FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. CAPÍTULO 5


Fic: In the past, our future! H² CAP 10! 29.01.09 Comentem!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Ela tentou ser rápida, mas quando estava a alguns passos do barril onde se esconderia uma voz grossa lhe falou.

- O que a senhorita pensa que está fazendo aqui?


Hermione parou aterrorizada, olhou para Harry que estava estático olhando para ela, fazendo um leve sinal para ela não fazer nenhuma besteira.

- Perdeu os modos, senhorita? O que esta fazendo aqui? – a voz grossa soou mais grave.

Hermione virou lentamente para encarar o homem em cima do cavalo que a olhava de uma forma severa e respeitadora. Ele não apresentava ser tão velho, aparentava ter uns quarenta anos, tinha o cabelo bem preto que se confundia com alguns fios grisalhos. A barba grossa e bem feita dava o sinal de respeito, assim como suas roupas, que para época era da maior elegância e luxo.

- Desculpe senhor, eu... – a morena gaguejou sem saber o que falar.

- Seu pai não gostará nada de saber que a filha dele fica perambulando por essas ruas, desacompanhada e com essas roupas... Extremamente vulgares! – ele disse examinando detalhadamente as roupas da morena.

Hermione olhou para suas vestes. Olhou novamente para o homem que estava à espera de uma resposta.

- Eu... – ela se limitou a começar a dizer.

- Srta. Granger! – alguém a chamou atrás.

Uma mulher loira vinha correndo em sua direção. Parecia cansada e ao mesmo tempo preocupada. Sua vestimenta era bem mais simples do que a do cavaleiro, talvez ela fosse alguma empregada. Chegando ofegante até ela, a mulher fez uma pequena reverencia ao senhor e se virou para a morena.

- Senhorita, por acaso perdeu o juízo? Seu pai esta a sua procura! E, de onde tirou essas roupas? Você não estava vestida assim quando saiu de sua casa... - a loira começou a tagarelar.

- Eu... – Hermione não sabia o que dizer. Tudo estava confuso, de onde conhecia aquelas pessoas, se nunca as tinha visto na vida?

- Acho que a Srta. Granger, esta um pouco cansada. – disse o homem examinando bem Hermione com os olhos. – Leve-a para casa. – a loira concordou com o homem e logo puxou Hermione com ela. – Srta. Granger?

Hermione olhou para ele confusa.

- Espero vê-la hoje à noite. Meu filho ficara muito contente em te ver. – o homem disse sorrindo.

- Claro... Claro! – a morena sussurrou sorrindo confusa pra ele.

Hermione tentou protestar, mas a mulher não a deixou dizer nada. A morena olhou em direção ao barril e viu o olhar preocupado de Harry para ela. Agora sim estavam perdidos.


__________________________________________________________________


Cho olhava aterrorizada para a casa.

“Não... não, isso não pode estar acontecendo!”

Seus olhos escuros estavam agitados observando o local. Havia varias pessoas ao redor da casa, que já estava cercada por uma faixa de afastamento.

- Você! – gritou alguém apontando para ela.

Cho olhou ao seu redor, confusa por não conhecer aquele sujeito que lhe apontava. Mas quando o homem foi se aproximando ela pode perceber de quem se tratava. “Oh não!” caminhando severamente até ela, que em pequenos passos ia se afastando, um homem alto e loiro se aproximava furiosamente. “John!”

- Cho Chang. - ele a pegou pelos braços e a afastou da casa, até achar seguro.

- John... O que esta acontecendo? – ela perguntou desesperada para ele.

- Parece que ouve uma explosão na casa, e os aurores detectaram uso de magia no local, talvez a explosão tenha acontecido por isso. Mas mesmo assim...

- John, quem estava na casa? – ela perguntou desesperada.

- Parece que todos, e seu queridinho Potter também. – Cho arregalou os olhos. - Hoje era a festa de aniversario da Weasley!

- Harry... Mas eles estão... todos mortos? – ela temeu a resposta.

- Eles não sabem ainda. Parece-me que não acharam nenhum corpo, ou... Parte do que restou dele. – ele sussurrou a ultima frase. De repente um feche de memória passou por sua mente, ele olhou irritado para a oriental. – Mas não foi por isso que te trouxe até aqui!

A morena olhou incerta para ele. “Será que ele tinha se lembrado de alguma coisa?”.

- Me diga a verdade dessa vez, o que aconteceu naquela sala ontem? – ele apertava o braço da morena com mais força.

- Não... Não aconteceu nada... – ela não sabia o que dizer.

- Você esta mentindo Cho... E agora não é a melhor hora para isso! – ele tinha o rosto pálido.

Cho temeu responder. Será que tudo aquilo aconteceu por causa de sua alteração no vira tempo? Não, impossível! Pelo pouco que sabia, nada que eles estavam estudando podia sair do ministério, era tudo confidencial.

- Cho, por favor... Hoje antes de vir para cá, eu fui ate o Ministério, e tenho minhas certezas de que Hermione trouxe o vira tempo pra cá, e que ele seja o responsável por essa explosão...

Cho arregalou os olhos. John olhou aterrorizado para ela.

- Você... Oh Cho, que besteira que você fez dessa vez?


__________________________________________________________________


Hermione olhava maravilhada para a decoração do lugar. Era exatamente como os livros falavam. Tudo era perfeito e detalhado, como se cada decoração tivesse sido feito a mão. Conforme ia caminhando por todo o corredor cheio de quadros medievais e esculturas renascentistas, os empregados da casa faziam uma reverência a ela, sorrindo abertamente como se fosse uma lady ou qualquer coisa parecida.

- Não querendo me intrometer, mas a senhorita não achou que o Sr. Milligan foi um perfeito cavalheiro? – disse a jovem empolgada - Sem contar que ele esta muito confiante de que logo o filho dele, terá a permissão de seu pai para poder cortejá-la!

Hermione apenas concordou com a cabeça, tentando assimilar tudo que a mulher dizia.

- Sr. Milligan… - Hermione sussurrou.

- Mas o que esta acontecendo com a senhorita hoje? – ela parou ao pé da escada e olhou para Hermione que ainda estava aérea.

- Nada demais. Vamos? – ela ordenou, mesmo não sabendo do que se tratava e pra onde iam.

- Claro, senhorita! – a loira fez uma breve reverencia e logo arrastou a morena pela longa escadaria.

A loira ainda tagarelava pelos vários corredores que iam passando, mas Hermione não sabia metade do que ela dizia, estava aérea com tudo ao seu lado. Parecia que estavam em um tipo de castelo, com grandes paredes e janelas que deixavam os corredores bem iluminados.

- Senhorita? Senhorita! – a mulher a chamava.

- Oh, sim...

- Vou preparar um bom banho para que relaxe. Direi ao seu pai que você está descansando no seu quarto, e mais tarde volto para ajudar-lhe a se vestir. – ela sorria para Hermione graciosamente.

Olhando ao redor foi quando a morena deu-se conta de que elas estavam em um quarto bem confortável. Era todo decorado com a cor rosa pastel, típico para a época. No meio tinha uma grande cama com um luxuoso dorsel, com metros de cetim caindo até arrastar no chão. A cama estava coberta por uma grossa colcha rosa claro, com uma pequena e detalhada renda por cima. Os moveis eram de madeira, aparentavam serem pesados e muito elegantes, distribuídos simetricamente pelo quarto. Ao canto direito, havia uma penteadeira, e em cima dela, vários frascos que pareciam perfumes, ao lado escovas e presilhas de cabelo.

Ao escutar a porta se fechar, Hermione não pode deixar de sorrir. Era tão maravilhoso e ao mesmo tempo tão assustador estar naquele lugar. E como estariam todos? Eles ficaram lá, mal saberiam quando e como iam se ver novamente. Quem seria aquele homem que a reconheceu? Já que nunca tivera naquele lugar antes... Estava tudo tão estranho, era como se eles tivessem voltado no tempo, mas no lugar de outras pessoas, como uma reencarnação...

Pegou cuidadosamente o vira tempo que tinha guardado no bolso e olhou para ele. Estava inteiro, mas podia ver que ouve uma grande alteração no seu nível de magia. Respirou fundo e massageou as têmporas, teria um grande trabalho em reconstruir tudo aquilo novamente, talvez isso demorasse dias, ou até mesmo semanas.


__________________________________________________________________


Após Hermione desaparecer atrás da rua, o homem em cima do cavalo, olhou friamente para os barris, caminhou com o cavalo até mais perto, mas desistiu no meio do caminho, conduzindo o cavalo para o outro lado da rua e galopando em grande velocidade até desaparecer completamente.

Harry assim como todos, se levantou cauteloso, olhando ao redor para ver se não avistavam ninguém que os estivessem vendo.

- Será que alguém tem a noção do que esta acontecendo? – Rony perguntou, segurando a mão de Luna.

- Acho que ninguém aqui tem noção do que esta acontecendo... – Neville disse ainda olhando para os lados, aflito.

Harry mantinha o olhar fixo na direção em que Hermione se foi, seus olhos estavam escuros e confusos. Gina que o observava, andou até o moreno que colocou uma mão no ombro dele, fazendo com que o moreno se virasse para ela.

- Não se preocupe Harry, ela esta bem. – a ruiva disse com uma voz suave.

- Eu sei disso Gina... Apenas queria entender o que esta acontecendo aqui... Esta tudo tão... Confuso!

- Todos nós estamos Potter. – Draco disse olhando para os barris a frente, mas logo uma irritação o fez olhar para Rony. – Culpa do Weasley que teve de mexer no maldito vira tempo da Hermione...

- Por que você não fica de boa fechada, sua doninha – Rony logo se irritou e começou a gritar com Draco.

Harry logo que viu que a situação saiu do controle, tratou de entrar no meio dos dois.

- Vocês não vêem que agora não é a melhor hora para ficarem agindo como duas crianças? Temos que nos unir e descobrir um jeito de fazer com que tudo volte como antes! Porque se alguém descobrir que nós somos do futuro, estaremos muito encrencados!

Um suspiro de surpresa foi ouvido atrás de uma arvore.

- Quem esta ai? – Draco gritou olhando nervosamente para o local.

De trás da arvore, saiu um jovem moreno que aparentava ter seus dezoito anos. Tinha a pele clara assim como os olhos, um azul penetrante que se confundia com verde, vestia roupas típicas da época. Sua expressão era de surpresa e satisfação ao mesmo tempo.

- Estamos encrencados... – Luna disse analisando o jovem.

- Não se preocupem... – o jovem disse meio que incerto.

- Olhe... – Harry começou a dizer, tentando se aproximar do jovem. – Não queremos causar nenhuma confusão...

- Harry, não se preocupe. – o jovem disse sorridente para o moreno que se surpreendeu quando ouviu seu nome. – Não contarei a ninguém o que escutei!

- De onde você o conhece? – Gina perguntou cautelosa.

- Ora... Harry é meu irmão! – o jovem disse sorrindo para Harry que ainda estava abismado.

- Como assim? – Neville manifestou, sendo concordado com todos.


__________________________________________________________________



John andava de um lado para o outro em sua sala do ministério. Tinha uma fisionomia cansada e perturbada ao mesmo tempo.

Cho estava sentada na cadeira de frente a mesa principal, estava intacta, perfeitamente igual ao quando chegara e sentara na cadeira, não movera nem se quer sua perna, nem seus olhos que fitavam o nada.

- E agora? – ela disse mais para si mesmo do que para ele.

- Agora temos que pensar em algo.

Ele respirou fundo e se jogou na cadeira ao lado dela. Parou por um momento para observar a expressão da oriental.

- Por que fez aquilo Cho?

A oriental que ainda mantinha o olhar para o mesmo ponto, franziu a testa, como se tentasse arranjar alguma explicação.

- Sinceramente eu não sei por que fiz aquilo. – ela abaixou os olhos e ficou a fitar as mãos. – Talvez ciúmes, ou... Oh! Nem sei. – algumas lágrimas caíram de seus olhos – Meu ódio pela Granger é tão grande que nem pensei nas conseqüências... a única coisa que passou pela minha cabeça era que, se tirasse Granger de perto de Harry, ele iria voltar para mim!

- E você acha que se acontecesse algo a Hermione, Potter teria cabeça para fazer qualquer coisa? - a voz dele começou a alterar, mas logo voltou ao normal, quando viu que a morena chorava.

- Eu não imaginava que isso fosse acontecer... – ela se levantou da cadeira raivosamente. – Esperava que somente a Granger se ferrasse!

- Olhe o que você esta falando Cho. Você não tem a noção da gravidade da coisa. O projeto que Hermione e eu estávamos estudando, não era brincadeira.

- Se esse projeto era tão importante, o que ele estava fazendo na casa dela então?

- Eu não sei, quando sai daqui, ele estava no mesmo lugar que o deixei... Não faz sentindo Hermione ter o levado, talvez... – ele parou pensativo - Quando eu estava de saída, Hermione estava com um monte de papeis, creio que sejam relatórios. Hermione nunca deixa nenhuma coisa para fazer no outro dia. Aposto que ela levou o projeto para terminar de fazer tudo em sua casa!

- A certinha, idiota, como sempre – Cho resmungou encarando a parede, tentando pensar em alguma coisa.

- É, mas a certinha idiota, estava preste a recriar um vira tempo – provocou John.

Em resposta Cho bufou e jogou a longa cabeleira para trás.

- E agora? – ela perguntou depois de um longo tempo de silencio.

- Eu não sei, mas temos que pensar em alguma saída.

__________________________________________________________________


Já estava quase anoitecendo quando o jovem tinha acabado de explicar tudo a eles.

Na verdade seu nome era Willian Potter, era o caçula da família Potter, assim como Harry era o mais velho de todos os irmãos. Os Weasley eram uma família tradicional da cidade, Londres; Rony estava de casamento marcado com a Lovegood e se casariam em poucos meses. Assim como Gina era cordialmente flertada por Draco Malfoy, uma das famílias mais rica e bem sucedida que se tinha. Neville era filho da família de médicos da cidade, os Neville’s.

- E Hermione? Digo a outra moça que estava conosco. – Harry perguntou atômico.

- Sim a conheço. Hermione foi criada praticamente com você Harry, e com os Weasley’s. E aquele homem que a chamou é Marc Milligan, um bancário que esta quase indo à falência. Ele é louco para casar seu filho com Hermione. Bem analisando, quem não ia querer? – disse Willian com um sorriso maroto.

- Por que? – Gina estranhou. – Sabemos que Mione é bem bonita, mas nada que traga tanta euforia dos rapazes!

- Hermione bonita? – ele olhou para a ruiva, incrédulo com o pouco caso da beleza da morena - Hermione é linda e simpática! Mas não é apenas por sua beleza, Hermione herdara uma grande fortuna, pois é a única filha dos Granger. Sem contar que o imóvel deles é o maior da região, dão as melhores festas e são convidados para as melhores também. Ser amigo de um Granger significa ter muito glamour e status – ele disse sorrindo.

O silencio tomou conta do lugar, todos tentavam guardar as novidades.

- Como já percebi... – Willian voltou a sorrir. Era impossível não dizer que era irmão de Harry, já que os sorrisos eram idênticos. – Vocês não sofreram muito para se acostumarem já que Rony está a flertar com Lovegood...

- Oh, por favor. Chame-me de Luna. – disse a loira sorridente.

- Claro Luna. Bem continuando, Gina é flerte de Malfoy...

- Draco... Odeio o sobrenome de meu pai... – o loiro disse com a voz amarga.

- Que ótimo porque seu pai é o homem mais desprezível que já conheci, não fiquei nenhum pouco supresso quando ele disse que não apoiava seu compromisso com um Weasley – Draco levantou a cabeça rapidamente, mas logo a abaixou respirando fortemente.

- Era de se esperar. – ele disse cansado.

- E eu? – perguntou Neville esperançoso. – Estou noivo ou...

- Oh, sinto Neville, mas você não está comprometido com ninguém, mas tem uma ligeira queda por uma loirinha, muito bela, de certa forma. Gabrielle Devour, uma nobre de família muito conhecida”

Neville sorriu entusiasmado. Harry riu ao ver a expressão do amigo.

Willian olhou para o irmão e sorriu.

- O que foi? – Harry perguntou o fitando.

- Não vai perguntar sobre nada?

- Não, acho que minhas perguntas estão totalmente respondidas... E além do mais, as perguntas que tenho, você não sabe a resposta – o irmão o olhou confuso, mas ele não notou, pois estava olhando para o final da rua. – Na verdade, acho que minha cabeça esta em outro lugar.

Willian sorriu e balançou cabeça em forma de afirmação.

- Mesmo sendo do futuro não consegue deixar de pensar nela.

- Nela quem? – Harry perguntou confuso.

- Quem mais podia ser... Hermione, claro. – Harry não pode deixar de sorrir. – Sempre desde quando éramos crianças, você e ela nunca se desgrudavam, para nada.

- Não é diferente de agora. – Gina disse em voz alta divertida.

- Talvez sim... – Harry disse tristemente. – As coisas entre eu e Hermione andaram complicadas. – o moreno olhava para as próprias mãos.

- Oh Harry... Tenho certeza que tudo isso vai mudar. – disse Gina o olhando seriamente nos olhos.

- Eu sei... – ele sussurrou mesmo não acreditando muito em suas próprias palavras.

- Mas claro que vai mudar... – Willian disse divertido.

- Porque? - disse Rony interresado no assunto.

- Ora por que... – Willian sorriu. – Não acredito que no futuro você e Hermione sejam apenas bons amigos. – Harry o olhou incrédulo.

- Como... Como assim? – o moreno perguntou pausadamente.

- Meu querido irmão... As famílias Potter e Granger são grandes amigas e herdam grandes fortunas também... O que seria mais obviou de que elas queiram se ajuntar.

- Você esta sugerindo que eu e a... – Harry não conseguiu completar a frase.

- Não estou sugerindo. Harry, meu irmão, você e Hermione sempre estão juntos. Em todas as festas, vocês dançam por horas seguidas e quando algum outro rapaz tenta se aproximar dela, você o repele! – Willian sorriu ao ver a cara confusa de todos

- Você esta querendo dizer que Harry e Hermione são namorados? – Rony disse atômico e divertido.

- Não só isso... – Willian virou para fitar o irmão sorridente. – Harry, você e Hermione são o casal mais apaixonado que conheço! Claro que depois de mamãe e papai...

- Hermione e eu... Apaixonados?




N/A (Nety) : Ahhhhhhh primeiro capitulo escrito somente por mim!!!
Mas o mais atrasada também... Normal! Huhsauhsuahu
Estou tão feliz por ter escrito esse capitulo, que para mim era uma das partes mais importantes da historia em geral, e foi muito divertido escreve-lo.
Sobre o outro capitulo, minha N/A, que na verdade não é minha, e tenho a certeza de quem a escreveu foi a BINKS, não pretendo apaga - lá ficou até que bonitinho, vcs não acham? xD
Espero que vcs gostem desse capitulo, e que o comentem também. Me vou feliz e tentando correr dos puxões de orelha das outras autoras... (Mas acho que elas fazem pressão psicológica em mim... ninguém consegue escrever um capitulo em 2 semana!) BeijoO

N/A (Binks) : A culpa é toda da nety! FALO MESMO!!!
Rsrsrsrs
Mas o capítulo ficou muito legal! Eu gostei mesmo!
Cho é uma vaca não?!? Bem feito! Quem mandou ela ser ingerida?!? Mas apesar dela ser assim, eu gosto dela! Não sei porque...
Queridinhos, o próximo capítulo vai ser escrito por mim! Empolgados?! Eu estou!
Hey, parece que vamos ter um baile, não? Aguardem...
Ah! E respondendo a pergunta... Fiz aniversário sim! Semana passada, 06 de agosto (marquem essa data! xD) Fiz 17 aninhus! Feliz niver para mim! =D

OBS:: Volto a dizer que não fui eu que escrevi sua N/A no cap passado! E só falarei ao diante meu advogado!


N/A (Nick) : Olá! A Nety escreveu um ótimo capítulo não? Acho que as coisas vão esquentar daqui em diante tanto no passado, como no presente! Não sei vocês, mas não acredito em uma lágrima sequer vinda da Cho! Adorei o irmão do Harry também! Cada revelação que ele fez... Até a próxima! COMENTEM!
Beijo!


Então, alguém conhece alguma peça comédia de Shakespeare?!? E que pudesse me recomendar. é claro! Vlw





Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.