FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Capítulo 3


Fic: My Last breath


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 3



_ Gina? _ Hermione procurou pela amiga, mas ela já havia ido embora, pois a porta estava fechada.

_ Que bom, ela já foi. _ Draco se encostou na parede do corredor e começou a olhar para Hermione _ Enfim sós, não?

“Loiro maldito”, Hermione olhou para Draco, e pela expressão dela o loiro parecia já saber o que iria acontecer

_ Sai...

_ Não Granger...

_ Daqui! _ Hermione puxou-o pelo braço, abriu a porta e o empurrou em direção a porta.

_ Granger... _ antes que ele conseguisse terminar de falar, ficou pro lado de fora e pode ouvir que Hermione passou a porta à chave.

_ Senhor, quais são meus pecados? _ a morena se encostou à porta, relaxou os ombros e respirou fundo. ” Eu não mereço essa praga, coisa loira insuportável...” , mas teve seus pensamentos interrompidos por batidas na porta.

Olhou pelo olho mágico e viu que era ainda era Malfoy.

_ O que você quer? _ perguntou ela com todo o desprezo e mal-humor que pode reunir em sua voz.

_ Hum... Minhas roupas? _ ele questionou apontando para a toalha envolta em sua cintura. Hermione abriu um pouco da porta e ao longe ouviu um assovio e logo percebeu o estrago que aquela situação causaria.

Abriu toda a porta e o puxou para dentro de casa; antes de fechar a porta deu uma olhada na rua e viu Dona Norah e sua neta ninfomaníaca Lily que “com certeza deve ter adorado a visão das costas bem malhadas do Malfoy, vadia” , pensou Mione.

_ Ele vem sempre aqui Granger? _ Lily gritou, adorava aquele tipo de situação e agora tentava olhar para dentro da casa para dar mais uma olhada no ‘Loirão’. Hermione não respondeu nada e bateu a porta com uma batida seca.

_ Malfoy _ Hermione tampou os olhos e abaixou a cabeça _ , se veste logo! _ Draco estava no meio da sala da morena, de costas e ainda só de cueca.

_ Você me deixou seminu na rua! Sua maluca. _ Ele se virou para Hermione, que continuava sem olhá-lo.

_ Infelizmente já aconteceu, então não reclame, até porque a culpa é sua. _ Não olhe para ele Mione, seja forte...

_ Minha culpa? Minha? Você que não presta atenção em nada... _ Nesse momento ela escutou o barulho típico de alguém fechando as calças. Ainda vestindo isso? Vai, termina logo!

_ Eu presto atenção nas coisas sim!

_ Ah é? Então qual a cor da minha cueca? _ Draco já estava completamente vestido, ajeitou os cabelos e sentou-se no sofá ao mesmo que Hermione descobriu os olhos.

”O que? Que tipo de pergunta é essa?” Hermione estava passando por um conflito mental enorme, e Draco provavelmente percebendo isso, pois insistiu na pergunta.

_ Hein morena?

_ Não sei. _ ela respondeu ficando ruborizada.

_ Como não? _ Ele se deitou no sofá _ Eu sei que você me viu aqui... _ baixou o tom de voz _ só de cueca boxer... _ e deu um sorrisinho de canto de boca irresistível.

A frase foi acompanhada por um silêncio constrangedor, para Hermione é claro.

Suspirou derrotada e respondeu: _ Preta, certo? _ Ela deu alguns passos em direção ao sofá _ Agora você vai... embora! _ enquanto falava, ela se esforçava puxando-o pelo pé para fora do sofá.

_ Meu Merlim, o que é isso? _ Draco se agarrava no braço do sofá tentando para não cair de costas no chão. ” De onde sai tanta força assim?” , ele se perguntou mentalmente.

_ Eu... quero... ficar... so-zi-nha! _ Hermione continuava o puxando.

_ Você quer me matar? _ o esforço para não cair aumentava. _ Espera! _ ele flexionou a perna conseguindo assim se desvencilhar das mãos da morena. _ Olha pra mim... _ Draco segurou-a pelos ombros.

_ Estou olhando. _ Hermione tirou a mão dele de seus ombros.

_ Me namora?

_ O que? _ Hermione se espantou e sentiu que sua voz saiu um pouco mais aguda do que o normal; ”Tudo culpa da bebida, só pode ser culpa da bebida...”

_ Quer ser minha namorada? _ Ele pediu lançando um olhar que faria qualquer uma aceitar na hora.

_ Por que? ” Se controla Hermione...”

_ Bom, você não me puxaria pelo pé, não me deixaria sem roupa na calçada da sua casa e não me negaria na frente das suas amigas... _ os dois não desviavam o olhar; Hermione sentia o rosto quente, como se todo o sangue de seu corpo tivesse se direcionado pra lá.

_ Por que você está assim? Por que isso? _ “Ta maluco...”

_ Eu te amo! _ respondeu isso e a puxou para perto no intuito de beijá-la, tentativa frustrada pela mão de Hermione que empurrou o rosto do loiro.

_ Sai de perto de mim! _ Hermione ficava mais nervosa. “ Merlim! Ele sempre me odiou e agora isso? Ele só pode estar a beira da morte.” Draco reagiu rápido, mas não tentou agarra-la, só passou a mão pelos cabelos e se direcionou à porta. _ Hey! Aonde você vai?

_ Já que quer que eu fique... _ “Casamento, diretoria... Casamento...” Draco pensou com desânimo.




________________________________



Já fazia alguns dias que Draco não via Hermione. Depois de uma pequena ajuda, um banho, um pedido e o fora aquela tarde ficaria marcada.

_ Eu não posso acreditar que o Frank inventou isso só pra me fazer casar. _ Draco se queixava para Blaise, passou no escritório do amigo antes de ir para a UBFA.

_ Inacreditável. _ Blaise estava esticado de forma desconfortável, para quem via, em uma das poltronas da sala.

_ Imagina a situação _ Draco passou a fitar o chão com uma expressão vaga como se visse a cena _ , eu e a Granger, casados (?).

_ Mas você quer a diretoria da Universidade?

_ Quero. _ Draco respondeu com indiferença.

_ Sacrifícios Draco. Eu cuido das empresas do meu pai; sou obrigado a não beber nem ficar me ‘divertindo’. _ Blaise comentou sem muita animação. _ Se bem que...

_ Se bem que o que? _ Draco ficou curioso ao ver o sorriso malicioso que surgira no rosto do amigo.

_ Nada não. _ o moreno se ajeitou na poltrona. _ Você já fez alguma coisa em relação a esse casamento?

_ No dia em que fiquei sabendo dos planos de Frank, acabei encontrando a morena. Eu a acompanhei até em casa, chuva, tomei banho na casa dela. _ eles riram. _ Meu cérebro só sabia da palavra casamento.

_ Banho na casa dela foi algo tão bom assim?

_ Ótimo. Elas ficaram caçando no físico do loirão aqui. _ Draco bateu no peito.

_ Elas? _ Blaise perguntou

_ A Wesley mais nova apareceu por lá. _ Draco respondeu com um tom indiferente.

_ Tarado. _ Blaise balançou a cabeça meio descontraído, mas era visível um pequeno tom de irritação em sua voz. _ Mas você só fez isso?

_ Eu a pedi em namoro. _ o loiro deu de ombros fitando o chão.

_ Nossa, mas que coisa mais meiga e simples. _ o jovem empresário admitiu. _ Me deixe adivinhar... Com certeza ela te disse não, você tentou agarra-la, ela deve ter te colocado pro lado de fora... _ “Merlim, como..? Chega Zabini.” _ você disse pra si mesmo que não iria desistir, ela te olhou rapidamente pela janela e você mandou um beijinho e logo ela fechou a cortina. _ Blaise contava nos dedos todos os itens que citou. _ Foi isso não?

_ Acabou? _ Draco questionou irônico; o moreno meneou a cabeça afirmativamente. _ Bem, foi basicamente isso._ Blaise começou a rir.

_ Você é uma figura Malfoy. Só vinte dias mesmo? _ O moreno foi até a janela.

_ Agora são dezessete dias. _ Draco olhou o relógio na parede. _ Preciso ir, te vejo a noite Zabini. _ e aparatou.




________________________________






_ Droga, estou atrasado... _ olhou no relógio _ cinco minutos.

Começou a correr em direção aos prédios da UBFA, tentando chegar mais rápido e pedindo para que Frank não tivesse notado sua ausência.

“Faz três dias que não vejo a Granger, três dias! Agora só tenho dezessete para conquistar aquela morena nervosa, linda, selvagem, sexy. Droga! Linda e sexy? O que esta acontecendo com você Malfoy? ‘Só você não esta querendo ver...’ O que? Só isso que me faltava, uma mente que responde as coisas por mim. Só posso estar começando a ficar louco. ”

Já no saguão, Draco virou à esquerda, na direção da diretoria, mas de súbito se encostou na parede, começou a alisa-la e sussurrava como se essa pudesse o ouvir e entender.

_ Calma querida, falta pouco, logo você passara para minhas mãos. _ fez uma pequena pausa, mas continuou o ‘carinho’.

_ Você não perdoa ninguém mesmo Malfoy.

_ Eu já não te disse para calar a boca?

_ Onde estão os seus modos Malfoy? É assim que você trata antigos conhecidos?

Draco olhou para os lados procurando a origem da ‘voz do além’; surpreendeu-se ao ver a quem pertencia.

_ Potter? _ Draco afastou-se lentamente da parede alisando a roupa. _ O que você veio fazer aqui?

_ Com certeza não vim para ver essa sua cara de doninha albina. _ Harry respondeu com um sorriso sarcástico.

_ Acho bom, eu não esperava ver essa sua cara de coruja das torres. _ o loiro revidou. _ Mas você ainda não me disse o que veio fazer aqui Potter.

_ Te interessa?

_ Sem duvida. _ o loiro cruzou os braços esperando a resposta.

_ Só te respondo porque tenho educação. _ Draco deu de ombros. _ Vim para falar com Frank, quero lecionar aqui. _ Harry cruzou os braços numa postura idêntica a de Malfoy.

_ Nunca. _ Draco riu. _ Não precisamos de professores, o quadro de funcionários está todo certo.

Harry riu. _ E quem é você pra me dizer isso?

_ O coordenador. _ o loiro disse prepotente.

_ Não me interessa. _ Harry respondeu seco; andou alguns passos na direção de Malfoy. _ Frank, _ ele encarou o loiro _ é o diretor. _ Harry terminou de falar e saiu deixando um Draco sozinho e imerso em pensamentos.

“Impossível, impossível! Eu pensei que esse... Potter já tinha morrido! O que ele está querendo aqui? ‘ Lecionar, como o mesmo te disse.’ Que estupidez, isso é impossível, eu sou o... ‘Coordenador e não há vagas para novos professores, mas você tem que se lembrar de que...’ Frank é o diretor, eu sei. Mas por pouco tempo.”

________________________________


N/A: Barbara aquii :DD
espero que perdoem pela demora U__________U' dexa pra Thais fazer os comentários dela. :P Obrigada gente. Continuem lendo. ♥

N/A[2]: Thaiis aquii ^^
Oii gmt!
Desculpa a demora na atualização da fic, mas mesmo q demore, agmt sempre posta alguma coisa pra vocês
Não desistam da fic ... Obriigada por todos q leem e q comentam
Bjoos, Thaa

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.