FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Two


Fic: All Star. SM


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________




Capítulo 2
ou All Star Xadrez - Parte II


 




- Oi.- eu disse chegando perto da professora. – Me mandaram vir aqui.

A professora me olhou dos pés a cabeça, me medindo. Pegou o papel da minha mão sem nenhuma delicadeza, e me mandou sentar atrás de uma menina que estava sentada na primeira carteira da fileira do meio.

Ela era ruiva, então eu deduzi que seria a tal Lily. Eu ia devolver o caderno para ela, mas a professora começou a falar sobre a matéria, então desisti. Fiquei vagando a aula inteira, não ouvi uma palavra sequer do que a professora disse. Mas era algo que eu aparentemente havia acabado de estudar na minha antiga escola, e como já não tinha entendido antes, nem prestei atenção.

Eu tentava ignorar o fato de que alguns garotos e garotas me olhavam com um ar superior, e cochichando entre si. Talvez fossem os meus jeans. Ninguém estava usando calça jeans. Todas as meninas estavam usando a saia da escola e os garotos calça bege, que também faz parte do uniforme da escola.

O sinal finalmente bateu e todos saíram. Eu corri para alcançar a Lily, já que ela tinha saído muito rápido da sala.
-Lily? – eu chamei e ela se virou automaticamente. - Oi. Sirius me pediu pra te devolver e agradecer pelo caderno.

Ela me olhou curiosa, e me perguntou, enquanto pegava o caderno das minhas mãos: - Obrigada. Eu já te vi antes, não é? Lá no Luke’s? – ela parecia ser bem simpática. Então, porque eu deveria mentir?

- É, eu trabalho lá alguns dias da semana. – eu respondi, mas tenho certeza que estava ficando vermelha.

- É um lugar legal, aquele. Qual é o seu nome?

-Lene. McKinnon.

-Muito prazer, eu sou Lily Evans. Então Lene, qual vai ser a sua próxima aula?

-Anh... Inglês. – Ah! Finalmente alguma aula mais legal do que Física. Lily sorriu pra mim:

- Eu também! Acho que teremos a maior parte das aulas juntas! – ela parecia realmente feliz com isso. – Você quer se sentar com a gente hoje no almoço? Ou você vai se sentar com outras pessoas?

- Na verdade, eu não conheço ninguém além do Sirius e do meu irmão. – eu disse meio envergonhada. É claro que eu não iria recusar o convite de almoçar junto delas. Eu não conhecia ninguém, e elas pareciam ser bem legais.

- Não seja por isso! – ela disse ainda sorrindo e me puxando pra perto de umas garotas conversando no canto do corredor – Meninas! Essa aqui é a Lene, a aluna nova. – Comecei a sentir minhas bochechas ficarem vermelhas de novo quando ela falou ‘aluna nova’. Mas ainda assim, tentei sorrir.- Lene, essas daqui são Dorcas Meadowes, mas todo mundo chama ela de Dorcs. Emmeline Vance, mas a gente chama ela de Emmy.

Elas sorriram pra mim, e pareceram se lembrar que eu trabalhava no Luke’s. E não pareceram se importar com isso, elas foram muito simpáticas.

Lily era ruiva de olhos verdes e era muito bonita. Tinha sardas no rosto, e usava uma maquiagem leve. Algo muito comum entre as garotas daqui, como eu reparei. E ninguém zoava ela ou algo parecido. Ela parecia ser bem popular. E inteligente também, porque ela sentava na primeira carteira e prestava atenção a aula inteira. Na minha antiga escola, geralmente todas as pessoas que chegavam a alguma coisa próxima a nerd ou tinha sardas no rosto, era zoado.

Dorcas era morena e tinha olhos azuis. O cabelo era logo abaixo dos ombros e tinha franja. Era bem branquinha, mas não como eu do tipo branquela-menina-do-chamado-que-consegue-brilhar-no-escuro. Mas como se fosse de porcelana, sabe? Era um pouco mais alta do que eu, e parecia ser meio tímida.

Emmy era a mais alta de todas, poderia até ser modelo. Era loira com cabelo liso e comprido até mais ou menos na cintura. Tinha os olhos verdes, só que mais escuros que os de Lily. Parecia ser a mais patricinha de todas. Não por ser metida, mas por gostar muito de rosa, sua bolsa e todos os seus cadernos eram rosas. Tenho quase certeza que era ela a garota simpática que pediu hambúrguer e batata frita no dia em que eu conheci Sirius.

- Você não vai me apresentar, Lily? – uma voz disse atrás de mim. Eu me virei e descobri quem era: a namorada do Sirius.

- Como eu poderia não te apresentar? – foi impressão minha ou a voz da Lily saiu um pouco falsa irônica? – Lene, essa aqui é a Alisson. Alisson, essa aqui é a Lene, a...

- Garçonete. – Como é que é?

- Na verdade ela é uma aluna nova. – Lily disse encarando Alisson de um jeito não muito amigável.

- E também é a garçonete daquela lanchonete que toca aquelas músicas velhas, não é?

Oh no she did not!

Lily já ia responder quando eu a interrompi:

- Na verdade, são clássicos dos anos 50 e 60. Não são músicas velhas. – Alisson me encarou como se eu fosse louca de estar falando com ela, ou como se não tivesse entendido nenhuma palavra que eu disse. – Sabe, existem pessoas que usam roupas e acessórios de brechó, e, da última vez que eu vi, estilo retrô estava na moda.

- É mesmo! – exclamou Emmy dando um tapinha amigável no meu braço. - Menina, gostei de você!

A tal da Alisson se virou e foi embora sem dizer mais nada. Sabe, ela até que não era feia. Ela até era bonita, tinha cabelos e olhos castanhos, era magra e mais alta do que eu. Mas eu sou muito mais eu. Principalmente em atitude e educação.

- Não ligue para ela. Só andamos junto dela porque ela está ficando com o Sirius, e ela também não gosta muito da gente. Então, mudando de assunto, vamos para a aula?

Lily, eu, Emmy e Dorcs fomos juntas para a aula. O dia passou bem rápido. E quando percebi, já era hora do almoço. A comida de lá era muito boa, bem melhor que a da minha antiga escola.

Quando nos sentamos na mesa – que era praticamente no meio do refeitório - com nossas bandejas, alguém tapou meus olhos. Automaticamente me assustei (como sempre, já que me assusto facilmente), tirei as mãos dos meus olhos e me virei. Era Ryan.

- Hey, Ry. Como foi o seu dia?

- Bom. Conheci uns caras legais. – ele podia não demonstrar muito, mas eu sabia que ele tinha gostado da nova escola. De repente os olhos dele ficaram vidrados em algum ponto atrás de mim. Me virei. Emmy estava sentada bem atrás de mim, conversando com Dorcs e Lily sobre o que iriam vestir numa festa. Achei que ele queria saber quem eram elas, então resolvi apresentá-las.

- Meninas? – elas se viraram para mim. – Esse aqui é o meu irmão Ryan. Ele ‘tá 3º ano¹. Ryan, essas são Lily Evans, Dorcas Meadowes e Emmeline Vance.

- Emmy. – ela disse me corrigindo. E se virou para meu irmão. – Meu nome é comprido demais.

- Você é do 3º ano? Então provavelmente conheceu meu namorado, James Potter?

- Falando de mim, amor? – o amigo do Sirus disse. Eu vi ele na lanchonete quando conheci Sirius.

Ele se sentou ao lado de Lily e deu um selinho.

- Você conheceu o Ryan, não é James? – ele assentiu. – Ele é irmão da Lene. – James fez uma cara confusa – Lene, esse é James Potter, meu namorado. Jay, essa é Lene McKinnon, ela conhece o Sirius.

Ele me olhou: - Oi, tudo bem? Você trabalha naquela lanchonete, né? – Okay, eu desisto. Todos sabem que eu trabalho no Luke’s. Eu só assenti com a cabeça.

James parecia ser alto e forte. Tinha cabelos bagunçados e arrepiados castanhos e olhos da mesma cor. Era muito bonito, mas não tanto quanto Sirius.

- E aí, gente? – o dito cujo (?) disse quando chegou. – Garotas, vocês sabem o que aconteceu com a Lis? Ela me ligou dizendo que foi pra casa porque estava passando mal.

Lily me olhou antes de falar com Sirius: - Eu não sei. Ela ficou estranha depois da 1ª aula, e não vi mais ela. Sirius, você sabia que a Lene é irmã do Ryan? – Lily disse isso com empolgação demais.

Sirius riu: - Eu já sei disso, Lily. E aí, Lene? Sobreviveu o seu primeiro dia de aula.

- Ainda tenho as aulas da tarde, sabe. Depois eu te digo se sobrevivi ou não. – Todos riram. Vi um menino meio magro, também parecia ser alto, tinha os olhos claro, meio cor de mel, e era loiro, rindo junto com a gente. – E você, quem é?

Ele me olhou um pouco tímido: - Remus Lupin. Estou na mesma sala que o Sirius. – Significava que estavam no 4º e último ano.

Eu sorri. Ele era fofo e educado, e parecia ser mesmo um pouco tímido, assim como a Dorcs. Ficamos todos (eu, Ryan, Lily, Emmy, Dorcs, James, Remus e Sirius) na mesma mesa conversando e rindo, até a hora da próxima aula.


 


xxx


 


Fiquei muito feliz quando o sinal da última aula bateu. Ainda bem que aulas à tarde só acontecem dois dias da semana. Me despedi das meninas e Ryan me deixou no Luke’s antes de ir ver a Jenny. Fica a menos de cinco minutos da escola, se você for de carro. A primeira coisa que eu fiz foi colocar uma moeda na jukebox pra ouvir o meu rei cantar, e fui arrumar as mesas.

A lanchonete teve o movimento normal, mas quando eu já estava me preparando para ir embora já que meu horário de trabalho já tinha acabado e não tinha mais ninguém, vi uma única pessoa sentada numa das mesas do fundo. Peguei meu bloquinho e meu avental e fui até a mesa anotar o pedido:

- Posso anotar o seu pedido? – a pessoa abaixou o cardápio, e era o SIRIUS! – Sirius? O que você ‘tá fazendo aqui?

- Bom, eu vim te entregar pessoalmente um convite.

- Convite?

- A minha prima Andy, e a irmã dela, Narcisa, estão fazendo uma festa à fantasia, e praticamente a escola inteira está convidada, então, significa que você está convidada, também.

- Você tem certeza? Porque, suas primas nem me conhecem, e eu não acho certo aparecer lá sem...

- Nada disso, eu falei com elas, e elas disseram que iam adorar conhecer você na festa. – ele me estendeu um papel todo colorido, onde estava escrito o lugar, a data e horário da festa. E claro, dizendo que era uma festa a fantasia. – Você vai, né? – ele me perguntou olhando com aqueles olhos azuis maravilhosos. Como é que eu podia negar um pedido, com ele me olhando com esses olhos tão... tão azuis?

- Ah, eu não sei. Eu não tenho fantasia, e... – mas não custa nada tentar, né? Negar o pedido, quero dizer.

- Fantasia, é o menor dos problemas! – ele disse com calma e relaxado. - As meninas me disseram que vão ver um lugar onde se compra e aluga fantasias amanhã, depois da aula. Eu tenho certeza que elas vão adorar que você vá junto. E aí, o que você acha? – ele me perguntou, enquanto arqueava a sobrancelha esquerda e dava aquele sorriso estilo Edward Cullen.

Okay, I give up.

- Tudo bem, eu acho que posso dar um jeito de ir. – ele deu um sorriso maior ainda e eu sorri junto.

- Então, além de entregar o convite, vim lhe fazer outro convite.

- Outro convite? – Oh gosh, espero que não seja outra festa.

- Sabe, eu ia num show com uns amigos, mas um deles não vai poder ir, e eu tenho um ingresso sobrando... – ele disse sorrindo. – Você topa?

Aí, eu sorri também. Ele estava me chamando pra sair! Não que eu acho que fosse um encontro de verdade, mas acho que é o que eu chegaria mais perto de um.

- Depende de qual show é, e quando.

- Vai ser essa sexta, e como sei que você gosta do Queen, - Oh.My.GOD! (N/A: Ataque-Janice. XD) – achei que gostaria de ir comigo. – ele me mostrou um par de ingressos, onde estava escrito “We Will Rock You – The Musical”. OMFG! É um musical onde TODAS as músicas são do Queen!

Eu quase desmaiei!

- Onde você conseguiu? Os ingressos estão esgotados há semanas!

- Ah, se eu te contasse, eu teria que te matar. Mas como eu não quero te matar, vamos dizer que tem a ver com quem você conhece! – ele piscou pra mim. – Então, o que você acha?

- Eu não sei...

- Tem a participação do cover deles, “Dios Salve La Reina”²... – ah, isso golpe baixo.

- Sabe, é golpe baixo dizer isso, mas eu aceito.

Ele sorriu de novo. Ah meu Deus, assim ele vai me matar. Olhei para baixo com vergonha, e vi o tênis dele. Hoje era um All Star preto. Básico e normal, mas nele ficava maravilhoso. Não sei como ele consegue fazer isso. Ou talvez eu esteja ficando louca.

- Lene, você já vai embora? – Ele disse apontando para a minha bolsa que eu larguei no balcão.

- Vou sim, eu geralmente pego um ônibus, que pára perto da minha casa.

- Você quer uma carona?

- Não precisa – eu disse indo até o balcão pegar a minha bolsa. – E além do mais, eu não quero incomodar, nem te desviar do seu caminho.

Eu me virei, e ele estava bem perto de mim. Perto DEMAIS.

- Não me incomoda nem um pouco te dar uma carona, e só vai me desviar um pouquinho do meu caminho, - eu abri a boca pra reclamar, mas ele me interrompeu. – E além do mais, não é seguro você andar por aí sozinha. – ele disse sorrindo daquele jeito de novo e arqueando a sobrancelha.

Dessa vez, eu arqueei a sobrancelha (as duas, porque não consigo arquear uma só).

- Primeiro, eu sei me defender. Segundo nem está tão escuro assim. E terceiro...

- Acho que você já está sem argumentos, sabe?

- E terceiro – continuei como se ele não tivesse me interrompido -, eu acho que não quero mais a sua carona!

- Então quer dizer que antes você queria? – ele deu aquele maldito sorriso torto e malicioso de novo! Ai, como eu odeio isso!

- Ai, que coisa Sirius! Você faz tanta questão de me dar uma carona? – eu perguntei com raiva.

- Sim.

- Tudo bem, mas se você tentar me seqüestrar saiba que eu consigo gritar bem alto. – eu disse indo para a porta.

- Ah não, agora você acabou com os meus planos! – ele “lamentou” enquanto me seguia.

- Cadê o seu carro? – perguntei, porque não tinha nenhum carro ali, a não ser o do Luke.

- Anh... na verdade não é um carro. – ele disse apontando para algo atrás de mim.












Virei-me, e realmente não era um carro e sim uma moto. Muito bonita, por sinal. Era preta e brilhante, e parecia ser bem cara. Peraí, ele não esperava que eu andasse numa moto, né?

- Sirius, eu não posso andar nisso aí!

- Hey! Não é “isso aí”. Não fale isso, ela fica ofendida. E além do mais, eu tenho uma capacete extra, e não se preocupe, porque eu não vou exceder os limites de velocidade.

- Okay, pra começar, é uma moto. E depois, minha mãe vai me matar se ela souber que eu andei numa moto! – eu tava começando a ficar um pouco histérica.

- Então a gente para um pouco antes da sua casa, e ninguém vai ficar sabendo.

Eu olhei dele para a moto. Da moto para ele. É claro que eu estava doida pra ir com ele na moto. Mas eu nunca admitiria isso em voz alta.

- E aí? – ele me perguntou já sentado na moto me estendendo um capacete preto.

Eu mordi o lábio inferior, coisa que eu sempre faço quando estou indecisa ou nervosa – nesse caso eu estava as duas coisas.

- Vamos logo! – “Antes que eu me arrependa.” Mas essa última parte eu não disse em voz alta. Peguei o capacete da mão dele e coloquei. Subi na parte de trás da moto, e passei meus braços ao redor da cintura de Sirius. É claro que eu estava ficando vermelha quando fiz isso, mas graças a Deus o capacete não permitiu que ele visse.

Sirius ligou a moto fazendo um barulho alto. “Pronta?”, ele me perguntou. Eu assenti, ou pelo menos tentei, porque o capacete era pesado. Ele arrancou a moto fazendo um barulho mais alto ainda. Eu até tentei não gritar, mas não consegui. Acho que foi a adrenalina. E apertei meus braços ainda mais forte ao redor da cintura dele (não sei como ele não reclamou), e eu pude perceber (não intencionalmente, claro) que ele tinha um tanquinho na barriga. E que usa aquele perfume maravilhoso da Diesel que eu não sei o nome.

O caminho inteiro, enquanto parávamos nos faróis e tudo mais, ele me perguntava se eu estava bem. “Aham”, eu respondia. “Mais do que bem.”, eu pensei. Tenho quase certeza de que ele acelerou algumas vezes de propósito. Ou talvez fosse só impressão minha, já que eu estava ficando tonta vendo os carros passarem bem rápido perto de nós, enquanto eu tentava explicar o caminho para ele. E claro, o perfume inebriante dele não ajudava em nada. Não que eu perfume fosse ruim, era tão bom, que chegava a ser ruim.

Senti que ele parou a moto de novo, só que dessa vez eu vi que foi na esquina da rua da minha casa. Ele tirou o capacete dele e eu senti que eu não conseguia me mover. Ai meu Deus! O que eu faço agora?


 



¹. Eu não sei direito como é o sistema de ensino do Reino Unido, vou fazer assim: 1º, 2º, 3º e 4º do Ensino Médio, certo?


². É um cover argentino do Queen (por isso “Dios Salve La Reina”, ou “God Save The Queen” ou “Deus salve a Rainha”), e são considerados o melhor cover de Queen do mundo.


 



N/A: Meu Deus, quanto tempo que eu não atualizo isso aqui!
Mas, anyway, desculpem mesmo pela demora, não saia nada de bom para o capítulo, e me desculpem mesmo, pelo capítulo ter saído essa PORCARIA. Pra não dizer coisa pior.
Mas então, o que vocês acharam das minhas OITO páginas no Word? Me superei nesse capítulo, nunca escrevi tanto assim! :D
Então muito obrigada a quem comentou:

°¤ Bєcky Evαns ¤°

Mαry Mo̲ony :*
L.R.Lolliwer's
Nanna Muffin
Gabrielle •
Munique Negrão
αnne blαck .
Juulie.
Frann Lupin
- Julie Padfoot. ;#
Maah ;
Cordy W. Malfoy


Muuuito obrigada mesmo! Vocês não sabem o quanto eu fico feliz! De verdade! ^^~

/coringa mode on/

“Why so serious??”

/coringa mode off/

HAUSHAUSHAUHS! Me desculpem, senti que eu precisava escrever isso! Assiti Batman ontem no cinema, e simplesmente AMEI! O Heath roubo totalmente a cena do Christian Bale! AHSUAHUSAHSUA! Coringa rules! ^^
Beijos ;*

PS: Prometo que vou tentar postar o próximo capítulo antes que as férias terminem, mas não prometo nada, porque me critico muito e tento sempre escrever um capítulo bom. :)


 


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 11/09/2012

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh tipo, perfeito *-*  mesmoooo, nossa , como eu não comecei a ler essa fanfic antes ? Tipo Sirius muit muit muiiiiiiiiiito perfeito memso *-* e Lene kkkkkkkk serio, estou rindo muito aqui, a Lene é uma onda *----------------------*
Eu amei o capitulo *-*
Beijoos! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.