FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. • Pimentas são sexy's


Fic: Lily Muggles Diary UA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 Red Hot Chilli Peppers - Snow


Narrado por: Tiago Potter


Nossa, que friozinho. Mas como é bom dormir com a Lil, nesse friozinho e abraçadinhos.
Cara, que dor de cabeça.
Vai ver que é por causa daquela briga de ontem. /SimeubrigueicomaLil:(/ Tudo por culpa da prima dela.
Ela está realmente tentando ser simpática comigo, mas eu não tenho culpa, e não posso simplismente ser rude com ela.

Eu me levantei da cama da Lil, e vi que a Lene e o Six não estavam em algum colchão no chão. Então isso quer dizer, que eles não estão no nosso quarto. Melhor para mim *_*

Olhei pela janela, e a rua estava inteirinha branca de neve.
Nevou, nevou, nevou :D.
Acordo ou não a Lil? Ela parece estar dormindo tão angelicalmente ! Own.
Acho melhor não. Ela merece mais umas horinhas de sono.

Desci as escadas, e vi que a Lene e o Six estavam dormindo no sofá.
Passei pela sala, e fui até a cozinha.

Bom, lá vou eu por as mãos na massa (6).
Quê isso gentem? Parem de ser tão maliciosos, eu vou fazer alguns biscoitos para a Lil comer com chocolate quente quando acordar.

Fui até o armário da cozinha, procurar farinha e etc.. e adivinha o quê eu encontrei? Não, não foi um rato e eu nem sai correndo e gritando que nem Sirius Black uma bixa.
Eu achei biscoitos já feitos, era só por no forno e pá pum! :D Melhor para mim. MUHAHAHAHAHAHA (6).

Peguei os biscoitos, e botei no forno, enquanto eu ia fazer os chocolate-quentes. -Paramimeparaaminhaamada-.
Botei o chocolate para chocolate-quente no leite, e pus no microondas; Sim, eu sou prático. Até porque se eu for mexer no fogão, com certeza eu vou me queimar :B.

- Bom Dia Ti..

PUTA QUE PARIU! CARALHO! Eu tomei puta susto :|
Meu Deus, eu acabei de derrubar a chícara que 'tava aqui na minha mão.

- Me desculpa.. eu não queria te assustar. - A Dine disse se aproximando e me ajudando a pegar os cacos da xícara.

- Tudo bem, pode deixar que eu limpo. - Eu disse afastando as mãos da Dine de perto das minhas.

- Não, eu te ajudo.. - A Dine falou aproximando o rosto bem perto do meu. O_O Ai meu deus. Eu sei que eu 'tô namorando com a Lil, mas eu ainda não estou totalmente acostumado com uma garota bonita tão perto de mim.

- EU DISSE QUE NÃO PRECISO DE AJUDA. - Eu respondi grosso.

- Tudo bem então. - Ela disse se levantando.

- Desculpa, eu não queria ser grosso. - Eu a olhei.

- Tudo bem.. - A Dine disse enxugando os olhos.

Droga, odeio fazer meninas chorarem. x_x'

Apenas respirei fundo, e peguei outra caneca para fazer o chocolate-quente da Lil.

- 'Tá fazendo café da manhã pra gente? - A Dine perguntou, encarando cada movimento que eu fazia.

- Não.. - Respondi, indo pegar uma bandeija. - 'Tô fazendo pra Lil.

- Ah.. - Ela disse se levantando e indo pegar uma caneca do outro lado da cozinha. - OUCH!

- O quê foi? - Oo, eu a olhei e o pé da Dine 'tava sangrando.

- Eu pisei nun caco de vidro!! - Ela disse segurando o pé que sangrava sem parar.

Droga, eu tenho pânico de sangue. MERDA, MERDA, MERDA. Respira Tiago.. você precisa ajudar ela.

Eu fechei os olhos,e entreguei o guardanapo que tinha nas minhas mãos.

- Já pode abrir os olhos.. - Ela me disse alguns minutos depois.

Eu abri meus olhinhos devagarinho /quegay/, e vi que não tinha mais sangue jorrando do pé dela. Tudo bem que todo o sangue tinha parado no guardanapo, mas eu ainda não tinha me recuperado do meu trauma. +o(.

- 'Tá doendo? - Perguntei olhando para o grandepequeno corte que tinha no pé dela.

- Um pouco.. mas já passa! - Ela disse me olhando carinhosamente.

- Err.. me desculpa! - Eu disse tentando parecer educado. /sóparecer/. - Tem alguma coisa que eu possa fazer pra você me desculpar?

Ela me olhou com os olhinhos brilhando e eu não sei porque, mas rapidamente me arrependi do que eu havia falado.
O_O
QUE MEDO CACETE!

- Bom.. - Ela começou e eu engoli em seco. - Que tal se nós saissemos amanhã ?

- Claro! Eu vou perguntar pra Lil, e dai a gente...

- NÃO! - A Dine me interrompeu. - Apenas eu e você.

- Olha.. - Eu comecei. - Eu acho que eu não posso porque.. você sabe. Eu 'tô com a Lil e..

- Potter! - Ela me interrompeu incomformada. - O quê você acha que vai rolar? Eu sei que você é o namorado da minha prima. - Ela disse como se isso fosse bem "simples".

- Bom.. então se não vai ro-olar nada.. po-or quê você quer sair comigo? - Eu perguntei gaguejando. Droga, odeio gaguejar quando eu falo com garotas. x_x Isso é muito Sirius Black gay.

- Porque senão eu vou contar pra ela sobre isso... - E antes da Dine me dar tempo de eu responder ou perguntar 'Isso o quê?', ela me beijou! :|
Meu Deus!!!
Eu não acredito que eu estou beijando a prima da minha namorada.
Deus, me perdoe, já que eu sei que a Lil nunca vai me perdoar :(
Eu tentei empurrar a Dine pra longe de mim, mas ela 'tá me segurando forte demais.

Ouvimos um barulho vindo da sala, e poderia ser a Lil.
Nos soltamos rapidamente. ( Agora ela me solta né? ¬¬ ). Mas ninguém entrou na cozinha.

- Por quê você fez isso? - Eu perguntei me levantando da cadeira, e indo pegar os cookies no forno, antes que queimassem.

- Porque se não fizesse, você não ia sair comigo. - Ela respondeu sorrindo cínicamente. -.-

- Mas eu não vou sair com você, sua louca!!!

- Que pena.. então eu vou ter que ir contar pra Lil, o quê aconteceu com a gente.

- NÃO! - Eu gritei, quando vi ela levantar da cadeira. - Senta! Eu vou com você...

Minha cabeça estava girando, eu não tinha certeza do que eu estava fazendo. Mas faria qualquer coisa pra Lil não descobrir e não terminar comigo. Eu amo ela mais do que tudo <3. /mometomelentooff/

Eu apenas ignorei a Dine na cozinha, peguei os biscoitos e os chocolate-quentes, coloquei na bandeija, e subi para o quarto da Lil.

Entrei sorrateiramente no quarto, para ter certeza que não iria acordá-la antes da hora ;x.
Olhei pela janela, e ainda estava nevando. Que lecal, talvez desse tempo de irmos andar de trenó, ou fazer guerra de neve. *-*

- Lil.. - Eu chamei baixinho, enquanto dava um selinho nela. *-*

Ela abriu os olhos, e me olhou fofamente ( tá, foi meio Sirius Black gay. ), e sorriu.

- Bom Dia Ti! - Ela disse se levantando. - Uau! Isso é pra mim? - Ela perguntou sorrindo de orelha á orelha.

- Aham.. feito agorinha. - Eu disse dando um beijo nela.

- Cara.. obrigada Ti. :D

- Magina meu amor. - Eu disse dando mais um beijo nela. Sim, isso vicia (Y).

- Vem, senta aqui comigo. - Ela disse dando um espaço na cama e eu sentei.

- 'Tá bom? - Perguntei me referindo aos biscoitos e ao chocolate quente.

- Tudo está simplesmente perfeito. Obrigada mesmo!!! Você não tem noção de como é bom acordar assim..

- Assim como? - ^o)

- Com tantas coisas boas. - Ela disse me dando um selinho. - Você, chocolate-quente e biscoitos em uma manhã de neve.

\o/ Eu sou foda, babe.

Eu a beijei mais uma vez, e então ficamos lá conversando e comendo.

- Hey, que tal se fossemos acordar o Six e a Lene? - A Lil perguntou olhando pra mim com um olhar bem...safadinho! (6).

- Ah! Essa é a minha garota. - Eu disse pegando ela na cama, e descemos a escada juntos, eu carregando a Lil ;x.

Chegamos na sala, e eu a coloquei no chão.
A Lene e o Six estavam dormindo abraçados no sofá.

- Então, qual é o seu plano, senhorita confusão? - Perguntei sorrindo maliciosamente.

- Você vai ver.. - A Lil foi até a cozinha, e voltou com duas panelas, um rolo de macarrão e uma colher de pau na mão.

Ela me entregou a menor das panelas, e a colher-de-pau.

- Ahhhh.. já entendi. - Eu disse erguendo uma das minhas sombrancelhas.

- No 3!. - A Lil disse. - Um, dois.. TRÊS!

PAAAAAAAAAAAAAAAM, PUUUUUUUUUUUUUM, PÉEEEEEEEEEEEM;
(n/b: que isso ? Oo)

O barulho na casa era ensurdecedor, e o Six e a Lene acordaram em um pulo só.

- asiehasoehiuasehuiheuisheisaeoasekiosejsuehsaiuehseosakeoasejaiusheiuasheaseoiaueioweajuehasjeoajkdasoieiasuoehasioekasoeksaiesahiuejasioehsaueiase. - Eu e a Lil não conseguiamos parar de rir.

O Six e a Lene 'tavam com uma cara do tipo - Photobucket.

Eu não conseguia mais parar de rir. Socorro, eu 'tô ficando sem ar.
Eu caí no sofá, de barriga pra cima, e a Lil caiu em cima de mim.
Gezuis, eu não 'tô conseguindo repirar.

- BOLINHOOO! - O Sirius viado gritou, e logo ele e a Lene também estavam em cima de mim.

- Eo ão tô conzeguindo repirá. - Eu falei um pouco sem ar.

- O quê? - A Lil perguntou.

- Rêêêspiráá. - Eu tentei falar denovo, mas não saiu nada.

- O quê? Fala com a boca, não com a bunda Ti. - Nossa valeu, que carinhosa :D.

- AAAAAARRR ! - Eu gritei tirando a Lil de cima de mim.

- Ah sim, por quê não disse antes? - ¬¬;

- Bem que eu tentei.. - Eu disse.

- Ah tá tá, deixando essas bixisses do Tiago, o quê vamos fazer hoje? - O Sirius fdp disse. Eu não sou bixa ok? EU SOU MACHO! EU SOU MACHO! CUECÃO DE COURO, MANO! (?)

- Que tal se fossemos tomar um sol? - A Lene perguntou. Hunf ¬¬

- Lene, tu só não é loira por falta de tinta. - A Lil disse. - 'Tá nevando! Helô-ow.

- Sério? *__*

- Aham. - Todo mundo respondeu.

- Uau. Photobucket. - Lene.

- Aham. Photobucket - Respondemos todos juntos, e imitando a careta da Lene. IASUEIOASU ;x.

- Que tal se fossemos descer a ladeira da rua Nineteen de trenó? - Perguntei feliz. \o Eu sou uma criança feliz, ok? ;D

- Não.. a Dona Florentina (n/b: Florentina, florentina, flooorentina de Jesuiiis(?)) disse que a próxima vez que fossemos lá, ela ia chamar a Policia. - A Lene fez o imenso favor de nos lembrar (Y).

- Pois é, tudo por culpa do Black, que não sabe andar de trenó, e invadiu o quintal da véia. - A Lil disse e todos lembramos da cena e começamos a rir.

- Podem parar, agora eu já aprendi, beleza? - O Six perguntou bravinho; Uii.

- Aham, claro! Falou o expert de trenós ai! - Eu disse cínico :x.

- 'Tá bom, ta bom, que seja. Mas vamos fazer o quê? - O Six disse tentando mudar de assunto. AHÁ, SABIA. Ele ainda não aprendeu a andar de trenó.

- Hey, que tal se nós ficassemos em casa hoje, cantando no karaokê? - NÃO, NÃO! POR FAVOR DEUS, tenha piedade.

Por quê todo Inverno é assim?
Eu já até decorei todas as músicas que a Lil e a Lene cantam no karaokê.

- Eu não acho que seja uma idéia boa..

- BOA LIL. - *-* A Lene me interrompeu, e as duas subiram no quarto da Lil pra pegar o karaokê.

Quando a Lil e a Lene desapareceram na escada, eu e o Six nos jogamos no sofá.

- Mais uma longa tarde de inverno.. - O six disse dando um looongo suspiro.

Eu vi a Dine na escada,e então comecei a olhar para a tv que não estava passando absolutamente nada ( estava desligada ;x ), mas era só pra ela não me olhar.

- Então garotos, vão fazer o que hoje á tarde? - Ela perguntou se sentando no meio da gente.

- Karaokê. - Eu respondi me levantando do sofá.

- Vish! Boa sorte.. - Ela respondeu sorrindo e indo para porta.

- Onde vai? - Perguntei.

- Encontrar com a minha amiga Sophie... Ela vai sair jantar com o Remo hoje á noite. E eu quero ter certeza que tudo vai ser perfeito para os dois. - Ela disse saindo e batendo a porta.

(???) Boiei.

- Voltamos. - A Lene disse pegando um dos microfones e fingindo que era uma pop-star. ¬¬ Atá, aham.

- Vai tentando, que um dia você chega ao meu talento. - Eu disse, e levei uma microfonada (?) da Lene. - Aii :p.

Me sentei no sofá de novo, enquanto a Lil instalava o karaokê e a Lene olhava a pasta de músicas.

- ACHEI LIL!!! - A Lene gritou.

- Qual? *-* - Ela disse indo até a pasta. - Perfeita, vai ser essa mesmo. - A Lil riu.

- Lua de cristal. - Eu sussurei pro Six, que bufou e deitou no sofá inteiro.

- Que música vocês vão cantar? - O Sirius perguntou.

- É supresa!! - Elas disseram juntas.

A Lil digitou o número da músca:

771


 infantil - xuxa - lua de cristal


- Tudo pode ser...
Se quiser será...
O sonho sempre vem,
Pra quem sonhar... - A Lil cantou a primeira parte.

- Tudo pode ser...
Só basta acreditar...
Tudo que tiver que ser, será... - A Lene completou a segunda,e depois as duas começaram a cantar juntas:

- Tudo que eu fizer...
Eu vou tentar melhor do que já fiz
Esteja o meu destino, onde estiver...
Eu vou buscar a sorte e ser feliz

- Tudo que eu quiser, o cara lá de cima vai me dar...
Me dar toda coragem que puder...
E não me faltem forças pra lutar...

- Vamos com você, nós somos invencíveis...
Pode crer...
Todos somos um e juntos não existe mal nenhum...

- Vamos com você, nós somos invencíveis...
Pode crer...
O sonho esta no ar... O amor me faz cantar, faz cantar... - A Lil e a Lene começaram a fazer uma dancinha com as mãos que acompanhavam o refrão:

- Lua de cristal, que me faz sonhar...
Faz de mim estrela que eu já sei brilhar...
Lua de cristal, prova de paixão...
Faz da minha vida, cheia de emoção...



- Tudo que eu fizer...
Eu vou tentar melhor do que já fiz
Esteja o meu destino, onde estiver...
Eu vou buscar a sorte e ser feliz


- Cara, que tortura. - O Six falou pra mim, e eu concordei com a cabeça.


- Tudo que eu quiser, o cara lá de cima vai me dar...
Me dar toda coragem que puder...
Que não me faltem forças pra lutar...

- Vamos com você, nós somos invencíveis...
Pode crer...
Todos somos um e juntos não existe mal nenhum...

- Vamos com você, nós somos invencíveis...
Pode crer...
O sonho esta no ar... O amor me faz cantar,faz cantar...

- Lua de cristal, que me faz sonhar...
Faz de mim estrela que eu já sei brilhar...
Lua de cristal, prova de paixão...
Faz da minha vida, cheia de emoção...


- Aleluia! - O Sirius disse quando acabou. - Que tal se déssemos uma pausa? Vocês não estão cansadas minhas princesas?

- Sirius, para de ser trouxa. Nós cantamos só a primeira música. - A Lene disse voltando á olhar a pasta.

Oh não, ai vêm mais tortura! :(

Mas antes da Lil e da Lene começarem a nos torturar cantar de novo, a Dine entrou toda descabelada e correndo pela porta da sala com o a chave do carro na mão, e o pior: O Remo 'tava junto! :O

- Hey, tão pensando que isso aqui é a casa da mãe Joana? - A Lil perguntou largando o microfone e indo aos dois.

- Pirralha, agora não dá tempo, o Remo tem um encontro hoje á noite. Tiago, empresta alguma roupa pro Remo ? - A Dine falou tudo rápido demais, e eu apenas balancei a cabeça afirmando. - Ok, ótimo! Anda, vai tomar um banho. - Ela disse empurrando o Remo escada á cima, e ele foi.

A Dine apenas nos olhou, deu um sorriso e subiu para o quarto dela.

...

Vai saber ! (?)

Bom, a Lil e a Lene pegaram o microfone de novo. Oh droga! Quando nós nos casarmos, eu juro que não vai ter karaokê em casa!!!

- Qual vai ser agora Lil? - A Lene perguntou, e a Lil coxixou alguma coisa no ouvido da Lene, que apenas deu um sorrisinho e olhou para nós.

- O quê? O.o - Eu perguntei começando a ficar com medo.

- Nada. - A Lil piscou e voltou a atenção á tv.

 Paramore - Emergency


Oh não, não, não, please God. x_x Have mercy of me!! Paramore não.
Não que eu não goste de Paramore, eu simplismente amo. Mas não quando a Lil canta. Só porque a Lene e a Lil juram que são a Hayley, e acabam estragando a música! Não conta pra elas hein, pelo amor de deus.

- I think we have an emergency
I think we have an emergency

- If you thought I'd leave, then you were wrong
Cause I won't stop holding on

- So are you listening?
So are you watching me?

- If you thought I'd leave, then you were wrong
Cause I won't stop holding on.

- This is an emergency
So are you listening?

- And I can't pretend that I don't see this


O six tampou os ouvidos com as almofadas, e eu apenas fechei os olhos, rezando para que desse um pau na música, e parasse tudo (!). - Eu não sou do mal.


- it's really not your fault
When no one cares to talk about it
[Can we talk about it?]

- Cause I've seen love die
Way too many times
When it deserved to be alive (deserved to be alive)
I've seen you cry
Way too many times
When you deserved to be alive (alive)

- So you give up every chance you get
Just to feel new again

- I think we have an emergency
I think we have an emergency

- And you do your best to show me love,
but you don't know what love is.

- So are you listening?
So are you watching me?

- Well I can't pretend that I don't see this

- But it's really not your fault
When no one cares to talk about it
[can we talk about it?]

- Cause I've seen love die
Way too many times
When it deserved to be alive (deserved to be alive)
I've seen you cry
Way too many times
When you deserved to be alive (alive)

- Scars, they will not fade away.

- No one cares to talk about it, can we talk about it?

- Cause I've seen love die
Way too many times
When it deserved to be alive (deserved to be alive)
I've seen you cry
Way too many times
When you deserved to be alive (alive)


- Uhu, muito bem! - O Six gritou e então nós começamos á aplaudir. - Que tal um chocolate quente agora? - Ele disse pegando a Lene no colo e a levando para a cozinha.

- Isso ótima idéia. - Eu disse pegando a Lil também.

- ME SOLTA BLACK! O NOSSO SHOW AINDA NÃO ACABOU.. - A Lene gritava no colo do Six.

- Ah, então eu vou fazer acabar. - Ele falou colocando a Lene sentada no balcão da cozinha.

- Ti, deixa a gente cantar. - A Lily disse quando eu coloquei ela do lado da Lene.

- Lil, Lene.. façam um favor pra gente? - O Six perguntou, e elas concordaram com a cabeça. - Que tal se vocês parassem de cantar tipo assim, por uns dois anos?

- Isso, ajudem a humanidade. (?) - Eu disse, e levei um tapa da Lil. - Tapinha de amor não dói. - Eu disse e levei outro tapa da Lil, auch!

- Ah Six, a gente sabe que vocês amam ouvir-nos cantando, por isso que nunca paramos. - A Lene falou dando um beijo nele... Ih, vai começar!

***


Depois de alguns minutos sentados, conversando, nos beijando ( eu e Lil, Six e Lene, que fique bem claro, ok ? :@ Eu não sou gay, NÃO SOU GAY! ), e tomando chocolate quente.. nós resolvemos ir ver o Remuxo.

TOC, TOC, TOC.

- Podem entrar. - A Dine falou do outro lado da porta.

Nós entramos e a Dine 'tava arrumando a gravata no paletó do Remo.

- Hey, onde vocês acharam esse paletó? - O Six perguntou indo "analisar" o paletó.

- É.. eu pensei que vocês iam emprestar uma roupa minha. - Eu disse, indo pra perto do Remo também.

- E emprestamos. - A Dine disse como isso fosse "óbvio".

- Hey, esse não é o paletó do papai ? - A Lil disse indo para perto de nós e olhando e passando a mão no paletó. Olha lá ein ;@.

- É? - O Remo perguntou tipo - O.O

- É!!!

- Bom, que seja. Incrível como caiu bem no Remo, né não? - A Dine disse fazendo o Remo dar uma voltinha. /quegay;x/

- Peraí, o Remo não vai sair com o paletó do meu pai.. - A Lil disse nervosa.

- É, não mesmo.. - O Remo concordou com a Lil.

- E por quê não? - A Dine perguntou espantada (?). (Credoparecequeeutônarrandofutebol)

- Porque ele vai sair com uma garota, oras! - A Lil disse começando a tirar a gravata do Remo. (Calmanãoépornografia)

- E... ? - A Dine perguntou colocando a gravata do Remo de volta.

- E que nunca se sabe o que ele vai fazer com uma estranha. - A Lil disse indo tirar a gravata do Remo de novo, mas agora foi ele quem não deixou.

- Epa, o que você está querendo insinuar, Lilian? - Ele disse segurando a gravata.

- Que nunca se sabe o que vocês dois vão fazer á SÓS. Se é que me entende. - Lil.

- Está querendo insinuar que eu vou trair a Dora? O.o - Tá Remo, isso já é obvio, vamos parar de fingir agora (Y).

- Eu sei lá..

- Ah, que seja gente. Vem Remo.. vamos logo. Nós estamos atrasados! - A Dine disse puxando ele escada á baixo.

- Nós? - Ele perguntou parando na escada.

- Sim, eu vou te levar. - A Dine disse puxando ele escada á baixo, e logo bateram a porta da sala.

Pois é, já vi que essa vai ser mais uma longa noite com a Lil e a Lene cantando. Tenham piedade de mim e do Six :(

Narrado por: Remo Lupin.


Caraca, eu não quero nem pensar em quando a Dora descobrir que eu 'tô saindo com outra garota. x_x Mas não é a minha culpa, concordam? Foi o Sirius idiota que inventou de aceitar esse pedido de jantar fora, e agora? Quem se fode sou eu. Droga!!

- Remo? - A Dine perguntou do meu lado enquanto dirigia. - 'Tá passando bem?

- Aham, claro! Só.. err, só a gravata que 'tá um pouco apertada. - Eu menti, tentando afrouxar a gravata. ;x

- Ah sim.. - Ela respondeu e voltou a concentração ao trânsito.

- Então.. como é essa, sua amiga? - Perguntei com medo. Vai que ela é uma baranga :O

- Veja com seus próprios olhos. - A Dine disse enquanto parávamos o carro na frente do restaurante.

O restaurante que elas haviam combinado era um restaurante mexicano, uii, ai começou bem, eu adoro uma pimentinha ;x /Remosafadooff/ sem contar que é bem no centro de Londres. Adoro esse lugar *-*

- Vem.. - A Dine disse me puxando para dentro do restaurante.

- Mesa para dois? - Perguntou o garçom na porta. Não seu trouxa, eu não estou com ela, derr. =F

- Não, nós temos uma reserva.. - A Dine disse.

- E qual é o nome? - O mexicano /irrá/ disse.

- Sophie Black. - A Dine disse, e eu fiquei tipo O.O

Será que a menina é parenta do Sirius? ;O Dios Mio, onde esse mundo vai parar?

- Ah sim claro... Aquela mesa ali. Me sigam por favor. - O MexicanBoy disse e então o seguimos até a mesa que a minha futura namorada amiga da Dine estava.

- Sooooooooooooophie! - A Dine gritou.

- Diiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiine! - A tal de "Sophie" veio abraçar ela. Até que a tal de Sophie não é feia como eu pensei. Ela é bem bonita, belo corpo e..parece ser simpática! Oo - Como 'tá amiga?

- Ótima.. e você? - Dine.

- Melhor agora né... - A Sophie olhou para mim e veio me dar um beijo no rosto. - Então você é o tão famoso Remo ?

- Err.. famoso? - Perguntei com uma sombrancelha erguida. Não 'tô fazendo filme pornô não tia (Y).

- Ah, a Dine tem falado muito de você. - A Sophie respondeu piscando para a Dine.

- Ah, você sabe né! Aquelas coisas.. Apenas disse que você era uma pessoa maravilhosa, e que adoraria conhecer a Sô. - (?)

- Mas você me disse que ela adoraria me conhe.. - AUUCH! Levei um chute na canela Oo Será que eu devo ficar quieto? ;x

- Vem, senta. - A Sophie disse puxando uma cadeira pra mim, e eu me sentei.

- Bom gente, vou indo! Bom divertimento ;) - A Dine disse indo embora.

- Err.. você não vai ficar? - Perguntei segurando o braço da Dine.

- Ah, você realmente acha que eu ia ficar segurando vela? - Ela perguntou e depois foi saindo do restaurante.

Deus, me ajuda? O.O Eu nem conheço a garota, e eu sou super tímido, sabem?! :$

- Então Remus..

- Remo! - Eu corrigi. Cara, odeio quando me chamam de Remus. -.- /Eu sou a versão brasileira ok? Se quiser o REMUS vá ler Harry Potter, q.bjs :*/

- Ok Remo... já 'tá pensando em que faculdade vai fazer?

- Penso em publicidade, mas eu sou muito tímido sabe? Então talvez marketing mesmo. - Respondi vendo o garçom se aproximando.

Salvo pelo Mexicano \o.

- Vão querer alguma coisa pra beber? - O carinha perguntou.

- Eu quero um vinho tinto. - A Sophie falou. - O melhor que tiver. - E me deu uma piscadinha. AH! :x

- Ok.. e você jovem? - O Tiozinho perguntou. Fala sério, eu tenho cara de jovem?

- Uma coca. - Eu falei, e então o tio anotou e saiu.

- Coca? Você não bebe? - A sophie perguntou erguendo a sobrancelha. Ela tem a mesma mania que eu. o/\o

- Bebo, mas... eu quero coca mesmo :).

- Ok então.

Eu apenas sorri. Droga, odeio ser tímido. Isso sempre me deixa sem assunto com as mulheres. /Eunãosougay/

- Você tem namorada? - A Sophie perguntou.

- Err, bem... mais ou menos. - Respondi.

- Mais ou menos? - Ela perguntou confusa. Eu também 'tô confuso poxa! :T

- Hum, sabe como é. A gente brigou ontem. - Respondi, olhando mais uma vez o mexicano trazendo nossas bebidas.

- Entendo. Eu também briguei com o meu ex-namorado á duas semanas, e agora não estamos mais juntos.

- Hum.. saquei. - Respondi.

- Já escolheram algo para comer? - O Bigodudo perguntou com aquele bloquinho na mão.

- Eu vou querer algumas fritas, e um burguer. - A Sophie falou. - E você Rê? - Rê?!Oo Que gaaaay. x_x

- O mesmo. - Respondi.

- Ok, ok. Dois burguers. - O Bigodão falou enquanto ia saindo.

- COM BASTANTE PIMENTA. - Eu e a Sophie falamos juntos. Uou, ela também ama pimenta :9 pimenta é sexy babe.

- Iaeyauehaiueouasioueoiaeuaioseuaio. - Essa era a nossa risada :P

- Eu amo pimenta. - Eu disse.

- Eu também, é bem sexy. - A Sophie respondeu dando mais um gole no vinho dela.

Cara, essa menina estudou a minha vida antes de me encontrar ou ela sabe ler pensamentos mesmo? O.o You're scary.

Eu apenas ri meio sem graça, e ficamos algum tempo conversando sobre escola, faculdade e etc.
Sabe até que ela não é aquelas garotas sem cérebro, que só pensam em batom, sombra, base, garotos, e cor-de-rosa.
Ela parece ter mente e também ser bem inteligente, como eu é claro. 8-|

- Você é muito lindo, sabia? - A Sophie disse.

Meu Deus, eu devo estar parecendo um pimentão. :$ :$ :$.
Eu senti minha face corar, aii. Que verga.

- Obrigada. - Respondi sorrindo. - Você também. - Eu disse baixinho enquanto bebia a coca.

- Desculpa?

- Eu disse que você també..

- Aqui estão os burguers. - AEAEAE, dez pontos para o bigodão. Me salvou denovo.

- Obrigado. - Respondemos juntos.

Uou, isso 'tá bom mesmo :9

***


- Hey, acho que 'tá na hora de eu ir. - Eu disse quando olhei no relógio, e eram :O OH GOSH! 01:03 da madrugada!

- Ah, tudo bem! - A Sophie disse. - Quer uma carona?

- Não, obrigada. A Dine vem me buscar. - Respondi pegando meu celular pra ligar pra Dine.

- Ok então.

"Sua ligação está sendo encaminhada para a caixa postal de: "DINE ;D" deixe sua mensagem, após o sinal... BIIIIIP"

- Err, o celular dela 'tá desligado. - Eu disse com vergonha.

Isso sim é que é vergonha Remo Lupin, uma garota te levando para casa! Você é quem deveria ser cavalheiro e á levar para a casa.. a casa dela. ;x

- Ah, então acho que isso quer dizer que aceita a carona? - Sophie perguntou sorrindo.

- Hum.. se não for incomodo. - Respondi com vergoinha. :$

- Claro que não. Vamos! - Ela disse enganchando-se no meu braço, e fomos para fora do restaurante.

A rua estava toda branca, pois ainda estava nevando.

- Quer o meu casaco? - Ofereci para a Sophie que parecia estar morrendo de frio.

- Quero. - Ela disse sorrindo, e eu pude ver que seus lábios estavam roxos de frio. Eu tirei o casaco e a entreguei. - Obrigada!

- De nada. - Respondi. - Seus lábios estão.. - Nós paramos de andar. - ..roxos.

Ela me olhou nos olhos. Era apenas um pouco mais baixa do que eu, mesmo com salto alto.

- Eu sei.. é por causa do frio. Sempre acontece. - Ela disse sorrindo, e voltamos á andar.

Chegamos ao carro dela, era um audi cinza, insulfimado. Bem chique (!)

- DROGA! - Ela exclamou batendo a mão na testa.

- O quê foi? - Perguntei espantado.

- Esqueci a chave dentro do carro. - Ela respondeu bufando e encostando na porta.

- E.. e agora? - Perguntei :|.

- Agora vamos ter que ligar pra Dine vim nos buscar, porque eu tenho uma chave reserva, mas está em casa. - Sophie disse pegando o celular e ligando pra Dine.

- Ok. - Respondi.

- Dine? Viu, dá pra você vir buscar a gente? A minha chave ficou presa dentro do carro denovo...A sim...Ok...estamos aqui na frente...Ok...Obrigada amiga, beijos :*

- Então, o quê ela falou? - Perguntei quando a Sophie desligou o celular.

- Ela disse que 'tá em um restaurante aqui perto, e já está vindo. Deve chegar em uns quinze minutos.

Bufei de alivio, e fui ao outro lado do carro, para ficar perto da Sophie. Ela parecia cada vez mais gelada.

- O casaco não adiantou? - Perguntei.

- Adiantou, e obrigada. Mas isso sempre acontece. - Ela disse se referindo aos lábios que ainda estavam roxos.

- Hum... - Respondi.

Ela abraçou-me pela cintura, e eu fiquei sem reação. Que meda. Afinal o quê ela 'tava fazendo? Apenas se esquentando? Ela queria que eu a beijasse? Gezuisapagaaluiz,(n/b: o que minha expressão esta fazendo aque ?UHSAHSA)
o quê eu faço?
Bem, pelos meus instintos de pegador /mentira/, eu me aproximei e a beijei.
Longos e longos minutos se passaram.
Uau, ela beija beeeeeeeem!
(N:b/ Remo, morra.)

BII BII.

É a Dine.
Droga, ela viu tudo. x_x'

- Hey crianças. - A Dine gritou, e então nos separamos, e entramos no carro.

Ufa, agora está bem melhor.
Ar quente e músiquinha.

- Remo, tu vai fica aonde? - A Dine perguntou começando a dirigir.

- Pode me deixar na casa da Lil mesmo. - Eu respondi com a voz fraca.

- Ok. - Ela respondeu, e também percebeu que eu estava com vergonha. - Não se preocupe, ninguém vai ficar sabendo ;). - A Dine disse piscando pra mim através do retrovisor.

Ah, menos mal. (Y)


Photobucket

N/A: Oi, tudo bem,q ?
aaah, esse capitulo ficou grandinho até né? 8)
eu fiquei inspirada, e então saiu 19 pages. IOASEUOISAUEIO
hohohoh,
bom gentem, lembrando que: A dine na vida real não é mal. Então podem chingar o personagem ok? mas a Dine não tem culpa ( a na vida real ) sou eu que escrevo, e eu que sou má ;D
oiuaseoisaueoiauseio ;x
Então, esqueci oque eu ia falar tudo agora, mas tudo bem :B
Ah, a fic 'Summer' foi atualizada, que eu sou a beta! e é uma das minhas fic's prediletas; eu sou suuuuuuper fã numero um, então eu recomendo -> http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=24782
vocês não vão se arrepender. IASUEIASUEA, :D
e hoje eu aluguei um livro da Meg Cabot na escola, e eu tenho qe ler..
Beijos amicos, até o próximo episódio;

P.S: eu viciei na musica da Pussycat Dolls, a nova! Então secret, que eu vou por aqui no proximo capiutlo, ok? OIASUEOIASUOE

P.S2: Eu fiiz uma fic nova em parceria com a Juliana Brandao e a Mari Evans. Se der passa lá? ^^
-> http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=28923 <-

puts, puts, puts, Lê Grint :*





N:b/ Jesusapagaaluz :0
Red Hot e Paramore no capt *-*
É, mas absolutamente ninguém bate a xuxa,ela é a rainha dos baixinhos e ponto.HSAHASHUSA
Geente, eu amay esse capitulo, apesar da piriguetinha da Dine não deixar os garotos em paz e o Remo ter dado uns catas na coleguinha da piri.
Humpft.
Mas a felicidade virá, ceerto Puts ?:D
Um beijão gente, até o next :*

Ps.: puts, puts, puts, Letícia. HSAHUASHUHSAU, vai ficar pra história !

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.