FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

15. Confusão e Confissão


Fic: Flawless Curse


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

            Sábado trouxe consigo – além de um tempo horroroso – um sentimento de aperto. Era algo pressionando meu estômago e esmagando meu coração. Durante o café da manhã o silêncio pairou entre nós. Eu sabia e ele também: hoje era a despedida. Ainda que não tivéssemos comentado sobre o beijo era nítida a confusão dele e que nós ansiávamos por isso de novo. Ao ir para Hogwarts parte de mim ficaria em Londres e, o maior problema, é que eu não iria confessar minha paixão inusitada. Mentalmente, fiz uma listinha de itens que impossibilitavam minha confissão:




  1. Se eu dissesse que gostasse dele, talvez, ele se sentisse pressionado a responder o mesmo e, caso não retribuísse, poderíamos acabar com nossa amizade.

  2. Fred tinha um lance com a Angelina e, não importa o quão efusivo ele seja, ainda assim é um relacionamento. Ele nunca comentou se terminou com ela ou não, embora, em meu ponto de vista, quando ele disse que entre nós as duas eu era a escolhida. Encaixei essa resposta dele na pergunta que ela havia feito – sorrateiramente escutada por mim – sobre quem ele preferia.

  3. Enquanto ele morava ora no Beco Diagonal ora em Hogsmeade, eu morava em Hogwarts e isso impossibilitava nossas visitas constantes. Eu tinha medo de que nossa relação ficasse igual a que eu tive com o Viktor.

  4. Eu era Hermione Granger, uma garota comum e intitulada de “sabe-tudo”. Ele é Fred Weasley, um garoto totalmente popular em Hogwarts e intitulado de “bonitão”. O fato dele ter me beijado – e eu retribuído com vigor – não influe, em nada, na perda desses títulos (contudo, eu não me importaria de ser intitulada de “namorada do Fred”).

  5. Ele era irmão do meu ex-namorado, Ronald Weasley. E isso dificultava e muito os fatos visto que ele já havia comentado comigo que fora muito estranho beijar a atual namorada do gêmeo.



      Arrumei minhas malas e, a pedido dos gêmeos, fui ajudar na loja. Como era o último dia de férias, todos os alunos resolveram sair de casa a procura de kits mata-aula. Ficamos a manhã inteira trabalhando e correndo de lá para cá e, na hora do almoço, estávamos tão exaustos que nem saímos para almoçar. A Verity trouxe comida para nós e enquanto ela e a Louise cuidavam dos clientes, subimos para comer. Passamos o almoço inteiro rindo e brincando e, minha mente, registrava cada segundo possível para que quando estivesse em Hogwarts lembrasse desses dois irmãos que eu apreciava tanto – um deles em especial.



      Fred postou-se ao meu lado e começou a secar a louça enquanto o irmão guardava. Ouvimos um estalido parecido com o som de aparatação.  George nos deixou a sós e foi ver quem era nosso visitante. Nesse ínterim, Fred e eu riamos e atirávamos espuma um no outro. No próximo minuto, um grito irrompeu a cozinha fazendo com que eu quebrasse o prato que estava em minhas mãos segundos antes.



      - Eu não acredito. Vocês. – Ronald disse exaltado – Traidores! Especialmente você, Hermione, achamos que você estava com seus pais enquanto estavas aqui no bem-bom me traindo com o meu irmão. – a cada palavra sua voz tornava-se mais alta



      - Eu não admito que você grite na minha casa. – Fred respondeu ameaçador – E, antes de chamar a Hermione de traidora, pensa bem no que você fez com ela e se ela não teve motivos para sair de perto de ti. Se ela está conosco é porque somos pessoas descentes. – ao terminar de falar, virou-se de costas e começou a juntar os cacos no chão



      - Desculpa, Fred. – eu disse nervosa – Ah droga, acho que consigo consertar. – falei ao vê-lo pegar os últimos pedaços do prato



      - Ei, nem esquenta. Eu arrumo isso. – ele disse e tocou em meu braço



      - E vocês ainda se tocam na minha frente. Que absurdo! – Ronald disse vermelho – Hermione, pensei que você fosse uma menina decente. – e então, Fred explodiu o prato no ar que recém havia sido consertado



      - Cala a boca, Ronald. – e, com a velocidade de um avião, imprensou o irmão na parede segurando-o pela gola da camisa – Não se atreva a falar da Hermione, ouviu bem? Ela sim é muito mais decente que você, seu idiota. Trocou uma garota maravilhosa por uma vadia. Sempre soube que você não pensava com o cérebro e sim com outras partes do corpo.  



      - Me solta, Fred. – disse Ronald com uma expressão amedrontada



      - Agora você quer que eu te solte, né? – ele riu sarcástico e apertou ainda mais a gola da camisa do irmão – Pensa muito bem antes de falar da Hermione, ok? E se contar qualquer coisa para mamãe saiba que o único prejudicado será você.



 



      O clima ficou tenso até a chegada de Harry. Embora soubesse que alguma coisa estava errada – nem Fred e eu falávamos com Rony – ele foi discreto o suficiente para não demonstrar. Ficamos conversando enquanto eu ajudava na loja. Não tardou e os dois foram para casa – trazendo um alívio imenso a mim.



      Estava deitada na cama quando duas leves batidas fizeram meu coração disparar. Ele estava na porta e, em um sussurro, pedia para entrar. Assenti positivamente e sentei na beira da cama. Em silêncio, ele sentou-se do meu lado e acariciou com o polegar minha bochecha. Seu dedo contornou meus olhos, minhas sobrancelhas e foram parar nos meus cabelos. Um calor aconchegante nos envolvia e, se não fosse pela ínfima voz da razão que ecoava em minha mente, eu teria o agarrado ali mesmo.



      “Não sei o que está acontecendo comigo. É tudo tão confuso. Para você também é?” – ele perguntou e, sem esperar resposta, continuou: “Me sinto tão idiota por deixá-la confusa, mas é algo novo. Quando Angelina perguntou se eu preferia você a ela, eu não pude evitar em revelar minha preferida. É você. Sempre foi. Lembro de quando a via com Ronald e Harry...tão nova e ainda assim tão atraente. E então, outros garotos começaram a ver o quão perfeita você era e cada vez mais ficávamos longe um do outro. Você teve jogadores famosos de Quadribol, garotos com famílias conhecidas pelo mundo bruxo e o idiota do meu irmão. Nesse tempo todo, eu tive você em meus pensamentos. Durante esse tempo todo fui feliz em lhe ter como amigo...mas agora que pude provar o seu gosto, não desejo nada mais além dele. Sei o quanto você ainda está confusa em relação ao meu irmão e a mim e eu não quero te forçar nada. Só queria que você soubesse.” Tentei dizer que eu o queria tanto quanto mas minha voz estava embargada e, só percebi que chorava copiosamente, quando a porta bateu.



 



 _______________________________________________________________________________________________



      O dia amanheceu ensolarado e contrastava drasticamente com meu humor.  Eu estava péssima por não ter respondido a ele o quanto esse sentimento era recíproco e, ainda que meu coração pulasse de felicidade por saber da sua confissão, não era justo amarrá-lo a um relacionamento logo agora que eu estava partindo. Resolvi, então, deixá-lo sem resposta. Essa seria a decisão correta. Pelo menos por enquanto.



      Fred pareceu perceber porque durante o percurso até a plataforma dizia que iríamos nos comunicar e que ambos mandariam notícias pelo menos uma vez na semana e, em momento algum, pressionou ou tocou no assunto de ontem. Encontramos o senhor e a senhora Weasley na estação e, aparentemente, nenhum dos dois desconfiaram da minha mentirinha. Ao soar do trem, um ruivo de olhos azuis ficou de frente para mim. “Sentirei sua falta. Irei escrever para você sempre, prometo. Nessa época o Beco Diagonal fica calmo e nós iremos para o apartamento de Hogsmeade, sabe, quando tiver algum passeio e você não tiver companhia...” deixando um convite em aberto para sairmos, Fred abraçou-me e me deixou ali.



N/A: As desculpas estão cada vez mais frequentes..mas, novamente, me desculpem a demora. Particulamente, ODEIO esperar atualizações das fanfics e, então, me sinto na responsabilidade de postar e justificar a demora. Estou enfrentando provas e tarefas e, ainda, tenho que resolver umas questões familiares. Sendo assim, está complicado fazer os capítulos. Não tenho nem mais tempo para ler as fics :((


Queria agradecer os comentários, eles são sempre construtivos e me ajudam a escrever. Não vou escrever para ninguém em especial porque estou correndo aqui porque amanhã tem prova, mas, mesmo assim, muito muito obrigada! 


Aos outros que leem e não deixam comentário, queria pedir que deixassem pelo menos um...vejo que tem muitos visitantes e até alguns que marcaram a Flawless Curse e nem um "Oi" escrevem. Entretanto, não se sintam intimados a escrevê-los, ok?


Um beijo e boa leitura!



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por D. Hellen em 13/10/2012

Ola, sou uma leitora nova e mais nova ainda nesse site...
Bem, só gostaria de dizer que estou adorando a sua fic e ela mer cativou de um jeito que todo momento livre que tenho, corro para ler mais um pouquinho dela!
Parabéns, beijos! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por lalapzago em 10/09/2011

Posta mais *-* ta tudo muito lindo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Melissa Resende em 28/08/2011

Geeeeeeente que coisa linda! E que raiva do Ron pqp u.u Eu o amo, mas foi MUITA sacanagem, que fofo o fred.. mas eu sei lá, to ocnfusa, uma parte de mim quer q a hermione fique com o Ron e a outra quer que ela fique com o fred.. Ah eu entendo vc, minha epoca de provas tbm começou ¬¬' mas vou fazer de tudo pra não perder capitulo nenhum!

Boa sorte com suas provas e energia positiva na hora de escrever!

Beijo

(:

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por CacauJones em 28/08/2011

não se preocupa, sei be como é, no meu colégio é prova atrás de prova e tarefa atrás de tarefa...

adoro sua fic e tô esperando ansiosa pelo próximo capítulo...

beeeijos e boa sorte!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.