FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. Uma visita não muito agradável


Fic: Uma brincadeira do destino - Epilogo postado


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Uma semana depois


Draco ainda não voltou à clínica. Na verdade ele ainda não digeriu sua terrível descoberta. Quando ele pensou que o pior já teria lhe acontecido, o destino lhe prega mais uma de suas inúmeras peças. Ele deveria estar aliviado por descobrir que a mãe da criança é uma bruxa assim como ele, mas a única coisa que ele consegue pensar é que ela é Hermione Granger, a sabe tudo insuportável da escola, a amiguinha do Potter, a queridinha do ministério, tudo que ele mais despreza em um ser humano


O loiro não sabe direito o que fazer. Ao mesmo tempo em que sente que não pode deixar uma criança que tenha seu sangue ser criada como se ele não existisse, ele não pode deixar de pensar que essa criança trará também o sangue de uma das pessoas que ele mais detesta. Não que ele ainda tenha qualquer tipo de rancor referente à sua época da escola, mas mesmo após ter se tornado adulto as atitudes politicamente corretas dos grifinórios ainda o irritam terrivelmente. E agora essa... Ele fala para si mesmo. Meu filho poderá ser um grifinório. Ele pensa e se assusta com o próprio pensamento, não apenas pelo fato da criança poder ser um grifinório, mas pelo fato dele mesmo começar a pensar nessa criança como seu filho. Meu filho com uma mulher que eu nunca toquei e que nunca pensei em tocar


Ele sabe que agora as coisas vão se complicar ainda mais. Draco não tem a mínima ilusão que Hermione vá permitir que ele faça parte da vida desta criança e mesmo que ela permita, ele sabe que não o fará de bom grado. O loiro sabe que terá sorte se conseguir algumas visitas esporádicas


Draco sabe muito bem o que significa não se sentir amado ou desejado enquanto filho. Sua infância não foi exatamente a melhor fase de sua vida. Ele tem consciência que nunca foi visto pelo seu pai como um filho. Draco sabe que, para Lucio Malfoy, ele era apenas um herdeiro, alguém para dar continuidade a seu nome e ele jurou que nunca faria isso com um filho seu. Toda a sua vida ele imaginou que encontraria uma bruxa atraente e sangue puro que se apaixonaria... Bem, não necessariamente se apaixonaria, mas se sentiria atraído o bastante para contrair núpcias e que teriam filhos perfeitos e sangues puros que ele criaria ensinando preceitos diferentes dos que lhe foram impostos. No entanto, o destino agiu de acordo com as suas próprias leis e o que ele tem agora é algo que ele nunca poderia imaginar


Mas Draco nunca foi homem de ficar maldizendo a sua sorte. Se fosse assim ele jamais teria sobrevivido. Ele, acima de tudo, é um lutador e é isso que ele vai fazer... Lutar. Lutar com as armas que tem, lutar para que possa criar a criança que, embora ele não tenha desejado, possui o seu sangue e é um Malfoy, lutar pelo seu herdeiro


E a primeira coisa a fazer... Ele pensa enquanto se levanta, decidido. É vigiar qualquer passo de Hermione Granger


XXXXX


Na clínica


Hermione entra tentando fazer com que as suas pernas não tremam. Quem a vir neste momento nunca pensaria que ela é uma bruxa poderosa, uma das mais poderosas da sua geração. Neste momento ela parece apenas uma mulher insegura com o que o destino lhe reserva


Calma Hermione... Ela fala para si mesma. Lembre-se do que o Alex falou. Tente ganhar tempo


Fico feliz que tenha vindo, senhorita Granger (o advogado lhe saúda) espero que esta situação desagradável seja resolvida de forma satisfatória para ambas as partes


Ele se atreve a chamar a confusão em que me meteram de situação desagradável! Hermione fala com seus botões. Ela tem que se segurar para não pegar a sua varinha e lançar uma das muitas azarações que conhece


Na verdade eu ainda não decidi o que fazer (ela olha para a evidente feição de desagrado do homem a sua frente e suspira) entenda o meu lado, por favor. Eu pensei em uma produção independente e foi por isso que procurei a clínica. Não estava nos meus planos ter outra pessoa reclamando direitos sobre meu filho. (Ela encara o homem na sua frente usando a sua melhor expressão decidida) eu preciso saber o que ele quer


O advogado olha pra ela e suspira – eu vou ser sincero, senhorita Granger. Em princípio ele apenas disse que gostaria de saber quem era a mulher e a clínica ficou de fazer o possível para intermediar esse encontro (ele fica meio sem jeito) nós temos consciência de que somos responsáveis por essa situação, então estamos fazendo o possível para remediá-la, mas eu não posso te dizer ao certo o que ele quer, pode ser que seja apenas uma curiosidade (ele para por um minuto mais constrangido que nunca) pode ser que ele reclame direitos sobre a criança...


Neste momento Hermione não ouve mais nada. Depois que o advogado falou que ele pode tentar reclamar direitos sobre a criança a sua mente se fechou para qualquer outra informação.


Então Hermione tem uma ideia, uma ideia desesperada, e num impulso ela fala – eu vou me encontrar com esse homem, vocês podem esse encontro o mais rápido possível


O advogado olha pra ela ,aliviado, sem esconder o sorriso – fico feliz, senhorita Granger. Vou providenciar o encontro e entro em contato


Mas o advogado não sorriria assim se soubesse o que passa pela cabeça da mulher a sua frente


Faça isso e me avise – A morena fala, decidida, e então sai


XXXXX


Mais tarde em sua casa


Hermione se olha no espelho. Ela ainda não acredita que fará o que está pensando. Medidas desesperadas para situações extremas. Ela se justifica.


Em outra ocasião a morena nunca usaria seus poderes dessa forma, mas ela não vê outra saída. Então sim, Hermione Granger vai usar seus poderes de bruxa para resolver a situação. O seu plano é apagar essa confusão da cabeça dos médicos, do advogado e do homem de quem ela recebeu o sêmen. Só assim vou ter meu bebê da forma como planejei. Apenas meu e de ninguém mais!


Nada pode dar errado... Ela pensa exultante. Eu reúno a todos em uma sala e em seguida lanço um obliviate. Vou apagar tudo da mente deles, desde o momento da minha inseminação e lançar uma memória falsa. Assim meu bebê e eu estaremos seguros novamente. Ela respira aliviada ao mesmo tempo em que se recrimina por não haver pensado nisso antes. Sim! É isso que eu vou fazer!


XXXXX


Mansão Malfoy, alguns dias depois


Draco pega o relatório sobre Hermione Granger que seus investigadores lhe passaram. Depois de uma rápida leitura ele conclui que não há nada de especial a não ser uma visita à clínica. De resto apenas rotina. Trabalho, casa e só. Vidinha monótona. Ele não pode deixar de pensar. Nenhum namorado, os mesmos amigos de sempre... Não é de se admirar que a sabe tudo não consiga ninguém pra fazer um filho nela se continua tão sem graça quanto na época da escola. Só assim mesmo pra ela ser mãe


Ele fica pensando por alguns instantes e decide que deve resolver essa história o mais rápido possível e sem envolver a clínica ou qualquer trouxa em tudo isso


Então ele se levanta, decidido a não adiar o inevitável


Draco Malfoy vai procurar Hermione Granger


XXXXX


Na casa dos Potter


O casal se prepara para se recolher após um dia na toca. Foi difícil colocar as crianças na cama, pois embora cansados, tanto James quanto as gêmeas insistiam não estar com sono e queriam a todo custo ficar brincando na sala. Depois de alguma conversa racional e de um ataque estilo Molly Weasley dado por Gina. Finalmente o casal pode ter um pouco de paz


Enfim sós (Harry fala, com um suspiro de alívio) não que eu não goste de toda a movimentação da toca, mas não via a hora de um pouco de paz


Minha mãe sabe que você pensa assim, senhor Potter? – Gina fala sorrindo


Claro que não, senhora Potter (Harry rebate) e espero que ela continue sem saber ou eu deixo de ser o genro preferido dela


Você é o único, seu bobo – ela sorri e dá um selinho no marido


Sabe... (Harry muda de assunto) eu senti falta da Mione hoje... Pena ela não ter podido vir... Aliás (ele olha para a ruiva) ela anda meio estranha ultimamente. Você sabe o que aconteceu?


Não (Gina fala e reza para não ficar vermelha) por que eu saberia? Faz alguns dias que eu também não a vejo


Harry sorri – talvez porque vocês sejam amigas e vivam trocando segredinhos (ele assume uma expressão séria) a Mione está estranha já tem algumas semanas. Ela... (ele fica calado por um momento) a impressão que dá é que ela está fugindo da gente. Eu comentei com o seu irmão e ele também acha a mesma coisa


Pensei que meu irmão não conseguisse ver nada na sua frente além da Pandora – Gina fala de forma ácida


Ora, Gina! (Harry se esforça para não sorrir diante do ataque de ciúme da esposa) Eu não entendo por que essa implicância! Você sempre disse que gostaria que ele achasse alguém e se apaixonasse!


Eu sei (Gina fala desanimada) estou com ciúmes, admito, mas ele precisava ficar assim tão obtuso?


Acho quando alguém me vê olhando pra você também pensa que sou totalmente obtuso (Harry fala sorrindo) mas não mude de assunto. Eu estou preocupado com a Mione, ela está diferente. Praticamente sumiu e as poucas vezes que a vi ela evita me encarar. É como se ela tivesse feito algo errado. Você sabe de alguma coisa? (ele fala ao notar o rubor atingir as faces da esposa) você sabe? (Harry repete e desta vez não é uma pergunta)


Por favor, Harry, não me faça sentir culpada (a ruiva fala) isso é coisa dela e eu não posso falar. Eu não vou trair minha amiga, nem por você


Harry não insiste, mas as palavras de sua esposa lhe dão a certeza que há algo muito errado. Sim, algo muito errado e que ele faz questão de descobrir


XXXXX


No ministério, dois dias depois


Hermione está apreensiva, a clínica ficou de entrar em contato com o doador e avisá-la, mas até agora não deu notícias e a falta de informações a está deixando louca


Como se não bastasse a sonolência que resolveu me pegar e meus hormônios enlouquecidos, agora eu ainda fico nesta agonia. Hermione pensa. De fato Hermione notou que há alguns dias algumas alterações não visíveis vêm acontecendo, ela sente mais sono do que de costume e no dia anterior chorou feito uma criança ao assistir o noticiário e isso porque não havia nenhuma notícia trágica


Mas as mudanças naturais de seu estado não a preocupam. O que ela tem em mente no momento é o que pretende fazer em breve. Justo ela, a rainha da obediência às regras, vai quebrar uma das mais importantes e ela sabe que pode ser seriamente punida por isso se descobrirem


Uma batida leve na porta interrompe seu devaneio, Hermione vê sua secretária entrar – senhorita Granger, há uma pessoa lá fora querendo lhe ver


Hermione repassa mentalmente a agenda do dia – eu não tenho nada marcado com ninguém


Eu sei (a secretaria fala como se pedisse desculpas) eu falei que a senhora não queria ser incomodada, mas ele insistiu e disse que é assunto de seu interesse Aliás, se recusou terminantemente a se retirar antes de falar com você


Na verdade a morena não se encontra disposta a receber ninguém, mas a sua curiosidade fala mais alto – me de cinco minutos e em seguida faça-o entrar (ela fala para a sua secretária)


Hermione se dirige ao banheiro e lava o rosto tentando fazer desaparecer os indícios da noite mal dormida. Preciso resolver essa história da clínica logo. Isso não faz bem ao meu bebê


Ela senta-se em sua cadeira e arma-se de seu melhor tom profissional, mas sua armadura vai por terra quando ele vê uma figura loira e arrogante entrar em sua sala


Malfoy? – ela fala entre estupidificada e curiosa


Sim, Granger (ele tem um sorriso irônico no rosto, um sorriso de quem sabe algo que ninguém mais sabe) nós temos um assunto a tratar. Um assunto do seu interesse, ou melhor, do nosso interesse


Hermione fica calada por um minuto tentando lembrar algo que possa trazer o loiro a sua presença. Embora depois de seu retorno Draco tenha comparecido algumas vezes no ministério pra tratar de algo referente a seus negócios, essa parte não é da sua alçada


Não creio que algo em sua vida me diga respeito! – ela fala tentando conter sua animosidade. Não é do feitio de Hermione tratar mal quem quer que seja, mas aquele loiro arrogante é algo difícil de engolir, principalmente quando ele entra em sua sala com seu costumeiro ar esnobe


Engano seu – ele fala enquanto olha pra ela como se fosse o dono do local


Duvido, mas vamos logo com isso – ela fala no tom mais educado que consegue. A despeito de sua repugnância pelo loiro, Hermione não se esqueceu que está em seu local de trabalho, isso sem falar que ela não tem mais doze anos e não pode dar um muro num homem por mais vontade que tenha. Mesmo que o sorriso irônico do loiro lhe dê vontade de esmurrá-lo mais uma vez


Acredite, Granger, você tem. Eu posso sentar? (ele pergunta sentando-se sem cerimônia antes que ela fale alguma coisa) acho que nossa conversa vai ser bem longa. Eu tomei a liberdade de falar com a sua secretária que você não iria atender mais ninguém hoje


Como você se atreveu? – Hermione fala mais do que furiosa. Aliás, ela está tão furiosa que acaba ficando sem ação


Você vai me agradecer (ele fala displicentemente) eu tenho certeza que você não vai querer que ninguém interrompa nossa conversa... A propósito como está meu filho?


A princípio Hermione acha que não ouviu direito, mas ela precisa de pouco tempo pra perceber que ele sabe. Draco Malfoy sabe de seu bebê só então ela se dá conta das palavras exatas que ele falou. Meu filho...


Ela não entende direito o que ele quis dizer com essas palavras, mas isso dura apenas um momento. Hermione sente seu estômago se contorcer ela tenta não acreditar, ela quer que tudo isso seja uma piada de extremo mau gosto. No entanto ela sabe que só há um jeito do loiro saber. Mas não faz sentido ela sabe que Draco nunca iria em uma clinica trouxa.


Então ela se lembra que o loiro sumiu misteriosamente por algum tempo...


Ela mal consegue correr ate o banheiro e vomitar violentamente




NOTA DA AUTORA


Só pra não perder o costume eu já começo me desculpando pela demora. Os motivos são aqueles de sempre, falta de tempo, quatro fics ao mesmo tempo, etc e tal. Mas podem ficar tranquilos, eu não pretendo desistir, só tenham paciência com as minhas demoras ok. E eu já aprendi a lição, quatro fics ao mesmo tempo, nunca mais. No máximo duas depois que eu terminar as que eu estou postando (estou cheia de idéias mas não comecei a escrever nada pra não cair na tentação de começar a postar)


Mas vamos ao capítulo, espero que tenham gostado. Eu sei que muita gente deve ter ficado com gostinho de quero mais, mas a intenção é essa mesmo, rsss (esconde das azarações)


Bjos e até o próximo, quem puder deixar uma palavrinha eu agradeço

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 10

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 08/04/2014

Tipo rindo muito!! kkk
To chorando de tanto rir! kkk 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Hermione Rosier Black Malfoy em 06/08/2012

é muita maldade parar ai....
draco chega sempre de forma inusitada...t.adinha da mione.....oh god eu acho q vou morrer de curiosidade... 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Greicy Salazar em 26/06/2012

meu deus, eu nem acredito no que li, posta logo, porq fiquei curiosa! o que será que esses dois vão aprontar? kkk

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Bsgp em 25/06/2012

Adoreiiiiii

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Senhoriita_Malfoy em 22/06/2012

OH LORD! A Mione deve ter ficado estupefata KKKKK Mas um filho com o Malfoy... Quem não queria? 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ariane em 14/06/2012

Eu estou adorando sua fic, ela é mtoo boa, com uma idéia bem original! Parabéns.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Catii Tonks Lullaby em 10/06/2012

perfeito

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Hellen Luisa em 06/06/2012

caracaaa, sua fic táa muito boaaaaaaaaa!

posta maaaaaais!
não demora não :D
ahahaa, como será que o draco vai ver a hermione daqui a alguma tempo heein?
Bjsss

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jheni weasley em 06/06/2012

Amei tudo, quero mais!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nana-moraes malfoy em 03/06/2012

Esperandoooooooooooo! Ansiosamenteeeeeeeeeeee! Querendo maissssssssss! Amando a ficcccccccccc! Agora, por favor não demora postar!
Beijos!
 nana 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.