FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

15. Amizade


Fic: Diário de Hermione Granger Mudanças


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

07 de Agosto de 2007 - Amizade
Diário,
Eu acordei e olhei para o criado-mudo, este estava com uma bandeija onde tinha algumas frutas, suco, pão, leite... Parecia o café da manhã de uma rainha, notei que eu não estava mais com a roupa que havia dormido, estava com uma confortavel camisola. Alguém deve ter trocado minha roupa... Foi o que eu pensei.
Novamente começei a chorar e a porta de meu quarto se abriu, Harry entrou e sentou-se no pé de minha cama, ele me olhava com tanto carinho que eu não me contive, me atirei no colo dele e chorei, chorei tanto que nem sei explicar diário. Harry fora compreencivo, acariciou meus cabelos e ficou calado, ergui minha cabeça ainda chorando e começei.

- Ha-Harry... Me... Me desculpa... Eu... Eu... Eu estava fora de mim! - Cobri meu rosto com as duas mãos, eu estava morrendo de vergonha, ele então retirou minhas mãos e ergueu minha cabeça, sorriu amavelmente e olhou no fundo de meus olhos.
- Levante a cabeça jovem! - Ele disse. - Você teve sorte de chegarmos a tempo se não você estaria nua na frente de toda Hogwarts! - Ele ficou sério. - Não se envergonhe Mione, essas coisas acontecem nas melhores famílias! - Ele abriu um sorriso.

Sorri para Harry e o abraçei, ele me mandou comer, começei a comer e ficamos conversando, ele disse que nunca havia visto Draco tão revoltado antes.

- Como vocês souberam que eu... Bem.. Eu estava fazendo aquilo? - Perguntei curiosa
- Ah... Bem... A Gina chegou no salão principal quando estavamos almoçando, e ela estava mais "alegre" começou a falar um monte de coisa e Rony percebeu que ela estava bebada, Luna logo tirou ela dali e bem... a Gina falou assim. "A MIONE É QUE ESTAVA CERTA EM IR PARA O JARDIM!". Olhei para Rony e nisso Malfoy chegou até nós e falou " A Granger está bebada?", ficamos em silêncio e então nos tocamos e saimos correndo, foi aí que vimos o que vimos e fizemos o que fizemos. - Harry terminou com um longo suspiro.
- Er... AIII QUE VERGONHAAA! - Eu escondi minha cara no travisseiro.
- De qualquer forma Mione você vai ter de enfrentar a escola toda amanhã... E bem... han... O Malfoy disse que desse quarto você não sai tão cedo... - Harry me olhava esquizito

Foi aí que eu me toquei que EU ESTAVA SENDO COLOCADA DE CASTIGO COMO UMA CRIANÇA DE 2 ANOS DE IDADE!

- COMO ASSIM NÃO SAIO TÃO CEDO? - Eu gritei
- O Malfoy disse que você tem que pensar em seus atos.
- ELE NÃO É MEU PAI PARA MANDAR EM MIM!
- Mione... Ele pode não ser seu pai mas bem... Ele que cuidou de você a noite toda... - Eu parei de gritar e olhei séria para Harry. - Quando você parou de gritar e berrar ele veio aqui, depois ele trocou sua roupa, e bem... Hoje de manhã ele foi até a cozinha e fez essa bandeja para você com a ajuda dos elfos é claro... Ele estava realmente preocupado, pela primeira vez eu acho que o Malfoy se preocupou com alguém...

Depois desse discurso do Harry eu fiquei sem palavras, não sabia o que falar. Harry disse que tinha que ir ver Gina, depositou um beijo em minha testa e saiu do quarto. Tornei a me deitar, acabei adormecendo... Acordei com alguém entrando em meu quarto segurando uma bandeija, era Draco. Ele estava com a pior cara do mundo, cara de quem passou a noite acordado, sentei-me na cama.

- Malfoy... - Ele virou de costas após colocar a bandeija no criado. - Precisamos conversar.
- Não está em condições Granger... - Ele disse sério. - Coma seu almoço, você precisa se alimentar.
- Eu.. Eu quero sair.
- Vai ficar aí até eu achar que precisa...

Após isso ele saiu do quarto e fechou a porta, ele não me olhou nem uma única vez... Diário eu estou me sentindo tão envergonhada! Harry foi tão doce comigo, ele sim é um amigo de verdade... Malfoy não me olhou e eu.
EU ME SINTO TÃO MAL POR ISSO!

Graças a Merlim que você não fala diário...

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

08 de Agosto de 2007 - A Dor..

Diário,
Hoje eu acordei e dei de cara com minha varinha, meu uniforme dobrado, meus sapatos e minhas meias, delicadamente colocados em cima do meu criado. Olhei para eles e vi que Malfoy havia me tirado de meu "castigo". Levantei-me e fui para o banheiro, tomei um banho daqueles, me arrumei e desci para o salão principal. Ao chegar lá vi todas as garotas me olharem feio e os garotos fazerem "Fiu-Fiu". Eu queria sumir dali... Mas fiz o contrário, ergui minha cabeça e sentei-me na mesa da Grifinória, Gina logo apareceu e me abraçou forte, Luna fez o mesmo e logo foi para sua mesa, Rony sentou-se ao meu lado e Gina sentou-se com Harry.

- Mione... Estou orgulhosa de você! Você está encarando isso tudo de cabeça erguida como uma verdadeira Grifinória! - Gina disse, e eu me senti mais calma.

Ao terminarmos o café da manhã eu me levantei, nisso muitos garotos começaram a gritar, a bater palmas a falar "FAZ OUTRA DANÇA!", a fazer fiu-fiu... Bem aí Draco levantou-se da mesa da sonserina e foi até meu lado, ele tirou a varinha do bolso e gritou;

- A PRÓXIMA GRAÇINHA QUE EU ESCUTAR EU TIRAREI 100 PONTOS DA CASA ESCUTARAM!

Bem... Aí todos se calaram. Gina me olhou e piscou o olho para mim, Malfoy colocou as mãos sobre meus ombros e me tirou dali, ele não me olhava e eu sentia uma dor tremenda por isto. Sentia vontade de chorar, ele me levou até a beira do lago e percebo que estavamos sozinhos, ele se encostou na árvore e passou a mão pelos cabelos, ele ainda não me olhava.
Ajoelhei no chão e começei a chorar, eu cobria meu rosto e tentava abafar o choro, Malfoy não fazia nada, continuava encostado, perdido em seus pensamentos...

- Me desculpa... - Eu disse chorando... - OLHA PRA MIM! - Eu gritei

Bem isso foi o suficiente para ele virar as costas para mim.

- FALA COMIGO PELO MENOS! - Gritei novamente
- Se recomponha Granger... - Ele continuava de costas e falava num tom frio. - Acho que você deveria aceitar o pedido de namoro de Marco... Não quero uma namorada covarde...

Dizendo isso ele saiu do jardim sem olhar para trás me deixando sozinha. Diário eu não me aguentei de chorar, chorei tanto.
Resolvi dizer que não estava bem hoje e faltei todas as aulas, estou aqui em meu quarto, trancada... O que Draco fez hoje comigo foi pior que levar um tapa na cara...

Graças a Merlim que você não fala Diário...

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

02 de Setembro de 2007

Diário,
Eu andei um tempo sem escrever, dizemos que minha drepressão andou pior do que eu pensava, o meu mês de agosto foi todo na ala hospitalar, eu me recusava a comer... Gina e Luna tem se monstrado boas amigas, Malfoy não olhou em minha cara desde aquele episódio.
Graças as ameaças dele ninguém nunca mais tocou no assunto do meu "stripper". Marco me pediu em namoro novamente e eu disse que não poderia aceitar pois eu amava outra pessoa, então continuamos bons amigos.
Hoje uma pessoa especial veio a Hogwarts me visitar, ninguém mais e niinguém mesmo do que o KRUM! Ele conseguiu arrancar boas gargalhadas minhas, disse que tinha sentido minha falta, tinha vindo a Hogwarts para tratar de negócios com Dumbledore.
Quando eu e Krum estavamos conversando no jardim senti minha nuca queimar como se alguém estivesse nos observando.
Olhei para trás e vi Malfoy me encarando, quando ele percebeu que eu havia o visto ele virou a cara e saiu do jardim. Falei para Vítor que tinha algo para resolver.

- Hermio-ni-ni... Focê está gosfando messmo do Malfffoy non?
- Está tão na cara assim Vítor? - Eu perguntei com lágrimas nos olhos
- Sí... Ele também gosfa de focê! Eu fi como ele olha para focê...

Dei um beijo na bochecha de Krum e agradeci por tudo, corri para o castelo, entrei pelo quadro do homem decapitado, a porta do quarto de Malfoy estava fechada, deduzi que ele estava lá e bem... Eu abri "delicadamente" a porta, ele estava deitado lendo um livro assustou-se.

- PARA MIM JÁ CHEGA! - Eu gritei e ele ergueu a sombrancelha. - CANSEI DRACO! EU NÃO VOU MAIS ABAIXAR A CABEÇA! EU ESCUTEI SUA CONVERSA COM ZAMBINE MÊS PASSADO! QUEM VOCÊ PENSA QUE EU SOU? BEM NÃO ESTOU TE CULPANDO POR TER FEITO UM GLORIOSO STRIPPER EM FRENTE DE TODOS GAROTOS DE HOGWARTS! SÓ ACHO QUE VOCÊ NÃO FOI SINCERO COMIGO! DISSE QUE ERA MEU NAMORADO MAS NUNCA DISSE QUE ME AMAVA QUE PELO MENOS GOSTAVA DE MIM! UMA GAROTA GOSTA DE SE SENTIR AMADA! - Eu disse tudo gritando e ele levantou-se e ficou me olhando.
- QUEM CANSOU FUI EU GRANGER! VOCÊ QUER SEMPRE QUE AS PESSOAS PROVEM ALGO PARA VOCÊ MAS O QUE VOCÊ NÃO PERCEBE É QUE ATITUDES FALAM MAIS QUE PALAVRAS! EU DEMONSTREI QUE TE AMAVA E VOCÊ NÃO SE TOCOU! EU NÃO SOU ESSES CARAS BONZINHOS GRANGER! E MUITO MENOS AQUELES BABACAS QUE FICAM BABANDO SUAS MULHERES! EU NÃO SOU ASSIM E VOCÊ NÃO PODE ME MUDAR!
- VOCÊ É UM IDIOTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Eu começei a bater no peitoral dele com toda minha força e eu chorava com toda minha força.

- Para Granger... - Ele tentava me segurar.. - Para com isso... Para... Para... Para... RAIOS PARA COM ISSO!

Ele então me abraçou com toda força contra o corpo dele e eu chorei e gritava

- ME SOLTA MALFOY EU TE ODEIO! EU TE ODEIO ME SOLTAAA!

Ele não me soltava, continuava me segurando firme contra o corpo dele, algo aconteceu e eu fui me acalmando, ele beijou minha testa e acariciou meus cabelos, sentou no chão comigo no colo dele. Ninguém ousava dizer nada, apenas se ouvia os meus soluços... Estavamos enscostados na parede e ele adormeceu ali sentado comigo em seu colo, percebi que o rosto dele estava calmo e doce, beijei os lábios dele e me levantei, vim para meu quarto e aqui estou escrevendo.
Eu percebi o que ele quiz me dizer.
Draco é homem de gestos e não de palavras, e eu vou aguardar calmamente o dia que ele ainda vai me dizer que me ama...

Graças a Merlim que você não fala diário!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.