FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Observando o inimigo...


Fic: Ritmos da Sedução


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Eram 10:50, Draco acabava de chegar na estação de King’s Cross, o expresso partiria em alguns minutos. Estava andando em direção ao trem quando ouviu uma voz lhe chamando:

- Malfoy! – Ele reconhecia essa voz, era Hermione Granger.

- Granger... O que quer comigo? – Disse friamente.

- Minerva me pediu para te falar que quer nos dar um aviso, portanto vá para o vagão dos monitores. – Então lhe deu as costas e foi se encontrar com seus amigos.

Ao entrar no vagão dos monitores McGonagall e Granger já estavam lá, provavelmente o esperando para que começasse a dar os avisos.

- Sr. Malfoy, muito bem, sente-se.- Disse McGonagall.- Tenho uma noticia para vocês! Vocês agora são Monitores Chefes. Os dois dividirão o mesmo salão comunal no quarto dos monitores no 5º andar. Seus quartos são separados, porém o banheiro é junto, há uma porta em cada quarto que dá acesso ao banheiro. Por enquanto é só, espero que gostem de suas novas acomodações. Depois chamarei vocês na minha sala para dar os avisos sobre a monitoria. – E dizendo isso saiu do vagão.

Hermione olhava para a porta com uma expressão perplexa, não acreditava que teria que dividir o mesmo salão comunal com aquele loiro desgraçado. Malfoy também não ficou muito satisfeito com a noticia, nunca dividiria as mesmas instalações que a Granger.

- Minerva enlouqueceu! Eu não acredito que vou ter que dividir o mesmo salão comunal com você e ter que olhar para essa sua cara de doninha todos os dias! – Disse Hermione um tanto alterada.

-Olha aqui Granger, se acha que estou contente com essa noticia está enganada, não pretendo passar a noite no mesmo recinto que você! –Draco também não estava nada contente com essa informação.

-Minerva sabe que somos inimigos! Ela não faria isso comigo estando em sã consciência! –Hermione ainda estava tentando processar a notícia, ou tentando arranjar alguma desculpa para o comportamento ‘insano’ da professora.

- Mas se você não percebeu, sã ou insana ela fez, então cabe a você, sabe-tudo insuportável, acatar as ordens dessa velha maluca! – Disse Draco meio alterado.

- Ok. Presta atenção Malfoy, só dirigimos a palavra um ao outro para falar assuntos da monitoria, do contrário eu não existo para você, e nem você para mim.- Disse Hermione. – Não estou com vontade de discutir agora e nem de ouvir piadinhas sem graça. – Então, se virou e saiu do vagão.

Draco estranhou o comportamento de Hermione, ela parecia estar abatida.

Depois do jantar no salão principal, Draco vai para a sala comunal dos monitores, ao chegar lá, encontra Hermione lendo em uma poltrona, próxima a lareira, ele havia percebido que ela não compareceu ao jantar, e também não viu ela junto com o Potter e o Weasley, o que será que tinha acontecido?, Desde quando você se importa com o sangue-ruim nojenta hein Draco? Ela não passa de uma sabe-tudo insuportável!.

Hermione ainda não havia percebido que Draco tinha chegado. Então ele olhou para ela, que folheava as páginas do seu livro lenta e delicadamente, com seus cachos castanhos, agora bem definidos, caindo pelos seus ombros descobertos, usava uma camisola rosa bebê. O está acontecendo com você? Ela é a Granger! A sangue-ruim!É melhor ir dormir, pois acho que o sono já está afetando meus pensamentos! . Então Draco passou direto e subiu as escadas para o seu novo quarto.

Hermione percebeu que Draco havia subido, estranho, ele nem havia ido xingar ela, era seu passatempo favorito. Ótimo. Bem melhor assim, não estava com cabeça para aguentar as provocações dele. Havia mais coisas agora com que se preocupar, estavam em uma guerra, e como se já não bastasse, o garoto por quem sempre foi apaixonada está agora namorando a sua melhor amiga. Sim, ela sempre foi apaixonada por Harry, mas nunca disse nada a ninguém, esse sempre foi seu segredo.

Quantas noites havia passado em claro chorando por Harry, e quanto despedaçava seu coração quando ele falava de seus relacionamentos com ela. Hermione sempre fora considerada uma irmã para Harry, ele se abria com ela sobre tudo o que acontecia. Quantas noites ele havia conversado com ela e contado sobre seus relacionamentos, pedindo conselhos, e por mais que isso acabasse com a garota por dentro, ela sempre ajudou, mesmo que depois que ele fosse embora, ficasse o resto da noite chorando. Agora Harry namorava sua melhor amiga, Gina. Hermione não conseguia ver o garoto que sempre fora apaixonada nos braços de outra, mesmo esta outra sendo Gina, era torturante demais.
Quando olhou no relógio já era quase meia-noite, então foi se deitar, no dia seguinte teria que acordar cedo.

~*~*~*~*~*~*

Hermione levantou cedo, tomou seu banho e foi para o salão principal, queria tomar café antes que seus amigos acordassem, não estava com vontade de encontrar com eles, queria ficar um pouco sozinha, passou boa parte da noite chorando e estava com os olhos um pouco inchados, porém não passaria despercebido por seus amigos, então era melhor encontrar com eles de tarde, não estava a fim de dar explicações, pois não saberia inventar uma desculpa convincente. Pensaria em uma até a hora do almoço.

Durante seu café, havia poucos alunos, a maioria era do 1º ano, ansiosos para começar as aulas. Quando terminou decidiu passear um pouco pelos jardins, afinal ainda ia demorar um pouco para começar as aulas.

A garota costumava sentar-se na frente do lago, lá ela geralmente ficava sozinha não tinha que dar satisfação para ninguém. Mas ao chegar lá, viu uma cena que não queria ter presenciado. Harry e Gina estavam lá sentados se beijando apaixonadamente. Quando se deu conta seus olhos já estavam marejados e quase não conseguia enxergar nada, então se virou e voltou correndo para o castelo em direção a seu quarto.

Ao chegar no salão comunal sentou-se na poltrona em frente à lareira e deixou que suas lágrimas caíssem.

~*~*~*~*~*~*

Draco acordou tomou banho, e desceu em silêncio para o salão comunal, então ouviu um choro baixo, vindo de perto da lareira, com certeza era ela. Ele sabia que havia algo de errado com Hermione, tinha percebido isso na noite passada.

Então decidiu descobrir o que tinha acontecido, não suportava ver mulher chorando, isso o irritava, mas o choro dela era diferente, ele se irritava sempre com o choro de Pansy, porque ela adorava se fazer de vítima quando ele dava o fora nela. Mas o choro de Hermione não era a mesma coisa, era sentido, Draco sentiu uma pontada de tristeza em seu coração, então foi até a lareira.

- Granger... – Mas não ouve resposta. – Porque está chorando? O Pobretão te deu uma bota? Ou seus amiguinhos te abandonaram para ficar com suas namoradinhas? – Tentou provocar, pois não gostava de ser ignorado. Mas se arrependeu quando viu a mágoa e a tristeza nos olhos da garota e seu choro se intensificar.

- Me deixa sozinha Malfoy, por favor. – Sua voz não escondia a mágoa e a dor que sentia, e dizendo isso saiu em direção ao seu quarto.

Draco esperava por um xingamento, uma azaração, tudo menos essa resposta. Não estava mais agüentando vê-la chorando desse jeito. E saber que só conseguiu piorar a situação o deixava ainda mais arrependido de ter ido falar com ela. Mas o que está acontecendo? Um Malfoy não sente pena de uma sangue-ruim. Mas Draco já não dava mais valor para esse tipo de preconceito que sua família sempre teve.

~*~*~*~*~*~*

As aulas eram um alento para Hermione, que apesar de continuar sofrendo, se distraía com os estudos. Nas aulas Hermione quase sempre sentava na frente, e se possível longe de Harry e Ron. Mas sentia que um olhar queimando em suas costas a maioria do tempo, e sabia quem era, Draco Malfoy. Como se já não bastasse ela ter que aguentar tudo o que estava acontecendo, ainda tinha que aguentar as provocações dele, que já deve ter descoberto o seu ponto fraco e com certeza investirá mais em suas provocações, só pelo prazer de vê-la chorando.

Sim, agora estava completo. Quando eu achava que não tinha como piorar Merlin dá um jeito de ajudar . Agora Malfoy sabia onde atacar e não a deixaria em paz. Ahh não. Harry está vindo. Tudo bem é só ser natural.

-Bom dia, Mi! – disse com sua voz doce e carinhosa. Porque ele tem que fazer essas coisas comigo?!

- Bom dia, Harry. – respondeu a garota, tentando ser o mais natural possível.

- Eu soube que agora você vai ter que dividir o mesmo salão comunal com o Malfoy! Mi, se aquele garoto te provocar ou fizer alguma coisa pra você, pode me contar que eu vou me acertar com ele! – pediu o garoto, encarando Hermione com aquelas ermeraldas.

- Ah Harry, pode deixar, se aquela doninha me importunar eu vou azarar ele! Mas agora eu tenho que ir, preciso conversar com McGonagall, ela ficou de dar os avisos sobre a monitoria. Tchau Harry, até mais tarde!

- Então mais tarde a gente se encontra! – E indo em direção de Hermione deu um beijo estalado na bochecha dela e saiu. Porque ele faz essas coisas?

Hermione ainda ficou alguns segundos parada inebriada pelo perfume dele. Então se lembrou de que ele nunca poderia ser seu, e isso fez seus olhos se enxerem de lágrimas, sentou-se em baixo de uma árvore, e chorou, mas mal sabia ela que essa cena era observada de longe por um certo loiro, que começava a juntar as peças.

~*~*~*~*~*~*

Draco havia percebido que ela não estava comparecendo nas refeições desde que começaram as aulas, e não via mais Hermione junto com seus amigos, o Cicatriz sempre estava com a Weasley e o Pobretão com a Di-Lua, estavam namorando e acho que ela estava sobrando no grupo. Mas então porque ela chorou depois que o cicatriz foi falar com ela? Eles não podem ter brigado, se ela chorou depois que falou com ele, quer dizer que os amiguinhos dela não sabem o que está acontecendo com ela.

Que amigos imprestáveis ela foi arranjar hein?! É só começarem a namorar, que se esquecem dela. Aposto que nem devem ter percebido que ela não está comparecendo às refeições. Mas onde ela se meteu?! Ela não pode sumir, hoje temos que monitorar, e eu não vou fazer o trabalho sozinho! Se ela pensa que vai escapar da monitoria está enganada.


~*~*~*~*~*~*

Ao entrar no salão comunal Hermione da de cara com um loiro um pouco impaciente aguardando:

- Onde você estava até agora Granger? Esqueceu que hoje temos que monitorar o castelo? Nem pense que eu vou fazer o trabalho sozinho! Estamos 10 minutos atrasados! – disparou o loiro, quando percebeu que a garota estava pálida, parecia que esteve chorando.

- Não se preocupe Malfoy, vamos indo, já estou pronta para monitorar, só me atrasei um pouco. – E dizendo isso, saiu da sala.

Os primeiros 5 minutos foram silêncio total, mas Draco já não agüentava mais, tinha que saber o que estava acontecendo com ela. Mas ela parecia não querer contar para ninguém.

- Então quer dizer que o trio maravilha se separou? Não vejo mais você junto com o Pobretão e o Cicatriz. O que aconteceu? O Weasley preferiu ficar com a Di-Lua, e o Potter com a Weasley, parece que você ficou de... – Mas não conseguiu terminar a frase, pois ouviu um barulho e ao olhar para o chão viu Hermione desmaiada.

Draco instintivamente se abaixou para socorrer a castanha, e apoiou a cabeça dela em seu colo, tentando acordá-la, mas não funcionou. Então ele a pegou no colo, e a levou para o salão comunal. Chegando lá colocou a garota deitada em um sofá perto da lareira, enquanto esperava ela acordar na poltrona da frente. Ela não estava comendo como ele havia pensado. Está fraca. Então percebeu que ela começou a abrir os olhos.

- O que... Malfoy... O que aconteceu? Ai...- Tentou se levantar, mas foi impedida pelo loiro. - Minha cabeça está doendo...

- Você desmaiou Granger, e eu te trouxe pra cá. Você não anda freqüentando as refeições, e por isso está fraca. Tome. – E dizendo isso entregou um frasco com um líquido de coloração esverdeada para Hermione. Que hesitou em pegar. – Não se preocupe, é só uma poção fortalecedora. Não é veneno. Pode tomar, vai se sentir melhor. – Disse abandonando o seu tom de frieza.

- Obrigada. Mas e a monitoria... tenho que... – Mas não pode terminar a frase.

- Não, você não vai a lugar algum, tem que descansar, e comer alguma coisa. Hoje você não vai monitorar. Não se preocupe, McGonagall não vai ficar sabendo. – Disse Draco instintivamente, não podia deixá-la sair de lá naquele estado. Estava fraca. Sabia que ela desmaiaria novamente. Mas também sabia que ela não obedeceria. Hermione era teimosa, e Draco sabia disso.

- Não precisa se preocupar comigo, eu já estou me sentindo muito melhor. Obrigada por me trazer até aqui, e por não ter contado nada para a profª Minerva, mais eu tenho minhas obrigações e tenho que cumpri-las. – Disse Hermione tentando se levantar, e voltando a sentar logo depois por causa da tontura.

- É, eu estou vendo como você está muito melhor. – Ironizou. – Mas se não quiser realmente que McGonagall fique sabendo é bom que descanse e não saia daqui. E tome, coma esses biscoitos, e trate de freqüentar as refeições, livros não enchem a barriga sabia?! Agora eu tenho que voltar para a monitoria, procure dormir e não fique andando muito, vai ficar um pouco tonta por causa da poção, mas isso é normal, logo estará melhor. – E dizendo isso saiu do salão comunal sem dar chances para resposta deixando uma Hermione surpresa e com diversas dúvidas para trás...

O que deu nele? Tudo bem, o Malfoy sempre foi maluco. Mas eu não entendo por que ele está me ajudando. De repente, esse ano ele parou de me provocar, até ai eu achei ótimo, mais agora ele tentar me ajudar e se mostrar preocupado comigo eu não consigo entender. Será que ele mudou mesmo? Ou será que tem alguma coisa por trás disso tudo?

~*~*~*~*~*~*

O que deu em mim? Por que eu estou ajudando ela? E por que eu tenho que me preocupar se ela não freqüenta as refeições? Se aqueles idiotas que se dizem amigos dela não estão nem ai, por que eu tenho que estar? O Santo Potter, aquele idiota. Se eles são amigos de verdade como dizem por que ela não chora na frente dele? Por que ela não contou ainda o que há de errado com ela? E por que eles não percebem que ela está mal, que alguma coisa a está incomodando? Qualquer um com um pouco de inteligência perceberia! A quase me esqueci estou falando do Pobretão e do Cicatriz, não se pode esperar muitas coisas inteligentes vindo deles.

Quando Draco chega ao salão comunal encontra Hermione adormecida no sofá com um de seus livros na mão, e se aproxima com a intenção de acordá-la, ela já não está mais tão pálida, e seus cachos estão espalhados pelo braço do sofá e apenas um descendo pelo seu rosto, quando Draco se aproxima mais da garota pode sentir o perfume de flores que exala de sua pele, e começa a mirar seus lábios, que apesar de não terem nenhum batom eram lindos, parecia que o chamavam para se aproximar, Draco estava hipnotizado pela beleza da garota, não via mais Hermione como a sangue-ruim nojenta, não sabia explicar, ela tinha uma beleza diferente das outras. Então Draco afastou o cacho que caia pelo rosto dela, que se mexeu um pouco, acordando Draco que se afastou imediatamente. Então ele tocou no seu ombro devagar para não assustá-la.

Hermione abriu os olhos lentamente, se deparando com Draco a sua frente, e deu um sorriso, Draco era lindo; alto, forte, com seus cabelos platinados, aqueles olhos azuis e a pele pálida. Sem contar que seu corpo era maravilhoso, o quadribol estava fazendo muito bem pra ele. Então Hermione percebeu no que estava pensando, e procurou afastar esses pensamentos imediatamente.

- Granger. Vejo que levou a sério quando eu disse para não ficar andando muito. – disse debochado. – Você está melhor? Ahh... Quero dizer, a poção já fez efeito? – perguntou Draco recebendo um aceno positivo em resposta.- Você dormiu no sofá, já é tarde, acho melhor você ir para o seu quarto.

- É verdade. Eu já vou. – Disse se levantando e passando por ele. – Ah... e mais uma vez, obrigada por tudo Malfoy. – Disse Hermione indo até ele e depositando um beijo na bochecha do loiro. E subido em seguida para seu quarto.

Draco ainda ficou parado tentando entender o que havia acontecido ali alguns segundos atrás.

~*~*~*~*~*~*

O que está acontecendo comigo? Eu dei um beijo no Malfoy! Tudo bem eu estava com sono... Mas porque não ele gritou comigo? Nem sequer me insultou... E ainda por cima me ajudou... E foi até educado comigo. Aqueles olhos... algumas vezes azuis como o céu quando não tem nenhuma nuvem, outras como o céu em meio a uma tempestade. E os cabelos platinados caindo sobre a pele pálida... a camisa com os primeiros botões abertos mostrando um pedaço do peitoral definido. Hermione tinha que admitir, Draco havia se tornado um garoto lindo, e muito atraente. Naquela noite ela conseguiu esquecer um pouco seu amor impossível e dormir melhor.

As aulas foram tranqüilas, tudo corria bem até a hora em que Harry foi conversar.

- Oi, Mi!

- Oi, Harry... Tudo bem? – Perguntou estranhando o tom de voz um tanto desanimado.

- Na verdade não. – Disse encarando Hermione.

- O que aconteceu Harry? Você parece triste.

- Ontem eu tive uma briga com a Gina. Sabe, ela é muito ciumenta. Ela discute comigo por causa de outras garotas que gostam de mim, mas ela sabe que eu a amo e não deixaria dela para ficar com a Parvati. Mas ontem ela veio conversar comigo, e Gina viu, e então ela deu um ataque e brigou comigo. E agora eu não sei o que eu faço, ela não falou comigo durante o café e está me dando um gelo. – Disse com aquelas esmeraldas começando a se encherem de lágrimas.

- Ah Harry... Não fique assim... Ela também te ama. – Estava tentando se segurar para não começar a chorar na frente dele. – E Gina tem que entender que existem outras garotas que gostam de você além dela. – Boaa!! ...E eu sou uma delas!!! – Ela tem que confiar em você... Ela não pode tirar do coração das outras garotas o que elas sentem por você... Se você quiser eu converso com ela.

- Ah Mi... Você não tem noção de como você é perfeita! Obrigado! – E deu um beijo estalado na bochecha da garota antes de sair.

Ahh claro!! Eu sou perfeita né?! Então porque você está com ela e não comigo?! Hein?! Ai eu não acredito. E uma lágrima solitária rolou por seu rosto antes de sair andando em direção do salão comunal para procurar Gina.

- Oi, Gi! Tudo bem?

- Oi Mi... Na verdade não... Eu briguei com o Harry... E aquela vaca da Patil. É tudo culpa dela... Ela que fica dando em cima do MEU namorado! – dando ênfase a palavra meu.

- Mais Gi, o Harry não tem culpa de ter outras garotas gostando dele... Você não deve brigar com ele por causa disso. Ele veio me pedir ajuda hoje. Ele está muito triste porque você está evitando ele. Gi, não faz isso... Você sabe que ele te ama... – Disse isso sentindo um aperto no coração. – Se existem outras garotas gostando dele, não brigue com ele, e sim tente conquistá-lo cada dia mais. Pois provavelmente é o que elas estão tentando fazer.

- Ah você tem razão Mi, como sempre né?! Você está certa, eu vou lá falar com ele... Afinal ele é MEU... E eu tenho que mostrar isso a elas!! Obrigada amiga!! Você é demais sabia?! – E depois de dar um forte abraço na castanha, foi a procura de Harry.

N/A: Gentee.. essa eh a minha primeira fic..! Eu sei que esse capítulo está curto... e meio xoxo... + comentem... mandem opiniões... a fic vai ficar mais legal apartir do 2º cap.! Q já está a caminho..!!
Obrigada a todas q leram..!! e até o cap. 2!!
Comentem!!!
Beijinhosss...

Mione Malfoy!! ;D

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.