FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. A Manhã de Aniversário


Fic: Só Queria Dizer Que Te Amo --- R/Hr D/Hr ---


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

O que?- Harry perguntou espantado. -Mas eles simplesmente foram embora?

-Quem parecia mais... Temeroso era Voldemort, eu não sei dizer se ele estava feliz, com medo ou com raiva. – escutou a voz de Lupin falando.

-Ele me pareceu interessado. -falou Quim.

-É. Mas como se explica transformação de Hermione?-Perguntou Tonks.

-O mais estranho, -disse Quim- era a lua crescente que ela tinha na testa.

Hermione sentiu alguém tirar os cabelos de seu rosto delicadamente, e se sentiu com menos dor.

-Mas não tem nada aqui. -Disse Rony.

-Sumiu. -Ouviu Quim. -Mas quando ela desmaiou ainda estava ali.

-Aquela não era a Hermione que eu conhecia. Bem, era. Mas era mais poderosa. Me dava medo. – Disse Lupin.

-Ela sempre me deu medo. -Comentou Rony baixinho.

Todos riram. Hermione abriu os olhos.

-Vou dar mais medo se continuarem a falar de mim enquanto estou dormindo!

Risadas novamente.

-Só estávamos comentando o que aconteceu. O que você fez Hermione?-perguntou Tonks.

-Eu... não sei direito não lembro. Quero dizer. Eu me senti... Diferente. Mas era eu. Era como se eu sempre pudesse fazer aquilo, e como nunca havia feito, meio que estava... Cheio dentro de mim. E, aconteceu. Não sei direito. Acho que eu só desmaiei por que... Tudo que veio na minha cabeça de repente... Engraçado. Eu lembro que apareceram várias imagens na minha cabeça, como um filme, mas não me lembro de nenhuma delas.

Todos se entreolharam. Hermione botou a mão a mão do lado esquerdo de sua testa.

-Dói... Aqui. -E, viram novamente por poucos milésimos, a lua crescente. Mas preferiram ficar quietos.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Harry, Rony, Hermione, Hagrid e McGonagall pegaram uma chave de portal para A Toca. A Sra. Weasley recebeu todos feliz, por tudo ter dado certo. Porém preferiram não comentar sobre os pequenos acidentes ocorridos com ela.

Os dias n’A Toca passaram rápido, na manhã de 31 de julho, Harry acordou com Rony e Hermione entoando um alegre “Feliz Aniversário” para ele. Havia presentes aos pés de sua cama. Ela colocou os óculos, e olhou: havia um kit das Geminialidades Weasley, dadas por Fred e Jorge; uma torta e uma faca afiada dada por Hagrid, que segundo dizia na carta, a faca trocava de cor conforme a “força” que estava; de Molly e Arthur um relógio parecido com o que Rony havia ganhado no ano passado; De Gina uma caixa de sapos de chocolate.

-Toma. -Ofereceu Hermione lhe entregando uma caixa. Harry abriu. Havia uma considerável quantidade de doces lá dentro, e, bem no meio, um pomo de ouro, de tamanho original, muito parecido com o que ele havia visto seu pai brincando na penseira. -Foi... Difícil conseguir, mas esse era de seu pai. Achei que gostaria.

Harry sorriu. Então, afinal não era parecido. Era igual.

-Obrigado! Mas... Como você conseguiu?

Hermione sorriu.

-Segredo. – Sussurrou, e deu uma piscadela marota.

Harry e Rony a olharam curiosos, mas, Rony entregou seu presente. Uma caixa em que havia doces. Menos do que Hermione lhe dera, mas tudo bem, pois Rony lhe entregou outra caixa. Mais bonita, era vermelha e dourada, e tinha um leão na tampa. Na verdade, pensou Harry, parecia um mini-baú. E reparou que era. Tentou abrir. Não conseguiu.

Rony sorriu.

-Eu estou com a chave. Eu tentei colocar aí uma ou duas coisas de cada ano que passamos juntos em Hogwarts. -Rony entregou a chave a Harry.

Harry abriu. O baú na verdade era enorme por dentro, apesar de ser pequeno por fora. Havia várias compartições, sete na verdade. Harry estendeu a mão para a primeira compartição.

-O que é isso Rony?-perguntou Harry, com uma pedra na mão. -A pedra filosofal?

Hermione riu.

-Não, é uma parte de uma das torneiras do banheiro das meninas! Ah. É uma das peças que quebraram no xadrez de bruxo gigante, logo que acordei, surrupiei uma, sem Hermione ver, para o meu bolso de recordação.

Harry sorriu, e, foi ao segundo compartimento.

Lá havia a varinha partida de Rony e um dente de basilisco.

-Como você pegou isso?-perguntou Harry, olhando para o dente.

Rony sorriu.

-Tive uma ajuda. Mas é segredo.

Hermione revirou os olhos.

No 3º havia um Profeta Diário, mas não o que havia a foto de Rony e os Weasley no Egito, mas sim o que saira a noticia de que Sirius havia fugido. Harry não teve certeza se sorria ao pensar que havia sido mentira ou se chorava pela falta que o padrinho lhe fazia. Sem comentar, Harry foi direto para o 4º compartimento, lá havia uma entrada amassada da Copa.

-Você estava guardando?

-É. - Disse meio encabulado. - Quer dizer, foi o máximo não foi? Alem do que foram as primeiras férias que eu você e Hermione passamos juntos. Aquela vez no 3º ano foi só um dia. Não conta.

-Ta certo. –Disse Harry com um sorriso.

Harry chegou ao 5º compartimento lá havia uma foto de toda a Armada de Dumbledore ele no meio Hermione e Rony um de cada lado, e todo o resto da Armada atrás.

-Bons tempos esses. -Comentou Harry.

-Nem tão bons tempos esses. -Disse Rony.

-Péssimos tempos esses. -Discordou Hermione.

Os três gargalharam.

Harry foi ao 6º compartimento havia uma foto onde estava ele, Hermione e Rony os três abraçados, sorrindo apesar de Hermione estar com lágrima nos olhos. Hagrid que havia tirado a foto, logo depois que Rony saiu da Ala Hospitalar. Hermione estava no meio deles e se via que estava alegre, na foto Rony cutucava Hermione que achava que era Harry e olhava pra ele com censura, mas ainda sorrindo.

-Isso que eram bons tempos. -Disse Harry.

-É. Depois de sair da ala hospitalar.-Emendou Rony.

-Foram melhores quando o Rony terminou com a Lilá. -Hermione tapou a boca com as duas mãos e ficou vermelha. Começou a rir de nervosa. Harry sorria e olhava para os dois amigos. As orelhas de Rony ficaram um pouco vermelhas. -Ai... Eu quis dizer que ficamos mais só nós três entende. Sem ninguém pra atrapalhar. O Trio, de volta, entende?-Ainda estava muito vermelha, e ria um pouco.

-Quer dizer que Gina atrapalhava?-Disse Harry achando engraçado ver a amiga atrapalhada.

-Não! Não! Não é assim. A Gina já e da família. Quero dizer da família de vocês. Ou melhor, da do Rony. E ela é minha amiga também. Minha melhor amiga. -Hermione estava eufórica.

-Da nossa família.-disse Rony. Hermione ficara mais vermelha.

-Que! Não! O Harry tudo bem, já é da família. Mas..

-Hermione. –Disse Rony pegando na mão da garota. - Você é da família. Harry é da família. Vocês dois queiram ou não se tornaram parte da família.

Hermione abraçou Rony e depois de alguns segundos puxou Harry, num abraço do trio.

-Amo vocês dois, ok? Pra sempre. Sempre.

-Pra sempre. -Disse Rony.

-Vocês dois me deram uma família, sabiam? – Disse Harry.

Hermione estava prestes a chorar.

-Eu nunca quero deixar vocês. Nunca, ouviram? Mesmo que vocês não me agüentem mais, eu não vou deixar. Mesmo que vocês fujam, eu juro que eu acho.

Os dois riram.

-Calma Mione!-disse Harry. E se soltaram do abraço. Hermione limpou uma lágrima.

-É que sabe a gente não sabe o que vai acontecer com a gente.

-Ah! Esqueci de contar a vocês! Quero dizer... Bem, esperem.

Harry foi até a mala e ficou procurando algo.

-Mione, pode ler em voz alta? Vai mais rápido, e assim eu escuto de novo, e a gente pode falar no meio.

-Ok. -Disse a garota pegando o pergaminho. E começo a ler.- Harry, Eu já tinha receios do que aconteceria, por isso tentei lhe contar todo o possível Sobre Tom. Espero que você tenha aprendido o suficiente comigo, e, que, termine o trabalho que na verdade, começamos juntos. Sim, porque quem destruiu o primeiro foi você. Certo. Ele está falando das Horcruxes. Do diário.

-Mione, não precisa parar a cada parágrafo. -comentou Harry.

-É para o entendimento de todos!

Harry suspirou. Hermione continuou.

-Bem, mas eu não escrevi está carta para falar disso. No meu testamento deixei coisas para o Sr. Weasley e para a Srta. Granger, assim como para você. Creio que entenderão a utilidade de tudo mais tarde. Bem, acho que depois de recebermos tudo poderemos ler a carta novamente, talvez faça mais sentido.

-Continua Mione-Reclamou Rony.

-Harry escrevo esta carta, porque tenho certeza que depois da minha morte, você pensa em não voltar mais para Hogwarts. Eu peço que volte. O QUE? Aaaah! Eu não acredito! Nós vamos voltar!-Hermione rodopiava pelo quarto.

-Da pra CONTINUAR-disse Rony, mas se via que um sorriso se abrira na cara do garoto também.

-Não, não estranhe meu pedido. Eu sei que a pouco pedi para você completar a missão que na verdade foi destinada a você, e não a mim. Na verdade foi destinada para vocês. O Sr. Weasley e a Srta. Granger o ajudarão, porque é para ser assim. Mas eu peço que fique em Hogwarts. Uma hora ou outra você terá que sair, sim. No meio do ano talvez. Mas, eu acho que a Srta. Granger dirá o momento certo para sair. Eu?

-Iiih Harry, a gente não sai nunca mais de lá!

-Rony!

-Fazer o que? A Mione manda. -disse Harry brincalhão. A garota sorriu.

-Há ainda muitas coisas que tem que acontecer enquanto vocês três estiverem em Hogwarts. Porque depois de terminada a guerra, creio que vocês conseguirão completar seu ultimo ano calmamente, eu espero. Isso se a gente sobreviver.

-Que pessimista!-disse Rony

-Pessimista nada. Realista! Há muitas coisas para serem feitas, então, desculpe pelos poucos recursos que deixei. Acho Harry, que apesar de poucos, serão úteis. O quanto, você descobrirá no devido tempo. E sobre as coisas que eu deixei para vocês três, cabe a vocês descobrir o porquê. Espero que compreenda e faça tudo que eu disse. Afetuosamente, Dumbledore” Pirado. -Completou a garota.

-Vira. -Disse Harry, tem dois PS.

Hermione virou.

-P.S.:Srta. Granger, a memória é uma coisa inabalável. Às vezes nos lembramos de coisas ou descobrimos coisas por simples sonhos. As vezes precisamos evitar coisas mesmo que para isso quebremos algumas regras. Faça o que acha que deve fazer. Não tenha medo, as marcas não ficaram para sempre. É profundo. Mas eu não sei o que significa.

-Ah. Eu tinha esperanças... Tudo bem.-Disse Harry.

-P.P.S.: Sr. Weasley, não tenha medo das coisas, não abandone ninguém, por nada, mesmo que essa pessoa tenha feito algo muito errado ou que o tenha magoado muito. Às vezes todos sentem vontade de fugir. Mas você é forte o bastante para não fugir de nada. Você, por ter crescido no meio de 5 irmãos e 1 uma irmã, sabe melhor como lidar com muitas situações e pessoas, apesar de não demonstrar isso. A guerra deixará muitas marcas, mas uma delas lhe ficará marcada para sempre. Profundo também. Tem idéia do que pode significar? –Hermione olhou para Rony,

-Não.-Respondeu ele.

-Bem, mas de qualquer modo vamos voltar pra Hogwarts! Isso me deixa tão feliz!

-Tudo bem. Vamos tomar café da manhã. –Disse Harry.




[(N/A.:) Eu tinha feito uma coisa bonita e decete, só que ai deu erro e ficou isso ai. Eu nao posso fazer nada. Mas bem. Eu sei que esse capitulo ta uma merda. Ta horrivel. Mas no dia que eu escrevi eu gostei. Tudo bem. O Proximo capitulo é meio-copiado do setimo, mas só em uma coisa. mas foi besteira minha. Tudo bem. Nao sei quando vou vir aqui de novo pois estou atolada de provas, e depois começa a semana de provas de Hogwarts, e já estou me matando de estudar! Alias! O que eu estou fazendo aqui? Bom, pra verem como eu fico com apenas um comentario, que ainda referiu-se apenas ao trailer, mas me deixou muito feliz. Mas para o proximo capitulo eu só psoto se tiver dois comentarios.
Bom, acho que é isso. Desculpa pelo capitulo ruim, mas continuem lendo, ela melhora mais pra frente, prometo!
Beijos,

Bruxinha Mione]

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.