FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. [A05C11] Categoria Granger.


Fic: FreGeMione: How Can I Resist U?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


* * *


F R E D


 


Dia de compras no Beco Diagonal.


Caldeirões, penas, pergaminhos, tinteiros, livros, itens para poções, vestes e todo o tipo de chatice escolar que pudesse ser adquirida por alguns galeões. Era exatamente para isso que eu estava acordado tão cedo, tomando um café reforçado como apenas um bom Weasley faria, para aguentar aquela manhã tediosa que viria pela frente. Isso se meu plano de fugir para a Zonko's na primeira oportunidade falhasse.


De todo modo, lá estávamos nós na mesa do café. Mamãe e papai conversavam seriamente sobre os gnomos do jardim, que estavam tomando banho de mangueira com certa frequencia graças ao calor. Gina puxava algum assunto com Roniquinho - que devorava tudo o que via pela frente -, na tentativa de ignorar Harry que estava ao lado dela observando atentamente uma torrada com geléia de abóbora. George, eu podia ver, pensava a milhões num modo eficaz de fugir para a Zonko's.


Porém, em meio a todo esse cenário, minha atenção caiu justamente nas duas últimas cadeiras, na ponta oposta da mesa. Estavam longe demais para que eu pudesse entender o que se dizia, mas Hermione e Gui conversavam como se não existisse mais nada no mundo além deles. Era repugnante, eu diria.


 


— Ei George. — acertei uma cotovela nada sutil nas costelas do meu irmão, atraindo a atenção dele, que me olhou com uma carranca — Gui realmente está dando em cima da Hermione!


 


— Não achei que ele fosse mesmo fazer isso. — ele bufou irritado, preferindo não olhar para a tal cena — Hoje, quando comprarmos os novos pergaminhos, vamos mandar uma coruja à Katie e Angelina. Que esses dois pombinhos se danem.


 


— Queridos, já para a lareira! São tantas coisas para comprar a todos vocês... — mamãe disse, interrompendo nossa conversa e fazendo todos se levantarem da mesa — Quanto antes formos, mais rápido conseguiremos comprar tudo que precisam!


 


Logo estávamos diante da lareira, prontos para atravessá-la via flu.


 


— Ron, vá com Harry e seu pai. — mamãe indicou — Eu irei com Gina e Gui. Fred, George, acompanhem Hermione, sim? Ela não se sente muito confortável com esse tipo de viagem.


 


— Claro. — respondemos sem muito ânimo, recebendo olhares mistos de curiosidade e estranheza de todos.


 


Não demorou muito e estávamos apenas nós três diante da lareira, num silêncio desconfortável. Afinal, porque estávamos agindo que nem idiotas? Era só uma garota bonita. Eram só dois gêmeos idiotas.


 


— Vamos logo. — George quebrou o silêncio, ditando nossa travessia pela rede de flu.


 


Não demorou muito e estávamos todos lá. Os olhares ainda estavam em nós, do mesmo modo, mas cessaram rapidamente quando Hermione se adiantou para despedir-se de Gui, que iria para o seu turno matutino em Gringotts. Se ele não fosse meu irmão mais velho, seria azarado naquele exato momento.


Aquele dia seria um saco.


 


 


* * *


G E O R G E


 


— Queridos, vocês não vêm? — mamãe perguntou — Nós estamos indo almoçar naquele lugar que vocês adoram.


 


— Obrigado mãe. — Fred respondeu, dando a ela um sorriso gentil.


 


— Nós temos um assunto a resolver. — completei.


 


— Encontramos vocês depois. — meu gêmeo concluiu.


 


Então cada um de nós seguiu em uma direção oposta. Mamãe, Gina, Hermione, Ron e Harry foram almoçar, enquanto eu e Fred íamos para um dos corujais no Beco Diagonal. Estávamos focados na idéia de ocuparmos nossas mentes o quanto antes e isso, obviamente, não podia esperar até depois do almoço.


Não levou muito tempo para que a coruja da loja fosse destinada ao endereço de Angelina, onde Katie passava o final das férias, levando um bilhete nosso. Era apenas questão de tempo para que recebessemos uma resposta e isso nos fazia roer as unhas.


 


Assim, sem mais delongas, fomos na direção do tal restaurante que mamãe dissera. Era verdade, adorávamos aquele lugar. Porém, quando chegamos, todos já estavam passando pela porta após um incrível almoço. Azar o nosso? Imagina.


Então aconteceu algo que eu jamais poderia imaginar, nem nos meus mais estranhos sonhos: Gui apareceu ali, abraçando Hermione pelos ombros com um sorriso estúpido no rosto. O que estava acontecendo, afinal? Não fazia sentido que ele começasse a gostar dela, mesmo que ela fosse uma garota bacana. Ela cooperar com tal coisa fazia menos sentido ainda.


 


— Gui, o que você está fazendo? — eu sussurrei para ele, enquanto Hermione estava distraída explicando a uma Gina surtada que sairia para almoçar com o irmão mais velho dela.


 


— Aproveitando o que você não teve coragem de tentar conquistar. — ele riu, divertido pela minha pergunta — Devo acrescentar que está perdendo uma garota incrível.


 


— Você enfeitiçou Hermione ou algo do tipo? Ela jamais concordaria com algo assim, pode ir tirando seu hipogrifo da chuva. — bufei irritado, sem nem saber o por que.


 


— Para o seu azar, Mione está em plena consciência e de acordo. — desde quanto ele a chamava de 'Mione'? — Agora, sinto ter que interromper nossa adorável conversa meu irmãozinho, mas temos um almoço a aproveitar. Te vejo na Toca.


 


 


 


* * *


H E R M I O N E


 


Eu não acreditei quando vi o lugar em que Gui me levara para almoçar. Era fantástico. Estupendo. Magnífico. Tudo isso junto e muito mais. Eu jamais sonhei que estaria em um lugar como aquele e me sentia até mesmo envergonhada por estar vestida de modo tão simples.


 


— Você está muito bonita. — Gui disse, como se estivesse lendo meus pensamentos. Às vezes me assustava, pois ele fazia isso com facilidade.


 


— Obrigada. — eu respondi com timidez — Esse lugar é incrível.


 


— É mesmo, não? — ele questionou ao olhar em volta de nós — Já fazia algum tempo que queria vir conhecê-lo e eis que essa me pareceu uma ótima oportunidade.


 


— Obrigada por ser tão gentil comigo. — sorri nervosa.


 


— Você merece. — ele disse antes de fazer nossos pedidos, até voltar a me olhar— Sabe Hermione, eu queria te dizer algumas coisas. Não sei bem como dizê-las e pode ser que eu pareça um idiota, mas espero que entenda. Afinal, você é uma garota excepcionalmente inteligente.


 


— O que seria? — eu questionei preocupada, até mesmo me esquecendo de agradecer pelo elogio, que normalmente teria feito minhas bochechas arderem em vermelho vivo.


 


— Eis que, — ele começou a dizer — Eu descobri que existem duas pessoas que gostam muito de você, mas não sabem como lidar com isso.




— Não estou entendendo, Gui.


 


— Eles te acham magnífica, mas também acham que não poderiam se aproximar de você assim. São bons garotos, apesar dos apesares, e eu não poderia deixar de tentar ajudá-los, não é? — ele sorriu para mim.


 


— Bom, eu... Eu não sei. — respondi confusa — Quem são? Rony também está envolvido nisso? Não quero magoá-lo de novo. E se Gina sonhar que Harry possa... Oh Merlin! São seus irmãos?


 


— Bom, eu tenho muitos irmãos. — ele riu — Prefiro não dizer nada por enquanto.— ele me olhou com a intensidade que me fazia sorrir — Gosto muito de você, Mione.Acho que você merece ser feliz. Então pensei, quem sabe a felicidade dela não esteja ao lado de um deles?


 


— Gui, não acho que isso seja uma boa idéia...


 


— Não se preocupe, não estou te pedindo nem planejando nada. — ele disse ao apanhar minha mão com carinho — Quer dizer, planejando quase nada. Eu realmente espero que, sabendo da nossa proximidade, eles resolvam se aproximar de você também e, quem sabe, um deles conquistar esse seu coração de ouro.


 


— Um plano de ciúmes? — eu ri incrédula, revirando os olhos.


 


— É, um plano de ciúmes. — ele me acompanhou no riso — Você está comigo nessa?


 


 


* * *


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.