou pra Colin rindo. - Vamos? 

Os dois bateram na porta e ouviram um sonoro "entre!" atrás dela. Hermione girou a maçaneta devagar e empurrou Colin, que se deu conta de onde estava.

- Mas a sala do diretor, Hermione? - ele perguntou desesperado, e sussurrou - Você me prometeu...
- Sim, e estou cumprindo - ela disse sorrindo. Se virou para Dumbledore. - Professor, bom dia! Desculpe-me por incomodar tão cedo, mas trouxe Colin Creevey pra que pudessem conversar.
- Bom dia, srta. Granger - ele cumprimentou sorrindo a observando por cima dos oclinhos de meia-lua. - E o que esse adorável rapaz deseja conversar?

Colin e Hermione se entreolharam.

- Bem, aaahhn... tenho certeza que vocês podem conversar sem mim, professor. - ela disse, um tanto sem jeito. Preferia que Colin desabafasse por ele mesmo, não porque ela forçou.
- Tem certeza, Hermione? - Colin perguntou, em um sussurro quase inaudível.
- Ele pode te ajudar mais do que você imagina - ela respondeu também sussurrando, com uma piscadela de olho. Sabia o bastante de Dumbledore pra que fizesse a coisa certa: levar Colin até ele.
- Obrigado, srta. Granger, acho que posso conversar com o sr. Creevey sim, pode ir - ele disse, amável. Se virou para Colin e disse: - Chá?
- Por favor - assentiu Colin.

Hermione sorriu e percebeu que estava sobrando no papo. Saiu em direção aos corredores, e topou com Draco Malfoy mais uma vez.

- Mas que merda é essa que você tá me seguindo? - perguntou ela, irritada por ele ter segurado seu pulso.
- Que merda é essa pergunto eu sobre estar de papinho com Creevey - ele respondeu, igualmente irritado e com uma das sobrancelhas arqueadas. 

Hermione não pôde deixar de rir até sentir a barriga doer sob a visão de um Draco abismado e confuso.

- Ai Malfoy, jura que você está preocupado com o Colin? - ela perguntou rindo e massageando as bochechas doloridas pelo ataque de riso. - Descobri o que ele andava fazendo sorrateiro pela madrugada afora e fui levá-lo até Dumbledore.
- Sério? E o que era? - perguntou, curioso.
Cuidando de coisas que provavelmente não te dizem respeito - ela repetiu o que ele havia lhe dito na Sala dos Monitores, debochadamente. Mas Draco a puxou pela cintura perigosamente.
- Querendo dar o troco, Granger? - ele perguntou aproximando seu rosto do dela devagar, o olhar penetrante do qual ela não tinha forças pra se desvencilhar. - Aprenda com um Malfoy a dar o troco corretamente.

Ele puxou-a pela nuca e deu-lhe um beijo cheio de significados que certamente não tinham nada a ver com o momento anterior. Passado o susto em que ficara imóvel, ela levou sua mão até a nuca dele, afagando os cabelos loiros platinados com os dedos. Impressionado com o carinho dela, ele aprofundou mais o beijo, encostando-a na parede já que os próprios pés não se sustentavam sozinhos.

Ele era sua ruína e a deixava seus muros em ruínas em poucos segundos. Ela precisava ser salva, e ao mesmo tempo que aquela era a forma errada e aquele era o cara errado, tudo aquilo nunca lhe pareceu tão condizente e certo.

-------------------------------------------------------------------

N/A.: Aêêê, finalmente consegui! Confesso que QUASE abandonei a fic, mas pensei no tanto de gente que esperava a continuação e também o tanto de fics inacabadas que excluí durante esses dez anos de F&B (sim, dez-fuckin-anos que leio e escrevo fanfics aqui nesse site lindo). Como eu disse antes, essa fic deve ter no máximo 20, 22 capítulos e então eu mal posso esperar pra começar a segunda temporada, que será pós-Hogwarts e terá um clima policial que adoro! É tudo o que posso adiantar, tenho certeza que vão adorar Draco e Hermione adultos e se engalfinhando como sempre! 

Pra quem ficou com dúvidas: pensei muito em qual segredo Colin escondia, então resolvi que o personagem seria gay. Mas tipo Kurt e Blaine, de Glee, fofos e adoráveis. Apesar de Colin ser um fofoquito, ele vai ser bem mais legal depois dessa descoberta de Hermione, porque ela foi amiga e compreensiva, quando ela podia dar o troco. Mas essa não é a essência da nossa heroína, né? Espero que gostem desse cap como eu gostei de escrevê-lo, apesar da pressa de sempre. 

Desculpem a demora em postar cap novo, prometo que vou tentar postar o próximo até o final dessa semana, beleza? Comentem! Beijoca, Tha
 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dark Moon em 02/04/2013

bom, conheci sua fanfic hj e ja apaixoneiii amei mesmo

li todos os episodios sem parar, sua fanfic é perfa

amo q cada capitulo tenha uma capa, uma musica e uma frase isso so torna cada capitulo mais unico e especial

vc esta de parabens

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Byanca em 19/02/2013

hermione sempre sensata haha , querooo mais

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MaisQuePleura em 17/02/2013

Capítulo muito lindo.
Herms é demais. Foi legal o modo como ela conversou com o Colin.
Draco é uma perdição...
Obrigada pelo capítulo, amei!
Beijo e espero o próximo, rs. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.