FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. "A garota do meu irmão"


Fic: Flawless Curse


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

            Inspirei novamente o perfume e mantive meus olhos fechados. A sensação de torpor era demasiada boa e eu me recusava a levantar, tomar banho e fazer alguma coisa útil. Em um choque repassei todo dia anterior mentalmente e lembrei que não estava no Caldeirão Furado. Estava no apartamento dos Weasley. Um gemido baixinho escapuliu de meus lábios, abri os olhos e estiquei os braços. O travesseiro em que minutos antes eu agarrava fortemente, agora estava no chão. Após levantar, peguei o fofo travesseiro de penas e vi um fio de cabelo cobre. Sorri.



            Olhei em meu relógio de pulso o horário e com espanto constatei que eram apenas seis horas da manhã. Suspirei preguiçosamente, e fui em direção ao banheiro. Cerca de trinta minutos depois já estava arrumada e de cabelos secos. Enquanto me dirigia à cozinha para fazer o café da manhã – uma simples cortesia pelo abrigo, ainda que desnecessário, oferecido pelos gêmeos – meu estômago deu sinal de vida. Abri os armários e, como era de se esperar, estavam pouco abastecidos. Aos poucos fui encontrando ingredientes suficientes para fazer panquecas, torradas e suco de abóbora.



            A expressão surpresa dos gêmeos ao acordar às sete horas e ver a mesa do café da manhã posta com pilhas de torradas e panquecas com mel era a maior satisfação de qualquer dona de casa – inclusive a minha. Primeiro eles perguntaram onde estava a senhora Weasley e, sem esperar a resposta, partiram ao ataque. A essa altura eu também estava comendo com eles. Entre elogios e suspiros de aprovação, as pilhas de comida foram diminuindo a ponto dos dois brigarem pela última torrada. A chuva de obrigados veio depois que os dois estavam bem alimentados e despertos.



            Fred e George conversavam sobre os horários em que ficariam na loja quando eu terminei de arrumar a cozinha. Avisei que poderia ajudá-los e, ao invés de receber um “Muito obrigado, Hermione, você fica das duas até as seis”, recebi um olhar severo que fez com que me calasse. Combinamos então que eu faria o almoço e de tarde poderia fazer o que quiser – menos sair do perímetro do Beco Diagonal. Sim, eles tiveram total audácia em dizer isso a mim.



            Às nove horas desci as escadas do apartamento e fui até a loja para informá-los que passearia no Beco Diagonal. Andei na rua, observei as vitrinas, cobicei as roupas e decidi que estava entediada demais para deter-me ali. Infringi a regra de não sair do local e fui até a Londres trouxa. Ao entrar no supermercado e ver todas aquelas pessoas de feição amarrada por esperar as enormes filas, sorri. Aquele era o meu mundo: esperávamos para comprar, fazíamos nossa comida, limpávamos a louça, arrumávamos a casa e ainda, trabalhávamos fora...tudo isso sem uma varinha. Hoje, entretanto, isto parecia inalcançável para mim. Nunca conseguiria fazer tudo sem o auxílio da minha varinha.



            Comprei comida suficiente para alimentar todos os nove Weasley e quase me senti a senhora Weasley quando voltava das compras. A primeira coisa que fiz ao voltar para o “mundo bruxo” foi colocar todas as sacolas em uma única e reduzir o seu peso. Sem trabalho algum carreguei a grande bolsa de plástico até o apartamento e iniciei o almoço. 



            A hora do almoço foi tão cômica quanto a do café da manhã: dois Weasley atônitos sentados na mesa esperando o rosbife, as verduras e as batatas assadas. O farfalhar de talheres foi o único som da casa durante vinte minutos.



            - Sério, onde você aprendeu a cozinhar assim? – Fred perguntou me encarando



            - Trouxas também comem – dei de ombros



            - Engraçadinha. – ele respondeu com falso desdém – Grande parte da sua vida foi em Hogwarts. – continuou, interessado.



            - Nas férias eu via minha mãe cozinhando para mim e eu vejo a senhora Weasley também. – respondi como se fosse óbvio – Você não tem que trabalhar agora? – perguntei quando ouvi o “Tchau” de George



            - Ah não. Só mais tarde. – um sorriso sorrateiro perpassou em seus lábios – Está mandando eu sair da minha própria casa?



            - Claro que não. – apressei-me em responder



            Fui até a sala e sentei em uma confortável poltrona de veludo e fui acompanhada por Fred. No instante que sentou ao meu lado seu perfume inundou minhas narinas fazendo com que eu me sentisse inebriada.



            - Vamos ser amigos? – perguntou ele gentilmente e eu o encarei sem entender



            - Pensei que éramos amigos. – respondi simplesmente



            - Amigos sabem da vida dos amigos e eu não sei quase nada sobre você. – ele disse como se fosse óbvio



            - O que você quer saber?



            - Podemos conversar e nos conhecer. O que acha? – questionou incerto e sorriu quando eu assenti



            As perguntas fluíram e agora eu sabia que sua cor preferida era vermelho, seu time preferido de Quadribol era o Chudley Cannons, sua nádega esquerda nunca mais fora a mesma desde que apanhara do senhor Weasley - porque tentou fazer com que Rony fizesse um voto perpétuo e mais. A conversa, entretanto, começou a ficar um pouco estranha quando ele perguntou sobre meu primeiro beijo. Ponderei e pensei em dizer que deveríamos trocar o rumo da conversa, mas eu estava tão curiosa para saber a sua resposta...



            - Foi com o Viktor. – respondi e esperei que ele ficasse satisfeito



            - E então?Foi no Baile de Inverno? – assenti e senti minhas bochechas esquentar – E depois vocês começaram a namorar. – ele pressupôs e eu assenti novamente esperando que ele parasse – Eu sei que recém nos tornamos “amigos” – ele falou e fez aspas no ar – mas...vocês tiveram um lance sério?



            - Claro que era sério. Eu nunca trairia o Viktor. – respondi ofendida



            - Não, Hermione, eu quis dizer, vocês dormiram juntos?



            - Por que você não me responde com quem foi seu primeiro beijo? – desconversei e ele percebeu



            - Irei responder depois que você me responder.



            O olhar de Fred, límpido como o céu mais azul, prendeu-se ao meu e, durante uns minutos, fiquei perdida naquele líquido celeste. Por mais que eu orientasse meu cérebro a mentir, a verdade saiu sorrateiramente. “Sim, nós dormimos juntos.” E então, o líquido derretido solidificou-se e por segundos seu rosto ficou sem expressão. Ele baixou os olhos para suas mãos e eu continuei a fitar-lhe. Seu cabelo estava comprido e caia sobre os olhos, sua pele tão perfeita e bem esculpida como uma estatueta de Adonis fez com que minha mão formigasse e almejasse tocá-lo.  Depois de instantes, ele levantou o rosto e me encarou sorrindo.



            - Meu primeiro beijo foi com a Katie Bell. – arregalei os olhos, afinal, Katie era namorada de George e ele riu – O de George foi com a Angelina. Nós trocamos para ver se elas saberiam diferenciar e a resposta foi não. Acredita nisso?



            - Isso é infantil, Fred. Elas foram enganadas.



            - Não totalmente. Desmentimos depois e, então, meu segundo beijo foi com a Angie. – involuntariamente meu rosto torceu em uma careta – Foi uma experiência estranha beijar a garota do meu irmão. Na verdade, acho que estávamos confusos se gostávamos de uma ou de outra. Então, nos testamos.



            As palavras dele rondaram minha cabeça “Foi uma experiência estranha beijar a garota do meu irmão.” E então eu pensei que a mínima probabilidade de namorar outro Weasley era ainda menor do que eu poderia imaginar. Minha mente insana traduziu outro Weasley como Fred e eu a repreendi imensamente por isso. A conversa teve seu fim naquele momento e eu o observei deixar a poltrona e descer para trabalhar na loja.



N/A: Mil desculpas pela demora! Vou tentar escrever o mais rápido possível para postar outro capítulo amanhã. Muitíssimo obrigada a todos vocês que ainda estão acompanhando! Um beijo e boa leitura

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Melissa Resende em 13/08/2011

TOOOOOOOOOOOOOODOS OS DIAS EU PASSAVA AQUI E ME SURPREENDI HJ! FIQUEI MUITO FELIZ E AMEI O CAPITULO!!! muito ansiosa pelo proximo! e que safadinha a Hermione hein?? E essas trocas dos gemeos meeeu Deeus! iashaoshasa 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MarianaBortoletti em 12/08/2011

Hoje mesmo eu pensei: "e a Flawless Curse, hein?!" Aii, adorei o capítulo, to adorando essas situação aleatórias que fazem todo o sentido. A amizade está fluindo, existe uma atração mútua aí, existe sim, senão o Fred seria menos "intrometido" com o lance da conversa sobre beijos e transas... Como eu disse num dos comentários anteriores, fico com o coração na mão quando penso na Hermione voltando para Hogwarts e o Fred ficando; essas situações vão diminuir... O desenrolar do "ei, acho que gosto de ti" tem que acontecer antes! rsrsrs Até a próxima.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.