FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. O aniversário


Fic: Ruivinha meu amor Segunda temporada:


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Os meninos acordaram tarde naquele dia. Lily já tinha levantado e feito o café, inclusive até tomado. Passaram o dia preparando as coisas para comer e arrumando a casa. O aniversário seria as 6 horas da tarde. Terminaram a arrumação lá pelas 4 e meia e foram descansar.
-Cara, to moído! – reclamou Dan.
-Ah, pare de reclamar… você nem fez nada direito!- retrucou Teddy. – eu tive que ajudar tio Tiago a carregar caixas enquanto você enchia os pãezinhos com a tia Li.
- Ah, nem. Foi o eu que fiz mais aqui. – começou Harry. -pensa comigo. Eu tive que limpar a casa e principalmente os quartos. Merlin... vocês são uns porcos! Realmente… até meu quarto é mais limpo que o de vocês!
-MENINOS… VAO TOMAR BANHO! –gritou Lily lá de baixo.-O ANIVERSÁRIO É DAQUIA MEIA HORA!
-Meia hora? – perguntaram juntos. –nós conversamos tanto assim?
Ela não respondeu.
-Tchau! – disseram juntos e correram pros quartos pegar as roupas.
Estavam prontos as 6 em ponto quando alguém toca a campainha. Harry apressa-se em atender.
-Achei que seria muito cordial em chegar depois das 6, mas vejo que fomos os primeiros a chegar! A propósito, Harry, feliz aniversário!
-Harry recuperou e apenas retrucou um “obrigado”, deixando o espaço livre para os convidados entrarem.
-Olá tio Dumbyy!! – começou Daniel. –Que prazer! – o professor riu – Tia Minnie também… É um prazer revê-la Madame! – disse fazendo uma reverência. – Mas é sério, achei que não viriam!
-É um prazer revê-lo também, Sr. Black. Pois é, estamos aqui, não é? Tenho completa consciência de que Tiago não iria gostar se eu não viesse!
-Isso mesmo, Dumbledore, eu iria ficar realmente magoado! – disse Tiago entrando na sala.
-Cadê o tio “Dumby” que você sempre falava, Pontas? – perguntou Sirius entrando na casa de supetão.
-Ninguém te atendeu na porta Almofadinhas. Volte lá e entre como gente que tem bons modos e não como um cachorro de estimação! – disse Tiago sorrindo.
-Também te amo, Pontas! – ele disse dando dois soquinhos leves no próprio peito e depois fazendo sinal de paz e amor.
-Cachorros sarnentos não fazem o meu tipo, caro Almofadinhas! – continuou Tiago.
-Realmente, vocês ainda não perderam o companheirismo e brincadeira que sempre tiveram, não?
-Quê isso Tia Minnie... nós nos amamos tanto que até moramos ao lado um do outro!- continuou Sirius. – não é, querido?
Lily apenas olhava as conversas e ria. Mas Sirius resolveu mudar de assunto.
-Cadê meu sobrinho? – Harry tinha ido a cozinha pegar algo.
-Nossa, virou sobrinho agora?- perguntou Tiago com uma nota de ciúmes.
-Claro, você é meu irmão, nossa Lily é minha cunhadinha e o Harry é meu sobrinho-afilhado! – e ainda procurava o garoto por cima das cabeças.
-Nossa Lily? Ela é só minha! – Tiago era realmente egoísta quando se tratava da ruivinha.
-Que seja só sua... mas cadê meu sobrinho?
-Tô aqui tio! – Harry disse voltando da cozinha, Tiago lhe lançou um olhar fuzilante, mas Harry sorriu e apenas disse, o que deixou Tiago profundamente feliz:
-Me ama tanto assim que quer minha presença sempre, padrinho? – Sirius olhou-o arqueando uma sobrancelha. – Mas meu coração já tem dona, e ela é ruiva como minha mãe! Você sempre perde os corações dos Potter’s né tio? Mas não liga não… sempre tem um milímetro de espaço para você! – e dizendo isso, foi abraçar o tio. Depois que o soltou ele perguntou. – O que trouxe de bom de presente pro afilhado preferido?
Todos gargalharam e Sirius falou:
-Eita menino interesseiro! O tio não trouxe uma Firebolt para você esse ano, mas trouxe um estojo de manutenção para sua nova…
-Firebolt-X, que seu pai comprou para você esse ano! – cortou Tiago. – Parabéns filhão!
Todos abraçaram Harry. Dumbledore e Minerva também deram seus presentes, que, contando os livros deram 8 presentes, quatro deles eram livros.
Logo chegaram os Lupin, Longbottom, e os colegas de quarto de Harry: Dino Thomas e Simas Finnigan. E por ultimo, os Weasleys.
O coração de Harry acelerou quando viu o grupinho de ruivos na porta da sua mansão. Sr. Lhe entregou um presente e o abraçou com força. Sr. Weasley lhe deu um aperto de mão, Fred e George lhe deram uma caixa das Gemealidades Weasley. Rony lhe entregou um Bisbilhoscópio. Era a vez de sua amada. Gina veio e lhe entregou um pacote irregular e disse:
-Feliz Aniversário, Harry, abra sozinho. – e passou por ele, indo atrás de seus pais. O menino ficou parado, com a boca aberta e atônico.
“Ela me chamou de Harry!” “pensou.” Temos um progresso aqui, moreno gotoso” pensou, terminando as ultimas palavras com um sorriso de canto.

Na realidade, Gina não o chamava de Harry por falta de vontade ou sei lá o que, eles estudavam no mesmo ano e eles eram meio amigos. Não chegavam a ser como eram os pais de Harry: “Oi Lírio” com resposta “É Evans, Potter!”. Mas a garota não o chamava de Harry, acho que por falta de costume mesmo.
Eu lhe disse que eles eram do mesmo ano, porque aconteceu o seguinte:
Estavam todos na estação. Os Weasley eram amigos das famílias Potter Black e Lupin por causa da Ordem da Fênix, mesmo com Voldemort derrotado (vide Fic Ruivinha meu amor.). Ela queria muito ir para Hogwarts, mas ainda tinha 10 anos.
-Mamãe, eu também quero ir! - choramingava. _ quero ir agora, não ano que vem!
-Não pode Gina. Só quem tem 11 anos! – dizia calmamente Molly. –ano que vem você vai. Lá você vai ter amiguinho!
-Mas meus amigos são eles! Eu não vou ter amigos, porque não conheço ninguém!-continuava a choramingar, mas Tiago e Lily conversaram entre si e vieram oferecer.
-Oi Gina! – começou simpaticamente Lily.- você quer ir para Hogwarts também? – a menina assentiu. – eu e Tiago temos uma idéia, mas é claro se Molly concordar! – a ma da menina assentiu bondosamente e Tiago retomou a palavra.
-Olha, nó compramos os mesmos livros que compramos para Harry. –a menção do nome do filho fez a menina corar. - damos de presente para você. – Molly abriu a boca mas Tiago não deixou ela falar. – então você estuda muito e quando os meninos estiverem de férias em casa, você vai para lá e eles ensinam a prática para você Concorda? – A menina assentiu entusiasmadamente. _Pronto, Molly! O estrago já está feito por Tiago Potter! –Ele sorriu.
E foi realmente isso o que aconteceu. A menina se aplicou realmente nos estudos e nas férias de natal, páscoa e férias de julho e agosto os meninos explicaram a prática. Quando ela entrou no 1º ano, Minerva ficou realmente impressionada com a inteligência da menina, deu uma prova para passá-la de ano e ela foi pro 2º ano, estudar com os amigos dela. Que na época já tinham se revelado marotos profissionais. Harry já tinha a capa e o mapa no 1º ano, o que facilitava as chances de badernar.
Voltando ao aniversário…
Todos foram para a pista de dança que Tiago tinha conjurado no meio da sala, que mais parecia um salão de festas, devido ao tamanho da casa. (mansão, né gente!)
Harry ainda estava atônico com os acontecimentos. Começou a tocar Where are you now da Britney Spears, apesar de serem bruxos, Lily ainda era ligada no mundo trouxa. Na casa deles tinha de tudo, TV, Som, DVD, home theacher, computador, telefone, celular mp3 e 4, e mais uma monte de coisas, mesmo sabendo mexer, Harry não ligava para tudo aquilo, ele preferia o mundo bruxo mesmo.
Estava na duvida se chamava ou não Gina para dançar. Mas Dino foi mais rápido. Mas logo deu nove horas e o menino teve que ir, então Lily prometeu guardar um pedaço do bolo para o menino. Harry não ligava se o menino ia comer ou não, estava com muita raiva por causa do menino ter dançado com Gina. Mas as musicas continuaram lentas e calmas, mas dessa vez ele foi no mesmo minuto chamá-la para dançar.


When your eyes say it... (B.S)


I love to hear you say that you love me
With words so sweet
And I love the way with just one whisper
You tell me everything
And when you say those words
It\'s the sweetest thing I\'ve ever heard

Chorus
But when your eyes say it
That\'s when I know that it\'s true
I feel it
I feel the love coming through
I know it
I know that you truly care for me
\'Cause it\'s there to see
When your eyes say it

I love all the ways that you show me
You\'ll never leave
And the way your kisses, they always convince me
Your feelings run so deep
I love the things you say
And I love the love your touch conveys

:Chorus:
But when your eyes say it
That\'s when I know that it\'s true
I feel it
I feel the love coming through
I know it
I know that you truly care for me
\'Cause it\'s there to see
When your eyes say it

But when your eyes say it
That\'s when I know that it\'s true
I feel it
I feel the love coming through
I know it
I know that you truly care for me
\'Cause it\'s there to see
When your eyes tell me
I know they\'re not tellin\' lies
They tell me
All that you\'re feelin\' inside
And it sounds so right
When your eyes say it, say it

And the words that say take my breath away
No song ever sounded so sweet
I love every word that they say to me

:Chorus:
But when your eyes say it
That\'s when I know that it\'s true
I feel it
I feel the love coming through
I know it
I know that you truly care for me
\'Cause it\'s there to see
When your eyes say it

But when your eyes say it
That\'s when I know that it\'s true
I feel it
I feel the love coming through
I know it
I know that you truly care for me
\'Cause it\'s there to see
When your eyes tell me
I know they\'re not tellin\' lies
They tell me
All that you\'re feelin\' inside
And it sounds so right
When your eyes say it

Quando seus olhos dizem isto...

Eu amo ouvir você dizer que me ama
Com palavras tão doces
E eu amo o jeito que apenas um sussurra
Você me conta tudo
E quando você diz aquelas palavras
É a coisa mais doce que eu já ouvi

:Refrão:
Mas quando seus olhos dizem isto
É quando eu sei que isto é verdade
Eu sinto isto
Eu sinto o amor vindo através disso
Eu sei disto
Eu sei que você cuida de mim
Porque isto é lá que se vê
Quando seus olhos dizem isto

Eu amo todas as maneiras que você me mostra
Você nunca irá me deixar
E o jeito de seus beijos, eles sempre me convencem
Seus sentimentos correm tão profundos
Eu amo as coisas que você diz
E eu amo o amor que seu toque transmite

:Refrão:
Mas quando seus olhos dizem isto
É quando eu sei que isto é verdade
Eu sinto isto
Eu sinto o amor vindo através disso
Eu sei disto
Eu sei que você cuida de mim
Porque isto é lá que se vê
Quando seus olhos dizem isto

Mas quando seus olhos dizem isto
É quando eu sei que isto é verdade
Eu sinto isto
Eu sinto o amor vindo através disso
Eu sei disto
Eu sei que você cuida de mim
Porque isto é lá que se vê
Quando seus olhos dizem isto, eu sei que eles não estão dizendo mentiras
Eles me contam
Tudo que você está sentindo por dentro
E isso soa tão bem
Quando seus olhos dizem isto, dizem isto

E as palavras que diz levam minha respiração embora
Nenhum som soou tão doce
Eu amo toda palavras que eles dizem para mim

:Refrão:
Mas quando seus olhos dizem isto
É quando eu sei que isto é verdade
Eu sinto isto
Eu sinto o amor vindo através disso
Eu sei disto
Eu sei que você cuida de mim
Porque isto é lá que se vê
Quando seus olhos dizem isto

Mas quando seus olhos dizem isto
É quando eu sei que isto é verdade
Eu sinto isto
Eu sinto o amor vindo através disso
Eu sei disto
Eu sei que você cuida de mim
Porque isto é lá que se vê
Quando seus olhos dizem isto
Eu sei que eles não estão dizendo mentiras
Eles me contam
Tudo que você está sentindo por dentro
E isso soa tão bem
Quando seus olhos dizem isto

Harry começou a cantá-la bem baixo ao ouvido da menina. Sentiu-a arrepiar, o que o encorajou a continuar. Mas a musica acabou e ela se afastou um pouco dele. Com essa quebra de clima, ele resolveu trocar de musica. Já que era o seu aniversário ele tinha direito de escolher. Foi no som e colocou Let me think about it.
-Aeewww!!! Agora sim Harry, melhorou! – gritou Daniel. Os pais sorriram amarelos e pararam de dançar. A pista virou um caos. Os meninos deram uma de dançar psy. Imagine. Logo estavam os quatro suados. Os três visinhos tiraram a camisa e continuaram a dançar. Rony era vergonhoso e continuou vestido de camisa. Mione, que tinha chegado uma hora e meia depois da festa ter começado, ria deles mais no fim ela entrou na pista também. Gina não ficou de fora, apesar de não saber dançar, quatro professores a ensinaram. Logo de cara começou a dançar bem como Harry. Logo disputava com Teddy, e depois com Daniel. O problema é que ela não conseguiu emparelhar com Daniel e perdeu. Com os outros ela emparelhava. Depois da Let me think about it, começou Set me free, depois Everybody’s free, e depois This time e assim foi...
Chegou 11 horas e Tiago paralisou tudo.
-Hora dos parabéns! Vamos todos para sala de jantar! – chamou ele.
-Credo pai! Você fala “hora dos parabéns” como se eu ainda tivesse 7 anos!
-Ué, mas nós não vamos cantar parabéns? –perguntou ele com indiferença. Todos haviam parado para escutar.
-Mas diga pelo menos: Hora da felicitação! – disse Harry indignado. Todos riam e seguiram para cozinha.
Então, começou:

“PARABÉN PARA VOCÊ, NESSA DATA QUERIDA, MUITAS FELICIDADES, MUITOS ANOS DE VIDA.”
Daí começou mais rápido.
“PARABÉN PARA VOCÊ, NESSA DATA QUERIDA, MUITAS FELICIDADES, MUITOS ANOS DE VIDA.”
Mas os meninos fizeram Sonorus e começaram mais alto que os outros:

-É PICA, É PICA, É PICA É PICA É PICA…
-É ROLA É ROLA É ROLA É ROLA É ROLA…
-RA-TIM BUM…
-TOMOU NA BUNDA, POR MAIS DE UM!

Harry olhava para os amigos com cara horrorizada enquanto Sirius correu para debaixo da mesa para gargalhar. Tiago tornou as risadas em tosses. Os gêmeos se sacudiam de tanto rir. Sr. Weasley ficou vermelho enquanto as mães disseram em conjunto:
-Teddy Lupin!
-Ronald Weasley!
-Daniel Black!

Os meninos se recompuseram e disseram:
-Sim, mamãe? – As mães → :@
Lily mandou um olhar reprovador pras mães e apenas disse:
-Parem com isso! Estão apenas se divertindo!
-Ahá! Se fosse eu que fizesse isso nos aniversários deles, você ia estar acabado com meus tímpanos agora, não é mamãe? – Harry falou indignado. Tiago deu uma piscadela para ele. Lily corou e olhou com um sorriso amarelo pras mães. –Deixe, vai, era brincadeira deles. Eu aceito a brincadeira, mas o que de vocês, está guardado. Principalmente você, Daniel. – e olhou o “primo” com um olhar assassino e comprometedor.

O mês de agosto, todos os meninos iam ficar na casa de Harry. As meninas também estavam convidadas. Mas apenas Gina e Mione foram a casa do garoto. Dumbledore tinha trazido as cartas com ele no aniversario do menino, dizendo que pouparia o serviço de algumas corujas. Trouxe 6 cartas de uma vez só. Duas delas era um pouquinho mais pesada, pois Rony e Mione tinham virado monitores.
-O QUÊ? – berrou Daniel no outro dia, quando Rony abriu a carta de Hogwarts. –VOCÊ? MONITOR? NEM PENSAR! EU VOU FALAR COM DUMBLEDORE! ELE VAI TER QUE RETIRAR O QUE FEZ! UM MAROTO MONITOR! NECA! EU NÃO DEIXO! VOCÊ VAI QUERER POR ORDEM NA GENTE, MAS TÔ NEM AÍ, Ó PARA VOCÊ!- e mostrou o dedo do meio. – FIQUE SABENDO QUE VOCÊ VAI APLICAR DETENÇÃO NA GENTE, MAS NÃO VAI COLOCAR NÓS NA LINHA! ENTENDIDO? VOCÊ TAMBÉM, GRANGER! –Mione olhou-o assustada. –ESPERO QUE ISSO RESOLVA. Ora essa, que história é essa? Sempre soube que Dumbledore era meio maluco, mas não sabia que chegava a ponto de por um maroto em monitoria. Pois bem, ele vai ver que não adiantou e vai ficar por isso mesmo, beelee?
Rony estava com a boca aberta de assombro. Tiago entrou na sala e apenas falou:
-Você é muito parecido com Sirius, Daniel. O problema do seu pai é que ele ficou mais meia hora falando do que você! E bom dia para vocês!
Ninguém respondeu. Estavam todos aturdidos com o showzinho de Daniel. Realmente, ele era mais parecido com Sirius do que ele imaginava. Além de ter os mesmos conceitos que o pai e ser realmente muito parecido com ele, tinham o poder de atrair e bolar confusões. Harry não era muito diferente. Era muito parecido com o pai dele também. Teddy era mais maroto que o pai dele um dia fora, mas ainda assim era calmo. Talvez fosse mais maroto que Remo por causa de Tonks. Rony era o menos inteligente do grupo, mas mesmo assim conseguia ser um dos melhores da turma junto com os marotos, Mione e Gina.
Eles eram muito populares também. Quatro garotos bonitos e quatro meninas lindas. Mas nenhum era comprometido com nenhuma delas. Lucy McCain e Ana Croft não puderam ir ao aniversário de Harry e muito menos irem passar as férias com eles.
Digo que eles formavam o grupo mais belo de Hogwarts, porque Lucy e Ana também eram muito bonitas. Lucy tinha os cabelos pretos e olhos mel, Ana era loira com olhos azuis claros. Mione era morena de cabelos cheios e olhos e cabelos castanhos. Gina era ruiva com os olhos castanhos claros. Os olhos em que Harry se perdia desde a metade do quarto ano e que nem ligavam para os dele. Rony também não era melhor que o amigo. Apesar dos meninos perceberem que Hermione Granger era caidinha por ele, o burro mesmo não via. Gina sempre teve uma quedinha pelo moreno, mas nunca disse nada para ninguém, apesar das insistências de Mione. Lucy era “a catadora” assim como Daniel, e Ana e Teddy viviam em lengalenga. Demonstravam que gostavam um do outro mais ninguém dava uma iniciativa significativa.
Mas eram o grupo mais belo e desejado de Hogwarts, assim como um dia foram seus pais.
Harry seguia muito o conselho do pai desde o primeiro ano. Mesmo não gostando de ninguém ainda, o pai dizia para não ficar com muitas meninas porque no futuro ia ser mais um cargo em seu currículo. Porém, o menino ficava com pelo menos uma em cada dois meses. Mas desde o fim do quarto ano, quando se descobriu vidrado em Gina, decidiu fazer como o pai: apenas correr atrás de uma. Mas quem disse que a menina queria? Sempre tinha uma escapatória. “Mas deste ano ela não passa”, pensou Harry com um sorriso nos lábios, “ nem que eu tenha que aprender a tocar violão, com meu pai, mas ela vai ser minha, só minha!”

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.