FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. FUTILIDADE


Fic: A SETE CHAVES


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

                        Image and video hosting by TinyPic


                                                                                       -

Em meio a Torneios e preocupações maiores, Gina aguardava ansiosamente pelo dia da comemoração do seu aniversário. Sabia que era muito fútil de sua parte pensar em algo assim com o mundo tão agitado, mas cada um com as suas necessidades. Nesse pensamento, Gina imaginava, sonhava e fazia planos para o Natal.


Gina estudou o ano inteiro e descobriu interesse em algo que não esperava: quadribol. A menina parecia obcecada pelo esporte e mal podia esperar para poder fazer os testes e se juntar ao time de sua casa. Além de fazer o que gosta estaria perto de Harry e... Nossa Gina! Se controla! A menina odiava essas recaídas por Harry Potter. Logo agora que decidiu se desprender desse sentimento e seguir em frente. O problema é que parecia que o menino estava em todos os lugares.


O tempo demorou a passar, mas só porque ela queria muito o Natal. Se não prestasse atenção, veria como tudo foi rápido. A sua casa estava decorada com lindos enfeites vermelhos e outros dourados. Docinhos dos sabores favoritos de Gina encontravam-se na mesa, onde os presentes se reuniam para comer.


Na mesa do jantar Gina era todo sorrisos e a família e amigos conversavam animadamente. A comida estava maravilhosa e Gina estava rodeada de pessoas que ama – Só estou dizendo, acho uma boa idéia Sirius assumir esse visual de cachorro pulguento! Ele consegue espantar aquelas criaturinhas do nosso jardim! – A cozinha explodia em risadas enquanto brincadeiras não faltavam. No momento, Fred fazia uma piada com Sirius, que levava tudo na esportiva.


- Cuidado porque eu mordo! – Sirius rebatia com um sorriso, como se nada no mundo estivesse errado.


- OK, ok! Brincadeiras a parte, eu quero agora, entregar o presente da minha menininha! – O Senhor Weasley levantou-se da mesa olhando Gina e abrindo um sorriso.


- Menininha, pai? – Gina sorria também, achando engraçado como eles vão ter essa eterna imagem de criança da filha. Isso que dá ser a única mulher no meio de mil marmanjos.


O pai de Gina volta com um embrulho dourado maravilhoso. Ela já podia sentir o gostinho de usar aquele vestido. Ao ter o embrulho parado em sua frente Gina o rasgou e viu o vestido com um olhar maravilhado. Ela parecia aquelas criancinhas que esperam o ano todo pelo Natal e ganham o melhor brinquedo do mundo. A menina podia sentir todos os olhares em cima dela e não conseguia disfarçar a felicidade – Obrigada, papai! – Gina dá um abraço no pai – Obrigada a todos vocês! Sei que o que eu pedi foi meio caro e que todos contribuíram para o presente... Mas me fizeram muito feliz! – Gina se direcionava a toda família.


A situação financeira dos Weasley sempre foi muito apertada, mas esse era o aniversário de Gina e haviam anos que eles não comemoravam a data decentemente. Era um momento especial para ela. Mesmo sabendo que os quinze anos de uma que é aquela idade de transição de menina para mulher a família já sabia que Gina estava nessa ponto e se tornando uma linda mulher.


- Não foi nada, Gi! Você é a nossa única irmã, temos que te paparicar o máximo que conseguirmos! – Gina abria um sorriso maior que o rosto enquanto os familiares e amigos a abraçavam para desejar feliz aniversário.


- Parabéns, Gi! Não tenho um presente, mas...


- Não se preocupe Harry! Sério mesmo! - O abraço de Harry foi o mais ansiado por ela. Na hora tudo correu normal, a ruiva não pode esquecer que eles são apenas amigos, mas ela pode guardar para si aquele friozinho na barriga.


A mãe de Gina quase chorou ao abraçá-la. É compreensível toda essa comoção. Gina é a única menina dessa família imensa. É de se esperar que os tratamentos com ela sejam sempre diferentes, ela quase que uma preciosidade. Pode-se dizer raridade. Essa genética cheia de testosterona se acostumou muito bem com bonecas espalhadas pela casa. Mas a diferença agora era que bonecas não estavam mais em cena e apenas o desenvolver de Gina. Que parecia crescer rápido demais.


- Parabéns, Gina! – Sirius veio com toda a sua presença se aproximando da menina para lhe dar um abraço. Gina correspondeu com um sorriso e abrindo os braços para recebê-lo. Estava veio sem jeito, mas isso é quase normal dela.


- Muito obrigada! – O sorriso simplesmente não saia de seu rosto. Ela estava tão feliz! Devia se o melhor aniversário e todos. Pela primeira vez não recebeu aqueles casacos feitos pela mãe. Não é que não gostava dos casacos, mas ela os ganhou a vida inteira. Sem falar no bolo! O bolo era alto de chocolate e todo enfeitado de vermelho e dourado como a Grifinória.


- Vamos, faça um pedido Gina! – Lupin falou sorrindo ao ver todos reunidos.


- Não vai pedir absurdos, hein! – Até nesse minuto a mãe de Gina a repreendia. Achando a situação engraçada, Gina riu olhando a mãe – Deixa a menina, Molly! – Que bom que o pai de Gina sempre intervém ao seu favor. Sorriu para o pai como agradecimento e olhou bem para o bolo. O que ela mais quer nesse momento? Não sabe. Tem a família reunida, o vestido que queria. O que falta para felicidade plena? Um namorado? Gina estava sendo fútil novamente, mas ela sabia que o que faltava era alguém para estar com ela e partilhar os momentos importantes... Amor! Era o que faltava. Gina pediu um amor assoprando as velas. Não nega que teve um leve pensamento em Harry, mas suas esperanças já começavam a diminuir de acordo com Harry.


Depois de partirem o bolo e o comerem, Gina subiu com o seu presente morrendo de sono, mas claro que antes disso, ela tinha que experimentar a roupa. Ansiou tanto por esse momento!... Olha aí a futilidade de novo! Esperar animadamente por um vestido! Cadê o conteúdo de Gina?


Gina sabia que o vestido era meio curto e desapropriado para o tempo na Inglaterra. Não fazia idéia de quando iria usá-lo, mas só de tê-lo em seu armário a deixava tão feliz. A menina fazia poses com o vestido em frente ao espelho admirando o que considerava o melhor presente de sua vida. Estava tão distraída que nem percebeu quando alguém apareceu à porta.


- Você está muito bonita! 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.