FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. A Vingança de Harry


Fic: Forças do Destino I - Romeu e Julieta


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-O que houve Srta. Granger? – perguntou Dumbledore, assustado com o berro de Hermione.
-O que houve? Eu explico o que houve! – berrou ela andando em direção de Dumbledore – Essa garota não pode ser minha irmã, pois eu nunca soube dela. – ela começou a andar mais rápido – E se for, ela não pode ser selecionada para a Sonserina. – Hermione estava andando tão rápido, quase que correndo, que acabou tropeçando e caindo de cara no chão.
Todos riam. Ninguém conseguiu segurar o riso. Até mesmo Dumbledore riu. Mas, logo, andou até Hermione e a ajudou a se levantar. Com um sorriso, ele disse em tom de sussurro: “Há segredos a serem descobertos, Srta. Granger. E só você poderá descobri-lo!”. Hermione olhou assustada para Dumbledore. “Ainda há mais segredos?”, pensou a garota “Então, por que ele não me conta logo e acaba com esse suspense?”.
Como se tivesse ouvido os pensamentos de Hermione, Dumbledore falou: “Segredos desse tipo não podem ser contados por ninguém. Devem ser descobertos!”, e, soltando suas mãos das mãos de Hermione, ele disse alto e em bom tom. “A vida é cheia de surpresas. O destino sempre nos surpreenderá. Uma prova disso é Jenny Granger. Por isso, explorem cada momento bom e mudem todos os ruins, pois, nunca se sabe o que será do amanhã. São forças maiores que a magia e somente pessoas de bom coração podem muda-las!”.
Hermione olhou para Jenny com um olhar assustado e depois voltou para seu lugar, enquanto Jenny iria para a mesa da sonserina. Hermione viu Pansy Parkinson olhando feio para Jenny e a ouviu dizendo baixinho (Sim, a Hermione tem um bom ouvido): “Sangue-ruim”.

Hermione jogou-se em sua cama depois do almoço. Ela havia pedido ao professor Dumbledore dispensa das aulas antes do jantar. Após tantas surpresas, Dumbledore concluiu que para a garota seria bom uma tarde de descanso. Para ele, após o descanso, ela estaria muito melhor e pronta para outros segredos que serão descobertos.
Deitada em sua cama, a garota fechou os olhos cansados, dormiu e sonhou. Sonhou com uma vida diferente. Uma vida perfeita. Uma vida em que ela não teria tantos problemas. Uma vida em que ela seria como todas as garotas. Uma vida em que ela seria amada como todas as outras, em que ela teria o namorado perfeito, os amigos mais populares, a inspiração de todos. Ela seria uma princesa e seu grande amor, um cavaleiro. Ela estaria em perigo e seu cavaleiro iria salva-la e leva-la para seu castelo novamente sã e salva, eles se casariam e, como em todos os sonhos, eles viveriam felizes para sempre. Porém, algo fez com que Hermione acordasse assustada de seu sonho perfeito: o seu bravo cavaleiro era, ninguém menos que, Draco Malfoy.
-Ai meu Deus – disse ela, sentando-se em sua cama – O que está acontecendo comigo? Eu sonhei de novo com a praga do Malfoy. Hunf...
Ela se levantou da cama e, olhando para seu relógio, viu que já era quase que a hora do jantar, então, penteou os longos cabelos, que estavam piores do que nunca. De cabelo arrumado, ela arrumou as vestes que haviam se amassado quando a garota dormiu com elas. Pronta, ela saiu do dormitório e desceu as escadas. No salão comunal, não viu ninguém e então decidiu descer logo. Passando pelo retrato da Mulher Gorda, ela desceu as escadas e foi para o salão principal. Chegando lá, ela sentou-se ao lado de Rony, que sorriu ao vê-la entrar no salão. Ela jantou rápido, pois não queria se atrasar para o teatro.
Despedindo-se de Rony, ela subiu as escadas até o quarto andar e parou na frente da sala que eles usavam para os ensaios. Ela notou que não estavam mais as listas dos alunos que iriam fazer o curso e sim o papel de cada aluno, como se fosse para lembrar a importância de cada um. Ao ver o papel, Hermione caiu em si e percebeu que ela era muito importante na peça. Lendo o papel ela viu quem iria contracenar com ela.

Romeu – Draco Malfoy (filho de Montéquio)
Julieta – Hermione Granger (filha de Capuleto)
Escalo – Aaron Lo (Príncipe de Verona)
Páris – Dino Thomas (parente do Príncipe)
Montéquio – Jason Heron (chefe da família Montéquio)
Capuleto – Robert Christal (chefe da família Capuleto)
Velho Capuleto – Neville Longbotton (tio de Capuleto)
Mercúrio – Teo Boot (parente do Príncipe e amigo de Romeu)
Benvólio – Simas Finnigan (sobrinho de Montéquio e amigo de Romeu)
Teobalda – Susana Bones (sobrinha de Lady Capuleto)
Frei Lourenço – Justino Finch-Fletchley (um franciscano)
Frei João – Rogger Spina (um outro membro da ordem franciscana)
Baltasar – Diego Hah (criado de Romeu)
Sansão e Gregório – John Antony, Alex Yole (criados de Capuleto)
Pedro – Blás Zabini (criado da Ama de Julieta)
Abraão – Yue Mirme (criado de Montéquio)
Um Boticário – Lister Tezuka
Três Músicos – Pietro Duff, Jimmy Duff, Valter Duff.
Pajem de Páris – Kauã Pérez
Outro Pajem – Goyle
Um oficial – Crabbe
Lady Montéquio – Lilá Brow (esposa de Montéquio)
Lady Capuleto – Parvatil Patil (esposa de Capuleto)
Ama de Julieta – Padma Patil
Cidadões: Ana Abbott, Mádi Brocklehurst, Mila Bulstrode, Pansy Parkinson, Nelly Rox, Lister Tezuka, Teo Boot.
Guarda – Morag MacDougal, Lorenzo Noole.
Mascarados e Criados – Lister Tezuka, Teo Boot, Goyle, Crabbe.


-Oh não! – disse Hermione, terminando de ler a lista dos papéis – Não era um pesadelo... Eu realmente teria que contracenar com o Malfoy.
Com raiva, ela entrou na sala, onde estavam somente a professora Trelawney, Susana Bonés, Lilá e Parvatil. Como não queria ninguém a enchendo, Hermione sentou-se em um dos cantos da sala e ficou lá, estudando suas falas.
Aos poucos, os alunos foram chegando e se sentando em grupos ou sozinhos para recordar as falas de seus personagens. Logo, todos estavam presentes na sala e a professora começou o ensaio.
O ensaio daquela noite havia sido bom. Para felicidade de Hermione, ela não havia errado nenhuma fala e, não teve que beijar seu Romeu, ou melhor, Draco Malfoy.
Terminado o ensaio, ela saiu da sala e esperou seu “parceiro” do lado de fora. Ele estava demorando. Todos já haviam saído, menos ele. Cansada de esperar em pé, encostada na parede, Hermione sentou-se no chão e começou a roer suas unhas. Draco saiu da sala depois de Hermione esperar sentada uns cinco minutos.
Em silêncio, longe um do outro, como eles sempre faziam, Draco e Hermione foram monitorar o castelo. Não havia nada de errado em sua relação com Draco. Eles eram inimigos, então não iriam conversar. Porém, quando Draco abriu a boca pela primeira vez desde que eles saíram da aula de teatro...
-Por que você está com o Weasley? – perguntou Draco, com cara de nojo e ênfase de nojo no sobrenome do amigo de Mione.
-Porque ele é o único que me ama. – respondeu Mione, perplexa, olhando para o chão.
-Mas você não o ama. – disse Draco, com uma firmeza na voz que até assustava.
-Como pode ter tanta certeza? – perguntou Mione, em um tom desafiador, andando em direção de Malfoy.
-Olha aqui, Granger. – disse Malfoy, mau-humorado, apertando o braço direito de Mione com a mão esquerda. – Não brinque comigo. Quem mexe com fogo, pode se queimar. – e a soltou.
-Então, é melhor você tomar cuidado comigo. – falou Hermione, zombando de Draco e esfregando o lugar apertado pelo garoto.
-Já falei para você não brincar comigo. – disse Malfoy.
Hermione deu um rugido de raiva, ficou de costas para Malfoy e começou a andar. Com raiva, Malfoy, segurou o braço direito de Hermione e, virando-a para sua direção, falou, mais mau-humorado do que nunca e pausadamente:
-Ninguém vira as costas pra mim.
-Sempre há uma primeira vez.
Hermione tentou se soltar da mão de Draco, mas, fazendo isso, ela tropeçou e caiu. Caiu nos braços de Draco, novamente.
-Você gosta de cair nos meus braços, não gosta? – perguntou Draco, sarcástico.
-CALA A BOCA! – gritou Hermione, irritada, tentando soltar-se de Malfoy. Mas, ela não conseguiu. Por mais que tentasse, Draco a segurava com muita força e, pelo que parecia, não iria deixa-la fugir. Quando Hermione quase se soltou, Draco desceu em direção de Hermione e foi ao encontro dos lábios da garota. Por mais que odiasse Malfoy, e não tivesse uma música para que ela deixasse que tudo acontecesse, Hermione deixou que o beijo acontecesse e envolveu o pescoço de Draco com seus braços. Sentindo Hermione firme em seu corpo, Draco, levantou-se, levando junto de seu corpo a garota. Em pé e firmes, os dois deixaram que tudo acontecesse. O desejo deles era tanto que o beijo se prolongou por aproximadamente três, quatro minutos.
Quando Hermione finalmente afastou seus lábios dos lábios quentes de Draco, ela disse, pausadamente e com falta de ar:
-Nunca mais faça isso.
-Quem disse que sou eu te beijo?
-O que você está insinuando? – perguntou Hermione, afastando-se de Draco, com muita, muita, mas muita raiva.
-Que você é que me beijou, nas duas vezes.
-O QUÊ?
-É isso mesmo! A propósito, você é galinha demais, sabia? Primeiro o Aaron, depois eu e agora o Weasley. Quem será o próximo? O besta do Potter?
-O QUE VOCÊ DISSE?
-QUE VOCÊ É UMA GALINHA SANGUE-RUIM.
Aquilo fora longe demais para Hermione. Irritada, a garota juntou toda sua força na sua mão direita e rapidamente deu um tapa no rosto de Draco.
-EU TE ODEIO MALFOY! – e saiu correndo para o sétimo andar. Chegando lá, ela disse a senha para a Mulher Gorda, que, chiando, abriu a porta para ela.
Quando ela entrou, viu Harry sentado na frente da lareira. Vendo Harry sentado, Hermione lembrou da sua briga com Harry na noite em que ela soube que faria a Julieta da peça.
Vendo Hermione entrar no salão, Harry levantou-se rapidamente. Ele caminhou em direção da garota e, pegando nas mãos dela, falou:
-Me desculpa, Hermione. Eu fui um idiota. Você não tem que me dar satisfações só porque é minha amiga. Mas é que eu fiquei... – Harry parou, esperando que Hermione terminasse a frase para ele. Percebendo que ela não iria terminar, ele continuou. – Fiquei enciumado.
-Tudo bem, Harry, eu te desculpo. Mas, você não ter porque ficar com ciúmes!
-Antes eu não tinha... Agora eu tenho.
-Como assim? Não estou entendendo!
-Como é que você nunca percebeu que eu sempre fui apaixonado por você?
-O QUÊ? – perguntou Hermione, aumentando o tom da sua voz, assustada.
-Eu gosto de você, Hermione. – esclareceu Harry, aproximando-se de Hermione.
-NÃO SE APROXIME! – disse Hermione, quase gritando – NÃO SE APROXIME! – Harry se aproximou mais de Hermione e a puxou para perto dela. – HARRY, ME S... – Hermione começou a gritar com Harry, mas não conseguiu terminar a frase, pois logo ele a beijou, desejando como nunca os lábios da garota. Para que ela não se afastasse dele, Harry segurou a cintura de Hermione com a mão esquerda e colocou a mão direita nas costas da garota. Pega de surpresa, Hermione deixou que tudo fosse como tinha que ser. Mas, então, a imagem de Draco a beijando passou feito filme em sua cabeça e ela empurrou Harry para longe.
-HERMIONE! – alguém gritou das escadas que davam para o dormitório. Mesmo sabendo que quem era a voz, Hermione virou-se para olhar. A voz era de ninguém mais, ninguém menos que Rony Weasley.
-RONY!
-Eu já devia saber... – disse Rony, descendo as escadas.
-Rony, não é nada do que você está pensando...
-Não é nada do que eu estou pensando? É... Eu não estou pensando em nada! EU VI! EU VI COM OS MEUS PRÓPRIOS OLHOS!
-Rony...
-Eu não acredito... Por que, Hermione? Ainda mais com o Harry! Não que pudesse ser com qualquer outro, mas, com o Harry?
-Rony, por favor, me escute.
-Eu nem preciso escutar, eu vi!
-Confie em mim...
-Eu já nem sei em quem confiar.
-Por favor.
-Primeiro o tal de Aaron Lo, depois o Malfoy... É, pensa que eu não sei? Toda a escola sabe que você beijou o Malfoy. Depois, eu. E agora, o Harry. Não irá me surpreender se um dia te chamarem de galinha.
-Rony...
-Está tudo acabado! – após terminar de falar, Rony, subiu as escadas correndo, com lágrimas escorrendo pelo rosto e foi para o dormitório.
-ESPERO QUE ESTEJA FELIZ! – gritou Hermione, olhando para Harry, com raiva. Harry não disse nada, apenas sorriu, com o sorriso mais cínico que Mione já vira na vida. Com raiva, Hermione também subiu as escadas correndo e chorando. Foi direto para seu dormitório. Chegando lá, jogou-se em sua cama.
Deitada, ela fechou os olhos e chorou em silêncio. Não queria acordar as amigas com seu choro e sua tristeza. Cansada, ainda chorando, o sono tomou conta dela e a fez dormir. Fez Hermione dormir e sonhar. Sonhar de novo o sonho perfeito que tivera na última vez que havia sonhado.
N/A: Ai, ai, gente. Esse capítulo eu decidi terminar diferente... Um pouco mais doce, eu diria, com a Hermione tendo o sonho da vida perfeita. Bom, espero que tenham gostado dele. Mas, como eu disse, ainda muita água vai rolar. Ou seja, no próximo capítulo, o Draco e a Mione não vão ficar juntos.
E então, gente? Já tem idéia do que vai acontecer no próximo capítulo? LERO-LERO! EU NÃO CONTO NÃO! VÃO TER QUE DESCOBRIR XP
A propósito... Eu queria pedir pra vocês lerem minha outra fic: “UM AMOR PARA RELEMBRAR”. Lógico que eu estou me dedicando mais a essa fic, porque eu me apaixonei por ela, assim como muitas outras pessoas, mas eu to tentando atualizar a outra.
Respondendo as viwes do 3V: (que foram muitas dessa vez! Continuem comentando e votam na minha fic xP).
Gabrielle: Nossa Gabrielle! Nota 1.000 mesmo? To até emocionada! Será que minha fic merece tanta nota mesmo? Ah! Matei sua curiosidade sobre a irmã gêmea da Mione? Na verdade eu nem disse muita coisa sobre ela no capítulo 3 e 4... Mas, a partir do próximo capítulo (que já tá quase pronto e muito longo) a Jenny vai aprontar um monte... Er... Desculpa pela demora para responder sua viwe... É que quando você a mandou eu já havia mandado o 3º capítulo pro 3V... SORRY MESMO, tá? Continue lendo e comentando xP! Beijos
Kk: Brigada pelo elogio Kk... Pode deixar! Eu continuarei escrevendo, tá? Continue lendo, tá? Beijinhos melados
Stephanie: Nem precisaria te conhecer... Só de saber que você existe, já te adoro! XP... Brigadenha pelos elogios, mas, eu não tenho tanta certeza de que a minha fic tá tão legal assim XP... Eu ainda nem cheguei nas partes legais XP... Ah! Estarei sempre atualizando só pra você, tá? XP... Beijocas e brigada pelo carinho!
Horchid: Hello Horchid! Que bom que você gostou da minha fic... Hm... A Gina vai ser citada mais algumas vezes (mas, por sinal, ela já apareceu umas duas, três vezes). Mas, para sua felicidade, eu vou ser cruel com a Gina... Beijinhos procê!
Carol Hufflepuff: YEAH! Que bom que você tá amando a minha fic... Beijoquinhas super meladas no seu coração...
Irmão da Fefa (?): xP... Que bom que você gostou da fic... Espero você mais vez aqui, tá? Beijos
Fefa: Oi Fefa... Quantas vezes você já comentou aqui? XP... Não! Minha fic não tá tão perfeita assim... Mas, de qualquer forma, obrigada pelos elogios... Beijinhos lotados de gloss
Gabriele: Nossa! Você gostou tanto assim da fic? (aquelas bem assim, né? XP! Amei essa frase) E você não é nem um pouco curiosa, né? Brincadeira, tá? Ixi... A “Mioninha” vai descobrir muita coisa ainda. Pode apostar! Ela vai descobrir coisas que vocês nem imaginam. Beijinhos carinhosos...
Suellen: NOSSA! To pasma, Susu (posso te chamar de Susu?)... Brigada mesmo pelos elogios... Mas, eu sei que minha fic não tá tão boa assim... XP! Beijinhos!
Rachel: Rachel, você amou tanto a minha fic pra postar duas viwes iguais? Brincadeira... Eu te entendo. Às vezes eu também faço isso! Brigada pelo elogio, garota... Continue lendo, porque a fic vai ficar melhor do que já tá! XP... Kisses
Carol: Amiga, as palavras: “sua”, “fic”, “tá” e “incrível” quase nunca estão na mesma frase. E quando estão, é para formar a seguinte frase: “sua fic não tá incrível, tá horrível!”. Eu sei... Eu sou louca. *apanha* Tá bom, eu paro! Brigada pelo elogio... E pode deixar! Eu vo continuar logo xP... To sempre escrevendo (uma palavra por dia!)... Por isso que eu demoro xP... *apanha* Kissus
Patricia: PA! VOCÊ COMENTOU DE NOVO! XP... Que bom que você gostou do capítulo 3! Ele é um dos meus capítulos favoritos... Mas, eu acho que gosto mais desse... O que você acha? Espero você aqui mais vezes, tá? Beijoquinhas...
Luna Potter: Brigada pelos elogios. Brigada pelo carinho. E brigada por tá lendo minha fic horrível sem mandar eu cair na real e ver que eu não sei escrever. XP... Beijinhos!
Carol Hufflepuff: Rony e Mione? 4ever? Depois desse capítulo? Eu acho que não! XP... Tudo que é bom, dura pouco. XP... Prometo que depois faço uma fic R/Hr só procê, tá? Beijinhos
Maga Fofa: Que bom você aprova... Ei... Vem cá? Eu preciso da sua aprovação? *apanha* Brincadeira tá... Valew pelo carinho... Beijinhos...
Alan Sammy Malfoy: Você já viu qual é o shipper da fic? Sim: É DRACO E HERMIONE! Zuera... Gosto MUITÍSSIMO desse shipper... E, SE VOCÊ TAMBÉM GOSTA, CONTINUE LENDO A FIC: FORÇAS DO DESTINO, SEMPRE AQUI, NA ALIANÇA TRÊS VASSOURAS *apanha* Tá, tá... Já parei! Eu sei que eu sou louca... Hauhauhau! Beijinhos
Rafael Potter: Que bom que você acha a fic boa, se não você ia apanhar xP... Brincadeira! Continue lendo... Beijinhos!
Debi: De novo! Desculpa, não era minha intenção que você ficasse super ansiosa! A minha intenção era que você ficasse SUPER ANSIOSA! XP... Brincadeira, tá? Prometo tentar matar mais rápido a sua curiosidade... E me desculpa se eu to fazendo sacanagem... Eu vo tentar não fazer mais isso... Prometo que da próxima vez vou atualizar com DOIS CAPÍTULOS, só pra você! XP Rony e Mione... Sim, é clichê, mas tem gente que gosta... Mas, acho que você gostou desse capítulinho, né? Sim, sim... Eu vou atualizar logo, sim, senhora... Não precisa ficar brava comigo, não... Se não eu choro e não atualizo mais! XP... AH! Brigada pelos elogios... Beijinhos...
Pra variar um pouco, eu não quero matar ninguém de curiosidade e ansiedade. (como a Debi que, no dia em que me encontrar em carne e osso, vai me esgoelar e depois, quem sabe, pedir pra que eu atualize logo a fic que ela tanto ama xP! Brincadeira, Debi!) Então, um pequeno pedaço do próximo capítulo, que, pela primeira vez, já está pronto!
“Hermione olhou para Jenny e Draco se beijando e abaixou a cabeça, entristecida. Lágrimas escorreram pelo seu rosto. Ela colocou as mãos sobre o rosto e saiu correndo de cabeça baixa. ‘O que está acontecendo comigo? Por que eu me incomodo tanto com os dois?’, pensava. Ela parou de correr e chorar por um instante, e ainda com a cabeça baixa colocou a mão no peito e murmurou ‘Por que esta dor no meu peito agora? O que eu sinto por ele não é real!’. Ela lembrou da cena de Jenny e Draco e novamente, começou a chorar, com mais tristeza que antes. ‘Eu não gosto dele! Eu tenho certeza disso...’, disse a garota para si mesmo ‘Eu não posso estar gostando... Não posso! Oh, não. Eu gosto dele. E agora que perdi o papel de Julieta, não terei mais como ficar perto dele’. Mione levantou a cabeça e voltou a correr, chorando pela dor que carregava no peito”.
AH! LEIAM A MINHA OUTRA FIC, VIU? ‘UM AMOR PARA RELEMBRAR’... ESTAREI ESPERANDO VOCÊS LÁ!
Beijos a todos...
Luísa C. Weasley.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.