FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Capítulo XIX


Fic: SURPREENDIDOS PELA PAIXÃO fic de Dyone Smith


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Caminharam em silêncio de volta ao castelo, cada um preso aos seus pensamentos. No momento em que entraram no castelo Pansy vinha descendo as escadas. Draco havia aberto e fechado a porta educadamente para Hermione passar. Ao ver a cena, Pansy começou a discussão.

- Não acredito que você estava com a sangue-ruim! – A garota parou à frente de Draco, que estava ao lado de Hermione. – Você preferiu ficar com ela a ter minha companhia? Esqueceu que ela te odeia ou ela te enfeitiçou com uma poção qualquer?

- Você não sabe do que está falando Pansy, e não a chame de sangue-ruim. – Malfoy respondeu rispidamente.

- É Granger... Parece que você realmente mereceu o prêmio. O Draco tá completamente enfeitiçado. Tá até te defendendo! – Pansy zombara olhando pela primeira vez para Hermione.

- Se ele está fazendo isso é por vontade própria. – Disse Hermione com calma contida. Não suportava a garota. – Com licença.

Hermione fez menção de se retirar mas ele a impediu.

- Espera, eu preciso falar com você.

- O que você ainda tem a falar com ela Draco? – Pansy segurou o ombro do rapaz.

- Não te interessa o que quero com ela. – Disse ele tirando a mão da garota de si. – Acho que você bebeu demais e precisa de uma ducha fria.

- Se você me soltar eu agradeço. Preciso dormir. - Hermione disse.

- Coitadinha. Acho que repetir a dose deve ter deixado você realmente cansada. Pena o Draco não estar ciente do que esteve fazendo. – Pansy estava meio tonta, porém não parecia bêbada. – A poção deve ter efeito prolongado. Só assim pra você conseguir querido.

- Repetir a dose? – Hermione retesou o corpo. – Do que você está falando?

- Não se faça de desentendida. – Pansy desdenhou. – Primeiro Victor Krum, jogador internacional de quadribol. Como se não bastasse, Draco Malfoy, rico e de família pura. – Hermione soltou-se do rapaz. – Agora só falta você trocar o Weasley pelo melhor amigo e herói Harry Potter pra lista ficar completa. – Hermione segurou sua varinha. – Cuidado pra não ficar popular demais nas camas do mundo bruxo, senão pode acabar nas mãos do Lord das Trevas. – Pansy gargalhou.

Hermione lembrou de ter pego sua varinha, mas não de ter lançado um feitiço.


Draco havia azarado Pansy antes que pudesse perceber. Ele a havia jogado uns metros de distância. Quando virou-se para olhar a reação de Hermione, foi atingido pelas costas por Pansy, que havia se levantado. Num instante o feitiço atingiu Draco deixando-o inconsciente.


Hermione acabou acertando Pansy deixando-a desacordada e lhe lançou um feitiço para que ela não se lembrasse do que havia acontecido.

Hermione deu uns tapinhas no rosto de Draco tentando acordá-lo. Após alguns segundos o rapaz voltou a si levantando-se um pouco tonto. Olhou para Pansy e apoiou-se em Hermione.

- Desculpe. Ela só estava um pouco bêbada. – Draco disse tentando amenizar a situação.

- Acho que ela ficou com ciúmes de você, Malfoy! – Hermione olhou para os lados. – Milagre ninguém ter ouvido nada. O pessoal está concentrado no salão e espero que ninguém tenha visto o que aconteceu.

- É mesmo. – Draco tentou dar alguns passos mas estava com a vista embaçada e tropeçou no próprio pé. Hermione apoiou-o colocando o braço dele por cima de seu ombro.

- Acho melhor acompanhá-lo até o seu dormitório. – Disse a garota ajudando-o a subir as escadas que levavam a um atalho para as masmorras. A pior parte do trajeto foi na descida das escadas, onde Draco precisou apoiar-se ainda mais em Hermione devido à pouca luz.


Chegando na entrada da sala comunal da Sonserina, Draco já se sentia melhor mas continuou mostrando-se atordoado a fim de ter a companhia da grifinória por mais tempo.

- Acho que agora já pode ir sozinho. Está no seu território. – Hermione brincou retirando o braço de Draco de seus ombros. – Boa noite.

- Boa noite. – Malfoy ficou frente a frente com a garota. Encarou-a nos olhos, segurou seu rosto com uma das mãos e beijou-a levemente, num roçar de lábios suave. – Já pode brigar comigo. A noite acabou, nossa trégua também. – Disse ele num sussurro.

- Você não está bem. Não vou considerar isso um ato consciente. – Ela disse afastando-se. – Não sabia o que estava fazendo... ou com quem estava.


Hermione saiu a passos lentos das masmorras, mas quando chegou ao salão comunal da Grifinória estava meio ofegante. Gina encontrava-se sentada próxima a lareira com Bichento no colo. Já estava quase cochilando, mas levantou de um pulo assustando o animal e foi correndo na direção da amiga.

- Agora você vai me contar tudo! – Gina disse puxando Hermione na direção da poltrona em que estava há pouco.

- Tudo o que? – Mione fez-se de desentendida.

- Não se faça de boba! – A garota virou os olhos. – Você disse que vinha dormir e que estava cansada, mas só chegou agora! E não adianta dizer que é mentira porque nós saímos pouco depois de você, eu subi no dormitório e você não estava. Estou aqui desde que saí de lá e só agora você apareceu. – Ela falou num só fôlego. – Era o Malfoy?

- Você anda me espionando é? Alguém anda pedindo relatórios sobre o meu paradeiro, com quem ando ou coisa do tipo? – Hermione falou tirando as sandálias.

- Claro que não, mas para você mentir pra mim e ainda por cima fugir das perguntas que faço tinha que ficar preocupada. – Gina disse seriamente.

- Eu sei. Desculpe-me, mas é que eu estou realmente cansada. Depois a gente conversa amiga. – Hermione pegou as sandálias, tirou a echarpe e começou a subir em direção ao dormitório. – Boa noite.

- Boa noite. – Disse Gina pensativa. – Mais cedo ou mais tarde ela vai se abrir. – Pegou o gato novamente e sentou olhando a lareira. – Né Bichento? – Questionou sem esperar resposta do animal.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.