FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. A perda


Fic: Diário de Hermione Granger Mudanças


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

20 de Maio de 2007 - A perda

Diário,
me perdoe por ficar tanto tempo sem escrever... Acontece que aconteceu algo muito triste.
Como eu tive lendo a última vez que eu escrevi foi no dia que eu estava na ala hospitalar com a Madame Pomfrey... Bem no dia seguinte ela me liberou, lá estava eu saindo da efemaria quando encontrei o Professor Dumbledore. Ele parecia sério, disse que precisava conversar comigo e fomos rumo a sua sala.
Chegando lá sentei-me em uma das cadeiras e Dumbledore começou a falar seu discurso:

- Senhorita Granger, a vida é cheia de surpresas, umas boas, outras ruins... Mas sempre será uma vida surpreendente.
- Não estou entendendo o que o senhor quer dizer - Eu disse calma
- Ontem a noite seus pais me mandaram uma coruja... Bem como posso dizer isso.
- Ainda não consigo entender professor. - Notei uma tristeza no olhar dele e fiquei um pouco preocupada.
- Seus pais me contaram que você nas férias ficou muito próxima a sua prima Samantha... Parece que tinham uma grande amizade e carinho uma pela outra. Senhorita Granger, fico muito triste em ser eu em lhe dar esta noticia mas... A sua prima ela... Ela falecera ontem a tarde.

Bem.. Eu fiquei sem chão... Não tava acreditando no que acabara de ouvir, meus olhos encheram-se de lágrimas e eu senti o chão me faltar, só consegui pronunciar uma palavra.

- Co-como? - minhas lágrimas escorriam por minha face a esse momento.
- Pela carta de seus pais sua prima estava em casa quando um incêndio começou ela ficou presa e não conseguiu sair... Sinto muito por sua perda senhorita Granger e saiba que Hogwarts estara aqui para o que precisar.

Dumbledore fora compreencivo comigo, respeitou meu momento. Consenti com a cabeça e sai daquela sala, fui andando devagarinho até minha sala comunal. Entrei lá, e ainda não estava acreditando no que estava acontecendo. Entrei em meu quarto e cai de joelhos, eu chorava em desespero, queria gritar... Então eu o fiz eu gritei com todas minhas forças.

- AAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHH !

Foi então que a porta do meu quarto se abriu com força e Malfoy apareceu, naquele momento ele parecia um super herói daqueles que só se vê em cinemas, eu ainda chorava e soluçava. Ele estava em pé me olhando espantado, se aproximou e tocou meu ombro, pulei em seus braços o derrubando no chão, ele havia me deixado o abraçar, não retribuiu mas me deixou "desabafar" eu chorava como nunca, ele estava no chão comigo e não movia nenhum músculo, foi então que após muito choro eu adormeci. Acordei no dia seguinte em meu quarto, deitada em minha cama e coberta.
Levantei-me e vi que ainda erão 4:30 da manhã, tomei um banho, arrumei meu malão e peguei Bichento que estava dormindo em cima do sofá.
Foi direto para a sala de Dumbledore e ele parecia estar a minha espera.

- Professor eu.
- Não precisa se explicar... Senhorita Granger, suas notas são expetaculares, concerteza poderá ir ao enterro de sua prima e ficar lá por alguns dias.
- O-obrigada professor... - Eu disse sentindo minhas lágrimas escorrerem por minhas bochechas.

Ele então apartou comigo para a casa de meus pais, fui recebida calourosamente com abraços e carinhos, escrevi um carta para Harry e Ron explicando o acontecido e pedi a Dumbledore para entregar a eles. As 15:00 daquele dia cinza eu estava no enterro de minha prima, ver aquele caixão fechado e imaginar que a alguns meses atrás ela estava me dando "aulas" de como me comportar e de todas as coisas que aprontamos, me deu uma tristeza profunda e eu desabei em lágrimas.
Nunca havia perdido alguém... Agora eu sabia como Harry se sentia quando viu a morte de Sirius e a suposta morte de Dumbledore.
Perder alguém amado dói demais.
Pedi permissão de Dumbledore para ficar mais algum tempo e ele concordou com minha decisão.
Ontem eu voltei para Hogwarts, Harry e Ron ao me encontrarem me abraçaram forte e disseram que sentiram muitas saudades, não haviam me escrevido cartas pois sabiam que eu queria esse momento só para mim.
Fomos ao salão principal e me aconcheguei na mesa da Grifinória, Gina me contara a novidade ela e Harry estavam namorando! Fiquei feliz por eles afinal Gina sempre fora loucamente apaixonada por ele! Realmente eu estava precisando de uma boa notícia, meus dias andavam mais escuros do que o normal, até que senti um chute em minha perna, Parvati ficava enclinando a cabeça em direção a mesa da sonserina, eu não havia entendido.

- AI PARVATI! VOCÊ ME CHUTOU! - Disse sentindo a dor na minha perna.
- Não chutei não! - Disse ela ainda enclinando a cabeça
- Chuto sim! - Fiz cara de birra.
- NÃO EU NÃO CHUTEIIIII... - Ela quase quebrou o pescoço mostrando o lado da mesa da sonserina.
Foi então que eu olhei, Malfoy me olhava concentrado, olhei para ele e pisquei meus olhos 1, 2, 3, 4 vezes e ele percebeu que eu estava o olhando, logo desviou o olhar e começou a conversar com Blás.
Voltei minha atenção a um bolinho de chocolate e a conversar com os meninos, eles me contavam que haviam ganhado o jogo contra a sonserina e outras coisas.
Me sinto bem em ter voltado a Hogwarts, e finalmente estava me sentindo bem para falar o que eu sentia em relação a minha prima querida que me deu este diário.
Até depois diário E graças a Merlim que você não fala!

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

22 de Maio de 2007 - Teremos um BAILE o/

Diário,
bem eu andava precisando de uma animada então adivinhaaaaa? TEREMOS UM BAILEEEEEE DO DIA DOS NAMORADOSS!
Bem foi o seguinte, quando acordei me deparei com Dumbledore, Snape, McGonnagal e os outros professores, todos ali na sala comum, eu ainda estava de pijama, mas com os cabelos penteados.

- Bom dia Senhorita Granger, estávamos a sua espera! - Disse Dumbledore meigamente.
- Err... Bom dia.

Malfoy estava em pé e encostado na parede de braços cruzados, dumbledore mandou eu e ele nos sentarmos e assim fizemos, sentamos um ao lado do outro em frente a Dumbledore.

- Bem, vou ao ponto... Dia 12 de Junho será o dia dos namorados e como de costume é um dia especial, neste ano resolvemos dar um baile para descontrair um pouco os alunos. - Dizia Dumbledore, meu sorriso ia de orelha a orelha a esse ponto. - Gostariamos que vocês como monitores-chefes fizessem o tema do baile, poderão ter a ajuda de todos os professores enquanto a isso, e também gostariamos que vocês abrissem o baile com uma dança. - Meu sorriso se desfez. - Bem é apenas isso, tenho de resolver algumas coisas agora.

Foi aí que todos sairam da sala, deixando eu e o Malfoy sozinhos, quando percebemos que estavamos sozinhos nos olhamos estranhamente. Ficar sozinha com ele era desconfortante, estavamos num silêncio tremendo e ninguém ousava dizer algo, fui me levantar e ele pegou em minha mão.

- Granger! - Eu o olhei com uma cara assim - ô.Ô
- Sim?
- Temos que resolver o tema do baile, aonde pensa que vai?
- Eu? Err.. Eu?
- Não Granger! A Lula-Gigante! LÓGICO QUE É VOCÊ! - Ele dizia girando os olhos.
- Han... A lugar nenhum... - Então vamos logo resolver o tema do baile e sobre a nossa dança, tenho mais o que fazer do que ficar aqui com você!

Aquelas palavras doeram... Ele havia voltado a ser o Malfoy de sempre, puxei minha mão que ainda estava entre as dele e sentei-me na cadeira a frente onde Dumbledore estava antes.

- Vamos fazer um baile a fantasias! - Disse séria.
- NEM QUE UM TRASGO APAREÇA AQUI! FICOU MALUCA GRANGER!
- Ainda não! Qual é o problema de festa a fantasia? Afinal é um baile do dia dos namorado e não vejo problemas! Os namorados podem combinar suas fantasias e irem!
- EU NÃO VOU COLOCAR UMA FANTASIA RIDICULA! - ele sempre tem que complicar... u.u
- Então você não vai! - eu disse calmamente
- Então se você escolhe o tema do baile eu escolho qual dança, dançaremos! - Ele disse com um sorriso sacarstico no rosto.
- Por mim... - Disse dando os ombros.
- Então está decidido! - Ele disse sorridente. - Nosso ensaio começa amanhã depois das rondas!
- Você que sabe.

Saí de lá e entrei para meu quarto, como eu iria há um baile do dia dos namorados SEM UM NAMORADO? u.u Óh Merlim por que eu fui nascer me explica? u.u Realmente eu preciso desencalhar.
Mas algo me deixa preocupada.
Por que será que o Malfoy voltou a ser o mesmo de antes? Eu estava até gostando do "novo" jeito dele.
Talvez eu estava viajando na maionese... Malfoy sempre vai ser um imbecil.
Até logo diário E Graças a Merlim que você não fala!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.