FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Surpresas


Fic: Encontro virtual


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 3 - Surpresas


 


Na manhã seguinte Lisa chegou eufórica em casa. Eu mal havia tomado banho e entrado na cozinha quando me deparei com a cena. Ela e Tom dançando animadamente uma música sem a música. Eu sei. Bizarro. Mas tem seu toque de romantismo.


Definitivamente é o tipo de coisa que com toda certeza ficaria bem nos dois, mesmo sendo estupidamente embaraçoso. O motivo? Parece que depois de um tempo eles descobriram que tinham platéia, Tom foi se banhar e Lisa com o rosto levemente corado me disse que tinha sido promovida a enfermeira chefe.


Eu dei um grande abraço e peguei uma torrada saindo logo em seguida sob a voz cheia de censura de minha tia devido ao meu farto café da manhã.


Eu estava atrasada já. Iria chegar atrasada na aula mais uma vez essa semana. Mas no outro dia a culpada foi Cecilia que se atrasou e me atrasou consequentemente para pegar o onibus.


Eu não consegui me concentrar muito aquele dia. Minha mente divagava constantemente em Matt, em como eu queria que o relogio voasse para que eu pudesse o ver quando chegasse mais tarde em casa.


Cecilia e jéssica passaram a manhã toda falando de assuntos em que sinceramente entravam por um ouvido e saiam pelo outro. No fim do dia Jéssica conseguiu me fazer ir ao shopping com ela. Eu bem que tentei arrastar Cissa comigo, mas a sortuda tinha recebido uma ligação da mãe que tinha algo que ela deveria fazer em casa.


E eis como eu acabei as 6 da tarde andando no shopping a procura de um livro que Jessica queria.


- Lily, você esta me ouvindo?


- Claro – Tentei fazer minha melhor cara de atenciosa e consegui disfarçar que não vinha prestando muita atenção ao que ela falava desde a hora em que saimos da faculdade, exagerando no meu melhor tom suavemente ofendido.


- Você viu? – ela disse animada em frente do que somente agora eu havia reparado, era uma livraria – Já lançaram o outro livro da série Moonlight.


- É o segundo? – eu disse distraida – e o filme?


- Pelo que eu vi na semana passada, só daqui a dois meses. Vi semana passada na internet a possivel escalação dos papéis e você não faz idéia de quem está escalado para fazer o papel do Jason! – Jessica disse aquela ultima parte com um suspiro exagerado e eu achei que compensaria a minha falta de atenção fingir um pouco de entusiasmo.


- Não sei… - e o grand finale com um tom de quem iria morrer de felicidade pela descoberta – Não diz que é…


- T.H.I.A.G.O P.O.T.T.E.R – Ela pronunciou cada silaba bem devagar como se tivesse degustando a mais fina iguaria.


- UAL – eu continuei.


- Eu sei – ela disse sonhadoramente – Não é maravilhoso? Ainda mais porque…


Nesse instante passavamos por uma loja de CDs e eu vi um album que estava esperando lançar a algum tempo já, para poder comprar.


- Além é claro de ser lindo e maravilhoso. Mas também… Lily?! Você está me ouvindo?


- Desculpa Jessica, mas olha só… - eu apontei a vitrine enquanto jessica revirava os olhos e murmurava “nerd” – O CD dos Beatles com todos os sucessos… - eu não liguei a minima para a sua expressão.


- Ahn?


- Eu vi na internet…


- Os Beatles? Você não gosta de nada mais atual? – Jessica me olhou confusa. Que culpa eu tinha se meu gosto musical era mais amplo que aquilo que ela ouvia? Nada contra cds melosinhos como Justin Bieber, mas eu gostava mais das antigas.


Continuamos vendo as vitrines e rindo de coisas que Jessica dizia, não que fossem engraçadas, mas o jeito que ela falava parecia ser ultrajante e insuficientemente comico.


- Um dia, quando eu me casar com Thiago Potter você será minha madrinha e irá nos visitar sempre em nossa casa nas montanhas, por que você sabe…


- Que você quer criar seus filhos em um lugar com bastante ar puro e luz solar… - eu completei o discurso que já sabia de cor.


- Já imaginou o sonho que seria?


Estavamos sentadas na praça de alimentação com duas taças enormes de sorvete a nossa frente.


- Sonho?! – eu disse arqueando uma sombrancelha – fale por si própria…


- E quais são os seus? – ela perguntou curiosa.


- Não digo sonhar, mas metas e a primeira delas – eu aprendi essa com Renée – é viver, sem sonhos impossiveis…


- Lily, eu não acredito! – ela disse pesarosa – Minha amiga dizendo que é uma adepta ao movimento Hippie?


Eu mostrei a lingua e joguei um guardanapo nela enquanto caiamos as duas na risada.


Era tão fácil esquecer da vida ao lado de Jessica. As vezes eu imaginava que tudo seria menos complicado e fácil vendo a vida com olhos despreocupados com o amanhã. Mas eu não conseguia ser ou agir dessa forma, era simplesmente automático.


- Lily você não acredita em quem está olhando para cá agora… - Jessica moveu os cílios para sua esquerda e eu disfarçadamente virei minha cabeça fingindo procurar algo no chão.


A uma mesa distante de nós, estava Sirius, que eu conhecera em meu primeiro dia na faculdade, e algumas pessoas. Deu-me um sorriso, olhando-me como se estivesse analisando algo.


- Ele ta vindo para ca – ela sussurou animada – Você o conhece?


- Me mostrou a faculdade…


Jessica me olhou nervosa e eu senti um leve perfume amadeirado.


- Olá Lily, é um prazer reve-la…


- Oi Sirius! – eu disse timidamente porque além de Jessica alguns conhecidos pareciam observar a cena também.


Ele deu um beijo em minha bochecha afastando uma mecha do meu rosto.


- Essa é a Jessica, uma amiga, Jess esse é o Sirius– Jessica apertou a mão dele com um enorme sorriso no rosto e me olhou visivelmente desconcertada com o grau de intimidade.


Eu não tinha culpa.


Jess achava que eu estava mentindo, quando ele se sentou na nossa mesa, eu iria aguentar uma enxurrada de perguntas mais tarde.


- Então Jess… Posso te chamar assim? – ele perguntou com um enorme sorriso cheio de charme que nenhuma garota resistiria, eu admito. Jess balançou a cabeça afirmativamente. – Você estuda com a Lily?


- Sim – ela respondeu ainda vencendo o sorvete. O meu já havia acabado a algum tempo.


- Na realidade a Jess é meu anjo da guarda na faculdade, com o meu senso de direção me perderia mais do que o necessário. – eu disse casualmente


- Eu acho que me lembro bem do dia que te levei até a secretaria. Você tem um péssimo senso de direção. – Ele se virou para Jess e me encarou com ar de riso – Ela virou três esquinas erradas. E com EU a guiando…


- Ela não consegue se lembrar do caminho certo…


- Hei! – eu disse ofendida – Eu não me perco mais…


- Só uma vez ontem – ela disse rindo de mim. E fala sério, até eu já estava achando graça na situação toda.


- E eu sou muito agradecida pela ajuda de meus anjos da guarda. O que seria de mim sem eles?


- Precisar estou as ordens! – Sirius disse com um sorriso diferente que eu não soube dizer o que era.


- Bem Lily, eu já vou indo porque já deu meu horário – Jess disse levantando e pegando o celular.


Eu me levantei incomodada com a interpretação que ela havia tirado. Era somentente amizade e para ser franca eu não me achava o alvo de atenções. Mais alta do que a maioria das garotas que eu conhecia e um tanto magra demais, não era de estranhar que os garotos preferissem garotas como Jéssica.


Pequenas, magras e de de feições e aparencia delicada. Jessica parecia não fazer idéia da própria beleza. Estava com as mechas onduladas caindo sob as costas em uma bonita trança desfiada presa na frente por um laço em conjunto com um vestido de tecido esvoaçante.


E eu nos meus simples short jeans e baby look com um suéter. Era lógico que Jess estava equivocada sobre Jake.


- Espera Jess, eu vou com você. – E me virei para Sirius que me encarava com um sorriso de convencimento no rosto – Minha tia Lisa vai sair, me desculpe Sirius, outro dia nos falamos mais!


- Eu vou cobrar – Sirius nos deu um bonito sorriso que fez Jess se desmanchar. – Tchau Jess, Lily, nos esbarramos por ai…


Jess e eu nos encaminhamos em silêncio até o pequeno fiat dela. Mas pela sua expressão, ela só estava esperando uma oportunidade para poder demonstrar o seu interesse sem interrupção.


- Eu nem acredito que Sirius Blak esteve conosco hoje… - ela soltou lentamente. – Ele é um Broome. – ela disse se referindo aquele titulo que meu tio havia me dito como se fosse algo totalmente inacreditável.


- Ele parece ser simpatico – eu arrisquei – Deve ser popular… - eu disse indiferentemente, na realidade não estava muito ligada no que isso significava. Eu não me importava. Ok. Não muito.


- E bonito! – ela disse enquanto paravamos em um semáforo em frente a um bonito parque que para meu espanto era próximo à minha casa. – pessoas como ele, não olham para pessoas como nós. – Jess me lançou um olhar cheio de compreensão que eu convenientemente ignorei…


- E o seu amor pelo Thiago? – eu disse ironica – Vai dizer que ama os dois?


- Lily, o Thiago é um pedaço de mal caminho e embora eu o prefira ao Sirius… O Sirius é… Como é que eu posso colocar? Ele é muito mais… Digamos que palpável…


- Isso sim que é amor – eu ri.


- Isso é ter os pés no chão.


Jess passou o resto do caminho enumerando as qualidades de Sirius e pra dizer a verdade eu mal via a hora de chegar em casa e conversar com meu amigo virtual que era como o considerava para mim.


- E então, vamos a festa sábado que vem?


- Sem convites.. – eu disse tentando achar uma forma de não ter que ir a festa alguma sem magoar a Jessica.


- Sem problemas, eu resolvo. Você quer ir?


- Eu te respondo semana que vem. – eu disse evasiva.


- Isso significa que você vai pensar no assunto? – ela disse esperançosa – Vamos Lily, você precisa se distrair…


- Ok, Ok, eu vou pensar! – eu disse pesadamente e ela alargou um sorriso no rosto – Só pra constar… Você tem carteira neh?


- O que? – Jess olhou divertida de mim para o carro e soltou uma sonora gargalhada. – E você se preocupou agora que te deixei?


- Jess, não vai dizer que… - eu soei alarmada.


- Calma! Eu tenho carteira – ela tirou da bolsa e me mostrou – Eu já tenho 19 esqueceu? – ela disse como se fosse óbvio.


- Ok. Não está mais aqui quem falou.


- Promete que vamos ver o Sirius de novo? – ela disse quase implorando.


- Isso não depende de mim.


- Mas e se depender?


- Tudo bem. – eu disse sincera – Embora eu ache que ele gostou de você.


- Você acha? – Jess lançou-me um olhar esperançoso. Era óbvio que ele fora muito gentil com nós duas, como um perfeito cavalheiro do século XVIII.


- A quem mais?


- Nos vemos amanhã… - ela disse nas nuvens entrando no fiat dela e o ligando em frente a minha casa – Me liga. Tchau Lily.


Lisa estava no telefone na cozinha. Eu acenei para ela que estava entusiasmada com algo pelo que parecia.


- Esme que maravilhoso, precisamos combinar os detalhes. Sim. Mais tarde nos falamos. Beijo querida.


- Já cheguei – eu anunciei – To subindo Lisa…


- Como foi sua aula meu anjo?


- Legal. – eu disse – Fomos liberadas mais cedo e fui com a Jessica no shopping.


- Você precisa convida-la para um almoço aqui em casa. – Lisa me disse enquanto empilhava coisas da geladeira na mesa.


- Eu vou combinar. Lisa, você quer ajuda?


- Não. Já estou terminando querida. Daqui a pouco te chamo.


 


 


Subi apressada e joguei minha mochila recem adquirida por Lisa para mim. Segundo a mesma dissera, que combinava com a cor que eu tinha em meus cabelos e estava em liquidação. Eu não reclamei MUITO afinal ela era linda. Com alças finas e uma abertura frontal toda floral. Mas eu me sentia mal com tudo isso.


Afinal eu estava de favor e se não fosse pela faculdade que como meus tios enfatizaram, deveria ser minha prioridade pelo sacrificio de Renée, eu já teria arrumado um emprego e trancado o curso.


Mas eu me sentia mal por aceitar qualquer coisa, apesar da generosidade e carinho que eles tinham comigo.


Deixei o computador ligado e fui tomar um banho. Lavei meu cabelo todo oleoso com o shampoo de ervas que Lisa mesmo fazia em casa e me dava desde pequena. Eu sempre gostei, e era dificil dizer o que era melhor. Se o cheirinho de camomila ou a maciez e hidratação que deixava no cabelo.


Lisa faria fortuna se resolvesse patentear aquela receita dela.


Me vesti com um vestido velho já que iria subir direto para cama mais tarde e abri a sala de bate papo. Olhei o relógio e constatei nervosa que já eram mais de 6 da tarde, será que ainda o encontraria?


Entrei novamente como Jess25 e com meu coração estranhamente acelerado não vi o apelido de Matt. Mas também, o que eu esperava? Que ele esperasse por mais de meia hora? A uma completa desconhecida?


Alguns nicks tentavam puxar conversa comigo, mas sempre o mesmo. Como você é? Podemos nos conhecer? Você é solteira? Era bom demais para ser verdade de qualquer forma. Eu suspirei tentando não encarar aquilo como algo que me afetasse quando ouvi Lisa me chamar.


 


 


- Lily como foi o seu dia?


- Nada de mais. – eu respondi a pergunta diária de Tom a mesa – Fui ao shooping com uma amiga.


- Querido, a Ester me ligou nos convidando para uma festa – Tom pareceu entusiasmado a menção da idéia e isso despertou a minha curiosidade já que meu tio geralmente foge de situações assim.


Fato que eu jamais suspeitaria se já não conhecesse alguns tiques seus. Como a mania de bater os pés quando estava ficando enfadado com algo.


- Onde será a festa? – eu perguntei


- Na casa de uns amigos. Nós temos que comparecer, são velhos conhecidos e eles se chateariam com nossa falta. – ela me deu um sorriso encorajador e eu temi o resto – São muito simpáticos, você irá adorar.


- Eu os conheço? – eu indaguei esperançosa, eu já havia conhecido muitos amigos esnobes deles e apenas alguns “legais”.


- Acho que só o Sirius. – ela ponderou e eu quase deixei meu queixo cair. De jeito nenhum que eu iria pagar king kong na frente de pessoas finas como a familia dele aparentava ser, e infelizmente para meu azar era exatamente isso que aconteceria.


- Ele é sobrinho deles. – meu tio disse aquilo como se esse fato não fosse realmente importante, quase insignificante e isso aumentou o meu pavor recem descoberto.


- Querida, eles são simples como nós. Eles irão adora-la – Lisa me garantiu – Você vai se sentir em casa. Ester e Charlie irão comemorar bodas de prata, vai ser algo intimo só para a familia.


Eu terminei minha salada e subi para meu quarto sem comer da sobremesa alegando que estava com uma enxaqueca qualquer. Eu estava ferrada.


- Maravilha – eu murmurei para mim mesma impaciente. Tinha esquecido de desligar o computador.


Mal podia me jogar direto em minha cama.


Eu me sentei e reparei que não havia fechado a sala de bate papo. Foi quando apareceu uma mensagem.


Matt:


Ve Jess a lua desta noite?



Nela não há traços de luar



Apenas uma cálida presença



A aquecer o horizonte



 



Vês a sombra? Como se mesclam com seus raios?



São eles mais belos do que o outro?



Ou unidos formam um todo?!



 



Vês a luz se filtrar pela madrugada



Vês apenas o que reflete na escuridão



A vês apenas como ao clarão



 



Consegue dizer quantas cores há ali?



Quanto dela mesma nós enxergamos?



Não, sim, poderia?



 



Não. A lua que vemos não pode ser distinguida



E ali esta sua beleza



Nessa confusão do olhar



Nessa mescla de luz e escuridão.


 




NA: Mais um capitulo no ar! Rsrsrs Agora talvez eu demore um pouquinho para por o 4º no ar porque ainda estou digitando-o. Rsrsrs. Eu escrevo em um caderno e só então passo para o word. Eu sei. Muito trabalho. Rsrsrsrs


Obrigada de novo Patricia! Gostou do Thi poeta?? Kkkk Um descontinho, eu não sou mto boa com poesias e não quis copiar de outro autor! Rsrsrs


O Thi no próximo capitulo vai aparecer na facul da Lily, nem preciso dizer que Jess e Cissa vão pirar! kkkkk


Obrigada Olivia, fico muito e muito feliz por saber que você gostou! Ashuahsuhasa


 


BjooO

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.