FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Feitiços para desarmar


Fic: Não era ódio, era amor...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 1 – Feitiços para desarmar

 Alex Band - Tonight

O retorno a Hogwarts era sempre algo prazeroso para Harry, Rony e Hermione, especialmente para Harry, que tinha a oportunidade de deixar a Rua dos Alfeneiros durante o ano todo. Mas de uns tempos pra cá não era somente ele que sentia uma enorme vontade de retornar à escola; desde que Rony e Hermione começaram a namorar, no final do quinto ano, o ruivo passou há contar os dias para o começo do ano letivo.
Não demorou muito para esse desejo se tornar realidade... O dia primeiro de Setembro chegou espantosamente rápido e logo as aulas começaram novamente. Como de costume eles foram para a Plataforma 9 ¾ para pegar o Expresso Hogwarts e em questão de poucas horas eles estariam na escola.




Já no trem Rony e Hermione seguiram para a cabine dos monitores, deixando Harry juntamente com Neville em outra cabine mais a frente. AS reuniões na cabine dos monitores até que eram legais, se não fosse pela presença de Malfoy, o garoto sempre ficava implicando com os demais, achava-se o melhor em tudo e ainda por cima, viva ofendendo Hermione, mas agora Rony não agüentaria mais ouvir as ofensas do garoto. Prometera a Hermione revidar assim que ele abrisse a boca, algo que ela não aprovou...
Chegando na cabine tudo que Rony menos queria aconteceu: ofensas.
- Ah Granger, você voltou para a escola? Não me diga que terei que aturar você por mais um ano! Pensei que o Ministério já havia assinado a lei que proibia sangues-ruins de estudar em Hogwarts... – disse em meio aos risos.
- Bom dia pra você também, Malfoy – respondeu a garota com indiferença.
- Bom dia por que? Nenhum dia pode ser bom quando vejo essa sua cara lanzuda...
- Cale a boca Malfoy, não vou aturar mais você falando assim dela! – disse Rony já com a varinha em punho.
- Opa, opa... Defendendo a Granger é? Não me diga que vocês...
- Não enche Malfoy... – interferiu a garota, pegando na mão de Rony – vamos Rony, o trem já vai sair...
- Vocês estão juntos é? – perguntou, mesmo que Rony e Hermione lhe tenham dado as costas, mas agora perguntava sem aquele sarcasmo de sempre.
- E isso mudaria sua vida? – perguntou a garota por cima do ombro.
- O que te faz pensar que VOCÊ mudaria minha vida? Se enxerga Hermione! – respondeu meio sem jeito pela pergunta. A menina, por sua vez, espantou-se ao ouvir Malfoy chamando-a pelo primeiro nome. Seguiram então para dentro da cabine, mas pelo resto da viagem o loiro nem se quer olhou na direção do casal.




A discussão com Hermione ficou martelando na cabeça de Malfoy durante o resto da noite, até mesmo na hora de dormir. Como que aquela sangue-ruim estava namorando aquele pé rapado do Weasley? O que ele tem pra oferecer a ela? Nada!
Pegou-se pensando nela mais do que gostaria e isso o deixou intrigado, não tinha sono, apenas dúvidas, uma pior que a outra. Era praticamente quatro da manhã quando resolveu fechar os olhos, mas mesmo não se sentindo cansado, acabou adormecendo...




Acordou na manhã seguinte em cima da hora para o café da manhã, sentia-se mais cansado que na noite anterior, seu sono foi perturbado por sonhos desconexos, sonhos que temia relembrar...
Desceu então para o salão principal e foi se juntar com os demais colegas da Sonserina. Estava mal humorado, bastou sentar à mesa da Sonserina para seus olhos irem parar direto em uma certa garota da Grifinória. Seu humor piorou mais ainda, se possível, quando viu que ela e Rony se beijavam; nem reparou que Grabe o chamava havia alguns minutos.
- Hei cara, você está bem? Estou te chamando faz tempo, você parece...
- Estou bem Goy... Grabe!
- Ah, está bem. Então, estava comentando com o Goyle sobre a Granger e o Weasley, juntos! Perfeito, não? O pobretão e a san...
- Não se atreva em falar no nome dela Grabe! – disse o garoto em tom ameaçador, apontando ferozmente o garfo para Grabe – quer saber, to sem fome! – disse jogando o talher na mesa e saindo do salão, esbarrando propositalmente no casal.
Voltou para o Salão Comunal da Sonserina até a hora da aula de feitiços, jogou-se de qualquer jeito em uma das poltronas de couro negro que estavam dispostas em torno à uma lareira apagada. Ficou ali com inúmeros pensamentos na cabeça.
- Garotinha idiota! Pensa que sabe tudo! Insuportável! – completou jogando um pedaço de pergaminho, que estava ao chão, dentro das cinzas – O que ela vê naquele idiota? Por que estou tão preocupado, afinal, ele nem se compara a mim... – de repente sentiu como se suas idéias se conectassem instantaneamente – Ai meu Deus! Eu não posso estar gostando daquela sangue-ruim, definitivamente não!




Por pouco ele não perdeu a hora da aula. Chegou bem em tempo de ouvir o professor Flitwick dizendo algo sobre um sorteio.
- Sortearei vocês em duplas para poderem praticar os feitiços de desarmamento. Peço que vocês escrevam seus nomes em um pedaço de pergaminho e coloquem aqui sobre a minha mesa.
Todos sabiam que não era uma boa idéia misturar Grifinória e Sonserina para uma aula prática de desarmamento, mas não sabiam como dizer isso ao professor sem começar uma briga entre as casas, resolveram então aceitar a idéia.
Nem todos se misturaram; Harry, por exemplo, iria praticar com Simas Finigan, Rony com Dino, mas Hermione praticaria com Nott, um dos seguidores de Draco, que praticaria com Grabe. Quando viu que Hermione estava com Nott, viu a oportunidade perfeita para ir falar com ela, se bem que o que queria mesmo era irritar.
- Nott, hei! Vá com o Grabe, não acho prudente ficar arremessando ele pela sala todas as vezes que ele tentar me enfeitiçar...
- Meio presunçoso da sua parte, não é Malfoy? – disse a garota meio irônica.
- Você não faz idéia – disse lançando-lhe um olhar que gelou sua espinha. Hermione sentiu o rosto queimar, mas desviou rapidamente o olhar e viu que os demais já haviam começado.
- Bom, vamos...
- Rictusemp...
- Impedimenta! – gritou antes mesmo que ele terminasse o feitiço, que batei em uma barreira invisível e retornou para o garoto, fazendo ele se contorcer de cócegas – finite! – completou para o feitiço cessar.
- Não preciso da sua ajuda! Levi...
- Expeliarmos! – e agora a varinha de Malfoy voou alguns metros e parou exatamente na mão da garota.
- Não é o que parece... – disse balançando a varinha entre os dedos – tome, vamos continuar, tenta bloquear este...
- Você não é a professora, Granger!
- Estou tentando te ajudar!
- Não preciso da SUA ajuda – disse baixinho para que ninguém, além deles, escutasse o que diziam.
- Talvez de você deixasse o seu maldito orgulho de lado...
- O que, você iria me ajudar? E quem disse que eu iria aceitar?
- Colucorpus
- Expel... – mas estava com os braços e pernas colados, não conseguira bloquear o feitiço.
- Finite! – ela então se aproximou e disse próximo ao seu ouvido – Eu também não ganharia nada se soubessem que estou te ajudando, pense bem... – assim dizendo saiu para a aula de Artimancia, deixando o garoto, ainda ao chão, com a cabeça mais cheia de dúvidas.
Não se viram mais pelo resto do dia. Durante a noite chegou à conclusão que, se ninguém soubesse sobre as aulas, não haveria problema algum.




Na manhã seguinte estava decidido a falar com a garota, longe de todos logicamente. Quando estavam no caminho para as masmorras, de longe ele mirou um feitiço na mochila de Hermione, fazendo com que ela se rasgasse pó completo. Cerca de uns seis livros, muitas penas, tinteiros e inúmeros rolos de pergaminho rolaram pelo chão.
- Podem ir, encontro vocês na sala – ouviu ela dizendo
Mas para o seu azar, Rony resolveu ficar para ajudar, resolveu então agir de outra maneira. Esperou até que ela guardasse quase todo o material, pegou então um de seus próprios pergaminhos. Nele escreveu: “hoje, às 19:00 sala do sétimo andar”. Enrolou-o novamente e foi em direção à garota.
- Pegou a mochila do Weasley, heim Granger? – a garota olhou para cima e viu Malfoy com o pergaminho enrolado na mão – mais cuidado na próxima, não quero ter que fazer uma boa ação, muito menos pra você! Tome, um de seus pergaminhos.
A essa altura ela e Rony e Hermione já estavam de pé, o material já estava de volta na bolsa, magicamente consertada.
- Obrigada – disse pegando o pergaminho ainda enrolado.
Ela sabia que aquele não era um de seus pergaminhos, então resolveu apenas guarda-lo no bolso das vestes e ver depois o que Malfoy resolvera. Quando retornou ao salão comunal, pouco antes do almoço, subiu para o dormitório para poder ler o tal pergaminho, ao ver que Malfoy havia aceitado sua proposta, sentiu uma certa excitação, mas ao mesmo tempo, ao ver o horário proposto, pensou no que poderia fazer para não ser vista por ninguém, especialmente por Rony. Não queria nem que seu namorado soubesse das aulas com Malfoy, só não sabia o porque não confiar a Rony esse segredo...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.