FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. O inimigo dorme ao lado


Fic: Mais que inimigos // D/Hr // Cap 5 on \ô/ (Aeluia)


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Ódio pode se transformar em amor? O amor pode fazer a mágoa ser esquecida? Somente o tempo pode responder nossas perguntas...

Com o fim da guerra, tudo voltava ao normal, não tinham com o que se preocupar e teriam seu último ano em Hogwarts, e felizes, por finalmente terem um ano que não teriam que se preocupar com nada que tivesse a ver com Voldemort. Harry, Ron e Hermione embarcavam no Expresso de Hogwarts. O que a castanha não esperava era que teria outra coisa com o que se preocupar. Algo que a incomodava desde o início, mas jamais imaginara que poderia chegar até certo ponto.
Ele nunca tivera com o que se preocupar, talvez, somente com quem dormiria na próxima noite, pois nunca correra perigo na guerra, era sangue puro, filho de comensal e se orgulhava disso. Havia somente uma coisa com que não estava satisfeito, ela, a sangue-ruim que tanto lhe infernizava, mas este ano iria ser o pior ano para ela, teria que fechar com chave de ouro sua saída de Hogwarts. E já sabia como começar.

- Vamos ficar nesse, - falou a castanha para os amigos. – É o único que tem, e Luna está sozinha.

Entraram na cabine e se ajustaram. A viajem fora calma. Conversaram e aproveitaram o máximo que podiam, pois esta era a última vez que fariam isso. Hermione lamentara por não poder aproveitar toda a viagem com os amigos, pois como era monitora, tinha que monitorar.
Saiu da cabine e andou olhando para ver se alguma coisa de errado acontecia e avisando os alunos para que se trocassem logo, pois já estavam chegando. Hermione logo se arrependera de ter saído para monitorar, pois a última pessoa que queria encontrar este ano estava bem ali, na sua frente.

- Bom dia, Granger. – a castanha estranhara o modo como Malfoy falara, mas para não ficar para trás, respondeu no mesmo tom de fingida educação.

- Bom dia, Malfoy. – e continuou a andar, mas não conseguiu, pois Malfoy continuara no mesmo lugar, impedindo passagem. – Sei que você nunca foi inteligente, mas se ainda não percebeu, eu estou tentando passar... – disse com certa frustração.

Draco não se mexera, apenas olhou a castanha dos pés à cabeça, examinando-a, e falou:

- Eu percebi. – aquele seu jeito de indiferente estava deixando a garota cada vez com mais raiva, mas não iria deixá-lo estragar seu primeiro dia.

- Então me deixa passar.

- Sabe... Também estou querendo passar. Por que você não sai do caminho?

- Há! Eu me rebaixar para você? Nunca.

- Você não precisa fazer esforço nem um para se rebaixar, sabe? É de natureza. Também, não posso lhe culpar, olha com quem anda: Weasley e Potter. Ah, mas veja só, - fez cara de espanto. – Agora também está com a Di-lua Lovegood. Nossa, e eu pensando que não poderia piorar. – fez cara de fingido desapontamento. – Mas acho que eles são as vitimas da história, não? Coitados... Além de tudo ainda têm que andar com uma sangue-ruim.

A paciência de Hermione já havia se esgotado, Como alguém pode ser tão repugnante?, pensava. E quando percebera já havia dado um tapa na cara do loiro, do mesmo modo que fizera quatro anos antes. Nem mesmo a castanha esperava isso, prometera para si mesma que não iria mais ligar para Malfoy, mas o loiro pedira. E assim como Hermione, Draco não esperava isso, após receber o baque, penetrou seus olhos cinza e frios, nos da castanha cheios de ódio. Aproximou-se tanto da garota, que ela podia sentir seu hálito de hortelã pinicando em seu rosto. E com uma cara que quase fez Hermione sair correndo de medo, falou pausadamente:

-Nunca mais faça isso Granger, se tem amor à vida. – e com um último olhar, seguiu seu caminho esbarrando quem estivesse à sua frente.


Ao entrar na carruagem, acompanhada de Harry e Ron, Hermione lhes contou o que acontecera com Draco.

- Se esse idiota sonhar em fazer algo a você Mione, juro que o mato. – afirmou Ron, mostrando-se corajoso.

- Eu sei me defender sozinha, Ron. Não preciso de ajuda para mostrar à Malfoy que posso contra ele.

- Mione, ele é filho de um ex-comensal. Deve conhecer muitos poderes que você nem sonha em conhecer.

- Não tem problema, burro do jeito que é não vai conseguir se lembrar nem do próprio nome.

- Mesmo odiando Malfoy, Mione - falou Ron, com a mesma cara de suspense. – Temos que admitir que ele sabe pensar...

Hermione sabia muito bem disso, Draco era quase tão inteligente quanto ela, se não vacilar era tanto quanto. Mas jamais admitiria isto, preferia morrer que ser pior que Draco em alguma coisa. Ficara calada por um tempo, mas depois esquecera desse assunto, para que ficar pensando em uma ameaça feita por Draco Malfoy? Esse era o hobby preferido dele: infernizar sua vida.

O salão principal estava lindo como sempre, o teto enfeitiçado estava cheio de estrelas que não paravam de brilhar, as quatro mesas estavam cheias de alunos que conversavam animadamente, pois finalmente, depois de tantos anos, podiam fazer isto sem se preocupar que Voldemort aparecesse e matasse a todos. A outra mesa estava lá na frente, com todos os professores, a Profª. McGonagall estava sentada no lugar do Profº Dumbledore, seria a substituta por enquanto. Quando todos estavam acomodados, levantou-se e ficou na frente de todos com um pergaminho na mão e o chapéu seletor, que estava em cima de um banquinho ao seu lado e chamou os alunos novos para serem selecionados. Após a seleção, deu o discurso de todos os anos e o jantar começou.

- Nossa! Nunca comi tanto na minha vida... – falara Ron, ao sentar-se em uma poltrona perto da lareira no salão comunal, junto de Hermione e Harry.

- Não seja tão exagerado, Ron... – falou a castanha, rindo do amigo. Logo ficou com uma expressão triste e olhando para os amigos falou:

- É o ultimo ano... Vou sentir tanta saudade.

- Todos nós iremos Mione. Mas vamos continuar juntos até o fim. – consolou Harry. E animando-se, a castanha falou:

- Prometam que este ano iremos ter a maior aventura de todas? Temos que aproveitar o máximo possível, iremos quebrar todas as regras, sem nos importar se perderemos ou não pontos. – falava com os olhos brilhando. Harry e Ron apenas olhavam-na como se fosse uma aberração.

- Quem é você e o que fez com a Mione?

- Ah Harry, pára de graça, é serio. Vocês topam?

- Mione, você é monitora e aposto que será monitora-chefe esse ano. Mas... Em todo caso, uma aventura sempre cai bem.

Um sorriso de orelha a orelha surgiu no rosto da castanha, que se levantou e jogou-se em cima deles para abraçá-los. Logo a diversão fora interrompida, uma garotinha se achava parada perto deles.

- Hermione Granger? – perguntou tímida.

- Sim?

- A Profª. McGonagall está lhe chamando na sua sala, com licença. – e saiu.

- Viu só Mione? Aposto como está lhe chamando para avisar que irá ser monitora-chefe.

A castanha não pôde evitar dar um sorriso e logo foi em direção à diretoria, a nova sala de McGonagall. Ao chegar à gárgula que dava passagem para a sala da diretora Hermione parou, pois não sabia a senha, como entraria? Logo ouviu alguém chegar ao seu lado, virou-se de supetão esperando encontrar McGonagall, mas ao invés dela, deu de cara com Draco Malfoy.

- O que faz aqui? – perguntou ríspida.

- Prazer em vê-la também. Está perdida, Granger? – Mione não parava de se perguntar o que havia acontecido com Draco, continuava com seu jeito de sempre, mas não entendia para quê a fingida educação com ela.

- Não acha que já sou grandinha para saber por onde ando Malfoy?

- Nossa! Quando foi que você cresceu? Pois parece a mesma sujeitinha de sangue-ruim que conheci há alguns anos atrás...

- Malfoy. - McGonagall aparecera, com a mesma cara severa de sempre. – Menos dez pontos para Sonserina, por chamar sua colega deste modo, e que isso não se repita. Venham.

Os dois seguiram-na até a diretoria calados, apenas trocando olhares de vez em quando. A profª indicou cadeiras para eles se sentarem e logo após começou a falar:

- O motivo para eu ter lhes chamado é que, como todos já sabemos, este ano será escolhido os novos monitores chefes e vocês foram os escolhidos para o cargo. Mas prestem atenção, este cargo exige muito de vocês, não irei admitir nem uma gracinha. Terão aposentos novos, claro que poderão continuar indo ao salão comunal de suas respectivas casas, mas dormirão em seus novos quartos. Suas coisas já foram mandadas para lá. Por enquanto é só. Podem se retirar.

Obedecendo à ordem levantaram-se e saíram. Chegando ao andar de baixo, apenas se encararam, como se um estivessem desafiando o outro.

- Boa noite, Granger.

Hermione apenas o olhou por mais um tempo, tentando mostrar todo ódio que estava sentindo no momento por ele, virou-se e foi embora.
Draco ficara apenas observando a castanha ir embora, até que isto não será difícil, pensou e logo já estava andando na direção de seu salão comunal, com seu sorriso de canto, que fazia as garotas suspirarem por ele. A partir de amanhã dividiriam o mesmo aposento, a castanha estava na sua mão.

----------------------------------------------------------

N/A: E ai?? Gostaram?? Espero qeu siim !!!

Quero agradescer à Plock Watson Granger, minha beta loinda, amiga lionda, e me dah ideias lindas ô/

E tbm à Myh Malfoy, amiga linda, e leitora fiél !!! ô/


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.