FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. Eu te amo.


Fic: Marotos e Garotas.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Eu andava pelos corredores de Hogwarts sozinha. Estava fugindo do Sirius desde que tínhamos voltado pro castelo, há dois meses. Ele tinha conseguido me esquecer, ficando com 5 garotas por dia... Não que eu tenha contado.


-Lene! Lene! Leeeeeene! MARLENE! MARLENE MCKINNON, ME ESPERA.


Eu conheço essa voz. Merda, eu to num corredor vazio.  Ele me alcançou e me jogou contra a parede. Doeu, mas eu não ligava. Os olhos dele brilhavam de um jeito que me deixou paralisada. Ele me prensava na parede, suas pernas segurando as minhas, as mãos prendendo meus pulsos no alto da minha cabeça. Ele tinha abaixado de um jeito que meu rosto ficava exatamente na altura do dele.


-Me escuta. – Ele pediu suplicante. – Eu não consigo, não consigo ficar longe de você. Eu não quero ficar longe. Eu quero a sua boca na minha, seu sorriso pra mim, seu corpo colado no meu. Quero você rindo das minhas piadas sem graça, quero seu cabelo bagunçado de manhã. Quero você me xingando, me batendo, me mordendo. – Ele riu pelo nariz. – Eu quero você me irritando, quero seu cheiro em mim. Quero seu mau humor, quero seu jeito doce, quero você irritada por algo que eu fiz. Eu quero você toda, e eu sou muito egoísta. Eu quero você só pra mim. Eu tentei Lene, eu juro que eu tentei te esquecer. Sabe esses dois meses que eu fiquei com 500 garotas? Era pra tentar te esquecer. Mas nenhuma era boa o suficiente. Ou não tinha o seu sorriso, ou não tinha o seu olhar, ou não tinha o seu temperamento forte, ou não tinha sua boca doce... Elas simplesmente eram insuficientes pra mim Lene. Sabe por quê? Porque você é perfeita. Perfeita pra mim. Eu te quero tanto Lene, mas tanto, que chega a doer quando você não ta perto. – Ele passou o nariz pela minha bochecha e riu. – Eu senti falta desse cheiro. Volta pra mim pequena? Volta a ser minha pequena, minha morena, volta a ser minha. Por favor, morena. Eu prometo que eu vou ser só seu, até porque com você eu não preciso de mais ninguém. – Ele riu de novo. – Eu preciso de você.


Eu o olhava mordendo o lábio. Tudo aquilo tinha mexido demais comigo. Inclinei meu rosto um pouco pra frente e ele grudou nossos lábios. Foi como se algo explodisse dentro de nós. Um beijo rápido, cheio de desejo, saudade, amor, tudo misturado. Ele continuava me prendendo contra a parede, dessa vez me dando apoio pra que ele não precisasse se curvar sobre mim, eu não podia me mexer. Nossas línguas travavam uma batalha intensa, na qual ninguém iria vencer. Eu sentia cada milímetro do corpo dele contra o meu, o cheiro bom dele invadindo meus sentidos e me deixando tonta. Eu já estava ofegante, e ele sorria durante o beijo. Quem disse que eu tava ligando? Eu queria que ele nunca mais me soltasse. Paramos de nos beijar devagar, e ele mordeu meu lábio sorrindo. Me soltou e eu deslizei alguns centímetros pela parede, tentando recuperar o fôlego. Ele riu.


-Você tem bem mais fôlego do que as outras... Elas não teriam aguentado metade disso.


-É claro que não. Eu sou perfeita lembra? – Respondi jogando o cabelo pra lado, ele sorriu.


-Nunca mais ouse me ignorar ou fugir de mim, ouviu? – Ele disse enquanto me abraçava pela cintura.


-Você é meu agora. – Eu ri escondendo o rosto no peito dele. – Só meu. Meu, meu, e mais um pouquinho meu.


-Eu sempre fui seu, pequena. Só não tinha percebido ainda. – Ele riu. – Vamos.


Andávamos abraçados pelo castelo, e cada vez que aparecia um corredor vazio, um vão escuro ou uma passagem secreta, ele me puxava pra lá pra “matar a saudade”. Palavras dele, não minhas. Chegamos na torre abraçados, os dedos entrelaçados. Procuramos os meninos e nos sentamos em frente a eles. Eu estava corada e eles riram.


-Então. Fizeram as pazes?


-Sim meu caro Pontas. E agora a Lenezita aqui é só minha.


Eles riram.


-Até que enfim! Dois meses aguentando Sirius Black dizendo que as garotas dele estavam ficando piores... Você não sabe o quanto foi ruim Lene.


Eu ri.


-SIIIRIUZIINHO! – Ah não. A Summers vinha correndo na direção do Sirius.


Eu sentei no colo dele e o beijei. Ele apertava minha cintura me puxando mais pra perto, e eu arranhava a nuca dele. Ouvi ela dizendo:


-Ahn... Quer dizer que você voltou com essa vadiazinha Sirius?


Eu me soltei dele e levantei jogando minha mão aberta na cara dela com toda a força que eu tinha.


-Repete. Vai Summers, repete o que eu sou. – Minha mão ardia, e ela colocou a mão na marca que tinha ficado no rosto dela.


Saí do Salão com todos os olhares voltados pra mim. Pff... Como se eu estivesse ligando pra isso. Ouvi alguém me seguindo e nem me virei pra ver quem era.


-Hey! Morena! Belo tapa!


Sirius me pegou pela cintura e me jogou contra uma coluna que havia ali. Colou a boca na minha e começou um beijo lento. Minhas mãos já estavam perdidas em seus cabelos quando ele nos separou. Ele riu baixinho.


-Sabe, quando você fica nervosa, seu beijo fica melhor.


 


 


Os dias passaram entre muitos livros, pergaminhos, treinos práticos, feitiços que deram errado, surtos, visitas a enfermaria... Até que os NOM’s chegaram.


-ALUADO MEU AMOR! Segunda é o teste prático de poções?


-1º: Se me chamar de meu amor de novo, eu te mato. 2º: Você pretende passar nos NOM’s como se nem sabe quando são os testes? – Remo respondeu o Six sem ao menos tirar os olhos do livro sobre Vampiros que ele lia.


-Ok ok. – Sirius estava deitado no chão, a cabeça apoiada nas minhas coxas. – Eu pretendo passar, passando. Sou um gênio, sabia? – Ele riu.


-Tá legal. É, é segunda sim.


Ele riu.


-Valeu Aluado, meu amor. – Me puxou pro dormitório deles antes que o Remo pudesse jogar o livro na cara dele.


-Pretende provocar o Remo até quando, Six? – Perguntei me jogando na cama dele.


-Não sei. – Ele pareceu pensar um pouco enquanto fechava as cortinas e deitava do meu lado. – Até isso perder a graça.


Eu ri e ele me beijou. Em pouco tempo, ele estava deitado em cima de mim, sem camisa. Acariciava um pedaço da minha barriga por baixo da blusa e com a outra mão, apertava minha coxa. As costas dele já estavam cheias de marcas das minhas unhas e os cabelos estavam mais revoltos do que o normal. Eu gemi quando ele passou a beijar meu pescoço. Ele sentou nas minhas coxas e arrancou minha blusa, voltando a me beijar logo em seguida. Ele já estava de cueca e tinha as mãos no meu short quando ouvimos a porta se abrir.


-Almofadinhas?


Ele parou de me beijar e olhando pra mim, sussurrou:


-Eu vou matar quem quer que tenha interrompido isso. – Saiu da cama fechando a cortina logo em seguida. – Que foi Pontas?


Eu o imaginei passando a mão pelo rosto e depois cruzando os braços, sempre com a sobrancelha erguida.


-Eu acho que interrompi alguma coisa.


-É. É. Interrompeu. Agora fala logo.


-Só vim perguntar se queira jogar Quadribol, mas pelo jeito, você tem coisas mais interessantes pra fazer, então...


 -Tchau.


Ele voltou pra cama, fechou a cortina e deitou do meu lado de novo, com um braço pela minha cintura, acariciando minhas costas levemente.


-Hm... Será que vão nos interromper na melhor parte se a gente continuar?


Eu ri acariciando seu rosto levemente.


-Acho que sim...


Ele riu.


-Fica comigo essa noite?


-Six...


-Por favor, Len. – Ele fez um biquinho. Irresistível. Ele já deve saber do poder que esse biquinho tem sobre mim... Eu assenti, um sorriso escapando no canto dos meus lábios e ele deu um sorrisinho malicioso. – Se quiser um banho, eu posso te ajudar...


Eu o empurrei de leve e ele riu.


-Tá bom, tá bom! Sem ajuda no banho! Posso ir buscar seu pijama enquanto toma banho se quiser... – Ele me olhou mordendo o lábio.


-Me empresta um pedaço de pergaminho e uma pena, por favor. – Ele me olhou confuso e me entregou o que eu pedi. Rabisquei um bilhete pra Lily, sem que ele visse o que estava escrito.


    “Ruiva,


         Não pense besteira, mas eu vou dormir com o Six hoje. Pode arrumar as coisas pra mim e entregar pra ele?


                                                          Obrigada.


                                                           Lene.”


Selei o bilhete com magia, um feitiço simples, mas que apenas a ruiva poderia desfazer, já que o bilhete era destinado a ela.


-Leve isso pra Lily ok? Vou tomar um banho, ela vai te entregar meu nécessaire. Pode deixar na porta do banheiro pra mim?


Ele mordeu o lábio.


-Posso deixar até na pia se quiser...


-Tchau Six! – Eu o empurrei pra fora da cama, rindo. Ele vestiu a calça e a camiseta que estavam jogadas por ali e ergueu meu rosto, colando os lábios suavemente nos meus antes de sair.


Saí da cama levando minha camiseta pro banheiro, peguei uma toalha trancando a porta e entrei no chuveiro. Fiquei uns dez minutos ali, pensando, quando ouvi alguém batendo na porta.


-Hey morena! Trouxe suas coisas ok? Tão aqui.


-Obrigada!


-Tem certeza que não quer ajuda? Eu não me importo!


Eu ri. Tarado.


-Tenho sim, moreno.


Terminei o banho, me sequei e me enrolei na toalha. Abri um tantinho da porta e olhei pro chão. Ele tinha colocado meu nécessaire ali de um jeito que eu teria que abrir toda a porta pra pegá-lo. Maldito tarado espertinho. Eu bufei. Ajeitei a toalha no corpo e abri a porta esperando que ele não estivesse ali. Mas é claro que estava. Deitado na ponta da cama, virado pro banheiro, olhando pra mim maliciosamente.


-Sabe Len, eu não gostei nem um pouco dessa toalha. – Ele disse fazendo um biquinho.


-É? – Eu perguntei me abaixando e pegando a nécessaire rapidamente.


-Uhum. – Ele voltou com o sorriso malicioso de antes. – Você ficaria melhor sem ela. Posso tirar?


Eu ri.


-Não Six. – Entrei no banheiro de novo e abri meu nécessaire. Encontrei um bilhete, provavelmente da ruiva e o abri.


       “Lene,


           COMO ASSIM DORMIR COM SIRIUS BLACK? VOCÊS NÃO... VOCÊ ENTENDEU! Enfim, volte logo, use proteção e não se esqueça da poção anticoncepcional ok? E não se esqueça de nos contar tudo depois.


                       Te amo, e vou querer ser madrinha dos filhinhos de vocês,


                              Lily.”


Típico da ruiva. Eu ri e coloquei a camisa que ela tinha me mandado. Escovei os dentes e penteei o cabelo e sai. Sirius estava deitado na cama ainda.


-Hey linda. Vem cá. – Eu deitei do lado dele. – Posso perguntar o que estava escrito no seu bilhete?


-Eu só disse pra Lils que ia dormir aqui. Ela mandou uma resposta. Mandou eu não me esquecer de usar proteção, poção anticoncepcional e disse pra eu voltar logo. Disse que queria ser madrinha dos nossos filhos. – Eu respondi de uma vez só, escondendo meu rosto no peito dele.


-Quer dizer que vamos ter filhos? Legal! Sempre quis ter alguns pirralhinhos melequentos pra cuidar...  – Ele riu. – Vou tomar banho ok? Vem me ajudar?


Eu ri enquanto ele fazia o bico de sempre.


-Vai Six. Quem sabe outro dia eu não te ajudo. – Ele sorriu maliciosamente pra mim e foi tomar banho.


Fiquei uns dez minutos olhando as fotos dele. Uma com o Jammie, os dois sem camisa, molhados e rindo.  Outra com o Remo, ele o provocando enquanto Remo tentava estudar. Uma com o Luke, os dois quase se matando em cima de uma vassoura. Várias outras com o Jammie, provavelmente na casa dele, já que eu conseguia ver alguns desenhos da ruiva jogados na escrivaninha. Algumas com os Marotos, uns desenhos espalhados, pôsteres trouxas... Senti alguém me abraçando por trás.


-Xeretando por aí Lenezita?


-É Six. Gosto de mexer nas coisas alheias. – Eu me virei e o abracei.


-Tá com sono?


-Não... Por quê?


-Vem comigo. – Ele jogou meu short pra mim e eu vesti enquanto ele colocava uma camiseta.


Descemos e ele me conduzia por passagens secretas e caminhos vazios. Em menos de cinco minutos estávamos subindo a escada que levava a torre de astronomia. Ele me levou pra um canto escondido e eu me apoiei no parapeito, olhando pra baixo. Uma brisa suave soprava ali em cima e ele tinha os braços enrolados na minha cintura, me mantendo presa a ele. Ficamos um tempo lá, em silêncio, olhando as estrelas. Era bom. O cheiro dele me embriagava de um jeito indescritível, como uma droga. A lua brilhava, assim como as estrelas, iluminando o jardim e o Lago de um jeito sobrenatural. Eu estava perdida em pensamentos quando o ouvi:


-É lindo não é? – Eu assenti, ainda olhando pra baixo. – É melhor a gente voltar agora... Vem.


Ele me levou de volta pro dormitório pelo mesmo caminho de antes. Entramos no dormitório sem fazer barulho, e assim que eu deitei, ele fechou a cortina. Depois que ele tirou a camisa, me aconcheguei no peito dele enquanto ele me abraçava e nos cobria.


Ele beijou a ponta do meu nariz e sussurrou:


-Boa noite minha morena.


-Boa noite meu Six.


Eu o abracei e escondi meu rosto no peito dele. Ele acariciava meu cabelo e prendia minha cintura com um braço, quase não deixando que eu me mexesse. Eu já estava quase pegando no sono quando ouvi um murmúrio:


-Len?


-Hm...


-Eu... – Ele suspirou, como se estivesse tomando coragem pra dizer algo. – Eu te amo.






(N/A:
Nass, esse ficou um lixo e-e Perdoem a demora, só tava vindo inspiração pra outra fic, Odeio. Enfim, ta aí o capitulo. Obrigadinhas a Mónika Black, Richélita Souza, Naylla e Polyane. Amo vocês ok? ok. 
Beijo, se cuidem, não me matem se eu demorar de                                                                                                               novo, leia a outra fic da Ju e comentem.
Ju B.) 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 9

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 09/07/2012

Awwwwwwwwwwwwwwwwwwww *-* 
Six é muiiiiito fofo
ele disse eu te amooo a ela *-* 
ameiii o capitulo
beijooooos *-* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Polyane em 25/12/2011

FELIZ NATAL!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Laila M. em 24/12/2011

Ai meu Deus.
Será q ainda dá tempo de escrever minha cartinha pro Papai Noel?


Querido Papai Noel,

Este ano eu fui uma menina muito boa. Juro! Pode perguntar pra quem quiser!
Bom, de qualquer forma... O q eu realmente gostaria de ganhar neste Natal é
um
moreno sexy de olhos azuis, q tenha senso de humor, me chame de pequena
e suspire antes d dizer q me ama.
Na verdade Papai Noel, nem precisa trazer ele não. É só me dar um vale q eu
mesma vou na fábrica buscar!
Hahhahahaha (Preciso parar d usar dorgas!)

Ju, minha querida, já falei na outra fic, mas vou falar d novo:
FELIZ NATAL E UM ÓTIMO ANO NOVO PRA VC !!!

Bjokas

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Polyane em 23/12/2011

Quando eu vi que tinha mais um capítulo eu quase pireii! Amei msm! Tão fofos! PORFAVOR coloca mais LOGOOOOOOOOOOOOOO!

Beijos e FELIZ NATAL!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Richélita Souza em 19/12/2011

Coisa mais fofa.....
Mais eu já estava pirando com a demora!!
E nn ficou um lixo ok!
As minhas é que ficam quando eu tento escrever mais nunca posto!
 Um beijão :*
 
  Richélita Souza

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Naylla em 19/12/2011

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOWNT!!!!!

A lene e o sirius tao cada dia mais fofos!!!!

posta mais!

bjbjbjPANDA!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Miiih McKinnon em 19/12/2011

Eae??
Relio cap. e vim comentar de novo =D
Eu to amando sua fic!!!
As duas!!
E eu ja devo ter falado isso...
Mas, to repetindo pra você não esquecer!!!
E lixo são as minha fics!!
Ah!! Eu postei um cap. na 5 coisas que eu odeio em Sirius Black!!
Você comentou e tals, só que não marcou!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Posta logo os próximos cap. que eu to curiosaaaaa!!
Bjs!!! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Miiih McKinnon em 18/12/2011

Awwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwn *- -*
Eu quero um Six de Natal!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkk
Nossa, se ficou um lixo, eu mereço apanhar... Aiii!!! Para!!! Doeu!!! Ja ta bom!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
As duas fics estão muuuito boas!! Perfeitas!!
Posta logo os capitulos!!!
Bjs!!
(Hum... Pode dar uma olhadinha na minha nov fanfic?? É essa aqui:http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=42100  Se ler, deixa um comentariozonho... Valeu!!!)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mónika Black em 18/12/2011

FINALMENTEE !!!! 

lixo? não querida o cap ta muito bom eu adoreiii!!!!!

Fico á espera do proximo cap sim? (não sei não... se demorares sou capaz de te matar xD brincadeirinha)

Beijinhos :)

MónikaBlack

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.