FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. O grande baile


Fic: Diário de Hermione Granger Mudanças


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

12 de Junho de 2007 - O Grande Baile

Diário,
Hoje foi o baileeee! E foi perfeitooo!
Bem... Eu acordei e tudo mais e quando estava faltando 3 horas para o baile eu fui me arrumar! Eu estava com uma saia lilás que ia até o tornozelo, este estava com uma tornozeleira prateada que tinha algumas moedinhas pratas, uma blusa branca que deixava o ombro de fora, um colar prateado que tinha uma pedra lilás, várias pulseiras prateadas e aneis, na minha cintura estava amarrado um pano de seda rosa com um cintinho que era uma corrente com várias moedinhas prateadas, meus cabelos estavam soltos e ondulei as pontas deles, estava com uma maquiagem provocante e com um batom vermelho. Afinal eu estava fantasiada de cigana! Quando saí de meu quarto dei de cara com Marco e Malfoy se encarando! Eles estavam LINDOSSS!
Marco estava vestido de pirata, usava um tapa-olho preto, a camisa branca aberta, um lenço vermelho na cabeça, uma calça preta e uma bota preta. Malfoy bem... Ele estava Bem mais atraente vestido de cigano! Ele estava com os cabelos nos olhos, uma calça preta meio colada com um sapato preto, uma blusa preta meio aberta (deu vontade de tirar aquela blusa INTEIRAAA), um cordão dourado, vários anéis no dedo, e um pano vermelho amarrado em sua cintura.
Ao me verem os dois se viraram e ficaram a me olhar, eu me senti nua por 2 segundos! Malfoy então se aproximou e tirou o pano e sua cintura e colocou em meu pulso esquerdo. Pisquei duas vezes sem entender.

- O que é isso? - Perguntei
- Ora minha cara Granger, pelas tradições ciganas quando um casal - Ele frizou casal e olhou para Marco. - Dança uma música típica a mulher deve usar um lenço vermelho para demonstrar que é uma dança respeitosa, sem segundas intenções.

Ele se aproximou perigosamente de meu rosto nessa hora, Marco logo apareceu expulsando-o dali.

- Pelo que eu saiba Malfoy vocês não são nenhum casal! E vocês irão ABRIR o baile apenas isso! Então quando forem abrir o baile eu lhe EMPRESTO a minha companheira!
- Como quizer meu caro Maquenzi! - Respondeu Malfoy sorrindo Marco estava bufando de raiva, quando saimos pelo quadro do homem decapitado ele falou algumas coisas baixinhas que eu não entendi direito, mas tenho certeza que ele estava chingando Malfoy.

Ao chegarmos no baile todos olhavam para mim e para ele, logo Malfoy desceu as escadas acompanhado de uma sonserina chamada Kátia Willian, bem ela é bem bonita, estava vestida de vampira, os cabelos negros dela e os olhos azuis destacavam naquela roupa vermelha e preta. Malfoy parecia orgulhoso por sua companhia ser tão bela!
Logo Dumbledore apareceu e falou para eu e Malfoy abrirmos o baile.
Despedi-me de Marco e fui até o centro do salão com Malfoy. A Dança começou e foi mais ou menos assim:

Ay payita mía Guárdate la poesía Guárdate la alegría pa'ti
(Ai meu amorzinho Guarde a poesia Guarde a alegria pra você)

Eu começava rebolando um pouco, e Malfoy sentado em uma cadeira.

No pido que todos los días sean de sol No pido que todos los viernes sean de fiesta
(Não peço que todos os dias sejam de sol Não peço que todas as sextas sejam de festa)

Eu ia dançando e rebolando até ele e passava a mão pelo seu rosto. (nesse momento os garotos gritavam)

Tampoco te pido que vuelvas rogando perdón Si lloras con los ojos secos Y hablando de ella(Tampouco te peço que volte suplicando perdão se chora com os olhos secos e falando dela)

Malfoy então se levantava bruscamente e ia até mim me agarrando pela cintura.

Ay amor me duele tanto me duele tanto que te fueras sin decir a donde
Ay amor, fue una tortura perderte
(Ai amor, me dói tanto me dói tanto que você tenha ido sem dizer aonde.)
(Ai amor, foi uma tortura te perder)

Eu o empurrava delicadamente e ele sorria, ele batia um pé no chão e batia a palma eu fazia o mesmo

Yo se que no he sido un santo Pero lo puedo arreglar amor No solo de pan vive el hombre Y no de excusas vivo yo.
(Sei que não fui um santo mas posso consertar, amor Não só de pão vive o homem e não de desculpas vivo eu...)

Andávamos em circulos, até ele se aproximar de mim e me abraçar por trás, eu ainda rebolava

Solo de errores se aprende Y hoy se que es tuyo mi corazón Mejor te guardas todo eso A otro perro con ese hueso Y nos decimos adiós
(Só de erros se aprende e hoje sei que meu coração é teu Melhor guardar tudo isso, a outro cão com osso e dizemos "Adeus")

Ele passava a mão por minha barriga e eu em seu pescoço.

No puedo pedir que el invierno perdone a un rosal No puedo pedir a los olmos que entreguen peras
(Não posso pedir que o inverno perdoe a um rosal Não posso pedir as árvores que dêem peras)

- Está curtindo o baile com sua companhia Malfoy? - Eu perguntei num sussuro enquanto ele me girava e me colava ao corpo dele novamente

No puedo pedirle lo eterno a un simple mortal Y andar arrojando a los cerdos miles de perlas
(Não posso te pedir o eterno a um simples mortal e andar atirando aos porcos, milhares de pérolas)

Ele sussurou em minha orelha "ciúmes Granger"
Respondi no mesmo tom "E se estiver?"

Ay amor me duele tanto me duele tanto que no creas más en mis promesas
Ay amor es una tortura Perderte
(Ai amor, me dói tanto me dói tanto que não acredite mais nas minhas promessas.)
(Ai amor, é uma tortura te perder)

Nos separamos e ele sorria, batemos as palmas e os pés novamente e eu rebolei até ele, ele beijou meu pescoço e falou:
- Não me provoque Granger...
Respondi da mesma forma provocativa:
- Medo de não resistir a mim Malfoy?

No te bajes, no te bajes
Oye negrita mira, no te rajes
De lunes a viernes tienes mi amor déjame el sábado a mi que es mejor
(Não fique abatida, não fique.
Escute neguinha, olhe... não fale demais.
De segunda à sexta tem meu amor deixe o sábado para mim que é melhor)

Ele agarrou minha cintura e me girou, sentando-se na cadeira e me sentando junto, eu passava a mão pelo peitoral dele e me levantava rebolando e sorrindo, ia rebolando até o chão.

Oye mi negra no me castigues más Porque allá afuera sin ti no tengo paz Yo solo soy un hombre arrepentido Soy como el ave que vuelve a su nido
(Ouça neguinha, não me castigue mais Porque lá fora sem você não tenho paz Eu sou um homem muito arrependido sou como a ave que volta ao seu ninho...)

Eu fiz uma abertura no chão e ele se aproximou de mim e me levantou com um dos braços, me colocou em seu colo e rodava comigo, me desceu e me rodou até eu encontrar novamente o corpo dele.
- Granger não me provoque, da próxima vez posso não deixá-la fugir... - Ele disse sorrindo - Não terá outra vez querido... - Eu sorri de volta.
- Veremos Hermione, veremos... Ele me rodou e eu sai do corpo dele rebolando.

Yo se que no he sido un santo Y es que no estoy hecho de cartón No solo de pan vive el hombre Y no de excusas vivo yo.
(Sei que não fui um santo mas posso consertar, amor Não só de pão vive o homem e não de desculpas vivo eu...)

Eu rebolava de costas para ele e ele ia a meu encontro, eu rebolei até o chão e ele me levantou novamente a abraçou-me por trás.

Solo de errores se aprende Y hoy se que es tuyo mi corazón
(Só de erros se aprende e hoje sei que meu coração é teu)

Sorri e virei-me para ele e apontei para o peitoral dele, ele caminhava em passos lentos até a cadeira e eu o olhava naqueles lindos orbes cinzas.

Ay ay ay,
Ay ay ay,
Ay, todo lo que he hecho por ti Fue una tortura perderte
(Ai, ai, ai ai, ai, ai Ai, tudo o que fiz por você Foi uma tortura te perder)

Ele sentou-se na cadeira e eu rebolei novamente até o chão e subi ainda rebolando, ele me puxou e eu sentei em seu colo, joguei minha cabeça para trás e ele beijou meu pescoço.

Me duele tanto que sea asi
Sigue llorando perdón Yo... yo no voy A llorar hoy por ti
(me dói tanto que seja assim.)
(Siga clamando perdão ...Eu ...eu não vou chorar por ti.)

Levantei-me e o encarei e rebolei mais um pouco, ele então me puxou e me sentou novamente em seu colo, a dança acabaria aí mas bem... Ele tinha que aparecer né? Beijou minha boca quando a música acabou. Escutamos uma série de aplausos e eu me levantei ofegante, ele fez o mesmo!

Fomos parabenizados por todos, que não paravam de aplaudir, a nossa dança havia sido expetacular, Malfoy ficou se gabando por um tempo e eu fingi que o beijo fazia parte da dança, fui ao encontro de Marco e ele sorria.

- Dançou muito bem Mione! Não sabia que você dançava tão bem!
- Obrigada Marco! - Eu disse sorrindo
- Só não gostei da parte em que você e o Malfoy se beijaram. - Ele fez cara de nojo e eu sorri
- Não seja ciumento Marco! Era parte da dança! E nem foi um beijo daqueles! - Eu ria Marco e eu ficamos conversando por um bom tempo, dançamos, comemos, sentamos e dançamos mais, ele concerteza é uma exelente companhia! Quando começou uma música lenta, nós dois estavamos sentados, ficamos observando os casais na pista. Gina e Harry, Rony e Luna, Parvati e um menino da Cornival... Dentre outros casais. Até que Marco foi pegar uma bebida para nós e Malfoy apareceu em minha frente.

- Quer dançar querida Cigana? - Ele estendeu a mão - Não obrigada, já estou acompanhada.
- Mas não está dançando... Você gostaria que eu conversasse com você aqui sobre o que aconteceu ontem? - Ele me olhou desafiador.

Aceitei a mão de Malfoy e fomos até a pista de dança, a música era lenta e muito boa de se dançar a dois.

- Vamos desembucha o que você quer! - Eu falei séria
- Granger se está apaixonada por mim por que está com o Maquenzi? - Perguntou-me sério.
- Quem disse que eu estou apaixonada por você Malfoy? - Eu ergui minha sombrancelha
- Também te amo Granger... - Ele disse girando os olhos
- Se encherga Malfoy! - Eu disse séria
- Já me encherguei e vi um cara lindo, maravilhoso, gostoso de olhos cinzas e cabelos perfeitos.

Não aguentei e começei a gargalhar.

- Modestoooo... - disse irônica
- Você não sabe o quanto... De qualquer forma Granger estou aqui para me despedir.
- Despedir? - Perguntei confusa
- Estou indo hoje para minha mansão, minha mãe precisa de mim, mas eu volto depois das férias de julho, por isso não sinta saudades.
- Ele piscou o olho e eu gargalhei
- Finalmente terei paz!
- De qualquer forma.. Foi bom dançar com você!

Malfoy me deu um selinho discreto e me largou no meio da pista de dança, saiu pelo grande salão, pensei em ir atrás, mas Marco me apareceu sorrindo e desisti de fazer isto.
Após o baile, Marco veio me deixar aqui, entrei pela sala comunal e bati na porta do quarto de Malfoy, ninguém abriu então eu entrei, estava tudo escuro e arrumado, Fet o gato de Malfoy estava encolhido na cama, e quando me viu pulou em cima de mim, peguei Fet e abri uma gaveta do quarto de malfoy... Não tinha roupas.
Era verdade... Ele ia ficar um tempo fora.
Fechei os olhos e deitei-me na cama dele, aquela cama estava impreguinada com o cheiro dele, levantei-me e enchuguei umas lágrimas que teimavam em escorrer por meu rosto, fui para meu quarto, peguei você meu diário querido e fui para o quarto dele, deitei-me na cama dele e aqui estou esrevendo.
É difícil admitir mas Malfoy vai fazer falta.
Acho que estou apaixonada por ele.
Mais do que eu pensava.
Ai Malfoy... Você complicou minha vida!
EU DEVIA TE ODIAR POR ISTO!
Graças a Merlim que você não fala diário!
Graças a MERLIM!


A gente comenta aí por favor

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.