FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

14. Correndo Atrás


Fic: Forças do Destino I - Romeu e Julieta


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No dia seguinte, Hermione acordou tarde, lá pela uma da tarde, no seu dormitório e viu que todas as suas colegas já tinham decido havia muito tempo para almoçar ou tomar café da manhã. Na noite anterior, havia ficado até altas horas da noite sentada em sua cama, escrevendo cartas e mais cartas. Todas, no final, sendo rasgadas ou amassadas. Nenhuma havia ficado boa para ela. Para ser mais exata, a garota havia ficado acordada até mais ou menos umas quatro horas da manhã.
Para a sorte dela, era domingo e, sendo assim, ela não teria que se preocupar com ter acordado tarde nem com as aulas.
Devagar, ela sentou da cama e sorriu ao ver que realmente estava em Hogwarts e que tudo não tinha sido um sonho. Tudo realmente fora realidade, deixando-a mais feliz.
Apesar de feliz, ela se lembrou que tinha de uma coisa que não era muito alegre: Draco Malfoy. A garota balançou a cabeça. Teria que esquece-lo, principalmente porque tinha um namorado e não seria nem um pouco legal ficar pensando em Draco e enganando David.
Fazendo o impossível para não pensar em Draco, a garota se levantou da cama e desceu para tomar banho.




-Mas, o que vamos fazer agora? O rei está para morrer.
-Vamos falar com a rainha. Precisamos procurar a Princesa Herdeira ou o nosso reino entrará em conflito. E precisamos fazer isso rápido.
-Então, vamos logo!




Após tomar um banho refrescante e ter colocado as vestes de Hogwarts, a ruiva subiu de novo para o seu dormitório. Lá, ela penteou seus cabelos vermelhos antes rebeldes, agora lisos.
Estava acostumada a fazer força para deixa-los, de certo modo, bonitos. Mas, com eles lisos, não precisou fazer tanta força. Uma, duas, três, quatro, cinco, seis escovadas. Estava pronto. Força? Nem foi preciso. A delicadeza foi mais utilizada.
A garota colocou a escova no criado-mudo e pegou uma chuquinha, com a qual prendeu os longos cabelos em um rabo de cavalo. Ainda pendendo o cabelo, ela andou para frente do espelho.
Com os cabelos presos, ela soltou os braços e se mirou no espelho. O reflexo retribuiu o olhar. Ela se virou para esquerda e depois para a direita, para conferir o visual. Gostou do que viu e, sorrindo, desceu para o salão comunal.
Esperava encontrar Harry e Rony, mas, nem um nem outro estavam lá. Provavelmente, estavam almoçando. Sem pensar onde os amigos estavam, a garota passou pelo retrato da Mulher Gorda, que deu bom dia à ruiva, e depois, desceu para o hall de entrada. Lá, escondeu o rosto para que ninguém a reconhecesse. Mas, com os cabelos ruivos, literalmente chamativos, esconder o rosto não fez nenhuma diferença.
Logo, um grande círculo de alunos se formou ao redor de Hermione, que sorria forçado e dava autógrafos para os mais novos e também para os mais velhos que insistiam em também pegar a assinatura da garota.
Aos poucos, o círculo foi diminuindo, e a garota pode se sentar junto de Harry e Rony, sendo observada por todos os alunos. Cada movimentação da garota era observada e, em certos momentos, até imitada.
Vermelha, ela começou a comer, sem emitir nenhum som. Não queria chamar tanta atenção.




-Minha Rainha... Nós precisamos saber onde a Princesa Herdeira está. O Rei pode vir a falecer a qualquer momento e nós não esperamos que Erik esteja pronto para reinar com seus humildes seis meses, já que você disse ao povo que não queria reinar sem o rei. Assim sendo, quando o rei vier a falecer, se isso acontecer, você terá que passar o poder a Princesa Herdeira.
-Todo o reino pensa assim, minha Rainha. O povo está impaciente. Se o Rei falecer sem que tenhamos uma garantia de um novo rei ou, no nosso caso, Rainha, o reino entrará em guerra pelo poder. Vossa Majestade precisa nos contar onde está a Princesa Herdeira.
-Eu não creio que seja um bom momento para que vocês vão atrás dela, mas, mesmo assim, vos direi onde ela se encontra. – a Rainha apontou para uma janela. – Ela está lá! Mas, não vão ainda. Direi-vos a hora em que vocês poderão ir busca-la. Mas, por hora, diga ao povo que a Princesa Herdeira irá reinar sim, quando o Rei falecer.




Depois do almoço, Hermione se dirigiu para fora do castelo e sentou-se em frente ao lago, para tentar esquecer o passado e, principalmente, tirar Malfoy de sua cabeça.
Não consegui parar de pensar nele. Ela deitou-se no chão e ficou olhando para o céu. Os olhos olhavam o céu, mas não era essa a imagem que passava em sua cabeça. Em sua mente, ela via a sua história de amor e de Malfoy daquele ano passar, feito um filme.

“Que foi, sangue-ruim? Gostou foi?”
“Cala a boca, Malfoy”
“Respondeu Draco, com um certo desprezo na voz e um certo brilho nos olhos”
“Idiota.”
“Ele simplesmente não faz o meu tipo.”
“Hunf. Sonserianos!”
“Ela se sentou, e abraçando seu travesseiro, pensou: ‘Hunf... Um dia eu ainda mato ele’ e, com raiva, socou seu travesseiro”.
“Ouvindo Draco fazer as falas de Romeu, os olhos de Hermione brilharam, ela esqueceu do mundo e disse para si mesmo: ‘Ele é um ótimo ator. E, realmente, muito bonito’”.
“Não é porque teremos que monitorar o castelo todos os dias juntos que seremos amigos, ouviu, Granger.”
“Vai dizer que você não se sente atraída por mim.”
“Olha Malfoy, você não pode chegar aqui e dizer que eu te amo, porque eu não te amo, ta?”
“Ela é a MINHA Julieta”
“Eu não sou sua.”
“Foi tudo muito rápido: Hermione estava andando quando deu um passo em falso, tropeçou e começou a cair. Draco a viu tropeçando e foi ajudar. Mione não caiu porque Draco a segurou e logo, Hermione estava nos aconchegantes braços de Draco”.
“Assustada, correu para o lado de Draco.”
“Draco olhou para os braços de Hermione em volta de seu pescoço e Hermione olhou para os braços de Draco em volta de sua cintura. Depois Hermione olhou para seus próprios braços e Malfoy para os deles.”
“Os dois se olharam novamente e Draco sorriu para a garota.”
“Draco engoliu em seco: seus sentimentos por Hermione vieram à tona.”
“Os dois olharam para suas mãos: a mão direita de Hermione estava sobre a mão esquerda de Draco. Ela tirou sua mão de lá o mais rápido que conseguiu e olhou para frente”.
“‘Por que ela? O que eu sinto por ela?’.”
“Estavam os dois, sozinhos, e ele lá, parado, sem reagir.”
“Hermione olhou para novamente para Draco e ele tomou coragem. Colocou a mão esquerda no rosto de Hermione e, com a mão direita, puxou-a para mais perto dela. Em retribuição, Hermione o abraçou e os se beijaram”.
“O que está acontecendo comigo? Eu sonhei de novo com a praga do Malfoy. Hunf...”
“Mas você não o ama.”
“Não brinque comigo.”
“Sempre há uma primeira vez.”
“CALA A BOCA!”
“O que você está insinuando?”
“QUE VOCÊ É UMA GALINHA SANGUE-RUIM.”
“EU TE ODEIO MALFOY!”

What went on last night?
O que aconteceu na noite passada?
Was it just another stupid fight?
Foi apenas outra briga estúpida?
Will we be again?
Nós seremos outra vez,
Or will we both regret this in the end?
Ou nós dois lamentaremos isso no final?

“Eu... Eu... ODEIO O MALFOY”
“EU NÃO AMO O MALFOY! EU O ODEIO!”
“Por que você se distraiu tanto?”
“Você me ama, mas não quer confessar.”
“Hunf... Você é um idiota, sabia?”
“EU MANDEI VOCÊ CALAR A BOCA.”
“AI!”
“EU JÁ MANDEI VOCÊ CALAR A BOCA!”
“GALINHA!”
“ESTAMOS NAMORANDO.”
“VOCÊ ESTÁ MENTINDO. VOCÊ NÃO ESTÁ COM ELA! NÃO ESTÁ.”
“Aceite, Hermione.”
“VOCÊ ESTÁ MENTINDO! EU NÃO ACREDITO EM VOCÊ!”
“EU NÃO ESTOU MENTINDO, HERMIONE, PORQUE SEUS BEIJOS ME MATARAM. OU MELHOR, A FALTA DOS SEUS BEIJOS FOI O QUE ME MATOU”
“PARA! VOCÊ ESTÁ ME CONFUNDINDO!”
“Não... Eu nunca falei tão sério! Eu te amei... Mas agora não te amo mais!”
“NÃÃÃÃÃÃÃÃO”
“Eu precisava falar com você!”
“Draco Malfoy.”
“Eu não tenho nada a ver com esse ser desprezível.”
“Fica calma, Hermione.”
“AQUILO NÃO ERA AMOR!”
“ERA SÓ UMA ATRAÇÃO PASSAGEIRA, NADA MAIS!”
“EU JÁ NEM SINTO MAIS NADA POR VOCÊ!”
“E essa é a verdade.”
“EU TAMBÉM NÃO SINTO MAIS NADA POR VOCÊ!”
“PÁRA!”
“POR QUE EU DEVERIA?”
“VOCÊ É UM IDIOTA!”
“CALA A BOCA VOCÊ, SUA SANGUE-RUIM...”
“Me deixa em paz, Malfoy!”
“Eu... Não pretendia te ofender!”
“NÃO!”
“Tente confiar em mim, Granger!”
“EU SOU ORGULHOSA SIM E NÃO VAI SER VOCÊ QUE VAI MUDAR ISSO!”
“Ora, ora... Quem nós vemos aqui?”

Why can't I forget you?
Por que eu não consigo esquecer você?
And everything you do?
E tudo o que você faz?
It's so hard to do.
É tão difícil de esquecer
Why can't I forget you?
Por que eu não consigo esquecer você?
And everything you do?
E tudo o que você faz?
It's so hard to do.
É tão difícil de esquecer

“O que você quer, Malfoy?”
“Só pra ter certeza se eu vou concorrer com você.”
“E lhe darei a honra de ser derrotado por mim...”
“Você sempre estará em segundo lugar.”
“Acho que tem alguém com febre. A propósito, você ainda não fez o que prometeu!”
“HERMIONE! VOCÊ DEIXOU CAIR ISSO.”
“Draco Malfoy.”
“Não é nada do que você está pensando.”
“Eu nunca devia ter confiado em você.”
“Você está pensando errado.”
“Agora eu entendi tudo!”
“Hermione, por favor, acredite em mim.”
“Você perdeu minha confiança!”
“Confie em mim, uma última vez.”
“PARE, POR FAVOR! ESPERE...”
“Vai jogar tudo para o alto?”
“É uma chance única.”
“Para de querer fingir ser quem você não é.”
“Eu estou mudando, só isso.”
“E o teatro? Vai largar o teatro?”
“Vocês vão conseguir se virar sem o meu personagem.”
“Cala a boca e escuta, ok?”
“QUEM VOCÊ PENSA QUE É PARA ME MANDAR CALAR A BOCA?”
“Você vai até o William e vai dizer que você não irá fazer essa gravação, entendeu?”
“ESPERA AI! VOLTA…”
“EU TE PROIBO DE SER AMIGA DELE! EU TE PROIBO DE CONVERSAR COM ELE!”
“QUEM VOCÊ PENSA QUE É PARA ME PROIBIR DE FALAR COM O AQUILES?”
“VOCÊ É INCAPACITADO DE GOSTAR DE QUALQUER PESSOA!”
“VOCÊ VEIO ATÉ AQUI SÓ PARA ME DIZER ISSO?”
“-É!”
“-POIS ENTÃO, JÁ PODE IR EMBORA!”
“-É, VOU EMBORA MESMO!”
“Não. Não vai não!”
“PARA COM ISSO!”
“POR QUE VOCÊ ME REJEITA?”
“Me deixe em paz, Draco.”
“Eu quero ser alguém!”
“ÓTIMO! VÁ! VIRE UMA POPSTAR SUPER FAMOSA...”
“Mas, depois, não venha atrás de mim para pedir perdão por ter jogado nosso sentimento para o alto por causa de um simples teste idiota e de um sonho que nem seu é.”
“SE VOCÊ QUER ASSIM...”
“Nunca mais faça isso.”
“Você não pode me deixar aqui sozinho.”
“Eu preciso ir!”
“Onde nós ficamos?”
“Nós não somos nada um do outro.”
“Adeus, Draco Malfoy.”
“HERMIONE, VOLTA...”
“Me desculpa, meu amor.”

Consider me your friend,
Considere-me sua amiga,
Until you do that stupid shit again.
Até você fazer aquela merda estúpida de novo
I believed all you told,
Eu acreditei em tudo o que você disse,
Then you left me hanging out so cold.
Então você me deixou esperando tão frio

“O que você está fazendo aqui?”
“Vim me despedir.”
“O que é isso?”
“Meu presente.”
“Obrigada.”
“Mas, acho que achei uma utilidade.”
“Acho que você achou.”
“Isso é um adeus, né?”
“Não é um adeus.”
“Eu não posso fazer isso!”
“Não aconteceu nada demais entre a gente.”
“Eu vou sempre estar com você.”
“Prometa para mim.”
“Só prometa para mim.”
“Mas, me responda, por que?”
“Mas, você vai voltar, né?”
“Lógico!”
“Eu vou te esperar.”
“Acabou, Draco, acabou.”
“O que há de errado em dizer a verdade?”
“É que está tudo acabado.”
“Não quer dizer nada?”
“Não!”
“Você não quer mais nada de mim?”
“Eu sonhei com o um beijo de despedida...”
“Então, adeus, Draco.”
“Adeus, Hermione.”
“Por que você fez isso comigo, Hermione?”
“Espero que um dia você me perdoe, pois eu já te perdoei, por me deixar sem forças para lutar.”
“Eu sei que fundo desse seu cruel coração você ainda me ama.”
“E eu nunca vou poder te esquecer.”
“Eu nunca vou conseguir te esquecer, Mione. Você pode estar com quem for... Eu nunca te esquecerei.”
“Eu nunca vou conseguir te esquecer, Draco. Eu posso estar com quem for... Eu nunca te esquecerei.”
“Eu espero, Mione, que um dia você entenda que o melhor é que nós fiquemos juntos.”
“Eu espero, Draco, que um dia você entenda que o melhor é que nós fiquemos separados.”
“Eu nunca vou poder te esquecer.”
“Eu não sei se você pensa em mim, Mione, mas eu sempre vou lembrar de você!”
“Eu não sei se você pensa em mim, Draco, mas eu sempre vou lembrar de você!”

Why can't I forget you?
Por que eu não consigo esquecer você?
And everything you do?
E tudo o que você faz?
It's so hard to do.
É tão difícil de esquecer
Why can't I forget you?
Por que eu não consigo esquecer você?
And everything you do?
E tudo o que você faz?
It's so hard to do.
É tão difícil de esquecer

“Ela não é a Hermione.”
“Ela tentou disfarçar que havia o visto e começou a andar para o lado esquerdo, cantando.”
“Vendo que Draco a havia seguido, ela andou para o outro lado.”
“Hermione voltou para o meio do palco, daquela vez, não para evitar Draco, mas para procurar Harry e Rony.”
“Depois, se levantou e, procurou Draco com os olhos. Encontrou e, discretamente, o encarou.”
“Depois, encarou novamente Draco, que tinha os olhos cheios de lágrimas, mas, se segurava para não chorar.”
“Meu novo namorado.”
“Procurando, também, o Draco, que, depois da música I WANNA BE, desaparecera sem deixar vestígios.”
“Uma outra luz foi direcionada, mas, daquela vez, foi para Draco Malfoy, que escondeu o rosto assim que muitos alunos de várias casas começaram a assobiar.”
“Ele olhou para o lado, onde Hermione, que passou exatamente bem perto dele e ficou vermelho.”
“Foi andando bem devagar e bem sexy, atrás de Hermione.”
“Draco, foi chegando cada vez mais perto da garota, e foi sendo cada vez mais assobiado”
“Ele estava muito perto. Perto demais. Cada vez mais perto.”
“Diga que você não me esqueceu, Hermione.”
“Eu não te esqueci!”
“Draco pegou na mão de Hermione e a levou para a pista de dança.”
“Hermione olhou para Draco. Draco olhou para Hermione. Draco começou a descer para beija-la.”
“Draco levantou o rosto de Hermione com a mão esquerda e viu que ela estava chorando.”
“A garota fechou os olhos e deitou, novamente no peito de Draco.”
“De repente, mais luzes de foco foram direcionadas, todas para o centro da pista de dança, que era onde Draco e Hermione estavam dançando ao ritmo da música.”
“Ao se ver com Draco sozinha na pista, ela olhou para o garoto, que sorriu para ela.”
“Na verdade, conseguiu que os lábios se encostassem, mas não conseguiu um beijo porque, logo, a garota virou o rosto.”
“Draco, eu não posso mudar o destino.”
“Não há mais motivos para continuar com isso.”
“Para de quebrar meu coração.”
“EU NÃO ESTOU QUEBRANDO O SEU CORAÇÃO!”
“Não... Imagina... SÓ ESTÁ DESTROÇANDO! E sabe por que? PORQUE VOCÊ NÃO PODE AMAR NINGUÉM!”
“CALA A BOCA!”
“NÃO ME MANDE CALAR A BOCA, GRANGER!”
“POR QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO? É PORQUE AGORA EU SOU UMA POP STAR? É POR CAUSA DISSO?”
“NÃO!”
“ENTÃO É POR QUE?”
“POR QUE? VOCÊ AINDA PERGUNTA?”
“PERGUNTO! SE VOCÊ NÃO ME DISSER, COMO EU VOU PODER ‘CONCENTAR’ SEU CORAÇÃO!”
“VOCÊ IGNOROU O MEU SENTIMENTO E FOI EMBORA. E, AINDA POR CIMA, COMEÇOU A NAMORAR OUTRO.”
“Um novo amor muda nossa situação, muda nossa história. Mas não muda o meu sentimento por você!”
“HERMIONE! HERMIONE! VOLTA AQUI! POR FAVOR.”

-Hermione... – alguém chamou a garota, atrapalhando os pensamentos dela. A ruiva virou-se para trás e se deparou com David, que, sorrindo, se aproximava da garota. – Está tudo bem? – ele se sentou ao lado esquerdo da namorada, olhando preocupado para ela.
-Está sim...
-Não minta pra mim... Você pode confiar em mim... Vai, me conta! O que está havendo?
-Er... Eu tenho uma amiga... Her... Her... Her… Não... O nome dela é Hanna... – mentiu Hermione – Que... Que... Que... É apaixonada por um cara. Só que... Que... Que... Ela não queria gostar dele... Porque... Porque... Ela o odiava. Ai, ela conheceu um outro cara e... E... E... Começou a namorar ele. Só que ela não consegue esquecer o Drac... – ela começou a passar a mão direita em seu braço esquerdo e olhou para baixo, tentando esconder o rosto – O Dirac. É... Dirac é o nome do cara que ela gosta. O que você acha que a Her... Quero dizer... A Hanna deve fazer?
-Qual o nome do namorado dessa Hanna? – perguntou David, suspeito.
-É Dav... Devik... Devik é o nome dele! – mentiu Hermione, ainda olhando para baixo.
-Ela gosta do Devik?
-Gosta, mas só como amigo.
-Se ela só gosta dele como amigo, porque aceitou o pedido de namoro?
-Acho que porque ela confundiu os sentimentos. Ou então, ela pode ter tentado esquecer o Dra... O Dirac. Mas, não conseguiu, então, aceitou namorar o Devik pra tentar esquecer o outro cara.
-E a Hanna gosta muito do Dirac?
-Gosta sim... – ela olhou para o lago e viu a imagem de Draco – Eu acho até que ama.
-Se ela ama esse tal de Dirac, – David, com a direita virou o rosto de Hermione para si e, aproximando o seu rosto ao dela, completou – eu me pergunto: o que ela está fazendo falando com o Devik em vez de ir atrás do Dirac?
-Mas, David...
-Mas nada, Mione... Vá logo atrás dele!
-Como? Quando? De que forma?
-Depois eu te conto como eu descobri... Agora vá!
-Mas...
-VÁ!
Hermione sorriu para David, que retribuiu o sorriso. A ruiva se levantou correndo e foi correndo pra dentro do castelo. Ela entrou no salão principal... Procurou pelo loiro. Ele não estava lá! Ela correu para as masmorras. Procurou em todos os cantos em que podia entrar... Não encontrou. Subiu. Foi em todos os andares. Não achou em nenhum lugar. Desapontada, desceu as escadas e saiu do castelo. Olhou para o lago, a procura de David. Não o encontrou. Mas, viu quem estava procurando: Draco.
Ele estava de frente para o lago, jogando pedras nele, que sempre afundavam. A garota sorriu ao vê-lo, correu em direção dele e o abraçou. Draco se assustou e, consigo mesmo, pensou: “Pronto! É agora que eu morro!”. Mas, ao ver que era Hermione que o abraçava, ele sorriu e retribuiu o carinho.
-Draco... Por favor, me desculpa!
-Hermione? Tá tudo bem?
-Só me diga que você me desculpa...
-Hermione...
-Por favor, é só o que eu lhe peço. – Hermione olhou para Draco, suplicante.
Draco respirou fundo e, sorrindo, ele disse:
-Não há o que você faça que eu não perdoe!
Ao ouvir Draco, a garota sorriu em retribuição. Vendo a garota sorrir, o loiro ficou confuso e começou a perguntar:
-Afinal, o que..
Mas, não conseguiu terminar a pergunta, pois Hermione colocou o dedo direito sob os lábios do loiro, que se assustou.
-Não estrague tudo, Draco.
Após terminar de falar, ela tirou o dedo dos lábios do garoto, que olhou assustada para a garota e perguntou, mais assustado:
-Perdi alguma coisa?
-Não... – a garota respondeu, colocando a mão direita na nuca de Draco – Ainda resta a melhor parte! – ela pegou a cabeça de Draco, puxou para si e beijou o garoto.

N/A: Nhááá... Quer capítulo mais lindo que esse? A Mione termina junto com o Draco... Quero dizer... Er... Vocês entenderam o que eu quero dizer!
Mas, as coisas ainda, como eu posso dizer, ainda não vão melhorar!
E como vocês ganharam 5 capítulos graças ao aniversário da Debi, não vão ganhar uma parte do próximo capítulo, a princípio porque eu não escolhi uma parte legal e depois porque eu sou má!
Bem, é isso!
AH! Não deixem de ler a minha nova fic: Segredos de Dois Corações! E uma fic minha e da minha grande amiga ISADORA!
Agora, yo me voy.
Comentem!
Beijinhos
Luh

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.