FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. Requiem Inori


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No capitulo anterior


-Oh, mais é claro que não. – disse ela se estressando, envergonhada por ceder a um momento de fraqueza como aquele.

Ele ia responder quando um barulho forte, conhecido muito bem por James, soou próximo a eles, fazendo com que o sangue de James congelasse e ele olhasse assustado para a ruiva.



Capitulo 18

Requiem Inori



James olhou para trás, seu coração parou, adrenalina subiu-lhe a mente e o primeiro impulso foi proteger a visão da ruiva, impedindo-a de ver alguma e qualquer coisa, fazendo-a querer soltar-se do aperto protetor, mas ele a segurou forte, uma força bruta até, assuntando a ruiva, não por sua repentina atitude, mas pelo motivo o qual ele fora forçado a fazê-lo. E tentando mais uma vez olhar, ela sentiu-lhe o corpo rijo e uma voz baixa o suficiente para ela e somente ela ouvir:

-Vou te tirar daqui... – Ele não perguntou se ela queria ou não ficar ali, ele apenas disse, deixando-a levemente irritada, mais pelo visto, não tinham tempo pra isso, frivolidades não pareciam sensatas agora, não agora.

-Mas.. – Porém ele a calou, não com um beijo, mas sim empurrou a cabeça dela contra seu peito, fazendo-a ficar quase sem ar, e tirando-a levemente do chão, ele a levou para o outro lado da árvore, Lily ouvia vozes um pouco distantes, aparentemente discutindo.

Quando ele levou-a finalmente para o outro lado da árvore, ele a colocou no chão e disse:

-Corra, não olhe para trás, apenas corra! – e dizendo isso ele fez sinal para ela ir, e eles saíram correndo, pelo visto, os amigos também já tinham percebido algo, e ela viu Remo e Sirius instruírem os novos amigos a saírem correndo, deixando ali apenas Sirius, Remo, Dorcas, Lene, Lily, James e Symon, um dos meninos que estavam brincando com eles, mas de suas amigas, Lily viu apenas o rastro, pois eles já estavam tratando tirá-las dali, James e Lily como estavam duas esquinas mais longe que eles, ficaram visivelmente para trás.

-O que está acontecendo? – perguntou Lily, e ela ouviu gritos, muitos gritos, era como se tivesse alguém os perseguindo, quando ela foi olhar para trás, James segurou-lhe a cabeça e forçou a olhar para frente, irritado, e vendo que a ruiva parara de correr, ele apenas tirou a camisa e pôs na cabeça da ruiva, tampando-lhe a visão, e impossibilitada de correr, e roída de ódio, sentiu ele a pegar no colo, eles correram alguns metros e Lily, apesar da camisa branca na cabeça, poderia ouvir berros, algo como “pegue eles” e clarões verdes e vermelhos.

-Ouça Lily, eu vou te levar... para casa e você irá... ligar para a sua mãe e... mandá-los virem....virem pra cá imediatamente,.... você não irá sair... daquela casa e deixe... as luzes todas apagadas... se eu não...não me engano suas amigas... estarão lá... e não olhe para... trás. – disse ele pausadamente por causa da corrida, ela estava com medo, muito medo, o que estava acontecendo?

Porém, estranhamente, James parou e colocou-a no chão, ela não via nada, mais sentiu ele virar para fazer o que quer que fosse e murmurar algo, então ela tirou a camisa do rosto, só que quando ia olhar para trás ela viu a figura de Symon desmaiado no chão, com o nariz sangrando, a visão a aterrorizou, ela sentiu todo o ar faltar em seus pulmões, e chamou:

-JAMES! – Ele olhou-a assustado para depois ver o corpo jogado no chão, ele sentiu, assim com a ruiva, que o ar tinha sumido de seus pulmões, uma tontura o invadiu, uma raiva, um ódio, repulsa, então apenas disse para ela:

-Corra, vá para casa e tranque todas as portas, feche todas as janelas e apague todas as luzes, não deixe nada, absolutamente nada ligado nem aberto, isso irá acionar a proteção.. VAI AGORA! – disse ele vendo que a ruiva não se mexia.

-Não vou, o que está acontecendo?

-Você vai morrer se ficar aqui, anda logo. –Ele estava impaciente, não iria funcionar por muito tempo, logo eles conseguiriam atravessá-la, será que ela tinha que ser impertinente até aqui?

-Morrer? Hãn? Eu não irei sair daqui se você não for comigo, se ficar aqui é você que irá morrer.

-Não irá fazer muita falta não é mesmo? Agora, por Deus, suma daqui, suas amigas podem estar em perigo se a casa estiver acessa, e se você ver algo estranho, não entre, AGORA VÁ! – E a menção das amigas em perigo fez com que convencesse a ruiva de ir, e ela saiu correndo sentindo-se inutilmente tola, passou voando por Sirius que voltava com Remo, para fazer o que quer que seja.

-James.. eles estão aqui! – disse Sirius tirando algo do bolso, sendo imitado pelos outros dois amigos, todos estampavam ar de preocupação, mais nada se igualava ao olhar sombrio que James lhes dirigiu, Remo, assim como Sirius, sentiu um calafrio os percorrer.

-Teremos de segurá-los por alguns minutos, meu pai estará aqui logo. – e dizendo isso, algo verde passou a centímetros da cabeça de James, avisando-o que eles já haviam conseguido passar.

__________________

O que está acontecendo meu Deus? Morrer? Eu? Ai senhor, ele ficou lá, ele e Sirius voltaram pra lá, eu preciso voltar, mais as meninas precisam de mim, e agora.. o que faço? E o que eles farão? Três meninos contra um bando de gente? Proteja-os por favor meu Deus! Seria responsável voltar? Depois de todo o trabalho para em tirar de lá? O que faço?

Lily, porém, decidiu ir ver as amigas, forçando-se a acreditar que eles não se meteriam em perigo por nada e que sabiam o que estavam fazendo.


Chegou em casa e viu a luz ligada, um calafrio tomou-lhe conta e ela entrou correndo pela porta, vendo as amigas aflitas, Dorcas chorava.

-APAGUEM A LUZ AGORA! –berrou Lily assustando-as, e fechando as janelas, portas e cortinas ficando num breu agourento.

-Lily, o que houve? O que está acontecendo.

-Eu não sei, eu não sei, vocês estão bem?

-Sim – disseram as duas em uníssono, mais Dorcas começou a chorar compulsivamente.

-O que houve, você esta machucada?

-Não, ai, foi horrível, ele gritava, ele berrava, ele estava morrendo de dor, ele.. aaah... – dizia entre soluços a menina, deixando-as mais preocupadas ainda.

-O que? Quem? – perguntou Lene aflita, seus olhos perderam o brilho que tinham, mais os de Lily pareciam mais uma tempestade, qualquer afirmaria que eles nunca tinham sido esmeraldas.

-Um dos meninos que estavam com a gente, ele teve um tipo de convulsão, sei lá, ele começou a berrar, e Remo ficou transtornado, ele me tirou de lá em um segundo, não me deixou acudir o menino.

-Meu Deus, não é possível. – disse Lily, as lagrimas percorrendo o rosto, tateando a procura do telefone, tentando ligar para a mãe, ela precisava falar com ela.

Achou o telefone, mas onde quer que sua mãe estivesse, ela estava a ocupada demais para atender o telefone.

-Oh não mãe, por favor atenda. – disse Lily como se ela pudesse a ouvir, mas nada aconteceu, então ela caiu no chão, assustando as amigas pelo estrondo, chorando com as mãos enterradas no rosto, o desespero da ruiva fez Lene sentir que a qualquer momento ela iria surtar, não estava entendendo nada, e ficar nesse escuro só piorava as coisas.

-De novo não, eu não irei suportar, por favor pare! Pare! – gritava a ruiva como se houvesse alguém ali, deixando as amigas horrorizadas.

-Lily, Lily, o que está acontecendo? LILY! – berrou Lene, tentando acalmar a amiga, mas essa, parecia não ouvir.

-Ela está queimando de febre Lene, deve estar delirando. – disse Dorcas aproximando-se da amiga checando a temperatura da mesma.

Mas Lilian, de súbito, levantou-se e disse:

-Eu preciso ir ajudá-los. – E já estava saindo pela porta quando ouviu Anna e Vinicius do outro lado, gritando para poderem entrar.

-LILY, ABRA ESSA PORTA! – bradou o irmão, quando ela imediatamente abriu a porta, fazendo com que eles entrassem correndo.

-O que esta acontecendo gente? Eu ouvi berros vindos da outra rua, eu ouvi James gritar loucamente, como se estivessem o dilacerando, e porque estamos nesse escuro – disse Anna horrorizada, a voz demonstrando que estava a beira das lágrimas.

-JAMES? – Mesmo com o escuro todo, Vinicius viu a irmã empalidecer, ela parecia uma cera.

-Isso mesmo Lily, cadê ele? A voz parecia ser a dele. – disse Vinicius, mais repentinamente ele se lembrou de algo e virou para a ruiva, mais pálido do que ela – Lily, não são eles são?

Mas a ruiva nada disse, apenas abraçou-o, deixando todos sem saber nada, era a milésima vez que alguém mencionava “ele” e ninguém entendia bulhufas, Lene mais que nunca, desejou dar uns tapas nos dois para eles explicarem, porque, se acaso eles ainda não tinham percebido, o seu amigo e o seu namorado estavam lá, e Dorcas concordava plenamente, o seu Remo estava lá, enfrentando sabe-se lá o que.

-Eu vou atrás deles! – disse Vinicius, no que a ruiva concordou, dizendo que ia junto, mas as meninas tentaram impedir, se já era ruim com eles lá, imagina se mais pessoas saíssem dali?

-Não, vocês não vão, eles disseram que não era pra sair daqui. –disse Lene, mais Lily já abria a porta e saia correndo noite afora, mais sem deixar de pensar onde tinha ido parar o espírito aventureiro da amiga, porém, talvez, ela estivesse certa, poderia ser sanidade abandonar a casa segura, mais seria covardia deixar pessoas importantes se sacrificando por ela, ela não queria que coisas horríveis se repetissem, não precisava de mais pessoas morrendo ao seu redor, e esse pensamento a arrepiou, lembrou de que eles disseram que James estava gritando, não seria possível que alguém tivesse machucado ele, e se o tivessem feito, ela iria atrás deles onde quer que estivessem.

____
Anna segurou no braço de Vinicius, e ele apenas abaixou a cabeça e disse:

-Eu volto com a Lily, só irei atrás dela. – e dizendo isso ele saiu correndo atrás de onde a ruiva poderia ter ido, Anna desejou que eles voltassem logo, ela não tinha gostado de Vinicius tanto tempo para que acontecesse algo com ele logo depois que eles finalmente tinham ficados juntos, não era justo, então, começou a rezar baixinho, pedindo proteção de todos os anjos, santos e qualquer um que pudesse interceder por eles.

______

Lily sentia o corpo inteiro tremer, mas de repente não sabia como chegar onde tinham estado, ela corria pelas ruas, procurando lembrar-se onde estavam minutos antes.

Mas, subitamente, ela sentiu uma tontura, e ouviu:

“Hm, sinto cheiro de medo, sinto cheiro de morte

O medo a invadiu, não sabia se tinha ouvido realmente aquilo ou se era algo de sua imaginação, mais que nunca ela quis achar James e Sirius, sentiu as pernas fraquejarem, quis fechar os olhos e adormecer ali mesmo, sentia como se alguém a tivesse possuindo, mas precisava encontrá-los, precisava, e ouviu a mesma voz de antes, dizendo:

Menininha tola, ele já morreu! Seu queridinho se foi, para sempre!”

Sentiu as lágrimas caírem e lavarem seu rosto, ela estava ficando doida novamente. Meu deus, por favor, mais que nunca preciso manter a lucidez, por favor, pediu ela silenciosamente.

O que está acontecendo aqui? Cadê o Sirius? Cadê o James? Meu Deus, não é possível que isso esteja acontecendo de novo, que não seja.. que não seja ele... eu preciso achá-los, não me deixe apagar em um momento como esse, mais que nunca preciso estar forte, por favor!, pediu ela novamente, sentindo vontade de gritas e se matar, acabar logo com aquela tortura, aquilo a estava enlouquecendo.


________

Vinicius fez exatamente o mesmo caminho da irmã, ele iria encontrá-la, jurou isso para si mesmo e a traria para casa, a força se necessário.

-Lily... cadê a Lily? Meu Deus onde ela se enfiou? Espero que esteja bem! – disse o irmão baixo, ele precisava mais que tudo encontrar a irmã.

E continuou correndo, até ver duas pessoas correndo até ele, sentiu seu coração querer saltar de alegria, finalmente eles


________

Sarah e Alex receberam o aviso e no outro segundo estavam em casa.

Viram tudo apagado e não souberam dizer se estavam aliviados ou não. Entraram na casa e viram apenas as amigas de seus filhos, sentiram o chão sumir dos seus pés, Sarah quis acordar desse pesadelo em que estava, ele já tinha a ameaçado, mais não seria possível, não agora.

________
Berros, gritos estranhos, uma risada loucamente cruel, estava tudo muito confuso, parecia que uma bomba de fumaça tinha sido jogada ali, Sirius não enxergava nada direito, a não ser talvez as formas do amigo.


-SIRIUS, SUMA DAQUI, LEVE O REMO COM VOCÊ! – Sirius ouviu a voz de James dizer, percebeu o quão idiota era o amigo.


-NÃO TE DEIXARÍAMOS AQUI POR NADA NESSE MUNDO!


-CADÊ O REMO? SAIA LOGO DAQUI, MEU PAI ESTÁ A CA... – Mais James não completou a frase, e foi ai que Sirius enxergou melhor que nunca em sua vida, seu coração sendo arrancado à força.


Sirius viu seu melhor amigo cair desacordado ao seu lado, uma vontade louca de chorar, desespero o invadindo por completo, o medo de perder a pessoa mais importante da sua vida, então pegou o corpo do amigo do chão, mas ele estava com as pernas bambas, cansado, então sentiu Remo segurar James do outro lado, não entendeu muito, mas olhou para trás em tempo de ver uma mulher fazendo o que a segundos antes eles faziam.

Só pensou em tirar o corpo do amigo dali, seu coração pesando mais que tudo, dor, arrependimento, a mão gelada do amigo desfalecida pelo seu pescoço, as lagrimas escorrendo, ele via Remo chorar também, e cada momento precioso passou pela sua mente, todas as aventuras ao lado do amigo, as confissões, não poderia ter acabado agora, por deus, não poderia ser aquele o fim.

-Ele.. ele ta..? – Mas Sirius não conseguiu terminar a pergunta, ele nunca o imaginaria perguntando aquilo, quis que seu coração parasse de doer daquela forma. Ele estava vivo, ela tinha que estar vivo, ele não poderia morrer, ele tinha me prometido que morreríamos juntos em um bordel, não aqui, não.. não.. pensou Sirius lembrando que quando o amigo tinha-lhe prometido isso.

Mas Remo apenas balançou a cabeça, deixando claro que não fazia idéia e que estava ta aflito quanto ele.

Então, Sirius de longe ouviu algo, mais tudo estava distante, distante demais para ser ouvido, ela tinha mergulhado em uma escuridão onde nada poderia tirá-lo dali, a não ser o James brincando ao seu lado.
E a próxima coisa que sentiu foi o corpo do amigo sendo retirado de sues braços, soltou então um urro de dor.

__________

Lily congelou inteira quando ouviu um grito horrendo de dor, saiu correndo e encontro Vinicius a procurando, ele apenas disse: “Eles chegaram” e foram correndo direto para casa, chegaram a tempo de presenciar, o que para Lily, fora a pior cena da sua vida.

Lá estava ele, James, desacordado, sendo arrancado dos braços de Sirius por Alex como se fosse uma marionete sem vida, e viu o amigo gritar mais uma vez, caindo ajoelhado no chão, derrotado, com as mãos na cabeça, chorando como se tivessem lhe arrancando a própria vida.

Então a ruiva levou a mão à boca, e, verdadeiramente, pela primeira vez, sentiu que não existia mais ar, não existia mais nada, o vácuo comprimindo seus pulmões, o desespero, o medo, a impotência a corroendo por dentro, as lágrimas secas ainda nos olhos, um grito que nunca saiu, e apenas o corpo inerte de James sendo carregado por Alex em direção a casa, enquanto Sirius ficava para trás e Remo dizia:

-Foram sete, de uma vez só, diretamente no peito,e quanto a outra, foi lançada, não vimos se atingiu.

As meninas saíram para fora de casa e Vinicius e Remo carregavam Sirius para dentro também, enquanto Lily via-os entrarem ainda parada, na rua.



Correu em direção a ele e o abraçou, percebeu que com o impulso ele foi jogado para trás, porém, sentiu que ele a abraçava tão forte quanto ela, os dois chorando, os desolados, morrendo de medo, enquanto Alex estava trancado com James na sala de vídeo.

-Sirius, eu.. eu.. – Mas ela não conseguia falar.

-Não é possível.. é tudo culpa minha.. – sussurrou o moreno, fazendo com que Lily chorasse mais ainda, ela apertava Sirius para ver se a dor parava, mais era impossível, e ele estava tão desesperado quanto ela quando alguém entrou pela porta.

____________

Sarah saiu em direção ao que estava acontecendo, e viu aquele grupo de pessoas com sorrisos desdenhosos, porém eles não reagiram nem fizeram nada, apenas riam, até uma mulher postar-se a frente e dizer:

-Um já foi, a próxima será ela, curta seus últimos momentos, em meses ele virá terminar o que começou. –Então ouviu o berro de Sirius, olhou para trás e no outro segundo, as pessoas haviam desaparecido.

____________

Sarah entrou em casa correndo e viu Vinicius, o abraçou fortemente, então ouviu soluços e percebeu que Lilian estava agarrada a Sirius como se aquilo dependesse a sua vida, os dois choravam, mas o alivio de ver sua filha ali foi maior, porem uma frase não saiu-lhe da cabeça “Um já foi”, mas se todos estavam ali, quem?

Entretanto ela foi em direção a filha e a abraçou, sentiu as lágrimas molharem a blusa, e sua filha abraçá-la mais e mais forte.

-Era ele mãe? Diga-me, era ele?

-Meu amor, oh minha filha, não, não era ele,.. – disse a mulher passando a mão carinhosamente nos cabelos da menina, então, com um assomo de luz, ela sentiu que James não estava presente, um tremor horrível apoderou-se dela, então ela olhou para Sirius, que entendeu o que aquele olhar dizia e apontou para a sala de vídeo.

Ela soltou-se do abraço e saiu em direção a porta, abriu-a, contudo, enquanto fechava, sentiu Lily colocar a mão na porta dizendo que queria entrar.

-Não Lilian, você não irá presenciar isso... – disse a mulher autoritária, mais baixamente.

A ruiva insistiu, mais sentiu Vinicius segurá-la enquanto a mãe trancava a porta, Sirius, agora era consolado por Remo, que já estava calmo, enquanto Lene, que parecia estar em choque, olhava para o nada com lagrimas caindo.

A menina então, jogou-se no sofá, e sentiu o abraço meigo de Dorcas a envolver, enquanto esperava por noticias, que, pareciam nunca chegar.

Ela rezava internamente para que James estivesse bem, se sentiria a pior pessoa do mundo se ele não aparecesse por aquela porta rindo, irritando-a, a última coisa que ele diria para ela não poderia ser “Corra!”, ela não suportaria viver se seus últimos momentos passados com ele, apesar de tudo, fossem um dos mais aterrorizantes de sua vida, mesmo que não se dessem bem, ela nunca, nunca , jamais, em hipótese alguma, desejaria que ele não vivesse, pelo contrário, ela queria que ele saísse logo por aquela porta dizendo que ela não precisava mais chorar,que ele tinha voltado, com o sorriso mais sarcástico do mundo, louco para prensá-la em alguma parede e dizer coisas obscenas. Uma outra lágrima caiu, e um filme passou pela sua cabeça:

”-Vocês me pagam seus antas. – eu disse com a voz esganiçada e lá de baixo um atrevido me disse.

-Relaxa ruivinha,e sua doce voz é música pro meus ouvidos.

-O que você quer dizer com isso? – eu disse brava,me controlando pra não jogar algo neles.

-Deixa ‘queto ruivinha,boa noite! – E ele (o atrevido qual eu ainda não sei o nome), meu irmão, e outros dois meninos”

“-Ah..então você esta ai não é? Acha que é engraçado preocupar a sua mãe e os outros se embrenhando na mata? Sabia que tem pessoas que se preocupam com gente inútil como você....? – E uma coisa estranha na minha frente com uma mão no bolso, (o que é super suspeito) esta falando um monte de merda pra mim..pera ai...de onde esse menino veio? Quem é ele? E o que ele pensa que esta fazendo falando essas coisas horríveis pra mim?“

“-Mais que mal agradecida você é ,não ruivinha?. – disse ele sarcástico.”

“-Caramba garota....será que não dá pra colaborar? A sua mãe esta igual a uma louca lá em casa..para de birra e vem logo.

-Não vou...quer que eu repita? Pois bem... não vou,que saco..menino insistente.... você não me tira aqui nem me pegando no colo... – eu disse...e ele ta olhando pra mim com uma cara de maníaco, e um sorriso maroto brotou em seus lábios, o deixando extremamente sexy..quer dizer...odioso....e ele ta andando em minha direção..cada avanço dele é um recuo meu..mas tem uma árvore no caminho que me impede de ir mais para trás.Ahhhhh agora é meu fim.

-Veremos... –disse ele me olhando e sorrindo, se aproximando mais e mais.”



“Eu pensei mesmo que ele fosse um tarado?” pensou a ruiva, interrompendo as lembranças, mas logo elas voltaram, chorava compulsivamente agora, apertando os olhos enquanto rezava para que todo desse certo, as lágrimas ainda caindo, fazendo com que ela fechasse os olhos para reviver momentos importantes, sentindo antes mesmo, a dor da despedida.



”-Me põe no chão...AHHHH...filho da égua...me põe no chão caramba....assedio sexual é crime...

-Eu vou lembrar disso no tribunal...quando eu estiver contado pra juíza o quanto você bateu e apertou o meu peito super sexy e musculoso,satisfazendo todos os seus desejos secretos..e de como eu estava odiando – disse ele sarcástico, com uma cara sexy e com um sorrisinho de canto de lábios enquanto caminha comigo no colo.”


Então as lembranças pularam rapidamente para um momento mais recente, o mais recente e constrangedor da ruiva, fazendo chorar compulsivamente e abraçar Dorcas forte, não se agüentando de dor e medo, muito medo, mais do que jamais sentiu.

” James ela vira de costas para a parede e acende a luz,preferiu não ter o feito pois assim poderia não ter visto que a distância entre eles era quase nula e ele estava com os braços em volta dos dela e os olhos, ah os olhos, eles se encaravam, e nenhum dos dois respiravam, e pela segunda vez no dia eles foram se aproximando, nenhum dos dois fechou os olhos, esperavam memorizar cada segundo.

As bocas se encontraram, os lábios se tocaram, um brincava com a boca do outro... vontade, muita vontade, então o beijo finalmente começou, e não foi calmo, amoroso, romântico... foi quente,foi desejado,foi delirante, surpreendente, arrebatador.

Ela o abraçou forte e ele a levou-a para o sofá, deitou-a e eles continuaram se beijando, e não havia nenhum tipo de toque mais ousado, o beijo já era suficiente para levá-los a loucura, não era necessário, pra que explorar o corpo um do outro se eles poderiam descobrir algo mais? Não, era inútil, mesmo que se tocassem, aquilo não seria lembrado, o que permaneceria para sempre era o efeito daquilo tudo.

E eles terminaram o beijo com o amargo gosto do arrependimento e o suave sabor da loucura.”


Lily sentiu seu estomago despencar ao lembrar-se disso, fechou os olhos e sentiu a boca do moreno novamente na sua, levou a mão aos lábios, e sentiu o gosto salgado de mais uma lágrima, ela não poderia ter beijado uma pessoa que agora estava morta, não, mil vezes não, sentiu-se fraca, queria desmaiar, ela ia desmaiar.

Então eles ouviram o som de uma porta se abrindo, e o silencio reinou na sala.


__________________________________________

Nª/ nesse cap. eu chorei TANTO, MAIS TANTO, não foi pelo que eu escrevi, foi só de pensar na idéia do Sirius sem o James, e me veio a cabeça como o Six deve ter se sentido quando aconteceu aquilo, nossa, meus olhos já se enchem de água só de pensar, o cap. ta ai, nada muito emocionante, nada muito esclarecedor, apenas mais um para fazê-los morrerem de curiosidade, e quem sabe, até de desgosto, eu também esperava mais desse cap. e eu não queria postá-lo, realmente pensei que poderia ter feito coisa melhor, procurei ver filmes, livros, musicas e nada adiantou, acho que pelo fato de eu estar alegre, mais ler o livro 7, logo no final, quando Harry pega a pedra e daí vocês sabem o que acontece, nossa, isso sim ajudou, mais eu chorei tanto que nem consegui raciocinar, espero que não morram de desgosto, os próximos capítulos talvez estejam melhores.
Beeijos.
N/b- *.* *.* *.* *.*
Galera...cara eu sei pode ser idiota eu e a Vanessa ter chorado nesse cap mas eu realmente chorei...:’(...cara das duas vezes que eu li...eh isso mesmo...eu li ele nada mais nada menos que duas vezes e tenho a impressão que voh ler novamente em breve...mas então a Vanessa disse que o cap tava ruim mas como vocês mesmo puderam ver isso eh uma grande mentira...:O
Ehh a Vanessa mentiu para vocês...ela ate chegou a mentir para mim também...mas eu descobrir a verdade..bem o cap TAH PERFEITOOOO!!!CARA MUITOOOO LINDOOOOOOOOO MESMOOOOOO!!!!!!!!!MARAVILHOSAMENTE PERFEITOO!!!
Ahh a Vanessa foi muito má em acabar o cap ai neh???
Eu sei...mas tipo oq aconteceu com o James???O.o....
Vanessa sua má att logo para os leitores num fikarem loucos...
Ahhh gente...cara eu adorei ...vocês jah escreveram 210 comentários para a Vanessa...õ//..bemm eu acho que ela merece mais...então...COMENTEM MUITÃOOOOO!!!!!!!!!!
Bem...eu acho que jah escrevi demais...olha o tamanho dessa nota...:o³³³³
Bem..toh indo ate o prox cap...
Beijãoo!!!
Lethicya Black


Respostas dos Comentários:

• cααh ♥: Hehehehehe, obrigado por não pensar mal do cap. mais realmente eu o odiei, sinto que poderia ter feito algo melhor se estivesse triste, mais aconteceram tantas coisas boas que eu fiquei até com raiva ¬¬’, nenhum drama acontece quando a gente precisa.. mais brigadããão viuu!

brenda: Hehehehehehehe, espero que você esteja certa, por mais que eu odeie esse cap. ele foi o que mais me rendeu coments e eu não queria decepcionar ninguém obrigado por comentar, e nada de policiais.. eles me dão medooo hehehehehe... continue lendoo! ;*

Mandy Jonas:Sapksaosoaps, adorooo a palavra “pinóia”, não sei porque o0, e verdade.. eu seeeeempre acho os cap.s que eu leio pequenos, por maiores que sejam.. deve ser custume de leitora né? E que bom que você gostou deles.. sinto medo das pessoas não gostarem da relação deles agora, isso pode me causar problemas no futuro.. (6) muahahahahaa! E eu também tenho um irmão mais velho.. mais ele é chato.. apesar eu os amigos dele são TUDO! Cára.. todos os povinhos que eu citei no cap. um que a Lily ta lá na festa existem, e são amigos do meu maninho *.* tão sexys e perfeitos ele.. mais deixa pra lá! E pra você ver,, nem teve ação :[, esse cap. foi a minha decepção sabia? Cara.. eu tinha planejado ele dês de que a fic tinha nascido e na hora de passra pro papel saiu essa coisa horrenda.. aff, fazer o que né? Heheheheh.. e cára.. eu tenho umas 100 gfotos do Joe aqui em casa.. ele é SUPER gostoso.. eu poderia casar com ele a qualquer momentos.. MUITO SEXY ele.. aiai..até arrepio só de pensar (6),

Lily...: Posteei.. e obrigado pelo apoio viu? Brigadão por ajudar e me fazer pensar que isso não fico o fim da picada, a podridão em palavras, brigadão e continue comentando =D

Ewelyn Peixoto:Hehehehe, brigadão por confiar viu? Espero que ele não esteja ruim demais.. pelo menos que seja legível.. beeijos e continue lendo!

sam radcliffe:Posteei.. espero que gostee.. brigadão pelo coment viiu! Beeijos ;*

Ana Carolina: Posteei ;D, não ficou bom mais ta ai.. prometo que o próximo vai serm ais animadinho.. ou mais.. quente (6)

Jessy Evans Potter: HALLELUJAH cheguei no seu coment.. estoou doooida pra responder ;P bem.. lá vai: Obrigadão MESMO pela confiança, nunca pensei que poderia ter uma leitora tão dedicada quanto você *.* s2 s2 s2, hehehehe, coraçõezinhos esquisitos né? E ta ai, eu ainda fiz uns ajustes finais nele e espero que esteja pelo menos legível, fiquei morrendo de vergonha quando pensei o que você ia pensar sobre ele.. ;/, e realmente o nível da sua curiosidade é ENOOOORME e eu ADOOOORO ELA! UHU! VIVA A CURIOSIDADE DA JESSY! *dança hula-hula” , eu vou memso, o Joe é MUITO SEXY E EU PODERIA COMER ELE, e ele vai ser o Jay da minha próxima fic, posso contar com você nela? Hehehehehehe, *forgadinha eu né?* e ior.. os cachinhos do Nick matam qualquer uma, hehehehe.. (6) e seu coments NUNCA serão de merda.. eu amooo eles.. muiito perfeeitos e nem preciso dizer que você faz exatamente TODAS as perguntas que eu queria ouvir e que não posso responder né? =D hehehehe.. é bom quando o autor e o leitor interagem né? Também concordo com você, ficam ais legal, além de esperar o cap. a gente espera a resposta/coment, e eu juro que quando o seu demora eu fico esperando, pensando se você me abandonou, hehehehehe, e as vezes enxe o saco mesmo quando as autoras não respondem do mesmo jeito que a gente comentou, eu já fiquei fazendo comentários perfeitos pra receber um “obrigado por comentar” e não tem nada mais frustrante que isso e espero que minhas repostas não deixem MUITO a desejar, pq sei que você adoraria que eu respondesse as suas maravilhosas perguntas, hehehehe. E que bom que você curtiu as respostas dele, morro de medo das pessoas não gostarem da relação deles, pq sabe.. isso pode me causar VÁRIOS problemas, ainda mais quando acontecer o que vai acontecer (6) muahahahaha! Deve ser odioso ler isso numa resposta né? Ai ai.. eu sou tão ruim as vezes  e pior, os homens ao meu lado são exatamente como os seus e meu sonho de consumo é um amigo Sirius Black que não seja gay, e sobre a historia da lily.. hahahaha, custa MUITO contá-la inteira, pq se tipo, eu adicionasse uma virgula a mais, você mataria TODA a charada, se é que não já matou ;p e sobre a sua teoria e resposta é a seguinte: A Jessy é uma bruxa, a Jessy é uma bruxa feliz e esperta. A Jessy é uma bruxa feliz, esperta e perspicaz. A Jessy era uma bruxa feliz e esperta e muito perspicaz que encontrou uma autora malvada. A Jessy era um bruxa feliz, esperta e perspicaz que encontrou uma autora malvada que não pode responder as suas perguntas e que morre de medo da bola de cristal da Jessy, A Jessy era um bruxa feliz esperta e perspicaz que encontrou uma autora malvada que não pode responder as suas perguntas e que tem medo da sua bola de cristal porque ele é MUITO EFICIENTE. E acaba ai, mais um ponto e eu faço uma besteira =D e entenda como quiser.. HUAHUAHUAHUAHUAHUA (6) e detalhe: AMEEI DE PAIXÃO A SUA TEORIA E EU IREI USÁ-LA EM UM CAP. PODE APOSTAR! E desculpe te-los queimado.. eu não tinha real intenção (6) huahuahua *respira pra responder a outra parte* Eu também falo aff veio sabia? É bom, descarrega um pouco! Mais olhe.. não se canse, lá pelo cap. 45,46 pode ser que eu diga algo que faça com que você tenha certeza absoluta sobre alguma coisa, ou talvez até antes =D e Bem, não foi exatamente isso que aconteceu.. mais todos correram perigo né? Mais o pior é o James, tadinho, o Nick do meu MSN está escrito JAY NÃO MORRA!, espero que ele realmente não morra.. seria uma perda e tanto.. e hehehehe, eu não sabia que fazia tanto mistério assim =D gooostei ;D vu fazer isso mais vezes.. e pode apostar.. mais mistério vem vindo por ai.. principalmente lá pelo cap. 24 eu acho, sabe, estava pensando em fazer uma conversa.. mais obviamente não posso te contar né? Duro isso! E eu Também axo que ele é um traveco e pioor... se ele for.. é um dos bregas.. e aqueles furos que o povo insiste em chamar de nariz são horrendos, credo.. deu me livre.. e eu num assumi NADA! Huahuahuahua.. você me faz dizer coisas sem pensar sabia? Hehehehehehehe.. pioor.. e aquele Q é um mistério que só.. se eu dizer você descobre.. então por enquanto eu deixo em off, você vai descobrir logo logo =D e não brigue comigo pro causa dos amassos, não devreria dizer isso, mais tipo, você curte NC’s? se curitr, poderá gostar dos próximos cap.s eu já escrevi até o 23 e digo que eles estão bem.. digamos que.. quenteees! E você tem razão, não posso ficar pensando mal da minha fic.. cada um tem um jeito de escrever mesmo.. e te falo, uma vez, eu li ma fic perfeita, mais a historia não tinha nada de interessante e já li historias horrendas e mal construídas que poderiam dar um Ficão (existe um ficão 0o?) e eu DOOOREI o jeito como você falou.. aliviou um pouco o meu medo.. aff. Eu sou uma autora muito medrosa.. vida crueel essa! E MUITÍSSIMO OBRIGADO por completar os 200 coments e fazer até mais né? =D Thaank’s Bem.. agora a outra parte (isso aqui ta ficando enorme demais? UHUUL!): ADOOREI QUE VOCÊ SURTOU.. ISSO RENDE MUIIITOS COMENTS LINDOS! E pior, eu também não queria para ali.. aff. A Lily é tão besta.. se fosse eu.. ah.. eu já tinha até morrido do coração e o Jay sem camisa também é meu sonho de consumo e te digo, tem um menino aqui na minha cidade ( que é um ovo por sinal) chamado Tiago Cabral (olha o nome) e ela é a personificação do meu James, cára! Ele é o James que eu imagino quando leio(na verdade é escrevo) a minha fic.. meu deus, ele é muito sexy, perfeito, lindo simpático, cheiroso, e comprometido ¬¬’ (infelizmente), aiai.. é frustrante pensar nele.. hehehehhehe e o Ministério da saúde também adverte: comentários da Jessy são super bem vindos e fazem todo o bem possível a saúde, mesmo que a autora mereça morrer! E mãe minha também me acha louca por rir descontroladamente e cair da cadeira quando lê seus coments (essa cena foi deprimente, levei um fumo danado) e me diga.. o que você não comentou? Oaksoaskaskaops, quero sabeer! E pode saber.. fiquei satisfeita por isso.. é bom.. mais me senti mal, principalmente depois desse cap. horrendo! Bem, é isso, ficou terrivelmente enorme mais eu adorei responder seus coments e não me mate! Um dia responderei suas perguntas! Beeijos ;*
Biiah de Castro: Nhaain, que bom que curtiu o cap. e espero que não tenha um treco =D apesar que esse cap está de matar (a pessoa de decepção)

Srtá Alanáh Pontas Potter : Hehehee.. pioor.. mania de novela das oito é duro né? Acho que toda as autoras tem eu tenho um leve gosto sádico por isso.. hehehehehe e eu já te add no MSN e n orkut Também, acc eu lá! Beeijos! =*

Luxúяiα Blαck [★] : Saksapoksaoskasop, adooorei o Santa polinha rosa.. hehehehehe.. e pior.. ele tem que ficar peladão (sou mais ambiciosaa) pra mim também! Hehehehehehe e bota diliça ai ;x beeijos ;*

Nathália Krein:Nhaain, que bom que você gostou.. =D também adoro o jeito como o Sirius é com a Lily, realmente perfetio e sabe, as vezes, eu faço ela ficar medrosa assim só pra ter uma ceninha com o Six, e bem, o cap. ta ai..espero que não queiram e matar após ler! Beeijos ;*
Boooom genteem, terminei de responder os coments e digo que AMEEI TODOS DE PAIXÃO, realmente fofos! E, só pra torturar< eu vou deixar uma letra de uma musica bem importante ai pra você lerem:


Não há nenhum fim a ser encontrado neste mundo.
Durma meu amado
Sua vida se foi...
Você nasceu e você viveu
Você cantará a canção da esperança, não cantará?
Por toda eternidade
Ofereça suas lagrimas, as palavras de um amor novo,
Obrigado, pelos dias maravilhosos dentro de meus sonhos.
Obrigado pelo fato de nos encontrarmos aqui.
Por toda eternidade.


Bem, pra quem quiser ouvir, se chama Requiem Inori,por isso o nome do cap. ser esse, porém não sei quem canta, mais se voces procurarem por Trinity Blood voces acharam no youtube, e só pra avisar, a musica é japonesa, e eu escrevi esse cap. ouvindo ela =D. (Ja disse isso não? 0o)


Beeijos e comentem!













~

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.