FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. CAPÍTULO 2


Fic: In the past, our future! H² CAP 10! 29.01.09 Comentem!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Harry ainda ficou um tempo na cozinha, perdido em pensamentos. Passou a mão no rosto ainda sem entender como deixara sua amizade com Hermione se deteriorar assim. Tinha plena consciência que a culpa era dele, mas ela também tinha de entender que Cho era sua namorada e que seu tempo também teria de ser dividido com ela. Não podia se comportar como se sua vida ainda fosse somente ele, Hermione e Rony.

- O que deu na Granger? – Harry se sobressaltou ao ouvir a voz de Cho. Não tinha escutado a oriental entrar.

- Oi Cho – falou impaciente.

- Você e a Granger brigaram? – ela insistiu.

- Não quero falar sobre isso.

- E por que não? Sou sua namorada, você tem que me contar tudo Harry – exigiu ela.

- Não tenho não. O que acontece entre meus amigos e eu, só diz respeito a nós – Cho não gostou do que escutou.

- Como assim só diz respeito a vocês? Sou assim tão dispensável para você Harry? – reclamou aumentando o tom de voz.

- Cho, por favor! Eu não quero discutir, está bem? – falou andando em direção da porta. Mas ela se pôs no caminho.

- Está fugindo do assunto, não é? Só porque a santa Hermione está envolvida, não quer me contar o que aconteceu – ela começou mais uma das suas crises de ciúme.

- O problema não é quem está envolvido, a verdade é que minha relação com meus amigos nunca te interessou! Nunca quis ser amiga deles, por que agora esta curiosidade em saber o que eu e a Mione estávamos falando?

- Ora, não ponha a culpa em mim! Seus amigos é que não gostam da minha presença!
- Não! Sabe que não é isso que realmente acontece. Eles tentam se aproximar, mas você não deixa. Está sempre pronta a criticar tudo o que eles fazem ou falam! Principalmente com a Mione. Não cansa de lançar indiretas sobre o trabalho e a vida pessoal dela!

- Está vendo? Já começou a defesa da Granger perfeita! É sempre: “a Mione fez isso, a Mione fez aquilo! Não entendo o motivo de todos vocês venerarem essa garota! Ela não passa de uma sangue ruim asquerosa!

Harry a olhou extremamente chocado com suas últimas palavras. Ele nunca gostou de escutar esse tipo de xingamento preconceituoso, principalmente quando era direcionado a Hermione. Lembrava-se de quando ainda estavam na escola e Draco obedecia cegamente o pai. O loiro sempre a chamava assim e Harry ficava irado ao perceber a tristeza de Hermione cada vez que a acusavam de ter sangue ruim. Não deixaria que Cho insultasse sua melhor amiga.

- É a última vez que falo Cho e espero que dessa vez você compreenda: nunca, eu disse nunca, chame alguém de sangue ruim e muito menos Hermione. Entendeu? – ele a encarava com fúria.

- Você só se importa porque é com ela! - gritou – Ela se faz de coitadinha e todos ficam do lado dela! Quando você vai perceber Harry que tudo que ela quer é te levar para a cama? Ela quer seu dinheiro, sua fama...

- Chega! – Harry a olhou furioso – Não vou mais escutar você falar mal da Mione nem de nenhum amigo meu! Não vou tolerar mais seu comportamento Cho – ele fechou os olhos por um momento e voltou a abri-los, encarando Cho - Acho melhor você ir...

- O que? – ela o fitou assustada – Quer que eu vá embora? Mas sou sua namorada! Não mandar eu ir assim!

- Não suporto seus ciúmes e seu modo de tratar meus amigos. Agüentei por muito tempo. É melhor você mudar sua atitude, senão...

- Não Harry! Eu... Eu peço desculpas! Ligo para a Granger e peço que me perdoe! Afinal, foi só uma brincadeira... – assumiu um tom de voz doce – Meu amor, não é uma briga boba que vai nos separar, não é? – ela tentou se aproximar do moreno, mas ele recuou – Harry?

- Não quero mais conversar Cho – falou cansado – Já disse tudo que tinha para falar... Não vou mais suportar isso. Da próxima, não terá mais volta!

Ela ficou perplexa. Não acreditava que ele ameaçando acabar com ela, depois de quase um ano juntos. Ela estava conseguindo tudo o que queria, só faltava se casarem. Mas a Granger tinha de estragar tudo. Assumiu uma postura orgulhosa e encarou Harry enraivecida. Andou até a porta da cozinha e parou. Olhou novamente para o namorado.

- Isso não é motivo para me pedir para ir embora Harry. Posso ficar e conversamos...

- Não Cho. Quero mesmo que você vá para casa hoje. Ainda estou chateado com o que você falou e quero ficar um pouco sozinho.

- Está bem querido. Não vou insistir, mas amanhã estarei aqui viu? Não é uma briga boba que vai nos separar não é?

A oriental se aproximou do moreno e beijou-lhe a face, já que Harry virou o rosto. Com raiva, se afastou do namorado e abriu a porta, saindo a passos firmes até a porta da frente sob os olhares pasmos de Draco, Rony, Neville e Luna que escutavam toda a discussão devido aos gritos.

Harry permaneceu um pouco na cozinha tentando se acalmar. Estava furioso com Cho pelas palavras agressivas, mas sentia mais raiva de si mesmo. Sabia agora com total certeza que vinha negligenciando os amigos por causa de uma garota que não dava valor às pessoas que Harry mais amava. E ele estava cego demais para perceber isso. Voltou a lembrar do dia em que Hermione caiu da escada e ligou para ele.

Naquele dia, Harry estava na cama com Cho quando o telefone tocou. Ele esticou o braço para pegar o celular. Assim que o fez, olhou para o visor e viu que era Hermione.

- Quem é que está te ligando amor? – Cho perguntou enquanto acariciava sua nuca.

- É Hermione – ele respondeu.

- Você não vai atender né? – disse ela beijando seu pescoço.

- Mas se for algo importante? – ele insistiu tentando não ceder aos carinhos da namorada.

- Mais importante que o que estamos fazendo? – ela perguntou com malícia.

- Não... – deixou o celular de lado e retribuiu os beijos dela.

Como ele fora idiota! Deixando os amigos por ela. Quantas partidas de quadribol tinham desmarcado com Rony e Draco? Quantas vezes deixou de ir numa das sessões de cinema à casa de Hermione e Gina, com Luna e Neville? Tinha de mudar isso.




Cho chegou na rua, furiosa com Harry. Como ele ousou lhe mandar embora por causa da briguinha com Hermione? Será que ele não percebia o olhar cobiçoso que sua melhor amiga lhe lançava? Harry sempre foi meio lento para perceber essas coisas, mas na altura do campeonato, Cho achava que Harry já tivesse percebido!

Mas ela não ia deixar isso acontecer. Não ia permitir que Hermione ficasse com Harry, não depois de tudo o que tinha passado ao lado dele. Harry era dela!

- Só meu! E de mais ninguém! – ela ajeitou o casaco no corpo, ao sentir o vento frio passar - Vou me vingar Granger, você vai ver! – disse para si mesma - E quando eu terminar com você, nada me impedirá de conseguir o que quero! Casarei com o Harry, custe o que custar!

Ela foi até o final da calçada e fez um sinal para o primeiro táxi que viu passar. Disse o endereço ao motorista e se pôs a pensar sobre o que faria em relação a Hermione.




Hermione abriu a porta do apartamento que dividia com Gina e encaminhou-se para seu quarto. A amiga a seguiu até o quarto, pois estava preocupada com o silencio e a expressão triste no rosto da morena. Odiava ver como o amor que a amiga tinha por Harry acabava com seu coração.
Hermione tirou o casaco e jogou sobre o cabide. Deixou a bolsa em cima da mesa de estudos e começou a tirar a coberta da cama, dobrando-a em seguida. Fazia as coisas de uma maneira mecânica, como sempre fazia quando estava com problemas. Rony costumava dizer que ela ficava em piloto automático. Gina a observava apoiada na batente da porta.

- Você está bem mesmo Mione? – a ruiva perguntou um pouco receosa. Hermione estava agora guardando as roupas limpas no closet.

A morena estancou onde estava e deu um suspiro triste. Ficou olhando para o chão como se lá estivesse a solução de seus problemas.

- Quando tudo isso vai ter fim Gina? – perguntou num sussurro.

- Isso o que Mione? – perguntou a ruiva. Hermione demorou alguns segundos para responder.

- Essa dor que me machuca toda vez que vejo o Harry e ele não percebe o que sinto – disse tão baixo que a amiga quase não escutou.

- Mione... – ela foi se aproximando – Não acha que deveria contar para ele? Você melhor que ninguém, sabe que o Harry é bem devagar quando o assunto é garotas. Já deve até ter perdido a conta da quantidade de conselhos sobre garotas que deu para ele. – a morena balançou a cabeça em sinal de negação.

- Não posso confessar o que sinto Gina. Se ele agir negativamente, como acho que vai, nunca mais seremos amigos e isso eu não poderia suportar...

- Mas olha o que manter este segredo te faz! Está infeliz e ainda brigou com seu melhor amigo. Não acha que é pior continuar assim? - Gina tentou convencê-la.

- Não Gi. Se eu disser ao Harry que o amo, perco meu melhor amigo e ainda o jogo direto para a Cho. Não posso fazer isso.

- Mas Mione... – a ruiva tentou argumentar, mas a morena a cortou.

- Não quero mais falar sobre isso Gi. Tudo que quero é dormir. Amanhã tenho muito trabalho e quero esquecer dessa noite.

Com um suspiro derrotado, Gina deu as costas à amiga, mas não antes de dizer.

- Ele merece a verdade Mione. E você também. - e saiu.

Hermione demorou um pouco a absorver as palavras da amiga, ponderando se ela estava certa, mas logo descartou a idéia. Sabia que Harry nunca a olhou de outra forma. Ela era sua melhor amiga e só isso. Não tinha espaço no coração dele para que ela fosse outra coisa. Resignou-se com seu eterno papel e foi deitar, torcendo para não sonhar com certo moreno dos olhos verdes.


Rony bateu na porta da cozinha, antes de abrir sem esperar autorização do dono. Ergueu a vista e viu seu melhor amigo sentado perto da bancada com uma expressão distante, de quem tem uma coisa muito séria para fazer.

- Harry? – falou o ruivo – Você está bem?

Só então Harry percebeu que tinha mais alguém no cômodo. Encarou Rony com seriedade antes de responder.

- Na verdade não. - falou com sinceridade.

- Quer conversar? - o ruivo indagou sem jeito. Harry se permitiu sorrir.

- É estranho você se oferecer para escutar meus problemas. Quem geralmente faz isso é a... – Harry deixou o sorriso morrer.

- A Mione - completou Rony – está triste por causa dela ou pela discussão com a Cho? – foi à vez de Harry ficar sem graça.

- Deu para escutar tudo não é? – falou pouco à vontade.

- Deu sim – confirmou Rony – E então? Qual é a razão de você estar aqui mesmo depois delas terem saído?

Harry suspirou confuso. Na realidade, nem ele sabia dizer qual das duas discussões tinham afetado mais. Com certeza, bate boca com Cho era desagradável, mas às vezes acontecia. Afinal, eram namorados e era normal ter brigas. Só que com Hermione era diferente. Não que nunca tivessem se desentendido. Quando estudavam juntos em Hogwarts, tinham pequenas desavenças, mas sempre resolviam logo em seguida. Mas desta vez...

- Discuti feio com a Mione - respondeu desanimado.

- Disso eu sei, cara. Qual foi o motivo? – insistiu Rony.

- Questionei o que ela tem. – o ruivo o olhou sem entender e Harry explicou – Não acha que a Mione tem andado estranha? Muito calada e com um jeito... Sei lá... Triste?

- Bem... Calada ela realmente está, mas creio que é porque andamos enchendo ela sobre o tal projeto misterioso no ministério... Só não percebi a tristeza que você diz... – mentiu tentando poupar a amiga. Sabia exatamente porque ela vinha agindo assim, embora ela nunca tivesse conversado sobre isso com ele.

- Triste sim... E eu acho que é por minha causa!

- O que? – assustou-se Rony – Como assim?

- Eu não estou sendo um amigo muito bom não é? Nem com ela nem com vocês...

- Ah! Por isso! – o ruivo ofegou.

- Sim, por isso. Que outra razão teria? – Harry o olhou curioso.

- Hum... Por nada, Harry! Por nada! Você tem razão!

- É... Acho que a Cho vem me prendendo muito, só vejo vocês quando as reuniões são aqui em casa!

- Isso é verdade... E ainda tem a história da queda da escada...

- Nem gosto de lembrar. – Harry franziu o cenho – A Mione não me perdoou por isso...

- Cara, tenho de admitir que você vacilou feio...

- Não precisa repetir Rony! – exclamou o moreno, irritado – Fui um idiota, eu sei!

- OK! Mas o que você está pensando em fazer? – perguntou conciliador.

- Como assim? - perguntou confuso.

- Bem, já sabe o que incomoda Hermione. A questão é: o que fará para mudar isso, se é que você tem intenção de mudar.

Harry abriu e fechou a boca várias vezes, mas não encontrou nenhuma resposta coerente para dar ao ruivo. Sabia que tinha errado, mas como ia repara seu erro?

- Não sei Rony...

- Sei que não sou a Mione, mas que tal pensar sobre isso? Ela é sua melhor amiga, diga o que sente, ela vai te entender – ele sorriu.

Harry o olhou, pasmo.

- Quando foi que você ficou tão parecido com a Mione? – perguntou risonho.

- Ora! Tanto tempo convivendo juntos, eu tinha de absorver algo dela não? – retrucou divertido.

- Oh sim! E absorveu logo a parte sensível dela? – provocou Harry.

- Como acha que consegui namorar a Luna? Com as dicas da Mione, lógico! – riu o ruivo.

- Entendo o que quer dizer. Ela sempre me dava dicas sobre as garotas... – Harry falou saudoso.

- E pelo visto, você não aprendeu nada, não é? – Rony falou sem pensar, mas logo se desculpou – Foi mal, cara. Não quis dizer que a Cho...

- Eu sei Rony, não precisa se desculpar. Sei que a Cho não consegue se enturmar... E que por causa disso, estou me afastando de vocês!

- Harry, queremos que seja feliz. Eu, a Mione, todo mundo. Seja com quem for... Mas a Cho não ajuda. Principalmente implicando com a Mione!

- Você tem razão. E foi justamente por isso que eu e a Cho discutimos. Essa implicância sem motivo dela. Você acredita que ela insinuou que a Mione queria me levar para a cama?- Harry riu enquanto Rony ficava vermelho.

- Insinuou foi? – falou sem graça.

- É. Disse que ela queria meu dinheiro e minha fama... Até parece! A Mione nunca ia querer isso! Ainda mais através de mim!

- Concordo Harry! Sabemos que a Hermione não é assim...

- Isso mesmo. Se a Cho queria me convencer sobre as intenções da Mione deveria ter dito que ela era apaixonada por mim, ou algo do tipo... – completou o moreno achando graça, Rony engasgou - Que foi?

- Na-nada! – ele tentou se recompor – E você... Acreditaria se ela te dissesse que a Mione é apaixonada por você? - perguntou cauteloso.

- Claro que não Rony! A Mione é nossa melhor amiga! Sempre nos viu assim!

- É... Você tem razão... – concordou atrapalhado.

- Bem, o importante é que vou mudar Rony. Pode apostar – falou com firmeza.

- Acredito em você amigo. Mas agora vamos para a sala. O Malfoy está roubando o Neville novamente nas cartas e você sabe como ele fica nervoso...

- Oh se sei! – riu o moreno – Vamos lá.

----------------------------------------------------------------------------------------------




N/A (Nick): Oi! Bem, aqui está o segundo capítulo da nossa fic. Como explicamos anteriormente, a idéia do capítulo é das três e uma fica responsável em passar o combinado para o papel. Este capítulo foi escrito por mim e juro que não faço idéia se está bom. Gostei muito da conversa do Rony com o Harry, mas conto com vocês para opinarem. O próximo capítulo também está pronto e foi escrito pelas três. Quanto mais comentários, mais rápido sai atualização, então: COMENTEM! Beijo a todos!

N/A (Binks): Hey! What's up guys?!?
Capítulo feito pela nossa queridíssima Nick… Chega de elogiar! Senão essas pessoinhas começam a se achar! Rsrsrsrs
Brincadeirinha...
Cho é bem nojenta, né? Mal por incrível que pareça, eu gosto dela! Vai ver é porque somos muito diferentes...
Esperem só o próximo capítulo! Se estão gostando até agora, vocês não sabem o que os esperam! *Suspense*

N/A (Nety): Como vocês podem ver, ainda não escrevi nenhum capitulo postado; Então é por isso que as atualizaçãos
Estão muito rápidas; auhsuahuahu. Capitulo maravilhosa da Nick; Aliais gente, cadê os comentários, vou começar a ser malvada e pedir comentários.
Para atualização! Como eu sou bem modesta; o próximo capitulo será muito bom, lógico como eu escrevi uma parcela mínima dele, estará ótimo!


Muito obrigada pelos comentários:

Shammy
Jean
Carla Lígia
Gina Luv
Josy
Paulinha Mark’s
Andréa Pismel
Luxúria Black (amamos a capa! Muito obrigada!)

COMENTEM! ;)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.