FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. SENTIMENTO


Fic: A SETE CHAVES


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________




- Gina?... Gina?!


- Oi! O que?!


- Você não prestou atenção em nada do que eu disse, não é?


- Ahn... Desculpa, Mione!


- Onde você tem andando com essa cabeça? Nos últimos dias parece até um zumbi super ativo. Não conversa mais comigo e nem com a Luna, exato eu perguntei pra ela; e nem presta atenção no que a gente fala! E sempre que eu te vejo você sempre está com muita pressa ou fazendo as coisas rápido e depois some. Nunca te vejo no Salão Comunal da Grifinória... O que você tem feito? - E agora?


- Eu... Eu.... Eu to por aí... Estudando muito na... - Não poderia falar biblioteca porque Hermione mora lá - Meio sem tempo... Pra falar.... Ou.... Comer...


- Que bom que você tá respirando né? Arranjou tempo pra isso! - Hermione fecha o livro de maneira brusca


- Mione! Espera! Desculpa!


- Está tudo bem, Gina - A menina se levanta guardando as suas coisas - Eu tenho que ir, se não vou me atrasar pra minha aula. E não pense que você me engana! Você não está sem tempo, pra mim você está namorando ou apaixonada e por algum motivo não conta nada pra ninguém!


Apaixonada? Hermione saiu batendo pé e deixou Gina pensativa. É verdade que Gina anda meio distante das amigas, mas isso é porque ela só pensa em Sirius e não pode conversar com elas sobre ele. Ficar perto das duas acaba sendo uma tentação muito grande em desabafar e dar detalhes do que está acontecendo com ela. Fora Sirius em seus dias, ela apenas comia, dormia e ia as aulas. Mas daí a Hermione dizer que Gina está apaixonada? A menina sabia que o que estava fazendo não era certo e nem sabia como iria mudar isso, mas apaixonada já é demais.


Os finais de semana sempre acabavam sendo os melhores nos planos de Gina. Ela não tinha aulas e geralmente Sirius ficava por perto, já que vários artigos nos jornais foram publicados recentemente com pessoas afirmando que viram Sirius Black em diversos pontos da cidade. Uns inclusive até se aventuravam em dizer que ele foi encontrado fora do país. Para evitar qualquer problema, Sirius se mantia escondido na Casa dos Gritos e Gina se aproveitava disso.


- Gina, vem cá... - A menina se mantinha na mesa fazendo seus deveres até ser interrompida por Sirius a chamando.


Ela está sempre sentada lendo e escrevendo. Sirius sabia o que estava combinado, mas parecia que o tempo que tinham juntos estava sendo tolamente desperdiçado. No momento que Gina se aproxima de Sirius, o mesmo se levanta do sofá chegando perto da menina - O que foi? - Sirius coloca sua mão no rosto de Gina encostando seus lábios nos dela. Começou um beijo singelo e calmo, até que Gina abraçou Sirius pela cintura e começou a beijá-lo também. A menina o empurra de leve fazendo-o se sentar no sofá. Gina se posiciona em cima de Sirius sem parar de beijá-lo. Com certeza essa é a coisa que Gina mais gosta de fazer. Os beijos de Srius atiçam algo nela e a mesma não consegue nem prever ou controlar seus movimentos.


Gina beijava Sirius como se fosse a última vez que o veria. Sentia a intensidade de sua parte. Enquanto Sirius era mais cauteloso, Gina se entregava de maneira total. Parecia que ela só pensava nisso. Sirius queria fazer mais do beijá-la, queria provar seu gosto por inteiro e falar para o mundo que ela era só dele. Deixando um pouco a cautela de lado, Sirius explora o corpo de Gina com sua mão, passando-a pela sua cintura e levantando sua blusa levemente. Parecia que Gina nem percebia o ato. Desde que deu o seu primeiro beijo, parecia que não queria fazer outra coisa. Mas algo deve ser esclarecido e o juízo de Sirius fala mais alto, interrompendo o momento dos dois.


- Gina, você já...? - É claro que não. Ela tem treze anos, se ela já tivesse feito, Sirius estaria completamente equivocado quanto ao que pensava da menina. - Eu sou um homem.... E eu tenho certas necessidades.... - Será que ela conhece isso? Será que já conversou com os pais? Essa situação é bem pior do que ele pensava. Digamos que a inocência de Gina seja tão grande que ela nem saiba do que Sirius está falando ou nem saiba como se faz. Isso já é demais para sua idade avançada.


- Você tá falando de sexo? - Gina fala com muita normalidade saindo de cima de Sirius.


- Ah, que bom! Então você conhece isso! - Por essa ele não esperava, mas tem que admitir: ela falar com tanta naturalidade trouxe um imenso alívio.


- Claro que conheço. - A menina fica vermelha ao perceber o que disse - Quer dizer.... Conheço, mas nunca fiz.... - OK, mais vermelha ainda - Quer dizer, por que entramos nesse assunto mesmo? - Sirius acabou com qualquer momento que os dois estavam tendo.


Sirius sorriu de leve ao ver a expressão da menina - Gina, você não vê que a nossa situação está nos levando pra isso?


- Não está não... - Quer dizer, ela só estava trocando beijos tórridos em um sofá aos pedaços em cima do homem por qual tem fortes sentimentos. Que mal há nisso? Ninguém falou nada de sexo.


- Claro que está! Gina... Como eu estava dizendo: eu tenho necessidades e você desperta esse tipo de necessidade em mim... - Sirius se aproxima de uma Gina com cara de emburrada e de braços cruzados - Você não quer conversar sobre isso? Tem que falar alguma coisa.


Gina encara Sirius, provavelmente estava mais vermelha do que antes, mas tocar nesse assunto era a última coisa que queria fazer. Estava tudo tão bom, por que ele tinha que fazer isso? A menina permanece em silêncio e se levanta do sofá a caminho da mesa voltando a pegar seus livros e a fazer seus deveres. Não precisa disso. Não precisa se abrir tanto assim com ele, mesmo sentindo o que sente.... Mas que sentimento é esse mesmo?


- Tudo bem. Não vou te importunar... - Então esse era o lado ruim da escolha que tinha feito em assumir esse interesse por Gina. Constantemente, Sirius esquecia que exigir certas coisas da menina era demais. Ela obviamente era virgem e a última coisa que gostaria de fazer é se sentir o pai dela e conversar sobre sexo. Maturidade. Esse deve ser o nome. Embora seja difícil aceitar, Gina precisava de mais maturidade antes de se envolver com Sirius. Nesse momento Sirius tinha mais uma escolha a fazer: desistir dessa loucura e perigo que é estar com Gina ou admitir que gosta dela de verdade e parar de se enganar. Mas sinceramente, a primeira opção parece estar falando mais alto.


Gina se pegara relembrando o primeiro beijo que tiveram em sua casa e repreendeu os próprios pensamentos. Ela está chateada com Sirius por trazer aquele assunto à mesa. Se ela está chateada então não pode ficar pensando nas coisas que gosta nele e nem nos momentos ótimos que tiveram. Mas talvez, se não consegue nem desvencilhar Sirius de seus pensamentos, seus sentimentos por ele podem ser bem maiores do que imaginava. Talvez Hermione estivesse certa. Mas será que Sirius se sente da mesma maneira? Ele não estaria com ela se não gostasse dela, afinal, isso já é muito arriscado para Sirius estar ali só pra ter sexo.


- Você disse que eu precisava falar alguma coisa... - Gina começa a conversar com Sirius depois de muito tempo refletindo sobre tal.


Ao mesmo tempo que Gina refletia sobre seu amor, Sirius pensava em como finalizar essa situação. Ela é muito nova e vai ficar bem, tem a vida toda pela frente para achar outra pessoa. Ele se levanta e vai pra perto de Gina, se sentando ao seu lado, botar um ponto final - Sim, sim. Inclusive, acho melhor esclarecermos...


- Eu... - Gina corta Sirius continuando o que queria dizer - ...Acho que te amo!


Foi como um banho de água fria no meio da neve. Sirius se viu em uma confusão na qual ele mesmo se meteu sozinho e não sabia o que fazer para sair dela.


- O que vamos fazer?!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.