FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Pra mim você morreu


Fic: Não era ódio, era amor...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Se Draco recebeu mais algum berrador depois daquele ninguém ficou sabendo, afinal, aquele foi o único que chegou ao Salão principal. Não tinha mais medo de ser visto com Hermione, ficavam mais tempo juntos, bem mais tempo.
Logo todos esqueceram sobre o berrador e o tempo passou mais tranquilamente, até aquela manhã te quarta-feira, uma semana após o ocorrido. Estavam todos reunidos para o almoço no salão comunal como de costume. Rony, Harry e Hermione chegavam da aula de Transfiguração.
- Aula cansativa, não acharam? – perguntou Rony.
- Um pouco – respondeu Harry.
- O que você tem Hermione, não disse nada a manhã inteira... Está bem?
- Estou... – disse meio baixinho. Mas não se sentia muito bem, à alguns dias estava se sentindo estranha, mas resolveu não contar pra ninguém, afinal de contas, ia passar.
- Hum... não vai nem almoçar? Tome, o pudim de carne está delicioso – disse empurrando uma tigela para a garota que ao sentir o cheio da comida teve um sobressalto.
- Ah Rony, pelo amor de Deus! Tem certeza que isso ta bom mesmo?
- Claro que tenho! Não está bom Harry?
- Maravilhoso – disse o garoto com a boca cheia – mas a torta de frango ta melhor, pegue aqui ó... – foi a gota d’água para ela.
- Vocês estão loucos! – disse antes de sair correndo do salão, com as mão à boca, como se fosse vomitar.
- O que deu nela? – perguntou Rony à Harry, que ainda segurava a tigela com a torta de frango – a comida ta ótima!
Não demorou muito para ela descobrir o que realmente estava acontecendo. Assim que sua menstruação atrasou, ela teve certeza: estava grávida! Sentiu como se seu mundo fosse desabar afinal de contas, ter um filho aos 17, quase 18, anos não estava em seus planos, nem nos seus sonhos. Definitivamente o momento não era aquele, ainda mais na situação em que ela e Malfoy se encontravam. Sem a aprovação dos pais do garoto quanto ao namoro, e sem os pais da garota saberem sobre o namoro da filha.
Viu-se então em um dilema: contar à Draco ou esconder sobre a gravidez até que tudo se acertasse. Depois de pensar muito resolveu esperar mais um pouco, afinal não tinha certeza de nada.
Porém com o passar de mais duas semanas ela teve que admitir que realmente estava grávida. Naquela noite decidiu que na manhã seguinte contaria tudo à Draco, estava mais que na hora.


Se ela não conseguia dormir, Draco menos ainda, mas por motivos diferentes. Durante a manhã havia recebido mais um berrador de seu pai e isso o deixara preocupado, afinal de contas ele mentira para o pai quando disse que não namorava nenhuma garota da grifinória, quanto menos uma nascida trouxa, mas pelo berrador, que explodiu de novo, ele não acreditou muito: “Amanhã!”, isso fora a mensagem.


Era uma manhã chuvosa que destoava completamente dos dias anteriores de sol. Hermione acordou em seu dormitório e olhou para os beirais de sua cama pensando na noite anterior e na sua decisão.
Draco também acordou decidido a fazer algo que já deveria ter feito à muito tempo, mas não achava que podia. Porém agora era necessário! Desceu então para o salão e juntou-se aos colegas de casa. Evitou olhar para a garota na mesa da Grifinória, que não desgrudava o olhar por um segundo sequer. Ia falar com ela logo após o café da manhã, mas havia muita gente no salão aquele horário. Achou melhor marcar um encontro durante o horário vago que teriam aquela tarde, assim teriam mais privacidade.
Quando o sinal para o início das aulas tocou, Hermione correu em direção à Draco, que parecia fugir dela. Conseguiu alcança-lo quando ele passava pela porta de entrada da escola.
- Draco espera!
- Hermione...
- Draco, tenho que conversar com você...
- E eu também! – disse uma voz arrastada logo atrás do garoto. Era Lucius Malfoy. Draco virou-se rapidamente para encarar o pai e viu que este estava muito sério e olhava de Hermione para o filho.
- Pai...
- Agora você se lembra da sua família, não é Draco!
- Draco... – começou Hermione ao pegar na mão do garoto.
- Então é verdade! Vocês dois! É vergonhoso!
- Não! – interrompeu Draco.
- Como disse?
- Não... Não é verdade – disse soltando a mão da garota.

font face="Arial" size="2"> Evanescence - *-* Forgive Me *-*

Can you forgive me again?
Será que você me perdoa outra vez?
I don't know what I said
Eu não sei o que disse
But I didn't mean to hurt you
Mas eu não quiz te magoar
I heard the words come out
Eu escutei as palavras saindo
I felt like I would die
Senti que morria
It hurt so much to hurt you
Doi tanto te magoar


- Como que não é verdade? Eu estou vendo!
- O que você está vendo não é verdade! – disse firmemente – sou seu filho não sou? Não posso fugir de quem realmente sou, posso? E um filho seu nunca se relacionaria com gente assim – disse fazendo um sinal com a cabeça em direção à Hermione. Nesse meio tempo os alunos já iam se aglomerando em volta dos três.
- Draco... – disse Hermione sem entender nada.
- Como se atreve a me chamar pelo primeiro nome sua suja! – disse rispidamente.
- Como disse? – perguntou sem entender.
- É isso mesmo sua sangue...
- Chega! – disse ofegante – me explique o que ta acontecendo aqui...
- Claro – disse Draco se aproximando do pai – o que acontece é que eu sou Draco Malfoy e você é simplesmente Hermione Granger...
- Que! – ela não podia acreditar que aquilo realmente estava acontecendo – Mas Draco...

- PARE DE ME CHAMAR PELO PRIMEIRO NOME! SERÁ QUE VOCÊ NÃO PERCEBEU AINDA? NÃO HÁ NADA ENTRE NÓS!
Then you look at me
Depois você olha pra mim
You're not shouting anymore
Já nem diz nada
You're silently broken
Está silenciosamente "partido"
I'd give anything now
Agora daria qualquer coisa
to kill those words for you
pra apagar aquelas palavras de você


- Você disse... Disse que me amava...
- Você o que?! – espantou-se Malfoy.
- Eu nunca te amei de verdade – disse recuperando o tom de voz – se algo aconteceu entre nós, tenha certeza que não significou nada pra mim.
- ENTÃO VOCÊS TIVERAM ALGO! – bradou Malfoy.
- Não nego isso pai – disse olhando para o homem – mas não foi nada de grande importância.

Each time I say something I regret I cry "I don't want
to lose you."
Cada vez que digo alguma coisa, eu arrependo-me, eu
choro " eu não quero te perder"
But somehow I know that you will never leave me,
Mas de alguma forma eu sei que nunca me deixará

'Cause you were made for me
Porque você foi feito pra mim
Somehow I'll make you see
De alguma forma farei com que você perceba
How happy you make me
O quanto me faz feliz

- Nada de grande importância? Draco! E tudo que passamos?
- VOCÊ NÃO APRENDE MESMO NÉ? PRA VOCÊ É MALFOY! M-A-L-F-O-Y! NADA ALÉM DE SEXO, PRAZER E DESEJO! Desejo só se for da sua parte né, porque no que dependeu de mim, somente o sexo já bastava. Você se mostrou muito útil durante esse tempo. Não boa, mas útil – acrescentou ao se reaproximar dela e tocar em seu rosto.
- NÃO TOQUE EM MIM SEU NOJENTO! – disse se afastando dele. Harry e Rony estavam mais perto agora e não acreditavam no que viam.
- Não era isso que você me dizia todas aquelas noites da Sala Precisa, Granger!
- Em pensar que eu acreditei em você! Larguei o Rony, perdi meus amigos e agora estou g... – mas não terminou a frase, não deixaria ele saber nada sobre a gravidez, ele nunca saberia – estou...
- Está o que heim? Arrependida de ter deixado o Weasley? Que perda, não é?
I can't live this life
Eu não consigo viver esta vida
Without you by my side
Sem te ter do meu lado
I need you to survive
Eu preciso de você pra sobreviver

So stay with me
Por isso fica comigo
You look in my eyes and I'm screaming inside that I'm
sorry.
Olhe-me nos olhos e eu grito por dentro que estou
arrependida

- Pelo menos ele assumiria seus atos!
- Assumir você? E quem teria coragem heim? VOCÊ É FÁCIL GRANGER! ATÉ O IDIOTA DO WEASLEY ADMITIU ISSO! VOCÊ DORMIRIA COM QUALQUER UM QUE CHEGASSE E...
- CALE A BOCA MALFOY! – disse Rony se metendo na conversa e colocando-se ao lado de Hermione.
- Que lindo, o pobretão defendendo a pros...
- CALA A BOCA MALFOY! – disse Harry também se colocando ao lado de Hermione.
And you forgive me again
E aí me perdoa novamente
You're my one true friend
Você é o meu único verdadeiro amigo
And I never meant to hurt you
E eu nunca tive a intenção de te magoar

- Ah Potter, você já provou também? Então pode dizer, não é? A Granger é...
- Digna de respeito – disse Dumbledore, saindo do meio da aglomeração e colocando-se entre Draco e Hermione – e Você Draco, está expulso dessa escola.
- Não precisa me expulsar, eu saio! – assim dizendo deu as costas e saiu escola afora com seu pai, deixando para trás Hermione, não só com o coração partido, mas grávida de uma criança cujo pai, para a garota, estava morto!
- Pra mim você morreu – repetiu pra si mesma antes de desmaiar nos braços de Rony.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.