FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Os Fatos


Fic: Hermione Granger Está Morta e Vivendo em Nova York


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Os fatos

Alguns anos atrás, no East Side, um homem abriu uma lanchonete em que se vendiam diets shakes, deliciosos milk shakes de chocolate com apenas 77 calorias. Bem, gordinhas vinham de toda parte e faziam fila em torno do quarteirão no almoço. Só 77 calorias, e tão gostoso! Eu era uma daquelas que tomava dois por dia.
Muitas perguntavam qual era a formula, e eles respondiam: “um ingrediente secreto”.
As gordinhas começaram a duvidar que tivesse apenas 77 calorias, e organizaram um comitê e foram até a Prefeitura (ou seja lá onde for que se faça esse tipo de queixa) e a Comissão de Alimentos e Medicações (ou seja lá quem faça essa espécie de coisa) pedir um investigação.
O resultado?
Preparem-se. Eu não consigo acreditar nisso até hoje.
HAVIA MAIS DE 280 CALORIAS NAQUELE DIET SHAKE!!!!!!!!!!!
Como ele pode fazer uma coisa dessas? Como ele pode mentir desse jeito?
Estou me suicidando. VOCÊ QUER VIVER EM UM MUNDO ONDE UM HOMEM É CAPAZ DE MENTIR SOBRE CALORIAS?
É. Vou me matar. Quando encontrarem meu corpo no minúsculo e caríssimo apartamento conjugado, ele vai estar caído sobre esse bilhete. Meu pai vai lê-lo e balançar a cabeça. Minha mãe vai ler todo dia na cama, tomando um copo de leite e esfregando o creme para as rugas no rosto e na mão. Minha irmã vai passar os olhos nele, e meus amigos... Meus amigos? Não, eles não existem, na verdade.
Meu nome é (ou era?) Hermione Granger.
Minha mãe vai ter um ataque quando souber que eu matei. Ela vai dizer: “O suicídio é tão antijudaico”. Minha mãe é judaica, assim como eu e o resto da minha família. Apenas meu avô, pai do meu pai, não era, apesar da minha avó, mãe do meu pai, era.
Dizem que ele se converteu antes do casamento, mas...
Enquanto eu era viva, morava no numero 211 da Rua 24 Leste, antes disso na rua 65, antes disso na Rua 13 Oeste, antes em Franklin Square, Long Island, antes em Washington Heights.
O que quer dizer que existem outras 100 mil garotas judias como eu. Todas com o cabelo que precisa ser alisado, narizes que precisam ser corrigidos e todas a caça de marido. TODAS A CAÇA DE MARIDO. Bem, garotas, boas novas! Hermione Granger desistiu de lutar e vai morrer.
Por que uma boa menina judia faria algo tão estúpido quanto se matar? Por que? Porque eu estou cansada. Passei dez anos da minha vida tentando me casar, e estou cansada. Agora sei que nunca vai acontecer comigo. Ora, qual é, nunca tive uma chance.



FATO: Nascem 103 garotas a cada 100 garotos. Bem, vocês já perceberam que eu sou uma das três sobrando.

FATO: Muitos garotos judeus crescem com uma relação de amor e ódio com suas mamães. Assim, fazem votos de se casarem com uma garota não judia. Assim, sou eticamente indesejável. Louras magrelas e sem peito são in. Garotas judias, italianas e polonesas são out.

FATO: Muitas garotas não judias querem se casar com um garoto judeu. São encorajadas a isso pelas mães, porque rapazes judeus não bebem, não são dados a farras e são ótimos maridos. As garotas judias querem se casar com eles pela mesma razão, e porque maridos judeus deixam a mulher ter empregada.

FATO: essa é a era do homossexual judeu. Mais garotos judeus viram bichas do que meninas judias viram sapatões. ESTE PAÍS PERDEU MAIS RAPAZES JUDEUS PARA O HOMOSSEXUALISMO DO QUE PARA AS GRANDES GUERRAS.

FATOS: Existem mais rapazes que acham o casamento ultrapassado do que garotas. Feminista, detesto desapontá-las, mas há poucas mulheres da nossa classe que não desistiram de uma reunião do grupo em troca de uma noite de núpcias.

FATO: A cidade de Nova York está inundada de mulheres por milhares de garotas a caça de maridos, em numero BEM maior do que rapazes a caça de esposa.

FATO: HERMIONE GRANGER NUNCA VAI CASAR. NUNCA TEVE UMA CHANCE.



Bom, papai, posso ouvir você dizendo a mamãe:
- E daí? Ela não se casou. Mas o que há de tão ruim em não se casar que a levou a fazer uma coisa tão horrível?
(Ela se matou, papai. Foi essa coisa horrível que eu fiz. Diga logo, vai fazer você se sentir melhor).
Ora, vamos. Foi você e mamãe que me ensinaram que casamento é importante.
Nascida a 19 de setembro, 30 anos atrás...
- Meu Deus, mas que menina bonita...
- então é uma menina, Nice... Você sabe o que isso significa, tem que pagar o casamento dela...
Um dia de nascida! Um dia de nascida e eles já falavam em casamento!
Mamãe, você costumava contar uma história:
- Levei Hermione ao medico com um mês de idade. Estava com uma pequena mancha vermelha no rosto. Você sabe que eu acho o rosto muito importante. E sabe o que ele me disse? “Não se preocupe, Berenice, quando casar sara”.
Casar? Olha esse negocio de novo, papai, e eu só tinha um mês de idade.
Vocês me ensinaram direitinho. Compraram bonecas e pratinhos para brincar de casinha. Eu era a mamãe, Ernesto Macmillan, o papai.
- olha só como eles brincam juntos! Não seria maravilhoso que se cassassem quando crecessem?
Vocês sabem que está falando. É a mãe da garota. Quando se ouve a palavra “casamento”, é sempre a mãe da garota.
Mas não é só culpa dos pais. Escutava isso em toda a parte. Também li romances com o galã e a mocinha, e eles tinham um papai e uma mamãe casados. Na Arca de Noé, tudo vinha aos pares. Tudo vem aos pares, menos Hermione Granger.
“O que você quer se quando crescer, Hermione?” “Quero ser uma boa esposa e uma boa mãe”. “Boa menina”.
É, aprendi desde cedo que eu devia me casar. Uma mãe judia quer os filhos longe do exercito e as filhas a caminho do altar. Desde o berço escutamos: “Se ao menos vivesse o bastante para ver todas as minhas filhas casadas, morreria feliz”. “Será o melhor dia da minha vida quando eu dançar em seu casamento”.
Eu tentei. Tentei me casar, ter uma cama de casal tamanho gigante, toalhas douradas e um faqueiro de prata para doze pessoas. Tentei durante anos, e o que eu tenho? Minha velha cama de solteiro, toalhas esburacadas (moças solteiras compram roupas em vez de toalhas) e quatro garfos – três roubados da minha mãe e um da Sardi’s.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.